Editorial: cultura

Femupo classifica 30 canções e terá encerramento com Nando Reis

Criado em 1977, o Femupo – Festival de Música Popular Brasileira de Barueri virou tradição nacional, compositores e cantores de norte a sul do país participam anualmente do Festival. As apresentações das 30 músicas classificadas e premiações acontecerão entre os dias 25 e 27 de outubro, no Parque Municipal Dom José. No encerramento, o Femupo terá um grande show com o cantor e compositor Nando Reis.

Nesta edição, a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, organizadora do evento, recebeu 331 músicas. A equipe técnica da pasta já selecionou 30 canções, sendo 20 na categoria “Livre” e 10 na categoria “Prata da Casa” (de autores residentes de Barueri).

O Femupo amplia cada vez mais o número de participantes de Estados diferentes, como Amapá, Amazonas, Bahia, Pará, Sergipe, Maranhão, Santa Catarina, além de várias cidades de São Paulo e de Minas Gerais.

No final, serão premiadas cinco músicas na categoria “Prata da Casa” e outras cinco na categoria “Livre”. O melhor intérprete também receberá um prêmio, assim como a canção que tiver a maior aclamação popular.

Confira a lista das músicas classificadas no portal de Barueri.

SESC Parque Dom Pedro II recebe Ocupação do Palhaços Sem Fronteiras Brasil em Outubro

De 06 a 27 de outubro de 2019 o SESC Parque Dom Pedro II recebe a ocupação do Palhaços Sem Fronteiras Brasil – organização social sem fins lucrativos que atua levando intervenções artísticas, espetáculos de palhaçaria e artes circenses à regiões onde crianças vivem afetadas por situações de crise causadas tanto por guerras e desastres naturais, como em áreas de exclusão social.

A cada domingo de outubro, o grupo apresenta um espetáculo diferente de seu repertório com entrada gratuita, convidando adultos e crianças a conhecer o resultado de um trabalho que tem o riso como um potente elemento de transformação social. 

A temporada começa no dia 06 de Outubro, com a apresentação do espetáculo Rindo Juntos, às 16h00. Uma intervenção musical e circense que, através de uma grande miscelânea, leva o espectador a uma divertida viagem musical, passeando por vinhetas clássicas, samba, jazz e músicas autorais da Banda do Palhaços Sem Fronteiras. A banda do dia será formada por Ana  Pessoa (Sanfona), Renata Maciel (sanfona), Pedro Levy (trombone), Vanessa Rosa (percussão), Aline Moreno (percussão), Arthur Toyoshima (sax), Maria Tereza (sax), Alexandre Matos (percussão), Rafa de Barros (sax), Danilo Rodrigues (cordas).

No dia 13 de Outubro, também às 16h00, é a vez do espetáculo Circo Sem Fronteiras, um show de variedades composto por números do repertório do Palhaços Sem Fronteiras, habilidades circenses e humor físico. O elenco do dia será formado por Geisa Helena, Luciana Viacava, Filipe Bregantim, Gabi Winter e Fernando Paz. 

O Circo Sem Fronteiras é constantemente apresentado nos projetos internacionais e nacionais, como nos trabalhos realizados em: El Salvador, Colômbia, México, Altamira – Pará, Ocupa Riso – SP, Refugiado – SP e na Cracolândia, já que as expedições são destinadas a campos de refugiados, abrigos, ocupações, alojamentos, sempre transcendendo barreiras culturais, de idioma, políticas, sociais e religiosas.

A temporada segue com a apresentação do espetáculo Entre Pontes e Muros, no dia 20 de Outubro, às 16h00. Partindo da temática territórios e fronteiras, o espetáculo propõe importantes reflexões ao revelar conflitos e questões dentro do mundo das divisões de terras e ocupações.

E encerrando a temporada de Ocupação, no dia 27 de Outubro, às 15h00, acontece um grande Cabaré Circense do Palhaços Sem Fronteiras Brasil, marcando o terceiro ano de atuação do projeto na América Latina. A apresentação contará com números de artistas que já integraram a equipe em algum momento deste três anos e contribuíram para o trabalho importante que vem sendo realizado. Com apresentação de Heraldo Firmino e Bete Dorgam, o Cabaré contará com apresentações de Danielle Siqueira (Malabares), Maria Tereza (chefe banda), Aline Moreno (Bambole), Alexandre Matos (percussão), Arthur Toyoshima (Bandeira), Ana Pessoa (acrobacia), Loi Lima (acrobacia), Rafael de Barros (monociclo), Pedro Levy  (Equilíbrio e contato), Vera Abbud (Esquetes Clássicas) e Paloma Mussati (Esquetes Clássicas).

Sobre o Palhaços Sem Fronteiras Brasil

O Palhaços Sem Fronteiras Brasil surgiu em 2016 com o objetivo de potencializar as ações na América Latina. O elemento principal da atuação dos Palhaços Sem Fronteiras é a promoção do riso acreditando que, através dele, seja possível realizar apoio psicológico e emocional para populações em situações de risco, propiciando o apaziguamento de tensões e a restauração afetiva como forma de resiliência. Uma transformação em busca de uma sociedade menos competitiva, onde a generosidade do palhaço não seja tratada como exceção. 

“Acreditamos que a única forma de agir é trabalhar junto às crianças para que seja possível semear a empatia desde o princípio da vida e fazer com que o humor seja cada vez mais valorizado como elemento apaziguador de tensões e regenerador. O Palhaços Sem Fronteiras Brasil atua como um agente que propicia apoio emocional e psicológico, buscando ser um elemento de garantia da vivência plena da infância” – comenta a equipe do Palhaços Sem Fronteiras Brasil. 

Palhaços Sem Fronteiras Brasil faz parte da organização Palhaços Sem Fronteiras Internacional – Clowns Without Boders International (CWBI), que surgiu em 2012. Sediada na Espanha, é hoje composta por treze países: Austrália, Bélgica, Canadá, Finlândia, França, Alemanha, Irlanda, Espanha, África do Sul, Suécia, Reino Unido, Estados Unidos da América e Brasil, primeiro país da América Latina a fazer parte da entidade internacional desde maio de 2016. Todas as seções do CWBI são não-governamentais, independentes, sem fins lucrativos, filiação religiosa ou política. 

Para mais informações acesse: www.facebook.com/alhacossemfronteirasbrasil

É possível também colaborar com a organização que atualmente está arrecadando fundos para as ações do ano de 2020. Para colaborar acesse: http://palhacossemfronteiras.org.br/doacoes/

Ocupação Palhaços Sem Fronteiras no SESC Parque Dom Pedro II 

Temporada: de 06 a 27 de Outubro de 2019 – Classificação: livre – Entrada Gratuita

Espetáculo Rindo Juntos – Intervenção musical e circense com a presença da banda dos Palhaços Sem Fronteiras. O repertório leva o público a uma divertida viagem musical através de vinhetas clássicas, samba, jazz e músicas autorais. Duração: 50 Min

Quando: dia 06 de Outubro de 2019 – Horário: 16h00

Espetáculo Circo sem Fronteiras – Um misto de diversão e comicidade com números de habilidades circenses e palhaçaria. Duração: 50 Min

Quando: dia 13 de Outubro de 2019 – Horário: 16h00

Espetáculo Entre Pontes e Muros – Como transpor as fronteiras entre nós? História de quatro palhaços em fuga, que se veem diante de um imenso muro. Ao transpor esse obstáculo, passam a habitar esse novo espaço e precisarão aprender a lidar com os conflitos para dividi-lo de forma justa. Mas, aos poucos, por meio da integração pela arte e da compatibilidade de saberes, eles descobrem uma forma pacífica de habitar o mesmo lugar. Duração: 50 Min

Quando: dia 20 de Outubro de 2019 – Horário: 16h00

Espetáculo Cabaré Palhaços Sem Fronteiras Brasil – Espetáculo de variedades com a equipe dos Palhaços Sem Fronteiras Brasil. Palhaçaria, Acrobacia, Malabares, Música dão o tom da apresentação do dia formada por um time de peso. Duração: 60 Min 

Quando: 27 de Outubro de 2019 – Horário: 15h00 

Onde: SESC Parque Dom Pedro II – Endereço: Praça São Vito, s/n – Brás, São Paulo – SP, 03007-030

Telefone: (11) 3111-7400

Cultura no Parque: Jane Duboc e Eduardo Santhana abrem primavera neste domingo

O início da primavera em Barueri será saudado com um grande show no Parque Municipal Dom José, com o Cultura no Parque Especial. Os cantores e compositores Jane Duboc e Eduardo Santhana cantam grandes sucessos da música popular brasileira, a partir das 11h, neste domingo (dia 22). 

 A cantora Jane Duboc, reconhecida por seu timbre de voz único e pela musicalidade eclética, apresenta ao lado de Eduardo Santhana e banda um variado repertório de grandes clássicos da MPB, além dos sucessos da própria compositora como “Chama da Paixão”. O público poderá ainda apreciar canções dos mestres Pixinguinha, Dorival Caymmi Ary Barroso entre outros ícones da música. Vale conferir o show gratuito para todas as idades. 

 Eduardo Santhana é músico, compositor, produtor cultural e integrante do grupo Trovadores Urbanos, que há 30 anos faz shows pelo Brasil e exterior. Santhana tem mais de 500 composições, muitas delas gravadas por nomes ilustres como Ronnie Von Lucinha Lins, além da própria Jane Duboc. 

 Somos amigos desde os anos 80 e nesse período fizemos várias parceiras musicais e apresentações juntosEm Barueri, vamos homenagear o começo da primavera com as canções ‘Chovendo na Roseira’ e ‘Qualquer Diaesta inédita, composta por nós. É uma satisfação enorme participar deste show, sou vizinho de Barueri e a Jane está super feliz com a vinda dela para a cidadeEspero todos no Cultura no Parque”, ressaltou Eduardo Santhana. 

 A dupla canta acompanhada de Michel Freidenson, no piano, Sylvinho Mazzuca, no contrabaixo, e Duda Neves, na bateria. 

 Cultura no Parque  

Jane Duboc e Eduardo Santhana 

Dia 22, domingo, das 11h às 13h  

Grátis 

Parque Municipal Dom José 

Rua Ângela Mirella, 500, Vila Porto 

Caminhão da Cultura, MPB e Pop agitam o fim de semana

O próximo fim de semana está com programação cultural variada. Sábado (dia 14) tem Caminhão da Cultura no bairro Vale do Sol; domingo (dia 15), Cultura no Parque com show de Alysson Martins e teatro infantil na Sala de Espetáculos.

O Cultura do Parque vai ter muita MPB e Pop Rock. O cantor Alysson Martins vai subir ao palco do Parque Municipal Dom José acompanhado do pianista Ney Santos e apresentar os grandes sucessos que fazem parte do seu repertório, a partir das 11h.

Alysson é violonista, pianista, saxofonista, cantor e compositor. Ele vai fazer um show com músicas já conhecidas, além de seu trabalho autoral. Suas apresentações trazem um mix de estilos: MPB, pop rock nacional e internacional e sertanejo.

O Cultura no Parque é um programa da Secretaria de Cultura e Turismo que leva ao público do Parque Municipal, nos domingos pela manhã, apresentações musicais de artistas da cidade ou da região. Os shows são sempre gratuitos.

No sábado, o Caminhão da Cultura estará na rua Nilo, no bairro Vale do Sol. O programa da Secretaria de Cultura que leva arte e diversão aos bairros tem apresentação musical, dança, circo e brinquedos infláveis, além de outras atrações. Será a partir das 10h.

Serviço

Cultura no Parque

Show com Alysson Martins

Dia 15 de setembro, às 11h

Parque Municipal Dom José

Rua Ângela Mirella, 500, Vila Porto

Caminhão da Cultura

Dia 14 de setembro, a partir de 10h

Rua Nilo, Vale do Sol

O Mágico de Oz encanta crianças e adultos

 mundo de Oz certamente sempre esteve no imaginário de crianças e adultos. Não por acaso se tornou um clássico. Primeiro pelas páginas do livro escrito por L. Frank Baum, depois no cinema e no teatro. Quem não conhece a versão cinematográfica de 1939, com Judy Garland, na época com 16 anos, no papel de Dorothy?

No domingo (dia 15), às 17h, a peça “O Mágico de Oz” será o grande destaque da Sala de Espetáculos, no Centro de Eventos. A peça conta a história de Dorothy que, depois de um tornado, vai parar com seu cachorro na fantástica Oz, onde tudo é colorido, bonito e mágico. Porém, o seu maior desejo é retornar para casa e para isso ela deve encontrar um mágico que lhe mostrará como realizar esse objetivo. Para chegar até ele, contudo, Dorothy, viverá uma aventura inesquecível através do caminho de tijolos amarelos.

O espetáculo que encanta crianças e adultos está com ingressos à venda pelo site www.bilheteriaexpress.com.br ou no local. A classificação é livre.

Serviço

O Mágico de Oz

Dia 15, às 17h

Centro de Eventos

Av. Pastor Davino dos Reis, 672, Vila Porto

Companhia dos Solilóquios inicia temporada de CAFÉ no Programa Biblioteca Viva

Processed with VSCO with preset

A Companhia dos Solilóquios inicia temporada de circulação do espetáculo CAFÉ pelo Programa Biblioteca Viva. Serão dez apresentações gratuitas em diferentes bibliotecas públicas de São Paulo, buscando valorizar o protagonismo do jovem em cena e na vida.

Companhia do Solilóquios leva Teatro Jovem à Bibliotecas Municipais de São Paulo 

De 06 a 28 de setembro de 2019, a Companhia dos Solilóquios realiza uma temporada especial do espetáculo de teatro jovem “CAFÉ” , com entrada gratuita, em diversas bibliotecas municipais de São Paulo.   

Através do Programa Biblioteca Viva, da Secretaria Municipal de Cultura da Cidade de São Paulo e Prefeitura de São Paulo, o grupo se apresenta em dez bibliotecas de diferentes pontos da cidade e convida a população para conhecer o projeto que marca a estreia da Companhia.

Criada a partir de um poema escrito pelo dramaturgo Herácliton Caleb, “CAFÉ” é uma peça jovem que aborda as expectativas e rituais de passagem dos romances juvenis para a fase adulta, com verdade e empatia, convidando o público de todas as idades para um momento de aproximação com o universo juvenil.  

A montagem, que tem direção e dramaturgia de Bruna Vilaça, e atuação de Felipe Herculano e Weslley Nascimento, busca dialogar com o público jovem de forma sincera. 

A montagem estreou no Centro Cultural São Paulo em janeiro de 2019, onde realizou uma temporada de grande sucesso de público e repercussão e, a convite da SP Escola de Teatro, realizou uma segunda temporada nos meses de abril e maio de 2019. Em agosto de 2019, a Companhia dos Solilóquios arrebatou o público em uma temporada de muito sucesso no SESC 24 de Maio. 

Através de uma conexão verdadeira com suas verdades e inverdades, fugindo de estereótipos e formas caricatas de se retratar a juventude, o espetáculo valoriza o jovem como protagonista de sua própria história, já que uma fatia expressiva deste público, por muito tempo, se viu pouco representada em espetáculos teatrais.

A obra adentra a vida de dois garotos que vivenciam uma trajetória romântica permeada somente por assuntos sobre café. Conflitos, inseguranças, paixões, fantasias, um misto de sensações que permeiam o período da juventude, retratadas com sensibilidade, cuidado e empatia.

“Como é se perceber e perceber o outro, em meio a este grande período de transição que a juventude representa a cada um de nós?” é uma das reflexões propostas por esta montagem cuja encenação transpassa o convencional teatro realista, misturando linguagens como artes plásticas, dança-teatro e musicalidades, facilitando a aproximação e a conexão entre a obra e o público jovem.  

CAFÉ é um convite para jovens e adultos refletirem sobre a passagem do tempo e sobre como cada um de nós lida com as mudanças inerentes a ela. A montagem marca a estreia da Companhia dos Solilóquios, que busca através do Teatro Jovem, se aproximar de temas e reflexões muito importantes e necessárias. 

Idealizada em 2018, a Companhia dos Solilóquios tem como proposta a montagem de obras inéditas, afim de contribuir com a propagação de dramaturgias exclusivamente brasileiras e de novos formatos cênicos que possuam um grande poder de comunicação com o público, partindo sempre das temáticas sociais referentes ao nosso tempo.

Se programe e vá conhecer este trabalho. Mais informações em : www.facebook.com/ciadossoliloquios

FICHA TÉCNICA

Direção e Dramaturgia: Bruna Vilaça | Poema: Café, de Herácliton Caleb | Elenco: Felipe Herculano e Weslley Nascimento | Cenário e figurino: Weslley Nascimento | Execução de figurino: Luciana Albuquerque | Execução de cenário: Ivanildo Alceu | Iluminação: Andreza Dias | Pesquisa sonora: Bruna Vilaça | Fotografia: Vinicius Santos | Assessoria de imprensa: Luciana Gandelini | Direção de produção: Weslley Nascimento | Assistência de Produção: Jean Salustiano e Belchior Emidio

Companhia dos Solilóquios no Programa Biblioteca Viva

Espetáculo CAFÉ

SINOPSE: Dois jovens se conhecem em uma cafeteria da avenida central e vivenciam uma trajetória amorosa, na qual suas fases são comparadas às de um café sendo feito. O espetáculo adentra cenas das personagens em diferentes momentos do amor e através de analogias sobre café conseguem expressar sentimentos e retratar um romance projetado para o futuro, mas perdido no tempo. Duração: 60 minutos.

Drama, teatro jovem, narratividade. 

Classificação: 14 anos


Quando: 06 de setembro de 2019 – Sexta-feira – Horário: 14h30

Onde: Biblioteca Affonso Taunay – Rua Taquari, 549 – Mooca, São Paulo – SP, 03166-000

Quando: 10 de Setembro de 2019 – Terça-Feira – Horário: 14h00

Onde: Biblioteca Malba Tahan – R. Brás Píres Meira, 100 – Jardim Susana – Zona Sul – São Paulo – SP, 04784-150

Quando: 12 de Setembro de 2019 – Quinta-feira – Horário: 14h00
Onde: Biblioteca Marcos Rey – Av. Anacé, 92 – Jardim Umarizal – Zona Sul – São Paulo – SP, 05755-090

Quando: 17 de Setembro de 2019 – Terça-feira – Horário: 14h00
Onde: Biblioteca Padre José de Anchieta – Antônio Maia, 651 – Perus – Zona Norte –  São Paulo – SP, 05204-110.

Quando: 18 de Setembro de 2019 – Quarta-feira – Horário: 10h00
Onde: Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet – Praça Ituzaingó, s/n – Tatuapé – Zona Leste – São Paulo – SP, 03334-020).

Quando: 21 de Setembro de 2019 – Sábado – Horário: 11h00

Onde: Biblioteca Clarice Lispector – R. Jaricunas, 458 – Lapa – São Paulo – SP

Quando: 25 de Setembro de 2019 – Quarta-feira – Horário: 14h00

Onde: Biblioteca Paulo Setúbal – Av. Renata, 163 – Vila Formosa, São Paulo – SP, 03377-000

Quando: 26 de Setembro de 2019 – Quinta-Feira – Horário: 14h00
Onde: Biblioteca Raul Bopp – Aclimação, Centro – São Paulo – SP, 01534-001

Quando: 27 de Setembro de 2019 – Sexta-Feira – Horário: 14h00
Onde: Biblioteca Monteiro Lobato – Rua Gen. Jardim, 485 – Vila Buarque – Centro – São Paulo – SP, 01223-011

Quando: 28 de Setembro de 2019 – Sábado – Horário: 15h00
Onde: Biblioteca Viriato Corrêa – R. Sena Madureira, 298 – Vila Mariana, São Paulo – SP, 04021-050

Pavilhão da Bienal recebe grandes artesãos da cultura brasileira em outubro

De 09 a 13 de outubro de 2019, o Pavilhão da Bienal – Parque Ibirapuera, em São Paulo, será palco do maior encontro da cultura brasileira.

Durante quatro dias, os maiores artesãos do Brasil vão encantar o público com artesanatos ricos em detalhes e com grande valor cultural. O evento contará com a participação de 22 Estados, que apresentarão uma variedade significativa de produtos.

Serão milhares de peças produzidas em madeira, barro, cerâmica, fios, tecidos, sementes, fibras, capim, bambu, prata, metais, couro e muitos outros elementos transformados em objetos de decoração, utilitários, móveis, roupas, joias, bijuterias e acessórios, tudo à disposição dos visitantes. Além da exposição de peças artesanais, os visitantes vão poder degustar pratos típicos de várias regiões do país e apresentações culturais.

Rome Eventos

O Salão do Artesanato é promovido e organizado pela Rome Eventos, empresa especializada na promoção de feiras comerciais, no planejamento, na organização e coordenação de eventos há 27 anos. A empresa também é responsável por outros grandes eventos em Brasília e outros Estados, como a Feira do Livro de Brasília, a Feira Literária de Pirenópolis (FLIPIRI) no Estado de Goiás e a Feira Literária do Distrito Federal (FLIDF), a Feira Nacional de Agricultura Familiar (Brasília e Rio),  Brasil Original e a EXPOCHE, voltado para produtos e cultura gaúcha, assim como outros eventos de grande porte.

SERVIÇO:

13º Salão do Artesanato São Paulo

Local: Pavilhão da Bienal

Data: De 09 a 13 de outubro – das 11h às 21h

Endereço: Parque Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, Portão 3, Vila Mariana, São Paulo (SP)

Entrada: gratuita

Curso de Coral Infantil está com vagas abertas

A Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri abriu mais uma oportunidade para as crianças da cidade fazerem arte: estão disponíveis vagas para o curso de Canto Coral Infantil. As aulas acontecem nas bibliotecas Salomão Cruz (Vila Pindorama), Cora Coralina (Parque dos Camargos) e João Galdino (Jardim Silveira) e na Emeief Eneias Raimundo da Silva (Bairro dos Altos).

O Coral Infantil está sob a regência do maestro Isaac Alves, que também é cantor lírico, fagotista e violinista, formado pela ULM – Universidade Livre de Música -, além de ter sido integrante de vários corais como o do Jovem do Estado de São Paulo. As aulas são oferecidas gratuitamente para crianças com idade entre 6 e 14 anos, com duração de duas horas por dia.

As crianças aprendem a aquecer a voz e a trabalhar o aparelho vocal. Faz parte também do curso um ensaio geral com a participação dos alunos de todas as bibliotecas. As crianças já estão ensaiando para as apresentações de final de ano da Secretaria de Cultura de Turismo.

O canto é uma das formas mais antigas de se fazer música e sua história está intimamente ligada ao desenvolvimento da sociedade e da cultura. “O ensino e a prática do coral são preceitos básicos da formação musical. Com o Coral Infantil, a criança aprende que música é interpretação e performance, é trabalhada a expressão corporal, a concentração, a respiração e o trabalho em grupo, além de escutar o colega e melhorar a disciplina”, ressaltou o professor Isaac Alves.

Mais informações pelo telefone 4199-1609.

MPB e Rock dão o tom no Cultura no Parque

O programa Cultura no Parque, que acontece todos os domingos, das 11 às 13h, no palco Bosque do Parque Municipal Dom José, traz mais dois shows gratuitos para a população. Neste domingo (dia 8), o cantor, compositor e violonista Kito Rocha, líder da banda Kosmorama, mostra seu repertório com muito estilo. 

Kito transita pelo country rock e por canções autorais. Em seu trabalho solo, o roqueiro inclui no repertório canções de músicos consagrados mundialmente como Rod Stewart e Bon Jovi. 

 MPB 

Já no dia 15, a MPB vai ocupar o Cultura no Parque com o cantor, violinista e compositor Alysson Martins. No repertório, o público poderá conferir canções de Almir Sater, Caetano Veloso Frank Sinatra, além de músicas do seu trabalho autoral. 

Durante o show é apresentado um mix de estilos  com pitadas que vão do pop rock internacional até o sertanejo. Com voz extremamente afinada,  Alysson esbanja carisma, a cada dia conquistando um público maior 

Serviço 
Cultura no Parque 
Domingos, das 11 às 13h  

Rua Ângela Mirella, 500, Vila Porto – Barueri  

Grátis 

Prorrogadas para o dia 15 as inscrições do concurso de artes visuais “Por um País de Paz”

Os artistas que vão participar do concurso de artes visuais “Por um País de Paz”, organizado pela Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, ganharam mais um tempo para caprichar nas obras e concorrer a prêmios em dinheiro. As inscrições foram prorrogadas até o dia 15 de setembro.

O tema “Por um País de Paz” é parte do conjunto de ações da Prefeitura de Barueri para a promoção da Cultura de Paz, além de fazer alusão aos 150 anos do nascimento do indiano e pacifista Mahatma Ghandi. No dia 2 de outubro, haverá a abertura de uma exposição das obras selecionadas no concurso, mesmo dia do nascimento de Gandhi.

A participação no concurso é aberta a todos os interessados, brasileiros, residentes ou não em Barueri. Os artistas menores de 18 anos deverão ser representados pelos pais ou responsáveis legais. Cada participante poderá concorrer com até três trabalhos que podem ser desenhos, pinturas, gravuras, esculturas, técnica mista, fotografia, objeto, instalação e vídeo arte. As inscrições são gratuitas e poderão ser efetuadas no Museu Municipal de Barueri, que fica na av. Henrique Gonçalves Baptista, 359, Jardim Belval (Barueri/SP CEP: 06420-130).

Os trabalhos inéditos a serem desenvolvidos deverão abordar ou representar o tema “Por um País de Paz”, com enfoque na importância da cultura e no exercício da paz na sociedade brasileira ou mundial. Cinco obras serão premiadas em dinheiro nos valores entre R$ 5 mil e R$ 500.

Os trabalhos deverão ser entregues devidamente acompanhados da ficha de inscrição preenchida e assinada, juntamente com a Declaração de Cessão de Direito de Publicação. A Comissão Julgadora selecionará até 70 obras para compor a exposição, incluindo as premiadas.

O regulamento completo e ficha de inscrição estão disponíveis no site da Prefeitura de Barueri. Para mais informações, o telefone é 4198-5975. Uma equipe estará disponível no dia 15, até às 14h, para receber as obras dos artistas no Museu Municipal