Editorial: Osasco-Audax

Vôlei Osasco-Audax tem vitória tranquila sobre Balneário Camboriú

O Vôlei Osasco-Audax derrotou o Balneário Camboriú na noite desta terça-feira (12), no ginásio José Liberatti, pela sexta rodada do returno da Superliga Cimed. Embalada por sua vibrante torcida, a equipe comandada pelo técnico Luizomar venceu por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/13 25/16, em 1h10min. Hooker foi a maior pontuadora pela quinta partida consecutiva pela competição nacional, e o troféu VivaVôlei foi entregue para a líbero Camila Brait. Agora, a equipe segue para Belo Horizonte, onde enfrenta o Itambé Minas na sexta-feira (15).

Camila Brait destacou a dedicação de toda a equipe de Osasco. “Começamos um pouco devagar, mas nos mantivemos unidas, colocamos a cabeça no lugar, conseguimos sacar bem, desenvolver o plano tático do Luizomar e conquistamos mais uma vitória importante”, afirmou a líbero, que completou. “No terceiro set, o Luiz colocou as meninas que tem ficado no banco para ganhar ritmo (Vivi, Domingas, Lorenne e Natasha) e foi legal. Isso é importante para todas ganharem ritmo, especialmente a Claudinha, que está voltando de lesão”.

Luizomar elogiou a postura de sua equipe diante de um adversário que ocupa a última posição na classificação da Superliga. “Jogamos com responsabilidade e respeito. Camboriú tem uma comissão técnica que poderia dirigir qualquer equipe da Superliga. São grandes profissionais que estão lutando na temporada de estreia, inserindo novas atletas na voleibol brasileiro. Torço muito para que esse projeto siga em frente. Viemos de um grande vitória na rodada passada (3 a 0 sobre Barueri) e as meninas estão de parabéns porque jogaram concentradas e com seriedade”, analisou.

O jogo – O jogo começou com Camboriú forçando o saque e abrindo 4/0. Com um ace, Mari deixou tudo igual: 4/4. Com Walewska na bola de china, Osasco passou à frente no 7/6 e fez a vantagem aumentar. Com Hooker no serviço e aproveitando os contra-ataques, colocou seis pontos de frente (12/6). No final, as adversárias voltaram a encostar e empataram (23/23). Mas um ataque de Hooker da entrada da rede e um ace de Nati Martins deram número finais a parcial: 25/23.

Osasco voltou com tudo para o segundo set. Mari só saiu da linha de saque no 5/1. Wal fez 10/4, novamente na bola de china. Com dois aces seguidos, Mari garantiu o 16/7 no placar. Sem perder o foco, o time deu um show de defesa no 20/9, com destaque para a garra de Claudinha, Mari e Camila Brait para salvar três bolas. A vitória na parcial veio com mais um bom saque da ponteira Mari Paraíba, que quebrou o passe do adversário e permitiu que Nati fizesse o ponto decisivo na bola de xeque para fechar em 25/13.

Natasha e Claudinha entraram no final do segundo set e seguiram em quadra no terceiro. A central virou um bom ataque para fazer 6/3 para Osasco e ainda engatou dois aces (13/6). A levantadora manteve a variação ofensiva e também conseguiu dois pontos diretos de serviço (18/9). Controlando a partida, as comandadas de Luizomar chegaram a vitória na parcial por 25/16 e a partida por 3 a 0.

Vôlei Osasco-Audax entrou em quadra com Carol Albuquerque (1), Hooker (16), Walewska (5), Nati Martins (12), Mari Paraíba (7), Angela Leyva (6) e a líbero Camila Brait. Entraram: Claudinha (3), Lorenne (3), Natasha (6), Domingas (1), Vivi e Kika (1). Técnico: Luizomar de Moura.

O Balneário Camboriú entrou em quadra com Ariele (5), Pri Hekdes (1), Ivna (12), Paula, Adri Vilvert (2), Ariane (4) e a líbero Silvana. Entraram: Raquel (4), Ju Nogueira (4), Sabrina, Ana Guth (1). Técnico: Maurício Thomas.

Equipe para a temporada 2018/19 – O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Novos patrocinadores – Para a temporada 2018/19, o Osasco Voleibol Clube conta com novos patrocinadores: Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek (Reserva Raposo), Autopass (Cartão BOM) e Icone.

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 2º TURNO
18/01 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 São Cristóvão Saúde/São Caetano – Osasco
25/01 – Sesi Vôlei Bauru 3 x 2 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Bauru
29/01 – Pinheiros 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Paulo
08/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Hinode Barueri – Osasco
12/02 – 19h30 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Balneário Camboriú – Osasco
15/02 -21h30 – Minas Tênis Clube x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Belo Horizonte (SPORTV)
22/02 -21h30 – VÔLEI OSASCO-AUDAX x Sesc-RJ – Osasco (SPORTV)
26/02 – 19h30 – Dentil/Praia Clube x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Uberlândia
08/03 – 19h – VÔLEI OSASCO-AUDAX x Curitiba Vôlei – Osasco (Globoesporte.com)
12/03 – 20h – Fluminense x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio de Janeiro
15/03 – a definir – VÔLEI OSASCO-AUDAX x BRB/BRASÍLIA Vôlei – Osasco

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 1º TURNO
16/11- São Cristóvão Saúde/São Caetano 1 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Caetano
20/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 Sesi Vôlei Bauru – Osasco
23/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 2 x 3 Pinheiros – Osasco 
27/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Fluminense – Osasco
04/12 – Hinode Barueri 2 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Barueri
7/12 – Balneário Camboriú 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Camboriú/SC
14/12 – Sesc-RJ 3 x 0 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio De Janeiro/RJ 
18/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Minas Tênis Clube – Osasco 
21/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Dentil/Praia Clube – Osasco
8/1 – Curitiba Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Curitiba/PR
11/1 – BRB/BRASÍLIA Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Brasília/DF

Medalha de ouro olímpica, Walewska é novo reforço do Vôlei Osasco-Audax

Medalha de ouro na Olimpíada de Pequim/2008, Walewska vai reforçar o Vôlei Osasco-Audax na temporada 2018/19. A central chega com moral alta pela conquista da última Superliga e por seguir como uma das principais jogadoras do país aos 38 anos de idade. Prova disso é que Wal, como é carinhosamente chamada, foi a atacante mais eficiente da edição passada do campeonato nacional, com 54% de aproveitamento nas bolas ofensivas. “Poder planejar o término da minha carreira e continuar jogando em alto nível é realmente gratificante. Osasco sempre esteve na vitrine dos grandes times mundiais e faltava essa experiência, esse desafio, para a minha história no esporte”, garante a atleta.

Ao lado da também campeã olímpica Carol Albuquerque, Walewska chega para ser uma das líderes e mais experiente do grupo do Vôlei Osasco-Audax. Para a central, fazer parte de um novo momento em um dos clubes mais tradicionais do vôlei Mundial é uma satisfação. “Mudanças são sempre desafiadoras e nos fazem crescer. É muito importante estar sempre em busca de novos conhecimentos e aprendizados”, explica Wal, que é natural de Belo Horizonte e foi convocada pela primeira vez para a Seleção Brasileira em 1998.

Mas nem tudo será novidade na chegada de Walewska ao Vôlei Osasco-Audax. “Tive a oportunidade, em 2013, em uma passagem rápida pela Seleção Brasileira, de estar com a Camila Brait, além de, por muitos anos, conviver com a Carol Albuquerque quando defendemos o Brasil. Também joguei com a Mari Paraíba em 2014 pelo Minas. Mas estar em um novo grupo, com novas atletas, também me estimula muito”, revela a central.

No Vôlei Osasco-Audax, Walewska terá a segunda experiência com o Luizomar. Os dois trabalharam juntos entre 2001 e 2002, quando o treinador foi auxiliar de Marco Aurélio Motta na Seleção Brasileira. Agora, terão a oportunidade de um trabalho mais direto e intenso. “Acredito que será uma experiência enriquecedora. Cada técnico tem seu modo de conduzir e estou aqui para aprender tudo o que puder de mais um profissional vencedor e experiente”, atesta. Luizomar segue a mesma linha. “A Wal é uma atleta experiente e de uma qualidade que dispensa comentários. Vai nos ajudar muito nessa temporada”, completa.

Outra expectativa de Walewska para a chegada no ginásio José Liberatti é o contato com a torcida osasquense. “É realmente uma torcida fanática. Ter o apoio de tanta gente apaixonada e vibrante será emocionante para a temporada que vai começar. Vamos juntos lutar por títulos”, promete a central, que vai ajudar o Vôlei Osasco-Audax a tentar melhorar ainda o mais o desempenho da temporada 2017/18, quando foi o hexacampeão paulista, o tetra da Copa Brasil e semifinalista da Superliga.

Walewska é o oitavo nome confirmado no Vôlei Osasco-Audax para a temporada 2018/19, que já anunciou a renovação das líberos Camila Brait e Kika, da levantadora Carol Albuquerque, da ponteira Mari Paraíba, da central Nati Martins e da oposta Lorenne, além da contratação da oposta norte-americana Hooker.

FICHA TÉCNICA
Walewska
Walewska Oliveira
Posição: Central
Nascimento: 01/10/1979
Local: Belo Horizonte
Altura: 1,90m

Mais informações:
Fan page: https://www.facebook.com/osascovoleibolclube/