Ministério Público investiga manobra de escritório de advocacia e ex-prefeito Sérgio Ribeiro

Ex-prefeito de Carapicuíba contratou escritório sem licitação e gerou dívidas para a cidade que podem chegar a R$ 250 milhões

O Ministério Público está investigando um escritório de advocacia por dar um golpe milionário em diversas cidades, incluindo Carapicuíba, durante a gestão do ex-prefeito Sérgio Ribeiro do PT. A denúncia foi apresentada em rede nacional pelo jornal Bom Dia Brasil da TV Globo na segunda-feira, 15.
Segundo a reportagem, o ex-prefeito Sérgio Ribeiro está na mira do Ministério Público por ter contratado, sem licitação, este escritório de advocacia que prometia descontos no recolhimento de uma contribuição do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Com essa irregularidade, o ex-prefeito Sérgio Ribeiro deixou uma dívida de mais de R$ 170 milhões que com juros pode chegar a R$ 250 milhões. A “bomba” está caindo nas mãos do atual prefeito, Marcos Neves.
Na denúncia criminal do Ministério Público, o promotor Marcelo Mendroni acusa o advogado Alécio Castellucci Figueiredo de ser o articulador do esquema, que funcionaria da seguinte forma:
Toda prefeitura paga para o INSS de 1 a 3% do valor do salário de cada servidor público. Esse dinheiro vai para um fundo do governo federal que cobre o pagamento de salários quando o funcionário sofre um acidente de trabalho. Segundo a denúncia, o advogado elaborava planilhas em que a prefeitura recolhia sempre pelo menor valor – 1%. Ele ainda pedia compensação sobre aquilo que na visão dele, teria sido pago a mais. Pela suposta economia, ele recebia em torno de 20% dos valores que cada prefeitura municipal compensava e deixava de recolher.


Ex-prefeito Sérgio Ribeiro pagou R$ 20 milhões para escritório de advocacia

Segundo o promotor, entre 2008 e 2013, 161 municípios contrataram o escritório e pagaram de honorários: R$ 70 milhões. Apenas a cidade de Carapicuíba, durante o mandato do ex-prefeito Sérgio Ribeiro, pagou mais de R$ 20 milhões para o escritório.
A reportagem não conseguiu contato com o ex-prefeito de Carapicuíba, Sérgio Ribeiro, do PT.