Editorial: rede publica

Ideb 2019: SP lidera nos anos finais do ensino fundamental e retoma crescimento nas outras etapas

Estado registrou a maior evolução da história no ensino médio 

Dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019 divulgados nesta terça-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do Ministério da Educação, apontam que a rede estadual de São Paulo teve o melhor resultado do Brasil nos anos finais do ensino fundamental e voltou a crescer nas outras etapas do ensino.  

No ensino médio, a rede estadual de São Paulo registrou o maior crescimento de sua história. Nos anos iniciais do ensino fundamental, se for avaliada a rede pública conjuntamente entre escolas estaduais e municipais, São Paulo também apresenta o melhor resultado do país.  

Ensino médio 

O maior desempenho foi notado no ensino médio, que saltou de 3,8 no último Ideb, em 2017, para 4,3 em 2019, registrando o maior crescimento da história das escolas estaduais neste ciclo de ensino.  

Após retroceder em 2017, a rede estadual cresce 0,5 no ensino médio em 2019 e permanece em 5º lugar no ranking entre os estados.  

“Estou muito feliz com o crescimento do ensino médio do Brasil. Sonho com um país que continue avançando. O crescimento de São Paulo é muito importante, estamos nos movendo dentro da nossa própria comparação, ainda mais se levarmos em conta o tamanho da nossa rede”, afirmou o secretário Rossieli Soares.  

Ensino fundamental 

Nos anos finais do ensino fundamental, São Paulo recebeu pontuação de 5,2 – antes tinha 4,8. O desempenho foi o melhor da história de São Paulo e de todas as outras redes estaduais do Brasil.  

 O Ideb 2019 também apontou evolução nos anos iniciais do ensino fundamental que já era bem avaliado. Saltou de 6,5 para 6,6 pontos. Vale lembrar que nesta etapa do ensino, São Paulo possui 631 mil alunos e tem a maior rede estadual de anos iniciais do país.  

O desempenho nesta etapa faz com que a rede estadual de São Paulo ocupe o segundo lugar entre as demais redes estaduais, fica atrás apenas do Paraná que possui 0,5% dos alunos matriculados em São Paulo.   

Como é calculado 

O Ideb é o principal indicador da qualidade dos sistemas educacionais brasileiro. Ele é calculado com base nas médias da Prova Brasil e fluxos de aprovação, reprovação e abandono extraídos do Censo Escolar. 

Impacto da pandemia 

Rossieli Soares reforçou que a tendência de crescimento apresentada pelo Ideb 2019 pode não se manter nos próximos anos por conta da pandemia do coronavírus enfrentada atualmente.  

“Precisamos fazer essa reflexão enquanto sociedade sobre o que está acontecendo. A pandemia trouxe aumento do desemprego e há um consequente risco de evasão escolar. Temos muitos esforços para garantir a aprendizagem neste período, mas o desafio está posto e é fundamental que a gente reflita”, diz Soares.  

O secretário lembrou que São Paulo implementou estratégias para garantir o ensino mediado por tecnologia com o Centro de Mídias SP e aulas via aplicativos e canais de TV. O Estado ainda construiu e aprovou o currículo paulista em implantação em 628 municípios, criou 53 escolas de Programa de Ensino Integral (PEI), realizou programa de recuperação de aprendizagem e formação de professores. 

Governo de SP paga sexta parcela do benefício Merenda em Casa para 770 mil estudantes

Imagem: Divulgação

Valor-base é de R$ 55 mensais para compra de alimentos; benefício cai automaticamente para quem é cadastrado

O Governo de São Paulo iniciou desde segunda-feira (14) o pagamento da sexta parcela do programa Merenda em Casa. Mais de 770 mil estudantes recebem novamente o subsídio no valor de R$ 55 reais para a compra de alimentos.    

O repasse de R$ 55 é subsidiado integralmente pelo Governo de São Paulo. No total, durante os seis meses em que as atividades presenciais na rede estadual ficaram suspensas, o Governo investiu R$ 226 milhões para o pagamento desse benefício.  

Pagamento é feito pelo app PicPay

Assim como nos meses anteriores, o pagamento será feito por meio do aplicativo PicPay, que pode ser usado em qualquer smartphone.   

Entretanto, os beneficiários que já receberam o subsídio nos meses anteriores, e portanto, fizeram cadastro e validaram a identidade, não precisam repetir o trâmite, pois o pagamento vai cair automaticamente.  

“Ao pagar a sexta parcela do programa, mantemos nosso compromisso e dar assistência às famílias mais vulneráveis neste período tão complicado que enfrentamos”, afirma o secretário da Educação Rossieli Soares.   

Benefício é destinado para compra de alimentos

Para ter acesso ao benefício não é necessário ter conta bancária ou cartão de crédito. É possível sacar o dinheiro em um caixa eletrônico da rede 24Horas e transferir o valor para outras contas, sem taxa adicional.    

Os beneficiários poderão fazer pagamentos por meio do celular em mais de 2,5 milhões de estabelecimentos que aceitam PicPay. As lojas são identificadas por placas com o QR Code do aplicativo ou no próprio sistema de buscas da ferramenta digital. 

Prefeito Elvis Cezar entrega certificados do curso de Idiomas para alunos da rede pública

Imagem: Dario Souza

Os alunos concluíram o aprendizado dos idiomas Espanhol, Inglês e Mandarim

Na última sexta-feira (11), o Prefeito de Santana de Parnaíba Elvis Cezar recebeu em seu gabinete quatro alunas da rede municipal que se destacaram nos cursos de Espanhol, Inglês e Mandarim do Centro de Línguas de Santana de Parnaíba e receberam os certificados de conclusão de mais um módulo das mãos do prefeito.

Acompanhadas dos pais e professores, as alunas tiveram um bate-papo com o prefeito, onde falaram sobre as suas expectativas para o futuro e comentaram sobre a importância deste curso para suas vidas: “O curso foi incrível, aprendi muita coisa, não só a língua, como também a cultura e é muito importante aprender um novo idioma já que o mundo está globalizado”, disse Ellen Domingas estudante do colégio Aldônio Teixeira.

O Centro de línguas é uma iniciativa da prefeitura que teve início em 2018 e, desde então, cerca de 1400 alunos já passaram pelos cursos, que são oferecidos para os alunos do 9º ano do ensino fundamental II que tiverem as melhores notas dos colégios. As aulas são ministradas no contraperíodo das aulas regulares e, durante a pandemia, as aulas estão sendo realizadas de forma on-line.

Governo de SP abre mais de 9 mil vagas para os cursos de qualificação profissional do Programa Novotec Expresso

Imagem: Divulgação

São 11 opções de cursos rápidos e gratuitos que oferecem novas oportunidades de profissionalização para os jovens do Ensino Médio Estadual 

O Governador João Doria anunciou nesta sexta-feira (11) a oferta de 9.060 vagas para 11 cursos rápidos e gratuitos de qualificação profissional do programa Novotec Expresso, com apoio das ETECs e FATECs do Centro Paula Souza. No total, 88 municípios das 16 Regiões Administrativas do Estado serão contemplados com a modalidade. 

 “Os candidatos podem se inscrever gratuitamente. As aulas semipresenciais começam no dia 5 de outubro e vão até 18 de dezembro, respeitando todos os protocolos de segurança e saúde”, informou Doria. 

O programa Novotec é voltado aos alunos do ensino médio da rede pública e oferece cursos desenvolvidos para alinhar as demandas atuais do mercado de trabalho com as necessidades dos jovens por profissionalização mais rápida. Neste ano, o Novotec Expresso está com duas novidades: carga horária total de 90 horas em três meses e formato semipresencial, com cursos nas áreas de Gestão e Negócios, Tecnologia da Informação e Produção Cultural e Design. 

A maior parte da carga horária será realizada online e ao vivo na plataforma Microsoft Teams, além de encontros presenciais organizados pelas unidades escolares, respeitando os protocolos de saúde e segurança dos estudantes, docentes e demais funcionários. Os encontros presenciais poderão ser aulas pontuais em laboratórios, visitas de campo, palestras e atividades de integração. 

“Estamos trabalhando para proteger vidas, mas a política mais importante de todas, que vai fazer com que a gente saia dessa crise melhor e com uma retomada econômica não somente sustentável, mas também inclusiva, é apoiar nossos jovens e nossos adultos em sua formação profissional para que tenham melhores oportunidades de emprego e renda” afirmou Patrícia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico. 

São 11 cursos desenvolvidos para atender as demandas atuais do mercado de trabalho e os interesses dos jovens: 

• Comunicação e Projeto de Vida para o mercado de trabalho (em parceria com o Instituto Proa) 

• Criação de Conteúdo para Redes Sociais 

• Excel Básico 

• Informática Básica 

• Introdução a programação de computadores 

• Noções de Cibersegurança 

• Operador Telemarketing 

• Princípios do Empreendedorismo 

• Produção Multimídia 

• Recepção e Atendimento ao cliente 

• Vendas em redes sociais 

As inscrições devem ser feitas até o dia 23 de setembro pelo site www.novotec.sp.gov.br. A quantidade de vagas por Região Administrativa e curso está disponível para consulta em: http://www.saopaulo.sp.gov.br/wp-content/uploads/2020/09/novotec-vagas-por-municipio.pdf 

Curso de inglês 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, também firmou parceria com a EF Education First e está oferecendo 17 mil bolsas em curso online e gratuito de inglês por meio da plataforma EF – Education First aos estudantes do Ensino Médio da rede pública estadual, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e concluintes do Ensino Médio de dezembro de 2018 e 2019. As inscrições também podem ser realizadas pelo site www.novotec.sp.gov.br

“Um jovem que aprende a falar inglês, ainda que um inglês básico, tem quatro vezes mais chances de ser empregado e duas vezes mais chances de ter um salário melhor do que aquele que não tem um segundo idioma”, destacou o governador. 

Ao realizar a inscrição, o estudante recebe em 48 horas um e-mail permitindo o acesso à plataforma da Education First para iniciar o curso. As aulas deverão ser concluídas em até três meses, podendo avançar nos níveis de inglês dentro desse período. 

Novotec 

O Novotec é um programa do Governo do Estado de São Paulo, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Secretaria de Educação, que oferece cursos de habilitação técnica e de qualificação profissional aos jovens estudantes de ensino médio da rede estadual, alinhado com as demandas do mercado de trabalho. 

O Centro Paula Souza é hoje a instituição que ministra os cursos e certifica os estudantes. O objetivo é expandir o acesso à Educação Profissional e Técnica (EPT) para os estudantes do Ensino Médio, com cursos gratuitos e com a integração da EPT com o Ensino Médio, possibilitando novas opções de futuro para os jovens e facilitando a inserção no mercado de trabalho e geração de renda. 

Já o Novotec Expresso é uma das modalidades de oferta do Novotec, que disponibiliza cursos de qualificação profissional de curta duração ofertados pelas ETECs e FATECs do Centro Paula Souza.