Prefeitura de Carapicuiba alerta para importância da Campanha de multivacinação

vacinação criança

A Prefeitura de Carapicuíba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde de Carapicuíba, alerta pais e responsáveis para que fiquem atentos a Campanha Nacional de Multivacinação, que imunizará crianças a partir de 6 meses de idade a menores de 5 anos, contra Sarampo, Poliomielite, Caxumba e Rubéola, além da atualização da carteira de vacinação.

A mobilização acontece de 15 a 31 de Agosto e o Dia D será no sábado, 15. Todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) prestarão atendimento das 8h às 17h, e a Prefeitura disponibilizará 30 a 35 postos volantes para atingir o maior número de crianças.

É dever dos pais levar as crianças para vacinar. Todas as crianças precisam ser vacinadas para ficarem protegidas contra algumas doenças. Vacinando seu filho, você estará protegendo-o, contribuindo para diminuir a mortalidade infantil e para erradicar algumas doenças em nosso país.

CONTINUAR PREVENINDO

A Secretaria da Saúde esclarece que a Poliomielite, mais conhecida como Paralisia Infantil, é uma doença transmitida pelo Pólio, vírus que é eliminado nas fezes e por gotículas expelidas durante a fala, tosse ou o espirro da pessoa contaminada.

A falta de higiene e de saneamento básico favorece a transmissão. Pessoas que adquirem a pólio, na grande maioria, apresentam sequelas como fraqueza muscular e paralisia.  A pólio espinhal é a forma mais comum, caracterizada por paralisia assimétrica que, com frequência, afeta as pernas.

No Brasil desde 1990 não há registros de casos, porém há preocupação, pois em alguns países do mundo a poliomielite ainda é muito frequente. Diante deste quadro mundial, há necessidade de esforços de prevenção para mantermos o Brasil livre da poliomielite.

Uma situação bem diferente vem ocorrendo com o Sarampo onde a circulação do vírus já foi registrada (surtos) fora e dentro do Brasil. No Ceará, desde 2013, foram registrados 155 casos confirmados. O último registro foi em 27 de maio de 2015. Já em São Paulo, não houve registro em 2015.

O sarampo é uma doença viral aguda, transmitida por meio das secreções expelidas pelo doente ao tossir, respirar, falar. Essa forma de transmissão é responsável pela elevada contagiosidade da doença. Portanto, sua transmissão é comum em locais públicos onde esteja presente uma pessoa infectada.

Não existe tratamento específico para o sarampo, e a recuperação do doente ocorre em 2 a 3 semanas; porém em crianças menores de cinco anos e adultos, na presença de desnutrição ou condição de imunodepressão, o sarampo pode cursar com complicações graves, que podem levar a sequelas e serem eventualmente fatais. Tanto para a prevenção do sarampo, como para a poliomielite, a vacinação é a medida mais eficaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.