Editorial: prefeitura de barueri

Novos pisos emborrachados garantirão mais segurança, conforto e higiene para crianças da Educação Infantil

Para garantir um ambiente escolar mais seguro e agradável para o retorno das aulas presenciais, a Secretária de Educação está efetuando uma série de reformas e adaptações.

Em algumas maternais, berçários e escolas de educação infantil foram implementados novos pisos emborrachados em áreas de lazer, pátios e playgrounds.

O objetivo é garantir mais segurança e higiene nos ambientes onde as crianças vão brincar. A principal vantagem dos pisos emborrachados é a absorção de impactos.

A utilização de pisos emborrachados ajuda a minimizar a força dos impactos em casos de quedas, garantindo segurança e conforto para as crianças. Além de ajudar a deixar a brincadeira mais divertida, eles ainda agregam valor e beleza especial aos locais.

Até o momento os novos pisos chegaram às unidades Emei Alfredo do Carmo, Emei João Batista Pazinato Júnior, Complexo Maria Meduneckas, Emei Roque Soares, Maternal Aparecida Akyama, Maternal Carlos Osmarinho, Maternal Joaquim Soares, Maternal Maria Andrelina, Maternal Mário Bezerra, Maternal Roberto Griti, Maternal Aracy Martins e Centro de Referência à Primeira Infância.

Viveiro Municipal: o verde direto da Prefeitura de Barueri para o cidadão

O Viveiro Municipal, localizado dentro do Parque Ecológico de Barueri, é o lugar certo para quem deseja levar mais verde para casa e, consequentemente, para a cidade. O local dispõe de aproximadamente 7.500 mudas que variam de um até quatro metros de altura, além de conter diversas espécies, como o limoeiro, o pinheiro, o bambu, o dendezeiro, o espinho-de-Jerusalém, a amoreira, o araçá, a cerejeira, o jenipapo, a goiabeira, a pitanga, a jabuticabeira e a romã. Mas sem deixar de prestigiar as plantas nativas da região, como os ipês rosa, roxo, branco e amarelo, o jatobá, o jacarandá, a manduirana, a paineira, o pau-brasil, o pau-ferro, o pau-mulato e a sibipiruna.

Todas essas e muitas outras mudas de plantas estão disponíveis à população e empresas. Há um limite de até 5 mudas por pessoa e é necessário comprovar a necessidade do plantio e apresentar a documentação necessária: RG ou CNH e comprovante de residência.

A solicitação deverá ser realizada no departamento de Parques e Viveiros, na Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema). Além do recebimento de orientações de plantio, uma análise de área é feita inicialmente por georreferenciamento e, após a entrega das mudas, a equipe técnica do Viveiro analisa o local mediante agendamento prévio. Deve-se ainda apresentar um projeto sobre essa ação e assinar um termo de responsabilidade que envolva também a manutenção da planta pelo período de quatro anos. Quando todos os passos forem concluídos, o solicitante receberá uma autorização para a retirada das espécies.

Em 2020, o setor participou do programa Adote uma Vida, que consistia na solicitação das mudas pelas redes sociais e a entrega acontecia através do caminhão do Viveiro na casa do solicitante. O projeto foi um sucesso, tanto que mesmo após seu encerramento, o Viveiro chegou a doar uma média de 830 plantas até o final do ano.

O setor passou por adequações para atender o cidadão da melhor maneira possível. Este ano o plano é que mais pessoas queiram levar o verde para suas casas, chegando a entregar cerca de 1.300 plantas, conforme nos almeja Ademir do Nascimento, gestor do departamento de Parques e Viveiros da Sema.

História de superação: esporte foi fator de recuperação para Cleomar

A vida de Cleomar Lima do Nascimento, 42 anos, mudou radicalmente a partir do dia 1º de agosto de 2004. Um carro colidiu com sua moto na Estrada Velha de Itapevi. Ele caiu numa baixada, ficou internado 16 dias em Osasco e teve de amputar parte da perna esquerda.

Com apenas 24 anos à época, trabalhava como porteiro de uma empresa. Nunca mais pôde se dedicar à prática do skate, que gostava tanto. Não aceitou a nova realidade, flertou com o alcoolismo e chegou até a realizar atos inconsequentes. Sua vida ficou dividida entre a revolta e a dolorosa e demorada calcificação do fêmur. “Foi muito difícil, não queria que me tratassem como um coitadinho”, afirma.

Morador de Barueri desde 1990, passeava de muletas pelo centro da cidade em 2007 quando foi convidado por Carlos Roberto da Silva, o professor Carlinhos, atual titular da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD), a conhecer a modalidade vôlei sentado.

Começou a treinar em São Paulo, não se adaptou a princípio, mas voltou ao esporte em definitivo no mesmo ano. “Conheci o Giba [atacante consagrado do Corinthians e da seleção brasileira] e passei a ter uma nova visão sobre a modalidade”, declara.

“A rotina dos atletas de vôlei sentado exige talento, disciplina, dedicação, preparo psicológico, habilidade para lidar com grupo e capacidade de superação de outros obstáculos sociais e familiares até maiores fora da quadra”, complementa o atleta amador.

Os treinos, as competições e o convívio com o meio esportivo fizeram muito bem a Cleomar. Ele superou adversidades e preconceitos, conseguiu empregos que exigem melhor qualificação e encontrou mais um amor: Marisa Reis, sua companheira há 14 anos.

“Já pensei em parar de jogar muitas vezes e até recebi proposta remunerada de outro clube, mas preferi continuar aqui. Barueri possui uma ótima estrutura e sou muito agradecido pela prótese que recebi”, revela.

Mesmo com a pandemia e o emprego – ele trabalha há seis anos como atendente de investimentos de pessoa física em um grande banco na Avenida Paulista -, treina em casa três vezes por semana e caminha outras três. “Ele tem todo o meu apoio. Acho até um pouco exagerada a rotina de treinos, mas adoro quando ele oferece um ponto para mim”, afirma, orgulhosa, a esposa.

O levantador Antônio Santana Alves – o Tonho -, é um dos pioneiros do time de Barueri ao lado do secretário Carlinhos e do próprio Cleomar. Ele dá a sua opinião sobre o amigo: “É um companheiro compreensivo e tem muita fome de jogo. Se eu ficar muito tempo sem lhe passar a bola, ele fica irritado”, conta com bom humor.

Além da fome de bola, o atleta tem fome de vida: adora “recarregar as baterias” frequentando praias ou sítios com a família, é muito interessado em filmes de guerra, séries de TV e dedica boa parte de seu tempo livre à leitura de livros sobre a História do Brasil.

Principais títulos:

Vice-Campeão Torneio Sérgio Del Grande em 2008 (São Paulo);
Medalha de Prata nos Jogos Abertos de Goiás (2008);
3º lugar no Campeonato Paulista em 2009 (Ibirapuera, São Paulo);
Campeão Brasileiro Série B em 2009 (Mogi das Cruzes, SP);
Vice-Campeão Brasileiro Série B em 2011 (Maceió, AL);
Vice-Campeão Brasileiro em 2012 (Cabo, PE);

Vice-Campeão Paulista em 2019 (Barueri,SP).

Sads e Fundo Social recebem doações

A exemplo do ano passado, as doações ao Fundo Social de Solidariedade Estrela-Guia e à Sads (Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social) de Barueri continuam chegando em janeiro.

Recentemente, a Printi, uma gráfica on-line focada em materiais personalizados, doou 50 mil máscaras descartáveis.

O CEO da empresa, Hugo Rodrigues, disse que “é gratificante poder contribuir e saber que muitas pessoas da comunidade de onde a Printi atua serão protegidas com as máscaras doadas”.

A Liv Up, tradicional parceira do Fundo Social, entregou legumes, frutas e chips de batata doce.


O Fundo Social recebeu doações de mais alimentos, produtos de higiene e limpeza, móveis, fraldas, leite em pó, eletrodomésticos e roupas.

Pessoas físicas

Damaris Martins Winanel, Antonio Carlos de Lara Nunes, Angela Marilane e Vera Macedo doaram desde camas até geladeiras.

Servidores municipais doaram 244 cestas básicas e kits de higiene.

Dar e receber

Na mesma velocidade em que chegam as doações, elas são entregues a quem mais precisa. Com tudo que recebeu este mês, o Fundo Social de Solidariedade de Barueri atendeu 113 famílias, 10 organizações sociais e moradores em situação de rua.

Você também pode!

Doar é um ato de solidariedade. Se você quer ajudar e não sabe como, procure o Fundo Social de Solidariedade de Barueri. Não importa se é pessoa física ou jurídica, todos podem ser parceiros solidários. Entre em contato pelo telefone (11) 4199.2807 ou pelo e-mail: fundosocial.gabinete@barueri.sp.gov.br

Obra na Estrada Dr. Cícero Borges facilita a vida dos moradores do Bairro dos Altos

No dia 24 de julho de 2020 as obras de duplicação e alargamento dos trechos da Estrada Doutor Cícero Borges de Moraes, nos Jardins Reginalice e Califórnia, foram concluídas e desde então têm levado mais conforto aos munícipes.

Morador da Vila Ceres há 25 anos, Irael Pereira da Silva contou como as obras viárias têm facilitado o seu dia a dia. Pai de duas filhas, casado há 23 anos, seu Leo, como é conhecido no bairro, já foi caminhoneiro e atualmente trabalha como cabeleireiro. “Eu achei toda essa obra uma coisa muito boa, porque isso mostra que a Prefeitura está fazendo a parte dela. Tudo isso traz mais qualidade de vida para nós, moradores do bairro, e nós estávamos precisando disso. Eu fico muito contente, como morador há mais de 25 anos, muito feliz de ter um bairro cada vez melhor”, ressaltou.

A região do Bairro dos Altos tem crescido de forma exponencial com instalações de novos empreendimentos industriais, residências e equipamentos públicos. Por conta disso o volume de tráfego tem aumentado consideravelmente, o que tornava a via antiga insuficiente, uma vez que o trecho não possuía largura de leito suficiente para acomodar a demanda de veículos que transitam pela estrada.

Com o novo asfalto outros moradores, como Nilson Gomes Mendonça, 57 anos, residente na região há 32 anos, podem usufruir de mais segurança e mobilidade. Ele conta como os 24.000m² de recapeamento trouxeram benefícios para todos. “Eu moro aqui desde quando tudo isso era estrada de terra, eu trabalhava na empresa Cometa, então sei como uma boa rua faz a diferença. É muito bom o recapeamento. Ficou fora de série, estava precisando. Acaba com os buracos, deixa tudo melhor. Eu passo aqui várias vezes por dia, ando direto por toda a região, então posso afirmar que essa obra aqui foi muito boa para todos”, declarou.

Todo o trecho da via foi alargado e duplicado, trazendo fluidez ao tráfego, oferecendo maior conforto e contribuindo para o crescimento da comunidade local. A estrada recebeu os serviços de drenagem de águas pluviais, assentamento de guias, construção de sarjetas, pavimentação asfáltica, muro de arrimo e passeio de concreto.

Barueri tem o maior saldo de empregos formais de São Paulo e o 3º maior do Brasil

De acordo com dados divulgados na quinta-feira (dia 29) pelo Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho, Barueri é a cidade com o maior saldo de empregos formais de 2020 em todo o Estado de São Paulo. No País o município também se destaca: ficou em terceiro lugar, atrás apenas de Manaus (AM) e São Luis (MA).

De acordo com o levantamento, no acumulado do ano de 2020 Barueri somou 140.066 empregos com carteira assinada e 131.268 demissões. O saldo é a diferença entre esses resultados, que no caso foi de 8.798 vagas formais, atingindo uma variação relativa de 3,50%.

Esses números são importantes porque mostram a força da economia de Barueri, que conseguiu manter um saldo positivo mesmo diante da crise econômica causada pelo Novo Coronavírus em todo o mundo, e que levou a uma queda de 4,5% do PIB (Produto Interno Bruto).

Para o secretário de Indústria, Comércio e Trabalho (SICT), Joaldo Macedo Rodrigues – o Magoo –, nem a pandemia foi capaz de inibir as ações que o município vem desempenhando desde 2017 para fortalecer a economia local. “Em nenhum momento nós relaxamos com o intenso trabalho de captação de vagas, um dos grandes responsáveis por esse resultado, além de outras providências, como trazer mais empresas para a cidade, qualificar o cidadão e fortalecer o relacionamento com o setor empresarial”, destaca Magoo.

Mapeamento local

Um mapeamento e atualização das demandas locais realizado pela SICT em parceria com o Sebrae Aqui – Barueri, relativo ao ano de 2020, mostra detalhes interessantes. Das 8.798 de vagas criadas formalmente, 5.848 destinaram-se à contratação de homens e 2.950 de mulheres; além disso, a maioria delas (8.081) exigiu Ensino Médio completo e 7.603 contrataram pessoas de 18 a 24 anos.

O mapeamento também mostra os 10 postos de trabalho em alta na cidade nesse período, que podem estar associados aos novos negócios proporcionados pelas necessidades impostas pela pandemia. São eles nesta ordem: Armazenista; Operador de Telemarketing Receptivo; Faxineiro; Operador de Telemarketing Ativo e Receptivo; Analista de Desenvolvimento de Sistemas; Auxiliar de Logística; Visual Merchandiser; Montador de Equipamentos Elétricos; Tecnólogo em Logística de Transporte; e Repositor de Mercadorias.

O cargo de Analista de Desenvolvimento de Sistemas, inclusive, manteve-se com saldo positivo de postos de trabalho durante a pandemia, consolidando a vocação de Barueri para o setor tecnológico.

Quase 5 mil novas empresas em 2020

Apesar de todas as dificuldades econômicas trazidas pela Covid-19 ao longo do ano de 2020, Barueri ainda conseguiu registrar um total de 4.568 novas empresas cadastradas no município. Com isso, são 34.614 empreendimentos gerando emprego e renda na cidade, que conta com pelo menos 252 mil postos de trabalho formais, conforme dados da SICT.

O setor de prestação de serviços é o que mais cresce no município e as regiões favoritas têm sido o Jardim Belval e a Vila Márcia.

“Não existe milagre, apenas um trabalho sério e muito estruturado. A proximidade do poder público junto ao setor empresarial, a facilidade e o suporte aos empresários para desenvolvimento de seus segmentos, a desburocratização para abertura de empresas no munícipio com equipes dedicadas exclusivamente para este fim e a dilatação de prazos para entrega de documentações são algumas das medidas que tomamos para incentivar a vinda de novas empresas que, no final das contas, geram emprego e renda para a nossa cidade”, detalha Magoo.

Profesp planeja retomada de atividades

Integrantes do Profesp (Programa Forças no Esporte) participaram na quinta-feira (dia 28) de uma reunião para tratar da retomada das atividades em 2021.

Representantes das Secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social (Sads), Esportes, Educação e também o Exército Brasileiro tomarão como base o calendário da Secretaria de Educação.

Ações
Durante o período da pandemia, o Profesp manteve algumas ações. Foram realizadas visitas a crianças, adolescentes e famílias pela equipe do Profesp, junto com professores do Esporte e com os militares, em parceria com os Cras. Os Cras fizeram a abordagem das famílias verificando a questão alimentar, a cesta básica, Cadastro Único e outras demandas que foram surgindo ao longo da pandemia. Ou seja, apesar do distanciamento social, foi possível manter um acompanhamento.

A volta
Na reunião do dia 28, a equipe da Sads apresentou o panorama de tudo que foi feito: a radiografia do atendimento às famílias. Já está certo de que a retomada às atividades será feita de acordo com o calendário da Secretaria de Educação. Para isso, a equipe do Profesp seguirá todos os protocolos sanitários exigidos para retornar às aulas com segurança.

Adriana Bueno Molina, secretária da Sads, destacou a gratidão das famílias visitadas pela equipe: “o Profesp tem conseguido garantir a proteção social dessas crianças, adolescentes e famílias e, para nós, isso é motivo de muita alegria”.

Profesp
Participam do Profesp atualmente 220 alunos na parte de esportes (de 8 a 16 anos). O programa atende crianças e adolescentes inscritos nos Cras com aulas de esportes, reforço escolar, além de complementar o trabalho do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. As aulas são ministradas na Vila Militar.

Elite Aprendiz
Em 2019 foi implantado o Profesp Elite Aprendiz para uma turma de 46 alunos (de 14 a 16 anos), que recebeu cursos de capacitação e deve ingressar na primeira experiência profissional.

Prefeitura constrói calçadas entre o Maria Helena com a Aldeia de Barueri

Melhor para caminhar e mais segura! Pensando no bem-estar dos pedestres, a Prefeitura de Barueri, por meio da Secretaria de Serviços Municipais (SSM), está demolindo e construindo calçadas da avenida Marco Antônio Calegari, entre a rotatória da avenida Bariloche, no Maria Helena, e o viaduto Juvenal Antônio de Morais, na Aldeia de Barueri. A previsão é de que tudo fique pronto até o final de fevereiro.

A via é utilizada para caminhada e até mesmo para quem prefere ir e voltar a pé do trabalho. Cada lado das calçadas mede 1,90 metro de largura, e as obras são divididas em duas etapas. A primeira acontece em direção ao shopping, na Aldeia, e Alphaville. A segunda, no sentido Jardim Maria Helena e Parque Viana.

Os serviços não interrompem o tráfego de veículos e pedestres. No entanto, para evitar acidentes, os usuários precisam ficar atentos à sinalização viária e observar a movimentação de homens e máquinas em ação. “É uma obra rápida, um bom investimento da Prefeitura de Barueri. Muitas pessoas passam por aqui e já elogiam a iniciativa”, destacou José Gregório, encarregado da construtora.

Mais calçadas
Em atendimento ao cronograma estabelecido pela SSM, a empresa atua também em outras duas obras, incluindo calçadas, com previsão para término em fevereiro. Uma delas é a calçada da rua Tilápia, no Jardim São Luiz, perto do bairro Chácaras Marco. A outra envolve a revitalização da praça do Jardim Paulista, entre as marginais Direita e Esquerda, próxima ao novo Pronto-Socorro, à UBS Hélio Berzaghi e à Biblioteca Municipal Benedito Franco.

A revitalização no Jardim Paulista fica em trecho de aproximadamente 500 metros lineares, com implantação de paisagismo, reparos de guia e sarjeta, execução de passeio e da pista de caminhada sinalizada; instalações de academia de ginástica, mesas, bancos e playground.

________________________

Barueri tem o ano mais seguro de sua história

Em 4 anos, crimes caem 41% e cidade registra as menores taxas de delito da série histórica

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP/SP) fechou o balanço das ocorrências criminais de 2020 e os dados mostram que Barueri diminuiu a quantidade de crimes ao patamar mais baixo desde que as estatísticas passaram a ser divulgadas neste formato.

O total de casos de homicídio doloso, furto, roubo e subtração de veículo no ano passado foi 23,73% menor do que no ano anterior. A redução chega a 41,73% quando a comparação recua até 2016.

As taxas de furto, de roubo e de furto e roubo de veículo por 100 mil habitantes em 2020 são as menores da história da cidade desde 1999, quando iniciou a série de estatísticas. O mesmo acontece com as taxas de furto e de roubo de automóvel a cada 100 mil veículos.

O índice de homicídio doloso por 100 mil habitantes ficou em 6,34, sendo a quarta melhor taxa já registrada em Barueri, atrás apenas dos anos de 2010 (5,82), 2018 (3,81) e 2019 (4,53). Organismos internacionais de segurança apontam epidemia de violência quando este indicador é superior a 10.

Investimentos

Para a secretária de Segurança e Mobilidade Urbana de Barueri, Regina Mesquita, a redução da criminalidade está diretamente ligada aos investimentos realizados no setor no último quadriênio.

“Neste período foi instalado o Centro Integrado de Monitoramento (CIM), ampliando o número de câmeras de vigilância para mais de 480 unidades. A Guarda teve a frota de viaturas modernizada, inclusive com GPS, e atuou com mais proximidade das demais forças de segurança”, relata a secretária.

Pandemia

É um equívoco creditar estes resultados à pandemia. A proximidade de Barueri com a Capital e o alto número de população flutuante que o município recebe diariamente, por ser um dos maiores polos econômicos da região, prejudicaram o índice de isolamento social na cidade, que tem sido baixo, de acordo com apontamentos do SIMI-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo).

Neste período, a Guarda Municipal teve que adaptar suas estratégias de atuação. A corporação aumentou o seu leque de ações para coibir aglomerações, fiscalizar atividades não permitidas, orientar a população e garantir a segurança.

Mais 4.400 chromebooks chegam à Educação de Barueri

Cidade segue inovando e investindo em educação tecnológica

Barueri é reconhecida no Brasil como uma das cidades que mais investem em educação tecnológica, e não é à toa. Exemplo disso ocorreu na tarde de quinta-feira (dia 28), quando a Secretaria de Educação recebeu, em meio a um forte sistema de segurança, três carretas contendo mais 4.400 novos chromebooks (computadores portáteis) que serão distribuídos nas escolas da rede municipal de ensino para serem usados por alunos e professores.

Até então a rede já contava com 10.750 chromebooks, que são utilizados por docentes e alunos a partir dos seis anos de idade. Com a chegada dos novos equipamentos, o município atinge a marca de 15.150 computadores. A iniciativa integra o projeto Google For Education, implementado há três anos em Barueri.

A Secretaria de Educação também conta com grandes investimentos no setor, que fazem com que os estudantes tenham uma educação diferenciada.

Além de internet em todas as escolas, o programa também conta com carrinhos para transportar computadores, telas, projetores para todas as salas de aula e terminais para videoconferências.

Pandemia e Programa Aluno Conectado
Com o objetivo de dar oportunidades iguais a todos os estudantes, desde o início da pandemia a Prefeitura de Barueri levou aos alunos mais vulneráveis internet grátis e chromebooks.

Cerca de 2.300 alunos da rede municipal que não tinham acesso a computador e à internet foram beneficiados. A Secretaria de Educação chegou a esse número após realizar pesquisa socioeconômica entre os educandos.