Saúde

Famosos que ficaram irreconhecíveis após a cirurgia plástica

As cirurgias plásticas são o sonho de consumo de pessoas do mundo todo, principalmente no Brasil e Estados Unidos – que lideram o ranking de países com maior número de cirurgias plásticas.

Apesar das cirurgias serem excelentes processos estéticos e até reparadores, é preciso tomar cuidado para não exagerar, optando sempre pelo bom senso (tanto do paciente quanto do profissional que irá executá-la).

Vamos conferir alguns famosos que acabaram exagerando tanto nos procedimentos estéticos que ficaram irreconhecíveis – prejudicando não só sua estética – mas também a saúde.

Pronta para saber mais sobre o assunto? Continue sua leitura até o final!

Entendendo mais sobre o universo das celebridades e cirurgias plásticas

Em um mundo cada vez mais preocupado com a estética corporal, não é de se admirar que a busca por cirurgias plásticas só tenha aumentado nos últimos anos.

E é lógico que os famosos não poderiam ficar de fora dessa grande tendência!

Como o visual estético é essencial para qualquer celebridade e interfere completamente em sua carreira artística, a preocupação com a beleza sempre está em pauta.

Assim, é normal optar por cirurgias plásticas para promover juventude eterna, boa aparência e visibilidade “quase que perfeita”.

O grande problema é que, mesmo que as cirurgias sejam incríveis, elas podem ser prejudiciais se forem feitas em excesso.

E muitas vezes, a aparência quase que irreconhecível pode ganhar mais peso do que o próprio talento, prejudicando a carreira do artista.

Caso o exagero seja enorme, até a feição física pode ficar irreconhecível, levando a sérios prejuízos – além de interferir na saúde.

Para exemplificar a problemática, trouxemos alguns casos de famosos que exageraram nas plásticas e mudaram completamente o visual, ficando quase que irreconhecíveis. Vamos lá?

  1. Donatella Versace

Nem todos a conhecem por nome, mas a estilista alterou tanto os traços da sua face (por meio de cirurgias plásticas), que perdeu sua beleza natural, ficando irreconhecível.

O exagero foi tanto que a sua aparência ficou um tanto quanto desagradável e artificial, fazendo com que qualquer um “se assuste” ao encontrá-la.

Ela acabou exagerando nos procedimentos de aplicação de botoxpreenchimento e lifting facial, principalmente nas bochechas, testa e lábios.

Para piorar ainda mais a situação, a saúde da pele foi prejudicada, fazendo com que ficasse extremamente fina e vulnerável a complicações sérias no tecido.

Assim, é melhor considerar o bom senso antes de optar pela realização de várias cirurgias plásticas – verificando se elas realmente são essenciais para a estética e saúde.

  1. Ken Humano

Pelo nome, Rodrigo Alves não é tão conhecido. Mas quando falamos em “Ken Humano”, você com certeza sabe sobre quem se trata, não é mesmo?

Desejando ficar com os traços corporais semelhantes ao boneco Ken (o namorado da famosa Barbie), Rodrigo exagerou nos procedimentos estéticos, sobretudo de plástica facial.

Dizem que ele já chegou a gastar mais de 3 milhões de reais com suas cirurgias plásticas.

Além de ficar com o visual comprometido, Ken já correu o risco de perder o nariz em uma de suas últimas cirurgias – extrapolando os limites biológicos aguentados por seu corpo.

Segundo orientações médicas, Rodrigo deveria abandonar os procedimentos faciais. Mesmo assim, ele já garante que deseja passar por mais cirurgias em breve, incluindo modificações no queixo e até redesignação sexual.

  1. Jocelyn Wildenstein

Considerada uma das recordistas quando o assunto é procedimento estético, a atriz abusou tanto que ficou com traços de felino no seu rosto – ficando conhecida como “Mulher Gato”.

Dizem que ela já gastou tantos milhões de dólares com plásticas que acabou declarando a falência de sua empresa nos últimos anos – para somar ainda mais malefícios além dos prejuízos corporais e de saúde.

Como ela exagerou demais nas plásticas, acredita-se que sua compulsão possa estar envolvida com desequilíbrios psicológicos e emocionais.

Infelizmente, a busca constante pelo corpo perfeito acaba interferindo na saúde da mente, e não é incomum encontrar famosos que “se deixaram levar” por isso, ficando com sérios prejuízos.

  1. Michael Jackson

Sem dúvidas, Michael Jackson é uma das celebridades mais famosas do mundo – inclusive quando o assunto é exagero nas cirurgias plásticas.

Segundo relatos, o cantor buscava novos procedimentos estéticos a cada dois meses, frequentando clínicas de cirurgia plástica quase que indiscriminadamente.

Nesse caso, é notável a mudança em seu nariz, optando por técnicas de aplicações de ácidos e cirurgias.

Em apenas dois anos, Michael passou por mais de dez cirurgias plásticas, deixando de lado as recomendações de planejar tudo com calma e cautela.

Sua feição altamente distorcida (alterando completamente seu nariz) nos mostram o quanto isso não foi benéfico para seu visual.

  1. Pamela Anderson

A beldade mudou tanto nos últimos anos que quase passou por despercebida em uma festa que frequentou recentemente em Beverly Hills.

Pamela optou por tantos procedimentos faciais que se encontra bem diferente da época em que estrelou “Marés Vivas”.

Segundo sua própria afirmação, ela se tornou tão louca pelo físico que se preocupa frequentemente em estar bonita.

Com esses exemplos, percebemos que tais celebridades acabam chamando mais a atenção por seu exagero do que pelo seu trabalho, infelizmente.

Além das deformidades faciais e corporais gerarem até um certo “medo”, os problemas podem ir além da estética, levando até à morte.

Por isso, bom senso é fundamental!

Outros aspectos importantes

         Mesmo que as cirurgias plásticas possam fazer verdadeiros milagres, nada em exagero faz bem. Assim, abusar pode gerar mudanças irreversíveis e capazes de trazer sequelas perigosíssimas para a saúde.

         É importante optar apenas por procedimentos que realmente são necessários, evitando qualquer coisa que possa comprometer sua saúde.

         Se desejar fazer uma cirurgia plástica, não esqueça de escolher um cirurgião confiável, expondo bem os seus anseios com a cirurgia.

         Com isso, é possível minimizar as chances de o resultado não ficar tão legal quanto esperado ou que a técnica fique um aspecto muito exagerado.

         Gostou do conteúdo de hoje sobre famosos que exageraram nas plásticas? Comente logo abaixo suas dúvidas – estamos prontos para atendê-la!

Bairro 120 em Santana de Parnaíba recebe ações de imunização contra diabetes e hipertensão

No dia 12 de novembro a Secretaria Municipal de Saúde de Santana de Parnaíba realizou o “Dia D”, voltado a campanha de conscientização Novembro Azul e da Diabetes/Hipertensão, que aconteceu no Ginásio Poliesportivo do Bairro 120.

O evento contou com diversas palestras de conscientização sobre “O entendimento da doença e a importância das ações para o controle e a sobre a prevenção de Câncer de Próstata”, “A importância da prática de exercícios para o controle de diabetes e pressão alta”, “Orientação no uso dos medicamentos e insulina”, “Orientação odontológica no tratamento das doenças crônicas”, “Conviver com a doença em busca da melhor qualidade de vida”, “A importância da dieta no tratamento das doenças crônicas”, e uma apresentação teatral voltada a importância da prevenção e cuidados com a saúde das pessoas que possuem hipertensão e diabetes.

 No local, o público presente também pôde realizar a aferição da Pressão Arterial, Dextro, além de receber orientações sobre a aplicação de insulina e os cuidados que devem ter com as articulações das extremidades corporais (pés e mãos).

HMB recebe certificação do Programa Nacional de Qualidade em Mamografia

No mês de combate ao câncer de mama, popularmente conhecido como Outubro Rosa, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran foi aprovado e certificado pelo Programa Nacional de Qualidade em Mamografia (PNQM), do Instituto Nacional de Câncer (Inca) em função dos exames oferecidos às pacientes. A mamografia, indicada para mulheres com mais de 40 anos, é o exame radiológico capaz de detectar a presença do câncer de mama antes mesmo de se tornar palpável.  

O primeiro passo para alcançar o certificado foi a realização do curso de atualização em mamografia, oferecido pelo Inca, para as seis colaboradoras do setor de radiologia que atuam na modalidade. Depois foi necessário inscrever todos os profissionais que realizam o exame, além de cadastrar todos equipamentos e elementos utilizados. Para concluir a análise, o Inca avalia os materiais, as doses de radiação recebidas pela paciente e os laudos dos exames.  

 

Após todas essas etapas, o HMB obteve o certificado, com validade de três anos, que atesta que os exames realizados na unidade possuem qualidade aprovada pelo Inca e também pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). “Essa é uma grande conquista para o nosso setor porque é a garantia de que nosso trabalho é feito com excelência. A mamografia faz real diferença no diagnóstico do câncer de mama e auxilia no tratamento adequado para as nossas pacientes”, comenta Saner Souza, supervisor técnico de radiologia da unidade. 

Só neste ano, entre janeiro e setembro, o Hospital realizou mais de 11.600 mamografias, o que representa uma média mensal de 1.291 exames. Para celebrar o mês de combate ao câncer de mama, entre outubro e novembro, o atendimento foi estendido de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h40, para segunda-feira a sábado, entre 8h e 19h. Com essa ampliação, a capacidade de atendimento alcançou a oferta de 3 mil mamografias em outubro e 2.500 em novembro, ou seja, mais do que o dobro do que é realizado mensalmente. 

Saiba mais sobre o Programa:  

O Programa de Qualidade em Mamografia teve início em 2007 com um projeto-piloto desenvolvido pelo Inca em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). Ao final do projeto foi identificada a necessidade de expandir as atividades em todo o país, e assim, em 2012, foi instituído o Programa Nacional de Qualidade em Mamografia.  

Dentre as suas principais práticas, merece destaque as ações com finalidade de aprimorar a qualidade das mamografias e a elaboração de instrumentos de garantia da imagem, do diagnóstico e da dose de radiação.

Novo tomógrafo da Policlínica do Engenho emite menos radiação e é mais ágil

Aliz Lambiazzi

A medicina diagnóstica está avançando a passos largos e Barueri não fica atrás, já que tem trazido o que há de mais moderno e avançado para a saúde da cidade. A novidade agora é o tomógrafo de última geração que acaba de chegar na Policlínica da Cruz Preta / Engenho Novo e já está em funcionamento desde segunda-feira (28 de outubro).  

A unidade já dispunha de um tomógrafo digital, mas troca trouxe diversos benefícios, conforme explica a diretora administrativa da Policlínica, Patrícia Lisboa Machado. Ela conta que o equipamento emite menor taxa de radiação, trazendo ainda mais segurança ao paciente. Além disso, há várias outras vantagens.  

“A qualidade da imagem dos exames é significativamente maior em relação aos tomógrafos atuais, muito mais moderna, o que proporciona um diagnóstico mais preciso, com imagens de alta definição. Esse equipamento possibilita ainda a realização de angiotomografia com reconstrução 3D”, detalha Patrícia. 

A velocidade e a economia de recursos também são destacadas pelo presidente da administradora da Policlínica, Gilson de Oliveira. “Além de toda melhoria no processo de atualização tecnológica, o novo equipamento possui uma maior velocidade no resultado dos exames e redução no consumo de energia: cerca de 25% a menos de gasto comparado à máquina anterior. O equipamento possui vantagens que buscam a sustentabilidade do planeta”, diz.  

A tecnologia foi trazida com o objetivo de otimizar ainda mais os atendimentos e proporcionar maior conforto aos pacientes. Por mês, a Policlínica realiza 500 exames de tomografia. A troca dos aparelhos aconteceu em apenas quatro dias. 

Diretor da maternidade Amador Aguiar recebe título de cidadão osasquense

O plenário Tiradentes da Câmara Municipal de Osasco recebeu uma emocionante homenagem nesta terça-feira (29), quando o médico Eugênio Malagoli Neto, diretor da maternidade Amador Aguiar, recebeu o título de Cidadão osasquense.

Radicado na cidade desde 1989, Malagoli trabalhou em diversas instâncias do Poder Público de Osasco na área da Saúde, atualmente dirige a maior maternidade do município. Por seus quase 30 anos de serviços prestados à cidade, ele recebeu o título de cidadão de Osasco por conta do Decreto Legislativo 32/2019, de autoria do vereador De Paula (PSDB), que secretariou os trabalhos.

A cerimônia foi presidida pelo vereador Ralfi Silva (PODE) e contou com as presenças dos parlamentares Toniolo (PCdoB), Ricardo Silva (PATRI), Tinha Di Ferreira (PTB), do vereador Zé Amiguinho, de Carapicuíba (PDT), e da secretária-adjunta de Saúde, Suzete Franco. A esposa, a filha, a sogra e o genro de Malagoli também compareceram ao evento.

No início dos trabalhos, o vereador Toniolo ressaltou a importância da honraria, pois cada vereador só pode oferecer uma homenagem dessa a cada ano. “Se o De Paula não tivesse homenageado o doutor Eugênio, certamente eu teria proposto esse decreto”. A fala foi endossada pelo vereador Ralfi.

Toniolo também ressaltou o trabalho desenvolvido por Malagoli na maternidade. “São realizados 4.900 partos por ano no Amador Aguiar – isso corresponde a 70% dos nascimentos na cidade. E 3.000 desses nascimentos são de parto normal, um alto índice, o que ajuda a preservar a saúde das mães e desses bebês”.

Já o vereador Ralfi Silva ressaltou que Osasco dá o título de cidadão a uma pessoa responsável pelo nascimento de pelo menos 10 mil osasquenses. A fala foi ressaltada pela secretária adjunta de Saúde, Suzete Franco. “O doutor Eugênio já recebeu tantos bebês nos braços, é justo que ele seja recebido nos braços por essa Casa Legislativa”.

O proponente da homenagem, vereador De Paula, afirmou ser uma grande alegria poder homenagear o doutor Eugênio. De Paula justificou a escolha do médico pelo trabalho em favor de Osasco. “Quero agradecer, do fundo do meu coração, por eu ter a oportunidade de conceder esse título, do qual é merecedor. O senhor está colhendo o que plantou ao longo de 30 anos aqui na nossa cidade”.

Mas o momento mais emocionante da solenidade aconteceu no discurso de Isabella Malagoli, também médica e filha do homenageado. “Gostaria de parabenizar você, pai, pela promoção da saúde em Osasco. Apesar das dificuldades que enfrentamos, sua jornada é linda. Falo com facilidade de você, pois você é um grande pai, amigo e médico”.

Zé Amiguinho, vereador da cidade vizinha de Carapicuíba, ressaltou a competência de Malagoli para além do centro cirúrgico. “Qualquer cidade o queria como gestor, logo será Carapicuíba quem irá oferecer ao doutor Eugênio o título de cidadão honorário”.

O último a falar na tribuna foi justamente o homenageado: “Fica difícil falar algo depois de tantos elogios, sempre fui bem recebido aqui. Hoje temos 550 partos/mês, implantamos um programa de residência médica e queremos que nossos médicos tenham formação interdisciplinar, de modo a melhorar o atendimento às gestantes e aos recém-nascidos”.

HMB recebe certificação do Programa Nacional de Qualidade em Mamografia

Foto: Janaina Barbedo 

No mês de combate ao câncer de mama, popularmente conhecido como Outubro Rosa, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran,  unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, foi aprovado e certificado pelo Programa Nacional de Qualidade em Mamografia (PNQM), do Instituto Nacional de Câncer (INCA) em função dos exames oferecidos às pacientes. A mamografia, indicada para mulheres com mais de 40 anos, é o exame radiológico capaz de detectar a presença do câncer de mama, antes mesmo de se tornar palpável. 

 O primeiro passo para alcançar o certificado foi a realização do curso de atualização em mamografia, oferecido pelo INCA, para as seis colaboradoras do setor de radiologia, que atuam na modalidade. Depois, foi necessário inscrever todos os os profissionais que realizam o exame, além de cadastrar todos equipamentos e elementos utilizados. Para concluir a análise, o INCA avalia os materiais, as doses de radiação recebidas pela paciente e os laudos dos exames. 

Após todos essas etapas, o HMB obteve o certificado, com validade de três anos, que atesta que os exames realizados na unidade possuem qualidade aprovada pelo INCA e também pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). “Essa é uma grande conquista para o nosso setor porque é a garantia de que nosso trabalho é feito com excelência. A mamografia faz real diferença no diagnóstico do câncer de mama e auxilia no tratamento adequado para as nossas pacientes”, comenta Saner Souza, supervisor técnico de radiologia da unidade. 

Só neste ano, entre janeiro e setembro, o hospital realizou mais de 11.600 mamografias, o que representa uma média mensal de 1.291 exames. Para celebrar o mês de combate ao câncer de mama, entre outubro e novembro, o atendimento foi estendido de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h40, para segunda-feira a sábado, entre 8h e 19h. Com essa ampliação, a capacidade de atendimento alcançou a oferta de 3.000 mamografias em outubro e 2.500 em novembro, ou seja, mais do que o dobro do que é realizado mensalmente. 

Saiba mais sobre o Programa: 

O Programa de Qualidade em Mamografia teve início, em 2007, com um projeto-piloto, desenvolvido pelo INCA em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). Ao final do projeto, foi identificada a necessidade de expandir as atividades em todo o país, e assim, em 2012, foi instituído o Programa Nacional de Qualidade em Mamografia. 

Dentre as suas principais práticas, merece destaque as ações com finalidade de aprimorar a qualidade das mamografias e a elaboração de instrumentos de garantia da imagem, do diagnóstico e da dose de radiação. 

Texto: Janaina Barbedo

 

Densitometria óssea já está em funcionamento no Centro de Diagnósticos de Barueri

Foto: Aliz Lambiazzi / Secom

O Núcleo de Saúde da Mulher do Centro de Diagnósticos de Barueri acaba de receber mais um importante equipamento médico: o aparelho de densitometria óssea. Novo e dotado da mais alta tecnologia, o equipamento é o recurso mais aprimorado para se medir a densidade mineral óssea, que diagnostica doenças que acometem os ossos, como osteopenia e osteoporose.  

A tecnologia entrou em funcionamento na segunda-feira (dia 7) e já atendeu uma agenda completa. O aparelho tem capacidade para realizar 48 atendimentos por dia e funcionará de segunda a sábado das 7 às 19h. Mais rápido, eficiente e com uma resolução de imagem de alta qualidade, faz a leitura em apenas 15 minutos. A imagem, totalmente digitalizada, vai para a equipe médica responsável pelos laudos que libera os resultados em apenas três dias úteis. 

As imagens geradas durante o exame ficam armazenadas no servidor do Centro de Diagnósticos e são disponibilizadas no prontuário eletrônico da paciente. “Inclusive, quando essas pacientes voltarem, a máquina já vai fazer a comparação dos exames novos com os feitos anteriormente”, esclarece a tecnóloga em radiologia responsável pela densitometria, Jane Alne de Oliveira. 

A profissional também destaca a qualidade das imagens: “a resolução da imagem é excelente! Para o médico já saem todos os dados da paciente, como a densidade óssea, a massa corpórea, e as imagens são muito claras e objetivas”. De acordo com Jane, a demanda para esse tipo de exame é bem alta, já que se trata de uma análise de rotina, geralmente solicitada pelo ginecologista a mulheres a partir dos 40 anos. 

Para o engenheiro clínico do Centro de Diagnósticos, Alex Gomes, que atua há 20 anos nessa área, dentre os quais 12 anos em instituições privadas de saúde bastante respeitadas, a infraestrutura encontrada no equipamento é inédita em órgãos públicos. 

“É uma estrutura bem equipada, um lugar com amplas salas e bem projetadas, tem equipamentos de ponta, de última geração. Comparando com a minha experiência em outros lugares, dentro de um espaço como esse, a gente tem uma sensação de iniciativa privada, de um hospital de ponta. Todos os detalhes são bem projetados dando uma sensação de conforto e acolhimento para a população”, diz Alex. 

O Centro de Diagnósticos Maria Mariano Meneghin atende a toda a rede de saúde de Barueri. Os exames são agendados via Central de Regulação, que recebe os pedidos médicos das unidades e destina conforme a necessidade.

Cras do Silveira já tem mais de 40% das obras concluídas

Foto: Lourivaldo Fio / Secom 

Em execução pela Prefeitura de Barueri, na avenida Presidente Kennedy, o Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do Jardim Silveira já atingiu 43,28% de obras concluídas. O prazo previsto para término é o início de 2020. 

O terreno soma 1.600 metros quadrados e o projeto prevê 362,55 metros quadrados de área construídaA obra está em fase de acabamento com implantação de piso. 

A nova unidade terá ambientes similares ao Cras do Jardim Paulista, entregue em abril de 2018, ou seja, recepção, cadastramento, duas salas de atendimento, duas salas de uso coletivo, administração e coordenação. 

Os Cras de Barueri são administrados pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS), que já é responsável pelos órgãos existentes no Jardim Belval (rua Casemiro de Abreu, 329), Engenho Novo (avenida Capitão Francisco César, 1.488), Parque Imperial (rua Padre Cícero Romão Batista, 136), Jardim Silveira (avenida Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão, 1.110)Jardim Mutinga (rua Nova Aurora, 549) e Jardim Paulista (avenida Marginal Direita, 1.054). 

O que é o Cras? 

Cras é o lugar que possibilita o primeiro acesso aos direitos socioassistenciais e, portanto, à proteção social. É a porta de entrada de usuários para a política de assistência social. O principal serviço ofertado é o PAIF (Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família), que presta acompanhamento a famílias beneficiárias de programas de transferência de renda. 

Prefeito Elvis Cezar realiza o maior investimento da história em Saúde Pública

Os investimentos realizados pelo Prefeito Elvis Cezar em Santana de Parnaíba tem feito a diferença na vida da população. E para ampliar a cobertura da saúde pública no município, a equipe da Secretaria de Obras da prefeitura segue avançando com as construções das unidades básicas de saúde nos bairros Sítio do Morro, Cururuquara e Refúgio dos Bandeirantes e a ampliação da UBS Colinas da Anhanguera.

Nas novas unidades prestarão atendimento nas especialidades de clínica médica, pediatria, ginecologia obstetrícia, psicologia e odontologia que irão  beneficiar milhares de pessoas. Os ambientes contarão com consultórios médicos, salas de odontologia e setores de medicação, vacina, curativo e inalação.

Na unidade do Sítio do Morro estão sendo feitos os últimos ajustes para ser inaugurada, assim como a ampliação da unidade de saúde do bairro Colinas da Anhanguera. Já as UBS´s dos bairros Cururuquara e Refúgio dos Bandeirantes estão na fase final dos trabalhos de alvenaria, bem como das partes elétrica e hidráulica.

“Estamos trabalhando com o objetivo de entregar o melhor, implantando equipamentos públicos de qualidade, além da criação de políticas públicas eficazes com o objetivo de melhorar a vida das pessoas da nossa cidade”, comentou o Prefeito Elvis.

Nos últimos anos a prefeitura já inaugurou 9 unidades hospitalares, entre elas o complexo hospitalar, formado pelo Pronto Socorro Infantil e o  novo AME, além da Maternidade Santa Ana, que já realizou mais de 100 partos nos primeiros meses.

Grupo São Francisco de Hospitais conquista prêmio de Excelência em Saúde 2019

Mais uma grande conquista comprova a qualidade na oferta em um dos melhores atendimentos médicos de São Paulo: o Grupo São Francisco de Hospitais acaba de ganhar o prêmio Excelência da Saúde 2019, promovido pela Revista da Healthcare Management, em reconhecimento pela primazia e alta performance oferecidas pela instituição em serviços de saúde.  

O prêmio foi resultado do compromisso com o aprimoramento do atendimento de alta complexidade por meio de grandes investimentos na área da saúde, assim como aquisição de equipamentos com tecnologia de ponta. 

O desempenho de uma gestão eficiente do GSF (Grupo São Francisco) mostrou a sua capacidade de expansão, na qual resultou a indicação para a categoria Arquitetura e Engenharia, prêmio este honrado pela presidente do grupo, dra Conceição Castilho Ceballos Melo, que destaca eminente ampliação dos serviços em saúde com foco na qualidade e segurança do paciente.

“Estamos buscando a expansão de nossos hospitais como meta de atingir cinco diferentes cidades da Grande São Paulo”, destaca a médica e executiva.

Para Flávio Ceballos, diretor clínico do Hospital Sagrada Família, uma das cinco unidades de saúde do GSF e que está localizada no bairro Vila Formosa, Zona Leste de São Paulo, o reflexo disso também está no investimento consciente em tecnologia e inovação. 

“Trouxemos diversas soluções tecnológicas, como a Central de Monitoramento no CTI (Centro de Terapia Intensiva) e Prontuário Eletrônico”, revela Ceballos.

Capacitação e mais reconhecimento

Os padrões de qualidade das unidades hospitalares presentes na Grande São Paulo também contam com constantes processos de capacitação dos colaboradores, que participam de treinamentos e aprimoramentos de conhecimento técnico em saúde, visando garantir o melhor atendimento para o paciente. 

Os resultados desses investimentos na qualificação do corpo técnico é reconhecida, por exemplo, na unidade de Cotia, que possui os selos de qualidade certificados pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), entidade que certifica os melhores hospitais do Brasil; a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), por meio da rede Qualiss – garantindo a segurança do paciente no ambiente hospitalar; e ainda a certificação em Fixação Segura 3M do Brasil na categoria Diamante.

Além disso, parcerias com os principais convênios e com grandes marcas no ramo da tecnologia hospitalar proporcionam ao Grupo oportunidade de mais crescimento estrutural, viabilizando às pessoas mais acesso a uma saúde de qualidade.