Editorial: Jornal Metrópole

Regina Duarte deixa governo e vai assumir Cinemateca

Depois de menos de três meses de governo, a atriz Regina Duarte vai deixar a Secretaria de Cultura, subpasta que integra o Ministério do Turismo. Pessoas ligadas ao governo Jair Bolsonaro, como o filho Eduardo ou a deputada federal Carla Zambeli, publicaram atualizações em suas redes sociais, indicando que a Regina Duarte vai assumir a Cinemateca Brasileira, na Vila Mariana.

A Cinemateca vem enfrentando uma crise desde 2013, que se agravou nos últimos meses. Até agora, nenhuma parcela do orçamento 2020, cujo montante é da ordem de R$ 12 milhões, chegou até a unidade. A comunidade local e também pessoas ligadas ao setor audiovisual estão divulgando e pedindo apoio a um abaixo assinado virtual.

A situação do espaço cultural, que ocupa um prédio histórico no bairro e que abriga o maior acervo audiovisual da América Latina, é matéria de destaque da edição dessa semana do Jornal São Paulo Zona Sul.

Alvo de muitas críticas por parte da classe artística, que não se sentiu representada ou defendida pela atriz, ela já vinha desgastada no cargo. Recentemente, após uma entrevista ao canal de notícias CNN, em que ficou nervosa e se recusou a ouvir um depoimento da atriz Maitê Proença e de responder a perguntas dos entrevistadores, a situação ficou ainda mais delicada. Na ocasião, ela também negou que deixaria o governo federal, a menos que fosse essa a vontade do presidente.

A atriz, que também foi criticada por ficar pouco em Brasília, alega que deixou o governo por querer ficar mais em São Paulo, onde mora e tem família. Durante seu mandato, pouco se comunicou com o público ou sua categoria: não apresentou nenhum plano para a Cultura, não apresentou notas lamentando a morte de figuras expoentes da arte brasileira como o escritor Rubem Fonseca, o cantor Moraes Moreira ou o compositor Aldir Blanc.

Regina Duarte deve ser substituída pelo também ator Mario Frias, que está hoje em Brasília negociando com o presidente Jair Bolsonaro.

Trabalhe em casa! Confira 254 vagas de emprego home office

Está em busca de emprego? Confira as oportunidades oferecidas por diversas empresas do Brasil. Não deixe de enviar seu currículo!

Conseguir uma vaga de emprego não é fácil, principalmente agora com a pandemia do novo coronavírus, que gerou grandes impactos econômicos e as pessoas ainda precisam permanecer em casa para evitar aglomerações.

Apesar disso, existem empresas que continuam contratando! O melhor é que vários locais têm oferecidos diversas oportunidades em home office, ou seja, trabalhar em casa, o que traz mais segurança para seus colaboradores.

Confira agora vagas de emprego home office voltadas para diversas áreas, como vendas, call center, mídias digitais, imóveis, engenharia, tecnologia, jurídico, contabilidade, recursos humanos, entre outros.

Vagas de emprego home office
No site da recrutadora são expostas 254 vagas de emprego home office. As oportunidades são para diversas empresas, como GC do Brasil, Vikstar, Vizzan Consultoria, SKY, Stone, entre outras. Confira as funções mais procuradas:

Social Media;
Supervisor de Call Center;
Vendedor externo;
Representante comercial;
Corretor de imóveis;
Diretor comercial;
Técnico de informática;
Analista desenvolvedor;
Analista contábil;
Auxiliar administrativo.
Através do site da empresa recrutadora é possível conferir outras vagas de emprego home office. Ainda mais, o interessado consegue saber quais os locais que estão contratando e os requisitos necessários para ocupar os cargos.

Pelo portal também é possível encaminhar o currículo. É importante destacar que as funções variam segundo o estado e empresa. Além disso, qualquer vaga pode ser preenchida sem a necessidade de aviso prévio.

Fonte: Edital Concurso Brasil

2,5 milhões receberam auxílio emergencial de R$ 600 nesta quinta. Veja como receber também!

Primeiros a receber foram os que estão no Cadastro Único, mas não recebem Bolsa Família e têm conta no BB ou poupança na CEF.
Cerca de 2,5 milhões de pessoas receberam nesta quinta-feira (9) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 anunciado pelo governo para trabalhadores informais. Os primeiros a receber foram aqueles que estão no Cadastro Único do governo federal, mas não recebem Bolsa Família, e que têm conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa.
O benefício será creditado na conta poupança de 2.150.497 clientes da Caixa e na conta de 436.078 clientes do Banco do Brasil. O total disponibilizado foi de cerca de R$ 1,5 bilhão.
O auxílio emergencial será pago para trabalhadores informais, desempregados, contribuintes individuais do INSS e MEIs. Veja como deve ser o calendário de pagamento para todos os trabalhadores que têm direito ao auxílio:

Primeira parcela
Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e têm conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica Federal: quinta-feira (9);
Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e não têm conta nesses bancos: terça-feira da semana que vem (14 de abril);
Trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único: em 5 cinco dias úteis após inscrição no programa de auxílio emergencial;
Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de abril, seguindo o calendário regular do programa
Segunda parcela
Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: entre 27 e 30 de abril
Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de maio, seguindo o calendário regular do programa

Terceira parcela
Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: entre 26 e 29 de maio;
Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de junho, seguindo o calendário regular do programa
Quem tem direito?
Durante três meses, será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra todos estes requisitos:

ser maior de 18 anos de idade com CPF regularizado;
não ter emprego formal;
não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, à exceção do Bolsa Família;
ter renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135);
que, no ano de 2018, não tiver recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.
O auxílio será cortado caso seja constatado o descumprimento desses requisitos. O texto diz também que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

microempreendedor individual (MEI);
contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria;
trabalhador informal empregado, autônomo ou desempregado
intermitente inativo
estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020
ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima, desde que faça uma autodeclaração pelo site do governo.
A proposta estabelece ainda que somente duas pessoas da mesma família poderão receber o auxílio emergencial. Para quem recebe o Bolsa Família, o programa poderá ser substituído temporariamente pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa.

A mulher que for mãe e chefe de família, e estiver dentro dos demais critérios, poderá receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês.

Na renda familiar, serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma residência, exceto o dinheiro do Bolsa Família.


Se, durante este período de três meses, o beneficiário do auxílio emergencial for contratado no regime CLT ou se a renda familiar ultrapassar o limite durante o período de pagamento, ele não deixará de receber o auxílio.

Como pedir o auxílio
Os trabalhadores podem pedir das seguintes formas:

Clique aqui para acessar pelo site: https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio
Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio
Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple): https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331
Segundo o ministro Onyx Lorenzoni, apenas para as pessoas que não tenham acesso à internet, será possível também fazer o registro em agências da Caixa ou lotéricas. O cadastro presencial será uma exceção, apenas em último caso.

O aplicativo e o site devem ser usados pelos trabalhadores que forem Microempreendedores Individuais (MEIs), trabalhadores informais sem registro e contribuintes individuais do INSS.

Aqueles que já recebem o Bolsa Família ou que estão inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) não precisam se inscrever pelo aplicativo ou site. O pagamento será feito automaticamente. (Clique aqui para ver como saber se você está no Cadastro Único).

Cadastramentos no app, site e Central 111
Até a manhã desta quinta, foram realizados mais de 240 milhões de acessos ao site e aplicativo do auxílio emergencial, sendo que 28 milhões de brasileiros já finalizaram o cadastro.

A Central 111 recebeu mais de 4 milhões de ligações. A Caixa reforça a orientação para que sejam apenas utilizados os aplicativos oficiais do banco e o único site disponível para solicitar o benefício.

A Caixa abrirá automaticamente as contas de poupança digitais para 3.113.356 brasileiros considerados aptos a receber o auxílio emergencial e fará o crédito nas contas na próxima terça-feira (14). Os que receberem o crédito por meio da conta digital poderão efetuar transferências ilimitadas entre contas da Caixa ou realizar gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias. Além disso, podem pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras.

Fonte: G1

Nubank contrata 78 funcionários enquanto startups fazem demissões no Brasil

Nubank promete mais contratações; C6 Bank, Gympass e MaxMilhas fazem demissões durante pandemia do coronavírus (COVID-19).

O Nubank anunciou a contratação de 78 funcionários esta semana, todos admitidos por videoconferência e trabalhando em home office. Isso vai na contramão do que diversas startups vêm fazendo durante a pandemia do coronavírus (COVID-19): com um futuro mais incerto, C6 Bank, Gympass e MaxMilhas realizaram demissões.
Os 78 novos colaboradores do Nubank vêm de cinco estados brasileiros e de seis nacionalidades diferentes para os escritórios de São Paulo, Cidade do México, Buenos Aires (Argentina) e Berlim (Alemanha).

Os funcionários do Nubank recebem equipamentos para trabalhar em casa, como notebook, mouse e adaptador; além disso, foram distribuídas 500 cadeiras ergonômicas para os Nubankers. 100% da força de trabalho está fazendo home office.

O Nubank diz em comunicado que, desde o início da crise do COVID-19 em março, decidiu não realizar demissões em massa. A fintech afirma ainda que mais contratações estão previstas para os próximos meses.

Startups fazem demissões
Não é o caso de outras startups, que são mais afetadas pela pandemia. A MaxMilhas, por exemplo, fez 167 demissões: a empresa trabalha com venda de pontos e milhas para viagens aéreas, setor que sofreu queda de até 90% na demanda.

O C6 Bank demitiu cerca de 60 pessoas de seu total de 1 mil funcionários: a fintech explica ao Estadão que fez “ajustes em áreas por conta da parada na economia” em setores como marketing e comercial. No entanto, ela contratou 11 funcionários nas áreas de tecnologia e operações.

O Gympass não revela o número de demissões, mas afirma que “precisou de mudanças para cortar custos”. A empresa vende assinaturas que dão acesso a milhares de academias em todo o Brasil; elas estão fechadas em diversas cidades para achatar a curva de contágio do coronavírus. Por isso, a startup passou a oferecer treinos online.

Fonte: Tecnoblog.

Jandira já recapeou mais de 24 km em diversas ruas e avenidas da cidade

A Prefeitura de Jandira, por meio da Secretaria de Planejamento e Habitação, esta executando o maior programa de recapeamento da história de Jandira e até agora são mais de 24 quilômetros de asfalto novo.

Já foram recapeadas mais de 40 ruas e avenidas em diversos bairros, em toda cidade. E com isso, Jandira vive uma nova realidade, com asfalto novo, após 20 anos sem recapeamento e manutenção.

O prefeito Paulo Barufi fez questão de dizer que após 20 anos sem manutenção, as ruas e avenidas precisavam deste importante investimento público. “Fomos atrás dos recursos no governo do Estado, com nossos deputados, para que nossa cidade fosse beneficiada”, comemorou.

O recapeamento consiste na troca do asfalto danificado pelo novo com aplicação de cola e material emborrachado em vias de grande movimentação. O trabalho inclui ainda sinalização de solo, que tem como objetivo dar mais segurança nas ruas aos pedestres e motoristas.

Governador João Dória e Prefeito Elvis Cezar inauguram novo prédio da Fatec Santana de Parnaíba

Foto: Sandro Almeida

A cerimônia foi marcada pela presença do Governador do Estado de São Paulo, João Dória, do Deputado Estadual Marmo Cezar, dos representantes do Centro Paula Souza, do Secretário Executivo de Desenvolvimento Econômico do Estado, Américo Sakamoto, além de representantes do executivo e legislativo municipal e alunos da rede de ensino que vieram conhecer as dependências da nova sede da Faculdade de Tecnologia, irá oferecer cursos profissionalizantes, voltados a indústria 4.0, que conta com uma moderna estrutura contendo laboratórios de informática e de ambientes de projetos técnicos, sala de empresa júnior, 14 salas de aula, auditório com capacidade para 100 pessoas.

Em seu discurso o governador elogiou a unidade e o trabalho desenvolvido pelo prefeito Elvis:“Essa Fatec faz parte de uma ação conjunta que deu certo e que vai ajudar a realizar os sonhos de milhares de jovens brasileiros, ao longo dos próximo anos. Santana de Parnaíba está de parabéns”, disse o governador do Estado que elogiou o prefeito de Santana de Parnaíba: “Acreditamos em prefeito como o Elvis, que não promete, faz”, concluiu Dória.

Por sua vez, o Prefeito Elvis Cezar, falou sobre essa parceria com o governador do Estado: “Agradecemos o apoio do nosso governador João Dória, que tem revolucionado a gestão pública em nosso Estado e servido de exemplo para nós prefeitos, que temos que continuar trabalhando para nossa cidade acelerar e com essa Fatec damos mais um passo para alcançarmos nosso objetivo de fazer com que os nossos jovens cheguem aos bancos das universidades”, falou o prefeito.

“O Governador João Dória tem nos ajudado em várias ações da prefeitura, como a Maternidade e agora o novo prédio da Fatec, por isso nossa cidade só tem que agradecer ao governador por esse apoio a nossa cidade”,falou o Deputado Marmo Cezar.

Créditos:

Foto: Sandro Almeida

Texto: Renato Menezes Mtb 54.101

Black Friday deve crescer 21% e movimentar mais de R$ 3,15 bilhões, segundo idealizador do evento

A data mais importante para o e-commerce brasileiro e mais aguardada para quem gosta de economizar, a Black Friday, neste ano acontece dia 29 de novembro. A previsão de crescimento é de 21%, ultrapassando a faixa dos R$ 3,15 bilhões, de acordo com o idealizador do evento: www.blackfriday.com.br.

A região que deve apresentar maior crescimento é a Nordeste, subindo de 12% para 14% sua participação sobre o total de vendas nacional. A líder em vendas continuará sendo a região Sudeste, com previsão de 61% do valor total do faturamento do evento; o que revela uma população mais amadurecida para compras online.

“Devemos continuar tendo um crescimento expressivo no volume de vendas este ano. Mesmo no ápice da crise econômica, o Black Friday continuou puxando a economia para cima. Por volta de 5 milhões de pessoas compram pela primeira vez na internet a cada ano e o Black Friday é uma grande porta de entrada para elas” destaca Ricardo Bove, criador do evento.

Dessa forma, é possível observar no gráfico abaixo que os momentos de crise no Brasil, incertezas políticas e baixo crescimento econômico não atrapalharam o aumento constante de compras no Black Friday:


Esse crescimento vem acontecendo não apenas no e-commerce. Em 2010, os grandes descontos aconteciam exclusivamente online — e esse meio continua liderando o crescimento. Segundo pesquisa do idealizador do evento: 58,4% dos consumidores compraram pela internet na edição anterior.

Porém, as lojas físicas estão começando a ganhar aderência à data: 26,5% dos consumidores utilizaram além da internet, também o varejo tradicional. E aqueles que preferiram fazer suas compras exclusivamente no ambiente físico representaram 15%.

Entre os produtos mais desejados estão aqueles mais caros, em que o desconto se torna mais significativo, e não são de necessidade imediata — o consumidor pode esperar o evento e se programar. Em 2019 o celular continua em primeiro lugar na intenção de compra: 37% das pessoas vão buscar um aparelho novo. Agora seguido de perto por Eletrodomésticos com 36% dos consumidores e TVs por 29,3%.

Isso está de acordo com o fato de que o ticket médio de compra durante o Black Friday seja de mais de R$600, enquanto o valor médio de compra pela internet do brasileiro em dias comuns é um pouco menor do que R$ 450.

Ainda de acordo com a pesquisa, a grande maioria (70,2%) pretende gastar este ano no evento mais de R$ 500, sendo que praticamente a metade de todos aqueles que irão comprar (46,4%) possui a intenção de desembolsar mais de R$ 1.000.

Sobre o LeadMedia BR
O LeadMedia BR é um grupo de origem Francesa, de investimento em tecnologia, que está presente também na Europa, Ásia, Austrália e Canadá. Foi fundado em 2008 e traz soluções e tecnologias inovadoras de marketing digital orientadas por dados, desenvolvimento de tecnologias e campanhas de marketing de BrandPerformance. No Brasil dentre outras atividades, foi fundador das chamadas Big Dates, como Black Friday, Cyber Monday, Boxing Day e Dia do Frete Grátis.

Indicação pede área de lazer no bairro Altos da Santa Lúcia

Durante a 33ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Carapicuíba, realizada nessa terça-feira (22), o vereador Professor Ladenilson (PMB) apresentou a Indicação n° 652/2019, que pede a implantação de um parquinho na Estrada do Jacarandá, altura do n° 1.974 (Altos da Santa Lúcia).

Também é dele as Indicações n° 651/2019, que solicita a criação de lombadas na Estrada do Gopiúva, entre os números 1.140 e 1.500; n° 661/2019, que chama a atenção para a necessidade de sinalização adequada e faixa diagonal de pedestres no cruzamento das avenidas Rui Barbosa, Tâmara e rua Nelson Neves Fonseca (Centro); e n° 658, que solicita a disponibilização no site da Prefeitura da agenda semanal de eventos a ser realizados pelo Executivo.

 

Vereador Fabinho Reis pede construção de parque de lazer na Cohab 5

O vereador Fabinho Reis (PSD) apresentou, na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Carapicuíba, a indicação de número 648/2019 solicitando ao executivo municipal estudos para transformar um espaço ocioso, existente no final da Avenida Presidente Tancredo Neves com a Rua Bom Jesus do Amparo, em um parque para o lazer da população. 

Em outra indicação o vereador pede ao executivo municipal a implantação de corrimão e a revitalização do escadão existente na Rua do Cabo, ao lado do número 304, que faz ligação com a Rua Rodolfo Champarine no Parque da Aldeia. As indicações seguem agora para análise do prefeito Marcos Neves (PV).

Vereador Beserra apresenta indicação que pede novo Cartório em Carapicuíba

O vereador Beserra (PV) apresentou na última sessão ordinária da Câmara Municipal, nessa terça-feira (22), a indicação de número 654/2019, solicitando ao executivo municipal estudos para a implantação de um segundo Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais e Tabelião de Notas e de Protesto de Letras e Títulos em Carapicuíba, alegando que o cartório atual está sempre cheio, com demora no atendimento.

Na mesma sessão o vereador apresentou as indicações de números 649 e 650/2019, solicitando o recapeamento asfáltico nas ruas Silas Lino Ramos e Kalil Filho, ambas no Parque Santa Tereza. Segundo o vereador, as ruas encontram-se praticamente intransitáveis. As indicações seguem agora para análise do prefeito Marcos Neves (PV).