Variedades

Marcelo Medici e Ricardo Rathsam estão em cartaz com a comédia Cada Dois Com Seus Pobrema no Teatro Shopping Frei Caneca até 26 de novembro

img-630867-marcelo-medici-estreia-cada-dois-com-seus-pobrema20140910131410364901

Depois da bem sucedida temporada de estreia em 2014, Cada Dois Com Seus Pobrema está em cartaz no Teatro Shopping Frei Caneca até 26 de novembro – às quartas e quintas-feiras. Escrita e interpretada por Marcelo Medici, a peça foi criada pela mesma equipe que participou de Cada Um Com Seus Pobrema. Ricardo Rathsam, que dirigiu e colaborou no texto há dez anos, agora participa como ator. Paula Cohen, que fez assistência de direção montagem anterior, agora assina a direção. E Kleber Montanheiro continua responsável pelo cenário iluminação e figurinos

 

A comédia Cada Dois Com Seus Pobrema não é uma continuação, é uma peça independente, que será igualmente aproveitada pelo público que não assistiu Cada Um Com Seus Pobrema. Os personagens da primeira versão voltam para esta nova dramaturgia em outro contexto, com novas histórias.

 

Cada Um Com Seus Pobrema teve uma trajetória privilegiada, foi vista por aproximadamente 250 mil espectadores desde sua estreia em 2004 e no Teatro Shopping Frei Caneca teve em toda sua temporada ingressos esgotados com 3 meses de antecedência. Os personagens dessa montagem que estão em Cada Dois Com Seus Pobrema são: Cleusa (funcionária do teatro), Mico Leão Dourado (o último da espécie), Sanderson (motoboy, torcedor do Corinthians), Tia Penha (apresentadora infantil que não mente, fuma, detesta crianças e adora dinheiro) e Mãe Jatira (vidente que trabalha a espiritualidade usando referências do universo infantil).

 

Todos esses personagens ganharam fama para além dos palcos. O Mico, por exemplo, está entre os virais mais vistos no Youtube. Sanderson é integrante do programa humorístico “Vai Que Cola”, no Multishow. Mãe Jatira fez o comercial de uma Universidade e criou a gíria “toda trabalhada”, que passou a ser usada nas ruas, em programas de TV e no cinema. “Muita coisa mudou no mundo nestes 10 anos e vemos esse reflexo na identidade dessas figuras”, comenta a diretora Paula Cohen.

  

Sinopse

O espetáculo começa com a história de uma atriz que, repentinamente, abandona a carreira, numa linguagem de sátira com referências a filmes de suspense da década de 50.

 

A instável atriz e sua misteriosa governanta são vividas por Marcelo Medici em trocas de personagens dinâmicas, e o tímido jornalista – interpretado por Ricardo Rathsam – chega para investigar e entender o que teria acontecido com a famosa atriz.  Algo inesperado acontece e entram em cena alguns personagens já consagrados no espetáculo Cada Um Com Seus Pobrema e na TV, como o corinthiano Sanderson, o ultimo Mico Leão Dourado do mundo, a apresentadora infantil Tia Penha e a vidente Mãe Jatira, em novas situações com novos textos.

 

SERVIÇO:

 

Local: Teatro Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 596, 7o andar – Consolação. Temporada: de 04 de agosto a 26 de novembro. Quartas e quintas às 21h. Duração: 90 minutos. Classificação indicativa: 14 anos. Lotação: 600 lugares. Ingressos: R$ 80,00 e R$60,00. Vendas: Ingresso Rápido (11) 40031212 e internet: www.ingressorapido.com.br Bilheteria: terça a domingo das 13h até o início do espetáculo. Telefones: (11) 3472- 2229 e (11) 3472 – 2230

 

 

FICHA TÉCNICA:

Elenco: Marcelo Medici e Ricardo Rathsam. Texto: Marcelo Medici. Colaboração: Ricardo Rathsam. Direção: Paula Cohen. Cenário e Luz: Kleber Montanheiro.  Figurinos: Kleber Montanheiro e Marcelo Medici. Visagismo: Emi Sato. Trilha Sonora: Aline Meyer. Locução de Abertura: Paula Cohen. Operador de Luz: Adriano Tosta. Operador de Som: André Luis Omote. Contrarregras: Paulo Travassos e Mauro Félix. Camareira: Maria Helena. Fotos de Estudio: Jairo Goldflus. Fotos de Cena: João Caldas. Produção e Realização: Henriqueta Produções Artísticas e Solo Entretenimento.

Solilóquios e Em Abrigo estreiam no Espaço Mezanino do SESI Paulista sob direção de Johana Albuquerque

emabrigo_fotodealexandrecatan5

Selecionados para se apresentarem concomitantemente, os espetáculos tem direção de Johana Albuquerque, produção da Bendita Trupe e realização do SESI Cultura. Em Abrigo que estreou ontem (24), realizando apresentações às 5as e 6as, e Solilóquios, em 26 de setembro, com sessões aos sábados e domingos. As apresentações acontecem de 5ª a sábado, as 20:30 e aos domingos, as 19:30, até o fim do ano. Grátis.

 

Solilóquios e Em Abrigo fazem parte do 7º Ciclo do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council no Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso, em São Paulo. São três semanas com espetáculos, seminários, workshops, palestras, leituras dramáticas, mesas-redondas e encontros com renomados dramaturgos brasileiros e estrangeiros (Escócia, Alemanha e Uruguai), onde os convidados expõem opiniões e compartilham experiências sobre o temaDramaturgia e Liberdade de Expressão.

 

A diretora Johana Albuquerque escolheu uma equipe criativa diferente para cada um dos espetáculos. O elenco de Solilóquios é composto pela atriz Erica Montanheiro e pelo ator Luciano Gatti, a luz é assinada por Francisco Turbiani, o cenário é de Kleber Montanheiro, os figurinos de Leopoldo Pacheco e trilha sonora de Pedro Birenbaum.

 

Para o elenco de Em Abrigo Johana escalou Joca Andreazza, Daphne Bozaski, Paulo Vasconcellos, Francine Souza e Manoela Afonso. O cenário é de Julio Dojcsar, figurinos de Silvana Marcondes, iluminação de Aline Santini e a trilha sonora de Pedro Birenbaum.

 

As encenações de ambos os textos foram especialmente idealizadas para o Mezanino do SESI, pequeno espaço de apresentações, que abarca uma plateia de 50 pessoas por sessão.

 

Iniciativa inédita e inovadora no Brasil, nascida em 2007 pelas mãos da professora e doutora Munira Mutran e coordenada pela dramaturga e jornalista Marici Salomão, o Núcleo de Dramaturgia SESI – British Council está voltado para a descoberta e formação de novos autores teatrais brasileiros.

 

O projeto estimula a invenção, a busca por novos paradigmas, a criação de dramaturgias que expressem diferentes visões de mundo, linguagens e experimentações estéticas, livres dos padrões do teatro tradicional e comercial.

 

As encenações inéditas no Mezanino, que ocorrem aos 2os semestres de cada ano, têm o objetivo de divulgar os textos mais representativos e fomentar o trabalho de jovens dramaturgos brasileiros revelados pelo projeto.

 

Sinopse Solilóquios

Escrita por Amarildo Felix, Solilóquios é uma história de amor sob o prisma da incomunicabilidade. O silêncio que impera no minúsculo apartamento do centro da cidade impede que aquilo que ainda pulsa por dentro dos ex amantes possa ser dito, deixando, assim, estilhaços pelo caminho, diálogos ocos, solilóquios verborrágicos, na tentativa desesperada de mascarar o inevitável: a separação. Os textos do ex namorado e da ex namorada, construídos no pretérito do futuro, se entrecruzam, chocam-se e amalgamam-se, revelando que muitas palavras, ainda que pensadas, sequer foram pronunciadas, não somente no último dia do encontro, mas ao longo de todo o relacionamento do casal.

 

Sinopse Em Abrigo

Em Abrigo, de Fernando Aveiro, é um lugar desabrigado criado para contar a história de Mourão, um homem que é acusado de pedofilia devido ao relacionamento com sua filha e passa por um processo de castração química para adequar-se às normas e padrões estabelecidos como aceitáveis pela sociedade. No percurso dessa metamorfose, seres “inadequados” surgem e o tomam como objeto de possível salvação. Já transmutado, porém, Mourão abandona as convenções e relações sociais e se lança numa última viagem em plena deriva, longe de qualquer abrigo. Pecado, crucificação, reflexão cerebral se contrapõem ao amor, ao desejo e a paixão entre pai e filha, referências presentes no texto de Fernando Aveiro, que apesar de sua avessa temática consegue atingir uma delicadeza estranha e atraente.

 

Sobre Johana Albuquerque – diretora e produtora teatral

Desenvolve um trabalho de encenação voltado para autores contemporâneos brasileiros. É doutora pela ECA/USP em direção teatral. Formou-se com atriz na Casa das Artes de Laranjeiras, CAL, no Rio de Janeiro.

 

Dirige a Cia. Bendita Trupe, grupo que cria espetáculos adultos e infantis, que segue o princípio de um teatro sério em termos temáticos, linguagem cômica e divertida. Tem mais de 11 espetáculos encenados na cidade de São Paulo.

 

Em 2013, Johana adapta e encena O Casamento, romance homônimo de Nelson Rodrigues, numa parceria da Bendita Trupe com o Teatro Promíscuo, cia. de Renato Borghi e Elcio Nogueira Seixas. E durante o segundo semestre apresenta O Segredo dos Dois Pinóquios, infanto juvenil que itinerou pelo interior e realizou dois meses de temporada em São Paulo no SESC Pompéia. Em 2010, dirige Piedade, que ficou em cartaz nos CCBBs SP e Rio.

 

Em 2009, encena seu primeiro espetáculo para jovens, Espiral do Tempo, que ficou em cartaz no Teatro do SESI Paulista. Criou, entre outros, O Tesouro de Balacobaco, de Cláudia Vasconcellos, que ganha o Grande Prêmio da Crítica APCA 2007; Miserê Bandalha – um estudo sobre Cidadania Ultrajada e Marginalidade, pela Lei de Fomento ao Teatro, e Estrada, de Cláudia Vasconcellos, livremente inspirado em La Strada de Federico Fellini (ambos de 2006); Assembléia dos Bichos, premiado infantil de Cláudia Vasconcellos (2005) e Os Collegas, uma tragicomédia documental sobre a era Collor (2003).

A casa da Cultura da Aldeia de Carapicuíba recebe seresta dos Trovadores Urbanos

mg-4701-18

No próximo domingo, 30, a partir das 16h, a Casa da Cultura da Aldeia de Carapicuíba receberá o projeto “Abra a sua Janela para São Paulo” com o grupo  Trovadores Urbanos. O projeto
é uma iniciativa  desenvolvida pela MMP Produções Ltda. com o patrocínio da COMGÁS,  via Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo.

Sobre o Projeto “Abra sua Janela para São Paulo”

 O projeto  transformará janelas da grande metrópole em  palco para shows românticos dos Trovadores Urbanos. Espetáculos gratuitos para a população!

Desde do dia 25 de julho, os seresteiros mais famosos da cidade fazem serenatas,  proporcionando lindas experiências para moradores da cidade.

Através de um concurso cultural, pelas redes sociais,  os paulistanos enviaram estórias e fotos de suas janelas, concorrendo  a  20 serenatas, em várias regiões da cidade.

A calçada estará enfeitada e iluminada, clima de festa, romantismo e delicadeza.

Uma vivência musical lúdica nas ruas, onde o paulistano se apropriará do espaço publico, apreciando e degustando, concertos sob as janelas!

 

 

 

Prefeitura de Santana de Parnaíba promove 1º Festival Solidário de Gastronomia e Cultura

gastronomia

A Prefeitura de Santana de Parnaíba, por meio do Fundo Social de Solidariedade, realiza neste fim de semana, 22 e 23 de agosto, das 12h às 22h, o 1º Festival Solidário de Gastronomia e Cultura, que oferecerá comidas da culinária Nacional e Internacional. O evento será na avenida Marcos Penteado de Ulhôa – Alphaville, próximo a Universidade Paulista (UNIP). Além das mais variadas comidas, o evento oferecerá também uma vasta programação. No sábado, 22, às 14h terá apresentação de Ritmos do Centro Cultural Artístico Municipal (CCAM), às 16h Quintetos Metais e às 19h quem se apresenta é a banda do CCAM.

Já no domingo a programação também começa às 14h com Ritmos do CCAM, às 15h com banda de chorinho, 19h Banda Harmonia e às 21h Encerramento. Durante todo o evento haverá também Stand do Fundo Social, Intervenções Artísticas, Pintura Facial, Ponto de Leitura e Contação de Histórias.

O evento tem realização da Feira Gastronômica Master Chef´s e MM´s Produções e Eventos.

Fale Mais Sobre Isso está em cartaz no Teatro Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi

image002

Produção da agência Elemento Cultural, o espetáculo Fale Mais Sobre Isso faz temporada no Teatro Livraria da Vila do Shopping JK-Iguatemi até 27 de setembro. Com 22 anos de carreira, este é o primeiro texto da atriz Flávia Garrafa, que discute com humor a capacidade e o desejo da mudança pessoal. Tendo como pano de fundo o consultório de uma psicoterapeuta onde passam quatro personagens, o texto discute e revela as angústias, dúvidas, questionamentos e o desconforto que leva cada paciente/personagem a procurar ajuda terapêutica.

 

A ideia original de juntar o universo da psicologia e do teatro em um monólogo cômico foi do diretor e namorado da Flávia, Pedro Vasconcelos, que conhecendo muito bem a atriz vislumbrou a possibilidade de ela escrever e interpretar a vida de cinco personagens em busca de mudanças. “É a realização de um desejo levar para o palco a junção dessas tão antagônicas profissões: psicóloga e atriz. O texto busca mostrar o lado da terapeuta, as falas das outras personagens acabam por esclarecer quem é a psicóloga, seus medos e questões”, conta a atriz e dramaturga.

 

Laura, a psicóloga, é uma mulher na casa dos quarenta anos que, como a maioria das mulheres, divide-se entre cuidar da família e da carreira. A plateia acompanha sob a ótica de Laura o atendimento de quatro pacientes – Sr. B, um jovem de trinta e poucos anos que tem a organização e a metodologia como seu lema de vida, a Sra. C, uma mulher que foi trocada por uma mais jovem e em vez de sentir tristeza sente alegria e fica culpada por isso, o Sr. D, um homem que acredita ser Deus e, por fim, Alice, uma senhorinha doce que nunca conseguiu falar o que realmente sente e se propõe a mudar com 78 anos.

 

Durante as sessões de terapia, é possível acompanhar a vida pessoal de Laura, seus problemas e resoluções que esbarram em seus atendimentos. “O espetáculo fala sobre mudar, a possibilidade de se transformar na vida, com terapia ou sem”, comenta o diretor Pedro Garrafa.

 

“Oscilando entre um stand-up e uma linha dramatúrgica, o espetáculo traz essa terapeuta para perto da plateia, fazendo com que eles se identifiquem com ela e com os pacientes… afinal, somos todos humanos, ansiamos por mudanças e um ótimo jeito de começar a mudar é rir de si mesmo”, finaliza Flávia.

SERVIÇO

Teatro Livraria da Vila – JK Iguatemi Av. Juscelino Kubitschek, 2041

Lotação: 125 lugares

Temporada: até 27 de setembro aos sábados às 20h e domingos às 18h

Ingressos: R$ 60

Classificação:12 anos

 

 

Mulheres, tanta Coisa em Comum

MARITTA_CURYeCARÔ_CARVALHO5_mulheres (1)

Desde que o mundo é mundo, as mulheres têm muita coisa em comum. Os temas são os mais variados que vão de questões cotidianas e vitais, como filhos e trabalho, passando por preocupações estéticas, no caso, dieta, flacidez e depilação, e pelo tema homens que, lógico, permeia muitas das conversas, até chegar a assuntos mais delicados, como aborto e infidelidade.

Basta colocar na mesma sala duas mulheres que não se conhecem e em pouco tempo elas já se tornaram amigas ou inimigas de infância.

Na montagem realista duas desconhecidas encontram-se em um café para resolver uma questão em comum, a infidelidade. O que a princípio poderia representar um abismo intransponível entre as duas personagens, começa a ser conectado com pontes de identificação por meio das histórias de vidas de ambas em um espetáculo repleto de mistérios, revelações, surpresas e situações divertidas e instigantes.

No encontro, Tati (Maritta Cury), bailarina por formação e dona de uma escola de balé, e Amanda (Carô Carvalho), empresária que nunca realizou seu sonho de ser cantora, falam das peculiaridades do que é ser mulher nos dias atuais. Também conversam sobre como lidar com os homens na contemporaneidade, em um momento da perda dos valores nas relações humanas e da banalização do amor em detrimento do sexo, levantando também a motivos que fazem um homem ou uma mulher traírem.

SERVIÇO:

 

LOCAL: Teatro Augusta (Rua Augusta 943, Consolação), Sala Paulo Goulart, 302 lugares. Acesso à deficiente.

DATA: 01/07 até 01/10 (Quartas e Quintas às 21h)

INGRESSOS: R$ 50,00 (Inteira). Aceita cartões.

INFORMAÇÕES: (11) 3151 4141

DURAÇÃO: 70 min

CLASSIFICAÇÃO: 14 anos

 

SUZANO E MOGI DAS CRUZES RECEBEM SELETIVA GRATUITA DE MODELOS QUE VAI SELECIONAR NOVOS TALENTOS DA MODA

Dilson Stein

A aposentadoria da ex-über model Gisele Bündchen reaqueceu a busca por novos talentos no mundo da moda. Meninas que sonham em ser modelo ficam ainda mais esperançosas quando analisam a trajetória da número um das passarelas. “Ela parou na hora certa, no topo. Sempre será lembrada como a maior modelo brasileira de todos os tempos.”, comenta Dilson Stein, scouter conhecido internacionalmente pela descoberta de Gisele na década de 1990.

 

Quem planeja seguir carreira de modelo pode participar das seleções feitas em Suzano/SP e Mogi das Cruzes/SP pela equipe de Dilson Stein nesse fim de semana. As escolhas vão ser feitas das 14h às 20h. Os candidatos devem ter entre 08 e 25 anos, sendo que os menores de idade precisam estar acompanhados do responsável. A primeira etapa é totalmente gratuita, basta fazer uma inscrição no local do evento.

 

Suzano e Mogi das Cruzes fazem parte de uma lista de 15 cidades paulistas que vão receber as seleções promovidas pelo especialista. A vinda aos municípios foi impulsionada pela diversidade de etnias encontrada na região. Diversos modelos partiram do interior de São Paulo para as campanhas mais valorizadas do país, entre eles, Josué Jankue e Samanta Bernardes que são de Campinas e Maria Paula que é de Limeira. “Meu negócio é descobrir talentos para o mundo da moda, sempre prezando pela pontualidade, honestidade, responsabilidade, confiança e respeito”, explica o scouter.

Cinema: Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada é Impossível

Tomorrowland---Um-Lugar-Onde-Nada-é-Impossível
Dirigido por Brad Bird

Ficção científica / Aventura •  EUA • 2h 10min

Casey Newton (Britt Robertson) é uma adolescente com enorme curiosidade pela ciência. Um dia, ela encontra um pequeno broche que permite que se transporte automaticamente para uma realidade paralela chamada Tomorrowland, repleta de invenções futuristas visando o bem da humanidade. Ela logo busca um meio de chegar ao lugar e, no caminho, conta com a ajuda da misteriosa Athena (Raffey Cassidy) e de Frank Walker (George Clooney), que esteve em Tomorrowland quando garoto mas hoje leva uma vida amargurada.

Elenco:
George Clooney  • Judy Greer • Hugh Laurie • Britt Robertson • Kathryn Hahn
Keegan-Michael Key • Tim McGraw • Raffey Cassidy • Thomas Robinson

Veja o trailer:

Rede Globo vem a Barueri destacar programa da Cultura

Rede-Globo-vem-a-Barueri-destacar-programa-da-Cultura

Rede Globo veio a Barueri em reportagem sobre programa de leitura nos ônibus

A Rede Globo esteve em Barueri. Desta vez para destacar o programa “Livro nos ônibus”, realizado pela Secretaria de Cultura e Turismo. A reportagem que foi ao ar no sábado, 6 de junho, no SPTV – 1ª edição, traz diversas entrevistas de usuários do transporte público elogiando a iniciativa.

O programa consiste na colocação de sacolas de lona com livros à disposição dos usuários. A sacola é afixada na divisória atrás do motorista. O usuário pode ler o livro durante o trajeto ou levá-lo para casa. Ele também é orientado a devolvê-lo na própria linha ou em outra que também tenha a sacola.

Nove ônibus da Benfica BBTT, das linhas municipais que circulam do Vale do Sol/Engenho Novo e Jardim Líbano/Parque Imperial, receberam o projeto em fase de avaliação. As duas linhas são as mais longas em circulação no município, pois vão de um extremo ao outro.

Para a produção da matéria, o repórter Marcelo Poli chegou ao terminal rodoferroviário do centro às 8h30, conversou com usuários e depois embarcou no ônibus que seguia para o Vale do Sol. No trajeto aproveitou para entrevistar os usuários, o cobrador e o motorista.

A matéria completa você pode acessar no link:

fonte: http://www.barueri.sp.gov.br/?pg=informativoLista&ID=19928

Cissa Guimarães apresenta “Doidas e Santas” no TMB

Cissa-Guimaraes-em-Barueri
A comédia “Doidas e Santas” que traz Cissa Guimarães, Josie Antello e Oscar Magrini no elenco, será apresentada no Teatro Municipal de Barueri no dia 14, às 18 horas. Os ingressos já estão à venda por R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia).

Na peça, a psicanalista Beatriz (Cissa Guimarães) vive uma crise. Embora no auge da carreira profissional, a vida pessoal anda um caos. Sua mãe, a extravagante dona Elda (Josie Antello), voltou a morar com ela e vive às turras com sua filha adolescente (também Josie Antello). E o marido Orlando (Oscar Magrini), após vinte anos de casamento, está cada vez mais distante, mais surdo, mais mudo, mais morno, mais jogado no sofá. Um casamento acomodado e duas gerações em crise. Assim, não há “santa” que aguente, qualquer uma fica “doida”.

Durante uma visita da irmã caçula, a solteirona-não-tão-convicta-assim Berenice (ainda Josie Antello, numa impagável composição tríplice) em uma conversa reveladora, Beatriz decide dar um basta. Separa-se de um inconformado Orlando e resolve abraçar os prazeres da vida e da juventude mais uma vez.

Sai para as noites, canta, dança, conhece um rapaz… Beatriz acha que preencheu o vazio, que botou a vida nos trilhos. Até que uma longa conversa com a mãe, sobre o passado e as esperanças para o futuro, faz reacender uma fagulha. Aponta a dorzinha da saudade. E a campainha toca…

A origem
“Doidas e Santas” é um projeto idealizado por Cissa Guimarães, sua primeira produção em mais de 30 anos de carreira no teatro. O espetáculo já divertiu e emocionou mais de 200 mil pessoas. A peça é livremente inspirada no livro homônimo de Martha Medeiros.

DOIDAS E SANTAS
Domingo, 14 de maio, às 18 horas
No Teatro Municipal De Barueri
Rua Ministro Raphael de Barros Monteiro, 255, Jardim dos Camargos
Saída 26A da rodovia Castello Branco
Ingressos: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)
Telefone: 4198-0972