Saúde

HMB aprimora pronto-atendimento a pacientes com Covid-19

O Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB) aprimorou ainda mais o atendimento a casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 na unidade. Um novo setor foi montado para que o primeiro atendimento desses pacientes seja feito de forma mais prática e concentrada. O local, que entrou em funcionamento em 7 de maio, já recebeu 134 pessoas. Anteriormente, as etapas de internação já eram feitas de maneira segura e adequada, mas eram realizadas em espaços diferentes.

No lado oposto ao Pronto-Atendimento geral do HMB, espaço destinado para receber casos de emergência ou urgência referenciados pela Central de Regulação, foi criado um Pronto-Atendimento apenas para esses casos de Covid-19.

“Buscamos a melhora contínua nos processos da unidade. Analisando os fluxos de atendimento e estrutura do hospital, identificamos a possibilidade de isolar ainda mais o atendimento aos pacientes com Covid-19, ao mesmo tempo em que centralizaríamos processos em um só local, melhorando e agilizando o atendimento”, esclarece Nara de Moraes, coordenadora do setor.

Além de fácil acesso para as ambulâncias, o setor possui equipamentos para situação de emergência, como queda de saturação ou parada cardíaca, em uma área de estabilização que permite receber 10 pacientes ao mesmo tempo. Também tem sala para acolhimento familiar, dependência para paramentação de equipamentos de proteção individual (EPIs) e recepção.

“Melhoramos ainda mais a admissão desses casos, que já era feita com um plano especial de atendimento. Agora conseguimos reunir todo o acolhimento inicial no mesmo espaço: assistir o paciente, realizar exames e receber o familiar responsável pela internação para informar as orientações iniciais médicas, administrativas e de enfermagem”, explica o diretor técnico do HMB, Paulo Tierno, que idealizou e viabilizou as adequações para instalar o Pronto-atendimento de Covid-19.

Funcionamento

Quando há indicação de internação, a Central de Regulação solicita a transferência para o HMB e após cessão de leito, o paciente dá entrada na unidade diretamente pelo novo PA de Covid-19. “Assim que o paciente chega, ele é admitido pelo médico, e passa por exames de sangue e de imagem. Depois da avaliação de histórico clínico, um familiar é convocado para comparecer à unidade com o propósito de assinar a internação e ficar responsável por receber o boletim médico telefônico diariamente”, comenta a coordenadora, que considera fundamental esse contato da família com a equipe médica para criar um elo logo no início do atendimento, já que as visitas estão suspensas para minimizar os riscos de contaminação.

Após essa etapa do acolhimento, o paciente é encaminhado para um leito de enfermaria ou crítico, caso necessite de equipamentos para cuidados intensivos, em um dos setores isolados para esses casos. E todos os dias, no período vespertino, o próprio médico liga para o parente com o objetivo de informar a evolução do quadro e prestar esclarecimentos sobre o tratamento.

Vale lembrar que, se surgirem dúvidas depois da conversa, o familiar pode ligar para o telefone (011) 2575-3314, número específico de atendimento das famílias de pacientes com Covid-19. As perguntas serão anotadas por um funcionário e repassadas para equipe médica, para que na próxima ligação todas as indagações sejam elucidadas.

Por telefone, HMB promove acolhimento psicológico para familiares de internados por Covid-19

Com a alteração da rotina e a recomendação para evitar o contato social, muitas pessoas já estão emocionalmente abaladas, e o sofrimento pode ser ainda maior para aqueles que estão com parentes internados. Por isso, pensando na fragilidade emocional do momento, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB) passou a oferecer suporte psicológico por telefone para os familiares dos pacientes internados com suspeita ou confirmação de Covid-19.  E em menos de 30 dias, desde o início das ligações, já foram feitos 155 atendimentos e 109 pessoas já receberam esse tipo de assistência.

Devido ao risco de contaminação, as visitas a esses pacientes estão suspensas, então, além de realizar ligações diárias para passar o boletim médico e disponibilizar um canal exclusivo de atendimento, o telefone (011) 2575-3314, para que os familiares tirem dúvidas sobre a assistência prestada aos pacientes, o HMB também encontrou no contato telefônico uma maneira de oferecer acolhimento às famílias por meio da equipe de psicologia.

“O papel da psicologia é oferecer disponibilidade para escuta ativa, promovendo espaço para reflexão de acordo com os limites de cada um, e aos poucos, possibilitar a construção de um pensamento frente à sua vivência. Em relação à Covid-19, a ideia é auxiliar o familiar na melhor compreensão do seu sofrimento e da forma que ele está lidando com todo o processo de adoecimento e internação do seu ente querido”, esclarece Bruna Vieira, psicóloga da unidade, que reconhece que o momento necessita de uma adaptação muito difícil, já que a doença exige um distanciamento físico.

Com base nas informações da planilha, preenchida pela equipe multidisciplinar, os psicólogos obtêm os contatos dos familiares e ligam primeiramente para os parentes dos pacientes mais críticos, para informar que o suporte da unidade está disponível e entender os recursos psicológicos da família. “Esses recursos são as formas que a pessoa encontra de lidar com alguma questão ou sofrimento. Por exemplo, se a pessoa lida com otimismo, controle pessoal e senso de significado, ela pode ter maiores condições de enfrentar situações críticas da vida. Em compensação, se o desespero é tanto que ela não consegue raciocinar e não consegue refletir, é necessário encontrar maneiras de lidar com esse sofrimento”, explica a psicóloga. Ela relata que a equipe mantém uma rotina de atendimento semanal mediante a necessidade e a aceitação de cada família.

É importante destacar que o telefone (011) 2575-3343 está disponível para aqueles familiares que quiserem contatar a equipe de psicologia para receber esse suporte.

Atendimento também para os colaboradores

Vale ressaltar que esse tipo de apoio tem sido oferecido, da mesma forma, para os funcionários do hospital. A equipe de Medicina do Trabalho tem divulgado aos colaboradores da unidade o serviço telefônico de atendimento psicológico. Até o momento, mais de 15 pessoas já buscaram acolhimento. O objetivo desse atendimento é oferecer escuta, espaço, tempo e apoio para os profissionais que se sentem fragilizados e encontram dificuldade em lidar com todas as mudanças geradas pela Covid-19.

Prefeitura de Osasco entrega leitos para atendimento a gestantes com Covid-19

A Prefeitura de Osasco entregou na terça-feira, 26/5, o Centro de Isolamento a Gestantes, uma ala do Hospital e Maternidade Amador Aguiar, que vai atender exclusivamente gestantes que testarem positivo para o coronavírus e que necessitarem de acompanhamento.

A ala AC2 passou por reforma de adaptação, com isso foram criados 14 leitos para atender os casos mais leves de Covid-19, além de dois leitos de UTI para adulto, equipados com ventiladores mecânicos e outros dois leitos de UTI Neonatal. O local também possui recepção, sala para enfermeiros, banheiros e sala de procedimentos.

O prefeito Rogério Lins, acompanhado do secretário de Saúde, Fernando Machado, visitou o novo espaço, onde explicou a importância dessa área de isolamento para gestantes. “Aqui, elas (gestantes) e seus bebês serão assistidos pelas equipes especializadas e também é uma forma da gente evitar o contágio de outras mães”, explicou.

Segundo o Ministério da Saúde, apesar de fazerem parte do grupo considerado de risco, ainda não há nenhuma evidência de que o coronavírus possa causar danos mais graves nas gestantes e nem que elas possam transmitir o vírus para os seus bebês. Mas é fundamental que assim como qualquer outra pessoa infectada pela Covid-19, elas se mantenham em isolamento.

O Centro de Isolamento a Gestantes é mais uma importante medida adotada pela administração municipal, a fim de evitar a disseminação do coronavírus. Após o período de pandemia, esses novos leitos estarão disponíveis para atender outras demandas do Hospital e Maternidade Amador Aguiar.

Estudos sugerem relação entre Covid-19 e lesões nos rins

Conforme a pandemia do novo coronavírus avança, uma série de novos sintomas entram no radar das equipes de saúde. Os mais comuns, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) continuam a ser febre, coriza, tosse e falta de ar, mas essa lista vem aumentando, com relatos de pacientes que passaram a apresentar diarreia, vômitos, perda do olfato e do paladar, dores de garganta e cabeça. Relatos e estudos médicos realizados ao redor do mundo têm apontado agora outras complicações relacionadas ao Covid-19, como os AVCs, doenças cardíacas, urinárias e lesões renais agudas, podendo evoluir para a insuficiência e falência dos rins.

Ainda não se sabe bem a explicação para isso. Duas hipóteses são avaliadas pelos cientistas: se é um efeito direto da ação do vírus ou indireto. Receptores do coronavírus já foram detectados nas células das membranas que envolvem os vasos sanguíneos, o intestino, o coração e os rins. A outra hipótese considera uma reação exagerada do sistema imunológico do organismo a essa invasão ou a medicamentos usados no tratamento.

De acordo com o médico nefrologista Bruno P. Biluca, da Fenix Alphaville, os pacientes renais crônicos fazem parte do grupo de risco de contágio pelo Covid-19. Além disso, a doença acomete principalmente idosos, que são maioria entre os infectados pelo novo coronavírus. Outro fator que deixa essas pessoas mais suscetíveis é o fato de boa parte delas terem problemas associados, como o diabetes mellitus e a hipertensão grave, o que também agrava o prognóstico na pandemia, como alerta a OMS.

Dados divulgados este mês na revista Pesquisa Fapesp apontam que entre 14% e 30% das pessoas com quadros graves da Covid-19 em UTIs tiveram falência renal, com necessidade de hemodiálise, tratamento em que máquinas fazem a filtração das impurezas do sangue quando os rins deixam de funcionar. Mas, mesmo nos casos moderados já foram detectadas lesões renais.

Os rins são fundamentais para o funcionamento do organismo. Eles são responsáveis por filtrar as toxinas do sangue para que sejam eliminadas pela urina. Também têm papel importante na regulação de líquidos e sais no corpo, na produção de hormônios e no controle da pressão arterial.

A evolução da doença renal crônica é lenta e, na maior parte do tempo, assintomática. Uma pessoa pode conviver anos sem notar o problema. Quando é descoberta, em geral, as funções do órgão já estão bastante comprometidas, precisando da diálise. Já a doença renal aguda se desenvolve rapidamente, podendo ser revertida ou não com tratamento.

“Os cientistas ainda têm muito a aprender sobre a Covid-19, a ação do vírus e como pode comprometer o organismo, e ainda não há uma vacina ou medicamento específico para tratar a doença. Portanto, a melhor atitude neste momento de crescimento do número de pessoas infectadas e de mortes no Brasil é a prevenção, com o isolamento de pessoas com sintomas, distanciamento social, correta e frequente higienização das mãos e o uso de máscaras”, recomenda Biluca.

 

Sobre a Fenix Alphaville

Inaugurada em 2018, a Fenix Alphaville é especializada em doenças renais, oferecendo uma experiência inovadora em hemodiálise e atendimento médico de excelência, em um ambiente hospitalar seguro e com padrão premium, de hotelaria 5 estrelas. Os tratamentos são orientados pelas mais modernas técnicas em nefrologia e prescritos de forma individualizada por uma equipe de médicos especialistas, com apoio multidisciplinar de psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e fisioterapeuta. Entre os diferenciais, estão a hemodiafiltração, que reduz efeitos colaterais, suítes para o tratamento noturno, spa, lanche preparado por chef, transporte Leva e Traz e heliponto. A clínica faz parte da Rede Fenix de Nefrologia, que atua há 23 anos na área, e está localizada em Alphaville, Barueri-SP.

Prefeitura de Osasco disponibiliza consulta com especialistas por telefone

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, em parceria com o Instituto de Gestão, Administração e Treinamento em Saúde (IGATS), disponibiliza consultas online com especialistas às pessoas em isolamento social, por conta da pandemia do novo coronavírus, que sentem a necessidade de ter um acompanhamento médico neste período.

O atendimento é gratuito e feito mediante agendamento. Antes de agendar, o usuário passará por uma triagem e um cadastro prévio. Os interessados podem ligar no telefone (11) 3681-0360, que também atende como WhatsApp, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e fazer a solicitação do serviço. Caso o usuário mande mensagem pelo WhatsApp após às 16h, uma resposta automática é enviada informando-o que o retorno será feito assim que possível.

 

Estão disponíveis seis especialidades:

– clínico geral

– neurologia

– pediatria

– psicologia

– psiquiatria

– terapia ocupacional


Oficinas Terapêuticas

 

Outro serviço disponível é a Plataforma gratuita de Oficinas Terapêuticas Online – CER II Osasco. As atividades são realizadas por uma equipe multiprofissional, que envolve oficineiros, psicólogo e terapeuta ocupacional.

 

O usuário tem à disposição oficinas de Dança, Lazer e Recreação, Culinária, Cyber Educação, Vivência e Cidadania, Teatro, Meio Ambiente, Musicoterapia, Arte e Criação de Atividades de Educação Física.

 

Para ter acesso ao conteúdo basta acessar o site:https://projetojubal.com.br/ead/ e entrar com usuário e senha de mesmo nome:cer2


As oficinas são voltadas aos mais de 200 conviventes do Centro Especializado em Reabilitação Dr. Edmundo Campanhã Burjato (CER II), órgão vinculado à Secretaria de Saúde, mais é aberto ao público em geral, que tenha interesse de se conectar com novas descobertas e aflorar novas habilidades neste momento tão difícil de pandemia.


Serviço
Atendimento gratuito por telefone
. Especialidades disponíveis:

– clínico geral

– neurologia

– pediatria

– psiquiatria

– psicologia

– terapia ocupacional

. Contato: (11) 3681-0360. O número também atende como WhatsApp

. Funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h


. Oficinas Terapêuticas online. Acesso ao conteúdo por meio do site:https://projetojubal.com.br/ead/
. Usuário e senha (são os mesmos): cer2.

Oficinas disponíveis: Dança, Lazer e Recreação, Culinária, Cyber Educação, Vivência e Cidadania, Teatro, Meio Ambiente, Musicoterapia, Arte e Criação de Atividades de Educação Física.

MINISTRO DA SAÚDE NELSON TEICH DEIXA O GOVERNO MENOS DE 30 DIAS DEPOIS DA POSSE

O ministro da Saúde, Nelson Teich, informou que deixou o cargo nesta sexta-feira (15), menos de um mês após tomar posse. A informação foi confirmada pela pasta.

Teich assumiu o ministério no dia 17 de abril, após a saíde de Luiz Henrique Mandetta em meio a um grande embate público com o presidente Jair Bolsonaro.

Nos últimos dias Bolsonaro e Teich entraram em desacordo envolvendo alguns temas envolvendo o uso da cloroquina na recuperação de pacientes do SUS que estão infectados pelo coronavírus. O ministro indicou que o remédio apresenta riscos para a saúde e Bolsonaro é defensor do uso da substância.

Além disso, Teich foi informado em coletiva de imprensa que o governo havia editado um decreto incluindo como atividade essencial academias, salões de beleza e barbearias. O ministro demonstrou completo desconhecimento da medida enquanto dava entrevista para jornalistas.

O agora ex-ministro foi convocado para uma reunião com Bolsonaro no Palácio do Planalto nesta manhã. Logo após a saída da reunião, a demissão foi anunciada.

 

Fonte: Isto é dinheiro

Segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a gripe continua em Jandira

Abertura da Campanha de Vacinação da Gripe. São Paulo (SP). Foto: Rodrigo Nunes/MS

Desde o dia 16 de abril está em andamento a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe) em Jandira em todas as UBSs do município, de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas.

Esta etapa vai até 8 de maio e é destinada a portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A terceira etapa começa em 9 de maio, dia “D” da campanha. O Ministério da Saúde alterou o cronograma desta etapa devido ao momento atual da Covid-19 no país e considerando o prazo de entrega das vacinas pelo produtor e repasse até os municípios.

Ø  De 9 à 17 de maio serão vacinadas crianças de 6 meses a menores 6 anos, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência.

Ø  De 18 de maio à 05 de junho: professores e adultos de 55 a 59 anos.

A vacinação da Influenza não protege contra o coronavírus, mas auxilia os profissionais de saúde no diagnóstico para a Covid-19, ao descartarem os vários tipos de gripe na triagem da população vacinada.

Endereço das UBSs

UBS Vila Eunice

Rua Urano, 475

UBS Ouro Verde

Rua Dom Pedro II, 153

UBS Nossa Senhora de Fátima

Rua Igaro, 7A

UBS Vale do Sol

Rua Guarujá, 622

UBS Gabriela

Rua Gabriela Ribeiro da Silva, 11

UBS Analândia

Rua Valdomiro Alves da Silva, 15

UBS Santa Tereza

Rua Itu, 6

UBS Alvorada

Rua Benedito Domingos, 30

UBS Brotinho

Avenida Presidente Costa e Silva, 1050

UBS Sagrado Coração

Rua Paulino Longo, 165

Prefeito entrega Hospital de Retaguarda do coronavírus

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, entregou nessa quinta-feira, 23/4, mais um importante equipamento para o tratamento de pacientes do coronavírus (COVID-19). Trata-se do Hospital de Retaguarda, instalado no primeiro andar do Pronto-Socorro José Ibrahim, do Jardim D’Abril, que passou por ampla reforma e adaptação para abrigar 40 leitos.

O Hospital de Retaguarda contará com dois médicos plantonistas e um diarista, além de três enfermeiros e 16 técnicos. O primeiro andar da unidade foi dividido em três enfermarias, um isolamento e três UTIs, além de arsenal (rouparia), expurgo (depósito de material sujo), DML (depósito de limpeza), área de conforto de enfermagem, sala de prescrição médica, posto de enfermagem (com acesso para os dois corredores), sala de medicação (com acesso para dois corredores), farmácia satélite (depósito), e copa que servirá de apoio para os pacientes e também para os funcionários.

Ainda na quinta-feira, a unidade receberia 15 pacientes que estavam no Centros de Terapia Intensiva do Pronto-Socorro Santo Antônio e Pronto-Socorro Osmar Mesquita. “Com este importante equipamento deixaremos a rede mais livre para o tratamento dos pacientes”, explicou o secretário de Saúde, Fernando Machado Oliveira.

Aqui dispomos de um equipamento de raio x portátil. Ele é uma importante ferramenta, já que não é necessário remover o paciente. Com o aparelho podemos fazer os exames no próprio leito, o que facilita ainda mais no tratamento do paciente”, disse a enfermeira técnica responsável, Fabiana Villela.

Esse é um investimento que ficará para a municipalidade. Ou seja, ao invés da Prefeitura de Osasco montar uma tenda e gastar, optamos por transformar unidades de saúde, como os prontos-socorros do Santo Antônio e o Osmar Mesquita e o Hospital de Campanha na Policlínica zona Norte. São locais adaptados para atender a esse período de pandemia, mas que ficarão à disposição da população quando passarmos por esse momento”, explicou o prefeito Rogério Lins.

ATENDIMENTO A CASOS SUSPEITOS

Essas não são as únicas mudanças na área da saúde. A Prefeitura definiu os seguintes locais para atendimento a casos suspeitos de coronavírus: UPA Centro (Rua Aymoré de Mello Dias, 51 – Centro), UPA Menck (Av. Alberto J. Byington, 822 – Vila Menck), UPA Conceição (Rua Pernambucana, 385 – Conceição), UBS Vila dos Remédios (Rua Santo Ubaldo, 100 – Remédios), UBS Quitaúna (R. Mal. Edgar de Oliveira, 800 – Quitaúna), UBS Aliança (Avenida Bandeirantes, 550 – Aliança), UBS Portal D’Oeste (Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 100 – Portal D’Oeste), UBS Vila da Justiça (Avenida Clóvis Assaf, 460 – Conceição), UBS Novo Osasco (Rua Teófilo Munhoz Vaqueiro, 60 – Jardim Novo Osasco), Centro de Convivência Edmundo Campanhã Burjato – crianças e adolescentes até 19 anos (Rua Tomás Antônio Gonzaga, 250 – Cipava), e Centro de Atendimento ao Idoso – idosos com idade superior a 60 anos (Rua R. Atília Delbon Biscuola, 927 – Presidente Altino).

Prefeitura de Santana de Parnaíba realiza entrega de mais de 30 mil máscaras para população

 A prefeitura de Santana de Parnaíba realizou uma ação importante para combater a propagação do novo coronavírus em diversos pontos da cidade. As 05h da manhã, a equipe da prefeitura estava em pontos estratégicos, realizando a entrega de mais de 30 mil máscaras para os usuários de transportes públicos e para a população que estavam nas ruas. Além das máscaras, as equipes também entregaram um informe sobre como se prevenir do coronavírus com dicas de como lavar as mãos e do uso correto da mascara de proteção.

As equipes estavam divididas em 10 pontos estratégicos, localizados na Tenente Marques (linha 08) entre os residências 3 e 4, em Alphaville, no bairro Colinas da Anhanguera, Paiol Velho, Praça do Perpétuo Socorro, no Parque Santana, no quilômetro 44 da Estrada dos Romeiros e no Terminal de ônibus, no Centro da cidade.

O Prefeito Elvis Cezar esteve presente no Terminal Rodoviário orientando a população do centro e usuários do transporte coletivo: “Essa distribuição de máscaras visam coibir a proliferação desse terrível vírus. Peço a toda população que, se tiverem que sair usem máscaras e se protejam.”, comentou o prefeito.

 

Doria prorroga quarentena no estado de SP até 10 de maio devido a pandemia de coronavírus

O governador João Doria (PSDB) anunciou a prorrogação da quarentena no estado de São Paulo por causa da pandemia de coronavírus até o dia 10 de maio. Essa já é a segunda prorrogação da quarentena que teve início no dia 24 de março nos 645 municípios do estado. O estado registra 853 mortes provocadas pela Covid-19 e 11.568 casos confirmados de contaminação.

“Até o dia 10 de maio, domingo, está prorrogada a decisão no estado de São Paulo, valendo a prorrogação para os 645 municípios do estado de São Paulo. A prorrogação foi amparada pelo Grupo de Contingência da Covid-19, um comitê médico composto por 15 membros, são especialistas, eles que orientam todas as decisões tomadas pelo governo do estado de São Paulo e também da Prefeitura de São Paulo”, afirmou Doria.

O governador ressaltou que segue a ciência e as recomendações das autoridades sanitárias. “Há um mês, aqui em São Paulo, tínhamos a primeira morte. Hoje já são 853 mortes. Infelizmente, os casos estão em expansão”, declarou.

“Para reabrir o comércio e os serviços precisamos ter o sistema de saúde também em condições de atendimento para salvar vidas. Aqui não tomamos medidas irresponsáveis, precipitadas ou baseadas no achismo ou ideologia”, disse Doria.

O término da quarentena estava previsto para o dia 22 de abril. Apesar da taxa de isolamento estar abaixo do índice desejado, Doria disse que vai confiar na população e não anunciou nenhuma medida de endurecimento das regras da quarentena. “Fechar estradas e rodovias não há nenhuma decisão nesse sentido. Nós respeitamos apenas as decisões locais de prefeituras de cidades turísticas em relação de limitar acesso durante os feriados prolongados e finais de semana apenas aos residentes e proprietários de casas.”

A medida obriga o fechamento do comércio e mantém apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança.
 
Fonte: G1