Prefeitura e MP assinam acordo para reestruturar CAPS de Itapevi

Assinatura do TAC sobre reestruturação do CAPS Itapevi. (Pedro Godoy/ExLibris/Secom-PMI)

Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) irá melhorar atendimento nos Centros de Atenção Psicossocial da cidade

A Prefeitura de Itapevi e o Ministério Público assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para reorganizar o serviço dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do município.

O documento foi firmado nesta segunda-feira (17) pelo prefeito Igor Soares e o promotor público Marcelo Silva Cassola no Paço Municipal, em evento com a presença de representantes do grupo Pais e Mães Azuis de Itapevi, que lutam por melhores condições de atendimento para crianças e adolescentes autistas.

Entre os compromissos assumidos, a Prefeitura irá criar e estruturar uma unidade do CAPS III (para cidades com mais de 200 mil habitantes) para atendimento 24 horas de crianças, adultos e adolescentes com transtornos mentais graves e persistentes, com necessidades de cuidados clínicos contínuos. Neste equipamento, o serviço oferecido deverá ter até doze leitos para observação e monitoramento de pacientes.

O TAC determina que os três CAPS que já existem na cidade (para atendimento adulto, infanto-juvenil e especializado em álcool e drogas) sejam mantidos em pleno funcionamento até a sua evolução para unidades de maior complexidade. Também está prevista a contratação de médicos, psicólogos, assistentes sociais e demais profissionais para atender a demanda, assim como o fornecimento de alimentação em todas as unidades.

O prazo para implantação destas ações é de seis meses a dois anos. “Vamos trabalhar para atender a todas essas demandas no menor tempo possível, especialmente as questões que se referem ao atendimento infantil”, disse o prefeito Igor Soares, que desde maio tem se dedicado junto às mães e pais das crianças autistas da cidade a encontrar soluções para melhorar o atendimento do CAPS Infantil.

“Durante anos, esperamos esta abertura e nunca tivemos. Agora, finalmente conseguimos”, disse Ana Maria Araújo, uma das representantes do Grupo Pais e Mães Azuis de Itapevi.

“Esse compromisso é resultado da nossa luta para dar aos nossos filhos autistas um atendimento digno e capaz de torna-los mais independentes. Estamos felizes por estarmos aqui hoje sendo recebidas pelo prefeito e, principalmente por estarmos sendo testemunhas da assinatura deste compromisso que é resultado da nossa luta”, afirmou Ana Maria.

“Os termos apresentados são muito coerentes e estão dentro do que o município pode fazer”, explicou Cassola. “Estamos satisfeitos com a prontidão com que o prefeito Igor Soares se dispôs a tratar desta questão tão delicada. Se o que estamos propondo aqui hoje se concretizar, Itapevi certamente vai se tornar referência em atendimento psicossocial na região”, completou o promotor.