Região

Barueri será representada nos Jogos Olímpicos

7.1_barueriO atleta barueriense Higor Alves Silva garantiu uma vaga para os Jogos Olímpicos 2016 e irá representar a cidade de Barueri, juntamente com o também barueriense Rogério do Carmo,  que irá integrar a delegação de treinadores da Seleção Olímpica.
Higor Alves Silva iniciou sua vida no atletismo  ainda muito cedo, quando frequentou as Escolas de Esportes do GRB  aos 12 anos de idade. De lá pra cá,  ele vem se destacando  como um dos grandes saltadores do Brasil .
O atleta Higor é morador do Jardim Silveira  e nunca abandonou os treinos ao lado do seu técnico Rogério Carmo, sempre frequentando a pista de atletismo do Jardim Silveira. Ele atualmente está com 22 anos de idade e na sexta-feira, 1º , venceu a prova de salto em distância do Troféu Brasil e com a marca de 8,19m,  se garantiu em sua primeira Olimpíada.
Já Rogério Carmo, é o técnico que hoje integra a nova geração de profissionais do atletismo brasileiro. Nascido no Jardim Silveira e atualmente morador do Jardim Boa Vista, Rogério está com 37 anos de idade. É formado em educação física e ingressou como instrutor esportivo da Secretaria de Esportes de Barueri no ano de 1997, quando atuava como auxiliar técnico do professor Clóvis Donizete. Sua carreira como treinador se deu início no ano de 2001 e de lá pra cá já atuou com posição de destaque em importantes competições. Foi técnico da Seleção Paulista de Atletismo por diversas vezes. Também integrou a Seleção Brasileira no Sul-Americano de 2009.

“Respeito esse governo porque foi eleito pelo voto popular. A intenção da administração foi até bacana, porém se perdeu no caminho e hoje inaugura obras atrasadas.”

5.2__MG_0030Vanderlei Fernandes, é morador de Carapicuíba, casado e pai de um filho. Estudante de Direito. Filiado ao Partido Rede é pré-candidato a prefeito em Carapicuíba.

1 – Por que você é pré-candidato a prefeito?
R: Não sou eu que quero, são as pessoas que me querem representando uma nova ideia. Eu hoje sou o porta voz das pessoas que estão inconformadas com a situação política que existe hoje.

2 – Como você vê a situação política hoje?
R: Não é a questão como eu vejo, mas sim como a sociedade enxerga o político. Hoje político é associado a ladão. O objetivo do partido REDE é resgatar o verdadeiro papel da política, mas hoje alguns enxergam a política como oportunidade de negocio.

3 – Como estão construindo a plataforma de governo do seu partido?
R: Optamos por fazê-la de forma colaborativa, é uma plataforma onde buscamos a Carapicuíba que queremos, qualquer cidadão poderá debater o projeto e sendo realmente viável,  iremos chamar a população para discuti-lo. Queremos chamar a sociedade para construir um projeto.

4 – Como você chegou até o partido REDE?
R: Estou desde o inicio. Sou admirador da Marina. E devido uma tragédia particular eu fui obrigado a tomar uma atitude e comecei a militar nos movimentos sociais, e aderi ao projeto porque me identifiquei, depois de conhecer bem a cidade hoje eu vejo o REDE como alternativa para solucionar os problemas vividos por Carapicuíba.

5 – Na cidade estão formando blocos políticos e você pelo visto não compõe nenhum deles, você se considera a terceira via?
R:  Olha eu não me enxergo como terceira via, eu vejo o REDE como única via, poís é o único partido que dá voz a população. Agora cabe as pessoas entenderem esse processo. Já sobre o “blocão” eu não gostaria de falar, pois respeito a história política deles. Eu não fui convidado para participar e mesmo assim não participaria pois queremos apresentar uma nova forma de fazer política.

6 – Como você avalia a atual gestão da cidade de Carapicuíba?
R: Respeito esse governo porque foi eleito pelo voto popular. A intensão da administração foi até bacana, porém se perdeu no caminho. O discurso era bonito e pregavam melhorar a cidade, porém hoje se promovem em cima de algumas obras atrasadas.

7 – Você nunca teve cargo publico, você não acha que isso pode ser considerado como falta de experiência para governar uma cidade?
R: Jamais, isso me dá orgulho, porque nunca recebi um centavo do dinheiro publico. Porque se cargo fosse sinônimo de competência a gestão da cidade era para ser eficiente. Eu me sinto competente, tenho visão moderna, estudei a cidade, sei das carências.

8 – Como andam os diálogos para a escolha do seu vice? O partido tem conversado com outras legendas?
R:   A rede defende sempre o dialogo. Não queremos ser os donos da verdade, queremos compartilhar nossa plataforma com outros partidos. Todos os partidos tem boas ideologias no papel. Porém não estamos dispostos a caminhar com algum partido a qualquer preço.

9 – Vocês tentaram sentar com alguns partidos para dialogar? como foi essa experiência?
R: Estamos montando uma proposta para a cidade e não para o Vanderlei ou para o REDE, porém quando fomos discutir as propostas vimos que a linguagem era outra, eram propostas pessoais e não para a cidade. Respeito o caminho que cada um segue, mas não encontrei uma proposta para a cidade.

10 – No quesito vereadores, como está o partido? como está a sigla para lançar a chapa?
R: Temos a chapa completa, formada por cidadãos de diversos setores sociais, estamos bem mesclado. São pré-candidatos que de fato tem trabalhado. Alguns vereadores procuraram a sigla para se filiar, porém percebemos que não podiamos aceitar porque iriamos ferir os princípios da ficha limpa. Nosso objetivo era dar oportunidade para gente nova.

11 – Qual a proposta do partido para a Educação da cidade, caso vocês sejam eleitos?
R: A educação em tempo integral é o que defendemos, mas temos que trabalhar, não devemos prometer. Se você promete depois você não cumpre e não tem que prometer, tem que trabalhar. Porém não temos que prometer, o que adianta prometermos algo se a sociedade está cheia de promessa, temos é que fazer funcionar o que tem o que já existe.

12 – Como resolver os problema de Carapicuíba?
R: Temos que gerar renda para a cidade incentivando o empreendedor, eliminar a corrupção e fazer funcionar o que já existe. Nossa cidade tem potencial e o que está precisando é de alguém com capacidade de ouvir a população para poder governa-la.

Vereadores cobram implantação da linha Tamboré/Pirapora

13691172_1054568357924600_8892016174131411160_oO vereadores Sergião e Luciano Motorista, juntamente com o prefeito Gregório se reuniram com o diretor da EMTU, para tratar do pedido da linha de ônibus – Pirapora/Tamboré. Essa linha é uma reivindicação antiga da população. Junto com o pedido foi anexado um abaixo assinado. A EMTU irá estudar a viabilidade desse pedido.

Núcleos habitacionais de Carapicuíba são regularizados

3.2_panorâmicaAção da Prefeitura de Carapicuíba, por meio da Secretaria de Projetos Especiais, Convênios e Habitação, criou o Programa Minha Casa de Papel Passado, que tem significado importante conquista para milhares de famílias: a regularização fundiária.
Trabalho intenso junto com moradores que adquiriram imóveis em áreas irregulares,  com reuniões, visitas, recolhimento de documentação, encaminhamento para o Governo do Estado, já beneficiou cerca de mil famílias de cinco núcleos habitacionais e outros se encontram em processo de regularização.
O ponto alto deste trabalho é a emissão do DECUA – Declaração de Conformidade Urbanística e Ambiental, que permite o registro dos imóveis em cartório. Os núcleos habitacionais já beneficiados são Vila Municipal, Margarida Alves, Jardim dos Trabalhadores, Jardim Tambory e o mais recente, Jardim Nova Veloso II. Esta conquista melhora a vida da família, do bairro e da cidade, numa cadeia positiva de desenvolvimento urbano, econômico e social.
O programa de regularização fundiária da Prefeitura de Carapicuíba teve início em 2009, e consiste no conjunto de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais para promover a regularização de assentamentos irregulares. Essa ação, além de contribuir para que o cidadão tenha a titularidade do seu imóvel, colabora para que o entorno fique melhor estruturado, com melhor acesso a transporte coletivo, além de locais para implantação de áreas de lazer, saúde e educação.

Raul Bueno sofre nova derrota na Justiça e continua inelegível

3.1_12371127_931284943620702_6987284954819816234_oEm nova sentença proferida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo no dia 22 de junho de 2016 o ex-prefeito de Pirapora do Bom Jesus, Raul Silveira Bueno Júnior teve negado o seu embargo de declaração. Bueno tentava mais uma vez reverter a confirmação da sua sentença em que foi condenado por improbidade administrativa também em segunda instância. Um primeiro recurso junho ao TJSP já havia sido indeferido em janeiro de 2016. O processo a que se refere esta condenação de Raul Bueno é uma ação civil do Ministério Público do Estado de São Paulo contra a criação de mais de uma centena de cargos comissionados sem o devido concurso público e julgado em primeira instância na Comarca de Barueri pela Juíza Dra. Nilza Bueno da Silva.
Conforme o MP, os servidores municipais contratados para cargos de confiança não exerciam funções de direção ou chefia no mandato de Raul Bueno, o que claramente violou os princípios da administração pública, quais sejam, a legalidade, honestidade e lealdade às instituições e conduta ímproba prevista no artigo 11 da lei 8.429 de 1992. A Lei Municipal 620, sancionada por Raul Bueno em 2001 que reestruturou o plano de cargos e carreiras dos servidores da Prefeitura de Pirapora do Bom Jesus, que permitiu as referidas contratações, foi considerada inconstitucional pelo TJSP.
Para o relator do acórdão do TJSP, Djalma Lofrano Filho, em seu voto proferido em janeiro de 2016, “a admissão de funcionários sem concurso público é cabível somente nos casos de cargos em comissão expressamente previstos em lei e naqueles que exijam capacidade técnica incomum ou excepcional interesse público”, tendo confirmado as penas de suspensão dos direitos políticos de Raul Bueno por quatro anos, multa civil no valor correspondente a 10 vezes o valor da última remuneração do requerido, proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário pelo prazo de 3 anos.
O município de Pirapora do Bom Jesus foi isento de responsabilidade no processo, recaindo a culpa integralmente ao ex-prefeito Raul Bueno, que ainda pode recorrer ao Superior Tribunal de Justiça.

Carapicuíba realiza palestra sobre Anemia Falciforme

3.0_EventoA Prefeitura de Carapicuíba realiza em 26 de julho, terça-feira, às 19h, na Câmara Municipal de Carapicuíba, palestra sobre Anemia Falciforme, um tipo de anemia causada por alteração genética. A Coordenadoria da Igualdade Racial (Secretaria de Governo) e o Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial estão à frente desta iniciativa.

Uma história de luta e garra

2.2_Maria José Almeida Silva, conhecida popularmente com Zeza Zerada é moradora de Barueri há mais de 40 anos. A sua história com a cidade começou na década de 1970, quando com apenas 20 anos idade, tragicamente ficou viúva.  Sozinha e com dois filhos pequenos, veio de pernambuco com objetivo  de lutar por uma vida melhor e mais digna.
Com muito trabalho e determinação, ela conseguiu estabelecer-se no município de Barueri, onde conquistou sua casa no Mutinga, bairro em que vive até hoje.
Dona Zeza, casou-se novamente com quem teve mais 4 filhos. Por ironia do destino, também perdeu o seu segundo marido em um acidente. Viúva novamente, criou os seis filhos com muita garra, trabalhou como empregada doméstica por muitos anos em casa de família.
Apesar, das dificuldades, ZEZA nunca deixou de lado o sua vocação com o trabalho social. Carinhosa, carrega em seu peito um coração puro e sincero. Preocupada com a comunidade do bairro, ela sempre buscou ajudar a todos que a procuravam.
Hoje aos 60 anos e com bastante disposição se tornou líder comunitária e referência na comunidade do Mutinga.
“Nasci para isso, ajudar sem olhar a quem. O meu trabalho é digno para com o próximo.” Falou Zeza Zerada.

Barueri sedia 3ª Conferência Regional da Advocacia da OAB SP

oabEstá marcada para sexta-feira (08/07), em Barueri, a 3ª Conferência Regional da Advocacia. No encontro, organizado pela OAB SP e pela Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (CAASP), acontecerão seminários sobre temas de interesse da advocacia, entre eles, ética e disciplina, direitos e prerrogativas, mulher advogada e assistência judiciária.

De acordo com o secretário-geral da OAB SP, Caio Augusto Silva dos Santos, que também é o coordenador das conferências regionais, trata-se de mais uma oportunidade para discussões dos problemas comuns à advocacia. “A partir das conferências, podemos traçar metas e programações de gestão melhores”, diz.

O evento vai contar com a participação de 16 subseções da OAB SP: Barueri, Butantã, Carapicuíba, Cotia, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jabaquara, Jandira, Lapa, Nossa Senhora do Ó, Osasco, Pinheiros, Santana de Parnaíba, Santo Amaro e Taboão da Serra. Juntas, as subseções reúnem mais de 29 mil advogados inscritos.

 

Confira a programação no link abaixo:

http://www.oabsp.org.br/noticias/2016/07/oab-sp-realiza-3a-conferencia-regional-da-advocacia-em-barueri.10989