Pirapora do Bom Jesus desenvolve projeto pioneiro no ensino de LIBRAS

A Secretaria de Educação de Pirapora do Bom Jesus em parceria com a Organização da Sociedade Civil (OSC) Tenda da Solidariedade está realizando um projeto pioneiro no ensino da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) com professores da rede municipal e funcionários públicos da cidade.

O projeto teve início há um ano e meio em Pirapora e os alunos que estão no módulo avançado começaram a ter aulas com o professor Thiago Júlio Pinto, que é surdo.

Segundo Danielle Pires, presidente da Tenda da Solidariedade, o curso avançado é como se fosse um intercâmbio com o professor que ministra aulas de outro idioma. “Já que o Thiago é surdo, os alunos só conseguem se comunicar através da Língua de Sinais. Desenvolvo o projeto em outras cidades e posso afirmar que é pioneiro para a área”.

A secretária de Educação, Dolores de Oliveira, está muito feliz com o projeto. “Havia um grande número de professores que buscavam especialização em LIBRAS e tinham dificuldade para realizar fora da cidade. A gestão passada conheceu o trabalho da Tenda da Solidariedade, fechou a parceria e hoje nós somos pioneiros a apoiar professores para educação de surdos. Agora queremos trazer mais cursos e outras especializações”, enfatizou Dolores.

O projeto é dividido em 3 módulos (básico, avançado e intermediário), já tem 150 alunos matriculados, as aulas são ministradas na escola Senhor Bom Jesus, aos sábados. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone da Secretaria de Educação 4131-3396.

 

CAMPANHA DA BOA VISÃO

Em 2017 a Tenda da Solidariedade realizou a Campanha da Boa Visão, nas escolas de Pirapora do Bom Jesus. De acordo com a Secretaria de Educação, foram atendidas cerca de 5 mil pessoas, entre alunos e familiares e doados 30 óculos.

 

SAIBA MAIS SOBRE OSC TENDA DA SOLIDARIEDADE

Fundada em janeiro de 2014, tem sua sede instalada em Jandira e a missão de gerar transformação social através de ações educacionais transversais de sustentabilidade para pessoa em situação de vulnerabilidade na comunidade onde estiver inserida. A OSC se mantem com a venda de óleo de fritura que é transformado em Biodiesel e papel reciclado. As escolas piraporanas têm contribuído significativamente após a criação de ecopontos.

Através do Centro de Ensino Profissionalizante da Solidariedade é realizado diversas palestras, treinamento, cursos livres, profissionalizantes, de extensão universitária e pós-graduação. Entre eles estão Ballet, Inglês, LIBRAS, Liderança e Gestão de Pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*