Debate evidencia fragilidades e pontos fortes dos candidatos em Pirapora do Bom Jesus

Andréa Bueno passa sufoco e demonstra despreparo em debate realizado pela Conectv

 Foi realizado na noite do dia 30 de maio, nos estúdios da Conectv em Osasco, o segundo debate entre candidatos a prefeito das eleições suplementares de Pirapora do Bom Jesus.

O evento que teve quase 3 horas de duração, foi acompanhado ao vivo por quase 10 mil pessoas. No primeiro debate realizado, os candidatos Andrea Bueno e Neno não compareceram.

Andréa Bueno que não compareceu ao primeiro debate

No primeiro bloco os candidatos fizeram perguntas para seus adversários sobre temas escolhidos previamente.

Andréa Bueno que não compareceu ao primeiro debate, nesse se mostrou totalmente nervosa, principalmente pelo fato de todos os candidatos questionarem a administração do seu marido Raul Bueno, que administrou a cidade, sendo condenado, tendo os bens bloqueados e hoje responde pelo crime de improbidade administrativa e devido a isso a cidade passa por uma nova eleição, já que mesmo inelegível, Raul Bueno concorreu na última eleição tendo seus votos invalidados pelo Superior Tribunal Eleitoral, por 7 votos a zero.

Em diversos momentos Andrea Bueno, ficou em “saia justa”, já que o candidato Edmilson Marceneiro falou que seu marido,  colocou a saúde da cidade no caos e lembrou que seu marido e atual mentor não pagava os servidores da saúde. Para se defender, Andréa pontuou que a candidata era ela e não seu marido. “Se a cidade cair nas mãos dessa candidata, ela vai fazer com a cidade, o mesmo que o seu marido fez e isso será uma devastação na saúde”, destacou Marceneiro.

Ainda prosseguindo com as referências, Marceneiro, lembrou que na época da administração do seu marido, a merenda era ruim, e era servida quase diariamente arroz com salsicha.

Alessandro Costa questiona candidata sobre construção de parques

Já Alessandro Costa, candidato do PR, questionou Andréa se ela teria alguma proposta para construção de parques. Andréa, por sua vez, respondeu que pretendia “construir parques em todos os bairros da cidade”. Indignado com a resposta surreal e incoerente. Alessandro questionou a metragem desses parques e onde seriam construídos, já que na cidade existem bairros que não comportam. Andrea, por sua vez, disse que não sabia a metragem e que isso seria estudado posteriormente. Quanto aos bairros ela citou apenas os que ela conhecia ou lembrava, já que demonstrou que não tinha lido corretamente essa proposta que consta de seu plano de governo. No entanto não foi esclarecido de onde viria recursos para construir tantos parques na cidade em apenas 2 anos e meio de administração.

Ándrea Bueno demonstra insegurança em sua fala

Com um discurso fraco e demonstrando muita insegurança e utilizando bordões clichês, Andréia tentou envolver o telespectador pelo lado emocional, dizendo que vai trabalhar muito e dar total atenção, sem explicar o que realmente iria fazer.

Marceneiro questiona Andréa sobre denuncia na CGU

O ápice de sua participação foi quando Ademilson Marceneiro, citou a denúncia que Andréa responde, onde a Controladoria Geral da União (CGU) apontou irregularidades no programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), liderado por Andréa e que  hoje responde por diversas irregularidades à frente do programa, dentre eles emissão de nota fiscal irregular, desconto de cheque sem justificativa, compra de produtos em quantidade duvidosa e elevada, atraso nos pagamentos entre outras irregularidades. Em sua defesa Andréa alegou que é natural sempre responder indagações da justiça quando se está no governo ou na administração de uma cidade.

Neno quer colocar cidade nos trilhos

Já Neno, candidato do PDT,  manteve o nível do respeito, falou das dificuldades da cidade, lembrou de seus feitos a frente da secretaria de esportes e destacou que se eleito irá colocar a cidade nos trilhos, já que acumula experiência com projetos ligados ao esporte e cultura. Neno destacou que iria copiar de cidades vizinhas, ações de sucesso realizadas com êxito para solucionar problema na saúde e educação.

Gregório falou de suas ações como prefeito

Gregório Maglio, candidato do MDB, assumiu que implantou várias ações na cidade, revitalizou o anfiteatro, melhorou a merenda e buscou junto a outras instâncias governamentais recursos para investir na saúde, educação, infraestrutura e lazer da cidade. Gregório ainda lembrou que zerou as filas das creches e prometeu pavimentar todas as ruas da cidade, caso fosse eleito.

Em um dos questionamentos sobre habitação, Gregório, lembrou do programa de regularização fundiária que foi implantado em seu governo e que deverá ser ampliado para outros bairros. Máglio citou ainda sobre a construção do Parque dos Roemiros, obra de 12 mil metros quadrados, que além de ser um espaço de lazer,  irá a acolher os peregrinos que visitam a cidade, e a conclusão de obras que estão paradas devido a instabilidade política, porém sendo eleito iria entregar todas, assim como entregou várias reformas, ampliações de creches e a reforma do campo do km 50.

Alessandro Costa, respondeu questões sobre saúde, lazer entre outras, e pontuou que iria reestruturar as unidades de saúde da cidade com a contratação de médicos especialistas para atender à comunidade. Garantiu ainda, que atrairia investidores para a cidade, além de pontuar que ele representa a nova alternativa para o município, já que a eleição tem se polarizado entre candidato A e B e que ele representa o novo e por isso merece administrar Pirapora do Bom Jesus nos próximos dois anos  e meio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*