Editorial: programa

Prefeitura de Carapicuíba inicia consulta pública para Programa Municipal de Educação Ambiental

Foto: Divulgação

Com objetivo de promover atividades educativas relacionadas ao meio ambiente em Carapicuíba, o Comitê Gestor da Educação Ambiental (Comgea) está elaborando o Programa Municipal de Educação Ambiental (ProMEA), que é um instrumento para o desenvolvimento sustentável e para implantação da Política Municipal de Educação Ambiental, composto por diretrizes, componentes, eixos articuladores e estratégias para ações educativas formais e não formais e a definição dos objetivos, metas e atores sociais para o estabelecimento das boas práticas voltadas à sustentabilidade.

Dentre vários apontamentos, o Programa prevê a formação continuada de educadores e agentes ambientais e a articulação entre os munícipes e o poder público em prol do meio ambiente. O Programa também discorre sobre o marco legal da Educação Ambiental, o controle e a participação social, os potenciais participantes, os indicadores, os cronogramas a curto, médio e longo prazo, bem como a gestão pelo Comitê Gestor.

A Consulta Pública é um mecanismo de participação social não presencial, com período determinado para encerrar, que todos os cidadãos podem participar na construção coletiva de políticas públicas e tem a finalidade de subsidiar o processo de tomada de decisão e de edição das normas da administração pública, disponibilizando maneiras de receber a contribuição dos cidadãos.

Passo a passo para participar da Consulta Pública

1º Passo – Acessar o documento em formato pdf para leitura no link.

2º Passo – Anotar os apontamentos e contribuições que deseja fazer.

3º Passo – Enviar as contribuições através do formulário no link:

https://forms.gle/N8VtMNhrScp59dvC9

Após o prazo de recebimento das contribuições, o Comgea publica o Relatório de Análise das Contribuições para ciência de todos.

 
 
 

Sefam de Barueri inicia programa de prevenção de riscos com a participação de 60 famílias

Famílias participam de programa de prevenção de riscos

A Secretaria da Família de Barueri (Sefam) deu início aos encontros do Programa Famílias Fortes com a participação de 60 famílias, divididas em dois grupos. O primeiro aconteceu dia 8 e o segundo no dia 9 de novembro. Os encontros acontecem semanalmente sempre às segundas e terças-feiras. Excepcionalmente, por causa do feriado do dia 15, o encontro da próxima segunda foi transferido para a quinta, dia 18.

O Programa Famílias Fortes é um convênio com o governo federal baseado em uma metodologia de prevenção de comportamentos de risco destinada a famílias com adolescentes de 10 a 14 anos de idade.

A intenção é, portanto, trabalhar temas como evasão escolar, gravidez precoce, drogadição, comportamento alimentar de risco, autolesão, entre outros. O programa é realizado por meio de sete encontros semanais e depois por mais quatro reuniões mensais de acompanhamento. No 21 de dezembro se encerra o primeiro ciclo do programa, quando se completam os sete encontros.

“Percebemos no primeiro encontro que as famílias participaram ativamente e puderam interagir um pouco mais com seus filhos. Todos saíram felizes e muito animados para o próximo encontro. É muito gratificante testemunhar isso para nós”, contou a facilitadora Rosana Bercha, que coordena e acompanha a dinâmica dos grupos de famílias nos encontros.

A dinâmica do encontro
Na primeira hora da dinâmica, os pais ou responsáveis ficaram em uma sala onde foi abordado o tema “Amor e Limites”, e os filhos, simultaneamente em outra sala, com o tema “Metas e sonhos”. Na segunda hora, depois de um intervalo, pais e filhos se reuniram numa mesma sala onde praticaram as habilidades que aprenderam, a partir da temática “apoiando metas e sonhos”.

Os encontros desse primeiro ciclo estão acontecendo em duas entidades parceiras da Prefeitura. Para mais informações e inscrições, os contatos são pelo telefone (11) 3164 9555, pelo whatsapp (11) 94023 0220 ou pelo email: sefam@barueri.sp.gov.br. Acompanhe o Programa Famílias Fortes pelo Instagram e pelo Facebook da Sefam.

Jandira disponibiliza vagas para empresários participarem de programa do SEBRAE

Por meio do programa, os empresários proprietários de Micro e Pequenas Empresas, terão acompanhamento de especialistas do SEBRAE durante 4 meses.

A Prefeitura de Jandira, por intermédio da Diretoria de Indústria e Comércio, anuncia a disponibilização de 80 vagas para que empresários da cidade, proprietários de Micro e Pequenas Empresas, para o Programa Mais Brasil – ALI do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

As empresas participantes do programa receberão acompanhamento durante 4 meses com foco em aumentar a produtividade e inovação, reduzindo os custos e aumentando o faturamento, sendo instruído por meio de ferramentas ágeis e atendimento personalizado.

O Programa Mais Brasil tem a finalidade de promover melhorias rápidas, redução de custos, inovação de processos, aumento de faturamento, aperfeiçoamento de gestão de recursos, impulsionamento da competitividade, consultorias personalizadas com especialistas qualificados, acompanhamento técnico dos Agentes Locais de Inovação (ALI).

O Processo descrito para os 4 meses passa por identificação dos principais problemas da empresa, através do mapeamento e priorização dos problemas, indicação de soluções e elaboração do plano de ação, depois é realizado o acompanhamento do plano de ação com implantação da solução. Por fim, existe o momento de avaliação.

De acordo com a Diretoria de Indústria e Comércio, esta é uma grande oportunidade para que os empresários da cidade tenham acesso ao que há de mais moderno na Gestão de uma Empresa e, com isso, possam crescer e gerar mais empregos para a população de Jandira.

Faça a sua inscrição pelo link:  https://forms.gle/eB48G4ifbpC9GTaB7 

Prefeito Marcos Neves, primeira-dama Bia Doria e Secretária de Estado Célia Leão lançam programa de inclusão social

Foto: Divulgação

Em solenidade realizada no teatro Charles Meira, no CSU, o prefeito Marcos Neves e a secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão, assinaram protocolo de intenções para o lançamento regional do Programa Todas In-Rede. Trata-se de um pacote de políticas públicas visando a emancipação e o empoderamento da mulher com deficiência.

O evento contou com a presença da primeira-dama do Estado, Bia Doria, da vice-prefeita Gilmara Gonçalves, da secretária de Assistência Social Juliana Boni, da presidente do Fundo Social Sonia Neves, da delegada Kelly Fernandes de Moraes, e da coordenadora das Delegacias da Defesa da Mulher Dra Jamilla Ferrari, além dos vereadores Fabinho Reis, Nil, Considerado, Beserra e Álvaro Abílio.

A secretária Célia Leão apresentou o programa, focando nos pilares de atuação, como trabalho e renda, direitos afetivos e sexuais, prevenção à violência e empoderamento e liderança.

A primeira dama Bia Doria elogiou os equipamentos que visitou: “e estou muito feliz de estar aqui hoje, pois tenho certeza que esse programa trará muitos benefícios para a cidade”, assegurou. Em seguida, anunciou a doação de cadeiras de rodas para o Fundo Social de Solidariedade e de um salário do governador, destinado à Casa Maria Maia. O senhor Marcos Trindade de Ávila, presidente da entidade, recebeu o cheque das mãos de Bia Doria.

Já Célia Leão anunciou equipamentos de ginástica adaptada para o município, além de um kit de acessibilidade para a Escola Estadual Aparecida de Fátima Silva.

“Dotar as obras públicas de acessibilidade sempre foi nossa determinação”, comentou o prefeito Marcos Neves, “e agora, nos nossos CEEACs (Centro de Educação, Esporte, Arte e Cultura) estamos construindo piscinas que, além de aquecidas e cobertas, terão também acessibilidade. Esse programa que estamos conhecendo hoje é muito importante, apresentando benefícios diretos para todas as mulheres com deficiência. E vem confirmar a orientação do governo municipal, que é respeitar as pessoas”, finalizou. 

Programa Agente Ambiental Mirim é aprovado pela Câmara de Carapicuíba

Prof. Batata é o autor do Projeto de Lei que cria o programa Agente Ambiental Mirim

Projeto de Lei agora depende apenas da sanção do prefeito Marcos Neves

A Câmara de Carapicuíba aprovou, na noite dessa terça-feira (26), durante a 35ª Sessão Ordinária, o Projeto de Lei n° 2.826/2021. Assinado pelo vereador Prof. Batata (PSC), o texto institui o programa Agente Ambiental Mirim. O P.L. segue agora para apreciação do prefeito Marcos Neves (PSDB).

O programa, de acordo com o autor da propositura, visa capacitar os estudantes a ser agentes multiplicadores para a conscientização da população local quanto à importância de políticas de desenvolvimento sustentável.

Prof. Batata também é o autor da indicação n° 1.791/2021, que pede a implantação de mecanismos que sirvam de guia para a travessia nas vias públicas de pessoas com deficiência visual ou mobilidade reduzida.

Prefeitura de Santana de Parnaíba realiza treinamento para as mulheres da 4ª edição do Programa Parnaíba Mais Leve

O treinamento foi realizado na Arena de Eventos

Para estimular as mulheres a terem uma vida mais saudável, a Secretaria da Mulher
e da Família de Santana de Parnaíba já está na 4ª edição do programa “Parnaíba Mais
Leve”, que busca auxiliar as participantes a terem um corpo e mente mais saudável.

Cerca de 500 mulheres participaram do treinamento “Como controlar os
pensamentos para emagrecer”, que foi ministrado pela secretária e neuromaster coach,
Selma Cezar.

As mudanças de hábitos ajudam não somente as mulheres que participam do
programa, mas suas famílias também, já que incentiva os cuidados com a saúde e
qualidade de vida.

Osasco atende mais de 25 mil estudantes pelo Programa Saúde Bucal na Escola

Foto: Fernanda Casarini

No Dia Nacional do Dentista e Dia Nacional da Saúde Bucal, celebrados em 25/10, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Osasco, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), que tem como meta a promoção, prevenção e atenção à saúde, realizou ações de saúde bucal em diversas escolas da rede municipal (EMEI, CEMEI, CEMEIF, EMEF e EMEIEF), e atende cerca de 25 mil alunos promovendo o tratamento e a prevenção da saúde bucal das crianças.

Nas escolas são realizadas a avaliação de saúde bucal, escovação dental supervisionada, educação em saúde bucal e aplicação tópica de flúor. Em casos mais complexos o aluno é encaminhado para a Unidade Básica de Saúde (UBS) ondem tem cadastro. Se a criança tiver até 3 anos ela é encaminhada para a Odontopediatria do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO).

Além do atendimento realizado nas escolas, o atendimento odontológico se estende às 35 Unidades Básicas de Saúde (UBS), aos 2 Centros de Atenção do Idoso (CAI), a Policlínica Zona Sul e o Centro de Especialidades Odontológicas – Brasil Sorridente (CEO), com as seguintes especialidades: paciente com necessidades especiais, odontopediatria, dentística, prótese, periodontia, endodontia e cirurgia bucomaxilofacial.

Segundo a coordenadora de Saúde Bucal, a odontóloga Juliana Yanagimori, no geral “são realizados 700 atendimentos diariamente”.

“A saúde bucal é importantíssima para a saúde como um todo. A falta de atenção e/ou cuidados nos princípios básicos de higienização podem acarretar doenças gravíssimas, de patologias bucais como câncer bucal, gengivite e periodontite, além de doenças cardiovasculares e diabetes, por exemplo. O nosso programa visa cuidar da saúde das crianças desde a primeira infância, ensinando-os desde pequenos a fazer uma boca higiene bucal. Esses ensinamentos tendem a ser seguidos por toda a vida”, disse o secretário de Saúde, Fernando Machado.

Em Osasco, o dia 25/10 integra ao calendário oficial do município e institui, por meio da Lei Municipal nº 4.219, a Semana Municipal da Saúde Bucal e Prevenção de Doenças Bucais.

Dia do Dentista

O Dia Nacional do Dentista é comemorado no dia 25 de outubro porque em 1884 foi assinado o Decreto nº 9.311, que criou os primeiros cursos de graduação de odontologia no Brasil, no Rio de Janeiro e na Bahia. Uma portaria do Conselho Federal de Odontologia tornou a data oficial para a comemoração de Dia do Dentista Brasileiro.

Já o Dia Mundial do Dentista é celebrado em 3 de outubro, dado a criação do primeiro curso de odontologia do mundo em 1840, a Baltimore College of Dental na Universidade de Maryland, em Baltimore, nos Estados Unidos.

Vereador solicita a criação do Programa Remédio em Casa

Sheriff  Paulo Costa vem apresentando diversas indicações nas Sessões Ordinária

A indicação foi apresentada na Sessão Ordinárias do dia (13)

O Sheriff Paulo Costa (PODE), nessa quarta-feira, (13), apresentou várias indicações na 33ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Carapicuíba, a indicação de número 1698/21, que tome providências cabíveis para criar o Programa Remédio em Casa. A indicação de nº 1699/2021 que estude a possibilidade da instalação de farmácia 24 horas ou nos Prontos Socorros do Município para atender a população.

A indicação de 1700/2021, solicita ao Executivo que crie instalações do dispositivo   de segurança, conhecido como “Botão do Pânico” para mulheres vitimas de violência doméstica e que estão com medidas protetivas. Já a indicação de 1701/2021 solicita o patrulhamento das viaturas da GCM e da PM nas escolas de Carapicuíba.

     

Osasco elabora programa de renda básica para famílias vulneráveis

Foto: Marcelo Deck  
 

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, anunciou a criação do “Programa Nosso Futuro”, que visa a transferência de uma renda básica para as famílias com crianças e adolescentes de zero a 17 anos em vulnerabilidade e risco de insegurança alimentar.  

O programa está em fase de elaboração, viabilização do cartão de benefícios e definição do comitê gestor. Assim que concluída essa etapa, o projeto de lei será enviado à Câmara Municipal para apreciação dos vereadores. Caso seja aprovado, o programa poderá entrar em vigor ainda esse ano. 

O programa será inserido na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022 e tem como matriz de responsabilidades um trabalho intersetorial envolvendo as secretarias municipais de Emprego, Trabalho e Renda; Assistência Social; Infância e Juventude; das Mulheres e Promoção da Diversidade; Pessoa com Deficiência; Educação; Saúde; Planejamento e Gestão; Finanças, e Procuradoria.  

“O programa foi pensado para combater a vulnerabilidade alimentar de nossas crianças e adolescentes e atenderá mais de 23 mil famílias osasquenses que receberão uma ajuda de custo com valores que variam entre R$ 100 a R$ 225 por família que se enquadre nos critérios estabelecidos. Além disso, o programa vai gerar emprego e renda para centenas de pessoas da nossa cidade”, comentou Lins. 

O programa beneficiará famílias com crianças e adolescentes de zero a 17 anos inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) que tenham renda per capita de até meio salário-mínimo.  

Para garantir o benefício, os responsáveis deverão seguir alguns critérios obrigatórios, como: 

  • as crianças deverão ter frequência escolar mínima obrigatória,  
  • ter acompanhamento de saúde, 
  • Acompanhamento pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS),  
  • Acompanhamento ostensivo com o Conselho Tutelar contra o Trabalho Infantil,  
  • Os responsáveis deverão fazer busca de vagas de emprego e qualificação profissional, 
  • Não participar de nenhum outro Programa de Transferência de Renda Municipal (Programa Recomeçar, Bolsa Trabalho etc.) 

Os valores variam conforme a renda e condição das famílias, conforme descrito abaixo:   

Famílias com núcleo familiar completo e renda per capita entre R$ 178,00 e R$ 550,00 receberão o benefício de R$ 100,00 mensais. 

Famílias com núcleo familiar completo e renda per capita entre R$ 89,00 e R$ 178,00 receberão R$ 120,00. 

Famílias com núcleo familiar completo e renda per capita abaixo de R$ 89,00 receberão R$ 150,00 mensais.  

Famílias monoparentais chefiadas por mulheres e/ ou PCD com renda familiar per capita entre R$ 178,00 e R$ 550,00 receberão R$ 150,00 mensais.  

Famílias monoparentais chefiadas por mulheres e/ ou PCD com renda familiar per capita entre R$ 89,00 a R$178,00 receberão R$ 180,00.  

Famílias monoparentais chefiadas por mulheres e/ ou PCD com renda familiar per capita abaixo de R$ 89,00 terão um benefício no valor de R$ 225,00.  

A estimativa é de que o programa tenha um custo mensal de R$ 5,3 milhões. O programa possibilitará a geração de emprego e renda e trará uma injeção na economia local de R$ 114 milhões por ano, segundo estudo feito pelo IPEA. Ou seja, a cada R$ 1 investido, o retorno na economia do município será de R$ 1,78.