Teatro na janela retoma sua programação

O grupo Esparrama retomou em Janeiro sua temporada de apresentações com o espetáculo Esparrama pela Janela, que conta a história de um morador do Minhocão, que cansado do caos e barulho da cidade, resolve subverter o ambiente em que vive e transforma tudo em música. A partir desta transformação, um universo mágico se estabelece e é aí que a magia começa! Um casal de monstros, um seresteiro gigante, uma princesa, um anão dançarino, duas vizinhas fofoqueiras e outros seres divertidíssimos tomam conta deste espaço e dão vida ao famoso teatro na janela, que vem atraindo milhares de pessoas aos finais de semana para o Minhocão, buscando um pouco de arte e cores em meio à cidade cinza.

Com o espetáculo Esparrama pela Janela, que estreou em 2013, o Grupo Esparrama atraiu os olhares da crítica especializada, da imprensa nacional, internacional e ganhou notoriedade. Com o projeto ainda sendo realizado de forma independente, foi contemplado com importantes prêmios do teatro: Prêmio FEMSA de Teatro Infantil e Jovem (Categoria Revelação – pela direção – e Prêmio Crystal Eco de Sustentabilidade) e o Prêmio da Cooperativa Paulista de Teatro, na categoria Melhor Ocupação de Espaço.

Entre os parceiros do projeto de teatro na janela, está o grande cenógrafo Jaime Pinheiro, responsável pela confecção da fantástica janela azul que acabou virando referência do projeto do Esparrama. Como diretor de arte, Jaime também assumiu as funções de aderecista e bonequeiro durante toda a jornada do teatro na janela, criando bonecos que encantaram o público.

Agora, com o projeto “NAVEGAR”, contemplado pela 29ª edição do Programa de Fomento ao Teatro, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, que é uma lei que reconhece e apoia projetos de grupos de teatro que apresentam um trabalho de pesquisa contínua de relevância para a cidade, o grupo dá continuidade à sua pesquisa, convida mais um grande time de peso de artistas e promove uma série de ações especiais que promete surpreender o público mais uma vez. Serão oficinas, exposições, ciclos de conversas, apresentações de seus dois espetáculos criados para a janela (Esparrama pela Janela e Minhocão na Cabeça) e ao final desta jornada, a criação de seu mais novo espetáculo para este espaço.

“Graças a este Fomento nós poderemos estabelecer um trabalho contínuo, verticalizando pesquisas, aprofundando treinamentos e compartilhando com o público não apenas nossos espetáculos, mas também um pouco da nossa trajetória com o trabalho de palhaço e de canto”, comenta Iarlei Rangel, diretor do Grupo Esparrama.

O projeto NAVEGAR começa com a oficina de Manipulação Direta, ministrada pelo artista André Mello e é seguido por uma temporada do consagrado espetáculo Esparrama pela Janela, que se inicia no dia 22 de janeiro. Ao longo dos próximos meses, o Grupo Esparrama promete navegar por essa cidade, redescobri-la e convida o público para uma linda e intensa jornada cheia de surpresas e descobertas.

De volta com o teatro na janela e junto com o público, o Grupo Esparrama quer reafirmar a apropriação e utilização desse espaço como um local permanente de convívio com a arte, atuando também como forma de transformação social. “Pretendemos continuar transformando, trocando experiências e acima de tudo crescendo com essa troca! Ouvir, aprender e quem sabe multiplicar ações que modifiquem a vida dos moradores da região para melhor!”, diz Iarlei Rangel, diretor do Grupo Esparrama.

 

Para embarcar neste projeto e saber como participar das ações e atividades, acesse as páginas do grupo nas redes sociais: facebook.com/esparrama e www.instagram.com/grupoesparrama.

 

Grupo esparrama apresenta Esparrama pela janela

 

Um morador de um dos prédios do Minhocão, cansado de tanto barulho da cidade, resolve transformar o caos que entra pela sua janela em música, a partir desta subversão se estabelece um universo mágico protagonizado por personagens fantásticos: amenina/princesa que mora num prédio/castelo; o palhaço que dá vida ao casaco de sua amada; o seresteiro gigante; o esportista dançarino, as fofoqueiras da janela e até mesmo uma família de monstros. Por meio de muita risada e poesia essa turma mostra outras possibilidades de enxergar o caos da cidade.

Temporada: Domingos de 22/janeiro a 12/fevereiro

Local: No Minhocão (Elevado Costa e Silva), altura do número 158 da Avenida Amaral Gurgel, entre as alças de acesso do Metrô Santa Cecília e a Rua da Consolação

Horário: 16h00 – Classificação: Livre – Duração: 45 minutos

Acesso do público: Pelas alças de acesso do Minhocão no Metrô Santa Cecília ou da Rua da Consolação. Nestes pontos haverá sinalizações indicando o local da apresentação. No caso de chuva, o espetáculo não acontece.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*