Paulo Barufi corrige distorções salariais de servidores em Jandira

Piso salarial de cerca de mil funcionários era menor que o salário mínimo vigente

 

Na última semana, a Prefeitura de Jandira corrigiu uma grave distorção verificada nos vencimentos de cerca de mil servidores da administração municipal. Centenas de profissionais, entre eles auxiliares administrativos, ajudantes gerais e serventes, apresentavam piso salarial com valores abaixo do salário mínimo oficial – o que hoje corresponde a R$ 937.

Segundo a Secretaria de Administração, o menor valor salarial pago aos funcionários era de R$ 788, bem abaixo do mínimo praticado no País. Para minimizar a situação, entre os anos 2015 e 2016, a administração passada complementava a diferença na folha de pagamento e equiparava o valor ao salário mínimo vigente. “No entanto, por conta disso, a Prefeitura não conseguiria efetuar a progressão de nível e de classe, que ficaram defasadas”, explicou o secretário Rogério Silva.

Para resolver a questão, o prefeito Paulo Barufi assinou a Lei Municipal 2165/17 adequando o piso salarial municipal, elevando o valor mensal mínimo pago aos servidores para R$ 937. Enquandram-se neste quesito servidores ativos, inativos, aposentados e pensionistas do IPREJAN (Instituto de Previdência Municipal de Jandira). Os novos valores já passam a ser pagos nos vencimentos depositados nesta semana.

Segundo o prefeito, a partir dessa correção, a Prefeitura inicia a política de valorização dos profissionais de Jandira. “Corrigimos uma tremenda injustiça com grande parte do funcionalismo, que recebia menos que o salário mínimo. Assim, respeitamos o servidor e sua família. Queremos mais e, aos poucos, com muito esforço, vamos implementar uma política de valorização salarial dos profissionais que servem à população de Jandira”, ressaltou Barufi.