Saúde

Prefeitura de Osasco celebra Dia Mundial da Voz


A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria da Saúde, realizou em 16/4 a 9ª edição da campanha “Voz de Osasco”, sob o tema “Seja Amigo da Sua Voz”, em comemoração ao Dia Mundial da Voz, com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre os cuidados com a saúde vocal.

A atividade, realizada anualmente, aconteceu na Policlínica na Zona Norte, no Jardim Piratininga, com interações das equipes de fonoaudiólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, atendentes e assistentes sociais que, de forma lúdica, orientaram pacientes e acompanhantes sobre a promoção de saúde e possíveis sinais e sintomas das cordas vocais que favoreçam o diagnóstico precoce de doenças, como o câncer de laringe.

Os participantes receberam kits com água e maçã, dois importantes elementos para manter a boa qualidade da voz.  

A ação ocorreu durante todo o dia nas salas de espera e recepção da Policlínica. Também teve apresentações do Coral da Policlínica, cantando a música “Nossa Voz”.

A diretora da Policlínica Norte, Suzete Souza Franco, as doutoras Ana Maria de Souza Amaral e Inajá de Oliveira, coordenadoras técnicas da campanha da Voz, acompanharam a ação.  

Sobre a data

O Dia Mundial da Voz, comemorado anualmente no dia 16 de abril, tem como objetivo chamar a atenção da sociedade, bem como alertar sobre a importância dos cuidados com a voz, uma das mais primitivas ferramentas de comunicação e interação humana, pela qual é possível observar emoções e sensações como alegria e tristeza, por exemplo. A data que foi criada no Brasil no ano de 1999 e, a partir de 2003, passou a ser celebrada em diversos cantos do mundo, como nos Estados Unidos, países da Europa e Ásia.

Centro de Especialidades Odontológicas terá novo endereço

A partir de julho, o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), ligado à Secretaria de Saúde da Prefeitura de Osasco, ganhará casa nova e passará a funcionar em um imóvel na Vila Campesina, com entradas pelas ruas Atílio Delamina, 220 (apropriada para pessoas com necessidades especiais e cadeirantes) e Carlos Moraes de Barros, 345. No local funcionava uma clínica médica. O prédio tem 600 metros quadrados.

A mudança se faz necessária porque o imóvel onde atualmente é feito o atendimento (Rua Aurora Soares Barbosa), também na Campesina, apresenta infiltrações e outros problemas estruturais.

O CEO funciona no atual endereço desde que foi inaugurado, em 2006. Mas com a mudança de prédio e a contratação de mais profissionais, passará a contar com 33 dentistas e aumentará a capacidade de atendimentos para cerca de 5 mil pacientes por mês, segundo o prefeito Rogério Lins, que visitou o imóvel acompanhado da secretária adjunta de Saúde, Simone Monteaperto.

Entre as especialidades oferecidas estão bucomaxilofacial, periodontia, endodontia, protesista, especialista para paciente com necessidades especiais (PNE), além de equipe de apoio, como oito auxiliares em saúde bucal.

Além das especialidades obrigatórias, Osasco saiu na frente de outras ciadades e já oferece também odonto pediatria, com demanda livre de trauma (atendimento de urgência quando a criança cai e sofre alguma lesão na boca).

O atendimento no CEO é feito por meio de encaminhamento médico de pacientes cadastrados nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município.

Prefeito de Osasco apresenta oficialmente secretário de Saúde

Na sexta-feira, 12/4, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, apresentou aos gestores das UBSs e Prontos-Socorros o novo secretário de Saúde, Fernando Machado Oliveira. O evento aconteceu na Sala Luiz Roberto Claudino da Silva, e contou com as presenças da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins, e demais secretários municipais.

O prefeito falou sobre as mudanças que acontecerão na saúde nos próximos meses. O novo secretário, Fernando Machado Oliveira, formado pela Faculdade de Medicina da Universidade Severino Sombra, é pós-graduado com especialização em Ortopedia e Traumatologia e em Cirurgia e Artroscopia do Quadril.

Fernando, que já é conhecido por seus serviços no Hospital Municipal Antônio Giglio, disse que inicialmente fará um diagnóstico da situação do setor. “Eu poderia chegar aqui e fazer várias promessas, mas é mais sensato dizer que não vou prometer nada. Vamos, juntos, construir e em breve teremos várias novidades”.

Lins anunciou a continuidade das reformas de algumas Unidades Básicas de Saúde. “Serão oito unidades que serão iniciadas em vinte dias e que estarão prontas em 60 dias. As obras serão realizadas em parceria com a iniciativa privada, visando o melhor para a nossa população”, disse.

“Quando assumi o governo, atendíamos, em média, 15 mil pessoas por dia. Hoje essa demanda aumentou de forma significativa e atingimos 25 mil atendimentos/dia. Também vamos alugar uma nova unidade para o Rochdale e construiremos na Vila Yara. Até o final do ano, queremos dar uma cara nova para a saúde”, avisou.

O prefeito elogiou os servidores por formarem a melhor equipe. “Vamos aproveitar esse comprometimento de vocês e dar mais valor aos funcionários. Estamos pensando em criar uma competição saudável: ‘gestor nota 10’, com premiação em dinheiro. Não será só uma pessoa e sim a equipe, para que haja maior entrosamento entre gestor e sua equipe”, explicou.

Outra novidade apresentada pelo prefeito foi a ação que colocará em prática nos próximos dias: Mutirão de Limpeza Osasco, que envolverá 300 funcionários que farão poda de árvores, remoção de carros abandonados nas vias, limpeza de boca de lobo, operação tapa buraco, limpeza das ruas, entre outras ações de zeladoria.

“Daremos início pelo Jardim Veloso. Serão 9 dias de mutirão no local. Essa ação se estenderá para outros bairros. Conjuntamente realizaremos campanha de incentivo para ensinar a população a jogar o lixo no lixo e não descartar inservíveis em locais impróprios. Com isso vou passar em cada UBSs, vou tomar cafezinho com os senhores e vamos trocar ideias para melhor atender os moradores de cada localidade”, explicou.

Por fim agradeceu a todos os gestores por estarem na linha de frente. “Eu sei que não é fácil o que os senhores passam no dia a dia. São muitas as reclamações e foram dias exaustivos. Minha eterna gratidão pelos senhores não desistirem e não deixarem a peteca cair”, finalizou.

Novo secretário

Fernando é membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e membro titular do grupo de cirurgia do quadril do Hospital Municipal Antônio Giglio, onde também atuou como chefe do Serviço de Residência Médica desde 2014. Também foi preceptor dos residentes de ortopedia do Hospital Geral de Vila Penteado, em São Paulo, entre 2008 e 2014.

Dia 22, vacina contra a gripe começa a ser aplicada em todo o público-alvo

A partir do dia 22 de abril, as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) de Cotia começam a aplicar a vacina contra a gripe em todas as pessoas que fazem parte do público-alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde [veja abaixo]. As doses da vacina disponibilizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) são trivalente e protegem contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza tipo B.

O secretário de Saúde, Magno Sauter, salientou que, mesmo que a pessoa tenha tomado a vacina no ano passado, precisa se imunizar novamente. “Quem faz parte do público-alvo precisa procurar a UBS mais próxima. A dose da vacina contra a gripe é anual e evita que a gripe evolua para consequências sérias”, destacou o secretário.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a gripe mata mais de 650 mil pessoas todos os anos. “A imunização é uma forma de evitar complicações como pneumonia e até infarto”, completou o secretário. No início de maio, a cidade deve participar do Dia D de vacinação que acontecerá em um sábado.

Quem for à UBS para se vacinar contra a gripe também pode aproveitar para atualizar a caderneta de vacinação.

Público-alvo

(Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe)

A partir de 22 de abril

Gestantes e puérperas (que tiverem bebê de até 45 dias)

Crianças de seis meses a menores de seis anos

Idosos (a partir de 60 anos)

Profissionais da saúde

Professores

Pessoas com doenças crônicas com qualquer idade (diabetes, doenças cardíacas e respiratórias, distúrbios que comprometem a imunidade, como o câncer, entre outras)

Indígenas

Pessoas privadas de liberdade (presidiários)

Trabalhadores do sistema prisional

Adolescentes em medida socioeducativas

Testes rápidos de HIV e sífilis ganham reforço em todas as UBSs

A oferta de testes rápidos de HIV e sífilis, disponível em todas a Unidades Básicas de Saúde de Barueri (UBSs), acaba de ganhar um bom reforço. No dia 3 de abril, 27 técnicos de enfermagem concluíram um curso completo para realização do exame.

“Temos a felicidade de entregar às unidades de saúde mais essa mão de obra qualificada que vai ajudar a ampliar a oferta de testes aos munícipes”, comemora Reinildo de Souza, coordenador do Programa IST/AIDS e Hepatites Virais de Barueri.

Com duração de três dias, em um total de 12 horas/aula, o curso capacitou os profissionais, que atuarão juntamente com os enfermeiros responsáveis de cada UBS. “Desta forma, as UBSs poderão aumentar  a oferta de teste rápido, fazendo diagnóstico precoce e oferecendo tratamento oportuno aos munícipes de Barueri, principalmente devido ao aumento de casos de sífilis”, alerta Reinildo.  

É preciso saber

O teste rápido é uma importante ferramenta para a prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O resultado sai em apenas 15 minutos e ao detectar alguma doença, a pessoa é prontamente encaminhada ao tratamento, que é ofertado integralmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Submeter-se ao teste com certa frequência é muito importante, principalmente porque as ISTs têm aumentado bastante, especialmente a sífilis, que voltou ao estado de epidemia. De acordo com o Boletim Epidemiológico de Sífilis 2018, os casos da doença aumentaram 28,5% em gestantes, 16,4% na forma congênita e 31,8% na adquirida em comparação a 2016.

Em 2010, a sífilis adquirida teve taxa de detecção aumentada de 2 casos a cada 100 mil habitantes. Em 2016, o número saltou para 58,1 casos para cada 100 mil habitantes.

HIV

Em Barueri, considerando o ano base de 2017, divulgado no Boletim de 2018, 168 novos casos de HIV chegaram ao Serviço de Atendimento Especializado (SAE). Isso não significa que são todos munícipes, já que o serviço é regionalizado. Atualmente, estão em tratamento na cidade 1.695 pacientes soropositivos.

Cirurgia de joelho: tratamento avançado garante rápida recuperação ao paciente

Quando pensamos em cirurgia de joelho logo relacionamos ao jogador de futebol famoso que precisou passar pelo procedimento e dar um tempo em suas atividades em campo, ou até mesmo parar de vez a sua carreira. Com o avanço da medicina esse tipo de cirurgia já conta com o suporte de tratamentos que garantem uma rápida recuperação, como é rotina   no Hospital São Francisco, em Cotia.

Entre as lesões mais comuns no joelho está a ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA), que ocorre quando a região sofre um trauma ocasionado por um movimento brusco, como parar de uma vez, reduzir a velocidade durante a corrida ou apoiar os pés incorretamente depois do salto. Os ligamentos cruzados ficam dentro do joelho e são eles que promovem a estabilidade rotacional do mesmo. É importante lembrar que não só atletas podem ser afetados. As atividades do cotidiano também podem causar a lesão, portanto é preciso fazer o tratamento e buscar a ajuda de um especialista.

Cada caso é um caso

O tratamento pode ser conservador ou intenso, depende de cada caso. Pacientes que apresentam a lesão com rupturas mais severas podem ser submetidos a cirurgia. Já existem equipamentos cirúrgicos que auxiliam na rápida recuperação, como a Artroscopia: procedimento cirúrgico que permite que o médico visualize através de uma câmera o interior das articulações, os ligamentos e outras estruturas durante a cirurgia.

Porque o São Francisco é referência em ortopedia

Com um centro cirúrgico completo e uma equipe de seis médicos ortopedistas formados pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), o grupo visa promover o melhor e mais completo suporte para os pacientes que sofrem com diversas patologias nos ossos, ligamentos, músculos e articulações, desde doenças degenerativas até traumas ou fraturas mais complexas.

“Fazemos de tudo para a rápida reabilitação do paciente. São pessoas que têm muito a contribuir com a sociedade e estão paradas. Como é o caso de um jovem que lesionou o joelho e precisa da reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior (LCA). É uma das cirurgias na quais somos especialistas, sendo bastante comum em atletas de futebol”, exemplifica o médico ortopedista, traumatologista e especialista em Cirurgia do Joelho, Davi Casadio.

O especialista explica ainda que uma sala estruturada e ampla contribui para o sucesso no procedimento. Equipamentos de vídeo para cirurgias minimamente invasivas e radiografia no intraoperatório auxiliam no resultado do procedimento cirúrgico. “É possível oferecer toda a retaguarda cirúrgica, já que dispomos de equipamentos de última geração”, afirma.

A equipe técnica de Ortopedia do Hospital é coordenada pelos médicos Gustavo Gonçalves Arliani e Diego Costa Astur, e conta com o trabalho dos ortopedistas Davi Casadio, Gabriel Furlan Margato, João Victor Novaretti, Fábio Zego, Élcio Takeshi Matsumoto e Gabriel Taniguti Oliveira. Todos especialistas em Ortopedia, Traumatologia e Cirurgia do Joelho pela Unifesp.

Quer saber mais? Agende sua consulta pelo telefone (11) 4615-6677. O Hospital São Francisco é acreditado pela ONA – Organização Nacional de Acreditação -, entidade que certifica os melhores hospitais do Brasil. A unidade fica na avenida Professor Manoel José Pedroso, 701 – Cotia

Desempenho de buscas ativas à tuberculose rende novo prêmio à Barueri

Por mais um ano Barueri é reconhecida pelo trabalho que realiza no combate à tuberculose. A entrega do novo prêmio ocorreu no dia 18 de março de 2019 durante o Fórum do Dia Mundial da Tuberculose (celebrado em 24 de março).

O evento, organizado pelo Programa Estadual de Controle da Tuberculose de São Paulo, reuniu cerca de 600 profissionais do estado que atuam no combate à doença. Essa premiação ocorre em dois momentos por ano: em março e em setembro. De 2017 para cá, o trabalho realizado por Barueri no setor foi reconhecido em todos os encontros.

Superando as metas

As buscas ativas, conforme explica a diretora de programas da Secretaria de Saúde, responsável pelo Programa da Tuberculose em Barueri, Fabiana Aparecida dos Santos, referem-se a todas as ações desempenhadas para buscar e tratar os pacientes com a doença.

“Estamos sempre alcançando a premiação na intensificação da busca ativa dos sintomáticos respiratórios. Isso me deixa muito feliz, pois significa que estamos buscando os casos que normalmente não viriam até o nosso conhecimento de início, e isso nos leva a uma detecção precoce, interrompe a cadeia de transmissão, melhora a condição do paciente e o tratamento. Também nos mostra o empenho das equipes e a dedicação. Sou muito grata a toda a equipe de tuberculose do município que tem feito um ótimo trabalho”, elogia Fabiana.

Isso não inclui apenas as pessoas que buscam a Unidade Básica de Saúde (UBS) e são diagnosticadas por lá, mas também os casos descobertos pela equipe nas visitas às casas, nas investigações familiares etc. A Secretaria de Saúde do município conta com profissionais voltados exclusivamente a essa tarefa.

“Temos equipes capacitadas e que participam de reuniões periódicas para discussão de casos e dúvidas. Há equipes em todas as Unidades Básicas e também no SAE (Serviço de Assistência Especializada). As buscas ativas são realizadas em todas essas unidades, pelo Consultório na Rua e pelos prontos-socorros. Existe tratamento para tuberculose também em todas as UBSs para que o paciente possa fazer o tratamento o mais próximo da sua residência”, detalha a diretora.

O Programa preconiza que se faça a detecção anual de pelo menos 70% dos casos estimados de tuberculose, que se trate corretamente 100% dos casos diagnosticados e que se cure, no mínimo, 85% dos pacientes. Até a metade do período estipulado, o município já havia alcançado 79% de cura, mas o número vai muito além, já que ainda há pacientes em tratamento correspondente ao período estudado.

Com relação à coleta de exames, no período analisado da última campanha, Barueri tinha que coletar ao menos 136 exames, mas superou a meta, chegando 239.

Sem tuberculose

Barueri possui equipe de atendimento à tuberculose em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), laboratório próprio e até o aparelho GeneXpert, que permite o teste rápido, emitindo diagnóstico laboratorial da doença em apenas duas horas. Com alta sensibilidade, o equipamento indica se o paciente possui resistência ao tratamento e diminui as chances de um laudo falso negativo.

Jandira inicia Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza nesta quarta (10)

Nesta quarta-feira (10) as unidades básicas de saúde (UBS’s) de Jandira começam a imunizar grupos prioritários na 21º Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Até 31 de maio, mais de 26 mil pessoas devem ser vacinadas contra a gripe gratuitamente na cidade.

Os grupos prioritários são gestantes, crianças a partir dos seis meses e até os cinco anos e 11 meses, mulheres com até 45 dias após o parto, trabalhadores da área da saúde dos serviços públicos e privados, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, idosos a partir dos 60 anos, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, pessoas portadoras de doenças crônicas, como doenças respiratórias, diabetes e doenças cardíacas, sob prescrição médica.

Para tomar a dose trivalente é necessário levar a UBS do bairro documento de identidade com foto e Caderneta de Vacinação, sendo dispensável apenas no caso das gestantes.

A vacinação contra a influenza, segundo pesquisas, é a maneira mais eficaz de prevenção da doença respiratória infecciosa, que quando agravada, leva ao óbito do portador dos vírus.
No Estado de São Paulo a estimativa total é que mais de 13 milhões de pessoas sejam vacinadas. Todas as doses seguem recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e são confeccionada no Instituto Butantan, na capital paulista. No dia 6 de maio está marcada uma mobilização geral no país, chamado de “Dia D”.  

Barueri recebe equipamentos de última geração para a Saúde

Desde o final de 2018, Barueri tem recebido equipamentos modernos e de alta tecnologia para melhorar ainda mais os atendimentos na saúde. Até o momento a cidade já foi contemplada com um tomógrafo computadorizado de 16 canais, um microscópio cirúrgico e duas camas cirúrgicas elétricas. Outros itens devem chegar em breve.  

No dia 8 de março, o Hospital Municipal de Barueri (HMB) recebeu o microscópio cirúrgico para intervenções neurológicas, de coluna vertebral, bem como otorrinolaringológicas e reconstrutivas. Para lá também foram destinadas as camas cirúrgicas elétricas, voltadas a procedimentos de alta complexidade e com acionamento por controle remoto. 

Em 20 de dezembro de 2018, foi instalado no Pronto-Socorro Central o novo tomógrafo computadorizado de 16 canais. Trata-se de um equipamento de ponta, capaz de realizar 1.800 exames ao mês, podendo atender, no mínimo, cinco pacientes por hora.  

Saúde de última geração 

Esses e outros equipamentos são frutos da emenda parlamentar 27970012 (Aquisição de equipamentos permanentes para unidade de Atenção Especializada da Saúde), indicada em novembro de 2017 pela deputada federal Bruna Furlan, no valor de R$ 3 milhões. O valor previsto na emenda ainda inclui a compra de um aparelho de ultrassom doppler colorido, um arco cirúrgico básico, um foco cirúrgico de teto e um bisturi elétrico, que estão em fase de compra.  

Hospital Antônio Giglio recebe novos equipamentos

O munícipe que precisar de atendimento no Hospital Municipal Antônio Giglio nos próximos dias contará com novos equipamentos. O prefeito Rogério Lins aproveitou a passagem pelo local sexta-feira, 5/4, para conhecer os utensílios, que chegaram à unidade esta semana, entre eles nove monitores cardíacos, dez ventiladores pulmonares, um berço aquecido, nove aspiradores portáteis de secreção, dois capnógrafos (analisam e registram a pressão parcial de oxigênio durante o ciclo respiratório por um sensor aplicado nas vias aéreas do paciente), dez circuitos respiratórios infantis e dez adultos, 20 camas hospitalares e 20 macas.

Locados pela Organização Social Irmandade Santa Casa de Pacaembu, que gerenciará o Hospital por 180 dias por meio de contrato emergencial assinado com a Prefeitura no início de março, os equipamentos só dependem de instalação para que passem a ser utilizados.

“São equipamentos de alta tecnologia para atender as necessidades dos nossos munícipes”, disse o prefeito. “São equipamentos que trarão segurança ao tratamento dos pacientes, porque são todos classe A, encontrados em hospitais de referência. O dinheiro público está sendo bem aplicado no atendimento aos munícipes”, completou o médico Sérgio Smolentzov, diretor técnico do Hospital Antônio Giglio.

A Organização Social, que administra o hospital Antônio Giglio desde 1º de março, também comanda as AMEs de Santos, Sorocaba, o Hospital Geral de Carapicuíba, a UPA Agudos.