Editorial: Saúde

HMB recebe certificação do Programa Nacional de Qualidade em Mamografia

No mês de combate ao câncer de mama, popularmente conhecido como Outubro Rosa, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran foi aprovado e certificado pelo Programa Nacional de Qualidade em Mamografia (PNQM), do Instituto Nacional de Câncer (Inca) em função dos exames oferecidos às pacientes. A mamografia, indicada para mulheres com mais de 40 anos, é o exame radiológico capaz de detectar a presença do câncer de mama antes mesmo de se tornar palpável.  

O primeiro passo para alcançar o certificado foi a realização do curso de atualização em mamografia, oferecido pelo Inca, para as seis colaboradoras do setor de radiologia que atuam na modalidade. Depois foi necessário inscrever todos os profissionais que realizam o exame, além de cadastrar todos equipamentos e elementos utilizados. Para concluir a análise, o Inca avalia os materiais, as doses de radiação recebidas pela paciente e os laudos dos exames.  

 

Após todas essas etapas, o HMB obteve o certificado, com validade de três anos, que atesta que os exames realizados na unidade possuem qualidade aprovada pelo Inca e também pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). “Essa é uma grande conquista para o nosso setor porque é a garantia de que nosso trabalho é feito com excelência. A mamografia faz real diferença no diagnóstico do câncer de mama e auxilia no tratamento adequado para as nossas pacientes”, comenta Saner Souza, supervisor técnico de radiologia da unidade. 

Só neste ano, entre janeiro e setembro, o Hospital realizou mais de 11.600 mamografias, o que representa uma média mensal de 1.291 exames. Para celebrar o mês de combate ao câncer de mama, entre outubro e novembro, o atendimento foi estendido de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h40, para segunda-feira a sábado, entre 8h e 19h. Com essa ampliação, a capacidade de atendimento alcançou a oferta de 3 mil mamografias em outubro e 2.500 em novembro, ou seja, mais do que o dobro do que é realizado mensalmente. 

Saiba mais sobre o Programa:  

O Programa de Qualidade em Mamografia teve início em 2007 com um projeto-piloto desenvolvido pelo Inca em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). Ao final do projeto foi identificada a necessidade de expandir as atividades em todo o país, e assim, em 2012, foi instituído o Programa Nacional de Qualidade em Mamografia.  

Dentre as suas principais práticas, merece destaque as ações com finalidade de aprimorar a qualidade das mamografias e a elaboração de instrumentos de garantia da imagem, do diagnóstico e da dose de radiação.

Novo tomógrafo da Policlínica do Engenho emite menos radiação e é mais ágil

Aliz Lambiazzi

A medicina diagnóstica está avançando a passos largos e Barueri não fica atrás, já que tem trazido o que há de mais moderno e avançado para a saúde da cidade. A novidade agora é o tomógrafo de última geração que acaba de chegar na Policlínica da Cruz Preta / Engenho Novo e já está em funcionamento desde segunda-feira (28 de outubro).  

A unidade já dispunha de um tomógrafo digital, mas troca trouxe diversos benefícios, conforme explica a diretora administrativa da Policlínica, Patrícia Lisboa Machado. Ela conta que o equipamento emite menor taxa de radiação, trazendo ainda mais segurança ao paciente. Além disso, há várias outras vantagens.  

“A qualidade da imagem dos exames é significativamente maior em relação aos tomógrafos atuais, muito mais moderna, o que proporciona um diagnóstico mais preciso, com imagens de alta definição. Esse equipamento possibilita ainda a realização de angiotomografia com reconstrução 3D”, detalha Patrícia. 

A velocidade e a economia de recursos também são destacadas pelo presidente da administradora da Policlínica, Gilson de Oliveira. “Além de toda melhoria no processo de atualização tecnológica, o novo equipamento possui uma maior velocidade no resultado dos exames e redução no consumo de energia: cerca de 25% a menos de gasto comparado à máquina anterior. O equipamento possui vantagens que buscam a sustentabilidade do planeta”, diz.  

A tecnologia foi trazida com o objetivo de otimizar ainda mais os atendimentos e proporcionar maior conforto aos pacientes. Por mês, a Policlínica realiza 500 exames de tomografia. A troca dos aparelhos aconteceu em apenas quatro dias. 

HMB recebe certificação do Programa Nacional de Qualidade em Mamografia

Foto: Janaina Barbedo 

No mês de combate ao câncer de mama, popularmente conhecido como Outubro Rosa, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran,  unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, foi aprovado e certificado pelo Programa Nacional de Qualidade em Mamografia (PNQM), do Instituto Nacional de Câncer (INCA) em função dos exames oferecidos às pacientes. A mamografia, indicada para mulheres com mais de 40 anos, é o exame radiológico capaz de detectar a presença do câncer de mama, antes mesmo de se tornar palpável. 

 O primeiro passo para alcançar o certificado foi a realização do curso de atualização em mamografia, oferecido pelo INCA, para as seis colaboradoras do setor de radiologia, que atuam na modalidade. Depois, foi necessário inscrever todos os os profissionais que realizam o exame, além de cadastrar todos equipamentos e elementos utilizados. Para concluir a análise, o INCA avalia os materiais, as doses de radiação recebidas pela paciente e os laudos dos exames. 

Após todos essas etapas, o HMB obteve o certificado, com validade de três anos, que atesta que os exames realizados na unidade possuem qualidade aprovada pelo INCA e também pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). “Essa é uma grande conquista para o nosso setor porque é a garantia de que nosso trabalho é feito com excelência. A mamografia faz real diferença no diagnóstico do câncer de mama e auxilia no tratamento adequado para as nossas pacientes”, comenta Saner Souza, supervisor técnico de radiologia da unidade. 

Só neste ano, entre janeiro e setembro, o hospital realizou mais de 11.600 mamografias, o que representa uma média mensal de 1.291 exames. Para celebrar o mês de combate ao câncer de mama, entre outubro e novembro, o atendimento foi estendido de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h40, para segunda-feira a sábado, entre 8h e 19h. Com essa ampliação, a capacidade de atendimento alcançou a oferta de 3.000 mamografias em outubro e 2.500 em novembro, ou seja, mais do que o dobro do que é realizado mensalmente. 

Saiba mais sobre o Programa: 

O Programa de Qualidade em Mamografia teve início, em 2007, com um projeto-piloto, desenvolvido pelo INCA em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). Ao final do projeto, foi identificada a necessidade de expandir as atividades em todo o país, e assim, em 2012, foi instituído o Programa Nacional de Qualidade em Mamografia. 

Dentre as suas principais práticas, merece destaque as ações com finalidade de aprimorar a qualidade das mamografias e a elaboração de instrumentos de garantia da imagem, do diagnóstico e da dose de radiação. 

Texto: Janaina Barbedo

 

Cras do Silveira já tem mais de 40% das obras concluídas

Foto: Lourivaldo Fio / Secom 

Em execução pela Prefeitura de Barueri, na avenida Presidente Kennedy, o Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do Jardim Silveira já atingiu 43,28% de obras concluídas. O prazo previsto para término é o início de 2020. 

O terreno soma 1.600 metros quadrados e o projeto prevê 362,55 metros quadrados de área construídaA obra está em fase de acabamento com implantação de piso. 

A nova unidade terá ambientes similares ao Cras do Jardim Paulista, entregue em abril de 2018, ou seja, recepção, cadastramento, duas salas de atendimento, duas salas de uso coletivo, administração e coordenação. 

Os Cras de Barueri são administrados pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS), que já é responsável pelos órgãos existentes no Jardim Belval (rua Casemiro de Abreu, 329), Engenho Novo (avenida Capitão Francisco César, 1.488), Parque Imperial (rua Padre Cícero Romão Batista, 136), Jardim Silveira (avenida Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão, 1.110)Jardim Mutinga (rua Nova Aurora, 549) e Jardim Paulista (avenida Marginal Direita, 1.054). 

O que é o Cras? 

Cras é o lugar que possibilita o primeiro acesso aos direitos socioassistenciais e, portanto, à proteção social. É a porta de entrada de usuários para a política de assistência social. O principal serviço ofertado é o PAIF (Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família), que presta acompanhamento a famílias beneficiárias de programas de transferência de renda. 

Grupo São Francisco de Hospitais conquista prêmio de Excelência em Saúde 2019

Mais uma grande conquista comprova a qualidade na oferta em um dos melhores atendimentos médicos de São Paulo: o Grupo São Francisco de Hospitais acaba de ganhar o prêmio Excelência da Saúde 2019, promovido pela Revista da Healthcare Management, em reconhecimento pela primazia e alta performance oferecidas pela instituição em serviços de saúde.  

O prêmio foi resultado do compromisso com o aprimoramento do atendimento de alta complexidade por meio de grandes investimentos na área da saúde, assim como aquisição de equipamentos com tecnologia de ponta. 

O desempenho de uma gestão eficiente do GSF (Grupo São Francisco) mostrou a sua capacidade de expansão, na qual resultou a indicação para a categoria Arquitetura e Engenharia, prêmio este honrado pela presidente do grupo, dra Conceição Castilho Ceballos Melo, que destaca eminente ampliação dos serviços em saúde com foco na qualidade e segurança do paciente.

“Estamos buscando a expansão de nossos hospitais como meta de atingir cinco diferentes cidades da Grande São Paulo”, destaca a médica e executiva.

Para Flávio Ceballos, diretor clínico do Hospital Sagrada Família, uma das cinco unidades de saúde do GSF e que está localizada no bairro Vila Formosa, Zona Leste de São Paulo, o reflexo disso também está no investimento consciente em tecnologia e inovação. 

“Trouxemos diversas soluções tecnológicas, como a Central de Monitoramento no CTI (Centro de Terapia Intensiva) e Prontuário Eletrônico”, revela Ceballos.

Capacitação e mais reconhecimento

Os padrões de qualidade das unidades hospitalares presentes na Grande São Paulo também contam com constantes processos de capacitação dos colaboradores, que participam de treinamentos e aprimoramentos de conhecimento técnico em saúde, visando garantir o melhor atendimento para o paciente. 

Os resultados desses investimentos na qualificação do corpo técnico é reconhecida, por exemplo, na unidade de Cotia, que possui os selos de qualidade certificados pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), entidade que certifica os melhores hospitais do Brasil; a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), por meio da rede Qualiss – garantindo a segurança do paciente no ambiente hospitalar; e ainda a certificação em Fixação Segura 3M do Brasil na categoria Diamante.

Além disso, parcerias com os principais convênios e com grandes marcas no ramo da tecnologia hospitalar proporcionam ao Grupo oportunidade de mais crescimento estrutural, viabilizando às pessoas mais acesso a uma saúde de qualidade.

Atividade física libera endorfina e é eficaz no combate à depressão

A depressão afeta mais de 320 milhões de pessoas no mundo, ou seja, 4,4% da população, segundo relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2018. Ainda conforme a organização, o Brasil é responsável pela maior taxa da doença na América Latina: 5,8% dos habitantes sofrem com este mal.

Desde 2015, o mês de setembro é dedicado à campanha “Setembro Amarelo” de prevenção ao suicídio. De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), 90% dos óbitos por suicídio estão ligados a doenças como depressão, distúrbios por uso de substâncias, esquizofrenia e transtornos de ansiedade.

Diante deste cenário, muitas pessoas acreditam que a única alternativa é tratar com medicamentos. O que elas desconhecem, porém, é que a atividade física serve como um importante aliado no combate à depressão. Um estudo realizado pela Universidade de Toronto, no Canadá, constatou que praticar atividades físicas de 20 a 30 minutos por dia pode afastar a depressão em longo prazo.

Segundo a preparadora física e sócia diretora da AV Treinamento Inteligente, Vanessa Menache, a prática de exercícios físicos, de qualquer tipo, possui inúmeros benefícios. Além da melhora do condicionamento físico, eles também contribuem com o aperfeiçoamento da capacidade cognitiva e diminuem os níveis de ansiedade e estresse de maneira geral. “O programa de treinamento funcional, por exemplo, estimula a superação de forma gradativa em um processo que traz a necessidade de atenção ao momento, envolvendo corpo e mente na execução de movimentos. Dessa forma, acaba por tirar o foco dos sentimentos causadores de estresse e ansiedade”, informa Vanessa.

A ciência confirma o poder da atividade física para o bem-estar psicológico. Experimentos recentes mostram que praticar uma atividade física também estimula o crescimento de células nervosas no hipocampo, região do cérebro que rege a memória e o humor. “É tão benéfica a ponto de o exercício virar prescrição para pessoas deprimidas, agregado à psicoterapia e aos medicamentos”, comenta a personal trainer.

Ela ainda explica que, durante e após uma sessão de treinamento funcional, há liberação de endorfina que tem uma potente ação analgésica e, ao ser liberada, gera sensação de bem estar, conforto, alegria e melhora do humor. “Além disso, o estímulo e o aumento da circulação sanguínea tem sido um grande aliado no progresso das funções cognitivas, de humor, memória e aprendizagem”.

Importante ressaltar que as atividades físicas atuam como adicionais no combate à depressão e ansiedade e devem estar vinculadas ao acompanhamento de profissionais especializados, como educadores físicos, médicos e psicólogos.

Vanessa Menache – Graduada desde 1998 pela UnG e desde então atua como Personal Trainer, com vasta experiência em Treinamento Funcional desde 2008. Especialista em Pilates com formação completa pela Stott Pilates desde 2009. Preparadora física de atletas e pessoas que visam longevidade com qualidade de vida. Especialista em alongamento postural método TMS desde 2004 UniFMU. Especialista em Treinamento Funcional pelo método Core 360 desde 2008. Pós-graduada em biomecânica do exercício em 2016 CEFIT. Certificada no método FMS (Functional Movement Screen). Sócia diretora da AV Treinamento Inteligente.

Treinamento Inteligente – Localizado no bairro do Itaim Bibi, na capital paulista, o espaço conta com um time de profissionais altamente qualificados e especializados em treinamento funcional embasados no Sistema Core 360.  O estúdio oferece aos seus clientes um programa de treino customizado por meio do relacionamento interdisciplinar e interação com os diversos profissionais da área da saúde como Medicina Esportiva, Nutrição, Fisioterapia e Terapeutas. Site: http://treinamentointeligente.com.br

Só em 2019, HMB já realizou mais de 1.370 cirurgias de ortopedia

Na data  em que se comemora o Dia do Ortopedista (19/09), o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB), unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, destaca a importância desse setor que, só entre janeiro e agosto de 2019, já realizou 1.372 cirurgias. 

Com uma média de 170 procedimentos por mês, a ortopedia ocupa o segundo lugar na classificação de cirurgias do hospital, ficando atrás da cirurgia geral. “As patologias ortopédicas são altamente debilitantes e atingem uma grande porcentagem de pessoas em idade jovem, o que, além de causar prejuízo funcional, também gera prejuízo econômico. Justamente por isso, a celeridade do tratamento é fundamental para que esse paciente consiga retomar suas atividades o mais breve possível”, explica Luiz Felipe Ambra, coordenador da ortopedia do HMB. 

O setor recebe desde os casos de urgência e emergência até os eletivos, passando por consultas ambulatoriais, exames e cirurgias. Ainda entre janeiro e agosto, foram realizadas mais de 15.760 consultas de ortopedia, especialidade que também fica em segundo lugar em volume de atendimento, atrás apenas da oftalmologia. “A consulta com um ortopedista é importante em diversos casos, por exemplo, situações de trauma, lesão, dificuldade de deambular e  dor que não melhora com uso de analgésico”, ressalta o coordenador. 

É importante destacar que justamente para atender todas as necessidades dos pacientes, desde os quadros mais simples até os os mais complexos, o HMB dispõe de uma equipe com mais de 60 ortopedistas, especialistas em áreas como trauma, fixador externo, quadril, joelho, ombro, mão, pediatria, coluna vertebral, pé e tornozelo, além de medicina esportiva.

 

Vigilância em Saúde de Barueri oferece curso gratuito de manipulação de alimentos

A Coordenadoria de Vigilância em Saúde de Barueri, responsável pelas vistorias em estabelecimentos de interesse à saúde, promove gratuitamente o curso de “Boas Práticas de Manipulação de Alimentos” a proprietários e funcionários de estabelecimentos voltados à alimentação existentes no município.

A última edição do curso aconteceu no dia 28 de agosto e reuniu 37 pessoas no plenarinho da Câmara Municipal. Esta foi a 5ª edição do curso realizada este ano.

“Essa iniciativa tem o objetivo de certificar os comércios alimentícios de Barueri e regularizar conforme as normas exigidas pela vigilância. O curso capacita os participantes nas boas práticas de manipulação, ou seja, nos requisitos de organização e higiene, necessários para garantir a qualidade e segurança dos alimentos”, explica a educadora em saúde do Departamento Técnico de Projetos Educativos da Vigilância, Daniela Conrado.

O último curso foi ministrado pela analista de vigilância sanitária Vanessa Ruoco. Ela orientou os participantes sobre os males causados pela má higienização dos alimentos e dos ambientes onde são armazenados, bem como indicou o que deve ser feito para evitar uma possível contaminação por meio dos alimentos comercializados.

Completamente gratuita, a oficina tem duração de três horas e costuma acontecer a cada dois meses ou conforme a demanda. Cada edição disponibiliza 60 vagas. O ideal é que os proprietários dos estabelecimentos alimentícios participem da aula junto com seus funcionários. Ao final é entregue um certificado aos participantes.

 Como participar

Os interessados em participar do curso devem entrar em contato com a Vigilância pelo e-mail saúde.vseducacao@barueri.sp.gov.br.

Tratamentos e exercícios para eliminar o culote

Graças aos avanços da estética corporal, já existem uma série de tratamentos que podem ser associados a uma dieta equilibrada e prática de exercícios físicos para eliminar o culote.

Chegou a hora de conferir quais tratamentos, exercícios e cirurgias podem resolver o problema, ficando de olho nas dicas para acabar com o culote. 

Pronta para saber mais sobre o assunto? Continue sua leitura até o final!

Dicas para acabar com o culote

O culote é aquele temido acúmulo de gordura localizada na região do quadril, que afeta várias mulheres em todo o país.

Embora alguns casos sejam resolvidos sem cirurgia plástica, outros só são beneficiados com a realização de tratamentos estéticos invasivos. 

Por esse motivo, vamos conferir dicas de tratamentos e exercícios para eliminar o culote e minimizar a problemática com a questão. Vamos conferir?

Dica 1: Faça exercícios para fortalecer pernas, coxas e quadril

Na hora de perder o culote, realizar exercícios localizados para as coxas vão deixar o quadril mais modelado e diminuir os culotes.

O indicado é realizar atividades durante todos os dias da semana e esperar pelo menos dois meses para ver os primeiros resultados.

Exercícios como corrida parada, agachamentos com salto, agachamentos com abertura de pernas na frente e abertura de pernas deitada tendem a ser excelentes para o problema.

Mesmo que você pense que não tem tempo para realizá-los, cinco minutinhos diários são suficientes e podem fazer uma diferença brutal, acredite!

Dica 2: Alie um tratamento de radiofrequência na região

A radiofrequência é um tratamento estético não cirúrgico que age contra a gordura localizada e as temidas celulites, ajudando a reduzir o culote.

Geralmente, a técnica também é muito indicada para a barriga, deixando toda a silhueta ainda mais definida.

Na região do culote, os resultados da radiofrequência minimizam a gordura localizada e agem promovendo uma pele mais firme e resistente, melhorando todo o aspecto da região. 

Dica 3: Tenha uma alimentação equilibrada

De nada adianta recorrer a tratamentos se você não cuidar da sua alimentação, deixando-a saudável e equilibrada de acordo com suas necessidades nutricionais.

Uma dieta rica em vegetais, frutas e poucas gorduras é muito indicada, principalmente para pessoas que são magrinhas, mas mesmo assim apresentam tendência genética ao acúmulo de gordura nessa região (você já deve ter conhecido alguém que é assim, certo?).

A ingestão de pelo menos dois litros de água por dia também ajuda bastante! O metabolismo fica acelerado e todas as reações ocorrem de maneira mais harmonizada, facilitando a perda das gordurinhas da região. 

Se possível, consulte um nutricionista que possa propor a dieta mais adequada para o seu caso, colocando sempre a saúde em primeiro lugar. 

Dica 4: Foque nos exercícios aeróbicos

Os exercícios aeróbicos são modalidades excelentes para agir contra a gordura localizada. Isso ocorre porque o músculo, durante sua realização, retira a energia dos acúmulos de gordura naturais do corpo, fazendo com que o culote diminua naturalmente.

Nesse sentido, algumas modalidades são mais indicadas, como: corrida, natação, bicicleta, jump e dança. 

Além disso, o metabolismo acelera e a queima calórica se torna ainda mais eficiente, definindo melhor a silhueta e quadril!

Dica 5: Faça sessões de lipocavitação

Outro tratamento estético muito empregado na região dos culotes é a lipocavitação, que faz o uso de um aparelho que emite ondas de ultrassom para agir contra a gordurinha localizada.

Seu mecanismo de ação gera a quebra da célula de gordura e deve ser associada a realização de exercícios aeróbicos já no fim da sessão.

Também chamada de “lipo sem cortes”, a técnica também pode ser feita em outras regiões corporais, como abdômen, braços, covas, flancos, papada e costas, acabando com a gordurinha do sutiã – que também incomoda bastante gente. 

Dica 6: Aproveite os benefícios da drenagem linfática

A drenagem linfática é um tipo de massagem que pode ajudar bastante a modelar a região do culote e reduzir o acúmulo das gordurinhas na área.

Ela age estimulando a circulação e ajuda o organismo a se livrar do excesso de líquido e toxinas, atuando sobre as células de gordura afim de minimizá-las.

E não é só nos culotes que os resultados são positivos! A drenagem apresenta uma série de benefícios para a saúde e estética, como:

  • Aumento do bemestar;
  • Diminuição da retenção de líquidos e inchaço;
  • Aceleração dos processos de cicatrização do corpo;
  • Redução de complicações como a fibrose;
  • Melhora do fluxo sanguíneo e circulação. 

Dica 7: Recorra a cirurgias plásticas

Caso dietas e exercícios não te ajudem, você pode recorrer a realização de cirurgias plásticas como a hidrolipo e a lipoescultura

A hidrolipo é um procedimento menos invasivo que as lipos convencionais, sendo efetivo para remover a gordura localizada da região do quadril.

Ela não envolve tantas complicações e tem a recuperação muito mais tranquila do que a lipo normal, representando uma menor retirada de gordura. 

Desde que não esteja com sobrepeso ou não tenha contraindicações para o procedimento, qualquer pessoa pode se beneficiar com sua realização, se tratando de uma “mini-lipo”. 

Já a lipoescultura tende a ser uma técnica um pouco mais complexa, que envolve a retirada de gordura com lipoaspiração do culote para aplicação em outro local (lipoenxertia), como o bumbum ou as mamas. 

A recuperação tende a ser um pouco mais chata que da hidrolipo, mas promete um contorno corporal ainda mais atraente.

Considerações finais

Embora ninguém goste dos culotes, é bom saber que existem tratamentos e alternativas para minimizá-los!

Desde a realização de atividades físicas, dietas equilibradas, tratamentos estéticos e cirurgias plástica, tem opções para todos os casos!

Se mesmo com toda a rotina de exercícios e dieta você não conseguir minimizar o problema, talvez seja hora de procurar um cirurgião plástico para conferir as opções de tratamento indicadas. 

Mas não se preocupe, o problema tem solução!

Gostou do conteúdo de hoje sobre dicas para eliminar o culote? Comente logo abaixo suas dúvidas – estamos prontos para atendê-la!

Vacinação contra o sarampo continua nas UBSs

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, mantém a vacinação contra o sarampo nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), de segunda a sexta-feira, de acordo com o calendário vacinal determinado pelo Ministério da Saúde.

Podem ser imunizadas crianças a partir dos 6 meses, sendo que a vacina não é válida para rotina; 12 meses é dada a primeira dose e aos 15 meses a segunda dose. Também podem se vacinar adolescentes sem registro de vacinação (administrar duas doses com intervalo mínimo de 30 dias); adultos de 20 a 29 anos e profissionais da saúde têm que tomar duas doses com intervalo mínimo de 30 dias entre elas. Pessoas nascidas a partir de 1960, têm que ter uma dose.

O último boletim da Secretaria de Saúde sobre o sarampo, divulgado na quinta-feira, 29/8, mostra que Osasco tem 661 notificações da doença, sendo 518 residentes na cidade. Desses casos, 287 continuam em investigação; 149 casos foram descartados e 82 confirmados.

O município registrou uma morte suspeita de sarampo de um bebê de 4 meses, que tinha antecedentes de problemas pulmonares, incluindo uso de antibióticos nas semanas antecedentes a possível infecção por sarampo. A Secretaria de Saúde realizou ação de bloqueio na região em que o bebê residia.

Vacinas contra o sarampo:

  • 6 meses – vacina não será válida para a rotina do calendário vacinal, devendo ser agendada uma nova dose aos 12 meses de idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.
  • 12 meses – 1ª dose válida para rotina
  • 15 meses – 2ª dose válida para rotina
  • Adolescentes – sem registro de vacinação, administrar duas doses com intervalo de 30 dias
  • Adolescentes – com esquema incompleto – administrar dose única
  • Adultos – 20 a 29 anos e profissionais da saúde – duas doses com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses
  • Nascidos a partir de 1960, têm que ter uma dose