Três pré-candidatos a prefeito de Carapicuíba são investigados

capa 2Investigações do ministério Público Estadual, que apura suposta fraude em concursos públicos em Carapicuíba pode tirar do pleito eleitoral três pré-candidatos a prefeito na cidade de Carapicuíba.
A Polícia Civil sob o comando do delegado Marcelo José do Prado, com o suporte da promotora de Justiça Eleitoral, Sandra Reimberg, cumpriram mandados de busca e apreensão no gabinete de seis vereadores da cidade de Carapicuíba. Os investigadores procuravam documentos que pudessem comprovar a prática de crime eleitoral por suposta fraude em concurso público para contratação de agentes comunitários de saúde pela prefeitura.
De acordo com as investigações do MP, as fraudes aconteciam no momento da contratação dos agentes. Apesar dos concursos, o edital de chamamento dos melhores colocados no processo seletivo não era cumprido. Com isso, eram convocadas pessoas indicadas pelos vereadores: Nenê Crepaldi (PPS), Jeferson  Macedo (PSDB), Carlos Japonês (PPS), Abraão Júnior (PSDB), Alexandre Pimentel (PC do B) e Elias Cassundé (PPS) são investigados
Os parlamentares teriam infringido o artigo 299 do Código Eleitoral, relacionado à compra de votos. Se configurado o crime, os vereadores envolvidos podem pegar até quatro anos de prisão. “A investigação está se iniciando e com base nessa documentação teremos condições de verificar melhor o que está acontecendo ao ouvir outras testemunhas e também os investigados”, disse Sandra Reimberg. A promotora chamou a atenção para documentos encontrados no gabinete de Jefferson Macedo. No local, além de papéis relacionados ao objeto da ação, também foram encontrados outros de processos seletivos realizados em 2013 e 2014.
Abraão Júnior (PSDB), Alexandre Pimentel(PC do B) e Elias Cassundé (PPS) são pré-candidatos a prefeito e pretendem disputar a sucessão de Sérgio Ribeiro. Com o desenvolvimento das investigações fica mais difícil sustentar a candidatura caso as denúncias apontadas sejam comprovadas. O RH da prefeitura, e a extensão dos gabinetes dos envolvidos também foram alvos de busca e apreensão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.