Editorial: pets

Cepad promove adoção de 61 pets em outubro

A unidade 1 do Centro de Proteção de Animais Domésticos (Cepad), administrado pela Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri, promoveu no mês de outubro a adoção de 61 pets. Dentre os bichos adotados foram 28 caninos machos, 20 caninos fêmeas, seis felinos machos e sete felinos fêmeas. Mesmo com essa quantidade expressiva, ainda sim é necessário um aumento no número de adoções de animais domésticos.

Os animais disponíveis para adoção apresentam o número de microchip, além de serem vacinados, vermifugados e castrados. A ação tem por objetivo estabelecer a guarda responsável dos bichos por meio dos novos tutores.

A adoção compreende assumir algumas responsabilidades como cuidados médicos e sanitários (vacinação, avaliação veterinária e higienização), ter espaço suficiente para abrigo e circulação, limpeza do local (recolhimento de fezes e limpeza do quintal para remoção de urina), alimentação adequada (ração ou dieta prescrita pelo médico veterinário) e disponibilidade de tempo para passeios, além de muito amor e carinho, pois estes pets, tendo em vista seu histórico de abandono, precisam de muito acolhimento.

A adoção, acima de tudo, é um ato de amor, de responsabilidade e de respeito a estes seres que precisam de todo o cuidado e se tornam parte da família. O abandono e os maus–tratos de animais estão previstos como infrações na lei municipal 2.588, de 18 de dezembro de 2017. Esse instrumento legal traz segurança e respeito aos bichos que são de forma direta e indireta responsabilidade de seus donos.

Quando encontrados circulando por vias públicas desordenadamente, os riscos para saúde, tanto destes animais quanto do ser humano, são grandes. A transmissão de doenças é um dos fatores, pois não há registro de vacinação, além do risco de sofrerem atropelamentos e maus-tratos e da proliferação descontrolada, trazendo muitos prejuízos principalmente para a administração pública municipal.

Barueri vem fazendo a sua parte através do RGA, controle dos animais por meio de microchipagem, criação de duas unidades do Cepad, atendimento veterinário aos pets de munícipes e a animais que estão em situação de vulnerabilidade (em condição de risco), campanhas de castração de bichos em condição de risco (de rua) e dos domésticos, adoções e eventos, como o Dia Animal, que mostram a importância destes pets. E o trabalho não para por aí, está em fase de implantação o chamado Resgate Animal.

Endereço

O Cepad 1 está localizado na rua Vera Cruz, 340, no Jardim dos Altos, em Barueri. Funciona todos os dias, inclusive aos finais de semana e feriados, das 9 às 16h. Aos interessados em adotar um pet, não é necessário ser morador de Barueri e precisa apresentar CPF, RG e comprovante de residência. O telefone é 4198-0819.

3ª edição do SRDay da Petland se firma como maior evento de adoção do País

A Petland, maior rede de lojas pet do país, realiza no próximo dia 26 a terceira edição do SRDay, um evento exclusivo que acontece anualmente com o objetivo de promover a causa animal arrecadando valores que contribuirão para ajudar ONG’s parceiras da rede. Neste ano 50 unidades participarão, desse que será o maior evento de adoção simultâneo do Brasil. Entre as cidades participantes estão as capitais: São Paulo, Recife, Porto Alegre, Brasília, Vitória, Fortaleza, Curitiba, São Luís e Mato Grosso do Sul.

Assim como faz desde 2017, sempre no último sábado de outubro, o SRDay destinará todo o faturamento, deduzidos os impostos e royalties devidos à Petland Inc.-EUA, para as três ONG’s que mais fizeram eventos de adoção no período de outubro de 2018 a outubro de 2019, e que constam no calendário oficial da rede. São elas: Aila (Aliança Internacional do Animal); com sede em São Paulo, Amigo Animal; de Curitiba (PR), e a protetora Raquel Fiorio, de São José dos Campos (SP).

“Estamos investindo cada vez mais na área de responsabilidade social, e para este ano, optamos por tornar o SRDay uma ação nacional. Esperamos que esse evento seja um exemplo a ser seguido e que possa sensibilizar mais pessoas daqui para frente”, afirma Rodrigo Albuquerque, CEO da Petland.

Entre os parceiros que apoiam o projeto estão a Bioflorais, Ceva, Ferplast, GR Pet, Hercosul, Jambo, Malloo, Pet Delícia e Pet Society.

Fala ONG

Para Ila Franco, presidente da Aila, a escolha da entidade é motivo de muito orgulho, não só pela visibilidade que dá à causa animal mas também por permitir encontrar um novo lar para os “nossos melhores amigos”, segundo se refere aos pets abrigados. Ela elogia a parceria de sucesso com a Petland. “Por meio de eventos como esse encontramos muitos lares bons e sempre recebemos relatos de como as adoções mudaram a vida das pessoas. Para nós a Petland é nossa mão direita”, afirma.

“É muito bom saber que a atitude de cada um dar um pouco acaba por melhorar e muito a vida dos animais carentes e que são resgatados. A solidariedade é algo muito importante, além da conscientização em adotar”, afirma a protetora Raquel Fiorio, de São José dos Campos (SP). Ela tutela 90 animais e ressalta a importância do SRDay na melhoria da qualidade de vida dos animais.

Segundo Patrícia Yamasaki, responsável pelas feiras de adoção da Amigo Animal, de Curitiba, no Paraná, que cuida de mil pets, a escolha da ONG é motivo de muito orgulho. “É muito importante essa ação para que possamos ajudar os animais carentes, resgatados e reforçar a ração e trabalho de manutenção. E os clientes também têm a oportunidade de saber que parte daquilo que irão deixar em alguma das lojas da Petland se reverterá em benefícios para os animais”, afirma.

A ação da Petland Brasil está em linha com a sede, nos EUA. Por meio do programa Adopt a Pet, criado nos Estados Unidos, a companhia encontrou um lar para mais de 500 mil animais de rua. No Brasil as campanhas de adoção são realizadas todos os finais de semana pelas lojas da rede, sempre com o apoio ONG’s/protetores que têm como principal propósito oferecer aos animais resgatados a oportunidade de ter um novo lar. Mais de três mil animais já foram adotados.

Apoio à adoção

A pesquisa do IPB (Instituto Pet Brasil) indica a população pet no Brasil é de cerca de 140 milhões de animais, entre cães, gatos, peixes, aves, répteis e pequenos mamíferos. A maioria é de cachorros (54,2 milhões) e felinos (23,9 milhões), que, juntos, perfazem 78,1 milhões de animais.

O levantamento do Instituto Pet Brasil indicou ainda a existência de 370 ONGs atuando na proteção animal. Dessas 46%, ou 169 ONGs, estão na região Sudeste, seguida pelas regiões Sul (18%), Nordeste (17%), Norte (12%) e, por fim, Centro-Oeste (7%). Essas instituições tutelam mais de 172 mil animais. Desses, 165.200 (96%) são cães e 6.883 (4%) são gatos.

As unidades participantes do 3º SRDay, que podem desafogar um pouco o trabalho das ONG’s, representam 44% do total de todas as lojas Petland espalhadas por 16 Estados do País.

Ter um pet faz bem ao coração

Diversas pesquisas indicam que a qualidade de vida das pessoas que possuem animais de estimação melhora sensivelmente. Uma pesquisa divulgada em agosto deste ano pela revista especializada MayoClinic indicou que possuir um animal de estimação faz bem ao coração, sobretudo se ele for um cachorro.  Produzida pela equipe de pesquisadores da Kardiozive Brno 2030, integrantes do Centro Internacional de Pesquisa Clínica do Hospital Universitário St. Anne’s em Brno, na República Tcheca, chegaram à conclusão de que possuir um animal de estimação pode evitar problemas cardíacos.

“Em geral, as pessoas que possuem qualquer animal de estimação são mais propensas a relatar mais atividade física, melhor dieta e açúcar no sangue no nível ideal”, diz Andrea Maugeri, Ph.D., pesquisadora do Centro de Pesquisa Clínica Internacional da Universidade de St. Anne Hospital em Brno e a Universidade de Catania em Catania, Itália. “Os maiores beneficiados em possui um animal de estimação foram aqueles que tutelam um cachorro, independentemente de idade, sexo e nível de escolaridade”, concluiu a pesquisadora.

Serviço

3º SRDay

Data: 26 de outubro

Horário: das 9h às 18h

Lojas participantes: Petland

Sobre a Petland

Inspirada na filosofia de entretenimento americana, a Petland foi fundada em 1967, com a ideia de potencializar a interatividade entre o ser humano e animal. Em meados da década de 1970 a empresa iniciou seu processo de expansão via franquias e internacionalizou-se a partir do Canadá. Hoje, a rede está em 19 países: Estados Unidos, Canadá, Japão, China, África do Sul, México, Brasil, Honduras, Guatemala, El Salvador, Nicarágua, Árabia Saudita, Emirados Árabes, Egito, Turquia, Qatar, Líbano, Kuwait e Bahrein. No Brasil a Petland iniciou suas operações em 2014 e assim foi conquistando seu espaço no mercado. Com a aquisição da 100% Pet, em 2018, se tornou a maior rede de Pet Shop em número de lojas do Brasil.

Mais informaçõeswww.petlandbrasil.com.br