Editorial: prevenção ao suicídio

“Setembro Amarelo”: propositura institui campanha de prevenção ao suicídio em Jandira

Matéria foi colocada pelo vereador Fábio Betera e segue agora para sanção ou veto do Poder Executivo

O Projeto de Lei nº 78/21 foi aprovado por unanimidade na 28ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Jandira, realizada no dia 28 de setembro de 2021. Redigido pelo vereador Fábio Camilo dos Santos (PT), o “Fábio Betera”, o referido projeto institui a Campanha “Setembro Amarelo”, dedicada à valorização da vida e à prevenção de suicídios no município.

O texto estabelece que a campanha, que passa a integrar o calendário oficial de eventos, será realizada anualmente durante o mês de setembro e terá como símbolo um laço de fita na cor amarela. “O prefeito é médico e sabe da importância desse projeto. Há um psiquiatra para [atender] os 127 mil habitantes da nossa cidade. Isso é vergonhoso! Precisamos fazer um contrato emergencial. […] No ano passado, tivemos cinco suicídios em Jandira – três na região do Jardim Gabriela. E sabe por quê? Os moradores vão até o posto de saúde procurar um psiquiatra, que a rede não tem, então só trocam a receita”, protestou Betera durante a sessão.

Ainda segundo o autor, o principal objetivo da matéria é integrar o poder público e segmentos da sociedade civil, promovendo reflexões sobre o tema e contribuindo para a redução do número de casos ou tentativas de suicídio na cidade.

Mais informações

O suicídio é um fenômeno intrincado, comumente associado a transtornos como a depressão ou até mesmo desencadeado por estresse, problemas financeiros, bullying, questões familiares, etc. Pesquisas recentes revelam, inclusive, que indivíduos que sofrem discriminações se tornam ainda mais vulneráveis a tais reações e pensamentos extremos.

Pessoas nessa situação não podem sofrer em silêncio; pelo contrário, precisam compartilhar a questão com familiares e/ou amigos e buscar ajuda especializada. Caso esteja passando por algo parecido ou conheça alguém que se enquadre na descrição acima, entre em contato com o canal de atendimento do CVV (Centro de Valorização da Vida), por intermédio do telefone 188.

Projeto de Lei visa o acesso à saúde mental e à prevenção ao suicídio entre jovens

Dr. João Naves é vereador e autor do Projeto de Lei n° 2.860/2021, aprovado na Câmara

Propositura foi aprovada na Câmara e aguarda sanção do prefeito Marcos Neves

Carapicuíba poderá ter um programa de prevenção ao suicídio e de promoção do direito ao acesso à saúde mental entre jovens e adolescentes. É o que prevê o Projeto de Lei n° 2.860/2021, aprovado essa semana na Câmara.

De autoria do vereador Dr. João Naves (PSDB), o texto, que agora segue para as mãos do prefeito Marcos Neves (PSDB), aponta que o programa, a ser desenvolvido prioritariamente no espaço escolar, teria por objetivo ampliar a conscientização sobre o tema, capacitar o cidadão e identificar sintomas entre os jovens.

UBS do Parque Imperial realiza fórum “Prevenção ao Suicídio”

Fórum esclarece munícipes sobre as causas que levam ao suicídio.

Na manhã desta segunda-feira (dia 20), na Unidade Básica de Saúde (UBS) Armando Gonçalves de Freitas, no Parque Imperial, ocorreu o Fórum “Prevenção ao Suicídio”. O objetivo é esclarecer aos munícipes as principais causas que podem levar as pessoas a cometerem suicídio e buscar alternativas para evitá-lo.

O evento faz parte da campanha Setembro Amarelo, em curso em todas as unidades de saúde e em outros órgãos da Prefeitura, com o objetivo de chamar a atenção para o crescente número de pessoas que tiram a própria vida no Brasil e no mundo. Assistência, escuta qualificada e amparo baseiam as iniciativas, alternativas para quem passa por qualquer tipo de sofrimento psíquico. 

A psicóloga da UBS, Fernanda Sarmento da Silva, relata os principais sintomas e como acontece a avaliação. “O munícipe pode procurar ajuda em saúde mental quando se sentir triste, desanimado, com dificuldades pra dormir, se estiver pensando em se machucar ou se matar. Na UBS será agendado um atendimento com o psicólogo para avaliação de risco e, se necessário, encaminhamento para o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) ou para o pronto-socorro, dependendo do risco e da gravidade”, detalha.

Em 2021 (de janeiro a agosto), 300 pessoas vêm utilizando a unidade para esse tipo de acompanhamento. “Estamos retomando gradativamente o atendimento em grupo agora em outubro. Iremos ligar para as pessoas em espera, agendar um primeiro atendimento de triagem, para identificar qual é a demanda e, a partir daí, orientar sobre o atendimento em grupo, assim poderemos ampliar a assistência”, esclarece a especialista em saúde mental.  Com a pandemia, os atendimentos em grupo tiveram de ser interrompidos e só agora estão sendo retomados.

Os moradores do Parque Imperial interessados podem procurar a UBS Armando Gonçalves de Freitas, situada na rua Padre Cícero Romão Batista, 271, ou ligar no número (11) 3164-9753 para mais informações.

Dados sobre o transtorno em 2020

De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, no Brasil foram registrados 12.895 casos de suicídio. Os estados que concentram mais casos foram São Paulo, Minas Gerais e Porto Alegre.  

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), no mundo, anualmente, são registradas de 700 mil a 800 mil ocorrências de mortes por suicídio. A faixa etária mais afetada parte de 15 até 29 anos. Os homens correspondem a 12,6 a cada 100.000 registros; no caso das mulheres, chega 5,4 a cada 100.000. Países de baixa e média renda são responsáveis por 79% dos suicídios no mundo.

Ações de prevenção ao suicídio acontecem durante “Setembro Amarelo” em Santana de Parnaíba

Foto: Divulgação

Este mês é marcado pela conscientização e prevenção ao suicídio, e sob o tema “Setembro Amarelo: Em movimento pela vida”, a Prefeitura de Santana de Parnaíba irá realizar diversas ações com o intuito de reduzir o número de casos no município. (Vide tabela).

No último dia 04/09, aconteceu a exposição “O Sentido da Vida”, que apresentou cerca de 100 obras, entre elas pintura, ilustrações, fotografias, entre outros, produzidas pelos usuários dos serviços de saúde mental do município e de cidades convidadas. A mostra é gratuita e poderá ser vista até o dia 26 de setembro no CEMIC, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30 e sábados, domingos e feriados, das 11h às 17h.

Vale lembrar que atualmente o município possui três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) sendo eles: travessia (Álcool e Drogas), alvorecer (Adulto) e Espaço de vida (Infantojuvenil), que oferecem toda estrutura e profissionais especializados para atender os pacientes da cidade.