Osasco

Projeto prevê criação da carteira de identificação da pessoa autista em Osasco

Imagem: Leandro Palmeira

O prefeito Rogério Lins assinou na quarta-feira, 16, projeto de lei que institui em Osasco a Carteira de Identificação da Pessoa do Espectro Autista (CIPTEA). A medida visa conferir identificação da pessoa diagnosticada com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e garantir atenção integral, pronto atendimento e prioridade nas ações de saúde, educação e assistência social, conforme Lei Federal 13.977, de 08/01/2020, e Lei Municipal 4.841, de 30/10/2017.

O projeto – indicação do vereador Rogério Santos – segue agora para apreciação na Câmara Municipal. A expectativa é de que seja aprovado nos próximos dias. Somente na rede municipal de ensino há cerca de 400 pessoas com algum grau de autismo, segundo a Associação Brasileira de Autismo Conexão (ABRAAC), com sede no município.

“Essa carteira é importante porque nos dará um retrato mais fiel da realidade, porque ainda não temos um censo que aponte quantas são as pessoas com autismo na cidade. Não sabemos, por exemplo, quantas são na rede particular de ensino”, disse a vice-presidente da entidade, Sheila Marcondes.

A presidente da ABRAAC, Rosana Rossato, agradeceu a criação do projeto. “Tenho um filho autista, de 31 anos, mas há mães que estão nessa jornada há mais tempo. É uma caminhada longa, de muitas dificuldades para se obter apoio. Eles (autistas) têm de ser tratados com respeito, é um direito deles. O trabalho tem de continuar para que tenhamos uma Osasco de referência para pessoas autistas”, disse.

“Todos têm uma missão na vida. Para alguns, pode representar apenas uma assinatura (do projeto), mas vocês (representantes da entidade) sabem o quanto significa. Em nossa gestão, avançamos em políticas públicas nessa área, mas temos consciência de que é preciso fazer mais. Nunca será o último passo, sempre há mais a fazer”, disse Rogério Lins.

A carteira terá validade de 5 anos e será expedida gratuitamente pela Secretaria de Assistência Social mediante requerimento, que deverá estar acompanhado de relatório médico, com indicação do Código de Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID).

No documento – será numerado para possibilitar a contagem das pessoas diagnosticadas com TEA na cidade – constará nome, filiação, local e data de nascimento, número da Carteira de Identidade, CPF, tipo sanguíneo, endereço residencial, telefone, foto  3 x 4, assinatura ou impressão digital da pessoa a ser atendida, e informações do representante legal ou cuidador.

A pessoa diagnosticada com Transtorno do Espectro Autista é legalmente considerada pessoa com deficiência, conforme Lei Federal 12.764, de 27/12/2012 (Lei Berenice Piana).

O TEA engloba diferentes síndromes, marcadas por perturbações do desenvolvimento neurológico, com 3 características que podem apresentar-se em conjunto ou isoladamente: dificuldade para interação social, dificuldade com a linguagem e comportamento repetitivo e restritivo.

Integrantes do Ativismo Autista Osasco, movimento da sociedade civil formado por pais, mães, professores, servidores públicos e demais categorias profissionais também participaram do ato de assinatura do projeto de lei.

Osasco avança rumo à implantação de comunidade terapêutica para dependentes químicos

Imagem: Robson Cotait / TV Câmara Osasco
Audiência pública debate protocolos de atendimento para regulamentação da Lei 4.974/2019
 
 
Osasco deu um passo importante para a regulamentação da Lei 4.974/2029, que trata da criação de comunidade terapêutica para dependentes de drogas no município. Na manhã desta quinta-feira (17), vereadores e autoridades discutiram os protocolos de atendimento em audiência pública proposta pela Comissão de Saúde e Assistência Social da Câmara Municipal de Osasco.
 
 
O encontro, realizado por videoconferência, teve a participação de representantes do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Compod), de especialistas que atuam com o tratamento de dependentes químicos no modelo de comunidades terapêuticas, além de uma representante do Ministério das Cidades, que orientou os participantes sobre os trâmites burocráticos para a viabilização desse tipo de equipamento público na cidade.
 
 
A representante da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), do Ministério da Cidadania, Lívia Farias Lopes dos Santos Oliveira, destaca a implantação de uma nova política sobre drogas a partir de 2019. “São novas regras e, dentro delas, temos reforçado o papel das comunidades terapêuticas”, explica.
 
 
De acordo com a representante da Senapred, o órgão é responsável pelo processo de monitoramento das comunidades, a fim de garantir a manutenção na qualidade de atendimento aos dependentes químicos e familiares.
 
 
Lívia orientou os participantes a se informarem sobre o credenciamento para comunidades terapêuticas aberto pelo Ministério das Cidades e a respeito da nova legislação nacional sobre drogas.
 
 
O pastor José Gouveia, da Comunidade Terapêutica Casa do Oleiro, em Teresina (PI), relatou a experiência com a recuperação de dependentes químicos.
 
 
Segundo Gouveia, a casa acolhe cerca de 300 dependentes gratuitamente e “com muita qualidade”. A comunidade tem convênios com os governos municipal, estadual e federal, que ajudam na manutenção dos trabalhos.
 
 
De acordo com ele, o modelo de comunidades terapêuticas parte do princípio de que a espiritualidade ajuda na recuperação de dependentes químicos. “É um movimento cristão, é a igreja, seja a evangélica ou católica, que alavanca esse movimento de recuperação pelo mundo”, completa.
 

AVANÇO NAS DISCUSSÕES
 
Para o médico Miguel Teixeira dos Santos Neto, é importante que o município discuta a regulamentação da lei das comunidades terapêuticas, a fim de garantir a implantação do equipamento de serviço.
 
 
“Criar uma comunidade terapêutica faz parte da rede de proteção. Quando a gente tem todos esses protocolos, esses equipamentos de olho na comunidade terapêutica, inibe a proliferação de comunidades terapêuticas clandestinas”, destaca.
 
 
De acordo com Santos, há esforços no sentido de inibir as comunidades clandestinas, por meio do reforço de um “olhar público” sobre uma parcela da comunidade marginalizada, desassistida e que pode cair na mão de pessoas mal intencionadas.
 
 
Já o presidente do Compod, pastor Jonas de Melo Florêncio, afirmou Osasco vive um “momento único” diante da regulamentação da legislação sobre comunidades terapêuticas. “É necessário que tenhamos a comunidade e saber qual modelo queremos. Cada município vai se adequar diante daquilo que vive”, ressalta.
 
 
Florêncio também destacou o papel da Câmara e da Prefeitura e do esforço da sociedade civil, como um todo para que a legislação se transforme em realidade.

Educação de Osasco avança e atinge 6.3 no IDEB

Imagem: Divulgação

A educação na rede municipal de Osasco obteve nota 6,3 no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), divulgado na terça-feira, 15/9, pelo Ministério da Educação. Essa é a maior nota obtida pelo município e apresenta o avanço na educação municipal. Em 2013, o município registrou a nota 5,2. Em 2015, chegou a 5,9, em 2017 alcançou a nota 6,1 e, agora, atingiu 6,3, referente à avaliação dos primeiros anos do Ensino Fundamental.

O IDEB é um indicador de desempenho da educação brasileira divulgado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), autarquia do Ministério da Educação (MEC). O índice foi criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas.

A Educação é um dos pilares da administração pública. Em menos de quatro anos foram construídas e entregues 10 novas creches. Além disso, a Fito zona Sul passou por reformas e reestruturação para abrigar o “Mundo da Criança”. O mesmo acontecerá com a Fito zona Norte, onde as obras estão em fase final para acolher o “Mundo da Criança”.

O diferencial do Mundo da Criança na Fito zona Norte será sua capacidade para abrigar 1,3 mil alunos, transformando-se na maior creche do país. Os investimentos em Educação também envolvem a distribuição de uniformes de verão e de inverno, inclusive, para os alunos matriculados em creches; distribuição de kits de material escolar; disponibilização de transporte escolar para alunos com deficiência, e a valorização dos profissionais, por meio do Plano de Carreira do Magistério.

Mesmo com as aulas suspensas por conta da pandemia do coronavírus, a Prefeitura disponibilizou a plataforma “Estude em casa”, que oferece farto e variado material para os alunos continuarem a se atualizando. Para atender alunos com dificuldades de acesso à internet, a Prefeitura imprime e distribui o Caderno de Atividades.

A assistência aos alunos nesse período de pandemia ainda contou com distribuição de cestas básicas, considerando que a merenda é a principal refeição de muitos alunos. Posteriormente as cestas foram substituídas pelo Cartão “Merenda em Casa”, com crédito de R$ 70 mensais por aluno, para que as famílias adquiram os produtos que costumeiramente consomem.

Em Osasco, as aulas presenciais serão retomadas em 2021, atendendo aos anseios de pais e responsáveis, para evitar a exposição das crianças durante o período de pandemia. A medida também dá mais tranquilidade aos professores e demais funcionários das unidades de ensino.

Carreta para coleta de sangue vai aos Transportes Metropolitanos

Imagem: Freepik | wavebreakmedia
Iniciativa é importante para recuperar os bancos de sangue

Uma carreta itinerante para coleta segura de sangue vai estacionar esta semana no transporte público. Quarta-feira (16), ela chega à Estação Vila das Belezas, na Linha 5-Lilás, operada pela ViaMobilidade. Na quinta-feira (17) vai passar pelo Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso, da EMTU, em Osasco, e na sexta-feira (18) estará na Estação Suzano da CPTM.

A ação é uma parceria da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) com o SAS Brasil e o Hemocentro São Lucas para ajudar a recuperar os bancos de sangue que estão em situação crítica por conta do isolamento social imposto pela pandemia. A urgência em reabastecer estoques de sangue levou a organização social SAS Brasil, com patrocínio Roche, a adaptar uma das carretas de suas expedições itinerantes – temporariamente suspensas na pandemia – e transformá-la em banco de sangue móvel. A ideia é incentivar as doações e melhorar os estoques. “Com o hemocentro itinerante no transporte público conseguimos acabar com a distância que separa a intenção de ser um doador da prática efetiva de doar e se comprometer, com toda a segurança. É um gesto que salva vidas”, afirmou o secretário interino dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli.

Segundo o Ministério da Saúde, 16 a cada mil pessoas são doadoras de sangue no país, ou 1,6% da população. O ideal recomendado pela OMS é de 5%. Em função das medidas de isolamento social e do medo de contrair o coronavírus, os estoques de bancos de sangue despencaram.

Doar com segurança

Para garantir o cuidado com a saúde e evitar aglomeração, a coleta é feita de forma segura e mediante agendamento pelo WhatsApp: 11-95897-1046, entre 8h e 20h. O horário de coleta é das 9h às 15h, sendo que o último cadastro será realizado às 14h.

O cadastro é feito na parte externa da carreta, uma pessoa por vez, para triagem e para identificar possíveis infectados por covid-19. As cadeiras de coleta ficam a 1,5 m umas das outras e o fluxo no interior da carreta impede a circulação cruzada, evitando o contato físico. Doadores e funcionários usam máscara. Um lanche é oferecido após a doação na parte de fora da unidade, frequentemente higienizada. O Hemocentro São Lucas, responsável pela coordenação técnica da ação, tem protocolo rígido para que as coletas ocorram dentro dos padrões de qualidade e de segurança exigidos.

Quem pode doar sangue

Para doar sangue o candidato deve ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam do consentimento de um responsável, que deve acompanhar o doador), pesar mais de 55 kg, estar em bom estado de saúde e apresentar documento oficial com foto no momento da doação. Não podem doar pessoas com sintomas como tosse, febre e dores no corpo. Quem teve contato com pessoas infectadas deve aguardar 14 dias para fazer a doação. Já quem foi curado da doença deve esperar 30 dias para doar.

Importante lembrar que é preciso estar alimentado, mas evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação de sangue e bebida alcoólica nas 12 horas anteriores. Para conhecer os pré-requisitos específicos, consulte o site do Ministério da Saúde .

Secretaria dos Transportes Metropolitanos – A STM cuida (em tempos normais) do transporte de cerca de 10 milhões de passageiros que usam os ônibus gerenciadas pela EMTU, além dos trens do Metrô, da CPTM e das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, concedidas à iniciativa privada. A Estrada de Ferro Campos do Jordão, no interior do Estado, também é responsabilidade da STM, assim como o Parque Capivari, também em Campos do Jordão e concedido à iniciativa privada.

SAS Brasil – Organização criada em 2013 e focada no atendimento de saúde especializada, com alegria, o SAS Brasil faz esse trabalho geralmente de forma itinerante, com unidades móveis equipadas com consultórios médicos completos e a atuação voluntária de profissionais multidisciplinares. Já atendeu mais de 70 mil pessoas em mais de 150 municípios, em 15 Estados brasileiros de todas as regiões. Em 2020 o SAS Brasil tornou-se OSCIP e, com a pandemia, passou a atuar também oferecendo atendimentos médicos e psicológicos por telemedicina, já tendo impactado cerca de 25 mil pessoas.

Hemocentro São Lucas – Associação de natureza privada fundada em 1972 por um grupo de profissionais que buscavam aprimorar a hematologia e a hemoterapia, constitui um dos maiores centros privados de medicina transfusional do Brasil. Atende hospitais na Capital e Grande São Paulo, e em estados como RJ e DF, estando presente nas três capitais.

Roche – Empresa global pioneira em produtos farmacêuticos e de diagnóstico, dedica-se a desenvolver avanços da ciência para melhor a vida das pessoas. Combinando forças das áreas Farmacêutica e Diagnóstica, é líder em medicina personalizada, que visa encontrar o tratamento certo para cada paciente. É considerada a maior empresa de biotecnologia do mundo, com medicamentos diferenciados nas áreas de oncologia, imuno, infecto e oftalmologia e doenças do sistema nervoso central. É líder mundial em diagnóstico in vitro e tecidual do câncer, além de ocupar posição de destaque no gerenciamento do diabetes.

SERVIÇO:

Hemocentro Itinerante

Agendamento: WhatsApp: (11) 95897-1046, das 8h às 20h

Coleta: 9h às 15h (último agendamento às 14h)

16/09 – Estação Vila das Belezas Linha 5-Lilás

17/09 – Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso, em Osasco da EMTU

18/09 – Estação Suzano Linha 11-Coral da CPTM

Meio Ambiente coleta mais 2 mil litros de óleo usado

Imagem: Divulgação

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, em parceria com a Secretaria de Educação, desenvolve o “Programa Biodiesel”, cujo objetivo é coletar óleo de cozinha usado para que seja descartado de forma correta.

O “Programa Biodiesel” é apresentado nas aulas de educação ambiental. O óleo de cozinha usado é transformado em biodiesel. A coleta era realizada pelas escolas, que participam de uma gincana, mobilizando os estudantes.

Com a pandemia, o programa sofreu uma adaptação. Como os alunos não estavam indo para a escola, a empresa responsável pela coleta passou a retirar o material na residência do munícipe, quando este juntar 25 litros. Até o dia 28/8 foram coletados 2.017 litros de óleo usado.

O programa está na sua 16ª edição e ocorre de 4 de maio até 16 de outubro de 2020. Ao final, as escolas participantes recebem certificado, sendo que as três primeiras colocadas, classificadas a partir da quantidade arrecadada de óleo, ganham prêmios.

Ranking das escolas participantes do programa:

Emef, EMEIEF, CEU E CEMEIEF Arrecadação

Emef José Verissimo de Matos 320

Emef Profª. Terezinha Martins Pereira 218

Emef Tobias Barreto do Menezes 110

Emef Prof. Manoel Barbosa de Souza 60

Emef Prof. João Larizzatti 50

Emef Prof. Darcy Ribeiro 50

Emef Marechal Bittencourt 50

Emef Dep. Alfredo Farhat 30

Creches

Recanto Alegre 25

Rosa Broseghini 25

Pedro Alves de Oliveira 20

Cemei – Emei

Cemei Carlos Fernandes Costa 100

Emei Yolanda Botaro Vicente 50

Cemei Senador José Ermírio de Moraes 25

Cemei Luzia Momi Sasso 20

Informações:
Recicle e colabore com a preservação do meio ambiente.
Para solicitar a retirada, agende pelos Whatsapps: (11) 97445-7241 ou (11) 98584-7428 ou pelo telefone (11) 4702-2411.

Apenas a empresa Preserva Recicla está autorizada a fazer a coleta. O óleo deve estar devidamente lacrado, de preferência em uma garrafa pet.

GCM prende condenado com arma

Imagem: Divulgação

Equipe da Guarda Civil Municipal, vinculada à Secretaria de Segurança e Controle Urbano da Prefeitura de Osasco, em patrulhamento pela Vila dos Remédios na madrugada de sexta, 11/9, deteve um condenado da Justiça, portando uma pistola calibre 380.

Os GCMs foram alertados por populares sobre o ocupando de um veículo HB20, que estaria apontando a arma para pedestres. O suspeito tentou escapar da abordagem, mas foi perseguido e detido.

Na delegacia constatou-se que o suspeito já havia sido condenado anteriormente por outros crimes. Ele permaneceu à disposição da Justiça. A arma foi apreendida. 

Parques de Osasco reabrem com segurança

Parque Chico Mendes

Alguns equipamentos passam por obras de revitalização. Só o Parque Clóvis Assaf está fechado ao público

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Prefeitura de Osasco reabriu os parques municipais no dia 25/7. De acordo com o decreto nº 12.536, publicado na Imprensa Oficial, os parques funcionam das 10 às 16 horas, devido ao período de pandemia do coronavírus. Enquanto os horários estão reduzidos, a administração realiza obras nos espaços.

Os munícipes utilizam os parques para prática de atividades físicas, como caminhada, corrida e alongamento, além de apreciarem as áreas verdes. Todas as medidas de segurança sanitária são adotadas nos espaços. Na entrada, há um funcionário medindo a temperatura dos frequentadores, que devem usar máscaras.

Os frequentadores também são orientados a cumprir o distanciamento social. Nesse período não há permitido utilizar os bebedouros, playgrounds e as academias ao ar livre.

Intervenções

O Parque Chico Mendes ganhará um batistério. Além da piscina batismal, o espaço terá deck com um púlpito para realização de cerimônias, arquibancadas para que familiares e amigos dos batizados possam acompanhar o ato e também vestiários feminino e masculino. A previsão é de que até o fim de novembro o local seja reaberto para os batismos.

Há espaços que serão recuperados com áreas verdes no Parque Ecológico do Jardim Bonança e no Parque Nelson Vilha Dias.

O Parque Glauco Vilas Boas é outro que passa por recuperação. A Sabesp trabalha no local para recuperar o lago, que foi contaminado após um incêndio num galpão de uma empresa próxima à área de lazer.

No parque será construída uma quadra poliesportiva, sanitários, nova pista de caminhada, espaço pet, estacionamento, implantado playground, academia ao ar livre e nova iluminação em led. Além disso, o lago será cercado a fim de evitar acidentes.

O Parque Manoel Manzano também ganha obras de revitalização, que incluem nova academia ao ar livre, iluminação de led e gramado sintético no campo de futebol, que também receberá bancos de reservas e novo alambrado.

O borboletário do Parque Ecológico Ana Luzia Moura de Freitas  em breve será reformado. Também está em estudo a construção de um borboletário no Parque Ecológico Dionísio Alvarez Mateos.

O Parque das Bicicletas, na rua Paula Rodrigues, no Jardim Piratininga, próximo ao Braço Morto do Rio Tiête, será readequado e ganhará melhorias na infraestrutura e no paisagismo.

Parques Municipais

Parque Chico Mendes – Rua Lázaro Suave, nº 15, City Bussocaba

Parque Clóvis Assaf (Parque Cidade das Flores) – Avenida Ipê

Parque Nelson Vilha Dias (Parque Rochdale) – Avenida Esmeralda

Parque Ecológico e Borboletário Ana Luiza Moura de Freitas (Parque Piratininga) – Rua David Silva, 111

Parque Ecológico Dionísio Alvarez Mateos (Parque Jardim das Flores) – Rua Georgina, 69

Parque Glauco Villas Boas – Avenida Dr. Alberto Jackson Byington com a Alameda Roraima, Jardim 3 Montanhas

Parque Santa Maria – Rua Eugênio Pacelli, 1030, Santa Maria

Parque Manoel Manzano (Parque dos Metalúrgicos) – Rua Sérgio Pompeu

Parque Inácio Pereira Gurgel (Escola-Parque) – Rua Nossa Senhora do Rosário, Km 18

Parque Ecológico do Jardim Bonança – Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 615 – Jardim Bonança

Parque das Bicicletas – Rua Paula Rodrigues, Jardim Piratininga (área próxima ao Braço Morto do Rio Tietê)

Parque Agostinho Bezerra (Parque Bela Vista) – Rua João da Rocha Lima, 117

Pet Parque (Espaço destinado para cães) – Avenida Franz Voegeli, 930, Vila Yara

Observações: Todos estão abertos de segunda a sexta-feira, 10 às 16 horas, menos o Clóvis Assaf, que passa por reforma em parceria com a Sabesp para despoluição do lago

Osasco aprova campanha Setembro Amarelo e Dia Municipal de Prevenção ao Suicídio

Imagem: Freepik

Outros três projetos também foram aprovados em duas sessões extraordinárias realizadas nesta sexta-feira (11)

A Câmara Municipal de Osasco aprovou nesta sexta-feira (11), em duas discussões, o Projeto de Lei 112/2019, que institui a campanha Setembro Amarelo, a ser realizada anualmente no mês de setembro. A iniciativa tem por finalidade promover o debate, a reflexão e a conscientização sobre a questão do suicídio na cidade de Osasco. A matéria instituiu ainda o Dia Municipal de Prevenção ao Suicídio, que será realizado todo dia 10 de setembro.

A concretização da campanha Setembro Amarelo tem o objetivo de promover a união entre poder público e diversos segmentos e sociedade civil para discutir e promover o debate sobre o suicídio e suas possíveis causas, contribuir para a redução dos casos de suicídio em Osasco, além de estimular e disseminar, perante órgãos públicos, universidades, entidades, organizações não governamentais e demais instituições o debate sobre suicídio, ampliando a discussão sob o ponto de vista psicossocial e pedagógico.

Laço Amarelo

A campanha Setembro Amarelo terá como símbolo um laço de fita na cor amarela. Os prédios públicos e privados poderão ser iluminados na cor amarela, visando chamar a atenção da população, de forma visual, sobre a prevenção do suicídio.

Outros projetos

Outras três matérias foram aprovadas nesta sexta-feira: o Projeto de Lei 77/2019, que dispõe sobre a atividade de transporte coletivo de passageiros na modalidade fretamento de Osasco; o Projeto de Lei Complementar 10/2020, que disciplina a expedição de alvarás de funcionamentos e o Projeto de Lei 16/2020, que institui o Fundo Municipal de Políticas sobre Drogas.

Os quatro projetos aprovados seguem agora para apreciação do prefeito, para serem sancionados ou vetados.

Videoconferência

As sessões da Câmara Municipal de Osasco seguem sendo realizadas por meio de videoconferência por conta do isolamento social imposto pela pandemia da Covid-19. As sessões foram transmitidas ao vivo pela TV Câmara Osasco (canais 7 da Net / Claro TV e 3 da Megabit Telecom). A população também pode acompanhar as votações em tempo real pelo site da Câmara de Osasco, Facebook e YouTube.
 

Confira abaixo o resultado, na íntegra, das votações realizadas nesta sexta-feira (11):

Resultado da 13ª sessão extraordinária da Câmara Municipal de Osasco, realizada nesta sexta-feira, 11/09/2020.

PRIMEIRA DISCUSSÃO

Projeto de Lei 77/2019 – Dispõe sobre a atividade de transporte coletivo de passageiros na modalidade fretamento no âmbito do município de Osasco. (Projeto aprovado com 13 votos favoráveis, em primeira discussão

Projeto de Lei 112/2019 – Institui a campanha Setembro Amarelo e o Dia Municipal de prevenção ao suicídio no calendário oficial do município de Osasco (Projeto aprovado com 16 votos favoráveis, em primeira discussão

Projeto de Lei 85/2020 – Institui a Semana de informação, conscientização e combate as notícias falsas – fake news – no âmbito do município de Osasco e dá outras providências. (Projeto pautado para a próxima sessão devido à ausência do autor)

Projeto de Lei Complementar 10/2020 – Disciplina a expedição de alvará de funcionamento e dá outras providências. (Projeto aprovado com 11 votos favoráveis e 5 contrários, em primeira discussão)

Projeto de Lei 16/2020 – Institui o Fundo Municipal de Políticas sobre Drogas. (Projeto aprovado com 18 votos favoráveis, em primeira discussão)

Projeto de Lei 24/2020 – Dispõe sobre desafetação de áreas públicas no âmbito da Operação Urbana Consorciada Tietê II e dá outras providências. (Aprovado pedido de vistas por 10 dias ao projeto)

Resultado da 14ª sessão extraordinária da Câmara Municipal de Osasco, realizada nesta sexta-feira, 11/09/2020.

SEGUNDA DISCUSSÃO

Projeto de Lei 77/2019 – Dispõe sobre a atividade de transporte coletivo de passageiros na modalidade fretamento no âmbito do município de Osasco. (Projeto aprovado em bloco, com 16 votos favoráveis, em segunda discussão

Projeto de Lei 112/2019 – Institui a campanha Setembro Amarelo e o Dia Municipal de prevenção ao suicídio no calendário oficial do município de Osasco (Projeto aprovado em bloco, com 16 votos favoráveis, em segunda discussão)

Projeto de Lei Complementar 10/2020 – Disciplina a expedição de alvará de funcionamento e dá outras providências. (Projeto aprovado com 13 votos favoráveis e 4 contrários, em segunda discussão

Projeto de Lei 16/2020 – Institui o Fundo Municipal de Políticas sobre Drogas. (Projeto aprovado com 15 votos favoráveis, em segunda discussão)

Terminal Luiz Bortolosso da EMTU recebe exposição com materiais recicláveis que tem como tema a valorização da vida

Imagem: Alexandre Carvalho
Mostra do artista Roberto Otaviano faz parte da ação Setembro Amarelo e quer estimular a busca pela redenção e pelo sentido da vida dentro da sociedade

A partir desta quinta-feira (10/09), passageiros que circulam pelo Terminal Luiz Bortolosso, em Osasco, poderão apreciar a exposição “Retratos da Crueldade Humana”, do artista plástico Roberto Otaviano, parceria com a EMTU/SP que será exibida até o dia 30/09 e faz parte do Setembro Amarelo, mês voltado a campanhas de conscientização sobre a prevenção ao suicídio.

“Quero mostrar que o pior da espécie humana pode se transformar em redenção e resgatar a autoestima dos indivíduos”, destaca o artista. Por meio de instalações repletas de materiais recicláveis, Roberto critica a má qualidade de educação, a desigualdade na distribuição de renda e a falta de oportunidades, tentando levar uma nova perspectiva às vítimas e transformar pensamentos negativos e receios em superações e bem-estar.

O pernambucano Roberto Otaviano define-se como um artista que utiliza suas obras para instigar a reflexão sobre o que as pessoas fazem consigo mesmo e com o próximo. Na exposição “Respiração Artificial”, em destaque no Terminal Metropolitano Cotia até 19 de setembro, ele alerta para os malefícios do tabaco.

Setembro Amarelo – A campanha começou em 2015 com participação do Centro de Valorização à Vida (CVV), Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e Conselho Federal de Medicina (CFM). O objetivo era sensibilizar e conscientizar a população sobre a prevenção ao suicídio. Em 2003, a Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio e a OMS instituíram o dia 10 de setembro como o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio, data em que 70 países promovem ações de conscientização.

Serviço

Exposição: Exposição Retratos da Crueldade Humana (Setembro Amarelo)

Data:10/09 a 30/09

Horário: 10h às 13h

Local: Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso (Osasco)

Endereço: Avenida dos Autonomistas, nº 7.130, Quitaúna, Osasco/SP

Anhanguera Osasco retoma atendimentos gratuitos em odontologia, psicologia, fisioterapia e nutrição

Imagem: Ilustrativa

As clínicas de atendimento gratuito à população da Anhanguera Osasco retomarão as atividades na próxima terça-feira, dia 8 de setembro, após pausa causada pela pandemia de covid-19. As áreas de atendimento são: odontologia, psicologia, nutrição e fisioterapia.

“As atividades são realizadas por alunos e funcionários das unidades, sob supervisão dos professores e coordenadores dos cursos. Com isso, tanto os alunos são beneficiados com a oportunidade de colocar em prática os conceitos aprendidos em sala de aula, quanto os moradores, por terem acesso a serviços de qualidade e gratuitos”, afirma Alexey Carvalho, diretor da instituição.

Para agendar um horário com os profissionais, os interessados precisam se inscrever pelos canais oficiais da unidade Anhanguera: para agendar consultas de Nutrição, Fisioterapia e Psicologia, ligar para (11) 3699-9046 ou (11) 3699-9049; para Odontologia ligar para (11) 3699-9087.

SERVIÇO – ATENDIMENTO À COMUNIDADE NA ANHANGUERA DE OSASCO: Odontologia, Fisioterapia, Psicologia e Nutrição.

Local: Centro Clínico da Anhanguera Osasco – Av. dos Autonomistas, 1325 – Vila Campesina, Osasco

Informações e inscrições: (11) 3699-9046 / (11) 3699-9049 / (11) 3699-9087.

• Clínica Escola de Odontologia: atendimento odontológico para crianças, adolescentes, adultos e idosos, extrações, tratamento de canal, restauração, prótese e periodontia.

• Clínica Escola de Fisioterapia: atendimentos nas áreas neurológica, ortopédica, cardio respiratória, geriatria e saúde da mulher. Os atendimentos são realizados mediante apresentação de encaminhamento médico.

• Clínica Escola de Psicologia: atendimentos nas áreas de psicoterapia, psicodiagnóstico, terapia em grupo e orientação a queixa escolar.

• Clínica Escola de Nutrição: atendimento nutricional para crianças, adolescentes, adultos, gestantes, idosos e praticantes de atividade física.

 

Fonte: https://www.visaooeste.com.br/anhanguera-osasco-retoma-atendimentos-gratuitos-em-odontologia-psicologia-fisioterapia-e-nutricao/