Editorial: Educação

Educação realiza exposição em comemoração a Consciência Negra

Foto: Ivan Cruz 

Como parte da programação do XVII Novembro Negro, a Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Educação, realizou na última sexta-feira, 19/11, a solenidade de abertura da exposição Ubuntu, que ficará aberta à visitação até o dia 26 de novembro, das 9h às 16h, no Centro de Formação dos Profissionais da Educação, localizado na Avenida Marechal Rondon, 263 – Centro. 

A mostra, desenvolvida pelos alunos das escolas municipais, tem como objetivo apresentar a África através dos seus países, povos, cultura e costumes, além de permitir aos alunos, estudar a diversidade cultural e étnica, em conformidade com a Lei 10.639/03, que introduz o ensino da história e da cultura afro-brasileira no currículo escolar. 

O secretário de Educação, Cláudio Piteri, disse que a exposição é um grande exemplo da escola que trabalha com seriedade e comprometimento. “A educação é uma ferramenta na luta contra o racismo. Ela é essencial para que a sociedade e justiça caminhem juntas. Parabenizo a todos os professores, gestores, alunos e profissionais da educação, que têm tratado o nosso ensino como prioridade”. 

Durante o evento, os profissionais da educação tiveram uma palestra com a escritora Kiusan de Oliveira. O público contou ainda com a apresentação cultural do escritor e cineasta Akins Kinte, músico Renanzinho Batuqueiro e a encenação da história de Maculelê contada pelos educadores do programa Eu Tenho Futuro.  

Os trabalhos realizados por todas as unidades educacionais têm reforçado e estimulado o ensino em sala de aula e a convivência com a diversidade. Hoje, a lei brasileira reforça a obrigatoriedade das escolas a ensinarem temas relativos à história dos povos africanos em seu currículo. “As escolas municipais realizam brilhantemente seus trabalhos pedagógicos, bem como mostram através dos projetos e ações o quanto nós da administração do prefeito Rogério Lins temos feito nesta luta contra todo tipo de desigualdade”, completou a gerente educacional Irandi Gomes. 

Além disso, os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) estabelecem que a diversidade cultural do país deva ser trabalhada no âmbito escolar. A sociedade em que vivemos valoriza outro estereótipo, o que resulta na invisibilização do negro. Logo, as crianças negras nunca se veem e o que elas olham é sempre diferente delas. 

Serviço 

Exposição: Ubuntu  

Aberta à visitação até o dia 26 de novembro, das 9h às 16h 

Local: Centro de Formação dos Profissionais da Educação  

Endereço: Avenida Marechal Rondon, 263 – Centro 

 

Educação recebe mais uma carga de 7,5 mil computadores para estudantes e professores

Os equipamentos já estão na Secretaria de Educação e começarão a serem distribuídos imediatamente para as escolas

Na manhã de quarta-feira (dia 17) chegaram à Secretaria da Educação mais duas carretas contendo 7.500 computadores chromebooks. Com mais essa carga, as 110 escolas da rede somarão a conquista de 30 mil equipamentos, disponíveis para professores e alunos implementarem muita tecnologia em todas as aulas.

O secretário de Educação, Celso Furlan, acompanhou a chegada dos novos computadores e destacou os investimentos realizados. “A Educação da nossa cidade segue sendo uma das referências para todo o Brasil. Investir em educação tecnológica de qualidade, na formação de professores e escolas bem estruturadas é garantir ensino de qualidades para todos os estudantes”, disse.

O que é um Chromebook
É um notebook com maior integração com o sistema operacional Chrome. O equipamento é mais resistente, mais rápido, leve e com configurações mais simples. O Chromebook oferece diversas vantagens ao seu usuário, além do seu sistema operacional ser extremamente rápido e ele já possuir o armazenamento em nuvem (mais moderno e seguro), também permite a utilização de alguns aplicativos e funções no modo off-line.

Barueri recebe comitiva do Paraná para conhecer programas inovadores de Educação

Prefeito Lauro Júnior e comitiva em sala do Google For Education

O prefeito de Jandaia do Sul (PR), Lauro de Souza Silva Júnior, visitou Barueri, no dia 4 de novembro, para conhecer de perto e implementar em sua cidade o modelo de inovação e tecnologia desenvolvido pela Secretaria de Educação da Prefeitura de Barueri.

A rede municipal de ensino de Barueri vem desenvolvendo uma série de programas de modernização tecnológica de auxílio didático aos professores e aos alunos. Projetos como a Sala Maker e recursos tecnológicos como chromebooks (notebooks) em salas de aula, robótica, lousa digital, salas de videoconferências e internet em todas as escolas, entre outros benefícios, têm proporcionado condições para a rede municipal seguir no rumo da chamada Educação 5.0.  

O prefeito Lauro de Souza Júnior esteve em Barueri acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Jandaia do Sul, João Paulo Bosio, pelos diretores Marcos Resende e Vitor Hashimoto, além do empresário do ramo de Tecnologia Rubens Mostachie. Eles foram recebidos pelo secretário de Relações Institucionais (SRI), Mário Trimboli Jr, o Marinho, e por outros representantes da pasta e da Ouvidoria Geral de Barueri.

Os integrantes da comitiva de Jandaia do Sul conversaram com o prefeito Rubens Furlan, com o secretário de Obras e vice-prefeito, Beto Piteri, e com o secretário de Educação, Celso Furlan.

“Acho importante o prefeito de uma outra cidade, de um estado próspero como Paraná, vir a Barueri para discutir as questões educacionais. Muito relevante essa troca de ideia para que o Lauro Júnior conheça a metodologia de ensino em nossa cidade”, ressaltou Beto Piteri.

Para Rubens Furlan, o prefeito paranaense veio conhecer a proposta de Educação de Barueri que está bem avançada. “Que ele consiga levar coisas boas do que estamos fazendo”.

Na sede da Secretaria de Educação, Celso Furlan destacou aos visitantes as novas metodologias tecnológicas. “Para nós é um prazer muito grande atender o pessoal do Paraná. Temos recebido também gente de outros lugares, como de Maceió (AL) e de outras cidades daqui de São Paulo como Sorocaba e Indaiatuba”.

Sala Maker
Lauro de Souza conheceu a Sala Maker – projeto desenvolvido em toda rede escolar, em um ambiente colaborativo e que estimula a criatividade por meio de impressoras 3D, drones, automação, equipamentos de robótica, entre outros. A Sala Maker beneficia 10.800 alunos do 6º ao 9º ano da rede municipal de Barueri.

O prefeito e sua comitiva também receberam explicações sobre projetos de educação usando como recurso as lousas digitais, os chromebooks e os livros Microkids. Foi a partir desses programas de Educação que a cidade recebeu o selo Google For Education, em junho deste, como única Rede de Referência em todo o Brasil, por reunir o maior número de profissionais que conquistaram as certificações internacionais Google.

Destaque em inovação e tecnologia
O prefeito de Jandaia do Sul disse que está disposto a levar para a sua cidade o que está dando certo. “Barueri criou um mecanismo para despertar nos alunos o interesse pelo aprendizado e pela educação. O mundo está numa constante evolução e não podemos ficar para trás”.

Ainda segundo Lauro Souza, a tecnologia implantada em Barueri pode ser levada para estudantes de diversos municípios, sejam cidades de pequeno, médio e grande portes. “Vamos criar mecanismos para implantarmos esse modelo em Jandaia do Sul, com Sala Maker, uma tecnologia para os alunos e professores, levando um grande avanço para a educação”.

Pelos planos do prefeito paranaense, Jandaia do Sul pretende iniciar em 2022 um processo piloto em uma das escolas de tempo integral na cidade. “Estamos desenvolvendo uma parceria com o Rotary Club e com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), para implantar o projeto em laboratório tecnológico que envolve impressora 3D, tabletes, notebooks e kits de robótica”.

Professores do Centro de Mídias SP viram personagens de RPG em exposição virtual

Ilustrações foram feitas pelo professor de Projeto de Vida Jocélio Albuquerque a partir de aulas que trabalham as competências socioemocionais por meio de jogos

Uma aula de Projeto de Vida, inicialmente pensada em trabalhar as competências socioemocionais dos estudantes da rede estadual através do RPG, acabou transformando os professores do Centro de Mídias SP (CMSP) em super-heróis. Tudo isso partiu do trabalho de Jocélio Albuquerque, que criou as artes da mostra RGP: Heróis da educação para homenagear os seus colegas docentes.

“A ideia inicial da aula é que os alunos construíssem os seus personagens com poderes baseados nas competências como empatia, abertura ao novo, amabilidade, determinação, respeito. Com os personagens formados, a sugestão é que os alunos formassem uma liga e desenvolvessem missões para estudo de um conteúdo ou elaborar um projeto”, explica Jocélio.

A partir desta proposta, o professor teve a inspiração de criar uma missão: transformar os professores do CMSP em personagens de um jogo de RPG. Para tanto, sem que seus colegas soubessem que seriam retratados, ele pediu aos colegas que respondessem a um questionário para saber quais das competências cada um tinha mais desenvolvido, além de cor predileta, símbolo e personagem fantasia. “Com estas características, criei os personagens como se eles se descrevessem. Para esta atividade, trabalhei o interesse artístico e a imaginação criativa”, explica o professor.

Jocélio, que é formado em Artes Visuais, fez as 23 ilustrações em um aplicativo no próprio smartphone e publicou na sua rede social, surpreendendo e emocionando os professores. Confira a exposição no perfil do professor: https://www.instagram.com/artedoprofessor/.

Educação de Jandira realiza atividades de Educação Viária

Inicialmente as atividades foram realizadas na EMEB Sátiro Alves de Souza, e de acordo com a Secretaria de Educação há o planejamento de ampliar o mesmo projeto para todas as escolas do município.

Entendendo que a Mobilidade Sustentável é essencial para o processo educativo das futuras gerações, contribuindo para a formação de cidadãos conscientes e ativos, construtores de um mundo melhor para eles e para todos. A Secretaria Municipal de Educação de Jandira (SMEJ) em conjunto com a Diretoria de Trânsito e Transporte iniciaram, na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Sátiro Alves de Souza, a implementação do Programa Educação Viária é Vital.

O Programa Educação Viária é Vital, é uma iniciativa do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran) em parceria com a Fundación Mapfre, e tem como objetivo “promover condições de um deslocamento seguro, de maneira que as crianças e adolescentes comecem, desde cedo, a adquirir hábitos que contribuirão para a formação de cidadãos mais conscientes, seguros, informados e respeitosos em relação à segurança viária e à própria vida.”

Para a implantação do Programa em Jandira, houve inicialmente a formalização de uma parceria assinada pelo Prefeito Doutor Sato com o Governo do Estado de São Paulo. Com a parceria formalizada, foi liberado o acesso dos Professores ao curso ministrado pela Mapfre.

No curso realizado pelos professores, houve a apresentação de uma coleção de literatura infantil e juvenil sobre o tema central, guias didáticos de educação em segurança viária, propostas de atividades educacionais,vídeos sobre segurança no trânsito, entre outros recursos que foram essenciais na implantação do Programa em Jandira.

De acordo com a Professora Danúbia, Coordenadora Pedagógica da EMEB Sátiro Alves, após o curso: “nós buscamos, o que competia a cada série, desde o infantil até o quinto ano. Os Professores, dentro das habilidades que precisam ser desenvolvidas para cada série, foram desenvolvendo o projeto.”

Na apresentação que finalizou a primeira etapa do Programa, foi possível ver um grande cenário, construído pelos alunos com materiais recicláveis. Este cenário continha: ônibus e carros feitos com papelão, pista, placas e sinais de trânsito, faixa de pedestre, ponto de ônibus e prédios públicos. Além do cenário também foram apresentados vídeos das crianças desenvolvendo as atividades do Programa, e uma bela apresentação de dança e música, com a temática dos sinais de trânsito.

Através do Programa, as crianças também desenvolveram diversos jogos, com a temática do trânsito, como: jogo de memória, jogo que relaciona atitudes certas e erradas, bingo do trânsito e jogo da velha.

Uma das atividades proposta aos alunos do quinto ano, tratava-se de construir cartas e bilhetes com a temática do trânsito. Nesta atividade, os alunos pediram à Diretoria de Trânsito de Jandira, que fizesse o reforço das sinalizações viárias da redondeza da escola, que estavam apagadas, e também que fosse feita mais uma rampa de acesso logo na entrada da escola. O pedido da rampa foi feito pelos alunos, em função do aluno Kauã do 2º ano, que é cadeirante. Tal atitude, emocionou todos que fizeram parte do Programa, pois, mostrou um ato de empatia tão necessário a todos.

No dia seguinte ao pedido feito pelos alunos, a Secretaria de Obras Trânsito e Transporte construiu a rampa de acesso, e também reforçou a pintura das faixas de pedestres, conforme pedido dos alunos.

Após a apresentação final do Programa, a Secretária de Educação Marta Cesário Vieira, agradeceu o empenho dos profissionais de educação, que estiveram direta ou indiretamente envolvidos no projeto, e destacou a importância do programa para a formação cidadã dos alunos. Já o Diretor de Trânsito e Transporte  Alexandre Jurcovichi, relatou, emocionado, como foi receber uma carta dos alunos do 5º ano, com a solicitação de uma rampa para atender um aluno do 2º ano.

Educação de Jandira anuncia retorno das aulas presenciais para 100% dos alunos

O retorno será realizado a partir do dia 03 de Novembro, e contará com a manutenção de todos os cuidados contra a Covid-19.

Após o município vacinar todos os trabalhadores da educação da rede municipal, a Prefeitura de Jandira, através do decreto nº 4.454, determinou que: “fica autorizada, a partir do dia 03 de Novembro de 2021, a retomada das atividades presenciais da rede municipal de ensino”.

A Secretaria Municipal de Educação, destacou a importância deste retorno para uma avaliação mais precisa dos impactos da pandemia da Covid-19 no processo educacional dos alunos da rede municipal de ensino.

A retomada das aulas presenciais  atenderá todos os protocolos sanitários, para isso, haverá  a garantia de álcool em gel, sabão líquido, uso de máscara, e limpeza diária em todos os espaços das unidades escolares.

A Secretaria de Educação destacou a importância pedagógica deste retorno, em nota assinada pela Secretária de Educação Marta Cesário Vieira:

“Fizemos um amplo trabalho de capacitação dos Professores para uso das ferramentas de Tecnologias de Informação (TIC’s), no entanto, temos ciência de que muitos alunos tiveram dificuldades no acesso e compreensão das aulas. Houve um avanço significativo quando retornamos às atividades de forma híbrida, com parte dos alunos assistindo aula presencialmente, no entanto, só com o retorno da totalidade dos alunos, no formato presencial, que conseguiremos ter um diagnóstico dos impactos da pandemia no ensino.”

A Secretaria de Educação conta com o apoio dos pais para que no próximo dia 03 exista a presença de todos os alunos em suas respectivas escolas, até porque, o retorno será obrigatório a todos.

Projeto Silvestre Saudável alia educação com bem-estar animal

Estágio beneficia tanto alunos do ITB do Engenho Novo, quanto a unidade do Cetas.

O Projeto Silvestre Saudável, que foi paralisado por causa da pandemia, está retomando as suas atividades no segundo semestre de 2021 com alunos do curso técnico em Análises Clínicas do Instituto Técnico de Barueri (ITB) do Engenho Novo. Trata-se de uma parceria da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema) com a Fundação Instituto de Educação de Barueri (Fieb), que oferece estágio aos estudantes.

O objetivo é colocar em prática os conhecimentos dos alunos para avaliação parasitológica. O material para análise é fornecido pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), unidade responsável por recepcionar animais provenientes do comércio ilegal ou resgates. O resultado auxilia no tratamento das espécies.

Desde 2015, quando teve início o projeto, foram capacitados 130 alunos. Em média, são 20 estudantes participantes por semestre, que durante as restrições da pandemia se prepararam com leituras e orientações sobre parasitas e demais verminoses que atingem os animais silvestres, mas também os seres humanos, já que muitos dos parasitas são considerados uma zoonose, ou seja, causam doenças que podem ser transmitidas dos seres humanos para animais e vice-versa.

Em 2021 está prevista a formação de mais 40 estudantes. 

O requisito para participar é o aluno estar cursando o segundo ano do curso. A capacitação tem duração de seis meses, possibilitando duas turmas por ano letivo. O estudante faz a entrega do relatório e recebe o certificado de estágio na modalidade.

O secretário de Recursos Naturais e Meio Ambiente, Marco Antônio de Oliveira (o Bidu), conta que esta parceria beneficia tanto os alunos, na especialização, quanto o Cetas, na avaliação do estado de saúde dos animais silvestres. “O projeto possibilita o monitoramento da saúde dos animais que são recepcionados pelo Cetas, ao mesmo tempo que capacita os alunos para realização de exames parasitológicos no geral.”, reforça Bidu.

O gestor lembra que o Cetas tem o objetivo de reabilitar e devolver os animais silvestres para o seu habitat natural, sendo fundamental garantir que estejam saudáveis. “Um dos pré-requisitos para encaminhamento dos animais silvestres para projetos de soltura é que eles apresentem um bom estado de saúde. Isso garante maior sobrevivência e evita o risco de disseminação de doenças para o ambiente”, completa o secretário, que também é biólogo.

Educação de Jandira realiza audiência pública sobre o Plano Municipal de Educação

A audiência foi realizada no último dia 29 de Setembro, e contou com importantes análises sobre a educação em Jandira

A audiência realizada no último dia 29 de setembro, analisou diversos pontos do Plano Municipal de Educação de Jandira, instrumento de base para as Políticas Públicas Educacionais, contendo metas e ações definidas com foco no alcance de níveis crescentes de qualidade e equidade na educação em Jandira, para todos os seus níveis, etapas e modalidades de ensino. 

As explanações, que foram transmitidas ao vivo pelo canal de Youtube da Prefeitura de Jandira, iniciaram com a apresentação do Plano Municipal de Educação (PME), mostrando todos os dados alcançados e os novos horizontes que estão sendo estudados para melhorias atuais e futuras.

O Evento contou com a participação da Secretária de Educação Marta Cezário e diversos auxiliares da sua gestão.

Durante a audiência, também foi falado a respeito do Plano de Ações Articuladas (PAR), que é um importante instrumento de gestão educacional, implementado em Jandira. O PAR aponta as prioridades para que a educação melhore e alcance ou ultrapasse as metas do índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb).

A Audiência teve como fundamento analisar a infraestrutura da educação, identificar dificuldades e auxiliar os cidadãos, no âmbito local, para que exista a construção de uma educação de qualidade que seja para todos.

Um tema que também será levado em conta no PME, é o fato de que não há escola que esteja desvinculada do seu contexto social. Portanto, o sistema de ensino, por meio de seus gestores, deverá integrá-la à comunidade da qual faz parte, mobilizando a sociedade em favor de uma educação básica de qualidade, que é um dos objetivos primordiais do Comitê Local do Compromisso.

Nova Emei Benedito Venâncio: a escola que parece um conto de fadas

A nova escola conta com muitos espaços lúdicos para aprendizagem
 

O novo prédio da Emei Benedito Venâncio, localizado no Jardim Reginalice, já é considerado um espaço perfeito para as crianças explorarem o universo lúdico e a criatividade com muita aprendizagem. 

Construída pela Secretaria de Obras de Barueri, a unidade é uma das mais acolhedoras e modernas. “Nossos investimentos na área da Educação não param. Queremos levar as melhores condições de ensino para alunos de todas as idades”, explicou Beto Piteri, secretário de Obras. 

São nove amplas salas de aula, biblioteca, playground, casa encantada, navio Piratas do Caribe, jardins, sala informatizada, áreas para práticas esportivas, brinquedoteca, sala de artes, entre outros equipamentos muito bem pensados para oferecer o melhor para o desenvolvimento do público infantil.   

Com capacidade para cerca de 300 crianças, o prédio tem uma estrutura impecável e conta com uma construção de 3.454m². A nova estrutura veio substituir o antigo prédio, inaugurado pela primeira vez no ano de 1990. A escola foi totalmente reconstruída. 

O secretário de Educação, Celso Furlan, está otimista com os avanços no setor. “Com o apoio do prefeito Rubens Furlan e do secretário de Obras Beto Piteri estamos revolucionando a educação. Prédios novos e reformados estão levando mais conforto para os estudantes baruerienses”, comemorou. 

A diretora Mirian Gonçalo de Souza afirma que a comunidade escolar está encantada com a grande estrutura no novo prédio. “Estou como diretora desta escola há trinta anos. É muito expressivo o grande avanço com este novo prédio. As crianças podem contar com equipamentos e ambientes que contribuem muito com a aprendizagem e o bem-estar”, disse. 

Reinauguração do novo prédio 

A cerimônia de reinauguração acontece hoje (dia 2 de outubro) e contará com as encantadoras apresentações das crianças da escola, além de números de circo, música e muita dança. 

O evento será a partir das 9h. O endereço é Rua Vereador José Vieira, 116 – Jardim Reginalice. 

Quem foi Benenito Venâncio? 

Nasceu na cidade de Boituva, interior de São Paulo, no dia 2 de junho de 1920. Trabalhou como lavrador no sítio de seu pai, não pode frequentar a escola, portanto, não aprendeu a ler e escrever no tempo regular. Contudo, sua força de vontade o levou a ser um autodidata, alcançando grandes méritos. 

Veio morar em Barueri no ano de 1944, onde trabalhou na antiga Estrada de Ferro Sorocabana como chefe de trem e atuou no progresso da cidade. 

Parceria entre Educação e Cultura resulta em projeto “Turistando em Barueri”

Fotos e descrições dos principais pontos turísticos feitos pelos estudantes

Por intermédio de uma parceria entre a Secretaria de Educação e a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, acontece nesta semana uma ação muito interessante.

Trata-se do projeto “Turistando em Barueri”, voltada aos alunos dos 5º anos da Emef Sidney Santucci. Na oportunidade, toda a turma realizou pesquisas e apresentou os principais pontos turísticos da cidade.

Para apresentação do projeto, os alunos estudaram detalhes de locais importantes como Arena de Barueri, Museu da Bíblia, Monumentos Históricos, Parque Municipal, entre outros.

A iniciativa aconteceu devido ao Dia Mundial do Turismo, celebrado em 27 de setembro. Estabelecido pela Organização Mundial do Turismo em 1980, a data é comemorada para destacar a importância do setor e seu valor econômico, político e cultural.

Cada vez mais significativo, o turismo abrange diversos outros serviços, como o transporte, a hotelaria, a gastronomia, sendo um grande impulsionador de geração de trabalho e renda, tributos para os municípios, além de ainda movimentar o comércio.