Região

Santana de Parnaíba é a cidade com o maior percentual de isolamento social da região

No último domingo(24), o município chegou a 4ª posição em isolamento.

O isolamento social é a medida mais recomendada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para evitar o aumento da disseminação do Coronavírus, pois quanto menos pessoas tiverem contato com outras, as chances de contágio diminuem.

Segundo Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo do Estado, Santana de Parnaíba foi uma das cidades que teve a maior adesão ao isolamento social, alcançando no ultimo domingo (24), o índice de 60% ficando na quarta colocação no ranking estadual. Durante a semana, quando a maioria da população tendem a sair para trabalhar, o município se manteve com bons índices, ficando em 7º lugar, na última quarta-feira(27), com 50%. Entre os municípios com mais de 100 mil habitantes, fica na 2ª posição, perdendo apenas para Caraguatatuba neste quesito.

O prefeito Elvis Cezar agradeceu a população pela adesão ao isolamento social: “Os moradores tem compreendido a importância do isolamento, que visa contribuir para salvar vidas, além de usar máscaras caso precisem sair. Por isso eu só tenho a agradecer a toda a população da nossa cidade.”, comentou Elvis.

Febre amarela: população deve ficar alerta

Os macacos são os maiores aliados dos seres humanos quando o assunto é febre amarela – doença viral grave transmitida por algumas espécies de mosquitos, dentre eles o Aedes aegypti. Portanto, é crime qualquer forma de agressão contra esses animais, uma vez que eles são igualmente vítimas da doença.

Como os macacos são os primeiros a sofrerem com essa arbovirose, agem como verdadeiros protetores das pessoas. Ao ser identificado um macaco morto ou doente por febre amarela em uma região, abre-se um alerta quanto a uma maior necessidade de prevenção.

Em março deste ano foi encontrado dentro de um condomínio na região central de Barueri um macaco morto, conhecido popularmente como sagui, que testou positivo para febre amarela. Acionada, a Vigilância em Saúde tomou as devidas medidas junto à população para evitar a transmissão entre humanos, dentre elas a vacinação dos moradores do condomínio que ainda não haviam sido imunizados.

Felizmente Barueri não registrou nenhum caso de febre amarela entre humanos nos últimos anos, mas o cuidado deve ser constante.

Chame as autoridades competentes

Por isso é muito importante que a população comunique imediatamente o Departamento Técnico de Controle de Zoonoses do município caso encontre macacos mortos. Se esse for o caso, o telefone da Zoonoses de Barueri é (11) 4198-5679.

Caso sejam encontrados primatas feridos ou doentes, mesmo que sejam atropelados ou vítimas de choque elétrico, por exemplo, é importante acionar a Guarda Ambiental pelo número (11) 4199-1400, ou a Secretaria de Meio Ambiente, no número (11) 4199-1500.

Mas atenção! Não é recomendada a manipulação ou qualquer tipo de contato direto com esses animais, mesmo que para fins de resgate, devido ao risco de transmissão de raiva. Ligue para que as autoridades façam o recolhimento.

Vacina

A vacina é a forma mais segura e eficaz de prevenção contra a febre amarela. Só é preciso uma dose para que a pessoa esteja protegida pelo resto da vida. Apenas quem tomou a dose fracionada deverá tomar a vacina novamente dentro de oito anos. O imunológico faz parte do calendário vacinal brasileiro e é recomendado a pessoas de 9 meses a 59 anos de idade. Grávidas ou maiores de 60 anos devem procurar o serviço de saúde para obter orientações sobre a vacinação. As doses estão disponíveis nas salas de vacina do município o ano inteiro.

Barueri está com uma ótima cobertura vacinal de febre amarela, ultrapassando a marca de 99% em 2019. O município não registrou nenhum caso da doença em 2019 e nem este ano até o momento. Mas é preciso manter o alerta, já que, segundo o Ministério da Saúde, São Paulo está entre os seis Estados brasileiros onde há circulação do vírus (Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Pará são os outros cinco Estados da lista).

Elimine criadouros

Além de tomar a vacina é de extrema importância que a população mantenha constante vigília com relação a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti dentro de casa. O mosquito só precisa de um pouco de água limpa e parada para se reproduzir. Eliminar criadouros protege não apenas contra a febre amarela, mas também contra outras doenças de alta letalidade, como dengue, Zika e Chikungunya.

Educação infantil recebe kit de material pedagógico do projeto “Mundos do Zé” em Osasco

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Educação, realizará nessa sexta-feira, 29/5, a distribuição dos materiais paradidáticos “Mundos do Zé”, do projeto Criamundo, voltado a crianças de 5 anos, que estudam nas escolas de Educação Infantil (EMEI). A distribuição contemplará 7 mil e 400 alunos. A entrega ocorrerá na escola em que o estudante está matriculado, no período das 8h às 12h.

O material pedagógico foi elaborado por uma equipe composta por pedagogos e especialistas das diferentes áreas do conhecimento e possui rico conteúdo teórico: reunidos em livros, álbuns de arte, fantoches, entre outros itens, organizados para aproximar a criança das linguagens artística, literária e visual.

O secretário de educação, José Toste Borges, explica que o material fornecido reforçará os estudos que estão acontecendo em casa durante a suspensão das aulas, em razão da pandemia de coronavírus. “Além disso, a maleta do ‘Mundos do Zé’ será utilizada pelo aluno com o auxílio dos pais ou responsáveis. Após o período de quarentena, os estudos terão sequência nas escolas, junto com os professores que continuarão realizando as atividades, que foram elaboradas em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil”, concluiu.

O conjunto ‘Mundos do Zé’ está disponível na versão digital e poderá ser acessada por meio da plataforma do Programa Escola Em Casa, através do site da Prefeitura de Osasco e pelo link: (http://escolaemcasa.osasco.sp.gov.br).  O projeto Criamundi Osasco também está disponível no endereço eletrônico: (www.letraeponto.com.br/criamundi-osasco). Nessas plataformas, os pais e responsáveis terão a oportunidade de conhecer detalhes do material para desenvolver atividades em casa com seus filhos durante o período de isolamento social.

Procuradoria da Mulher acompanha casos de violência doméstica na quarentena

Registros são ainda mais graves no período, mas procura por atendimento cai mais de 20%

A Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Municipal de Osasco tem acompanhado de perto os casos de violência doméstica no município durante a quarentena.

A responsável pelo órgão, vereadora Ana Paula Rossi (PL), mantém contato direto com os órgãos que atuam no enfrentamento à violência doméstica em Osasco – que continuam em atividade.

Nesta terça-feira (21), a parlamentar esteve com a técnica em agravos da Secretaria Municipal de Saúde, Rosana Terrabuio, para tratar do assunto.

De acordo com Rosana, os casos de violência em Osasco durante o período de isolamento social têm sido ainda mais graves do que o habitual. “Quando essa mulher chega aos nossos serviços, ela já vem muito machucada, porque alguém levou, ou porque não consegue mais segurar uma hemorragia e tratar isso em casa”, explica.

No entanto, ela relata queda de 20% na procura pelas vítimas que procuram atendimento em hospitais e unidades de saúde, em função da quarentena.

Segundo a técnica da Prefeitura, existem três grupos específicos que sofrem violência: as mulheres adultas, as adolescentes e as que têm mais de 60 anos.

O atendimento às vítimas acontece por meio de uma rede de proteção, integrada por órgãos de secretarias municipais como as de Saúde, Segurança e Controle Urbano, Assistência Social, Coordenadoria de Políticas para Mulheres, Pessoas com Deficiência, Promoção da Igualdade Racial e Diversidade Sexual, a Polícia Militar e os Conselhos Tutelares.

Rosana Terrabuio lembra que Osasco é uma das poucas cidades da Região Oeste da Grande São Paulo em que a Secretaria de Saúde tem atendido casos de violência doméstica. Mas, como a procura pelo serviço é menor na quarentena, ela defende a criação de mecanismos que levem mais informações às pessoas que queiram formalizar denúncias.

NOVAS AÇÕES

A vereadora Ana Paula Rossi, por meio da Procuradoria Especial da Mulher, tem trabalhado para a criação do Programa de Atenção, Proteção e Defesa da Mulher Vítima de Violência (PRODAMU) e o projeto Guardiã da Maria da Penha (GMP), voltados ao combate à violência doméstica na cidade.

Recentemente, a parlamentar encaminhou uma minuta de projeto de lei ao prefeito Rogério Lins (PODE) . “Foi tudo muito trabalhado e discutido com as pessoas envolvidas na questão da violência à mulher na cidade, dentro de um grupo de trabalho, antes de ser encaminhado”, destaca Ana Paula.

Além disso, a vereadora destinou uma emenda parlamentar para a compra de três viaturas para a Guarda Civil Municipal (GCM). Uma delas será utilizada pelo programa Patrulha Maria da Penha. As outras duas, na Ronda Escolar. A expectativa é que os veículos cheguem à Prefeitura na próxima semana.

ATENDIMENTO

O atendimento na Procuradoria Especial da Mulher da Câmara segue durante a quarentena, mas acontece apenas de forma remota. Denúncias e pedidos de informação podem ser encaminhados para o e-mai: mulher@osasco.sp.leg.br.

CANAIS DE DENÚNCIA

As denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas nos seguintes canais de atendimento:

– 180

– 100 (no caso de violência contra meninas)

– 153 (GCM)

– 190 (Polícia Militar)

Aprovado pagamento de tributos municipais via cartões de crédito e débito em Osasco

Ensino de robótica na Rede Municipal e a outorga onerosa para regularização de construções não licenciadas também foram aprovados

Durante duas sessões extraordinárias realizadas por videoconferência na Câmara Municipal de Osasco, nesta quarta-feira (06), foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei 150/2019, de autoria do vereador Alex Sá (DEM), que autoriza a celebração de contratos ou convênios com instituições financeiras e operadoras de meios eletrônicos para viabilizar os recebimentos de créditos municipais via cartões de débito e crédito.

Sá defendeu a importância da iniciativa. “O que nós temos que fazer hoje e sempre é facilitar a vida do contribuinte”, destacou.

ROBÓTICA

Outra matéria votada favoravelmente por todos os parlamentares foi o Projeto de Lei 36/2018, do vereador De Paula, que determina a inclusão na grade escolar das escolas públicas municipais de ensino fundamental a disciplina de robótica.

OUTORGA ONEROSA

O Projeto de Lei Complementar 11/2020, da Prefeitura do Município de Osasco, que revoga a Lei Complementar nº 171/2008, autorizando a outorga onerosa do direito de construir e sobre a regularização de construções não licenciadas, foi aprovado com 15 votos favoráveis, 3 contrários e 1 uma abstenção, nas duas discussões realizadas.

O líder da base governista na Casa, vereador Toniolo (PC do B), explicou a importância do tema. “O projeto visa garantir a continuidade do crescimento da cidade, evitar que o mercado imobiliário de Osasco pare e que empresas quebrem. A aprovação da matéria garante, ainda, a continuidade da participação das empresas, através da outorga onerosa, no pagamento do Bolsa Aluguel. Esta é atualmente a maior fonte do benefício”, destacou o parlamentar. O vereador Daniel Matias (PP) fez uma emenda ao projeto, que também foi aprovada, garantindo a presença do legislativo municipal no conselho que fiscalizará a outorga onerosa na cidade.

As vereadoras Ana Paula Rossi (PL) e Dra. Régia (PDT) foram contrárias ao projeto, justificando que o tema deveria ter sido mais discutido, devido à sua importância. Além delas, o vereador Tinha Di Ferreira (REP) discordou da matéria.

Todos os projetos aprovados seguirão para a sanção do prefeito Rogério Lins (PODE) para que possam entrar em vigor.

VIDEOCONFERÊNCIA

Devido às medidas de isolamento social, as sessões extraordinárias foram realizadas por videoconferência entre os vereadores, com transmissão ao vivo pela TV Câmara Osasco (canais 7 da Net / Claro TV e 3 da Megabit Telecom). A população também pode acompanhar a votação em tempo real pelo site da Câmara de Osasco, Facebook e YouTube.

VOTAÇÃO COMPLETA

Confira na íntegra os resultados das duas sessões extraordinárias realizadas nesta quarta-feira (6):

Resultado da 5ª Sessão extraordinária da Câmara Municipal de Osasco

PRIMEIRA DISCUSSÃO

1 – Projeto de Lei Complementar 11/2020 – Prefeitura do Município de Osasco – Revoga a Lei Complementar n° 171, de 16 de janeiro de 2008, dispõe sobre a outorga onerosa do direito de construir e sobre a regularização de construções não licenciadas e dá outras providências. (Projeto aprovado com 15 votos favoráveis, 3 contrários e 1 uma abstenção, em primeira discussão)

Contém emenda 01/2020 – Daniel Matias – Dá nova redação ao art. 6º do Projeto de Lei Complementar 11/2020. (Emenda aprovada com 15 votos favoráveis, 1 contrário e 3 abstenções)

2 – Projeto de Lei 36/2018 – De Paula – Dispõe sobre a inclusão na grade escolar extracurricular das escolas públicas municipais de ensino fundamental o ensino da disciplina de robótica. (Projeto aprovado com 18 votos favoráveis, em primeira discussão)

3 – Projeto de Lei 12/2019 – Didi – Autoriza o uso do passeio público fronteiriço dos estabelecimentos para colocação de toldos, mesas e cadeiras no Município de Osasco e dá outras providências. (Aprovado pedido de vistas do vereador Ricardo Silva ao projeto por 10 dias)

4 – Projeto de Lei 77/2019 – Jair Assaf – Dispõe sobre a atividade de transporte coletivo de passageiros na modalidade fretamento no âmbito do município de Osasco. (Aprovado pedido de vistas do vereador Daniel Matias ao projeto por 1 dia)

5 – Projeto de Lei 150/2019 – Alex Sá – Dispõe sobre celebração de contratos ou convênios com instituições financeiras e operadoras de meios eletrônicos para viabilizar os recebimentos de créditos municipais por cartão de débito e crédito, e dá outras providências. (Projeto aprovado com 19 votos favoráveis, em primeira discussão)

Resultado da 6ª Sessão extraordinária da Câmara Municipal de Osasco

SEGUNDA DISCUSSÃO

1 – Projeto de Lei Complementar 11/2020 – Prefeitura do Município de Osasco – Revoga a Lei Complementar n° 171, de 16 de janeiro de 2008, dispõe sobre a outorga onerosa do direito de construir e sobre a regularização de construções não licenciadas e dá outras providências. (Projeto aprovado com 15 votos favoráveis, 3 contrários e 1 uma abstenção, em segunda discussão)

2 – Projeto de Lei 36/2018 – De Paula – Dispõe sobre a inclusão na grade escolar extracurricular das escolas públicas municipais de ensino fundamental o ensino da disciplina de robótica. (Projeto aprovado, em bloco, com 18 votos favoráveis, em segunda discussão)

3 – Projeto de Lei 150/2019 – Alex Sá – Dispõe sobre celebração de contratos ou convênios com instituições financeiras e operadoras de meios eletrônicos para viabilizar os recebimentos de créditos municipais por cartão de débito e crédito, e dá outras providências. (Projeto aprovado, em bloco, com 18 votos favoráveis, em segunda discussão)

Pais retiram caderno de atividades nas escolas em Osasco

Pais e responsáveis por alunos de escolas de ensino municipal (EMEI, EMEF, EMEIEF, CEMEI e CEMEIEF) retiraram na segunda e na terça, 27 e 28/4, caderno contendo as atividades que deverão ser feitas para reforçar os estudos durante a suspensão das aulas, em razão da pandemia de coronavírus. A retirada aconteceu das 8h às 17h.

 O conteúdo é o mesmo que consta na plataforma digital “Escola em Casa”, lançada há 15 dias com atividades complementares para o aluno estudar em casa durante o período de recesso escolar, antecipado de julho para abril em função da pandemia. 

 A prefeitura decidiu pela impressão porque muitas famílias não possuem computador e impressora. Além do caderno, os alunos também receberam cartolinas, folhas sulfite, lápis, giz de cera e uma máscara de tecido.

 É o caso da dona de casa Maiara Cristina Fagoso, 31 anos, mãe de Júlío César, 10, que estuda no 5º ano A, na Emef Professora Cecília Correa Castelani, na Vila Yolanda. “O material impresso é melhor, facilita os estudos. A criança não fica parada, sem fazer nada em casa”.

 Katia Cilene Costa Grandini, mãe de Camila Costa, 4 anos, que estuda na CEMEI Elide Alves Doria (Vila Yolanda), também aprovou a medida. “Não temos computador em casa, então não teria como imprimir. Só tenho o celular. Poderia baixar o aplicativo, mas acho que o impresso ajuda mais, a criança se concentra mais. É mais lúdico”, avalia.

 Na CEMEIEF Marina Sadi Aidar, no Jardim Aliança (zona Norte), os pais também gostaram da medida, pois boa parte dos alunos também não conta com computador em casa. “Acho melhor para meu filho estudar. No celular ficaria ruim, a tela é pequena”, disse Tamires Fonseca Santos, 27, mãe de Edu Gabriel Pereira Santos, 5.

 O caderno, segundo a Secretaria de Educação, servirá para reposição de algumas matérias. Por isso, os alunos deverão fazer as atividades, porque no retorno às aulas os pais deverão entregar os cadernos aos professores para correção dos exercícios.

 As atividades pedagógicas estão alinhadas às competências e habilidades da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) que atendem à Educação Infantil (EMEI) e ao Ensino Fundamental (EMEF).

Todo o conteúdo também pode ser acessado na plataforma digital, disponível no site da Prefeitura de Osasco, por meio do link escolaemcasa.osasco.sp.gov.br.

 Todas as atividades elaboradas são de conteúdos trabalhados nas aulas presenciais e fazem parte dos planejamentos das unidades escolares.

 O recesso escolar aconteceu de 1º/4 a 14/4, conforme prevê o decreto 12.420 de 31 de março, publicado no Diário Oficial do Município de Osasco.

Obras do CEU José Saramago entram na fase final em Osasco

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, esteve na quarta-feira, 29/4, no CEU (Centro de Educação Unificada) José Saramago, no Jardim Santo Antônio, para conferir a fase final das obras de reforma. O local recebeu importantes melhorias nas áreas interna e externa. Depois das obras concluídas, o completo poderá atender até 3 mil estudantes no contraturno escolar e a comunidade, atuando em quatro módulos: educacional, esportivo, cultural e artístico.

 A área da piscina semiolímpica de 25 metros recebeu um piso adaptado, blocos de partida, além de prancha de surf pequena e espaguete de natação. Já na quadra oficial de handebol (38 e 44 m) foi trocada a iluminação e os forros. O espaço também ganhou nova pintura.

 Nos vestiários e banheiros foram trocadas as portas, pias e janelas. O teatro recebeu melhorias na parte elétrica e no forro. As intervenções também abrangem as salas de multiuso que abrigam as aulas de ballet, zumba e o CID (Centro de Inclusão Digital). A pista de skate ganhou manta asfáltica, com maior durabilidade, e corrimões para as manobras radicais.

 A previsão é de que a unidade seja reaberta para a população ainda no primeiro semestre. Além do CEU Saramago, a prefeitura realiza obras de reforma do CEU Zilda Arns Neumann, no Munhoz Júnior, que contemplam a piscina e as áreas comuns.

 “Estou muito feliz com o andamento das obras no José Saramago, que oferecerá atividades culturais e esportivas para jovens e para a terceira idade. Com certeza será um espaço de referência para a comunidade local”, disse o prefeito Rogério Lins.

Prefeitura e Exército higienizam ruas do Centro de Osasco

A Prefeitura de Osasco, por meio do Centro de Controle de Zoonoses, e o Exército, por intermédio do 2º Batalhão de Polícia do Exército, deram início na quinta-feira, 30/4, a uma parceria para a higienização dos espaços públicos da cidade, uma das principais medidas de combate ao coronavírus, de acordo com orientação da OMS e do Ministério da Saúde.

Depois de terem um treinamento sobre a utilização dos produtos, 25 homens do 2º BPE, acompanhados pela equipe da prefeitura, fizeram a higienização na região central, principalmente dos terminais de ônibus e estação de trem da CPTM, por onde circulam cerca de 80 mil pessoas/dia durante o período de quarentena.

A ação, que teve início à 1h se estendeu até as 3h30. Os parceiros realizarão novas ações na cidade, focando os locais de grande circulação de pessoas como proximidades das unidades de saúde e hospitais, frente de estabelecimentos comerciais, proximidades de praças, entre outros.

De acordo com o Centro de Controle de Zoonoses, as ações também estão sendo levadas para bairros com maior número de registro de coronavírus, a fim de reduzir a disseminação do vírus.

A solução aplicada pelos profissionais é um composto de água, cloro e desinfetante.

“Vamos reforçar as ações de higienização de espaços públicos. É a prefeitura trabalhando para conter a disseminação do coronavírus. Também estamos entregando máscaras de tecido à população e esperamos que a comunidade nos ajude, cumprindo a quarentena e o isolamento social”, disse o prefeito Rogério Lins.

Plataforma Digital lançada pela prefeitura atinge 139 mil acessos em Osasco

Plataforma Digital lançada pela Prefeitura de Osasco atinge 139 mil acessos. Neste período em que toda a rede municipal de ensino de Osasco vem adotando medidas preventivas com o objetivo de evitar a propagação da COVID-19 e zelar pela saúde e bem-estar de todos, uma das ações adotadas pela Secretaria de Educação tem representado uma oportunidade muito especial na rotina de alunos matriculados no Ensino Fundamental e de suas famílias. Trata-se do ambiente digital Ciência Hoje, onde os estudantes encontram centenas de conteúdos temáticos da revista Ciência Hoje das Crianças Digital, e que são acompanhados de jogos, vídeos, animações, desafios e outros recursos interativos. 

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, está seguro de que a estratégia de ter investido na construção de uma cultura digital na rede municipal de educação foi muito importante e está fazendo a diferença neste momento em que toda a comunidade escolar e a sociedade em geral precisam encontrar novas formas de transmitir informação e conhecimento. “Nossos professores já incorporaram a utilização dos conteúdos digitais para trabalhar com os alunos na escola e em casa com as famílias. Neste momento, isso se tornou uma grande vantagem, pois já temos a ferramenta e temos uma rede que está acostumada a usá-la”, explica.

 O ambiente digital é fruto da parceria entre o Instituto Ciência Hoje (ICH), que há três anos desenvolve o projeto no município. As edições ofertadas no ambiente trazem assuntos ligados ao cotidiano dos estudantes e que são apresentados em uma linguagem adequada para o público infantojuvenil, a fim de despertar o interesse dos alunos e possibilitar que durante este período de isolamento social eles exercitem a exploração e a pesquisa de novas informações e conhecimentos.

 Além disso, o uso do ambiente abriu portas para transformar a relação dos estudantes com a tecnologia ligada à aprendizagem. Os dados de acesso demonstram que os educandos estão acessando as revistas com grande frequência, e que o principal dispositivo utilizado para acesso é o celular. O ambiente digital também se adapta a outros tipos de dispositivos como o computador, notebook e tablet, e as suas configurações permitem que os usuários acessem rápido de acordo com a velocidade da conexão de internet de que dispõem. 

Para o presidente do Instituto Ciência Hoje, Alberto Passos Guimarães Filho, é gratificante constatar o benefício que o projeto está representando para os educandos e suas famílias neste momento. “Esse projeto traria resultados plenos se colocássemos os conteúdos dentro dos lares dos alunos e numa plataforma que elas já estivessem acostumadas a interagir, e isso é o que estamos vendo acontecer agora”.

 1.000 professores realizaram a Formação

Continuada do Projeto Ciência Hoje

 Segundo o secretário de Educação, José Toste Borges, os professores e gestores também aprimoram a formação com cursos online durante o período de isolamento. Além do ambiente digital do Projeto Ciências, os docentes têm todo suporte. Os mais de 2 mil professores que lecionam no Ensino Fundamental da rede têm acesso ao curso de EAD ‘Aprender por Projetos: um desafio estimulante’, que oferece aprimoramento profissional para os educadores na perspectiva de promoverem a renovação metodológica em sala de aula. “Cerca de mil professores já realizaram o curso e obtiveram novos conhecimentos que lhes permitem mobilizar e integrar as tecnologias digitais como um recurso e serviço da educação dos nossos alunos”, concluiu.

 Para acessar a plataforma digital, alunos e professores deverão acessar o site da Prefeitura de Osasco através do link: (www.osasco.sp.gov.br). O usuário verá o banner “Projeto Ciências Hoje” no canto superior esquerdo. Basta clicar na imagem, realizar o login e acessar os conteúdos.

Prefeito de Osasco vistoria andamento de obras na zona Norte

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, vistoriou algumas obras que estão em andamento na zona Norte da cidade. São melhorias nas áreas de mobilidade urbana e saneamento, que incluem a implantação de guias e sarjetas, pavimentação de vias, construção de galerias de esgoto e a limpeza de córregos nos bairros Jardim Açucará e Colinas D’Oeste.

 As equipes estão em vários pontos nesses bairros. Entre eles na rua Assembleia de Deus, onde em parceria com a Sabesp, a Prefeitura está fazendo o desassoreamento e o alargamento do córrego.

 “São obras importantes e que os moradores dessas regiões aguardam há muitos anos. Temos trabalhado firmemente para trazer mais melhorias e mais qualidade de vida para os bairros da zona Norte”, explicou Lins. 

 O chefe do Executivo também visitou o prédio que será entregue no Rochdale, altura da rua Espírito Santo, no próximo sábado. São 15 apartamentos com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Serão beneficiadas famílias que já habitavam na área onde o empreendimento foi construído e que estão no Bolsa Aluguel.

 O vereador Batista Comunidade e os secretários Cláudio Monteiro (Habitação e Desenvolvimento Urbano) e Thiago Silva (Comunicação) acompanharam as visitas.