Tratamentos e exercícios para eliminar o culote

Graças aos avanços da estética corporal, já existem uma série de tratamentos que podem ser associados a uma dieta equilibrada e prática de exercícios físicos para eliminar o culote.

Chegou a hora de conferir quais tratamentos, exercícios e cirurgias podem resolver o problema, ficando de olho nas dicas para acabar com o culote. 

Pronta para saber mais sobre o assunto? Continue sua leitura até o final!

Dicas para acabar com o culote

O culote é aquele temido acúmulo de gordura localizada na região do quadril, que afeta várias mulheres em todo o país.

Embora alguns casos sejam resolvidos sem cirurgia plástica, outros só são beneficiados com a realização de tratamentos estéticos invasivos. 

Por esse motivo, vamos conferir dicas de tratamentos e exercícios para eliminar o culote e minimizar a problemática com a questão. Vamos conferir?

Dica 1: Faça exercícios para fortalecer pernas, coxas e quadril

Na hora de perder o culote, realizar exercícios localizados para as coxas vão deixar o quadril mais modelado e diminuir os culotes.

O indicado é realizar atividades durante todos os dias da semana e esperar pelo menos dois meses para ver os primeiros resultados.

Exercícios como corrida parada, agachamentos com salto, agachamentos com abertura de pernas na frente e abertura de pernas deitada tendem a ser excelentes para o problema.

Mesmo que você pense que não tem tempo para realizá-los, cinco minutinhos diários são suficientes e podem fazer uma diferença brutal, acredite!

Dica 2: Alie um tratamento de radiofrequência na região

A radiofrequência é um tratamento estético não cirúrgico que age contra a gordura localizada e as temidas celulites, ajudando a reduzir o culote.

Geralmente, a técnica também é muito indicada para a barriga, deixando toda a silhueta ainda mais definida.

Na região do culote, os resultados da radiofrequência minimizam a gordura localizada e agem promovendo uma pele mais firme e resistente, melhorando todo o aspecto da região. 

Dica 3: Tenha uma alimentação equilibrada

De nada adianta recorrer a tratamentos se você não cuidar da sua alimentação, deixando-a saudável e equilibrada de acordo com suas necessidades nutricionais.

Uma dieta rica em vegetais, frutas e poucas gorduras é muito indicada, principalmente para pessoas que são magrinhas, mas mesmo assim apresentam tendência genética ao acúmulo de gordura nessa região (você já deve ter conhecido alguém que é assim, certo?).

A ingestão de pelo menos dois litros de água por dia também ajuda bastante! O metabolismo fica acelerado e todas as reações ocorrem de maneira mais harmonizada, facilitando a perda das gordurinhas da região. 

Se possível, consulte um nutricionista que possa propor a dieta mais adequada para o seu caso, colocando sempre a saúde em primeiro lugar. 

Dica 4: Foque nos exercícios aeróbicos

Os exercícios aeróbicos são modalidades excelentes para agir contra a gordura localizada. Isso ocorre porque o músculo, durante sua realização, retira a energia dos acúmulos de gordura naturais do corpo, fazendo com que o culote diminua naturalmente.

Nesse sentido, algumas modalidades são mais indicadas, como: corrida, natação, bicicleta, jump e dança. 

Além disso, o metabolismo acelera e a queima calórica se torna ainda mais eficiente, definindo melhor a silhueta e quadril!

Dica 5: Faça sessões de lipocavitação

Outro tratamento estético muito empregado na região dos culotes é a lipocavitação, que faz o uso de um aparelho que emite ondas de ultrassom para agir contra a gordurinha localizada.

Seu mecanismo de ação gera a quebra da célula de gordura e deve ser associada a realização de exercícios aeróbicos já no fim da sessão.

Também chamada de “lipo sem cortes”, a técnica também pode ser feita em outras regiões corporais, como abdômen, braços, covas, flancos, papada e costas, acabando com a gordurinha do sutiã – que também incomoda bastante gente. 

Dica 6: Aproveite os benefícios da drenagem linfática

A drenagem linfática é um tipo de massagem que pode ajudar bastante a modelar a região do culote e reduzir o acúmulo das gordurinhas na área.

Ela age estimulando a circulação e ajuda o organismo a se livrar do excesso de líquido e toxinas, atuando sobre as células de gordura afim de minimizá-las.

E não é só nos culotes que os resultados são positivos! A drenagem apresenta uma série de benefícios para a saúde e estética, como:

  • Aumento do bemestar;
  • Diminuição da retenção de líquidos e inchaço;
  • Aceleração dos processos de cicatrização do corpo;
  • Redução de complicações como a fibrose;
  • Melhora do fluxo sanguíneo e circulação. 

Dica 7: Recorra a cirurgias plásticas

Caso dietas e exercícios não te ajudem, você pode recorrer a realização de cirurgias plásticas como a hidrolipo e a lipoescultura

A hidrolipo é um procedimento menos invasivo que as lipos convencionais, sendo efetivo para remover a gordura localizada da região do quadril.

Ela não envolve tantas complicações e tem a recuperação muito mais tranquila do que a lipo normal, representando uma menor retirada de gordura. 

Desde que não esteja com sobrepeso ou não tenha contraindicações para o procedimento, qualquer pessoa pode se beneficiar com sua realização, se tratando de uma “mini-lipo”. 

Já a lipoescultura tende a ser uma técnica um pouco mais complexa, que envolve a retirada de gordura com lipoaspiração do culote para aplicação em outro local (lipoenxertia), como o bumbum ou as mamas. 

A recuperação tende a ser um pouco mais chata que da hidrolipo, mas promete um contorno corporal ainda mais atraente.

Considerações finais

Embora ninguém goste dos culotes, é bom saber que existem tratamentos e alternativas para minimizá-los!

Desde a realização de atividades físicas, dietas equilibradas, tratamentos estéticos e cirurgias plástica, tem opções para todos os casos!

Se mesmo com toda a rotina de exercícios e dieta você não conseguir minimizar o problema, talvez seja hora de procurar um cirurgião plástico para conferir as opções de tratamento indicadas. 

Mas não se preocupe, o problema tem solução!

Gostou do conteúdo de hoje sobre dicas para eliminar o culote? Comente logo abaixo suas dúvidas – estamos prontos para atendê-la!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.