Arbitragem feminina marca o esporte de Jandira

Segundo o Secretário de Esporte, Lazer e Recreação, Abílio Kouzmin, “o bom árbitro é aquele que sabe disciplinar o jogo”

Durante os campeonatos que estão acontecendo na cidade, as partes de bastidores funcionais do jogo são conhecidas como árbitros. Dentro das quatro linhas, a organização do todo, é a visão final referente ao andamento de cada disputa. Diante disso, Abílio Kouzmin, Secretário de Esporte, Lazer e Recreação afirma: “aqui em Jandira damos espaço a isso.”

A visita e a arbitragem de alguns jogos dentro dos campeonatos recorrentes foram apitados por árbitras, quesito não só de representatividade, mas de distinção que acontece dentro da cidade de Jandira, algumas dessas situadas pela FIFA (Federação Internacional de Futebol Associado), trazendo para dentro do município uma importância ainda maior para a seriedade como o esporte.  

Ao todo foram quatro árbitras que fizeram parte dos jogos que aconteceram e que seguem acontecendo, organizados pela Secretaria de Esporte, situada nas proximidades das arenas, campos que costumam receber os jogos. O corpo técnico apontado por mulheres foi dos seguintes nomes:

  • Andréa Santana;

  • Regiane Pimenta;

  • Larissa Santos;

  • Aline Natália.

A árbitra Regiane fez a primeira semifinal entre Vila Pop 2 x 0 Cartolla. No dia (19), o jogo foi apitado por Andréa essas 4 meninas que fizeram a arbitragem da semifinal da Copa Jandira de Futebol e início oficial da Série Bronze de Futebol.

“Para mim, o ponto principal é o espaço que o esporte proporciona, porque se tem algo que é democrático é o esporte. Ele não olha gênero. Não importa o sexo. No final de tudo, as conquistas são méritos e, reconhecidamente por igualdade, é sobre você trazer e dar esse espaço para as meninas, enxergar e valorizar a capacidade delas, enfatizou Kouzmin.

Receba no seu WhatsApp gratuitamente!