Editorial: Saúde

Barueri recebe equipamentos de última geração para a Saúde

Desde o final de 2018, Barueri tem recebido equipamentos modernos e de alta tecnologia para melhorar ainda mais os atendimentos na saúde. Até o momento a cidade já foi contemplada com um tomógrafo computadorizado de 16 canais, um microscópio cirúrgico e duas camas cirúrgicas elétricas. Outros itens devem chegar em breve.  

No dia 8 de março, o Hospital Municipal de Barueri (HMB) recebeu o microscópio cirúrgico para intervenções neurológicas, de coluna vertebral, bem como otorrinolaringológicas e reconstrutivas. Para lá também foram destinadas as camas cirúrgicas elétricas, voltadas a procedimentos de alta complexidade e com acionamento por controle remoto. 

Em 20 de dezembro de 2018, foi instalado no Pronto-Socorro Central o novo tomógrafo computadorizado de 16 canais. Trata-se de um equipamento de ponta, capaz de realizar 1.800 exames ao mês, podendo atender, no mínimo, cinco pacientes por hora.  

Saúde de última geração 

Esses e outros equipamentos são frutos da emenda parlamentar 27970012 (Aquisição de equipamentos permanentes para unidade de Atenção Especializada da Saúde), indicada em novembro de 2017 pela deputada federal Bruna Furlan, no valor de R$ 3 milhões. O valor previsto na emenda ainda inclui a compra de um aparelho de ultrassom doppler colorido, um arco cirúrgico básico, um foco cirúrgico de teto e um bisturi elétrico, que estão em fase de compra.  

Santana de Parnaíba conquista prêmio pelas ações no combate a Tuberculose

No Dia Mundial da Tuberculose, 24 de Março, data instituída pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para mobilizar todas as esferas governamentais e representantes da sociedade civil para intensificar ações de combate à doença, Santana de Parnaíbacomemora, pois na última semana Santana de Parnaíba foi um dos 22 municípios que receberam premiação em evento realizado pelo CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo) por ter examinado mais de 70% dos pacientes com a doença em 2018.

Para alcançar a premiação o órgão responsável analisa os municípios que tiveram número superior a 20 novos casos da doença, dos quais 50% dos contatos foram registrados pelo nosso sistema de saúde e 70% foram examinados.

Para chegar nesse resultado positivo a Secretaria de Saúde avaliou as informações dos pacientes com tuberculose, com objetivo de identificar a existência de outros pacientes com suspeita e assim interromper a transmissão da doença para outras pessoas na cidade. De acordo com a secretaria responsável, todas as unidades de saúde do município realizam tratamento de combate à doença. Informações pelo telefone 4622-8850.

SADS humaniza atendimento e implanta fraldário

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS) vem implantando uma série de mudanças em praticamente todos os setores. O chamado atendimento está completamente modificado. O horário de abertura foi antecipado em meia hora garantindo mais oportunidades às pessoas que trabalham. Também houve aumento no número de guichês e implantação de senha eletrônica. Todas essas mudanças garantem um atendimento mais rápido e eficaz.

O painel eletrônico reduziu filas e organizou o atendimento. Para a secretária da SADS, Adriana Bueno Molina, o atendimento ganhou agilidade. “Quando a pessoa chega, já recebe uma senha direcionada para determinado serviço”. Além de beneficiar os que procuram o setor de atendimento, o painel tem outra função importante. “É uma ferramenta de autoavaliação, porque podemos medir o tempo de cada atendimento”, conclui a secretária.

Outra alteração foi no programa intitulado E-SASC. Segundo Adriana, esse cadastro do munícipe ficou mais ágil. “Antes ele era usado somente pelos servidores do prédio sede, agora está disponível para os seis Cras, Creas, Parque da Maturidade e Casa da Criança. Assim, qualquer técnico que tem acesso, pode atualizá-lo e efetuar a liberação do benefício solicitado pelo munícipe, além de ter um histórico completo da situação da pessoa na área da assistência social.”

Espaço kids e fraldário

Outro importante benefício foi a implantação do fraldário, localizado no andar térreo do prédio. Além disso, na recepção do segundo andar, há agora um espaço kids. Enquanto os pais são atendidos, a criança brinca e se diverte.

A titular da pasta de Assistência e Desenvolvimento Social afirma que a Secretaria ficou mais bonita: “queremos acolher melhor as pessoas que nos procuram”.

Sorriso Móvel realiza 35,7 mil atendimentos da rede de ensino de Itapevi

Deste total, 632 crianças foram encaminhadas para atendimento especializado e 71 passaram por cirurgia

O Sorriso Móvel, programa criado pela Prefeitura de Itapevi, realizou 35.760 atendimentos odontológicos em alunos matriculados na rede pública de ensino, em 2018. Deste total, 26.524 crianças foram atendidas na rede municipal e 9.236 estudantes na rede estadual.

Os alunos foram atendidos na unidade móvel odontológica, que percorreu as escolas durante o período letivo, e passaram por serviços de limpeza e curativos em pequenas cáries e também receberam orientações sobre higiene bucal, escovação e alimentação saudável.

Foram encaminhadas para atendimento nas unidades básicas de saúde 632 crianças que precisaram de atendimento especializado. Destes casos, 71 crianças passaram por cirurgia de freio labial e lingual, que afetam muitas vezes a fala, comprometendo a dicção e o aprendizado.  As cirurgias foram realizadas no Centro de Reabilitação de Itapevi, na Cohab.

Criado em junho de 2017, o programa atendeu, naquele ano, cerca de 18 mil crianças das escolas da rede municipal de ensino. Em maio do ano seguinte, o atendimento foi ampliado para atender os alunos dos 6º e 7º anos matriculados na rede estadual de ensino.

Sorriso Especial

Em março de 2018, a Prefeitura inaugurou o Sorriso Especial, exclusivo para pessoas com deficiência, no Centro de Reabilitação de Itapevi (Avenida Pedro Paulino, 1180 – Cohab II). Em nove meses de funcionamento, a unidade atendeu 867 consultas agendadas, realizou 378 restaurações em dentes cariados e 198 limpezas com raspagem. A unidade foi responsável ainda por 241 cirurgias de extrações dentárias.

Sorriso Mulher

No mesmo ano, a Prefeitura também lançou o Sorriso Mulher, serviço de saúde preventiva que funciona no Centro de Referência da Mulher (av. José Michelotti, 194, Cidade Saúde) e prioriza o atendimento de gestantes, bebês de 0 a 4 anos e mulheres vítimas de violência. O espaço realiza ainda exames pré-natais odontológicos. Desde o início das suas atividades, a unidade atendeu 268 mulheres e crianças e realizou 899 procedimentos. 

Alunos da rede de Barueri participam de projeto de música e artes nos jardins do CAP

Desde a semana passada, as aulas do projeto “Música e Artes ao Ar Livre” já estão em pleno andamento. Cerca de 200 alunos da rede de Barueri participam do programa, que este ano tem novidade: além das aulas de instrumentos musicais e canto, os participantes estão tendo a oportunidade de aprenderem técnicas de desenho e pintura. 

As aulas acontecem nos jardins e ambientes do CAP – Centro de Aperfeiçoamento de Professores. A equipe responsável pelas aulas é formada por 15 professores altamente capacitados que lecionam nos períodos da manhã e tarde. 

Os inscritos no projeto contam com aulas de violão, violino, violoncelo, teclado, clarinete, flauta transversal, órgão, saxofone e artes (desenho e pintura). Todos os instrumentos e materiais para as aulas são fornecidos pela Secretaria de Educação. 

O professor de violino, Marcos Lima, afirma que o projeto tem ajudado muito no desenvolvimento e aprendizagem dos participantes. “Temos relatos que dão conta que estudantes, que integraram as outras edições do programa, melhoraram a concentração, sociabilidade e até mesmo as notas em salas de aula”, contou o professor. 

Evolução na aprendizagem 

A implantação das atividades tiveram como objetivo incentivar o envolvimento dos estudantes da rede de ensino com música e artes e, ao mesmo tempo, estimular o processo de aprendizagem. Foram expressivos os avanços e benefícios na vida dos alunos que frequentaram as aulas do projeto, implantado pela Secretaria de Educação em agosto de 2017. 

Equipe da Saúde realiza ação de conscientização para o Carnaval

Muita gente já está se programando para o Carnaval 2019, inclusive a equipe do Programa IST / Aids e Hepatites Virais (HV) da Secretaria de Saúde de Barueri. Em parceria com a equipe de Saúde Mental e a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD), os profissionais realizarão a “Campanha de Carnaval Fique Sabendo 2019”, fazendo testes rápidos de HIV e sífilis, prestando orientações e distribuindo preservativos.

O intuito principal é conscientizar as pessoas sobre os perigos de manter relações sexuais sem proteção, bem como inibir o uso de álcool e outras drogas, especialmente nessa época do ano, quando, em nome da folia, muitos cometem excessos.

O resultado do teste rápido é revelado em apenas 15 minutos. Gratuito, confiável e sigiloso, ele é indicado a pessoas sexualmente ativas que: tiveram qualquer tipo de relação (oral, anal ou vaginal) sem proteção; têm ou tiveram tuberculose e hepatites; já tiveram ou desconfiam ter tido alguma DST (doença sexualmente transmissível); compartilharam seringas ou agulhas; ou que estejam grávidas.

Os diagnósticos positivos que porventura surgirem serão prontamente encaminhados para a rede de saúde, que oferece tratamento completo e gratuito. A ação, no entanto, é preventiva.

Onde e quando

Na terça-feira (dia 26), a equipe estará na Feira Noturna de Barueri, das 17 às 22h. Já na sexta-feira (dia 1º de março), estarão no bulevar central, das 9 às 13h.

Todos estão convidados para visitar a tenda, bater um papo com os profissionais e tirar todas as dúvidas.

Sete exames pré-operatórios para cuidar da próstata aumentada

Segundo uma pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Urologia, 50% dos homens que procuram urologistas, fizeram isso apenas porque as namoradas ou esposas fizeram pressão.  Boa parte do problema é uma questão de cultura.

A avaliação pelo urologista antes e após a Embolização das Artérias da Próstata (EAP) é obrigatória. O urologista é o especialista que sempre irá lhe acompanhar com relação às enfermidades urogenitais. De acordo com a Resolução do Conselho Federal de Medicina, não se deve realizar esse procedimento sem uma prévia avaliação e indicação pelo urologista.

O médico fará o toque retal e exame clínico geral. De acordo com o Parecer/Resolução do Conselho Federal de Medicina, os exames complementares a serem solicitados são:

1.       Toque Retal;

2.       Exames Clínicos;

3.       Teste de PSA (mede uma proteína chamada antigênico específico da próstata no sangue;

4.       Exame de sangue e urina de rotina pré-operatória;

5.       Estudo Urodinâmico para uma avaliação funcional da bexiga;

6.       Ultrassonografia;

7.       Ressonância magnética da próstata.

Prof.  Dr. Francisco Cesar Carnevale – médico do CRIEP – Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa – autoridade médica referência nacional e internacional em Radiologia Intervencionista, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular. Sua principal linha de pesquisa está focada no tratamento de pacientes com sintomas do trato urinário inferior associados ao crescimento da próstata pela Hiperplasia Prostática Benigna (HPB). Pioneiro a publicar na literatura científica mundial, a técnica de Embolização das Artérias da Próstata (EAP) dentro do Hospital das Clínicas da FMUSP, sob a supervisão dos professores Miguel Srougi e Giovanni Guido Cerri.  É diretor de Radiologia Vascular Intervencionista do Instituto de Radiologia (InRad-HCFMUSP), do Instituto do Coração (InCor-HCFMUSP) e do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo (SP). É responsável pelas disciplinas de Graduação e Pós-graduação na área de Radiologia Intervencionista da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

CRIEP – Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa – centro médico e de pesquisas que é referência nacional e internacional nas áreas de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular, especialidades voltadas ao tratamento minimamente invasivo de doenças com o auxílio de métodos de imagem. Desde 1997, por meio de uma equipe de médicos da Universidade de São Paulo (USP) formada pelo Prof. Dr. Francisco Cesar Carnevale, Dr. Airton Mota Moreira e Dr. André Moreira de Assis, o CRIEP oferece, aos pacientes, uma série de tratamentos por meio de técnicas e equipamentos tecnológicos mais avançados. Site: http://www.criep.com.br

Programa mundial doa remédio inovador para crianças com câncer no Brasil

Neste mês de fevereiro, pacientes brasileiros com uma alteração genética chamada de fusões de TRK (Quinase do Receptor de Tropomiosina)  terão a possibilidade de receber um medicamento inédito e de última geração: o Larotrectinib. A fórmula teve resultados surpreendentes e já está aprovada nos Estados Unidos de forma emergencial. Ela demonstrou resposta em 8 de 10 pacientes, chegando em alguns casos a desaparecer o câncer.

Aqui no Brasil, os comprimidos serão oferecidos pela empresa através do projeto de doação (uso compassivo). Por mês, o tratamento custa mais de R$ 110 mil, ou seja, quase R$1,4 mi por ano, caso seja importado. O custo deste será assumido pela empresa LOXO.

A fusão do gene TRK foi encontrada em 90% de câncer pediátrico como fibrossarcoma, nefroma e outros tumores mais raros em adultos. O médico oncologista de Itajaí, Giuliano S. Borges, explica que uma das diferenças desse tratamento é que independentemente do tipo de câncer do paciente, se ele tiver essa alteração, a medicação já é indicada. A identificação é feita por meio de teste na biópsia.

Se você conhece alguma criança com câncer, ou mesmo pessoas com tumores raros e que estejam dispostas a fazer o teste e identificar a presença desse gene para buscar tratamento, entre em contato pelo e-mail: julia@oncologiasc.com.br

Hospital Geral de Carapicuíba vai passar por certificação da ONA

O HGC (Hospital Geral de Carapicuíba) vai passar nos dias 14 e 15 de março por um processo para nova acreditação de qualidade e segurança atestado pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), entidade não governamental que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil.

O objetivo do HGC é manter o certificado em Acreditado Pleno ONA Nível 2, título já obtido em 2018. Ele envolve o acompanhamento das barreiras de segurança definidas, dos principais processos desenhados e dos protocolos implantados. A partir da visita e a manutenção do Nível 2, o HCG poderá traçar a meta para o Nível 3, que é a excelência em gestão.

Os critérios que são avaliados dizem respeito à segurança do paciente, não apenas com enfoque na assistência, mas em todas as áreas, como apoio, suprimentos, infraestrutura, logísticas, alta administração.

O processo de certificação é feito por meio de algumas etapas, que incluem: visita de diagnóstico, onde a empresa de acreditação realiza a auditoria e indica qual o nível de acreditação a instituição pode preitear e visita de acreditação, que é a auditoria onde será indicado o nível de acreditação. Após a acreditação, é feita a visita de manutenção a cada 9 meses, além da visita de recertificação, onde pode ocorrer indicação de upgrade para um nível superior.

O enfermeiro responsável pela qualidade do HCG, Eliézer Amós da Silva, explica que a acreditação é uma ferramenta da qualidade. “Sendo assim, é um processo de auditoria em que seremos apontados para trazermos melhorias constantes. Os benefícios para a instituição são a qualidade assistencial para os pacientes e a sua segurança. Os benefícios para os colaboradores são conhecimentos e melhora da qualidade profissional”, afirma.

Silva ressalta que todo o processo de acreditação é feito por iniciativa do próprio hospital. “O governo não exige e não oferece esse tipo de certificação. Porém, para o HGC, esse tipo de procedimento é importante para garantir melhorias constantes em seus processos”, completa.

A primeira acreditação pela qual o HCG passou foi em 2011, ocasião em que recebeu a certificação em Nível 1, com upgrade em 2013 para nível 2. Em 2014, o processo de acreditação foi paralisado, sendo retomado em 2018. Em maio do ano passado, o HCG foi certificado novamente com o ONA Nível 2.

O HGC (Hospital Geral de Carapicuíba) vai passar nos dias 14 e 15 de março por um processo para nova acreditação de qualidade e segurança atestado pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), entidade não governamental que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil.

O objetivo do HGC é manter o certificado em Acreditado Pleno ONA Nível 2, título já obtido em 2018. Ele envolve o acompanhamento das barreiras de segurança definidas, dos principais processos desenhados e dos protocolos implantados. A partir da visita e a manutenção do Nível 2, o HGC poderá traçar a meta para o Nível 3, que é a excelência em gestão.

Os critérios que são avaliados dizem respeito à segurança do paciente, não apenas com enfoque na assistência, mas em todas as áreas, como apoio, suprimentos, infraestrutura, logísticas, alta administração.

O processo de certificação é feito por meio de algumas etapas, que incluem visita de diagnóstico, onde a empresa de acreditação realiza a auditoria e indica qual o nível de acreditação a instituição pode preitear e visita de acreditação, que é a auditoria onde será indicado o nível de acreditação. Após a acreditação, é feita a visita de manutenção a cada nove meses, além da visita de recertificação, onde pode ocorrer indicação de “upgrade” para um nível superior.

O enfermeiro responsável pela qualidade do HGC, Eliézer Amós da Silva, explica que a acreditação é uma ferramenta da qualidade. “Sendo assim, é um processo de auditoria em que seremos apontados para trazermos melhorias constantes. Os benefícios para a instituição são a qualidade assistencial para os pacientes e a sua segurança. Os benefícios para os colaboradores são conhecimentos e melhora da qualidade profissional”, afirma.

Silva ressalta que todo o processo de acreditação é feito por iniciativa do próprio hospital. “O governo não exige e não oferece esse tipo de certificação. Porém, para o HGC, esse tipo de procedimento é importante para garantir melhorias constantes em seus processos”, completa.

A primeira acreditação pela qual o HGC passou foi em 2011, ocasião em que recebeu a certificação em Nível 1, com “upgrade” em 2013 para nível 2. Em 2014, o processo de acreditação foi paralisado, sendo retomado em 2018. Em maio do ano passado, o HGC foi certificado novamente com o ONA Nível 2.