Editorial: doação de sangue

Carreta para coleta de sangue vai aos Transportes Metropolitanos

Imagem: Freepik | wavebreakmedia
Iniciativa é importante para recuperar os bancos de sangue

Uma carreta itinerante para coleta segura de sangue vai estacionar esta semana no transporte público. Quarta-feira (16), ela chega à Estação Vila das Belezas, na Linha 5-Lilás, operada pela ViaMobilidade. Na quinta-feira (17) vai passar pelo Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso, da EMTU, em Osasco, e na sexta-feira (18) estará na Estação Suzano da CPTM.

A ação é uma parceria da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) com o SAS Brasil e o Hemocentro São Lucas para ajudar a recuperar os bancos de sangue que estão em situação crítica por conta do isolamento social imposto pela pandemia. A urgência em reabastecer estoques de sangue levou a organização social SAS Brasil, com patrocínio Roche, a adaptar uma das carretas de suas expedições itinerantes – temporariamente suspensas na pandemia – e transformá-la em banco de sangue móvel. A ideia é incentivar as doações e melhorar os estoques. “Com o hemocentro itinerante no transporte público conseguimos acabar com a distância que separa a intenção de ser um doador da prática efetiva de doar e se comprometer, com toda a segurança. É um gesto que salva vidas”, afirmou o secretário interino dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli.

Segundo o Ministério da Saúde, 16 a cada mil pessoas são doadoras de sangue no país, ou 1,6% da população. O ideal recomendado pela OMS é de 5%. Em função das medidas de isolamento social e do medo de contrair o coronavírus, os estoques de bancos de sangue despencaram.

Doar com segurança

Para garantir o cuidado com a saúde e evitar aglomeração, a coleta é feita de forma segura e mediante agendamento pelo WhatsApp: 11-95897-1046, entre 8h e 20h. O horário de coleta é das 9h às 15h, sendo que o último cadastro será realizado às 14h.

O cadastro é feito na parte externa da carreta, uma pessoa por vez, para triagem e para identificar possíveis infectados por covid-19. As cadeiras de coleta ficam a 1,5 m umas das outras e o fluxo no interior da carreta impede a circulação cruzada, evitando o contato físico. Doadores e funcionários usam máscara. Um lanche é oferecido após a doação na parte de fora da unidade, frequentemente higienizada. O Hemocentro São Lucas, responsável pela coordenação técnica da ação, tem protocolo rígido para que as coletas ocorram dentro dos padrões de qualidade e de segurança exigidos.

Quem pode doar sangue

Para doar sangue o candidato deve ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam do consentimento de um responsável, que deve acompanhar o doador), pesar mais de 55 kg, estar em bom estado de saúde e apresentar documento oficial com foto no momento da doação. Não podem doar pessoas com sintomas como tosse, febre e dores no corpo. Quem teve contato com pessoas infectadas deve aguardar 14 dias para fazer a doação. Já quem foi curado da doença deve esperar 30 dias para doar.

Importante lembrar que é preciso estar alimentado, mas evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação de sangue e bebida alcoólica nas 12 horas anteriores. Para conhecer os pré-requisitos específicos, consulte o site do Ministério da Saúde .

Secretaria dos Transportes Metropolitanos – A STM cuida (em tempos normais) do transporte de cerca de 10 milhões de passageiros que usam os ônibus gerenciadas pela EMTU, além dos trens do Metrô, da CPTM e das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, concedidas à iniciativa privada. A Estrada de Ferro Campos do Jordão, no interior do Estado, também é responsabilidade da STM, assim como o Parque Capivari, também em Campos do Jordão e concedido à iniciativa privada.

SAS Brasil – Organização criada em 2013 e focada no atendimento de saúde especializada, com alegria, o SAS Brasil faz esse trabalho geralmente de forma itinerante, com unidades móveis equipadas com consultórios médicos completos e a atuação voluntária de profissionais multidisciplinares. Já atendeu mais de 70 mil pessoas em mais de 150 municípios, em 15 Estados brasileiros de todas as regiões. Em 2020 o SAS Brasil tornou-se OSCIP e, com a pandemia, passou a atuar também oferecendo atendimentos médicos e psicológicos por telemedicina, já tendo impactado cerca de 25 mil pessoas.

Hemocentro São Lucas – Associação de natureza privada fundada em 1972 por um grupo de profissionais que buscavam aprimorar a hematologia e a hemoterapia, constitui um dos maiores centros privados de medicina transfusional do Brasil. Atende hospitais na Capital e Grande São Paulo, e em estados como RJ e DF, estando presente nas três capitais.

Roche – Empresa global pioneira em produtos farmacêuticos e de diagnóstico, dedica-se a desenvolver avanços da ciência para melhor a vida das pessoas. Combinando forças das áreas Farmacêutica e Diagnóstica, é líder em medicina personalizada, que visa encontrar o tratamento certo para cada paciente. É considerada a maior empresa de biotecnologia do mundo, com medicamentos diferenciados nas áreas de oncologia, imuno, infecto e oftalmologia e doenças do sistema nervoso central. É líder mundial em diagnóstico in vitro e tecidual do câncer, além de ocupar posição de destaque no gerenciamento do diabetes.

SERVIÇO:

Hemocentro Itinerante

Agendamento: WhatsApp: (11) 95897-1046, das 8h às 20h

Coleta: 9h às 15h (último agendamento às 14h)

16/09 – Estação Vila das Belezas Linha 5-Lilás

17/09 – Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso, em Osasco da EMTU

18/09 – Estação Suzano Linha 11-Coral da CPTM

Projeto “Amor se Doa” e Estácio se unem para ajudar hemocentros em meio à pandemia

Imagem: Robert DeLaRosa

Ação itinerante tem como objetivo ajudar a abastecer os estoques dos bancos de sangue de São Paulo que tiveram queda devido à pandemia da Covid-19 

No dia 04 de setembro, das 9h às 16h, a Estácio Cotia, localizada no Jardim da Glória, irá, em nome da solidariedade, se tornar mais uma vez um posto de coleta de sangue. Já no dia 10 de setembro, das 9h às 16h, será a vez da Estácio Carapicuíba, localizada na Vila Gustavo, em Carapicuíba. A iniciativa, coordenada pela gestão dos campi e pelos criadores do projeto “Amor se Doa”, tem como objetivo motivar alunos e moradores da região a irem até a Estácio fazerem as doações neste momento em que os hemocentros estão com os estoques baixos devido à pandemia.   

A coleta, aberta ao público, será realizada na instituição pelos profissionais de saúde do Hemocentro. No intuito de evitar aglomerações, o projeto disponibilizou um link em sua BIO no instagram @amorsedoa para que os interessados possam se inscrever com antecedência nos horários disponíveis. Durante a coleta, será disponibilizado álcool em gel e todos protocolos de segurança e recomendações de distanciamento e controle de infecção serão respeitados.  

Adriano Oliveira e Tiago Borba, criadores do “Amor se Doa”, contam que o projeto, que começou como um trabalho de faculdade, hoje conta com identidade visual própria, páginas nas redes sociais, apoio de grandes empresas e uma rede de voluntários que cresce dia após dia. “As doações são organizadas em grupos de WhatsApp, no Facebook, no Instagram e na própria Estácio, local de onde sai todos os meses um ônibus gratuito cedido pela instituição para levar os voluntários aos pontos de coleta”, explica Borba.  

Segundo Fabiana Borges, gestora da Estácio Cotia, o projeto nasceu no lugar certo, pois a instituição sempre foi referência no atendimento à comunidade e em cursos ligados a saúde. “Nós temos uma satisfação imensa em colaborar com o projeto e em estimular as doações entre nossos alunos e colaboradores, algo de extrema importância e que irá ajudar a manter os estoques dos hemocentros cheios nesse período de baixa adesão”, diz Borges.  

Podem doar sangue pessoas que tenham entre 18 e 69 anos desde que a 1° doação tenha sido feita até os 60 anos. Se for menor de idade com 16 ou 17 anos é necessário a autorização do responsável. Se o voluntário estiver gripado, resfriado e com febre, a doação só poderá ser realizada após 7 dias do término dos sinais desses sintomas. É importante lembrar que o cidadão não pode estar em jejum prolongado nem ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas 4h.  

Serviço:  

Evento: Doação de Sangue – Projeto Amor se Doa e Estácio  

Agendamento pelo Instagram: @amorsedoa  

Agenda:  

Dia: 04 de setembro  

Local: Faculdade Estácio Cotia  

Horário: 09:00 as 16:00  

Endereço: R. Howard Archibal Acheson Júnior, 393 – Jardim da Gloria, Cotia – SP  

Parceria com o Rotary Clube de Cotia  

Coleta em prol do Banco de Sangue Paulista  

Dia: 10 de setembro  

Local: Faculdade Estácio Carapicuíba  

Horário: 09:00 as 16:00  

Endereço: Av. Francisco Pignatari, 630 – Vila Gustavo Correia, Carapicuíba – SP, 06310-390  

Coleta em prol do Banco de Sangue Paulista  

Em uma semana, Osasco imuniza mais de 43 mil pessoas contra a gripe

Entre os dias 23 e 27 de março, semana de início da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, a Prefeitura de Osasco imunizou mais de 43 mil pessoas, entre idosos e profissionais da área da saúde, público-alvo desta etapa da campanha. A vacina contra a influenza não protege contra o coronavírus. O Ministério da Saúde decidiu antecipá-la como estratégia para diminuir a quantidade de pessoas com gripe nesse inverno.

Neste ano, com o objetivo de minimizar a exposição dos idosos devido o COVID-19, além da vacinação em 29 UBSs e no Centro de Apoio ao Idoso, a administração municipal decidiu adotar também o sistema drive thru, que funcionou em três locais estratégicos: Fito zona Norte, Fito zona Sul e no estacionamento da Prefeitura. A ação teve boa aceitação pela população. 

“Eu achei muito rápido e organizado. E me pareceu melhor aqui do que na UBS, por ser mais rápido, e a gente não ficar tão exposta. A Prefeitura está de parabéns pela iniciativa”, disse Elcy Marlene Soares de Castro, 61 anos, moradora do Jardim Aliança, que recebeu a dose no drive thru montado na zona Norte da cidade, ao lado da Fito.

Com o objetivo de tranquilizar a população, o prefeito Rogério Lins explicou que a campanha segue até maio e que não há necessidade de correria: “nós adotamos o sistema drive thru justamente para evitar aglomerações. A campanha ainda tem 50 dias pela frente e todos os que necessitam serão imunizados”, disse o chefe do Executivo, que acompanhou de perto a movimentação nos pontos de vacinação.

Entre segunda, 30/3, e quarta-feira, 1/4, a vacinação contra a gripe foi dirigida aos profissionais da saúde, que estão na linha de frente no combate ao coronavírus. Na quinta-feira, 2/4, a vacinação para idosos será retomada.

Vale ressaltar que as doses das vacinas são enviadas pelo Ministério da Saúde e o governo do Estado faz distribuição aos municípios, que são responsáveis por fazerem a aplicação.     

   PRÓXIMAS ETAPAS

A 2ª etapa de vacinação será no dia 16/4 e atenderá professores de escolas públicas e privadas e profissionais de segurança e salvamento, que poderão procurar as UBSs.

No dia 9/5 será realizada a 3ª e última fase da campanha para o público infantil, que será atendido no Centro de Referência Edmundo Campanhã Burjato, no Cipava. Gestantes e puérperas serão atendidas na Maternidade Amador Aguiar, no Piratininga. Os demais grupos, nas 29 UBSs disponíveis.

Pontos de vacinação:

Santo Antônio – UBS Maria Pia de Oliveira

Jardim Veloso – UBS Vasco da Rocha Leão

Metalúrgicos – UBS Guilhermina de Nóbrega Abreu

Olaria –  UBS Irmã Águeda Maria Jaime

Santa Maria – UBS José Meneses Alves

Padroeira – UBS Getulino José Dias

Palmares – UBS Maria do Socorro Bezerra Patrício

Jardim Roberto – UBS Luciano Rodrigues Costa

Jardim das Flores – UBS Maria Gatti Giglio

Cidade das Flores –  UBS Neide Alves da Silva

Vila Isabel – UBS Anunciata de Lúcia

Jd. D’Abril – UBS Laurinda Rodolfo Rubo

Vila Yara – UBS Oduvaldo Maglio

Jaguaribe – UBS Carolina Maria de Jesus

Presidente Altino – UBS Santa Gema Galgani

Cipava – UBS José Guimarães de Abreu

Bela Vista – UBS Santa Maria Goretti

Vila Yolanda – UBS José Francisco Rezende

Helena Maria – UBS Sílvio João Luiz de Lúcia

Munhoz I – UBS Raimunda Cavalcante de Souza

Munhoz II – UBS Emília Cosme Cerqueira

Piratininga – UBS José Hilário dos Santos

Rochdalle – UBS Helena Marrey

Ayrosa I – UBS Darcy Alves Evangelista Robalinho

Ayrosa II – UBS Otacílio Firmino Lopes

D’Ávila – UBS Carmeno Naghy

Baronesa – UBS José Sabino Ferreira

Três Montanhas – UBS Dr. Adauto Ribeiro

Vila Menck – UBS Vila Menck

Centro de Apoio ao Idoso Padre Rafael Bussatto, Km 18

40% dos metalúrgicos de Osasco e região param produção devido ao coronavírus

O Sindicato dos Metalúrgico de Osasco e Região chamou as empresas metalúrgicas de Osasco e região para negociar medidas preventivas e de combate ao coronavírus (covid-19) dentro das fábricas. Resultado: 40% do total dos metalúrgicos ganham o direito de ficar em isolamento domiciliar, até o momento. 


“Este percentual pode ser ainda maior, tendo visto que empresas pequenas já podem ter parado sem, antes, comunicar o Sindicato”, avalia o secretário-geral do Sindicato, Gilberto Almazan.


As duas maiores fabricantes de autopeças da região: Cinpal, em Taboão da Serra, e Meritor, em Osasco, fazem parte das metalúrgicas que vão desacelerar a produção para preservar a saúde dos trabalhadores. A Cinpal concedeu licença remunerada aos trabalhadores de forma gradual, até sexta-feira, 27, quando um pouco mais de 80% deles já estarão em casa. Na Meritor, os trabalhadores estarão de férias coletivas a partir de segunda, 30. 


Até o momento, ao menos 30 fábricas da região já paralisaram ou vão paralisar suas atividades total ou parcialmente. Entre elas estão: Nylok, Tecitec, Engrecon, Elubel, IBMS, Montabel, Orgus, Trilho Suisso, Jandinox, Belgo, Jedal, MKS, Metalsa. 


A negociações, entre o Sindicato e as empresas seguem para evitar riscos aos direitos, saúde e seguranças dos trabalhadores.   


Na Engrecon/BPN, os trabalhadores conquistaram a antecipação das férias, após greve. A paralisação foi necessária porque os metalúrgicos estavam inseguros e a empresa se recusava a negociar medidas efetivas de proteção.


“Neste período, entendemos que o isolamento social é o principal instrumento de combate a expansão do coronavirus no nosso país, e uma forma de evitarmos um colapso do nosso sistema de saúde. As metalúrgicas, com poucas exceções, têm concordado com a diretoria do Sindicato e feito sua parte para amenizar a toda a população os prejuízos decorrentes deste vírus”, destacou Gilberto Almazan. 


Fábricas estão conscientes 


No geral, o Sindicato avalia que as fábricas tem adotados medidas importantes que ajudam a prevenir os trabalhadores, entre elas, manter em isolamento domiciliar trabalhadores com mais de 60 anos e àqueles que têm algum problema crônico de saúde, estas pessoas têm mais chances de contrair a doença mais grave do coronavírus. O Sindicato também tem negociado para que, naquelas empresas onde ainda não ocorrerão a paralisação das atividades, as gestantes também serem deixadas em isolamento.


A redução da jornada e a adoção de home office, nos departamentos possíveis, também foram medidas adotadas para diminuir a circulação dos trabalhadores nas fábricas e nas ruas. Além, claro, da intensificação da limpeza nas fábricas e orientação aos trabalhadores sobre a doença, sintomas e prevenção. 

Prefeito Rogério Lins anuncia novo pacote de medidas a partir de 30/3

Foto: Marcelo Deck

Durante mais uma live oficial em suas redes sociais sobre o boletim diário e as ações de combate ao coronavírus na cidade, o prefeito Rogério Lins anunciou na sexta-feira, 27/3, um pacote de medidas, elaborado pela equipe de estratégia econômica do governo, que atenderá a população de um modo geral.

Dentre as ações estão as parcelas do IPTU e as parcelas de negociação de dívidas dos meses referente a março e abril, que poderão ser pagas posteriormente, no final do carnê do IPTU ou no final das parcelas de negociação. Comerciantes e autônomos também estão inclusos e poderão pagar taxas ou parcelamentos mais à frente.

O pacote passa a valer a partir do dia 30/3 e será publicado na Imprensa Oficial do Município de Osasco.

Novamente o prefeito Rogério Lins reforçou à população a entrega do primeiro Centro de Terapia Intensiva (CTI), que funcionará de portas fechadas ao público e será referência no tratamento de pacientes acometidos pelo coronavírus, com quadros moderados a graves trazidos de outras unidades de saúde da cidade. O CTI está instalado no Pronto-Socorro do Jardim Santo Antônio, na Avenida João de Andrade, 958.

Ele também esclareceu que o Pronto-Socorro Osmar Mesquita, no Helena Maria, não fechou, mas neste momento de pandemia passará a atender de portas fechadas e somente os casos de coronavírus, tornando-se o segundo Centro de Terapia Intensiva.

“Após passar essa crise (da Covid-19), esses dois locais (PSs Santo Antônio, na zona Sul, e Osmar Mesquita, na zona Norte, voltam a atender o público normalmente”, completou Lins.

Sobre os casos confirmados de covid-19 em Osasco, o prefeito fez um comparativo com outros indicadores e aproveitou para agradecer a população pelo apoio nesse momento difícil de pandemia. “O Brasil aumentou 17%, São Paulo (capital) aumentou 16% e em Osasco não houve aumento, permanecendo com 12 casos confirmados, de acordo com o boletim do dia 27.

“As medidas de reclusão social em nossa cidade têm dado um bom resultado e nós agradecemos a compreensão de todos, que têm nos ajudado nesse momento”, agradeceu Lins.

Na próxima sexta-feira, 4/4, a prefeitura começará a distribuição do complemento alimentar para os 70 mil alunos da rede municipal de ensino. “O planejamento de distribuição está sendo finalizado e em breve será informado a todos. Essa é mais uma importante ação que estamos adotando”, anunciou.

Lins falou também sobre o sucesso da campanha de vacinação contra a gripe, que atraiu na primeira semana mais de 43 mil pessoas do grupo de risco – que inclui idosos. “A campanha tem mais 53 dias, mas já conseguimos imunizar milhares de idosos. O formato Drive Thru permitiu, além de isolamento, a imunização e mais proteção para o idoso, que nem precisaram descer do veículo para se vacinar”, comentou. 

Por fim, o chefe do Executivo reforçou o pedido para que todos se cuidem e fiquem em casa, respeitando as medidas de prevenção ao coronavírus.

Osasco entrega CTI para pacientes com coronavírus

A Prefeitura de Osasco entregou sexta-feira, 27/03, no Pronto-Socorro do Jardim Santo Antônio, o primeiro Centro de Terapia Intensiva (CTI) específico para atender pacientes acometidos pelo Coronavírus. O espaço, que conta com respiradores, tomógrafo, monitores cardíacos e demais aparelhos essenciais em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), foi totalmente reformado .

O CTI funcionará de portas fechadas ao público e será referência no tratamento de pacientes com quadros moderados a graves trazidos de outras unidades de saúde da cidade.

“É mais um espaço para atender pacientes com casos potencialmente suspeitos ou já confirmados da doença. Ajudará a salvar muitas vidas”, disse o prefeito Rogério Lins.

O local contará com equipe especializada em atendimento em UTI. O objetivo é agilizar os exames e verificar se o paciente apresenta lesão nos pulmões, uma decorrência da infecção por coronavírus.

A segunda unidade para atendimento específico de casos da Covid-19 vai funcionar no Pronto-Socorro Osmar Mesquita, no Jardim Helena Maria (zona Norte), e também conta com leitos de UTI.

Os dois CTIs receberão pacientes com sintomas da doença encaminhados após avaliação médica em outras unidades, como Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou outros Prontos-Socorros.

Os dois Centros contam também com ambulância UTI 24 horas para deslocamento exclusivo de pacientes com sintomas graves do coronavírus. “Após passar essa crise  (da Covid-19), esses dois locais (PSs Santo Antônio e Osmar Mesquita) voltam a atender o público normalmente”, completou  Lins.

 

Câmara de Osasco destina R$ 3 milhões para combate ao coronavírus

Mesmo diante do cenário econômico nacional, o Presidente da Câmara Municipal de Osasco, Ribamar Silva, anunciou na manhã desta terça-feira, 25, medida tomada com os vereadores, de destinar parte do orçamento anual do Poder Legislativo osasquense para as medidas de combate ao coronavírus no município.

Ribamar destaca a incerteza do que acontecerá com as famílias brasileiras, e afirma que a decisão visa colaborar com os esforços da administração pública municipal para minimizar os danos causados pelo coronavírus na cidade.

“Estamos fiscalizando as ações da prefeitura na aplicação desses recursos. Nesse primeiro momento, este valor será destinado à saúde”, explica Ribamar.

Para o Chefe do Legislativo municipal, todos têm deveres e responsabilidades no combate à pandemia. “A Câmara, os vereadores e todos os servidores sabem a importância de destinar essa verba para adquirir o que for útil para enfrentar o vírus. Não é momento de fazer política. Estamos dando apoio ao Prefeito na luta contra o coronavírus”, enfatiza Ribamar.

Câmara de Osasco mobiliza servidores para doação nos bancos de sangue

Foto: Robson Cotait

Em meio a um alerta do governo do Estado de São Paulo, a Câmara Municipal de Osasco está realizando, junto a seus servidores, uma campanha de incentivo à doação de sangue.

O Presidente da Câmara, Ribamar Silva, solicitou que aqueles que possuem os requisitos para doação aproveitem o período de “home-office” para doar sangue. “É um ato emergencial e, acima de tudo, um ato de amor ao próximo. Mais do que nunca, precisamos nos unir para minimizar a crise nos estoques de banco de sangue”, disse o presidente.

O governador João Dória fez, um apelo para que doadores de sangue compareçam às unidades urgentemente e ajudem a repor os estoques. De acordo com o coordenador do Comitê de Contingência do Corona Vírus, o infectologista David Uip, “diante da crise provocada pela disseminação do corona vírus, os hemocentros de São Paulo estão enfrentando uma drástica redução nos estoques”.

Uip fez um alerta, informando que o melhor dos bancos de sangue do estado tem estoque somente para uma semana. “Isso é extremamente grave, pois os doadores estão com receio de serem infectados durante o ato da doação. Se tem um lugar que está protegido é o banco de sangue, que tem todo o requinte técnico de proteção ao doador”, ressaltou o infectologista.

 

Pró-Sangue pede doação para aumentar estoques, essenciais para cirurgias

A Fundação Pró-Sangue, vinculada à Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, está com o estoque bem baixo e precisa urgentemente de doadores. Em fevereiro, a doação de sangue registrou forte queda, possivelmente causada por situações que normalmente afastam os doadores dos postos de coleta: feriado do carnaval, campanha de vacinação contra o sarampo entre outros.

Atualmente a instituição está operando apenas com 40% da reserva necessária para dar atendimento a mais de 100 instituições de saúde da rede pública. Os sangues do tipo O+O- e B- estão em estado de emergência, ou seja, garantem o abastecimento por apenas um dia. Já as bolsas de sangue A- e A+ só conseguem atender à solicitação dos hospitais por apenas dois dias.

Pedimos apoio às pessoas para que doem sangue antes de participar das campanhas de vacinação, lembrando que a doação de sangue continua sendo segura e os postos de coleta não oferecem riscos aos candidatos.

Serviço – Para doar sangue basta estar em boas condições de saúde e alimentado, ter entre 16 e 69 anos (para menores de idade, consultar site da Pró-Sangue), pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente, que permita a identificação do candidato.

Recomenda-se também evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem à doação e, no caso de bebidas alcoólicas, 12 horas antes. Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja novamente apta à doação. Vale lembrar que o coronavírus foi incluído nos critérios de triagem e pode trazer alguns impedimentos para as pessoas que viajaram para o exterior (no site da Pró-Sangue é possível se informar das condições para doação em relação a essa infecção).

No mais, outros impedimentos poderão ser identificados durante a entrevista de triagem, no dia da doação. Para tanto, basta acessar o site da Pró-Sangue e consultar os pré-requisitos básicos para doar. Como dica, a sugestão é doar durante a semana, de segunda a sexta, pois o tempo de espera no atendimento é menor.

Para horário de funcionamento dos demais postos de coleta acesse www.prosangue.sp.gov.br ou ligue para o Alô Pró-Sangue (11 4573-7800).