Editorial: Campinas

ARTESP realiza blitz de fiscalização em três Terminais Rodoviários da Capital e de Campinas

Imagem: Sturm
Foco da ação foi verificar os horários de saída dos veículos

A equipe de fiscalização de Transporte Coletivo Intermunicipal da ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo realizou nesta quinta-feira (10/09) operações em três terminais rodoviários da capital – Tietê, Barra Funda e Jabaquara – e no Terminal Intermodal Ramos de Azevedo, em Campinas. Com a volta gradativa da rotina no Estado de São Paulo, depois da fase mais aguda da Covid-19, o objetivo foi verificar se as empresas estão atendendo à demanda devido ao aumento do número de passageiros.

No total, 17 agentes participaram da operação conjunta, que foi realizada nos pontos das 13h às 20h e resultou em 155 veículos fiscalizados, 32 autuados e 01 retido. No Terminal do Tietê foram 62 fiscalizados e 12 autuados. Já na Barra Funda, os agentes fiscalizaram 45 veículos, autuaram 16 e retiveram 01. No Jabaquara, foram 22 fiscalizados e 02 autuados. Por fim, em Campinas, 26 veículos foram fiscalizados e 02 autuados.

” O objetivo principal destas operações nos terminais rodoviários é manter o equilíbrio entre a retomada das atividades após a melhora da pandemia no Estado de São Paulo e o atendimento das empresas ao aumento da demanda relativo a esta retomada. Os fiscais observaram se os embarques foram realizados dentro dos horários determinados e se não ocorreu excesso de passageiros nos guichês”, afirma Reonaldo Raitz Leandro, Superintendente de Fiscalização da Diretoria de Procedimentos e Logística da ARTESP.

Os fiscais também verificaram as condições dos veículos, se nenhum item comprometia a segurança dos mesmos, questões de higiene dentro dos veículos, uso de máscaras pelos passageiros ao embarcar, além de orientaram os motoristas para reforçar aos passageiros sobre a necessidade de utilizar máscaras durante todo o trajeto da viagem.

As empresas foram alertadas sobre a necessidade de cumprir o horário estabelecido para evitar filas, aglomerações próximas aos guichês e veículos lotados. A ARTESP é responsável por regular a operação efetuada entre terminais rodoviários e agências de venda de passagens, com a utilização de veículos com poltronas individuais numeradas, porta única para embarque e desembarque, bagageiro externo e proibição de transporte de passageiros em pé.

Para consultar os veículos cadastrados, basta acessar: http://bit.ly/39ItlZg

As imagens da fiscalização nos terminais estão disponíveis neste link: http://we.tl/t-pROw6BMSt9

Sobre a ARTESP

A ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – regula o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo há mais de 20 anos. Sob sua gerência, estão 20 concessionárias, que atuam em 10,8 mil quilômetros de rodovias, o que representa quase 31% da malha estadual, abrangendo 283 municípios.

A Agência também fiscaliza o Transporte Intermunicipal de Passageiros, exceto nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, Campinas, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Litoral Norte. Dentre as ações, realiza auditoria de frota, garagem e instalações, ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e nas rodovias. Além disso, a ARTESP é responsável pela regulação da concessão de cinco aeroportos regionais.

Infini Fashion inaugura loja no Shopping Iguatemi Campinas

São Paulo, abril de 2018 – A Infini, presente no mercado há trinta anos, conhecida pela qualidade e modelagem impecáveis chega a região de Campinas com a inauguração da loja no principal shopping da cidade.

O Shopping Iguatemi Campinas foi o primeiro shopping do Brasil construído fora das grandes capitais e tornou-se o melhor complexo de uso misto do interior de São Paulo.  Segundo shopping da Iguatemi Empresa de Shopping Centers e maior complexo da rede, são mais de 400 operações com diversas opções de moda – marcas nacionais e internacionais –, gastronomia, casa/decoração, tecnologia, cultura e lazer.  

A Infini abre as portas no dia 03/05 e contará com um coquetel que inicia às 18h00 na própria loja, a marca apresenta a coleção de outono/inverno inspirada em referências da mulher urbana com destaque para o bussiness wear.

A coleção intitulada de Cosmopolitan Feelings reinventa o mood clássico executivo criando looks mais despojados por meio de novas combinações, o que reflete o momento da mulher na sociedade. Seguindo a proposta da casualidade outra tendência que está no pool da Infini é o esporte chic, trazendo referências esportivas com detalhes minimalistas.

Dentre a paleta de cores os destaques são os tons de vermelho, vinho e bordô que seguem em total evidência. A seleção de estampas geométricas, príncipe de gales, risca de giz e xadrez dão um ar sofisticado as peças, e podem ser encontrados em vestidos, blazers, bombers, camisas, etc.

As apostas da estação estão em algumas peças apontadas também nas semanas de moda como chave para o inverno dentre elas a parka, em tecidos nobres e cortes perfeitos que se adaptam ao perfil de diversas mulheres, o salopete em couro com uma proposta mais jovial e que se adequa a várias ocasiões, o macacão como uma opção easy fashion cheia de conforto e muito estilo, as calças pantacourt, pantalona e flare, curingas em qualquer estação. Os casacos são sempre um destaque da Infini que primam pelo corte impecável, criatividade nos modelos e tecidos com estampas exclusivas.

A coleção Cosmopolitan Feelings já está disponível nas lojas Infini de São Paulo, Jundiaí, Campinas e multimarcas de todo o Brasil.

Sobre a Infini

Criada em 1987 a Infini nasceu com o objetivo de oferecer roupas femininas com qualidade e ótimas modelagens atreladas a preços justos. A empresa atua no segmento de moda feminina casual, e até o ano de 2015 vendia somente atacado e comercializava as peças para lojas multimarcas de todo o Brasil. Em 2016 a marca iniciou a abertura de lojas de varejo e hoje está situada nos shoppings Vila Olímpia, Anália Franco, Jundiaí, Campinas, além de uma loja de rua na Vila Mariana e passou a conquistar também o público final.