Editorial: noticias de barueri

Barueri está expandindo e melhorando rede de Wi-fi gratuita da cidade

Meio indispensável nos dias atuais, a internet ganha cada vez mais importância na rotina da população. As pessoas a utilizam para quase todos os afazeres, e possuir uma internet de qualidade virou prioridade. Por conta disso a Prefeitura de Barueri, por meio do Centro de Inovação e Tecnologia (CIT), pretende expandir e melhorar a internet gratuita pela cidade, para levar o serviço ainda mais longe e com ainda mais qualidade para sua população.

Atualmente a rede conta com mais de 410 km de fibra óptica própria, distribuídos em mais de 132 pontos de rede Wi-fi. Para encontrar os pontos mais próximos de sua localização, o cidadão pode entrar no site do próprio CIT – http://portal.barueri.sp.gov.br/cit/. Diversas placas e sinalizações também marcam os pontos de Wi-fi da cidade. Além de levar uma internet 100% gratuita para a população, a rede também leva o benefício para diversas áreas de gestão da municipalidade, o que torna o trabalho mais eficiente e inteligente.

O Centro de Inovação e Tecnologia calcula uma média de 60 mil acessos por dia em toda a rede. O local campeão é o Bulevar Central de Barueri, com uma grande variedade de comércios e que fica próximo à estação da CPTM e do terminal rodoferroviário e outros pontos de ônibus.

“Estamos orgulhosos do trabalho que estamos desempenhando na cidade e vamos continuar fazendo a expansão de novos pontos de acesso Wi-fi nas praças do município e melhorando a qualidade do sinal nas existentes”, destacou Bruno Veiga, diretor de Infraestrutura do CIT.

Para conseguir navegar pela rede de forma gratuita, o usuário precisa ligar a internet de seu celular e conectar com o Wi-fi “Cidade_Inteligente”. Não é preciso usar senha, é só começar a navegar e aproveitar tudo o que a rede pode oferecer.

_ _ _

Giovanna Gobatto –
Crédito das fotos: Júnior Holanda e Allisson Roberto / Secom

Primeiras doses da vacina contra Covid-19 chegam a Barueri

O momento mais esperado dos últimos tempos, desde que o mundo se deparou com a pandemia causada pelo Novo Coronavírus, chegou para Barueri. No final da tarde desta terça-feira (dia 19), o município recebeu as primeiras doses da vacina contra a Covid-19.

O sentimento de insegurança, cansaço e preocupação dos últimos meses vivenciado principalmente pelos profissionais de saúde deu lugar à esperança. A entrega foi rápida, mas marcada por muita alegria e emoção.

“É um momento histórico para Barueri. Temos trabalhado incansavelmente para salvar vidas e essa vacina é o sopro de esperança que surgiu em meio a essa pandemia. Estamos felizes e vamos trabalhar ainda mais para que todos sejam vacinados. Recebemos poucas doses por enquanto, mas não vamos descansar até que toda a cidade esteja imunizada”, declarou durante a chegada das grades o secretário de Saúde, Dionisio Alvarez Mateos Filho.

As vacinas foram entregues na Central de Imunobiológicos da Secretaria de Saúde de Barueri. Essa primeira grade continha um total de 3.960 doses, que serão destinadas ao público prioritário dessa primeira fase da campanha: trabalhadores da Saúde que atuam diretamente no combate à pandemia e idosos residentes em instituições de longa permanência.

Após a chegada das vacinas, ocorreu no Centro de Eventos a primeira imunização. Foram escolhidas cinco profissionais de saúde que atuam diretamente no combate à Covid-19 no município: Ana Cláudia Bezerra, técnica de enfermagem do Centro de Diagnósticos; Bruna da Costa e Silva, médica intensivista da UTI respiratória do Hospital Municipal de Barueri (HMB); Simone Macedo de Carvalho, técnica de enfermagem da UTI respiratória do HMB; Mitie Tada Brasil, médica sanitarista da rede de saúde de Barueri desde 2001; e Deise Aparecida Damaceno, técnica de enfermagem do Pronto Atendimento do Jardim Paulista, hospital de retaguarda da Covid-19 no município.

Após as primeiras vacinações, parte das doses seguiu imediatamente para o Pronto Atendimento do Jardim Paulista, transformado em hospital de retaguarda exclusivo para o atendimento de pacientes vítimas do vírus SARS-Cov-2. Lá, teve seguimento a campanha de vacinação contra a Covid-19 com a imunização da equipe da linha de frente.

Aliz Lambiazzi –

Crédito das fotos: Lourivaldo Fio / Secom

SDPD recebe visita de entidade similar de São Carlos

Uma comitiva formada pela secretária municipal das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida de São Carlos (SP), Amariluz Garcia Ferreira e pelos assessores Marli Moretti e Aparecido Penha compareceu à SDPD (Secretaria dos Direitos da Pessoas com Deficiência) de Barueri na manhã de segunda-feira (dia 18).

O secretário Carlos Roberto da Silva, o professor Carlinhos, e a coordenadora de Políticas Públicas, Leda Maria Sigrist, foram os anfitriões. O objetivo dos visitantes foi conhecer e implantar em São Carlos, cidade com cerca de 254 mil habitantes a 231 km da Capital, um modelo parecido de integração das pessoas com deficiência.

Cadastramento e classificação das pessoas, capacitação, empregabilidade, parcerias, enquadramento nas políticas públicas, adequação das atividades aos cuidados com a Covid-19, engajamento de familiares e articulação dos vários órgãos públicos foram alguns dos temas abordados.

No cargo desde 1º de janeiro, a secretária Amariluz conta por que tem Barueri como referência: “é uma das 10 cidades mais inclusivas do Estado de São Paulo e temos que procurar seguir um modelo que está dando certo”, afirmou.

Os visitantes conheceram todos os departamentos da SDPD (refeitório, piscina, oficinas de artesanato etc.) e também fizeram questão de ir ao Centro Municipal de Equoterapia, onde receberam todas as informações sobre a complexidade de instalação e funcionamento de um centro de reabilitação de qualidade.

O secretário Carlinhos, que também já recebeu representantes de outros municípios, tais como Osasco e São Bernardo do Campo, sabe por que isso ocorre: “somos referência no Estado em função da estrutura e do total apoio do gestor municipal à nossa causa”, explicou. “Na Feira Internacional de Tecnologias de Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade (Reatech), nosso estande também é muito visitado”, completou.

Os representantes de São Carlos poderão continuar recebendo total apoio de Barueri, já que a SDPD mantém um canal de consultorias através do e-mail sdpd.faleconosco@barueri.sp.gov.br aberto há vários anos e que orienta entidades públicas e privadas de todo o país.

_ _ _

Jorge Ferreira – 

Crédito das fotos – Jorge Ferreira / Secom / Karina Borges / Secom

Nova escola do Jardim Belval tem mais de 30% dos serviços prontos

A fim de melhorar o atendimento e proporcionar um ensino de qualidade para os moradores da região, o projeto de construção da nova unidade de ensino na rua Ricardo Peagno está recebendo uma grande atenção da Prefeitura de Barueri.

Marcelo Bernal, engenheiro civil, destacou o cuidado e a qualidade para a construção dessa obra que irá levar a educação aos jovens da cidade. “O status se encontra em 33% de execução. Nós ainda temos a fase de montagem da estrutura pré-moldada e confecção da fundação. A obra é para entrega em dezembro de 2021. Estamos dentro do cronograma”, ressaltou.

A obra contará com 20 salas de aula, além de salas multiuso, de informática, de leitura e laboratório de ciências. Para proporcionar um ambiente que desperte o melhor de cada estudante, a escola ainda contará com sala de recursos, auditório, quadra coberta, vestiários, solário, vivência, cozinha e refeitório.

O prédio terá ainda espaço para o grêmio, a administração, o estacionamento para funcionários, embarque e desembarque de alunos, acessibilidade, energia solar e água de reuso.

Para suprir as necessidades exigidas pela Secretaria de Educação, o terreno contém área de 7.391,36 m2, com área de construção de 6.991,16 m2, contendo dois pavimentos. “Todas as obras de Barueri são de grande porte, bem estruturadas, com uma qualidade tremenda e essa aqui não foge. O padrão é exemplar. Barueri sempre na frente”, finalizou o engenheiro.

_ _ _

Giovanna Gobatto – 

Crédito das fotos: Benjamim Sepulvida / Secom

Projeto social leva internet gratuita para os conjuntos habitacionais de Barueri

Com o objetivo de promover a inclusão digital de todos os munícipes e atender os alunos da rede municipal de ensino, a prefeitura, por meio do Centro de Inovação e Tecnologia – CIT, desenvolveu o projeto Internet Social que leva internet Wi-Fi nos prédios dos conjuntos habitacionais entregues pela Prefeitura de Barueri.

O primeiro prédio atendido foi na rua da Bica, no Jardim Belval, em julho de 2020. Com o sucesso do primeiro teste o projeto foi expandido para os conjuntos habitacionais da rua Olga, no Parque dos Camargos; da estrada dos Pinheiros, no Jardim Paulista; da alameda Antuérpia, no Recanto Phrynea; da rua Primavera, no Jardim Belval; e da avenida Capitão Francisco Cesar, no Engenho Novo.

Os resultados dos testes têm sido excelentes, tanto que a Prefeitura vai expandir o Internet Social para os demais conjuntos habitacionais de Barueri. “O projeto está em fase final de homologação pela equipe de infraestrutura do CIT em 120 pontos. Nossa expectativa é que no final de fevereiro esteja homologado. Com isso, vamos expandir para 2.700 pontos”, conta Bruno Veiga, diretor de Infraestrutura do CIT.

A iniciativa ganhou ainda mais força após a pandemia, quando a internet se tornou mais utilizada por toda a população. “Não só para mim, mas para todos os moradores aqui, isso aí foi uma benção muito grande. Começou na pandemia, as crianças estavam sem poder estudar, e aqui a maioria não tinha acesso à internet. Então ficava difícil. Essa internet veio e ajudou demais a todos. Eu moro sozinha, tenho quatro netos e eles resolveram passar toda a pandemia aqui comigo, justamente por causa da internet, para eles poderem estudar”, falou Valdeci Francisca Santana da Cruz, merendeira aposentada e moradora do primeiro prédio a receber o teste da Internet Social.

Valdeci declarou que a assistência da Prefeitura foi excelente. Devido às fortes chuvas que normalmente ocorrem no mês de janeiro, a internet ficou instável, mas Val, como é conhecida, declara que assim que entrou em contato com os técnicos responsáveis por arrumar a rede, o problema foi rapidamente resolvido da melhor forma possível.

“Eu acho que é um projeto muito bom mesmo, que Deus abençoe e que realmente aconteça em toda Barueri. Hoje o pessoal aqui do prédio fala com muito orgulho desse trabalho”, comentou Val, acrescentando o que dizem os moradores: “eu tenho uma internet daPrefeitura e eu não pago, o que me ajuda muito”.

_ _ _

Giovanna Gobatto – 
Crédito das fotos: Robinson Alvarenga / Secom

HMB participa de publicações científicas internacionais sobre a Covid-19

Atuação do hospital serviu como base de estudos a respeito do vírus Sars-Cov-2 

O Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB), unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, atuou como centro participante de pesquisa de ensaios clínicos dos artigos científicos daEuropean Respiratory Journal e daNew England Journal of Medicinesobre a Covid-19. 

De acordo com a evolução clínica, alguns casos são considerados elegíveis para participar dos estudos. Após consentimento, o paciente passa a receber o tratamento e é  examinado diariamente pela equipe responsável. Na sequência, todos os dados são compilados e enviados a um banco de dados oficial do estudo para validar o êxito da medicação para o público. O artigo científico é elaborado a partir do agrupamento dessas informações. 

No caso da publicação da European Respiratory Journal, a base do estudo, com 392 pessoas, foi a utilização do medicamento Nitazoxanida, que resultou na redução de 55% da carga viral. Já o artigo publicado daNew England Journal of Medicine, com 389 pacientes, teve como objetivo avaliar o uso do remédio Tocilizumabe, que concluiu a redução da probabilidade de desfecho composto de progressão para ventilação mecânica ou para óbito.

Ambos estudos tiveram como finalidade a análise da eficácia e a segurança do tratamento no combate ao vírus Sars-Cov-2. “Com atuação constante e número elevado de participantes no desenvolvimento dos estudos, o HMB tem alcançado destaque entre os centros de pesquisa, o que além de ser muito importante para a unidade, também auxilia na aceleração dos resultados de modo geral”, explica Michelle Billet, enfermeira de pesquisa do hospital.

Mais sobre o setor: 

No cenário de pandemia, em maio de 2020, o hospital criou um setor de pesquisa especificamente para participar de estudos de combate à Covid-19. Entre maio de 2020 e janeiro de 2021, o setor já colaborou com sete estudos, alguns realizados na esfera nacional, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), e outros no âmbito internacional. 

Os estudos podem ser checados: 

https://erj.ersjournals.com/content/early/2021/01/04/13993003.03725-2020

https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa2030340

São Paulo/Barueri vence terceira partida consecutiva na Superliga

Jogando na noite de terça-feira (dia 12) pela segunda rodada do returno da Superliga Feminina de Voleibol, o São Paulo/Barueri recebeu a equipe paranaense de São José dos Pinhais e venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25×19, 25×22 e 25 x 21. A partida durou 1h34min.

A equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães, que já tinha conseguido dois triunfos anteriores (contra Curitiba Vôlei e Fluminense), deverá consolidar-se de forma isolada na sexta colocação. Oito times se classificam para a próxima fase.

Maira Cipriano se destacou como a maior pontuadora de Barueri na partida, com 12 finalizações. A vencedora do Troféu Viva Vôlei foi a oposta Nayme Costa, que teve 75% de eficácia no fundamento recepção.

O próximo compromisso do São Paulo/Barueri será o Osasco, na sexta-feira (dia 15), às 21h30, no Ginásio José Liberatti. A equipe do técnico Luizomar está na liderança da Superliga Feminina de Vôlei.

Novos procedimentos


Devido a pandemia do Novo Coronavírus algumas medidas foram adotadas, dentre elas proibição de acesso do público ao ginásio e aferição da temperatura de todos os profissionais com acesso à quadra.

Há um tapete à disposição e álcool em gel para árbitros e profissionais de saúde e de imprensa. A máscara deve estar o tempo todo no rosto e as equipes não se alternam mais na quadra para diminuir o contato. Uma das jogadoras da equipe adversária optou por jogar o tempo todo com a máscara.

FICHA TÉCNICA:
Superliga Feminina de Vôlei – Fase classificatória – Segunda rodada do returno
São Paulo/Barueri 3 x 0 São José dos Pinhais (25×19, 25×22 e 25×21)
Ginásio Poliesportivo José Corrêa, terça-feira, dia 12/01/2021
Primeiro árbitro – Jediel Hosana de Carvalho
Segundo árbitro – Marcos Borges Pereira da Silva

______________________

Jorge Ferreira – 13/01/2021

Fotos – Flávio Costa/SESP

EJA tem inscrições abertas até 15 de janeiro

Estudantes interessados em ingressar no EJA (Educação para Jovens e Adultos) têm até o dia 15 de janeiro para efetuar inscrições

Os interessados poderão frequentar aulas do 1º segmento (1º ao 5º ano do Ensino Fundamental) ou 2º segmento (6º ao 9º ano do Ensino Fundamental).

Em Barueri, os interessados poderão procurar alguma das seis unidades de ensino que abriga o programa: Emef Professor Alexandrino, no Jardim Silveira; Emef Amando Cavazza, no Engenho Novo; Emef Aristides, no Jardim Belval; Emef Osvaldo Batista, no Parque dos Camargos/Recanto Phrynéa; Emef Ivany Maria Paes, na Vila Boa Vista; e Emef Rita de Jesus, no Parque Imperial.

O que é EJA

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade de ensino criada pelo governo federal que passa por todos os níveis da Educação Básica do país e é destinada para jovens, adultos e idosos que abandonaram os estudos ou não tiveram acesso à educação na escola convencional na idade apropriada.

 ________________________

Suseli Honório – 12/01/2021

Crédito/fotos: Divulgação Secom

Renovação da cadeia de frio facilita plano de imunização contra covid em Barueri

Em Barueri, não foi só a rede de Saúde em si que passou por uma grande ampliação nos últimos quatro anos, mas também infraestruturas internas muito importantes para garantir a qualidade dos serviços prestados em todas as unidades. É o caso da cadeia de frio do município, totalmente modernizada. O processo começou em 2018 e foi concluída em 2019, bem antes do mundo ser surpreendido pela pandemia causada pelo novo Coronavírus.

“Parece até que estávamos adivinhando. A Secretaria de Saúde, nos últimos quatro anos, conseguiu modernizar toda cadeia de frio. Ela inclui todas as câmaras de conservação, são todas novas. Na Central de Imunobiológicos temos também câmaras novas com algum espaço extra”, comemorou a coordenadora da Vigilância em Saúde de Barueri, Rosana Perri Andrade Ambrogini, durante reunião sobre o plano de imunização contra a covid-19, realizada na última segunda-feira (dia 11) com representantes de todos os órgãos municipais, inclusive o prefeito Rubens Furlan e o vice-prefeito Roberto Piteri (saiba mais AQUI).

Rosana explicou que a cadeia de frio representa a capacidade de armazenamento de vacinas, equipamentos, transporte e até de conservação nos locais de aplicação do município. A reforma e ampliação dessa estrutura permite um maior e melhor armazenamento de imunobiológicos, algo primordial, especialmente hoje, quando o Estado de São Paulo se prepara para vacinar nove milhões de pessoas do grupo prioritário contra a Covid-19 só na primeira fase da campanha.

“Criar e manter uma grande infraestrutura de saúde faz parte do plano de governo de Barueri, então tudo isso tem sido feito rotineiramente. Graças a isso, ao sermos surpreendidos por uma pandemia, não precisamos criar grandes estruturas improvisadas para atender os infectados, pois já tínhamos uma rede completa e totalmente capaz de suprir essa demanda inusitada”, explana o secretário de Saúde de Barueri, Dionisio Alvarez Mateos Filho.

A modernização da rede de frio inclui a aquisição de novas câmaras de vacina para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e a Central de Abastecimento, que também passou por ampliação e melhorias estruturais.

Aliz Lambiazzi – 12/01/2021

Crédito das fotos: Benjamim Sepulvida / Secom

Barueri está pronta para vacinação contra covid

Barueri está pronta para vacinar sua população contra o novo Coronavírus. Na reunião técnica que a Secretaria de Saúde realizou na última segunda-feira (dia 11) com representantes de toda a municipalidade, inclusive o prefeito Rubens Furlan e o vice-prefeito Roberto Piteri, foi detalhada toda a estratégia municipal para que a imunização inicie imediatamente à chegada das vacinas. A cidade vem se preparando para a primeira fase de imunização do grupo prioritário.

O Prefeito Rubens Furlan não está medindo esforços para que o plano de imunização ocorra o mais rápido e da forma mais eficiente possível e vem cobrando o mesmo empenho de toda sua equipe. “Nós devemos imunizar 40 mil pessoas. Se eu tiver oportunidade de comprar eu compro, porque eu quero imunizar os 300 mil habitantes de Barueri no menor espaço de tempo”, afirmou o prefeito.

O secretário de Saúde de Barueri, Dionisio Alvarez Mateos Filho, mediou a reunião falou sobre as providências que vêm sendo tomadas para que o município esteja pronto para iniciar a campanha assim que as doses cheguem. “Nós temos uma Portaria de 30/12/2020, que você vê lá nas propostas do Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunização, de doenças transmissíveis, a fim de desenvolver um enfrentamento contra a Covid-19 para todo o país. Considerando a decisão dos relatórios desse Programa, resolvemos instituir uma Comissão do Programa no município. Cabe a essa Comissão adotar estratégias para operacionalizar a distribuição da vacina contra a Covid em Barueri”, explicou.

Campanha

De acordo com o Plano Estadual de Imunização, a primeira fase irá atender a pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas. Em Barueri esse público corresponde a 37.251 pessoas.

Os primeiros a receberem a vacina serão os trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas. Os idosos virão logo em seguida e serão separados por faixas etárias durante as duas etapas de vacinação, começando pelo público de 75 anos ou mais, depois de 70 a 74 anos, de 65 a 69 anos em seguida e de 60 a 64 por último.

Inicialmente serão seis polos de vacinação distribuídos pela cidade de Barueri: Jardim Reginalice, Jardim Belval, Jardim Silveira, Jardim Tupanci, Parque dos Camargos e Parque Imperial. Já está definida toda a logística do processo, o que envolverá esforços de todas as Secretarias municipais. De acordo com o secretário de Saúde, outros polos já estão engatilhados, caso seja necessário ampliar as salas de vacina.

Conscientização

O reabastecimento das doses dependerá totalmente da comprovação de que as vacinas foram usadas em pessoas do público prioritário estipulado. Dessa forma, os profissionais de saúde pedem a colaboração de todos para que ajudem na conscientização da população. Paciência é a palavra de ordem, uma vez que as doses serão entregues semanalmente e em pequenas quantidades.

“As unidades vão digitar nominalmente quem recebeu a dose, diretamente no Sistema Nacional de Doses, e o Estado me repõe para continuar a campanha. O que isso quer dizer? Atenção ao público-alvo! O reenvio das doses ou o reabastecimento do município vai acontecer a partir da informação do público-alvo que eu vacinei. Se eu vacinar pessoas que não estão no grupo e que, portanto, eu não posso informar no Sistema – que não vai estar nem aberto pra isso -, eu não recebo mais doses”, alerta a coordenadora da Vigilância em Saúde, Rosana Perri Andrade Ambrogini. Que completa: “outras fases virão e vamos ter a oportunidade de vacinar os outros grupos. Por isso está escrito que não será possível, neste momento, para outros públicos ou setores. Não que a gente não queira, mas senão a gente não consegue continuar a campanha”.

Aliz Lambiazzi – 12/01/2021

Crédito das fotos: Benjamim Sepulvida / Secom