Editorial: Vôlei

Na volta de Claudinha, Vôlei Osasco-Audax vence o Sesc-RJ

A vitória naquele que é considerado o maior clássico do vôlei mundial é do Osasco-Audax. A equipe comandada pelo técnico Luizomar bateu o Sesc-RJ por 3 sets a 2, com parciais de 25/23, 22/25, 21/25, 25/23 e 15/9, em 2h16min, na noite desta sexta-feira (22), no ginásio José Liberatti. A partida foi válida pela oitava rodada da temporada 2018/19 da Superliga Cimed e, como é tradicional, a torcida osasquense lotou as arquibancadas e deu um verdadeiro show ao incentivar suas atletas da primeira até a última bola.

A oposta norte-americana Hooker foi a maior pontuadora e recebeu o troféu VivaVôlei. Mas quem também teve sua comemoração particular foi Claudinha. Recuperada de uma lesão no tornozelo, a levantadora iniciou uma partida pela primeira vez em 2019. E ditou o ritmo de Osasco até a vitória. “Voltar com uma vitória em um clássico e contra um adversário direto na tabela é muito bom. Acho que a nossa equipe precisava de uma vitória dessas para dar aquele algo a mais no nosso trabalho, que vem sendo feito com muita dedicação desde o início da temporada”, afirmou a atleta, que completou. “Agora é levar essa vibração para todos os jogos e seguir assim, com garra, sem nunca desistir, mesmo nos piores momentos. Hoje foi assim, fomos buscar o placar com seriedade e agressividade. O campeonato está aberto e só depende da gente”.

O técnico Luizomar elogiou a postura tática e a garra de sua equipe. “O saque entrou e nosso sistema defensivo funcionou bem. Esse time tem muito brio, é batalhador e mostramos isso, mais uma vez, conquistando a vitória em um grande jogo”, avaliou o treinador. “Não poderia deixar de agradecer a nosso grande torcida. De novo vimos o José Liberatti lotado e nossos torcedores nos empurraram nos momentos cruciais. Essa energia fez a diferença. Quando colocamos toda nossa vibração em quadra, com a torcida vindo junto, somos um time difícil de ser batido”, completou.

O jogo – Com duas marteladas de Hooker, Osasco fez 2/0. Mas, como previsto, o jogo começou equilibrado. Com uma série de cinco saques iniciada com um ace, Claudinha foi decisiva para que sua equipe abrisse cinco pontos (13/8). Equilibrado em quadra, as comandadas de Luizomar mantiveram o foco mesmo quando o Rio encostou e empatou no 21/21. Nesse momento coube a Hooker decidir. A oposta norte americana marcou os quatro últimos pontos. Depois de três pancadas, encaixou uma largadinha para garantir a vitória das donas da casa por 25/23.

O Vôlei Osasco correu atrás do Sesc no placar durante todo o segundo set. Com problemas na recepção, viu o adversário abrir vantagem. Quando marcou 14/8, Luizomar colocou Paula Pequeno em quadra para tentar ajustar o passe. Aos poucos o time foi melhorando e com grande atuação de Walewska, tanto no ataque como no bloqueio, baixou a diferença para um ponto (22/21). Porém, a dificuldade para receber o saque das cariocas acabou sendo decisiva para o resultado, que foi favorável ao adversário por 25/22.

O terceiro set começou equilibrado. Com o time do Rio na frente, Luizomar precisou pedir tempo para acalmar suas atletas após um erro de arbitragem (marcou bola dentro após Walewska explorar o bloqueio e a bola cair fora). O placar apontava 8/4 para as adversárias. Ainda com problemas no passe, Paula Pequeno voltou à quadra quando o Sesc fez 11/6. O time osasquense melhorou e entrou na briga pela vitória na parcial. Conseguiu o empate no 14/14, mas a virada não veio. O Sesc voltou a manter a diferença em uma média de três pontos e fechou em 25/21.

Hooker enfiou a mão da saída de rede para colocar Osasco na frente no quarto set (11/10). Com outra grande sequência de saques de Mari Paraíba, o Audax abriu 15/10. Até o árbitro cometer novo erro e dar cartão vermelho à capitã Walewska, que questionou uma marcação. Uma vez mais, Luizomar precisou pedir tempo para colocar a casa em ordem. A vantagem que era de cinco pontos, caiu para um (15/14). Deu certo. As donas da casa voltaram a comandar o placar e fizeram 19/14 após mais um cartão vermelho, desta vez para o time carioca. Empurrado pela torcida, foi para cima, Chegou ao set point com um ace de Natasha (24/19) e fechou com Lorenne na bola de xeque: 25/23.

Duas pancadas de Hooker e um ace de Mari garantiram o 3/0 no quinto set e obrigaram o Sesc a pedir tempo. A ponteira seguiu no serviço até o 5/0. O placar chegou a 7/1, mas quando o Rio encostou (7/4), Luizomar pediu tempo. Com um ataque de Leyva, que explorou o bloqueio, as donas da casa chegaram à virada de quadra na frente (8/4). Quando fez 10/5, o Sesc parou a partida novamente. O match point veio com mais um ace de Mari (14/8). A vitória chegou com um bloqueio de Hooker: 15/9.

Vôlei Osasco-Audax entrou em quadra com Claudinha (2), Hooker (33), Walewska (12), Nati Martins (3), Mari Paraíba (13), Angela Leyva (7) e a líbero Camila Brait. Entraram: Carol Albuquerque, Lorenne (1), Kika, Paula Pequeno (3), Natasha (2). Técnico: Luizomar de Moura.

O Sesc-RJ entrou em quadra com Roberta (7), Monique (15), Peña (15), Drussyla (11), Juciely (15), Bia (19) e a líbero Gabi. Entraram: Kasiely, Carol Leite, Kosheleva (3). Técnico: Bernardinho.

Ativação em quadra – Além de incentivar a equipe em quadra, o torcedor do Vôlei Osasco-Audax tem a oportunidade de participar de atividades antes e durante as partidas. Logo na entrada do ginásio, a loja Osasco Vôlei Store oferece opções de produtos oficiais, com destaque para as camisetas casuais e uniformes de jogo. Os compradores concorrem a assentos especiais para assistir a partida. A mascote Raposinha, do Grupo Resek (Reserva Raposo), interage com as pessoas nas arquibancadas antes do apito do árbitro e no intervalo entre os sets. E clientes do Cartão Bom que usarem o aplicativo VOUD para recarga têm acesso prioritário ao José Liberatti.

Equipe para a temporada 2018/19 – O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Novos patrocinadores – Para a temporada 2018/19, o Osasco Voleibol Clube conta com novos patrocinadores: Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek (Reserva Raposo), Autopass (Cartão BOM) e Icone.

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 2º TURNO
18/01 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 São Cristóvão Saúde/São Caetano – Osasco
25/01 – Sesi Vôlei Bauru 3 x 2 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Bauru
29/01 – Pinheiros 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Paulo
08/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Hinode Barueri – Osasco
12/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Balneário Camboriú – Osasco
15/02 – Minas Tênis Clube 3 x 1 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Belo Horizonte
22/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 2 Sesc-RJ – Osasco
26/02 – 19h30 – Dentil/Praia Clube x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Uberlândia
08/03 – 19h – VÔLEI OSASCO-AUDAX x Curitiba Vôlei – Osasco (Globoesporte.com)
12/03 – 20h – Fluminense x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio de Janeiro
15/03 – 21h30 – VÔLEI OSASCO-AUDAX x BRB/BRASÍLIA Vôlei – Osasco (Canal Vôlei Brasil)

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 1º TURNO
16/11- São Cristóvão Saúde/São Caetano 1 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Caetano
20/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 Sesi Vôlei Bauru – Osasco
23/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 2 x 3 Pinheiros – Osasco 
27/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Fluminense – Osasco
04/12 – Hinode Barueri 2 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Barueri
7/12 – Balneário Camboriú 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Camboriú/SC
14/12 – Sesc-RJ 3 x 0 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio De Janeiro/RJ 
18/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Minas Tênis Clube – Osasco 
21/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Dentil/Praia Clube – Osasco
8/1 – Curitiba Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Curitiba/PR
11/1 – BRB/BRASÍLIA Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Brasília/DF

Vôlei Osasco-Audax tem vitória tranquila sobre Balneário Camboriú

O Vôlei Osasco-Audax derrotou o Balneário Camboriú na noite desta terça-feira (12), no ginásio José Liberatti, pela sexta rodada do returno da Superliga Cimed. Embalada por sua vibrante torcida, a equipe comandada pelo técnico Luizomar venceu por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/13 25/16, em 1h10min. Hooker foi a maior pontuadora pela quinta partida consecutiva pela competição nacional, e o troféu VivaVôlei foi entregue para a líbero Camila Brait. Agora, a equipe segue para Belo Horizonte, onde enfrenta o Itambé Minas na sexta-feira (15).

Camila Brait destacou a dedicação de toda a equipe de Osasco. “Começamos um pouco devagar, mas nos mantivemos unidas, colocamos a cabeça no lugar, conseguimos sacar bem, desenvolver o plano tático do Luizomar e conquistamos mais uma vitória importante”, afirmou a líbero, que completou. “No terceiro set, o Luiz colocou as meninas que tem ficado no banco para ganhar ritmo (Vivi, Domingas, Lorenne e Natasha) e foi legal. Isso é importante para todas ganharem ritmo, especialmente a Claudinha, que está voltando de lesão”.

Luizomar elogiou a postura de sua equipe diante de um adversário que ocupa a última posição na classificação da Superliga. “Jogamos com responsabilidade e respeito. Camboriú tem uma comissão técnica que poderia dirigir qualquer equipe da Superliga. São grandes profissionais que estão lutando na temporada de estreia, inserindo novas atletas na voleibol brasileiro. Torço muito para que esse projeto siga em frente. Viemos de um grande vitória na rodada passada (3 a 0 sobre Barueri) e as meninas estão de parabéns porque jogaram concentradas e com seriedade”, analisou.

O jogo – O jogo começou com Camboriú forçando o saque e abrindo 4/0. Com um ace, Mari deixou tudo igual: 4/4. Com Walewska na bola de china, Osasco passou à frente no 7/6 e fez a vantagem aumentar. Com Hooker no serviço e aproveitando os contra-ataques, colocou seis pontos de frente (12/6). No final, as adversárias voltaram a encostar e empataram (23/23). Mas um ataque de Hooker da entrada da rede e um ace de Nati Martins deram número finais a parcial: 25/23.

Osasco voltou com tudo para o segundo set. Mari só saiu da linha de saque no 5/1. Wal fez 10/4, novamente na bola de china. Com dois aces seguidos, Mari garantiu o 16/7 no placar. Sem perder o foco, o time deu um show de defesa no 20/9, com destaque para a garra de Claudinha, Mari e Camila Brait para salvar três bolas. A vitória na parcial veio com mais um bom saque da ponteira Mari Paraíba, que quebrou o passe do adversário e permitiu que Nati fizesse o ponto decisivo na bola de xeque para fechar em 25/13.

Natasha e Claudinha entraram no final do segundo set e seguiram em quadra no terceiro. A central virou um bom ataque para fazer 6/3 para Osasco e ainda engatou dois aces (13/6). A levantadora manteve a variação ofensiva e também conseguiu dois pontos diretos de serviço (18/9). Controlando a partida, as comandadas de Luizomar chegaram a vitória na parcial por 25/16 e a partida por 3 a 0.

Vôlei Osasco-Audax entrou em quadra com Carol Albuquerque (1), Hooker (16), Walewska (5), Nati Martins (12), Mari Paraíba (7), Angela Leyva (6) e a líbero Camila Brait. Entraram: Claudinha (3), Lorenne (3), Natasha (6), Domingas (1), Vivi e Kika (1). Técnico: Luizomar de Moura.

O Balneário Camboriú entrou em quadra com Ariele (5), Pri Hekdes (1), Ivna (12), Paula, Adri Vilvert (2), Ariane (4) e a líbero Silvana. Entraram: Raquel (4), Ju Nogueira (4), Sabrina, Ana Guth (1). Técnico: Maurício Thomas.

Equipe para a temporada 2018/19 – O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Novos patrocinadores – Para a temporada 2018/19, o Osasco Voleibol Clube conta com novos patrocinadores: Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek (Reserva Raposo), Autopass (Cartão BOM) e Icone.

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 2º TURNO
18/01 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 São Cristóvão Saúde/São Caetano – Osasco
25/01 – Sesi Vôlei Bauru 3 x 2 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Bauru
29/01 – Pinheiros 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Paulo
08/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Hinode Barueri – Osasco
12/02 – 19h30 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Balneário Camboriú – Osasco
15/02 -21h30 – Minas Tênis Clube x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Belo Horizonte (SPORTV)
22/02 -21h30 – VÔLEI OSASCO-AUDAX x Sesc-RJ – Osasco (SPORTV)
26/02 – 19h30 – Dentil/Praia Clube x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Uberlândia
08/03 – 19h – VÔLEI OSASCO-AUDAX x Curitiba Vôlei – Osasco (Globoesporte.com)
12/03 – 20h – Fluminense x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio de Janeiro
15/03 – a definir – VÔLEI OSASCO-AUDAX x BRB/BRASÍLIA Vôlei – Osasco

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 1º TURNO
16/11- São Cristóvão Saúde/São Caetano 1 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Caetano
20/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 Sesi Vôlei Bauru – Osasco
23/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 2 x 3 Pinheiros – Osasco 
27/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Fluminense – Osasco
04/12 – Hinode Barueri 2 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Barueri
7/12 – Balneário Camboriú 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Camboriú/SC
14/12 – Sesc-RJ 3 x 0 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio De Janeiro/RJ 
18/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Minas Tênis Clube – Osasco 
21/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Dentil/Praia Clube – Osasco
8/1 – Curitiba Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Curitiba/PR
11/1 – BRB/BRASÍLIA Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Brasília/DF

Vôlei Osasco-Audax recebe o Balneário Camboriú nesta terça-feira (12)

Osasco (SP) – O Vôlei Osasco-Audax recebe o Balneário Camboriú neste terça-feira (12), a partir das 19h30, no ginásio José Liberatti, pela sexta rodada do returno da Superliga Cimed. Embalada pela boa vitória por 3 sets a 0 sobre o Hinode Barueri, a equipe comandada pelo técnico Luizomar entra em quadra em busca de mais três pontos, desta vez diante do lanterna da competição.

O fato de enfrentar o último colocado da Superliga não muda o foco das atletas e comissão técnica do Vôlei Osasco-Audax. “O Balneário Camboriú merece todo nosso respeito. É um projeto muito sério, um time estreante e que luta para fazer o melhor papel possível em sua primeira temporada. Nossa equipe vai entrar em quadra com a seriedade de sempre e procurar apresentar um vôlei de alto nível em busca da vitória”, avalia o técnico Luizomar.

Hooker endossa as palavras do treinador. “Nos enfrentamos no primeiro turno, em Camboriú e, apesar da nossa vitória por 3 sets a 0, elas não facilitaram em nenhuma bola. Acredito que nosso time vem em um bom momento, em uma curva ascendente, e devemos isso ao trabalho duro de todo dia e a união das jogadoras e comissão técnica”, afirma a oposta norte-americana, que tem sido a maior pontuadora de Osasco na Superliga.

Na classificação geral da Superliga, Osasco ocupa a quinta posição, com 28 pontos (nove vitórias em 15 partidas), enquanto o Balneário Camboriú aparece em 12º lugar, com dois resultados positivos em 16 rodadas. “Estamos com um jogo a menos e acredito que temos todas as condições de subir na tabela até o início dos playoffs. Este é o campeonato mais equilibrado dos últimos anos e seguimos fortes na luta”, garante a levantadora Carol Albuquerque.

Trio no Time do Sonho – As jogadoras do Vôlei Osasco seguem entre as melhores da temporada. No Time do Sonho, elaborado pela CBV de acordo com o desempenho de cada atleta em quadra, a equipe de Luizomar tem mantido de duas a três integrantes em todas as rodadas. A central Walewska, a ponteira Mari Paraíba e a oposta Hooker figuram na seleção A do campeonato. A ponteira peruana Angela Leyva aparece entre as relacionadas para o time B.

Ativação em quadra – Além de incentivar a equipe em quadra, o torcedor do Vôlei Osasco-Audax tem a oportunidade de participar de atividades antes e durante as partidas. Logo na entrada do ginásio, a loja Osasco Vôlei Store oferece opções de produtos oficiais, com destaque para as camisetas casuais e uniformes de jogo. Os compradores concorrem a assentos especiais para assistir a partida. A mascote Raposinha, do Grupo Resek (Reserva Raposo), interage com as pessoas nas arquibancadas antes do apito do árbitro e no intervalo entre os sets. E Clientes do Cartão Bom que usarem o aplicativo VOUD para recarga têm acesso prioritário ao José Liberatti.

Equipe para a temporada 2018/19 – O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Novos patrocinadores – Para a temporada 2018/19, o Osasco Voleibol Clube conta com novos patrocinadores: Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek (Reserva Raposo), Autopass (Cartão BOM) e Icone.

Equipes de vôlei adaptado Osasco conquistam bronze em 3 categorias em Itapecerica da Serra

 

As equipes de vôlei adaptado de Osasco disputaram a 14ª edição dos Jogos Adaptados da Terceira Idade de Itapecerica da Serra (JATIIS), entre 26 e 30/11.

Participam da competição, atletas de Osasco, Barueri, Bertioga, Cotia, Cubatão, Embu Guaçu, Guarujá, Guarulhos, Itapevi, Jandira, Juquitiba, Praia Grande, Itapecerica da Serra, Santos, São Paulo, Suzano, Vargem Grande Paulista e São Lourenço da Serra.

Foram disputados as modalidades de voleibol feminino categorias 50, 60 e 70 anos, voleibol masculino categorias 60 e 70 anos, jogosde mesa, bocha, malha e natação.

As equipes osasquense feminina, nas categorias 60 e 70 anos, e masculina da categoria 60 anos, conquistaram o bronze.

O secretário de Esporte, Carmônio Bastos, parabenizou a equipe. “As equipes masculina e feminina, comandadas pelos professores Emerson e Dirce Carboni, sempre estão conquistando medalhas, parabenizo todos os atletas e técnicos pelo excelente trabalho”.

Os interessados na modalidade podem ligar nos telefones 3682-1804 ou 3654-1062 para obter mais informações, ou comparecer na própria secretaria, localizada na rua Jubair Celestino, 150, em Presidente Altino, das 8h às16h30, portando documentos pessoais.

Segue lista de locais para aulas e treinamento de vôlei adaptado:

G.E Profº José Liberati

Rua Jubair Celestino, 150 – Presidente Altino – Tel: 3654- 1062

Poli Esportivo – Domingos Piteri

Rua Ciriema 120 – Vila Ayrosa – Tel: 3599-4125

Área de Lazer Antônio Temporim

Av: Capistrano de Abreu, 202 – Jaguaribe – Tel: 3591-0436






Times de Cotia garantem vitórias pela 14ª Rodada da Liga de vôlei de Sorocaba

No último final de semana (5 e 6/08), as equipes de vôlei cotianas fizeram bonito durante os jogos realizados pela 14ª Rodada da Liga de Voleibol Sorocaba e Região que aconteceram no Ginásio de Esportes Municipal de Cotia. E no próximo sábado (12), tem mais partida com Cotia em quadra.

No sábado (5), o time adulto masculino e o infanto masculino venceram as partidas, ambas com o placar de 3 sets a zero, contra os timesCT VOLEIBOL/CESF (Sorocaba) e Iperó, respectivamente. O adulto feminino também levou a melhor contra Iperó  e fechou o jogo por 3X1.

“Achei que as equipes entraram muito bem, executaram com sabedoria o que havíamos treinado na semana. Foi perceptível a evolução de delas”, analisou a técnica Noeli Almeida.

No domingo (6), foi a vez da equipe adulto feminino entrar na quadra e cravar um placar de 3X0 no time de Tatuí, já o infanto masculino perdeu por 3×2 para a equipe de Conchas.

A equipe infanto masculino de Cotia joga em Pindamonhangaba contra o time que leva o nome da cidade, no sábado (12), no Ginásio Municipal Juca Moreira (Rua Dr. Gustavo de Godoy, 361/441 – Centro de Pindamonhangaba).

 






Competições de vôlei e futebol agitam Cotia neste final de semana

Para aqueles que gostam de torcer e acompanhar jogos de vôlei e futebol em que as equipes cotianas vêm participando, no próximo final de semana (5 e 6), o Ginásio de Esportes de Cotia e o Estádio Euclides de Almeida irão sediar jogos pela 14ª Rodada da Liga de Voleibol Sorocaba e Região e o Campeonato Municipal de Futebol, respectivamente. As partidas são abertas ao público.

As equipes de vôlei de Cotia adulto masculino, infanto e adulto feminino enfrentam as cidades de Iperó, Conchas, Tatuí e CESF Sorocaba, todos os jogos aconteceram no Ginásio de Esportes (Rua Ouro, s/n – Jardim Nomura).

No domingo (6), pelo Campeonato Municipal de Futebol, estão previstas duas semifinais pela categoria Veteranos e uma semifinal pela categoria 1ª Divisão com partidas que acontecem das 8h às 16h30, no Estádio Euclides de Almeida (R. Benedita Barreto Vítor, s/n – Jardim Adelina).

 

Programação das partidas:

 

Vôlei – Sábado (5)

10h – adulto masculino – COTIA X CT VOLEIBOM/CESF

11h30 – masculino infanto – COTIA X IPERÓ

13h – adulto feminino – COTIA X IPERÓ

 

Vôlei – Domingo (6)

10h – adulto feminino – COTIA X TATUÍ

11h30 – infanto masculino – COTIA X CONCHAS

 

Futebol – Domingo (6)

Semifinal – Categoria Veteranos

Estrela do Mirizola X Parque Alexandre

Realmatismo X Flamengo da Granja

 

Semifinal – Categoria 1ª Divisão

Estrela do Mirizola x Cotiano
Leão do Morro x Cachoeira da Graça






Volêi Osasco/ Nestlé mantém-se na vice-liderança da Superliga

Jogando em casa, as meninas do vôlei Osasco/Nestlé fizeram uma grande partida no sábado, 21/1, no Ginásio de Esportes Prof. José Liberatti. Com parciais de 25/17, 25/16 e 25/23, o time, dirigido por Luizomar de Moura, venceu o Sesi-SP, mantendo-se em segundo lugar geral no Campeonato Brasileiro de Vôlei nesta temporada 2016-2017, marcando 34 pontos, ficando atrás do Rexona, que lidera com 40.

Representando o prefeito osasquense Rogério Lins, o secretário de Esportes, Délbio Teruel acompanhou o jogo ao lado dos filhos. “Foi uma partida emocionante e extremamente importante. O Sesi-SP encostou a pontuação com o Osasco no último set, mas nosso time logo recuperou a posição, vencendo o duelo”, comentou.

Durante o intervalo, o time osasquense apresentou com exclusividade à torcida o recém-lançado videoclipe #ORolêÉNosso, gravado em parceria com a cantora de Rap, Karol Conka, direção de KondZilla e produção da Conspira+, com o objetivo de reforçar ainda mais a comunicação de sua marca corporativa com o público jovem.

A oposta Paula do Osasco/Nestlé foi eleita a melhor jogadora da partida, segundo votação popular feita no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), recebendo o Troféu Viva Vôlei das mãos de KondZilla.

A competição foi transmitida ao vivo pela RedeTV! em canal aberto e pela SporTV em TV fechada. A próxima disputa em casa será no dia 10/2, às 21h30, no Ginásio José Liberatti, contra o Terracap/BRB/Brasília Vôlei.






Hinode/GRB vence na estreia da Superliga B

Com show de luzes, um público de mais de 3 mil pessoas compareceu ao ginásio José Corrêa na noite da terça-feira, dia 24, quando o Hinode/GRB estreou na Superliga B de vôlei vencendo com extrema facilidade a equipe de São José dos Pinhais/PR, por 3 sets 0, com parciais de 25×16/26×24/25×12.

Antes da partida, o técnico José Roberto Guimarães disse que espera ver um público cada vez maior nos jogos do time na cidade e admitiu certa ansiedade: “Muito bom ver um sonho se concretizando. É claro que o frio na barriga existe. É um projeto novo, mas estamos preparados para os desafios e com o apoio da nossa torcida, que espero lote sempre o nosso ginásio, vamos atingir nosso objetivo que é chegar a Superliga A. Esse projeto reserva muitas coisas para o futuro no crescimento do vôlei brasileiro e no desenvolvimento de pessoas.”

Moradora da Vila São Silvestre, Agnes Lima disse que sempre foi fã de vôlei e que pretende ir a todas as partidas que o time fizer na cidade: “É uma emoção muito boa. Sempre esperei por isso. Antigamente já tivemos um time. Agora espero que fique por aqui por muito tempo.”

O jogo

Mesmo com certo nervosismo por ser uma partida de estreia, o Hinode/GRB mostrou logo no primeiro set que não vem para brincar na Superliga B. Sempre no comando das ações, o time de José Roberto Guimarães foi melhor em todos os quesitos: Saque, defesa e bloqueio. No final 25×16. No segundo set houve um pouco mais de dificuldade, mas no final, a maior experiência do time de Barueri fez a diferença e o set foi fechado em 26×24. O terceiro e último set foi o mais tranquilo. A equipe conseguiu impor um ritmo forte em quadra e fechou o set sem dificuldade em 25×12.

Na questão dos fundamentos, Vivi Goes, foi a melhor pontuadora com 58% de aproveitamento. Nos bloqueios, Fê Isis encaixotou quatro adversárias e conseguiu um aproveitamento de 53%. No serviço, a melhor foi a ponteira Erika que não errou nenhum saque em 17 tentativas. Na recepção, Suelle teve aproveitamento de 88%. O próximo jogo do Hinode/GRBarueri acontece dia 28 contra o Brusque fora de casa.

O time volta a jogar no ginásio José Corrêa dia 4 de fevereiro contra Chapecó às 17h30.