Itapevi

Prefeitura abre registro de candidaturas para o Conselho Tutelar

Foi iniciado nesta segunda-feira (6) o processo de registro de candidaturas para concorrer a cinco vagas no Conselho Tutelar de Itapevi. A ação está sendo realizada pela Prefeitura de Itapevi e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Itapevi (CMDCA). As inscrições para a disputa podem ser feitas até o dia 4 de junho.

Quem quiser concorrer, deve registrar a candidatura na sede da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Rua Escolástica Chaluppe, 154 – Centro), de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

Os candidatos ao Conselho Tutelar de Itapevi precisam ser maiores de 21 anos, com reconhecida idoneidade moral, residir no município há um ano ou mais, possuir ensino médio completo e ter experiência comprovada de pelo menos dois anos em áreas relacionadas à criança e ao adolescente.

Após a análise da documentação, de caráter eliminatório, os candidatos preliminarmente registrados terão de assistir a uma palestra preparatória. Em seguida, prestar um exame escrito, com redação e avaliação psicológica, e uma prova de habilidade em conhecimentos específicos de informática.

Uma vez aprovada a candidatura, os participantes disputarão cinco vagas, com mandatos de quatro anos (2020 a 2023) cada. Eles terão remuneração de R$2.634,00, além de direitos previdenciários, 13º salário e férias.

A eleição será realizada no dia 6 de outubro, das 8h às 17h, em locais que ainda serão definidos pelo CMDCA.  A posse dos eleitos acontece no dia 10 de janeiro de 2020. O procedimento também foi publicado na edição 628 do Diário Oficial do município.

Documentação exigida

No ato da inscrição da candidatura, é preciso apresentar os documentos abaixo em duas vias: os originais, que serão usadas para verificação; e as cópias (autenticadas, quando especificado), que deverão ser entregues em envelopes e ficarão retidas.

–  Certidão de antecedentes criminais original, podendo utilizar a certidão emitida por meio eletrônico

– Cópia autenticada do RG;

– Cópia autenticada do CPF;

– Cópia autenticada de comprovante de conclusão do ensino médio;

– Cópia autenticada de comprovante de residência por período igual ou superior a um ano, anteriores a data de publicação da resolução sobre o processo eleitoral;

– Título de eleitor comprovando ser eleitor no município, acompanhado de comprovante de votação nas duas últimas eleições anteriores ao pleito, ou na falta dos comprovantes, declaração expedida pelo cartório eleitoral comprovando estar em dia com as obrigações eleitorais;

– Comprovante de estar em dia com as obrigações do serviço militar;

– Uma fotografia 3×4 recente e uma fotografia 5×7 para uso na urna eletrônica

– Comprovação de atuação profissional de, no mínimo, dois anos no atendimento à criança e adolescente, atestado por documento oficial que confirme a modalidade (atendimento direto ou defesa e proteção dos direitos). A atuação voluntária também será aceita pelo mesmo período ou maior, ficando tanto a atuação profissional como a atuação voluntária passível de ser comprovada a qualquer tempo pelo CMDCA.

Sobre o Conselho

O Conselho Tutelar é um órgão municipal, permanente e autônomo, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente definidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Em Itapevi, o órgão funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na Rua Francisca Ferreira de Carvalho, 350, no Jardim Nova Itapevi. O telefone para contato é o (11) 4142-1180. O plantão noturno é atendido pela GCM (199), que redireciona o caso para o conselheiro plantonista.

Os membros do Conselho Tutelar exercem suas atividades em regime de dedicação integral e ininterrupta, mediante escala de plantão e presença na sede, com funcionamento do conselho 24 horas por dia, sete dias por semana, inclusive sábados, domingos e feriados, sem o pagamento de horas extras, adicionais, ou compensações de qualquer forma, valendo sempre a escala de plantão a ser elaborada pelo Conselho Tutelar, não gerando nenhum vínculo empregatício entre o Conselheiro e a Municipalidade.

Estudantes da rede municipal têm vivência com indígenas da etnia Kariri-Xocó

Cerca de 700 alunos do Cemeb Carlos Drummond de Andrade, no Jardim Rainha, participaram do Projeto Cultura Indígena 2019, que promoveu o contato dos estudantes com parte da comunidade indígena da etnia Kariri Xocó.

Durante o encontro, o grupo liderado pelo cacique Kayrrá apresentou diversos rituais de dança e vivências com o objetivo de mostrar para as crianças os costumes e tradições da aldeia situada no estado de Alagoas, na divisa com Sergipe.

Entre os rituais apresentados, um do destaque foi o Toré, uma dança sagrada realizada pelos Kariri-Xocó para pedir proteção e permissão da natureza para o consumo dos alimentos.

Danças para garantir boa colheita e caça também foram apresentadas, além de exposição de artefatos indígenas utilizados no dia a dia da comunidade.

Projeto

Iniciado em 2018, o projeto foi criado pelos professores do Cemeb Carlos Drummond de Andrade sob a coordenação da educadora Elisangela Zuccari, com objetivo de trabalhar de maneira mais aprofundada as datas comemorativas inseridas no calendário pedagógico.

“Queríamos abordar essas datas de forma realmente educativa. E a partir de uma ampla pesquisa, decidimos trazer para os nossos alunos experiências mais enriquecedoras”, disse Elisangela.

Para tanto, os educadores criaram, no ano passado, a Semana da Cultura Indígena, para celebrar o Dia do Índio (19 de abril), com atividades multidisciplinares, por meio de jogos apresentados nas aulas de educação física e temas de culinária, cultura e linguagem de tribos brasileiras trabalhados em sala de aula, além de uma exposição com artefatos indígenas.

Kariri-Xocó

Os Kariris-Xocós são um grupo indígena que habita na margem esquerda do Rio São Francisco, nos limites do município de Porto Real do Colégio, no estado de Alagoas, mais precisamente na Área Indígena Kariri-Xocó. 

Atualmente, cerca de 1500 pessoas integram a comunidade.

O cacique Kayrrá coordena o Projeto Sambeyyé-Baxó, que nos meses de abril e agosto, promove encontros com comunidades não-indígenas divulgando a cultura dos kariris-xocós.

Acolher finaliza entrega de 2,5 mil cestas básicas para população carente de Itapevi


Acolher realiza a doação de 35 toneladas de alimentos arrecadados em show de Maiara e Maraisa

O Acolher (Fundo Social de Solidariedade de Itapevi) finalizou, na sexta-feira (22), a distribuição de cestas básicas para famílias carentes da cidade. Ao todo, foram entregues 35 toneladas de alimentos para mais de 2,2 mil famílias itapevienses.

Os kits continham alimentos como arroz, feijão, óleo, açúcar e farinha de trigo, dentre outros itens. Eles foram montados com o material arrecadado na troca de ingressos para o show de Maiara e Maraisa, realizado em 17 de fevereiro para celebrar o aniversário de 60 anos deItapevi.

“Além de receber atendimento social, quem passa por dificuldades têm direito a receber donativos dos eventos que promovemos”, afirma Elaine de Freitas, secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania. “O Acolher fica muito feliz em realizar este trabalho em prol dos moradores”, diz.  

A distribuição dos alimentos começou no dia 28 de fevereiro e, desde então, beneficiou moradores dos seguintes bairros: Amador Bueno, Morro do Quiabo, na Vila da Paz, Jardim São Carlos, Jardim Vitápolis, Cohab, Monte Serrat, Parque Suburbano, Jardim Santa Cecília, Quatro Encruzilhadas, Nova Cotia, Vila Gióia, Jardim Alabama, Jardim Rosemary, Jardim Ruth, Vila Dr. Cardoso, Jardim Nova Itapevi e Centro. 

A Prefeitura também fez doações para as paróquias São Judas, Cristo Rei, Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças, São José e Nossa Senhora Aparecida. Elas irão redistribuir os alimentos às comunidades carentes das regiões onde atuam.

A montagem de cestas básicas tem virado uma tradição nos aniversários de Itapevi. Em 2018, a Prefeitura beneficiou 10 mil pessoas com a entrega dos kits montados a partir da troca de ingressos para o show de Luan Santana.

Um ano antes, em 2017, 42 toneladas de alimentos coletados na apresentação da dupla Matheus & Kauan foram entregues à população carente do município.

Mutirão faz Itapevi ter menor número de casos de dengue na Região Oeste

Graças aos esforços da Prefeitura para combater o mosquito Aedes Aegypti e à colaboração de toda a população, Itapevi teve apenas um caso confirmado de dengue em 2019. 

Isso faz de Itapevi a cidade da Região Oeste com a menor incidência da doença neste ano, ao lado de Jandira e Pirapora do Bom Jesus, ambas com um caso confirmado cada.

Os dados, que englobam do início do ano até o dia 21 de março, são do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual da Saúde.

Para efeito de comparação, os municípios de Barueri e Santana do Paranaíba tiveram 4 casos confirmados cada, enquanto Cotia teve 6 e Osasco, 21. Já a cidade de Carapicuíba registrou o maior número da região: 25 confirmações.

Além disso, o caso registrado em Itapevi foi contraído fora da cidade, sinal de que o trabalho preventivo da administração municipal tem dado resultado. 

“Esses dados mostram que os mutirões contra a dengue, somados à colaboração expressiva de todos os itapevienses, estão funcionando”, diz o prefeito Igor Soares. “Itapevi se antecipou ao Aedes Aegypti para proteger a população”, afirma.

Não houve alta na incidência da doença em Itapevi em relação a 2018, quando também houve apenas um caso confirmado no mesmo período. 

Brasil

A situação é bem diferente quando se leva em conta os dados do Estado de São Paulo e do Brasil. 

Em todo o país, o número de casos de dengue teve aumento de 264,1%, que passaram de 62,9 mil nas primeiras 11 semanas de 2018 para 229.064 no mesmo período deste ano (até 16 de março). 

A incidência, que considera a proporção de casos em relação ao número de habitantes, tem taxa de 109,9 casos/100 mil habitantes até 16 de março deste ano. O número de óbitos pela doença também teve aumento, de 67%, sendo grande parte no estado de São Paulo.

Mutirões

Realizados pelo Departamento de Controle de Vetores da Prefeitura, os mutirões já visitaram 6.740 residências em toda a cidade. 

O próximo mutirão acontecerá na Cohab, no sábado (30). Eles serão realizados aos sábados em diferentes bairros do município até o dia 27 de abril.

Neste ano, eles já foram realizados nos bairros Jardim Santa Rita, Vila Santa Rita, Jardim Rainha, Chácara Vitápolis, Cardoso, Jardim São Carlos, Briquet, Santa Cecília e Colinas de Itapevi.

Ao todo, as equipes colocaram telas para proteger caixas d’água em 725 imóveis.  Em 59 residências, foram encontradas larvas do mosquito – que foram eliminadas. Além disso, cerca de 88 toneladas de entulho foram retiradas da cidade.

Realizados em todos os verões desde 2017, os mutirões reúnem equipes da Prefeitura para eliminar focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, assim como conscientizar a população sobre a importância de enfrentar de modo permanente o Aedes Aegypti.

Operação Noite Tranquila fecha 12 estabelecimentos por perturbação de sossego em Itapevi

As noites da última sexta-feira (22) e sábado (23) tiveram mais uma Operação Noite Tranquila, com o fechamento de 12 estabelecimentos comerciais por perturbação de sossego e a interrupção de um baile funk irregular na Chácara Vitápolis. A ação foi realizada pela Guarda Civil Municipal (GCM), em parceria com o Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) e a Polícia Militar.

A ação foi realizada nos bairros Santo Antônio, Jardim Hokkaido, Chácara Vitápolis, Jardim Santa Cecília, Jardim Briquet, Cohab, Vila Dr. Cardoso e Vila Gióia. 

Ao longo da operação, foram averiguadas 182 pessoas, nove autuações de trânsito foram aplicadas e houve a apreensão de dois veículos irregulares e quatro máquinas de caça-níquel, com o registro de três boletins de ocorrência por perturbação de sossego.

“Tivemos sucesso em todas as ações porque contamos com trabalho integrado das forças policiais de segurança da cidade”, disse Humberto Araújo, comandante da Guarda Civil Municipal de Itapevi.

Em vigor desde o início de 2017, a Operação Noite Tranquila tem como objetivo garantir a segurança da população e combater bailes funk e pancadões sem autorização, além de reduzir os casos de perturbação de sossego no município. 

Para denunciar bailes e esse tipo de incidente, a população pode entrar em contato com a GCM pelos telefones 153, 4205-2433 e pelo 190 da Policia Militar – todos com atendimento 24 horas por dia.

Prefeitura de Itapevi abre inscrições para 50 vagas de dança sertaneja

Quem gosta de música sertaneja agora tem mais uma opção de entretenimento em Itapevi: a Prefeitura abriu, nesta quarta (20), inscrições para 50 vagas do projeto Sertanejando, que oferece aulas gratuitas do ritmo.

Realizadas na quadra externa do Ginásio de Esportes (Avenida Rubens Caramez, 1000A – Centro), as aulas acontecem todas as segundas, quartas e sextas-feiras, das 17h50 às 19h50. Não há limite de idade.

As inscrições devem ser feitas por meio deste formulário ou pessoalmente no Ginásio de Esportes, durante as aulas, com os professores Sérgio e Élson. 

“Nosso objetivo é disseminar um pouco do sertanejo como estilo de dança, muito procurado hoje nas academias, embora infelizmente nem todos tenham condições de pagar”, afirma Andreia Mello, coordenadora da ação.

As aulas são realizadas por instrutores voluntários desde fevereiro, quando a Prefeitura passou a ceder a infraestrutura para o projeto. Antes, elas eram realizadas em um espaço no Jardim Santa Rita.

Também é possível entrar em contato diretamente com Andreia pelo WhatsApp, no número (11) 97296-3378, e pelo e-mailandreiavieiramello@gmail.com.

“Dançar não é apenas uma forma de expressar felicidade”, afirma a coordenadora, “mas também de alcançá-la”.

Para reforçar serviço público, Prefeitura de Itapevi contrata 31 estagiários

Em parceria com o CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola, a Prefeitura formalizou, nesta segunda-feira (18), a contratação de 31 estagiários de ensino superior de diversas áreas para reforçar os efetivos da administração municipal.

“Também já fui estagiário e reconheço esta oportunidade como um grande incentivo para vocês ingressarem na carreira profissional que escolheram”, disse o prefeito Igor Soares durante o evento, realizado na sede da Prefeitura de Itapevi, na Vila Nova Itapevi.

Foram preenchidas 10 vagas para estudantes de direito, 10 para pedagogia e as demais foram destinadas para alunos de administração, arquitetura, ciências da computação, biologia, publicidade, engenharia ambiental e engenharia civil, dentre outras áreas.

“Ter passado no processo seletivo foi uma grande recompensa ao meu esforço. Espero contribuir bastante e aprender muito com todos”, disse Gisele Andrade, 27, estudante do quinto ano de direito na faculdade São Judas Tadeu. Ela passou em primeiro lugar no processo seletivo.

O valor da bolsa-auxílio é de R$ 800,00 para alunos de segundo ano; R$ 1.000,00, de terceiro ano; e R$ 1.300,00 para alunos cursando o quarto, quinto ou sextos anos. A carga horária é de 6 horas diárias, totalizando 30 horas por semana. O estágio terá duração de um ano, podendo ser renovado por igual período.

Itapevi recebe Circuito SESC de Artes no dia 30 de março

A cidade de Itapevi recebe, no dia 30 de março, um sábado, a 8ª edição do Circuito SESC de Artes 2019, que acontece na Praça 18 de Fevereiro, no Centro, das 16h às 21h30. O projeto trará atrações musicais e artísticas, com oficinas, sessões de cinema e teatro, dentre outras atividades – todas gratuitas.

O Circuito SESC de Artes realiza a circulação de espetáculos e intervenções artísticas por diversas cidades do Estado de São Paulo. Apresenta-se em 14 roteiros, 121 cidades com 490 artistas e mil apresentações.  A iniciativa é promovida pelo SESC-SP em parceria com as prefeituras e sindicatos do comércio.

“Esta parceria que firmamos tem como propósito trazer alegria à cidade, diversificando as formas de apresentações artísticas”, diz Henrique Leão, assessor da Secretaria de Cultura e Juventude de Itapevi.  Esta não é a primeira vez do Circuito SESC em Itapevi; as atrações já haviam estado na cidade em 2017 e 2018.  

Confira a programação:

Música: Três é Bom – Paulo Freira, Maurício Pereira e Wandi Doratiotto (SP) – Três amigos que são músicos, compositores e contadores de histórias se encontram para relembrar canções, falar de suas trajetórias e sua maneira de olhar o mundo, com bom humor e improviso.

Teatro: Mar de Fitas/ Nau de Ilusão – Grupo Imbuaça (SE) – O espetáculo celebra os 40 anos do grupo, um dos mais antigos em atividade no teatro de rua no país. Nove atores interpretam 22 canções do repertório dessas quatro décadas voltadas à cultura popular e ao Nordeste.

Tecnologias e Artes: Oficina de autômatos – Máquina Tudo Coletivo Criativo (SP) – O público vai construir brinquedos autômatos a partir de peças de madeira cortadas a laser, com diferentes encaixes e furações. Na sequência, cada participante pode customizar sua “máquina” para brincar.

Circo: História de um Baú – Companhia Trotamundos (ARG) – O grupo argentino mistura teatro e circo, utilizando técnicas de bolas de malabarismo, aros de bambolês e acrobacias para divertir os espectadores com a história de dois viajantes sonhadores e seu velho baú. 

Artes Visuais: Câmera-Caixote – Oficina do Olhar (SP) – Os participantes vão experimentar o processo tradicional da fotografia: registro com papel fotográfico e revelação da imagem nos produtos químicos apropriados dentro da própria Câmera-Caixote. 

Literatura: Universo HQ – mediação de leitura com a Cor – Ação Cultural – TG3 Design e Conteúdo (SP) / A Cor – Ação Cultural (SP)– A atividade é montada a partir de um carrinho de carga do qual saem livros, bancos, tapetes e a sinalização do espaço de leitura. Deforma lúdica, a mediação é do grupo A Cor – Ação Cultural.

Dança: Tecituras – Quik Cia. De Dança (MG) – Os bailarinos aproveitam as estruturas de cada praça para convidar o público a perceber, compreender e criar sentidos para os movimentos, reinventando as coreografias e cada apresentação.

Prefeitura de Itapevi inicia aulas do curso de Libras

 Prefeitura de Itapevi deu início, na segunda-feira (18), a mais uma edição do curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais). Gratuitas, as aulas são realizadas no Centro Municipal de Formação de Professores Anísio Spínola Teixeira, no Centro.

O curso é ministrado pela professora e tradutora-intérprete de Libras, Roselaine da Silva, do GAEE (Gerenciamento de Atendimento Educacional Especializado). A carga horária do nível básico é de 120 horas, de 180 horas para o intermediário e 200 horas para o avançado.

“Aprender Libras é muito importante”, diz Roselaine. “Ela deve ser uma língua acessível para todos, garantindo a comunicação entre pessoas surdas e ouvintes”, explica. Realizado pela Secretaria de Educação do município, o curso é oferecido em Itapevi desde 2013. De então, já foram formados mais de 1,5 mil alunos – neste ano, o objetivo é formar 200 pessoas.

“Falar com as mãos é difícil, mas muito interessante. Estou muito contente com o aprendizado. Acho importante a Prefeitura pensar no ensino inclusivo”, afirma Márcia de Moraes Rufino da Cunha, 38, moradora do bairro Jardim Santa Rita e professora de educação infantil.

As aulas são realizadas durante a semana, das 19h às 21h. No curso básico (100 vagas), as aulas acontecem às segundas e sextas-feiras; no intermediário (50 vagas), às terças-feiras; para os alunos do avançado (50 vagas), acontecem às quintas-feiras. Os participantes se inscreveram para o curso ainda no final de fevereiro. 

Sobre a Libras

Instituída pela lei federal nº 10.436 de 2002, a Libras é a língua materna da comunidade surda no Brasil. Ela consiste em um sistema linguístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, que tem como origem a Língua Francesa de Sinais (LSF), e que é fundamental para a comunicação de pessoas surdas.

No Brasil, os estudos sobre a Libras foram iniciados em 1981. Desde então, a língua que utiliza as mãos para formar as palavras, vem se aperfeiçoando com a criação de novos sinais e com a readequação dos já conhecidos.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e estatísticas), mais de 12 milhões de brasileiros têm deficiência auditiva.

Câmara de Itapevi sedia encontro de bem-estar animal

A Câmara Municipal de Itapevi receberá o 1º Encontro Ambiental regional Humanitário em Bem-Estar Animal, no dia 28 de março, das 13h às 17h. O evento é gratuito e será ministrado pela especialista em educação ambiental Elizabeth Suzanne MacGregor.

A palestra é destinada a professores, ambientalistas, protetores dos animais e pessoas interessadas pelo tema, com o objetivo de ampliar o debate sobre o tema, além de formar multiplicadores que possam destacar a importância da preservação ambiental e o cuidado com os animais.

O evento é organizado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Defesa dos Animais e conta com o apoio da Escola do Parlamento Dr. Osmar de Souza. Os interessados podem se inscrever no site: www.camaraitapevi.sp.gov.br/escola .

Serviço:

1º Encontro Ambiental regional Humanitário em Bem-Estar Animal

Data: 28 de março

Hora: 13h às 17h

Local: Câmara Municipal de Itapevi, Rua Arnaldo Cordeiro das Neves, 80, Vila Nova Itapevi.

Mais informações: (11) 4141-4472 ramal 222