Editorial: rede municipal

Rede municipal de Osasco retoma aulas presenciais

Foto: Marcelo Deck 

Osasco retomou 100% das aulas presenciais (a ida da criança é facultativa) na rede municipal de ensino no dia 5/10. O retorno visa atender ao pedido de pais e responsáveis e acontece no momento de desaceleração da pandemia no município. Diferentemente das escolas estaduais, em que o ensino volta a ser obrigatório a partir de 18/10, na rede municipal as aulas permanecerão de forma híbrida. 

Após assinarem um termo de compromisso, os responsáveis que decidiram manter os filhos em casa receberam um kit de material pedagógico. As crianças contam ainda com os conteúdos disponibilizados na plataforma Estude em Casa  

(http://escolaemcasa.osasco.sp.gov.br/).  

As creches retomaram o funcionamento em período integral, assim como a EJA, no período noturno. Já EMEIs e EMEFs seguem com entradas e saídas dos estudantes escalonadas por séries e horários para evitar aglomeração. Às 7h entram os estudantes do 5º e 4º anos, às 7h30 os do 3º e 2º anos, e às 8h, os do 1º ano. 

Por conta do feriado da Padroeira do Brasil e do Dia das Crianças, em 12/10, e do Dia dos Professores, na sexta-feira, dia 15/10, as aulas contam com uma programação especial, com “Dia do Pijama” e “Festa da Fantasia”.  

O retorno 100% presencial acontece após todos os equipamentos escolares passarem por adaptação e receberem identidade visual sobre os cuidados de prevenção contra o coronavírus. Os professores e funcionários da educação escolar já estão vacinados com a segunda dose e os alunos mais ambientados com as medidas preventivas.  

Vereador sugere fornecimento de absorvente às alunas da rede municipal

Foto: Divulgação

Com a medida, Anderson Apolo pretende reduzir número de faltas entre as estudantes e consequentes prejuízos no aprendizado; na mesma ocasião, o vereador aproveitou para reivindicar à Prefeitura a reforma da quadra existente no Parque Iglesias e a instalação de uma “academia ao ar livre” no local

Na 24ª Sessão Ordinária, ocorrida no dia 31 de agosto de 2021, dois requerimentos elaborados pelo vereador Anderson Teixeira de Oliveira (PL), o “Anderson Apolo”, passaram pela Câmara Municipal de Jandira. No primeiro, de número 435/21, o parlamentar recomendou à Prefeitura a elaboração de projeto que institua um programa de fornecimento de absorvente higiênico para as alunas da rede municipal de ensino.

“Tal solicitação busca garantir que as alunas sejam assistidas no seu cuidado pessoal, além de possibilitar que, com a redução das faltas, elas não tenham prejuízo no aprendizado”, justificou.

Por sua vez, o requerimento 436/21 sugeriu a reforma da quadra existente no Parque Iglesias, bem como a instalação de uma “academia ao ar livre” ao lado da mesma. O vereador explicou que a solicitação partiu dos próprios munícipes, que se mostraram insatisfeitos com a precariedade da quadra e com a falta de outras modalidades de lazer.

Alunos da rede municipal retornam às aulas presenciais na segunda-feira

 Escolas passaram por reformas e adaptações

Após cerca de um ano em meio sem as aulas presenciais, todas as escolas da rede de Barueri estão muito bem preparadas para receber os estudantes com muito carinho e segurança.

Em reunião realizada pelo Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oestes), o prefeito de Barueri, Rubens Furlan, assim como os chefes do executivo das cidades de Carapicuíba, Cotia e Osasco, decidiram pelo retorno das aulas presenciais a partir do dia 2 de agosto (segunda-feira).

A decisão foi tomada com base na estabilização dos números de óbitos e internações, bem como o aumento das pessoas vacinadas contra a covid-19. O governo do Estado de São Paulo anunciou a autorização para que as escolas públicas e particulares retornem às aulas presenciais a partir do mês de agosto. A decisão foi anunciada no dia 9 de julho.

De acordo com o secretário de Educação, Celso Furlan, as famílias podem ficar despreocupadas, pois ao longo de todo esse tempo as escolas se prepararam para receber os alunos da melhor maneira. “Estamos adotando todos os protocolos sanitários, além de providências de adequação, reforma das escolas e implementação de conteúdo pedagógico”, disse.

Pais empolgados com o retorno

“Nós vimos toda a reconstrução da nossa escola acontecer e não víamos a hora de que nossos filhos começassem a estudar lá. Agora com tudo prontinho e com o retorno, mal estamos conseguindo dormir de tanta ansiedade. Voltar às aulas e numa escola novinha parece até um sonho!”, disse Giuliane Assis, mãe do aluno Kayke do 4º ano da Emef José Leandro de Barros Pimentel.

Eddie Silva, pai das Alunas Lívia e Luíza, da Emei Rogélio Lopes Recarey, também está muito feliz com o retorno das aulas presenciais. “Minhas filhas estão super animadas com o retorno e nós também. É claro que dá um pouco de medo, por conta de tudo o que passamos, mas nossas crianças já perderam tanto com a falta da escola que é difícil conter a emoção por saber que teremos um pouco da nossa rotina de volta”, declara.

De acordo com a Secretaria de Educação de Barueri, as escolas estão prontas e com todos os protocolos de segurança, além de terem sido totalmente preparadas com salas amplas, adaptações de ambientes externos para receberem as atividades, além de novidades relacionadas ao universo de tecnologia educacional. 

Atualmente a rede conta com quase 68 mil alunos matriculados em todos os segmentos, distribuídos em 108 unidades de ensino.

Rede municipal retoma aulas presenciais na quarta-feira, 4/8

Foto: Marcelo Deck

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Educação, definiu o calendário de retorno presencial dos estudantes às aulas da rede municipal de ensino. Este retorno para o segundo semestre do ano letivo será feito de forma gradual e ocorrerá a partir de 4 de agosto, após um ano e quatro meses de aulas suspensas devido à pandemia da covid-19.

As escolas funcionarão inicialmente com 50% da capacidade, obedecendo todos os protocolos de segurança da Vigilância Sanitária e normativas do Ministério da Educação.

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, explicou que, inicialmente, cabe aos pais decidirem se os filhos retornarão ou não à escola e adiantou que o retorno será desafiador. “Muitos pais têm nos procurado, preocupados com o comportamento das crianças e a preocupação pedagógica e já nos preparamos para acompanhar e suprir esses desafios”, explicou.

Nas escolas municipais, o retorno presencial acontece no momento em que todos os professores e funcionários da educação escolar já estão vacinados com a segunda dose. Além disso estão preparados para receber e orientar os alunos sobre os cuidados de prevenção à disseminação do novo coronavírus.

O secretário de Educação, Cláudio Piteri, salienta que todas as unidades escolares seguem orientações sobre higienização frequente de mãos e distanciamento social, EPIs como álcool em gel, tapetes sanitizantes, termômetros e máscara, além da sanitização frequente dos ambientes.

A pandemia exigiu uma nova metodologia de ensino que resultou na implementação da plataforma digital ‘Escola em Casa’, bem como os cadernos de atividades aos educandos que não tinham acesso à internet, ao mesmo tempo os professores se reinventaram com a utilização das novas tecnologias, dessa maneira garantiram o atendimento aos nossos estudantes com muito comprometimento”, completou Piteri.

ORGANIZAÇÃO E ATENDIMENTO

Para que tudo ocorra de forma bem organizada, as turmas da Educação Infantil (Creche e EMEI) e do Ensino Fundamental I / EJA foram divididas em 50% da capacidade da sala de aula, dessa maneira os alunos frequentarão a escola presencialmente um dia sim outro não, com horário escalonado de entrada e de saída. Esta alternância de horários ocorrerá no mês de agosto, conforme cronograma que segue.

 

Retorno de aulas presenciais continua suspenso na rede de Barueri

Imagem: Freepik

As aulas presenciais na rede municipal de Barueri continuam suspensas e sem previsão de retorno, em função da pandemia da Covid-19. Os estudantes seguem com as atividades e aula remotas.

A Secretaria de Educação, com apoio do Ministério Público e da Vigilância Sanitária, elaborou protocolo de biossegurança para a reabertura das escolas, mas a avaliação da administração municipal, fundamentada em outros estudos e em levantamento de opiniões junto a pais de alunos, é de que não há, no momento, garantias de que o ambiente escolar esteja totalmente seguro quanto à propagação do novo coronavírus.

Aulas remotas

Em tempos de distanciamento social por conta da pandemia, as aulas remotas têm sido uma valiosa ferramenta de aprendizagem. Barueri já estava preparada para o ensino a distância, pois informatizou toda a rede municipal de ensino no último ano com a plataforma Google For Education.

As atividades online têm adesão expressiva e, para garantir as mesmas oportunidades a alunos que não tinham computador ou acesso à internet em casa, a Prefeitura disponibilizou notebooks e modems com conexão gratuita para aproximadamente 2.300 estudantes carentes. É o Projeto Aluno Conectado, em que os responsáveis assinam termo de empréstimo dos equipamentos e garantem aos filhos o acesso digital.

Para amenizar os impactos na alimentação, já que a merenda escolar é uma refeição importante para o desenvolvimento de crianças e adolescentes, a Prefeitura já distribuiu, por cinco meses consecutivos, cestas básicas com os itens da merenda para todos os 68 mil alunos da rede.

Informações sobre as aulas na rede Municipal em Carapicuiba

Imagem: Pixabay

Devido à pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Carapicuíba informa que as aulas presenciais na rede municipal de ensino retornarão apenas em 2021.

A Secretaria de Educação consultou os pais e 87% foram contra o retorno das aulas presenciais, 7% a favor e 6% a favor com revezamento.

– As aulas nas escolas municipais continuam com atividades remotas.

– Os alunos não repetirão o ano, pois as aulas cumprirão a grade do ano letivo, inclusive com reforço.

– O Kit Merenda continuará sendo entregue aos alunos da rede municipal.

– Escolas particulares de Educação Infantil poderão continuar com as aulas on-line ou retornar às aulas presenciais, de acordo com o Plano São Paulo do Governo do Estado.

– Escolas estaduais seguirão o cronograma do Governo do Estado.

Fonte: Prefeitura de Carapicuíba