Editorial: corona virus

Carapicuíba prepara Centro de Acolhimento e Apoio ao Isolamento Social

 

Prefeitura entrega no dia 18 de maio mais um equipamento para combater a disseminação do coronavírus no município.

A Prefeitura de Carapicuíba já entregou dois equipamentos para o combate ao coronavírus: o Centro de Enfrentamento, na Vila Dirce e o Hospital de Campanha, no Parque Santa Tereza. A partir da próxima segunda-feira, 18 de maio, o município vai contar com o terceiro local específico para conter a disseminação do vírus.

O Centro de Acolhimento e Apoio ao Isolamento Social irá receber pessoas assintomáticas diagnosticadas com covid-19, e também, aquelas que apresentam sintomas leves. O novo equipamento da Prefeitura servirá para que o morador com coronavírus faça o isolamento e não transmita a doença para seus familiares.

“Muitas vezes a pessoa não consegue ficar isolada em casa, porque mora em poucos cômodos, inclusive com familiar do grupo de risco. Por isso, trabalhamos por mais um local de prevenção à transmissão do coronavírus. No Centro de Acolhimento, esse morador terá toda a estrutura para passar pelo isolamento da melhor forma possível”, afirma o prefeito Marcos Neves.

Como funciona?

O paciente com suspeita deve procurar o Centro de Enfrentamento, na Vila Dirce, onde passará por uma avaliação de necessidade do teste rápido. Caso conste positivo, ele passará por uma triagem com assistente social e, se estiver dentro dos critérios socioeconômicos, poderá fazer o isolamento no Centro de Acolhimento, evitando o contágio da família.

Localizado o bairro da Aldeia, onde funcionava a Falc, o Centro de Acolhimento conta com 118 leitos, refeitório, sala de TV, recreação, ambulatório, banheiros, internet Wi-fi para que a pessoa possa se comunicar com a família, câmeras de segurança e profissionais devidamente capacitados.

Inscrições para Chamamento Público Emergencial de Jandira é prorrogado até 18 de maio

O edital prevê a contratação temporária de 50 profissionais, sendo 5 enfermeiros, 40 técnicos de enfermagem e 5 coveiros; Inscrições entre 5 e 11 de maio

A Prefeitura de Jandira prorrogou o período de inscrições do Chamamento Público Emergencial nº 01/2020 para até 18 de maio, próxima segunda-feira. O chamamento visa a contratação temporária de profissionais para atender as necessidades de combate ao novo coronavírus no município durante a pandemia.

Serão contratados de forma temporária enfermeiros e técnicos de enfermagem para atuar nas unidades de saúde exclusivas para atendimento ao coronavírus e na UPA 24 horas, além da contratação de coveiros para atuarem no Velório e Cemitério Municipal.

Os interessados devem realizar a inscrição de forma online ou presencial (verificar final do texto). O edital prevê a contratação temporária de 50 profissionais, sendo 5 enfermeiros, 40 técnicos de enfermagem e 5 coveiros. Entre esses cargos haverá vagas reservas sendo 195 para enfermeiros, 210 técnicos de enfermagem e 15 coveiros. Os contratos serão pelo prazo de seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis meses.

O edital completo está disponível no Site Oficial da Prefeitura de Jandira (https://jandira.sp.gov.br/files/concursos/2020/p/chpe-001-2020-edital-completo.pdf).

 SERVIÇO

Prorrogação inscrições Chamamento Público 01/2020

 Inscrições via internet e presencial: até 18 de maio

Documentos necessários: Ficha de inscrição (disponível junto com o edital) + currículo + comprovante de escolaridade + comprovante de experiência profissional + qualificação/especialização

INSCRIÇÃO ONLINE

Enfermeiros e técnicos de enfermagem: Enviar os documentos listados para o e-mail l chamamentosaude@jandira.sp.gov.br (até às 23h59)

Coveiro: Enviar os documentos listados para o e-mail chamamentocoveiro@jandira.sp.gov.br (até às 23h59)

 INSCRIÇÃO PRESENCIAL

As inscrições presenciais serão recebidas nos seguintes endereços, até 18 de maio (exceto sábado e domingo), onde será disponibilizada a Ficha de Inscrição para preenchimento manual e onde o candidato deverá entregá-la preenchida, anexando-se os documentos listados.

Para os cargos de enfermeiro e técnico de enfermagem: Secretaria Municipal de Saúde: Rua Salomão Barjud, 250 – Parque Municipal Carlos Piteri – no horário das 9 às 17 horas.

Para o cargo de Coveiro: Secretaria Municipal de Obras: Rua Elton Silva, 450 – Parque Municipal Carlos Piteri (atrás do Teatro Municipal) – no horário das 9 às 17 horas.

CTA de Barueri distribui autoteste de HIV a pacientes durante quarentena

Distribuição está ocorrendo em caráter emergencial para evitar aglomerações

Apesar dos atendimentos do Centro de Testagem e Acolhimento (CTA) de Barueri continuarem sendo oferecidos normalmente durante esse período de quarentena causado pela pandemia por coronavírus, foi natural uma queda no fluxo de pacientes, já que muitos estão cumprindo o isolamento social.

Com o intuito de manter o cuidado e a proteção dos usuários com essa demanda, a equipe do CTA tem disponibilizado a esse público autotestes de HIV. Cada pessoa pode retirar até cinco autotestes, possibilitando serem utilizados em casos de erro no momento da aferição e também repassados a parceiros sexuais e amigos.

Mas atenção! O autoteste não serve para fins diagnósticos, ele apenas indica, em caso positivo, se a pessoa deve procurar o serviço de saúde para realizar uma investigação mais aprofundada.

“O autoteste está sendo distribuído em caráter emergencial para evitar aglomeração no serviço e colaborar para que as pessoas não se exponham socialmente. Esse teste não tem função diagnóstica, no eventual resultado positivo o usuário deverá procurar o serviço mais próximo de sua residência ou mesmo o CTA para elucidação diagnóstica e possíveis encaminhamentos”, alerta o coordenador do Programa IST/Aids e Hepatites Virais de Barueri, Reinildo de Souza.

Reinildo explica que os CTAs são locais de referência para as pessoas mais vulneráveis do município. Seu papel é essencial na manutenção de estratégias de facilitação do acesso a insumos de prevenção, como preservativos femininos e masculinos, géis lubrificantes, materiais informativos, estratégias biomédicas de prevenção contra o HIV, como a PrEP (Profilaxia Pré-Exposição) e a PEP (Profilaxia Pós-Exposição), além do tratamento das ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis).

 Protocolos

Além da adoção de todas as medidas de segurança para evitar o contágio do novo coronavírus, o acolhimento dos pacientes que forem buscar o autoteste no CTA deve seguir uma série de protocolos. A entrega será feita somente às pessoas com demanda de testagem de HIV; as orientações de como utilizar o teste, além de impressas, devem ser feitas individualmente pelo profissional, e o usuário deve preencher um formulário de retirada.

O autoteste não se destina à população em geral, a menores de 12 anos, a pessoas que já sabem que são portadoras de HIV e a quem não saiba ler. Casos excepcionais devem ser analisados no acolhimento, como pessoas vulneráveis que estejam partilhando espaços comuns, jovens compartilhando moradia, profissionais do sexo numa mesma casa, abrigos e situações em que a pessoa referir contato com mais parceiros sexuais e/ou pares e se dispuser a entregar os autotestes às pessoas em sua convivência.

Centro de Enfrentamento ao Coronavírus passa a funcionar como pronto atendimento no bairro Vila Dirce em Carapicuíba

Unidade atende exclusivamente pacientes com sintomas de Covid-19, das 7 às 19 horas, todos os dias da semana.

A partir desta quarta-feira (15), o Centro de Enfrentamento ao Coronavírus, localizado na Vila Dirce (ao lado do Pronto-Socorro), atende de “portas abertas” os carapicuibanos com sintomas de Covid-19.

Inicialmente, o equipamento atendia pacientes transferidos de internação municipal. Entretanto, na segunda-feira (13), o prefeito Marcos Neves entregou o Hospital de Campanha  na Policlínica, com 30 leitos e respiradores, que passa a atender a esses pacientes mais graves transferidos de internação.

“A centralização desse atendimento é importante para evitar a disseminação do vírus nas Unidades Básicas de Saúde, que continuam atendendo as consultas essenciais como pré-natal e acompanhamento de recém-nascidos. Estamos trabalhando firme para superar essa crise e contamos com a ajuda da população”, afirma o prefeito Marcos Neves.   

Com a novidade, além de evitar o possível contágio através do encontro de pacientes, a população com sintomas da doença terá assistência médica exclusiva, num local equipado para casos de Covid-19. O Centro de Enfrentamento ao Coronavírus na Vila Dirce conta ainda com três médicos e equipe especializada.

O atendimento acontece todos os dias da semana, das 7 às 19 horas. É necessário levar o documento de identidade e o cartão SUS. É importante lembrar que só devem procurar esse equipamento, pessoas que apresentarem um conjunto de sintomas da doença – febre, tosse seca ou falta de ar. Caso o morador necessite de cuidados médicos, fora do horário de funcionamento do Centro, deve procurar um dos prontos-socorros municipais.

Sintomas de resfriado, alergias ou gripe comum devem apenas ser cuidados em casa, em isolamento, seguindo as recomendações de higiene, para não contaminar outras pessoas.

Outra alternativa para sanar as dúvidas sobre possíveis sintomas do Covid-19, sem a necessidade de sair de casa e procurar unidades de saúde, é o SAC Coronavírus, um WhatsApp criado pela Prefeitura de Carapicuíba, que oferece orientações e consulta médica on-line, por chamada de vídeo. Basta enviar um ‘oi’ para o número 96909-5379.

                                                                                                                     

Centro de Enfrentamento ao Coronavírus

Estrada Ernestina Vieira, 70 – Vila Dirce

Funcionamento: todos os dias, das 7 às 19 horas

COMO LIMPAR A CASA CORRETAMENTE EM TEMPOS DE COVID-19?

O período de quarentena tem imposto alguns desafios às famílias: como conciliar trabalho, filhos e as atividades domésticas. Como organizar todas as demandas e ainda zelar pelo bem estar e saúde em tempos de covid-19, já que uma das mais eficazes ferramentas para evitar o contágio pelo coronavírus é a limpeza?

 Realizar corretamente os procedimentos de limpeza não só ajuda quem está em quarentena a sair do sufoco como também manter o ambiente livre de contaminação. “Na hora da faxina é preciso aliar bem estar, conforto e segurança, reduzindo a carga de agentes microbianos no ambiente”, explica Thais Silveira, responsável pela área de Qualidade, Segurança do Trabalho e Treinamentos (QSSMA) da InService, empresa especializada em limpeza.

 Segundo a executiva não há fórmula mágica, mas procedimentos adequados ajudam no rendimento e no resultado final. Desta forma, a indicação para limpeza e desinfecção é sempre começar a limpar do ambiente mais sujo para o que tem menos sujidade. Limpar sempre de cima para baixo; de dentro para fora; e de trás para frente. Do fundo para as fora.

 Limpeza seca

Outra dica valiosa é limpar sempre em um sentido único – nunca em movimentos vai e vem e circulares. Segundo a profissional, isso faz com que a sujidade seja removida, mas volte ao mesmo lugar. “Ou seja, na prática acaba espalhando”, diz Thais.

 Fazer sempre a limpeza a seco primeiro utilizando equipamentos como Mop Pó, aspirador de pó panos de microfibra. A boa notícia é que todos eles podem ser facilmente encontrados em supermercados, pela internet e pequenas lojas de produtos de limpeza.

 A executiva explica: “a realização de tarefas com o mop pó promove um ganho de tempo e eficácia de 50% sobre os processos convencionais com vassouras. Além disso, o recurso também apontado como uma boa maneira de prevenção de doenças respiratórias e alérgicas, pois não levanta o pó”, explica.

 Com opções de diferentes tipos de refis, como de microfibra, por exemplo – material fácil de higienizar – o equipamento também pode ser adaptado pela dona de casa para fazer as limpezas úmidas. “Basta trocar apenas os refis”, recomenda Thais. A especialista esclarece que o custo não é tão baixo quanto uma vassoura comum, mas a durabilidade e o benefício compensam o investimento.

 Outra opção é utilizar aspirador de pó com filtro Hepa, projetado para reter com eficiência partículas muito finas retirando até 99% das impurezas. “Com estes modelos é possível eliminar ácaros, bactérias e vírus com a vantagem do aparelho ser facilmente higienizado após a utilização”, diz a gerente, que lembra ainda que os modelos podem ser encontrados em magazines, hipermercados e também pela internet.

 Mas porque fazer a limpeza seca antes da úmida? Simples. Para que os equipamentos e materiais utilizados não fiquem cheios de cabelo, pelos e poeira. “Esse cuidado faz com que este material se converse em bom estado por mais tempo”, esclarece a especialista.

 Limpeza úmida

Outra estratégia utilizada em limpeza profissional válida no ambiente doméstico é utilizar o mop spray para fazer a chamada limpeza úmida. Prático, o equipamento dispensa pano, balde e rodo. Além de mais higiênico – não há contato com os panos de limpeza – o dispositivo previne doenças e dores articulares porque não precisa torcer o pano. Com refis fáceis de higienizar, também apresentam melhor relação custo X benefício.

 Panos de microfibra

Outro recurso profissional que já faz parte do ambiente doméstico são os panos de microfibra. Além de remover com rapidez os mais diversos tipos de partículas sólidas e líquidas eles deixam as superfícies mais limpas que os panos convencionais. Tudo isso por conta das fibras utilizadas em sua composição que podem remover de gordura à poeira com maior eficácia.

 “A durabilidade, somada ao baixo custo fazem do item uma grande aliado para a dona de casa na hora de fazer a limpeza”, reforça Thais, que acrescenta: “Outra facilidade é que o panos podem ser separados por cor para facilitar a identificação nos ambientes da casa, como banheiro, cozinha, etc, evitando a contaminação de local para outro”.

 Produtos de limpeza

 São necessários apenas dois ou três tipos de produtos para fazer a limpeza e a desinfecção da casa:

– detergente neutro para retirada da sujidade das superfícies

– desinfetante de uso geral

– ou Cloro (hipoclorito de sódio)

 A indicação é limpar a superfície com o detergente e remover a sujidade. Logo após aplicar o desinfetante seguindo a recomendação de diluição em água indicada no rótulo do produto pelo fabricante para fazer a desinfecção. Uma alternativa para potencializar o efeito da desinfecção é aplicar o produto puro (sem diluir).

 Já o cloro, muito utilizado pelas donas de casa, tem bom desempenho como desinfetante, porém pode agredir a superfície. Além disso, é tóxico para o meio ambiente e o cheiro forte pode provocar intoxicação em ambientes fechados. A dica então é utilizar a versão cloro em gel.

 De olho no coronavírus

 Algumas medidas são importantes para manter a casa livre do coronavírus. Uma delas é realizar a desinfecção nas superfícies de toque frequente, como: maçanetas de portas, armários, torneiras, encosto da cadeira, interruptores, mesas, teclados, mouse, celulares, telefones, tablets, botão da descarga, tampa do vaso sanitário, controles de TV, botões diversos (do rádio, do ventilador, entre outros).

 Como limpar este itens de forma correta? A recomendação é borrifar o produto de limpeza direto no pano – nunca na superfície, para não danificar. O pano deve ser usado com duas dobra, primeiro dobra no meio e depois novamente para que fique com oito dobras. “Sempre que o pano sujar de um dos lados, troque pelo lado limpo. Quando estiver com todas as áreas sujas lave ou substitua o pano.”, destaca Thais.

 Mas a mais importante recomendação em tempos de covid-19 é sempre limpar as mãos. Antes da faxina e ao término, higienizar corretamente as mãos é imprescindível para evitar qualquer tipo de contágio.

 Sobre a InService

 Em operação desde 2002, a InService –  www.inservicenet.com.br – é especializada em serviços de limpeza e infraestrutura. Está presente na Grande São Paulo; região metropolitana de Campinas; Rio de Janeiro; Belo Horizonte; Porto Alegre; Baixada Santista e Noroeste Paulista.

 Com atuação baseada no atendimento ao cliente, no controle operacional e no desenvolvimento de pessoas a companhia desenvolve um modelo de atuação específico, focado na excelência dos serviços oferecidos. Comprometida com a qualidade a empresa busca a melhoria contínua através das melhores práticas.

Como ficam a guarda compartilhada e o pagamento de pensão alimentícia durante a quarentena?

O isolamento social, recomendado tanto pelo Ministério da Saúde quanto pela Organização Mundial da Saúde, impuseram mudanças drásticas nas vidas de todas as pessoas ao redor do globo. Estamos vivenciando situações que nunca foram sequer imaginadas, exigindo um alto grau de adaptação para passar por este momento, cujo fim ainda é indeterminado.

Por conta de todas essas mudanças, vários assuntos relacionados a guarda e pensão alimentícia podem gerar dúvidas.

A guarda compartilhada

O modelo de guarda compartilhada, aquele no qual os pais dividem as responsabilidades acerca dos filhos, não deixa de existir ou é suspenso por conta da quarentena. 

O ideal é que o vínculo entre pais e filhos seja mantido através da tecnologia. Desse modo, vários arranjos podem ser feitos, como o contato virtual nos dias em que a criança ficaria com o outro genitor. Também é possível seguir a estipulação de visitas estabelecida para o período de férias escolares, desde que a criança não precise de transporte público ou coletivo para se deslocar até a casa do outro genitor.

A pensão alimentícia

Com a crise financeira que já alastra o mundo inteiro, além da diminuição do consumo e da produção, muitas empresas estão demitindo funcionários em massa ou suspendendo contratos de trabalho por tempo indeterminado. Certamente, isso causa um abalo em toda a estrutura econômica das famílias e muitos pais ficarão sem poder pagar a pensão alimentícia.

Lembramos, entretanto, que não é possível reduzir o valor da pensão ou parar de pagá-la sem uma decisão judicial neste sentido. Portanto, caso você tenha perdido seu emprego ou tenha tido abalos na sua renda, deve solicitar a revisão de pensão, caso contrário, deverá pagar o valor estipulado anteriormente.

Sobrevivendo ao coronavírus – Capital de Giro na pandemia

O e-commerce é um importante caminho para que muitos negócios continuem no mercado

Nós já vivenciamos no mundo o maior choque econômico já registrado, superando a crise financeira de 2008 e a de 2001, logo após os ataques de 11 de Setembro. Fala-se em crescimento global de 1,5% nesse ano, o que se acontecer, já soa muito otimista diante dessa crise.

Com a minha experiência de 35 anos de vida corporativa, boa parte em cargos executivos, sólida vivência acadêmica e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, ajudando empresas a encontrar o caminho da lucratividade, com liquidez, hoje pretendo esclarecer sobre como as empresas podem sobreviver ao coronavírus, mais precisamente pretendo esclarecer sobre o valor do capital de giro na pandemia.

Estamos em uma situação emergencial, antes de mais nada, gosto de me posicionar como consultor, empresário e, acima de tudo, como ser humano, sobre a importância nesse momento de que os países priorizem a saúde e o bem-estar da população. A crise econômica, com trabalho, com estratégias, podemos recuperar em longo prazo.

É natural que as empresas entrem em crise quanto ao que tem ocorrido nas últimas semanas, que se preocupem, que tentem soluções emergenciais, sendo uma das primeiras, infelizmente, a demissão de pessoas, mas vale ressaltar a importância do recurso do capital de giro, que é o que vai ditar a (sobre)vida do negócio no mercado.

Sobrevivendo ao coronavírus – importância do capital de giro na pandemia

Principalmente para esclarecer para empresários que têm dificuldade de operacionalizar a importância do capital de giro no negócio, gosto de exemplificar por meio da metáfora da caixa d’água. Por que temos uma caixa d’agua em casa, ao invés de ligarmos a água que vem da rua, direto ao encanamento de toda a casa? Porque se assim fizéssemos, com relativa frequência estaríamos sem água para as necessidades básicas. Daí o motivo que temos uma “reserva” “líquida” em nossa caixa d’água.

O cálculo do volume de capital de giro não é simples, se executado da maneira como a controladoria calcula, porém uma maneira mais fácil de fazer a conta do valor aceitável de capital de giro é somar as despesas fixas (água, luz, telefone, salários, encargos, pró-labore, etc.) e multiplicar por 6, o volume ideal seria equivalente a 6 meses das despesas fixas. Este seria o saldo “zero”. Por exemplo: Se o meu cálculo resultar em R$100.000,00, e o meu saldo “líquido”, somando-se banco e caixa (não somar recebíveis futuros, somente o 100% disponível, líquido), for R$90.000,00, no momento analisado, seria como se eu estivesse “negativo” em R$10.000,00. Portanto o meu “zero”, no exemplo acima, seria um saldo “líquido” de R$100.000,00.

Esse valor de capital de giro ideal precisa ser mensalmente recalculado e recorrentemente o negócio precisa injetar capital de giro em sua empresa para se manter em atividade. Caso ao recalcular, nota-se que o saldo “líquido” está acima do calculado, move-se este excedente “líquido” para uma outra conta, que gosto de chamar de reserva de contingência. Pode ser que no próximo mês você precise repor dinheiro no capital de giro, em função do novo cálculo que demonstre que o volume “líquido” esteja abaixo do calculado, aí você lança mão da reserva de contingência para recompor o saldo que falta no novo capital de giro calculado.

Essa necessidade de capital de giro pode ter, como fonte de financiamento, bancos privados ou públicos, bancos de investimento, investidores ou o seu próprio capital, ou um pouco de cada um deles, compondo o capital de giro, mas o conceito por trás do capital de giro é que a empresa tenha sempre reservas “líquidas” para um caso emergencial, como esse que estamos vivendo no momento devido à pandemia de Covid-19. No exemplo acima, em tese, suportaríamos pouco mais de 6 meses com as portas fechadas.

Devido a este momento de crise por conta do coronavírus, o governo abriu linhas de crédito para pequenos empreendedores. Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte (FNO), do Nordeste (FNE) e do Centro-Oeste (FCO), emprestarão recursos a juros de 2,5% ao ano. Essa medida tem um custo estimado de 430,5 milhões até 2024.

O foco dessa medida governamental está no atendimento aos setores produtivos, industrial, comercial e de serviços.

A preocupação com o capital de giro na pandemia tem aumentado exponencialmente entre os negócios. Empresas com maior reserva têm um tempo a mais para pensar em estratégias de como aumentar o volume de capital para continuar no mercado após o período de quarentena.

Esse é um momento delicado, é importante que os negócios que podem procurar auxílio especializado, o faça o quanto antes, sem esperar a crise se agravar no país devido ao Covid-19. O especialista pode ajudar a diagnosticar o estado financeiro da empresa, apontando estratégias e ações para reverter uma crise generalizada no negócio.

Vendas online, por telefone e delivery são caminhos para muitas empresas continuarem suas atividades

Os restaurantes que investiram no serviço delivery, por exemplo, mesmo com a queda do faturamento, continuam em atividade, seguindo nesse momento de crise econômica.

Vale para muitos modelos de negócios o investimento no online (e-commerce), no atendimento por telefone e nos serviços de entrega. É uma estratégia para se manter, gerando algum caixa, ainda que não o suficiente, mas pode manter a empresa aberta. Em caso de reorganização das finanças, por exemplo, com corte de custos, a empresa pode até mesmo ter lucratividade, mesmo em um período caótico.

Demissão deve ser pensada com cautela em um momento tão conturbado

Quando se fala em corte de custos, as empresas, principalmente movidas à impulsividade, optam pelo corte de pessoal, mas acho interessante frisar alguns pontos, como pensar naquilo que tanto já falei quando o assunto é governança corporativa, e quando se chega no tópico da responsabilidade social empresarial.

É claro que empresas que contam com um volume maior de funcionários, diante de uma crise econômica como essa, precisará reduzir a equipe, mas ainda assim, ressalto a importância de que se pense não apenas em longo prazo, mas com base na cultura de sustentabilidade empresarial.

Um negócio, mais do que lucratividade, também tem compromisso social, ou pelo menos deveria, acredito que dentre as prioridades da empresa em fase de criação de estratégias para se manter em atividade, as pessoas devem estar no topo, afinal, é por elas que o negócio existe e vale repensar o papel empresarial em um momento como esse.

Carlos Moreira – Há mais de 35 anos atuando em diversas empresas nacionais e multinacionais como Manager, CEO (Diretor Presidente), CFO (Diretor Financeiro e Controladoria) e CCO (Diretor Comercial e de Marketing).É empresário há mais de 15 anos e sócio e fundador da MORCONE Consultoria Empresarial.

Rappi e ONG Gerando Falcões arrecadam mais de 400 mil reais para pessoas de comunidades carentes

Em apenas 10 dias, mais de 2.400 mil pessoas doaram “cestas básicas digitais” por meio do botão no superapp

Unindo forças no combate a fome, a Rappi e a ONG Gerando Falcões lançaram um botão dentro do superapp para arrecadar “cestas básicas digitais” para pessoas que vivem em comunidades carentes. Em 10 dias de ação, foram arrecadados mais de 400 mil reais, montante que representa 8 mil cestas básicas digitais distribuídas para comunidades carentes por todo país.

Mais de 2.400 pessoas doaram valores que vão de R﹩ 5 a R﹩ 10.000, revertidos integralmente para a ONG Gerando Falcões. “Estamos extremamente contentes com o resultado da ação e queremos alcançar ainda mais doações para essas famílias. Em um momento tão crítico como o que estamos vivendo, é incrível ver a mobilização dos nossos usuários para ajudar”, explica Sergio Saraiva, presidente da Rappi no Brasil.

Para mais informações, acesse o site: gerandofalcoes.com/ coronanoparedao e para doações baixe o aplicativo da Rappi e entre no botão Doe Agora, na home do app.

Ainda mais solidariedade em tempos de pandemia

Além das doações por meio do botão, a Rappi identificou aumento de 50% no percentual de pessoas dando gorjeta aos entregadores parceiros, principalmente aos finais de semana. Os valores, na média, cresceram 80% e mais pessoas estão dando acima de 5 reais – na opção “outro valor”. Além disso, identificamos semanas que 50% dos pedidos possuem gorjetas.
Sobre a Rappi

A Rappi é um superaplicativo que resolve a vida de seus usuários ao oferecer a eles uma plataforma única para suas necessidades e desejos diários. A startup, criada em 2015, chegou ao Brasil em julho de 2017 e já está presente em mais de 60 cidades brasileiras. Por meio do aplicativo é possível conseguir produtos e serviços de diferentes categorias, incluindo restaurantes, supermercados, farmácias, manicure, dogwalker, entre outros. Além do Brasil, a Rappi está presente na Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Peru e Uruguai.

Comgás realizou a doação de 750 litros de álcool líquido 70% para o Hospital Geral de Carapicuíba

São Paulo, 09 de abril de 2020 – Para ajudar na luta contra a pandemia da COVID-19, a Comgás (Companhia de Gás de São Paulo) realizou a doação de 750 litros de álcool líquido 70% para o Hospital Geral de Carapicuíba, na Grande São Paulo. O produto será usado para assepsia do hospital contribuindo para a segurança e saúde das pessoas. Nas próximas semanas, o Centro de Enfrentamento do Coronavírus também deverá ser contemplado com o álcool fabricado pela Raízen, do grupo Cosan, do qual faz parte a Comgás. No total serão 1.000 litros para o município de Carapicuíba/SP.

Nubank contrata 78 funcionários enquanto startups fazem demissões no Brasil

Nubank promete mais contratações; C6 Bank, Gympass e MaxMilhas fazem demissões durante pandemia do coronavírus (COVID-19).

O Nubank anunciou a contratação de 78 funcionários esta semana, todos admitidos por videoconferência e trabalhando em home office. Isso vai na contramão do que diversas startups vêm fazendo durante a pandemia do coronavírus (COVID-19): com um futuro mais incerto, C6 Bank, Gympass e MaxMilhas realizaram demissões.
Os 78 novos colaboradores do Nubank vêm de cinco estados brasileiros e de seis nacionalidades diferentes para os escritórios de São Paulo, Cidade do México, Buenos Aires (Argentina) e Berlim (Alemanha).

Os funcionários do Nubank recebem equipamentos para trabalhar em casa, como notebook, mouse e adaptador; além disso, foram distribuídas 500 cadeiras ergonômicas para os Nubankers. 100% da força de trabalho está fazendo home office.

O Nubank diz em comunicado que, desde o início da crise do COVID-19 em março, decidiu não realizar demissões em massa. A fintech afirma ainda que mais contratações estão previstas para os próximos meses.

Startups fazem demissões
Não é o caso de outras startups, que são mais afetadas pela pandemia. A MaxMilhas, por exemplo, fez 167 demissões: a empresa trabalha com venda de pontos e milhas para viagens aéreas, setor que sofreu queda de até 90% na demanda.

O C6 Bank demitiu cerca de 60 pessoas de seu total de 1 mil funcionários: a fintech explica ao Estadão que fez “ajustes em áreas por conta da parada na economia” em setores como marketing e comercial. No entanto, ela contratou 11 funcionários nas áreas de tecnologia e operações.

O Gympass não revela o número de demissões, mas afirma que “precisou de mudanças para cortar custos”. A empresa vende assinaturas que dão acesso a milhares de academias em todo o Brasil; elas estão fechadas em diversas cidades para achatar a curva de contágio do coronavírus. Por isso, a startup passou a oferecer treinos online.

Fonte: Tecnoblog.