Febre amarela: população deve ficar alerta

Os macacos são os maiores aliados dos seres humanos quando o assunto é febre amarela – doença viral grave transmitida por algumas espécies de mosquitos, dentre eles o Aedes aegypti. Portanto, é crime qualquer forma de agressão contra esses animais, uma vez que eles são igualmente vítimas da doença.

Como os macacos são os primeiros a sofrerem com essa arbovirose, agem como verdadeiros protetores das pessoas. Ao ser identificado um macaco morto ou doente por febre amarela em uma região, abre-se um alerta quanto a uma maior necessidade de prevenção.

Em março deste ano foi encontrado dentro de um condomínio na região central de Barueri um macaco morto, conhecido popularmente como sagui, que testou positivo para febre amarela. Acionada, a Vigilância em Saúde tomou as devidas medidas junto à população para evitar a transmissão entre humanos, dentre elas a vacinação dos moradores do condomínio que ainda não haviam sido imunizados.

Felizmente Barueri não registrou nenhum caso de febre amarela entre humanos nos últimos anos, mas o cuidado deve ser constante.

Chame as autoridades competentes

Por isso é muito importante que a população comunique imediatamente o Departamento Técnico de Controle de Zoonoses do município caso encontre macacos mortos. Se esse for o caso, o telefone da Zoonoses de Barueri é (11) 4198-5679.

Caso sejam encontrados primatas feridos ou doentes, mesmo que sejam atropelados ou vítimas de choque elétrico, por exemplo, é importante acionar a Guarda Ambiental pelo número (11) 4199-1400, ou a Secretaria de Meio Ambiente, no número (11) 4199-1500.

Mas atenção! Não é recomendada a manipulação ou qualquer tipo de contato direto com esses animais, mesmo que para fins de resgate, devido ao risco de transmissão de raiva. Ligue para que as autoridades façam o recolhimento.

Vacina

A vacina é a forma mais segura e eficaz de prevenção contra a febre amarela. Só é preciso uma dose para que a pessoa esteja protegida pelo resto da vida. Apenas quem tomou a dose fracionada deverá tomar a vacina novamente dentro de oito anos. O imunológico faz parte do calendário vacinal brasileiro e é recomendado a pessoas de 9 meses a 59 anos de idade. Grávidas ou maiores de 60 anos devem procurar o serviço de saúde para obter orientações sobre a vacinação. As doses estão disponíveis nas salas de vacina do município o ano inteiro.

Barueri está com uma ótima cobertura vacinal de febre amarela, ultrapassando a marca de 99% em 2019. O município não registrou nenhum caso da doença em 2019 e nem este ano até o momento. Mas é preciso manter o alerta, já que, segundo o Ministério da Saúde, São Paulo está entre os seis Estados brasileiros onde há circulação do vírus (Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Pará são os outros cinco Estados da lista).

Elimine criadouros

Além de tomar a vacina é de extrema importância que a população mantenha constante vigília com relação a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti dentro de casa. O mosquito só precisa de um pouco de água limpa e parada para se reproduzir. Eliminar criadouros protege não apenas contra a febre amarela, mas também contra outras doenças de alta letalidade, como dengue, Zika e Chikungunya.