Editorial: Bolsa Empreendedor

Programa Bolsa Empreendedor chega a Jandira

Foto: Divulgação

O Programa está estruturado em 3 pilares de oferta aos cidadãos: qualificação empreendedora, formalização e bolsa-auxílio. Cada bolsa será de R$1 mil (mil reais) pago em duas parcelas de R$500 (quinhentos reais). 

A Prefeitura de Jandira, por intermédio da Diretoria de Indústria e Comércio, anuncia a liberação de 25 vagas para o Programa Bolsa Empreendedor em Jandira.

O Bolsa Empreendedor é um programa do governo que tem o objetivo inédito de apoiar os empreendedores informais em situação de vulnerabilidade do Estado de São Paulo.

A ação está estruturada em 3 pilares de oferta aos cidadãos: qualificação empreendedora, formalização e bolsa-auxílio. Cada bolsa será de R$ 1 mil (mil reais) pago em duas parcelas de R$ 500 (quinhentos reais). 

Para ter acesso ao programa, os autônomos devem participar de um curso gratuito de empreendedorismo do programa Empreenda Rápido, com frequência mínima de 80%. Todos também devem obter formalização como MEI (Microempreendedor Individual) ou outra natureza jurídica.

O Programa é aberto a todos os desempregados ou informais, mas a prioridade é para mulheres, jovens, pretas(os), pardas(os), indígenas ou PCD.

Para participar, é necessário:

  • Ser maior de 18 anos

  • Estar desempregado

  • Não constar como empresário, sócio ou administrador de pessoa jurídica inscrita no CNPJ

  • Morador do Estado de SP

As inscrições devem ser realizadas até o próximo dia 19 de Setembro, e deve ser realizada através do seguinte endereço: https://www.bolsadopovo.sp.gov.br/portal/BolsaEmpreendedor/index 

A divulgação dos selecionados será realizada até o dia 22 de setembro, data que os candidatos selecionados na primeira chamada receberão comunicação via SMS e e-mail.

Os cursos, com duração de uma semana, serão ministrados  em turmas distribuídas de setembro a dezembro, sendo que a primeira turma iniciará no próximo dia 27 de setembro.

Programa Bolsa Empreendedor beneficiará moradores de Osasco

Foto: Marcelo Deck

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, esteve na sexta-feira, 10/9, no Palácio dos Bandeirantes, para participar do lançamento do Bolsa Empreendedor, programa do governo do Estado em parceria com o Sebrae-SP, que vai ofertar 100 mil bolsas para autônomos informais em situação de vulnerabilidade. A iniciativa contemplará os 645 municípios paulistas, o que inclui Osasco.

Cada beneficiário do Bolsa Empreendedor receberá o valor de R$1 mil, pago em duas parcelas de R$500. Para ter acesso ao programa, os autônomos devem participar de um curso gratuito de empreendedorismo do programa Empreenda Rápido, com frequência mínima de 80%. Todos também devem obter formalização como MEI (Microempreendedor Individual) ou outra natureza jurídica.

O Bolsa Empreendedor, que tem como objetivo impulsionar novos empreendimentos, incentivar pequenos negócios e tirar autônomos da informalidade, priorizará mulheres, jovens de 18 a 35 anos, pretos e pardos, indígenas e pessoas com deficiência que também vão receber qualificação e migrar para o mercado formal.

Poderão participar do programa desempregados ou informais maiores de 18 anos e sem inscrição de CNPJ como empresário, sócio ou administrador de pessoa jurídica.

As inscrições devem ser feitas até 19 de setembro pelo site 
www.bolsadopovo.sp.gov.br

Para a Região Metropolitana de São Paulo, a qual Osasco faz parte, serão ofertadas 52.196 vagas.

O Bolsa Empreendedor é uma ação ancorada em três pilares. Primeiro, o auxílio financeiro que é fundamental. É preciso, é o recurso que faz a diferença para o empreendedor se sentir amparado e avançar em sua iniciativa. Depois, a qualificação, e aí tem o papel importante do Sebrae para orientar e evitar que a pessoa cometa erros. E a orientação para a formalização, que também é um trabalho conjunto do Sebrae, Governo do Estado e Prefeituras”, disse o governador João Doria no lançamento do programa.

Centenas de osasquenses serão beneficiados com a qualificação profissional e a bolsa-auxílio. Estamos trabalhando para ampliar parcerias como essa, que ajudam na geração de emprego”, disse o prefeito Rogério Lins.

Prefeitura de Carapicuíba e Governo do Estado oferecem vagas para o programa Bolsa Empreendedor

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Carapicuíba, em parceria com o Governo do Estado, está com inscrições abertas até o dia 19 de setembro para o Programa Bolsa Empreendedor, que oferece vagas para autônomos informais em situação de vulnerabilidade, com prioridade para mulheres, jovens, pretos e pardos, indígenas e pessoas com deficiência que também vão receber qualificação e migrar para o mercado formal.

São 300 vagas para Carapicuíba. O objetivo é impulsionar novos empreendedores, incentivar pequenos negócios e tirar autônomos da informalidade.

A bolsa será de R$1.000 paga em duas parcelas de R$ 500. Os autônomos deverão participar do curso gratuito de empreendedorismo do programa Empreenda Rápido, com frequência mínima de 80%. Além disso, todos devem obter formalização como MEI (Microempreendedor Individual) ou outra natureza jurídica.

O Bolsa Empreendedor vai receber inscrições de moradores do município, desempregados ou informais maiores de 18 anos e sem inscrição de CNPJ como empresário, sócio ou administrador de pessoa jurídica.

Pessoas formalizadas em 2021 também serão aceitas no programa. As inscrições são realizadas por meio do site www.bolsadopovo.sp.gov.br.