Prefeito anuncia chegada do Detecta em reunião do Conseg em Osasco

Atento à preocupação dos munícipes em relação à segurança na cidade, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, anunciou em reunião do Conselho Municipal de Segurança (Conseg), região Sudeste, na terça-feira, 13/11, que a partir de janeiro Osasco contará com 158 câmeras de segurança do Detecta, sistema que identifica veículos produtos de roubo, furto, com impostos atrasados ou cujos ocupantes estejam em atitudes suspeitas, de acordo com os alertas feitos pelo monitoramento das câmeras.

O encontro, do qual também participaram o delegado Fábio Garbim, o tenente Stéfano, da Polícia Militar, o secretário municipal de Segurança e Controle Urbano, Adilson Moreira, o subcomandante Vaz, da Guarda Civil Municipal, e o Monsenhor Claudemir, aconteceu no Salão de Atos da Catedral Santo Antônio, no bairro de mesmo nome.

“As câmeras já foram compradas e os aplicativos estão licitados. Com essas novas ferramentas, a polícia poderá identificar carros roubados e indivíduos que tenham praticado ou estejam planejando praticar delitos na cidade. Com o Detecta, poderão ser pegos de surpresa. Também já fizemos contrato e alugamos novas viaturas e motocicletas, que vão patrulhar as ruas da cidade. Em março contratamos 200 novos GCMs por concurso público. Eles estão em fase final de preparação e cerca de 150 irão para as ruas a partir de dezembro”, disse o prefeito.

Rogério Lins também afirmou que aumentou em 77% a destinação de recursos para a área de segurança da cidade. “Eram R$ 48 nilhões e agora serão R$ 90 milhões. Osasco certamente é a cidade no Brasil que mais aumentou os investimentos em segurança pública. Fizemos isso porque embora a segurança seja atribuição do Estado, aqui procuramos trabalhar em parceria com as polícias Civil e Militar. Também precisamos fazer nossa parte para garantir a segurança de nossos munícipes.”

Segundo Adilson Moreira, a cidade é dividida em dez distritos e as novas viaturas e GCMs serão distribuídos para patrulhamento nessas áreas. A medida se juntará a outras já em curso na cidade adotadas pela atual gestão, como o Amanhecer Seguro, por meio do qual os guardas circulam desde as primeiras horas do dia em áreas onde há aglomeração de pessoas, como pontos de ônibus, escolas e comércio.

Os chamados bailes funk e o barulho de bares até altas horas da madrugada também foram alvo de queixas de representantes da sociedade civil que integram o conselho.  “Nos últimos 30 dias já emparedamos 20 estabelecimentos que funcionavam de forma irregular. Em relação aos bailes, quando ficamos sabendo com antecedência, já ocupamos o espaço com a Guarda e a PM para que não aconteça. Por isso é importante a participação das pessoas para que possamos antecipar nossas ações”, disse Lins.

A exemplo dos demais integrantes da mesa, o chefe do Executivo enalteceu a iniciativa dos membros do grupo de dedicarem seu tempo para a discussão de temas ligados à segurança pública.

“É com diálogo, críticas e sugestões que juntos poderemos buscar medidas para atenuar a questão da violência no país. Mas é importante destacar que isso só vai mudar com educação e oportunidade para os jovens para que não se tornem infratores ou que não voltem a cometer delitos”, disse, para depois sugerir que as famílias que tenham condições desenvolvam ações sociais em comunidades próximas a suas residências.

O Conseg Sudeste abrange, entre outros bairros, o Bela Vista, Santo Antônio, Novo Osasco, Jardim Umuarama, Adalgisa, Jardim D’Abril, São Victor e Jardim Conceição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*