Saúde

ClickBus arrecada junto com clientes doações para cilindros de oxigênio e materiais de saúde para “Todos por Amazonas”

Ação é feita em parceria com a Polen Tecnologia e os valores arrecadados serão enviados para duas instituições de saúde do Estado

São Paulo, janeiro de 2021 – Além de trabalhar em conjunto com as empresas de ônibus para garantir que passageiros, que precisam viajar durante a pandemia, cheguem aos destinos com maior segurança, a ClickBus, plataforma líder em venda online de passagens rodoviárias, em parceria com a Polen Tecnologia, inovadora plataforma de conexão entre empresas e causas, acaba de lançar uma campanha solidária para ajudar a causa “Todos por Amazonas”, com o intuito de arrecadar donativos para duas instituições de saúde locais.

Além de uma doação realizada em nome da ClickBus, a empresa incentiva que clientes e parceiros contribuam para a causa oferecendo vouchers para compras futuras na ClickBus para cada doação feita. As instituições escolhidas para receber os valores são:

• IAIDAM: Instituição que atende 350 famílias de baixa renda dando apoio em doações de material de saúde e de alimentos durante a crise no Estado do Amazonas

• ADRA: Agência humanitária presente em 130 países atuando nas áreas como saúde, nutrição, proteção de crianças, mulheres e idosos em situação de vulnerabilidade, segurança alimentar e atenção a migrantes e refugiados

Quem quiser contribuir pode acessar a página da campanha solidária e escolher o valor que deseja doar – a partir de R$ 5 -, para uma das duas instituições, preencher os dados pessoais e escolher o meio de pagamento, que pode ser cartão de crédito ou boleto bancário. Em contrapartida, a ClickBus vai oferecer um cupom de R$ 5 de desconto para a comprar passagens de ônibus até o final de 2021. Após a confirmação do pagamento, será enviado um e-mail com o comprovante da doação realizada e o código do cupom de R$5. Todas as contribuições são verificadas pela Polen.

Essa não é a primeira ação da ClickBus pensando na saúde dos brasileiros durante a pandemia. Em julho do ano passado a empresa criou o Selo de Segurança Reforçada em parceria com 100 viações como uma forma de garantir o cumprimento e chancelar a qualidade dos procedimentos de higiene, desinfecção dos veículos, jornada com menos contato (que inclui o uso de máscaras, embarque com e-ticket e fornecimento de álcool gel) e orientações efetivas aos passageiros sobre as medidas adotadas pelas empresas do setor de transporte rodoviário no país.

Sobre a ClickBus
Líder em inovação do setor rodoviário, a ClickBus é o principal agente de mudança de comportamento de compra de passagens de ônibus no Brasil, trabalhando de forma ativa em todas as pontas do ecossistema digital para facilitar a vida de quem viaja de ônibus: como um agregador (GDS), uma plataforma online (OTA) e operador de sites de empresas de ônibus e rodoviárias (Gestor de Whitelabel). Com mais de 150 empresas em seu portfólio que levam para mais de 4 mil destinos, a plataforma trabalha como um facilitador entre os viajantes e empresas de ônibus. Até o final de 2019, vendeu online mais de 20 milhões de passagens rodoviárias.
 

Prefeito de Santana de Parnaíba acompanha primeiro dia de vacinação contra o coronavírus

Nesta quarta-feira (20) Santana de Parnaíba iniciou a vacinação contra o coronavírus em evento realizado no recém-inaugurado Complexo da Saúde, onde três profissionais da área de saúde receberam a primeira dose do imunobiológico do Instituto Butantan. 

Na ação que foi transmitida pelas redes sociais e foi acompanhada pelo Prefeito de Santana de Parnaíba, Marcos Tonho e pelo Secretário de Saúde, Dr. José Carlos Misorelli, o primeiro a ser imunizado foi o médico da UPA Fazendinha, Dr. Kazumi Nishimura, além dele, receberam as doses as enfermeiras Fernanda Reis, que atua no Centro de Tratamento ao Coronavírus do Fernão Dias e Camila Oliveira, que trabalha no PAM Santa Ana.

O Prefeito Marcos Tonho falou sobre a representatividade do momento para a cidade. “Um dia mais que especial na nossa cidade, a esperança chegou em Santana de Parnaíba e prontamente iniciamos todo o processo de vacinação. Importante lembrar todos os investimentos realizados até aqui no combate à pandemia que colocam nossa cidade com uma das menores taxas de letalidade do país e nós vamos continuar trabalhando para que nossa cidade continue sendo referência em saúde não só para o Estado, mas para todo o Brasil”, disse.

“Foi gratificante ser o primeiro cidadão parnaibano a ser vacinado e todo o trabalho que vem sendo realizado aqui na cidade é de um padrão altíssimo comparando-se com outros municípios do Estado”, comentou o Dr. Kazumi.

Ao todo, o município de Santana de Parnaíba recebeu, na terça-feira (19) à noite, 1480 doses da CoronaVac, que serão aplicadas nos profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate à covid-19, levando em conta alto índice de exposição ao vírus.

Com a chegada de novos lotes da vacina a cidade deve seguir com a imunização dos demais trabalhadores da saúde e de idosos acima dos 75 e idosos com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas), que também fazem parte do público-alvo da primeira etapa de vacinação.

Como o município depende da produção e envio das vacinas, ainda não há previsão de novas datas, portanto é necessário se manter atento aos canais oficiais da prefeitura, onde em breve serão divulgadas novas informações relacionadas ao cronograma.

Vale lembrar que exclusivamente para evitar aglomerações e a disseminação do vírus, será necessário  realizar o pré-agendamento, que poderá ser feito a partir do dia 25/01 no site da prefeitura (www.santanadeparnaiba. sp.gov.br) .

Créditos:

Fotos: 

Texto: Willian Rafael

Agendamento para castração gratuita de cães e gatos abre quarta, dia 27

A abertura de agendamento para a castração de cães e gatos começa no dia 27 de janeiro e oferecerá 450 vagas. O procedimento cirúrgico nos animais ocorrerá no mês de fevereiro. O trabalho é de responsabilidade da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri. Tanto a marcação quanto a cirurgia são concedidas de forma gratuita.

O agendamento ocorrerá através do portal da Prefeitura de Barueri ou pelos telefones (11) 4199-1500, 4718-1789 e 97129-1789 (SOMENTE LIGAÇÕES), das 8 às 12h e das 13 às 17h ou até o término das vagas.

 

Aos cidadãos que tiverem interesse é necessário seguirem algumas orientações para que os agendamentos e atendimentos ocorram normalmente. São elas: o animal possuir o Registro Geral do Animal – RGA (ele pode ser adquirido no Ganha Tempo e na Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente) e o CPF do tutor deverá estar vinculado ao RGA; possuir um endereço de e-mail válido; o animal terá de se enquadrar na faixa de sete meses até sete anos de idade; imprimir a ficha de agendamento e apresentá-la no dia e horário determinados pela marcação; seguir as orientações pré-cirúrgicas; o animal deve apresentar boas condições de saúde no momento da castração.

Devido a intensa procura, o sistema poderá sofrer instabilidade, prejudicando o acesso ao mesmo, além do congestionamento das linhas mencionadas no segundo parágrafo, mas a secretaria orienta que os munícipes insistam nos dois meios de agendamento para conseguirem ser atendidos. Mas quem não conseguir agendar para este mutirão, não tem problema, novos agendamentos estão sendo elaborados para atender da melhor forma possível os munícipes.

No último agendamento, ocorrido em 13 de janeiro, a marcação começou às 8h30 e foi encerrada às 10h30, sendo o agendamento mais rápido até o momento, onde as vagas acabaram em duas horas, um recorde. A procura não se deve somente pela eficiência e gratuidade do serviço, mas também ao procedimento que ajuda na qualidade de vida dos pets, reduzindo as chances dos mesmos desenvolverem algumas doenças, dentre elas, alguns tipos de câncer.

HMB participa de publicações científicas internacionais sobre a Covid-19

Atuação do hospital serviu como base de estudos a respeito do vírus Sars-Cov-2

O Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB) atuou como centro participante de pesquisa de ensaios clínicos dos artigos científicos da European Respiratory Journal e da New England Journal of Medicine sobre a Covid-19. 

De acordo com a evolução clínica, alguns casos são considerados elegíveis para participar dos estudos. Após consentimento, o paciente passa a receber o tratamento e é  examinado diariamente pela equipe responsável. Na sequência, todos os dados são compilados e enviados a um banco de dados oficial do estudo para validar o êxito da medicação para o público. O artigo científico é elaborado a partir do agrupamento dessas informações. 

No caso da publicação da European Respiratory Journal, a base do estudo, com 392 pessoas, foi a utilização do medicamento Nitazoxanida, que resultou na redução de 55% da carga viral. Já o artigo publicado da New England Journal of Medicine, com 389 pacientes, teve como objetivo avaliar o uso do remédio Tocilizumabe, que concluiu a redução da probabilidade de desfecho composto de progressão para ventilação mecânica ou para óbito.

Ambos estudos tiveram como finalidade a análise da eficácia e a segurança do tratamento no combate ao vírus Sars-Cov-2. “Com atuação constante e número elevado de participantes no desenvolvimento dos estudos, o HMB tem alcançado destaque entre os centros de pesquisa, o que além de ser muito importante para a unidade, também auxilia na aceleração dos resultados de modo geral”, explica Michelle Billet, enfermeira de pesquisa do hospital.

Sobre o setor

No cenário de pandemia, em maio de 2020, o hospital criou um setor de pesquisa especificamente para participar de estudos de combate à Covid-19. Entre maio de 2020 e janeiro de 2021, o setor já colaborou com sete estudos, alguns realizados na esfera nacional, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), e outros no âmbito internacional. 

Os estudos podem ser checados AQUI e AQUI

Janeiro Branco: Barueri promoveações de prevenção à Saúde Mental

A campanha “Janeiro Branco” no Brasil chega à sua 8ª edição com o lema “Todo Cuidado Conta”. Em Barueri, a Prefeitura está engajada na prevenção à Saúde Mental, por meio dos CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) e UBSs (Unidades Básicas de Saúde). O tema demanda ações em áreas como cultura e artes, educação e segurança pública, com a ideia de melhorar a eficácia da aplicação do projeto

Neste ano, a ação busca promover um pacto pela Saúde Mental em meio à pandemia da Covid-19.

Em Barueri, a campanha reforça o contínuo trabalho desenvolvido pela Saúde Mental. “Estamos felizes com os resultados”, destacou a diretora, Rita de Cássia Bittencourt Stella, que falou como tem sido as ações na cidade. “Na pandemia, para garantir o índice de pertencimento dos nossos usuários para com os nossos serviços, adotamos a estratégia de teleatendimento e de visitas domiciliares para que os pacientes não ficassem desassistidos em relação aos seus projetos terapêuticos e tratamentos medicamentosos. Realizamos também alguns atendimentos presenciais, passando pela triagem, obviamente tomando todos os cuidados de higiene”.

Segundo a diretora, quem precisa de ajuda psicológica pode procurar uma unidade de saúde mais próxima. E explica que paciente em situação de surto pode ser atendido no CAPS Estação, de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas. “Tem portas abertas. Não precisa de encaminhamento, porém é necessário estar em estado de crise”, ressaltou Rita de Cássia.

A campanha
Idealizada pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão, a campanha ganhou vida em janeiro de 2014 e vem se consolidando como a maior do mundo em outros países como Angola, Japão, Colômbia, Estados Unidos, Portugal e Holanda, sempre em prol da construção de uma cultura da Saúde Mental na humanidade. Profissionais liberais, instituições sociais, políticos, artistas, líderes religiosos e cidadãos têm abraçado a causa.

Adoecimento emocional
O tema tem como objetivo chamar a atenção da humanidade para as questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental e sentidos existenciais. No Brasil, estima-se que em cada 100 pessoas pelo menos 30 delas tenham ou venham a ter problemas de saúde mental. A depressão, a ansiedade e a síndrome do pânico são os principais.

Segundo o psicólogo Leonardo Abrahão, a humanidade precisa de um pacto pela Saúde Mental em que todas as pessoas se comprometam com a ideia de que ‘todo cuidado conta!’ quando o objetivo é a criação de condições para vidas mais saudáveis e melhores para todo mundo.

A Campanha Janeiro Branco trabalha com cinco objetivos. Um deles é o marco temporal estratégico de fazer com que as pessoas e instituições sociais do mundo reflitam, debatam, conheçam, planejem e efetivem ações em prol da Saúde Mental e do combate ao adoecimento emocional dos indivíduos e das próprias instituições.

Vale destacar ainda alguns princípios básicos, como: ações sem fins lucrativos; campanha gratuita, pública, democrática, descentralizada e sem relação com qualquer entidade específica; e projeto sempre em construção e que aceita todo tipo de colaboração.

Bem-estar mental
A campanha Janeiro Branco é dedicada a convidar as pessoas a pensarem sobre suas vidas, a qualidade dos seus relacionamentos e o quanto elas conhecem sobre si mesmas, suas emoções, seus pensamentos e comportamentos. “Saúde mental é poder estar no mundo de uma forma que você faça coisas que te dê prazer, que as pessoas tenham autoreconhecimento e contatos bons na vida”, explicou a psicóloga Roberta Mota Lopes, pontuando ainda que o indivíduo precisa ter o poder de distinguir o que lhe faz bem para se organizar. “Quando a gente pensa em saúde mental, a gente vai pensar em aspectos saudáveis de vida. E isso engloba tanto escolhas, atitudes e comportamentos quanto também as relações que você vai criando com as pessoas para que isso seja mais próximo dos seus valores e com aquilo que te faz bem”.

Recorde: agendamento de castração de janeiro preenche 450 vagas em 2 horas

Na última quarta-feira (dia 13) foi aberto, às 8h30, o agendamento para a castração gratuita de cães e gatos promovida pela Prefeitura de Barueri. E neste mesmo dia ocorreu um recorde do serviço: o preenchimento das 450 vagas disponíveis para agendamento em apenas duas horas

Coordenada pela Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema), por meio do CEPAD (Centro de Proteção ao Animal Doméstico), a adesão popular por esse tipo de procedimento cresce ano a ano. Além da castração, os animais são também microchipados, obedecendo à lei municipal 2.588, de 18 de dezembro de 2017.

O trabalho não parou mesmo em um ano de pandemia, tomando-se todos os tipos de cuidados para prevenir o contágio pela Covid-19, como o agendamento virtual pelo site da Prefeitura e pelo telefone para evitar aglomerações.

Uma nova campanha será aberta em fevereiro, dando oportunidade aos munícipes que não conseguiram agendar a castração de seu animalzinho de estimação desta vez. Além desse trabalho, a Sema já promove outras ações que levam qualidade de vida aos animais domésticos, como o Resgate Animal, o CED (Castração, Esterilização e Devolução), a adoção de cães e gatos, o tratamento de animais em vulnerabilidade social e que correm risco de morte, o atendimento veterinário aos tutores que possuem pouca renda, dentre tantos outros.

Esse trabalho, inclusive, já foi reconhecido internacionalmente: as unidades do Cepad receberam um prêmio em 2020 – o Cidade Amiga dos Animais -, pelas instalações onde recebem, tratam e disponibilizam pets para adoção.

Fique atento ao site e às redes sociais da Prefeitura de Barueri para saber as datas dos próximos agendamentos.

Primeiras doses da vacina contra Covid-19 chegam a Barueri

O momento mais esperado dos últimos tempos, desde que o mundo se deparou com a pandemia causada pelo Novo Coronavírus, chegou para Barueri. No final da tarde desta terça-feira (dia 19), o município recebeu as primeiras doses da vacina contra a Covid-19.

O sentimento de insegurança, cansaço e preocupação dos últimos meses vivenciado principalmente pelos profissionais de saúde deu lugar à esperança. A entrega foi rápida, mas marcada por muita alegria e emoção.

“É um momento histórico para Barueri. Temos trabalhado incansavelmente para salvar vidas e essa vacina é o sopro de esperança que surgiu em meio a essa pandemia. Estamos felizes e vamos trabalhar ainda mais para que todos sejam vacinados. Recebemos poucas doses por enquanto, mas não vamos descansar até que toda a cidade esteja imunizada”, declarou durante a chegada das grades o secretário de Saúde, Dionisio Alvarez Mateos Filho.

As vacinas foram entregues na Central de Imunobiológicos da Secretaria de Saúde de Barueri. Essa primeira grade continha um total de 3.960 doses, que serão destinadas ao público prioritário dessa primeira fase da campanha: trabalhadores da Saúde que atuam diretamente no combate à pandemia e idosos residentes em instituições de longa permanência.

Após a chegada das vacinas, ocorreu no Centro de Eventos a primeira imunização. Foram escolhidas cinco profissionais de saúde que atuam diretamente no combate à Covid-19 no município: Ana Cláudia Bezerra, técnica de enfermagem do Centro de Diagnósticos; Bruna da Costa e Silva, médica intensivista da UTI respiratória do Hospital Municipal de Barueri (HMB); Simone Macedo de Carvalho, técnica de enfermagem da UTI respiratória do HMB; Mitie Tada Brasil, médica sanitarista da rede de saúde de Barueri desde 2001; e Deise Aparecida Damaceno, técnica de enfermagem do Pronto Atendimento do Jardim Paulista, hospital de retaguarda da Covid-19 no município.

Após as primeiras vacinações, parte das doses seguiu imediatamente para o Pronto Atendimento do Jardim Paulista, transformado em hospital de retaguarda exclusivo para o atendimento de pacientes vítimas do vírus SARS-Cov-2. Lá, teve seguimento a campanha de vacinação contra a Covid-19 com a imunização da equipe da linha de frente.

Aliz Lambiazzi –

Crédito das fotos: Lourivaldo Fio / Secom

Santana de Parnaíba inicia hoje a vacinação contra o Coronavírus

O município de Santana de Parnaíba recebe hoje 1480 doses da Coronavac, que começarão a ser aplicadas imediatamente. A princípio serão vacinados os profissionais do Centro de Tratamento ao Coronavírus – CTC Fernão Dias, e do PAM Santa Ana, no Centro e UPA Fazendinha. As primeiras aplicações da vacina levam em conta o alto índice de exposição dos profissionais acima citados ao vírus, já que atuam na linha de frente do combate à Covid-19.

Com a chegada de novos lotes da vacina devem ser vacinados os trabalhadores das demais unidades de saúde, pessoas com mais de 75 anos, idosos com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas), que também fazem parte do público-alvo da primeira etapa de vacinação.

Como o município depende da produção e envio das vacinas, ainda não há previsão de novas datas, portanto é necessário se manter atento aos canais oficiais da prefeitura, onde em breve serão divulgadas novas informações relacionadas ao cronograma.

Vale lembrar que exclusivamente para evitar aglomerações e a disseminação do vírus, será necessário  realizar o pré-agendamento, que poderá ser feito a partir do dia 25/01 por meio do site da prefeitura do município (www.santanadeparnaiba. sp.gov.br) disponibilizado na aba cidadão, no espaço destinado à saúde, onde haverá o ícone agenda fácil, seguir os passos e pré-agendar o procedimento, que poderá ser feito mesmo por quem ainda não é homologado e/ou não é morador do município.
Os munícipes homologados, além de realizar o pré-agendamento pelo site, contam com outras duas opções: ligar de um telefone fixo para o número 0800 777 7755 ou, em último caso, no totem de agendamento disponível nas 13 unidades de saúde. 

Fator importante em todo o processo é que o número de telefone informado na homologação ou no cadastro devem estar atualizados, pois será importante para a efetivação do agendamento.

Importante também salientar que o agendamento feito no site no da #VacinaJá  do Governo do Estado, ou em qualquer outro, não exclui a necessidade de realizar o procedimento no site do município e que não haverá opção de escolha por parte do município do imunobiológico (vacina) que será destinado a cidade, sendo que o aplicado na primeira dose será o mesmo da segunda.

Créditos:
 
Jornalista: Willian Rafael
Fotos: Dario Sousa

Prefeitura de Carapicuíba inicia vacinação contra Covid-19 nos profissionais de linha de frente da saúde

Primeira vacinada foi a técnica de enfermagem Cristina Ferreira da Silva, que atua há sete anos na rede municipal

Na noite de terça-feira, dia 19, Carapicuíba recebeu as primeiras 3.200 doses da vacina Coronavac. Nesta primeira fase, serão imunizados os profissionais de linha de frente da saúde, que atuam nos Serviços de Urgência e Emergência, Centro de Enfrentamento ao Coronavírus e Hospital Geral de Carapicuíba. Também receberão a vacina os idosos que moram em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência acima de 18 anos que moram em abrigos.
“Sinto-me lisonjeada por ter sido escolhida para ser a primeira profissional da linha de frente da saúde a receber a vacina em Carapicuíba. Estou muito feliz e as pessoas não precisam ter medo. É importante todos nós continuarmos nos cuidando, porque a pandemia ainda não acabou”, declara Cristina Ferreira da Silva, técnica de enfermagem do Pronto Socorro Cohab II.
O prefeito Marcos Neves e a vice-prefeita Gilmara Gonçalves acompanharam a vacinação dos primeiros profissionais de saúde. Além de Cristina, foram imunizadas a funcionária da higienização Maria de Lourdes Zampieri de Oliveira, a doutora Elisangela Regina Aldana e a técnica de enfermagem Rosangela Ribeiro de Souza.
“Em nome da técnica de enfermagem Cristina, agradeço a todos os profissionais de saúde, que continuam atuando para salvar vidas todos os dias. São os verdadeiros heróis dessa pandemia. A vacinação é a esperança da vitória e Carapicuíba está preparada para a campanha de imunização”, afirma o prefeito Marcos Neves.
A Secretaria de Saúde de Carapicuíba realizou o treinamento de mais de 300 servidores para a campanha de vacinação. Além disso, está contratando mais 100 profissionais de saúde, que vão reforçar o time do município.

Osasco recebe primeiras doses da Coronavac e inicia imunização de profissionais da Saúde

Texto: Marco Borba

Imagens: Marcelo Deck

 A terça-feira, 19/1/2021, entrou para a história de Osasco. A cidade recebeu os primeiros 7.920 imunizantes contra a covid-19. O prefeito Rogério Lins acompanhou a chegada das vacinas da Coronavac enviadas pelo governo do Estado e também as primeiras 14 imunizações de profissionais da Saúde do município, na Policlínica da zona Norte, no Jardim Piratininga.

“É um momento de muita emoção e esperança de dias melhores para todos os nossos profissionais da Saúde e de nossa população”, disse o prefeito.

Do total de imunizados, dois são médicos, dois enfermeiros, sete técnicos de enfermagem, um auxiliar de enfermagem, um da área administrativa e outro auxiliar de higiene da Policlínica Norte, que atuam diretamente com pacientes de covid-19.

A auxiliar de enfermagem Maria Luiza Necundes, 56 anos, que tem 30 anos de profissão e há 15 atua na rede pública municipal, foi a primeira vacinada. “Estava muito ansiosa para que chegasse esse dia, mas agora já passou o nervosismo e me sinto honrada por ser a primeira a ser vacinada.”

O médico generalista, James Willames Pires Barbosa, 32 anos, que atua na atenção primária na rede municipal (na Policlínica Norte, no Hospital Antônio Giglio e no Pronto-Socorro do Jardim D’Abril) também recebeu o imunizante.

Emocionado, relatou como tem sido o trabalho dos profissionais da Saúde na linha de frente do combate ao coronavírus. “É um trabalho exaustivo, mas estamos nos dedicando 100% aos pacientes e também aos familiares que chegam em busca de informações, de alento. Também tivemos perdas de colegas de profissão. Esperamos que com esse momento histórico (a chegada das vacinas), em breve possamos dar um fim a essa pandemia que  tanto vem causando dor e sofrimento em nosso país”.

O profissional destacou que apesar do início da imunização a população deve seguir com os cuidados necessários para evitar o contágio, como o uso constante de máscaras, higienização das mãos e evitar aglomerações. “A exemplo de muitas famílias, nós também ficamos muito tempo sem poder ver nossos familiares. Às vezes somente pelo celular. É preciso seguir com os cuidados. Mas é nosso trabalho. Sabemos de nossa responsabilidade social e moral nesse momento”, completou o médico.

Segundo o prefeito Rogério Lins, foram solicitadas aos governos estadual e federal 216 mil doses da vacina, quantidade para atender os profissionais da Saúde e idosos acima de 60 anos na primeira fase de imunização na cidade.