Editorial: Artesp

Vigilância Sanitária reforça ações educativas contra a Covid-19 em rodovias que dão acesso à capital

Foto: Divulgação

Mais 300 mil panfletos serão distribuídos a motoristas em parceria com a ARTESP

A partir deste sábado (17), a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), intensifica as ações de prevenção contra Covid-19, com a distribuição de mais 300 mil panfletos sobre os principais cuidados em relação às novas variantes do corona vírus. Os materiais serão distribuídos nas rodovias que dão acesso ao município de São Paulo, em parceria com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP).

Os locais de distribuição do material são: rodovia Presidente Castello Branco, administrada pela CCR Via Oeste, na altura do km 20 (Barueri), sentido São Paulo; rodovia Presidente Dutra, administrada pela CCR Nova Dutra, no km 204, último pedágio (Arujá), sentido São Paulo, e rodovia Ayrton Senna, administrada pela Ecopistas, no km 33, praça de Itaquaquecetuba.

Mais ações

A SMS ressalta que desde 27 de maio implantou barreiras sanitárias em terminais rodoviários e no aeroporto de Congonhas para identificação e controle, com triagem de passageiros sintomáticos (com quadro de síndrome gripal) para investigação clínica e laboratorial, além das recomendações de isolamento para os casos suspeitos.

Até o momento, foram abordados mais de 250 mil passageiros, com 125 testes realizados (oito casos positivos). Esses passageiros foram orientados a fazer o isolamento social e são monitorados pela rede de Atenção Básica da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo.

Desde abril, em parceria com o Governo do Estado, a capital encaminha parte das amostras de exames RT-PCR positivos ao Instituto Butantan para análise genômica em busca de identificar as cepas circulantes neste momento no município de São Paulo. Foi por meio desta iniciativa que foi possível identificar o primeiro caso positivo na cidade.

 

Concessionária regulada pela ARTESP abre mais de 500 vagas de emprego no interior de São Paulo

Processo seletivo para agente de pedágio, técnico de pedágio e técnico de ITS vai até primeiro de março

São Paulo, 29 de janeiro de 2021. A ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo em parceria com a concessionária EIXO-SP está abrindo mais de 500 vagas de emprego no interior do estado de São Paulo. As vagas são para agente de pedágio, técnico de pedágio e técnico de ITS. Para participar do processo seletivo é necessário que o candidato tenha ensino médio completo; experiência com atendimento ao cliente ou operador de caixa. Residir em uma das seguintes cidades do Interior de SP: Águas de São Pedro, Cabrália Paulista, Charqueada, Duartina, Garça, Iacri, Lucélia, Martinópolis, Oriente, Pacaembu, Paraguaçu Paulista, Rancharia, Sagres, Santa Mercedes, Santa Maria da Serra, Torrinha ou demais cidades próximas destas regiões. 

Como agente de pedágio o contratado vai realizar o atendimento nas cabinas de pedágio, recebendo as tarifas e dando o troco ao motorista. No caso de técnico de pedágio cabe ao contratado realizar a manutenção, instalação e montagem de equipamentos eletrônicos que compõem as operações da concessionária. Já o técnico de ITS tem como função de cuidar dos sistemas de ITS, radiocomunicação e pesagem da concessionária, visando manter todos os sistemas funcionando em perfeito estado.  

Para quem deseja participar do processo seletivo deve encaminhar um e-mail para eixosp@eventosrh.com.br ou se cadastrar gratuitamente no site www.eventosrh.com.br/eixosp1/. As inscrições vão até o dia primeiro de março.  

ATENDIMENTO PELO SITE 

Para acompanhar o anúncio de vagas pelas concessionárias e conhecer as oportunidades de trabalho, basta acessar o site da ARTESP www.artesp.sp.gov.br, seção Trabalhe Conosco, escolher uma das concessionárias e cadastrar o currículo para concorrer em futuros processos seletivos. É possível também obter informações sobre a oferta de novas vagas nos perfis da ARTESP nas redes sociais https://www.instagram.com/artespoficial/https://www.facebook.com/artespoficial/https://twitter.com/artesphttps://br.linkedin.com/company/artesp

Sobre a ARTESP

A ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – regula o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo há mais de 20 anos. Sob sua gerência, estão 20 concessionárias, que atuam em 11,2 mil quilômetros de rodovias, o que representa quase 31% da malha estadual, abrangendo 283 municípios. 

A Agência também fiscaliza o Transporte Intermunicipal de Passageiros, exceto nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, de Campinas, da Baixada Santista, do Vale do Paraíba/Litoral Norte e Sorocaba. Dentre as ações, realiza auditoria de frota, garagem e instalações, ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e nas rodovias. Além disso, a ARTESP é responsável pela regulação da concessão de cinco aeroportos regionais. 

ARTESP encerra no dia 1º de Fevereiro a consulta pública para primeira revisão contratual da concessionária Entrevias

Desde 18 de dezembro de 2020, as contribuições já poderiam ser enviadas, a população pode registrar suas contribuições para a primeira revisão de contrato de uma concessão de rodovias

São Paulo, 27 de janeiro de 2020. A ARTESP – Agência de Transportes do Estado de São Paulo abriu desde o dia 18 de dezembro de 2020 a consulta pública para receber contribuições para o primeiro ciclo de revisão ordinária de contrato da concessionária Entrevias, responsável pela operação das rodovias do Centro-Oeste Paulista. As contribuições podem ser encaminhadas até a próxima segunda-feira, 1º de fevereiro de 2021, seguindo todas as regras de participação do regulamento.

A abertura da consulta pública integra a segunda etapa do processo de revisão contratual, que já contou com a realização de duas audiências públicas, realizadas em ambiente virtual para os trechos de Marília e Ribeirão Preto. A documentação está disponível para consulta no site da agência, no link www.artesp.sp.gov.br.

Esse é um modelo inédito de revisão contratual no Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo e, a partir dos contratos firmados em 2017, ocorrerá a cada quatro anos. “Estamos incorporando todos os mecanismos disponíveis no âmbito regulatório, jurídico e tecnológico para aprimorar a prestação de serviço dentro do programa de concessão, oferecendo aos usuários a garantia de uma estrada segura, com melhor fluidez dentro das necessidades de cada localidade e redução de acidentes. E, ainda, possibilitando desenvolvimento para as regiões servidas pelas rodovias concedidas, com geração de emprego, fomentando os empreendimentos e o comércio. Faremos isso com ajuda da sociedade e a consulta pública serve para ouvir as demandas e incorporar o que for possível dentro da viabilidade técnica”, afirma Milton Persoli, diretor-geral da ARTESP.

Durante os últimos três anos, a concessionária Entrevias recebeu, por meio da plataforma SISDEMANDA, pleitos de usuários, autoridades municipais e representantes de entidades da região para novos investimentos e melhorias nas rodovias sob sua administração. Todas as contribuições foram avaliadas sob o ponto de vista técnico e consideradas pertinentes ou não justificáveis. “Agora, vamos receber as contribuições da consulta pública, avaliar e incorporar ao contrato o que for pertinente conforme estudo técnico. É possível que uma obra considerada obrigatória no plano de investimento inicial tenha sua função revista e, eventualmente, seja substituída por outra mais importante ou adequada à rodovia”, explica Joel Ferreira, coordenador da comissão da 1ª Revisão Ordinária.

Entrevias

Responsável pela operação, manutenção e modernização do lote Rodovias do Centro-Oeste Paulista, com um total de 570 quilômetros de vias no eixo entre Florínea, na divisa com o Paraná, e Igarapava, na divisa com Minas Gerais, a concessionária Entrevias deve realizar investimentos de R$ 3,9 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implantação de tecnologias e inovações que contribuem para prestação de serviços de alta qualidade aos usuários. A concessionária emprega 2.509 profissionais ao longo da malha administrada.

Cronograma

A participação na consulta pública é aberta ao público em geral. Os interessados devem consultar os documentos e encaminhar suas contribuições, críticas e sugestões para ARTESP no link http://www.artesp.sp.gov.br/Style%20Library/extranet/transparencia/audiencias-e-consultas-publicas.aspx.

A previsão é de que o resultado esteja concluído em junho de 2021.

Sobre a ARTESP

A ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – regula o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo há mais de 20 anos. Sob sua gerência, estão 20 concessionárias, que atuam em 11,2 mil quilômetros de rodovias, o que representa quase 31% da malha estadual, abrangendo 283 municípios.

A Agência também fiscaliza o Transporte Intermunicipal de Passageiros, exceto nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, de Campinas, da Baixada Santista, do Vale do Paraíba/Litoral Norte e Sorocaba. Dentre as ações, realiza auditoria de frota, garagem e instalações, ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e nas rodovias. Além disso, a ARTESP é responsável pela regulação da concessão de cinco aeroportos regionais.

ARTESP e concessionárias se mobilizam na Campanha Novembro Azul contra o câncer de próstata

Ações são realizadas em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo; Brasil registrou queda de diagnósticos durante pandemia

São Paulo, 03 de novembro de 2020. Com o objetivo de incentivar a prevenção contra o câncer de próstata no Estado de São Paulo, a ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo, com o apoio das 20 concessionárias que administram as rodovias paulistas, participa da campanha Novembro Azul. A iniciativa é uma parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo (SBU-SP) a fim de conscientizar sobre a importância dos exames preventivos, principalmente durante esse período pandêmico. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), somente para 2020, são esperados 65.840 novos casos, porém podem não ser diagnosticados a tempo por conta do isolamento social. No Brasil, houve uma queda de 70% das cirurgias oncológicas e uma redução de 50% a 90% das biópsias enviadas para análise, estimando-se que entre 50 mil a 90 mil brasileiros deixaram de receber diagnóstico de câncer nesse período.

As ações para a conscientização do Novembro Azul começam nesta terça-feira (3) e vão até o dia 30. Desde então, as concessionárias exibem nos 392 painéis eletrônicos – distribuídos ao longo dos 10,8 mil quilômetros de rodovias concessionadas no Estado de São Paulo – as seguintes mensagens da campanha:

“Cuide da sua saúde”
“Cuide da sua próstata”

Só no Estado, houve um registro de 4.751 internações por diagnóstico de câncer de próstata e 1.712 óbitos pela doença, até agosto deste ano. No ano de 2019, foram 8.476 internações e 3.332 óbitos.

“Este ano tem se mostrado cheio de desafios a serem superados. Como agência fiscalizadora, prezamos pela segurança dos usuários das rodovias, e segurança também é cuidar da saúde. Então, somamos esforços, por meio de parcerias, para ajudar a reforçar a campanha Novembro Azul e trazer a consciência sobre a importância de se fazer exames preventivos contra o câncer de próstata”, afirma o diretor geral da ARTESP, Milton Persoli. Além das mensagens nos 392 painéis eletrônicos, haverá a iluminação na cor azul do prédio da ARTESP, mensagens informativas nas redes sociais e palestras aos funcionários.

De acordo com dados da SBU, um laboratório de alcance nacional apontou uma queda de 18% nos pedidos de exames de PSA (é a sigla para Prostate-Specific Antigens, ou antígenos específicos da próstata em português; um teste para medir a concentração dessa partícula no sangue para verificar a possível presença do câncer de próstata) no período de março a junho de 2020 comparados a março a junho de 2019.

É muito importante que os homens tenham acesso à informação se são do grupo de risco, quando devem procurar o médico e quais problemas podem acometê-los por meio de campanhas educativas como o Novembro Azul. “Graças à ampla divulgação que a mídia tem dedicado ao assunto, particularmente na campanha do Novembro Azul, cada vez mais temos observado que os homens sentem-se motivados a procurar o urologista para a realização do exame periódico da próstata. Mas ainda existe um caminho muito longo a ser percorrido até que o preconceito e o constrangimento sejam vencidos e a doença não diagnosticada precocemente resulte na morte de tantos homens”, diz o urologista Geraldo Faria, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo.

Por 35 anos, o paulista José Carlos Epifânio, 75 anos, realiza os exames de rotina. “No primeiro sinal de complicação, já procurei o médico. Sempre incentivo meus amigos e familiares a se cuidarem para ter uma vida longa e cheia de saúde”, explica.

Em São Paulo, a Secretaria de Estado da Saúde incentiva a realização do exame preventivo de câncer de próstata, fundamental para o diagnóstico e tratamento precoce da doença, e tem serviços à disposição, seguindo todos os protocolos de segurança e prevenção da COVID-19. Há inclusive serviço telefônico para agendamentos de consulta com urologista nos serviços fixos do SUS por meio do programa Filho que Ama leva o Pai ao Ame. O contato pode ser feito através do call center no telefone 0800-779-0000, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Entenda sobres as doenças da próstata
Do tamanho de uma castanha e localizada abaixo da bexiga, a principal função da próstata é produzir uma secreção fluida para nutrição e transporte dos espermatozoides. Ao longo da vida a glândula pode desenvolver três doenças: a prostatite (inflamação), a hiperplasia prostática benigna – HPB (crescimento benigno) – e o câncer.

A prostatite chega a atingir cerca de 30% dos homens. Pode causar ardor ou queimação ou um desconforto durante o orgasmo, esperma de cor amarelada, vontade frequente para urinar etc. A principal causa para a doença são uretrites, como a gonorreia, após relacionamentos com parceiras com infecções ginecológicas e ainda após relação anal sem preservativo.

O coordenador da área de Hiperplasia Benigna da Próstata da SBU, Dr. Ricardo Vita, explica que a doença pode atingir cerca de 50% dos homens acima de 50 anos e provoca aumento da frequência urinária diurna, diminuição da força e do calibre do jato urinário, demora para iniciar a micção, sensação de urgência para urinar, entre outros sintomas. “Além de prejudicar a micção, a HBP pode afetar o funcionamento da bexiga e dos rins, demonstrando a importância de se fazer uma identificação precoce dos sintomas, bem como o tratamento imediato”, destaca.

O câncer, por sua vez, não costuma apresentar sintomas em fases iniciais, quando em 90% dos casos pode ser curado se diagnosticado precocemente. Ao apresentar sintomas significa já estar numa fase mais avançada e pode causar vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina ou no sêmen.

Alguns fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata são: histórico familiar de câncer de próstata em pai, irmão ou tio e homens da raça negra. A recomendação da SBU é que os homens, a partir de 50 anos, e mesmo sem apresentar sintomas, devem procurar um profissional especializado, para avaliação individualizada tendo como objetivo o diagnóstico precoce do câncer de próstata. Os homens que integrarem o grupo de risco (raça negra ou com parentes de primeiro grau com câncer de próstata) devem começar seus exames mais precocemente, a partir dos 45 anos. Após os 75 anos, somente homens com perspectiva de vida maior do que 10 anos poderão fazer essa avaliação.

Outubro Rosa: Rodovias sob concessão terão mensagens de incentivo à prevenção do câncer de mama

Campanha realizada mundialmente tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a importância da realização de exames preventivos

São Paulo, 1º de outubro de 2020. A ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo e as 20 concessionárias que integram o Programa de Concessões Rodoviárias participam, a partir de hoje (1º), da campanha Outubro Rosa, movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, o mais incidente em mulheres no mundo. Somente no Brasil, foram estimados para este ano 66.280 casos novos, o que representa uma taxa de incidência de 43,74 casos por 100.000 mulheres, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Dentre as ações previstas, mensagens que reforçam a importância dos exames preventivos serão veiculadas nos 388 painéis eletrônicos distribuídos ao longo dos 10,8 mil quilômetros de rodovias concedidas. As mensagens serão as seguintes:

Previna-se contra o câncer de mama.
Procure seu médico e faça a mamografia.

Além disso, a sede da ARTESP, na zona sul da capital, receberá iluminação especial na cor rosa durante todo o mês, em homenagem ao movimento. As redes sociais, tanto da Agência quanto das concessionárias, também divulgarão peças sobre o tema.

“O mês de outubro é internacionalmente dedicado à luta contra o câncer de mama e é muito importante reforçarmos a conscientização para a realização de exames preventivos e regulares que podem salvar vidas”, destaca Milton Persoli, diretor geral da ARTESP. “Vamos usar nossos canais para impactar os usuários que trafegam pelas rodovias concedidas, mas também para ajudar a colocar o tema em pauta ampliando a abrangência e levando a mensagem de combate à doença ao maior número possível de pessoas.”

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama. É o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma. Acima dos 35 anos, sua incidência cresce progressivamente. Cerca de 14 mil mulheres morrem anualmente no País por causa do câncer de mama, mas a realização de exames de rotina pode ajudar a reduzir este número. Apesar de raro, este tipo de câncer também pode acometer homens, representando 1% do total de casos.

Cor da prevenção
O movimento Outubro Rosa foi criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, nos Estados Unidos. A data é celebrada anualmente, com o intuito de colocar o assunto em pauta na sociedade, estimular a participação da população, empresas e entidades com ações que contribuam no combate à doença, além de compartilhar informações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento para a redução da mortalidade.

Obras nas rodovias seguem em andamento na região metropolitana de São Paulo, mesmo com a pandemia

Imagem: Pixabay
Modernização de 212,75 kms de estradas gera 1.018 empregos e traz benefícios aos municípios lindeiros da região

O Governo de São Paulo manteve o cronograma de obras de infraestrutura nas rodovias da região metropolitana de São Paulo mesmo diante de um cenário pandêmico. Os trabalhos realizados pela Secretaria Estadual de Logística e Transportes (SLT), por meio do DER – Departamento de Estradas de Rodagem e pelas concessionárias, sob fiscalização da ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo, não foram paralisados sequer nos meses de quarentena mais intensa (março e abril).

Atualmente, na região metropolitana de São Paulo são 09 intervenções em andamento, totalizando R﹩ 418,7 milhões de reais em investimentos com a modernização de 212,75 quilômetros de estradas. No Estado, são 132 obras com 1.500 quilômetros de vias em modernização que receberam investimentos de R﹩ 5,3 bilhões, geraram 13 mil empregos diretos e indiretos e beneficiarão 155 cidades com as futuras melhorias.

Duplicação de rodovias, faixas adicionais, marginais, novas pistas e recapeamentos de trechos existentes são alguns dos serviços que estão sendo realizados. As obras, além de beneficiar diretamente na mobilidade de quem viaja pelas rodovias que cortam os municípios da Grande São Paulo, contribui na geração de postos de trabalho. Somente para a região, foram mais de 1.018 novos empregos.

O secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, explica que manter obras de infraestrutura é fundamental para a retomada do crescimento econômico e o desenvolvimento regional. “Em todo o estado estamos atualmente com 132 obras em andamento, totalizando 1.500 quilômetros de rodovias. Em tempos de dificuldades, não podemos parar. Essas obras geram milhares de empregos. Além disso, o modal rodoviário é o principal meio de escoamento e abastecimento da população. O crescimento da infraestrutura paulista fortalece a retomada da economia do Estado e do País”.

“As rodovias da região metropolitana são importantes ligações da capital paulista ao litoral e interior do Estado e, com o resultado das obras, temos certeza que os usuários poderão contar com viagens ainda mais seguras e confortáveis”, afirma Milton Persoli, diretor-geral da ARTESP. “Estamos alinhados com todas as concessionárias para que, apesar da pandemia, consigamos seguir com nossa programação, com todos os cuidados necessários para preservar a saúde dos profissionais que atuam nas frentes de trabalho.”

Principais obras em andamento na região:

ARTESP

SP 021

Municípios: Carapicuíba, Osasco

Implantação de Marginal – km 19+700 ao 24+400 – ambos os sentidos (Padroeira – Raposo)

Investimento: R﹩ 57,2 milhões

Início: 01/06/2010

Previsão de término: 31/05/2021

SP 021

Municípios: Carapicuíba, Osasco

Faixa Adicional do km 15+500 ao 19+700 – Interna

Investimento: R﹩ 20,5 milhões

Início: 17/09/2012

Previsão de término: 31/05/2022

SP 021

Municípios: Barueri, Carapicuíba, Cotia, Embu, Osasco, Santana de Parnaíba, São Paulo

Pavimento Rígido – Intervenções ao longo da concessão – Ano 13

Investimento: R﹩ 1,1 milhão

Início: 01/06/2020

Previsão de término: 31/05/2021

SP 021

Municípios: Embu, Itapecerica da Serra

Pavimento Asfáltico – 1ª Intervenção Pista Externa e Interna km 30+000 ao km 43+200 – Trecho Sul

Investimento: R﹩ 18,1 milhões

Início: 02/12/2019

Previsão de término: 01/12/2020

SP 021

Município: São Paulo

Pavimento Asfáltico – 1ª Intervenção Pista Externa e Interna km 51+000 ao km 63+200 – Trecho Sul

Investimento: R﹩ 16,8 milhões

Início: 11/06/2019

Previsão de término: 11/11/2020

DER

SP 250

Duplicação e melhorias no trecho entre o Km 48,7 e o Km 62,6 com total de 13,9 km

Municípios: Vargem Grande Paulista, Cotia e Ibiúna

Investimento: R﹩ 115,1 milhões

Início: Janeiro de 2018

Previsão de término: Dezembro de 2020

SP 250

Duplicação e melhorias na via dividido em dois lotes

Lote 1

Duplicação e melhorias na via, incluindo a elaboração do projeto executivo de duas passarelas, Do Km 45,2 ao Km 48,7

Município: Vargem Grande Paulista

Investimento: R﹩ 25,1 milhões

Início: Setembro de 2018

Previsão de término: Dezembro de 2020

Lote 2

Duplicação e melhorias na via, incluindo a elaboração do projeto executivo de duas passarelas, alargamento de uma ponte e de dois muros de contenção, do Km 62,6 ao Km 69,58

Município: Ibiúna

Investimento: R﹩ 41,9 milhões

Início: Setembro de 2018

Previsão de término: Dezembro de 2020

SP 031

Municípios: São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Pires e Suzano

Recuperação da pista e das rotatórias do Km 33,1 ao 70,3

Investimento: R﹩ 19 milhões

Início: junho de 2019

Previsão de término: setembro de 2020

SP 088

Municípios: Arujá e Mogi das Cruzes

Melhorias entre o Km 32 e o 33,3 e duplicação e melhorias no trecho entre o Km 33,3 e o 39,4, além de quatro passarelas nos Kms 33,54; 35,23; 37,97 e 38,81

Investimento: R﹩ 103,9 milhões

Início: janeiro de 2018

Previsão de término: dezembro de 2020

Sobre a ARTESP

A ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – regula o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo há mais de 20 anos. Sob sua gerência, estão 20 concessionárias, que atuam em 10,8 mil quilômetros de rodovias, o que representa quase 31% da malha estadual, abrangendo 283 municípios.

A Agência também fiscaliza o Transporte Intermunicipal de Passageiros, exceto nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, Campinas, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Litoral Norte. Dentre as ações, realiza auditoria de frota, garagem e instalações, ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e nas rodovias. Além disso, a ARTESP é responsável pela regulação da concessão de cinco aeroportos regionais.

ARTESP inicia Semana Nacional do Trânsito com desafio de segurança nas redes sociais

Imagem: Freepik
Agência fala das iniciativas em prol da causa da redução de acidentes juntamente com as concessionárias reguladas

A ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo inicia Semana Nacional de Trânsito – de 18 a 25 de Setembro – com um desafio de segurança por meio das redes sociais. Ao lado das concessionárias que integram o Programa de Concessões Rodoviárias Paulistas, a agência tem produzido vídeos que buscam mostrar para a população as iniciativas realizadas para reduzir os acidentes e proporcionar maior segurança no trânsito.

Ao todo, serão divulgados 17 vídeos, com dois minutos de duração, nas redes sociais da ARTESP entre os dias 18 e 25 de setembro. A estreia é amanhã (18), quando serão publicados três conteúdos, sendo um da ARTESP e outros dois das concessionárias CCR SPVias e Rota das Bandeiras.

Veja aqui o vídeo de lançamento do desafio:

“Os desafios têm por objetivo apontar algo além dos números, vamos demonstrar que tanto a ARTESP quanto as concessionárias buscam constantemente melhorar e aprimorar as tecnologias e procedimentos em prol da segurança dos usuários. Há esforços de engenharia, de ações de conscientização dos usuários das rodovias, adequação de atividades, com resultado positivo da redução de acidentes”, afirma Milton Persoli, diretor geral da ARTESP.

Desde 1998, a ARTESP coordena o PRA – Programa de Redução de Acidentes de Trânsito e Segurança Rodoviária. O programa prevê a realização de ações que promovam a segurança viária e incentivem ações de prudência e responsabilidade pelos usuários das rodovias.

Atividades

De 18 a 25 de Setembro, a ARTESP em parceria com as 20 concessionárias do Programa de Concessões Rodoviárias Paulista desenvolveu uma série de atividades presenciais e online com o objetivo de conscientizar os usuários das rodovias sobre pequenas mudanças de comportamento que podem ter grande impacto na construção de um trânsito mais seguro. As atividades integram a Semana Nacional do Trânsito, em parceria com o Programa Respeito à Vida, gerenciado pelo Detran.SP. Além dos vídeos nas redes sociais, serão distribuídos planfletos, faixas e frases educativas nos 388 painéis móveis ao longo da malha concedida com frases sobre segurança e cuidados.

Mobilização na Semana Nacional do Trânsito

O Governo de São Paulo promove centenas de ações educativas e de fiscalização durante a Semana Nacional do Trânsito. A campanha educativa “Sem Respeito Não Dirija” traz mensagens sobre prevenção de acidentes e a importância de um comportamento cidadão no trânsito. Com apoio da Secretaria de Transportes Metropolitanos, as mensagens estão presentes nas estações e vagões do Metrô e da CPTM, além de terminais da EMTU. Em parceria com o DER, ARTESP e concessionárias de rodovias, faixas e painéis eletrônicos dedicam espaço para as mensagens, assim como os canais digitais do Governo de São Paulo e Secretarias no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn. O Detran.SP também promove uma série de webinars com especialistas do Brasil e do exterior. Saiba mais no site http://www.semanadotransito.sp.gov.br .

Sobre a ARTESP

A ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – regula o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo há mais de 20 anos. Sob sua gerência, estão 20 concessionárias, que atuam em 10,8 mil quilômetros de rodovias, o que representa quase 31% da malha estadual, abrangendo 283 municípios.

A Agência também fiscaliza o Transporte Intermunicipal de Passageiros, exceto nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, Campinas, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Litoral Norte. Dentre as ações, realiza auditoria de frota, garagem e instalações, ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e nas rodovias. Além disso, a ARTESP é responsável pela regulação da concessão de cinco aeroportos regionais.

ARTESP realiza blitz de fiscalização em três Terminais Rodoviários da Capital e de Campinas

Imagem: Sturm
Foco da ação foi verificar os horários de saída dos veículos

A equipe de fiscalização de Transporte Coletivo Intermunicipal da ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo realizou nesta quinta-feira (10/09) operações em três terminais rodoviários da capital – Tietê, Barra Funda e Jabaquara – e no Terminal Intermodal Ramos de Azevedo, em Campinas. Com a volta gradativa da rotina no Estado de São Paulo, depois da fase mais aguda da Covid-19, o objetivo foi verificar se as empresas estão atendendo à demanda devido ao aumento do número de passageiros.

No total, 17 agentes participaram da operação conjunta, que foi realizada nos pontos das 13h às 20h e resultou em 155 veículos fiscalizados, 32 autuados e 01 retido. No Terminal do Tietê foram 62 fiscalizados e 12 autuados. Já na Barra Funda, os agentes fiscalizaram 45 veículos, autuaram 16 e retiveram 01. No Jabaquara, foram 22 fiscalizados e 02 autuados. Por fim, em Campinas, 26 veículos foram fiscalizados e 02 autuados.

” O objetivo principal destas operações nos terminais rodoviários é manter o equilíbrio entre a retomada das atividades após a melhora da pandemia no Estado de São Paulo e o atendimento das empresas ao aumento da demanda relativo a esta retomada. Os fiscais observaram se os embarques foram realizados dentro dos horários determinados e se não ocorreu excesso de passageiros nos guichês”, afirma Reonaldo Raitz Leandro, Superintendente de Fiscalização da Diretoria de Procedimentos e Logística da ARTESP.

Os fiscais também verificaram as condições dos veículos, se nenhum item comprometia a segurança dos mesmos, questões de higiene dentro dos veículos, uso de máscaras pelos passageiros ao embarcar, além de orientaram os motoristas para reforçar aos passageiros sobre a necessidade de utilizar máscaras durante todo o trajeto da viagem.

As empresas foram alertadas sobre a necessidade de cumprir o horário estabelecido para evitar filas, aglomerações próximas aos guichês e veículos lotados. A ARTESP é responsável por regular a operação efetuada entre terminais rodoviários e agências de venda de passagens, com a utilização de veículos com poltronas individuais numeradas, porta única para embarque e desembarque, bagageiro externo e proibição de transporte de passageiros em pé.

Para consultar os veículos cadastrados, basta acessar: http://bit.ly/39ItlZg

As imagens da fiscalização nos terminais estão disponíveis neste link: http://we.tl/t-pROw6BMSt9

Sobre a ARTESP

A ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – regula o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo há mais de 20 anos. Sob sua gerência, estão 20 concessionárias, que atuam em 10,8 mil quilômetros de rodovias, o que representa quase 31% da malha estadual, abrangendo 283 municípios.

A Agência também fiscaliza o Transporte Intermunicipal de Passageiros, exceto nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, Campinas, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Litoral Norte. Dentre as ações, realiza auditoria de frota, garagem e instalações, ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e nas rodovias. Além disso, a ARTESP é responsável pela regulação da concessão de cinco aeroportos regionais.

ARTESP e concessionárias se mobilizam na Campanha Setembro Verde para incentivar doações de órgãos

Imagem: Divulgação
Mensagens educativas e motivacionais serão exibidas nos painéis eletrônicos instalados nas rodovias sob concessão da Agência

Com o objetivo de incentivar as doações de órgãos no Estado, a ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo, com o apoio das 20 concessionárias que administram as rodovias paulistas, participa da campanha Setembro Verde. A iniciativa é uma parceria com a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) para conscientizar a população da importância do gesto, principalmente diante do atual cenário pandêmico.

As ações de conscientização do Setembro Verde começaram nesta terça-feira (8) e vão até o dia 30. Desde então, as concessionárias exibem nos 388 painéis eletrônicos – distribuídos ao longo dos 10,8 mil quilômetros de rodovias concessionadas – as seguintes mensagens da campanha:

Doe órgãos, salve vidas

Avise sua família

Avisar os familiares sobre a intenção de ser um doador de órgão é essencial, já que no Brasil não há necessidade de documentar essa condição. Podem ser doados órgãos como rins, coração, pulmões, fígado, pâncreas e também tecidos, como ossos, tendões, pele, córneas e válvulas cardíacas. Um único doador pode salvar várias vidas. Atualmente, cerca de 40% das famílias se recusam a doar os órgãos de parentes, já que não foram comunicadas sobre a intenção anteriormente.

Por conta da pandemia, o número de doadores de órgãos caiu 6,5% no Brasil no primeiro semestre de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019, segundo a ABTO. Essa redução prejudicou também os transplantes, que vinham crescendo gradativamente nos últimos anos.

“Este ano tem se mostrado atípico e com muitos desafios. Estamos diante de um momento em que precisamos somar esforços para que a conscientização para a doação de órgãos aumente. Por isso, juntamente com as concessionárias, vamos ajudar a reforçar a campanha Setembro Verde, divulgando mensagens de incentivo em todos os painéis das rodovias sob concessão do Estado de São Paulo. Doar órgãos é um ato de generosidade ao próximo e salva muitas vidas”, conta o diretor geral da ARTESP, Milton Persoli.

Segundo dados da ABTO, no primeiro semestre de 2020, foram realizados 8.897 transplantes. Desses, 3.632 são os chamados órgãos sólidos (coração, fígado, pâncreas, pulmão e rim), sendo que parte desse número envolve mais de um órgão. Os transplantes de córnea no mesmo período somaram 3.963 e os de medula óssea foram de 1.302. Entre os órgãos sólidos, os maiores índices de transplante são de rim (2.409).

“Entendemos o drama acarretado pela pandemia atual, mas vamos tentar não deixar a alma do transplante morrer, agindo com calma e prudência, lembrando que milhares de pacientes dependem da doação de órgãos e, consequentemente, dos transplantes para sobreviverem”, explica o presidente da ABTO, José Huygens Parente Garcia.

Cerca de 90% dos transplantes são realizados pelo SUS. Mesmo com esses números, as filas de espera ainda são bastante longas, devido ao baixo índice de doadores. De acordo com a entidade, a lista de espera para a doação de órgãos conta com 40.740 pessoas. O órgão mais aguardado é o rim, com um total de 26.678 pacientes.

No Estado de São Paulo, no primeiro semestre deste ano, foram realizados 2.680 transplantes, sendo 1.363 de córnea, 856 de rim, 351 de fígado, 60 de coração, 21 de pâncreas e rim, 19 de pulmão e 10 de pâncreas.

Atualmente, 17.379 pessoas aguardam por um órgão no estado, somando 13.211 que precisam de rins, 3.360 de córneas, 336 de fígado, 135 de coração, 107 de pulmão, 16 de pâncreas e 214 de pâncreas e rim, simultaneamente.

“A doação de órgãos pode salvar muitas vidas. Estas ações pelas rodovias concedidas do Estado de São Paulo visam lembrar e conscientizar a população quanto à importância deste gesto”, diz o Secretário de Estado da Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn.

Por três anos, o estudante José Eduardo de Faria Lima Neto, 20 anos, ficou na fila esperando por um pulmão. Ele recebeu o órgão em abril de 2019 e diz que a doação salvou sua vida. Atividades como jogar bola, nadar e estudar, que antes fazia com dificuldades, foram retomadas após a cirurgia. “Hoje sou uma nova pessoa, a doação me deu uma nova vida. Sempre que posso, conscientizo e incentivo todos ao meu redor sobre esse ato de generosidade e amor”, afirma.

Para mais informações sobre doação de órgãos, acesse:

Sobre o Setembro Verde

O Dia Nacional de Doação de Órgãos é celebrado em 27 de setembro, por isso, o mês foi escolhido para incentivar e conscientizar sobre a importante atitude. A cor verde foi eleita como a melhor para ilustrar a causa, pois representa a área da saúde e simboliza também a esperança e a liberdade.

Sobre a ARTESP

A ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – regula o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo há mais de 20 anos. Sob sua gerência, estão 20 concessionárias, que atuam em 10,8 mil quilômetros de rodovias, o que representa quase 31% da malha estadual, abrangendo 283 municípios.

A Agência também fiscaliza o Transporte Intermunicipal de Passageiros, exceto nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, Campinas, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Litoral Norte. Dentre as ações, realiza auditoria de frota, garagem e instalações, ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e nas rodovias. Além disso, a ARTESP é responsável pela regulação da concessão de cinco aeroportos regionais.

SPMAR faz doação para entidades em 11 cidades

Imagem: Divulgação
Ação é parte da campanha Inverno Solidário que termina no próximo dia 15 de setembro

A chegada do inverno com quedas bruscas de temperatura à noite, representa um perigo para muitas pessoas que vivem em vulnerabilidade social.

Para ajudar a mudar essa realidade a SPMAR aderiu à Campanha Inverno Solidário, uma iniciativa do Fundo Social de Solidariedade do Estado e que conta também como apoio da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

No total foram contempladas 11 instituições que trabalham com pessoas desamparadas, sendo uma em cada cidade cortada pelos trechos Sul e Leste do Rodoanel Mario Covas.

“Esse é o resultado de uma verdadeira corrente de solidariedade, possível graças a solidariedade de usuários e colaboradores, fundamentais nesse trabalho de ajudar ao próximo” explica o diretor executivo da concessionária SPMAR, Marcos Fonseca.
 
Desde o início da ação em junho, a SPMAR já realizou doação de 550 cobertores e 630 peças de roupas novas, uma exigência da campanha desse ano, devido a pandemia do Covid-19.

Entre as instituições favorecidas pela concessionária estão o Fundo Social de Solidariedade – São Bernardo do Campo, Santo André, Itapecerica da Serra, Arujá, Poá, Mauá, Ribeirão Pires, Itaquaquecetuba e São Paulo – o Exército da Salvação de Suzano e a Instituição Obreiros do Amor e Misericórdia (OAM) de Embu das Artes.
 
Para quem tiver interesse em colaborar com a campanha, as doações de roupas e cobertores novos continuam sendo recebidas até o dia 22 de setembro. No site da campanha www.invernosolidario.sp.gov.br é possível digitar seu cep e encontrar o posto de coleta mais perto da sua residência