Barueri

HMB promove roda de conversa sobre alimentação saudável para bebês


Na quinta-feira (dia 10), o Hospital Municipal de Barueri (HMB) organizou um encontro entre mães e nutricionistas para explorar a importância da alimentação nos primeiros meses de vida.

A iniciativa da Unidade de Alimentação de Nutrição (UAN), que ocorrerá uma vez por mês, visa orientar as mães sobre como cada fase da alimentação da criança deve ser desenvolvida.  Dicas simples de como estimular o bebê para mamar, preparo adequado das primeiras papinhas e introdução de hábitos saudáveis foram alguns temas abordados.

É sempre válido lembrar que não existe leite fraco. Cada mãe produz o que o seu bebê necessita”, explica a nutricionista Gislene Passos, que ressalta que não há alimentos milagrosos para aumentar a produção do leite, como canjica e cerveja preta, que, inclusive, não é recomendada principalmente por conter álcool.

Diante da dificuldade de amamentação e da própria produção de leite, as nutricionistas reforçaram que é preciso ter paciência e que não existem regras para a maternidade. A relação mãe-filho depende da adaptação e do desenvolvimento de ambos.  “O que é comprovado é que a produção de leite é estimulada com ingestão de água. A mãe deve beber, no mínimo, dois litros de água por dia, sendo que o ideal é três ou até mesmo quatro litros, além de alimentos hídricos, como melancia e gelatina”, destaca a nutricionista Ana Paula Messias, que incentivou a possibilidade de doação para o Banco de Leite do HMB, quando houver leite sobressalente.

As mães também foram orientadas sobre a introdução alimentar, realizada após os seis meses, que precisa ser feita de modo lento e gradual, com frutas amassadas e papas salgadas – primeiramente na forma pastosa até chegar à consistência da alimentação original da família. É importante lembrar que as refeições precisam ser preparadas sem temperos industrializados, excesso de sal, pimenta e gordura.

No encerramento da atividade, para exemplificar e estimular a prática, as mães participaram de um lanche da tarde com opções saudáveis, como chá de ervas, suco natural e salada de frutas.

Importância da amamentação

Com base na orientação do Ministério da Saúde, nos seis primeiros meses, é importante praticar a amamentação exclusiva e de livre demanda, que significa ofertar o leite quantas vezes e em quanto tempo o bebê quiser. Neste período não há necessidade de nenhum tipo de complemento, nem mesmo água ou chás, pois o leite materno é um alimento completo. A recomendação é que o leite seja oferecido até os dois anos de idade, mesmo após a inserção de novos alimentos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), os principais benefícios da amamentação são:  proteção contra alergias e infecções, fortalecimento de anticorpos e auxílio no desenvolvimento dos ossos e músculos da face, que contribui para fala,  respiração e dentição da criança. 

O Ministério da Saúde disponibiliza uma cartilha desenvolvida especificamente para a alimentação adequada dos bebês: Dez passos para uma alimentação saudável de crianças menores de dois anos, que pode ser baixada em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/dez_passos_para_familia.pdf.

Bruno Gadiol faz show no Parque Municipal no domingo

O cantor, compositor e ator Bruno Gadiol se apresenta no próximo dia 20 de janeiro (domingo) no Parque Municipal Dom José, no primeiro Cultura no Parque de 2019, desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri. O show totalmente gratuito começa às 11h. 

Gadiol é morador de Barueri e tem no seu repertório canções românticas e sucessos de outros compositores da MPB. Ficou conhecido nacionalmente pela interpretação que deu ao personagem Guto em Malhação – Viva a Diferença, da TV Globo. Antes, havia sido semifinalista do talento show The Voice Brasil, também da Globo. 

O Cultura no Parque acontece todos os domingos pela manhã no Parque Municipal sempre trazendo uma atração nos mais diferentes estilos musicais. 

Serviço 

Show Bruno Gadiol 

Local: Parque Municipal Dom José, rua Ângela Mirella, 500, Vila Porto 

Dia 20/01, às 11h 

Entrada franca 

Barueri mantém uma das menores taxas de mortalidade infantil

Das cidades paulistas com mais de 200 mil habitantes, Barueri está entre as cinco com a menor taxa de mortalidade infantil. O município detém o índice de 8,0 a cada mil nascidos vivos, ocupando o 5º lugar no ranking. Para se ter uma ideia, o Estado de São Paulo, que está entre os três com a menor taxa de mortalidade infantil, possui um índice de 10,7.

Os dados são de 2017, divulgados no final de 2018 pela Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados). De acordo com o levantamento, Barueri, que possui uma população estimada em 257.525 habitantes, no ano de 2017 registrou 45 óbitos infantis dentre 5.602 nascimentos. Esses números vêm melhorando desde 2016, quando o índice foi de 8,1.

Ações integradas

O ótimo resultado não é obra do acaso. Desde 2001 Barueri mantém um programa de redução da mortalidade infantil por meio de ações como atenção integral à saúde materno-infantil, monitoramento dos indicadores de saúde da criança, manutenção do Comitê de Prevenção à Mortalidade Infantil e Materna, incentivo ao aleitamento materno, garantia da cobertura vacinal adequada e o estímulo ao pré-natal, incluindo também o pré-natal de alto risco.

A diretora da Saúde da Criança na Atenção Básica de Barueri, Vera Freire Gonçalves, corrobora essa afirmativa. “O que é marcante nesse índice que alcançamos é o fato dele refletir os cuidados desde a gestação até o parto. Lembrando que esse pré-natal engloba baixo risco e alto risco e mostra a qualidade da saúde de Barueri, que garante uma atenção integral à gestante e à criança”, diz a médica pediatra.

Os indicadores só não são ainda melhores porque somos referência para alta complexidade e alto risco na obstetrícia, o que nos leva a receber muitos recém-nascidos prematuros e com más-formações, maiores incidências na taxa de mortalidade infantil”, ressalta o secretário de Saúde Jorge Salomão.

Na cidade, a maior incidência está relacionada à mortalidade infantil neonatal precoce, que compreende de zero a seis dias de vida, causada geralmente por prematuridade, infecções congênitas, más-formações e doenças respiratórias próprias do período perinatal.

O secretário garante: a equipe de saúde não mede esforços para diminuir ainda mais as ocorrências. Para tanto, o pré-natal segue as normas do Programa de Humanização do Parto do Ministério da Saúde, é realizada busca ativa das gestantes no município para um acompanhamento correto, há oferta de pré-natal especializado para pacientes com HIV e também alto risco materno e fetal, visita domiciliar a crianças que passaram no Pronto-Socorro Infantil de Barueri, realização de exames especializados, uma equipe obstétrica treinada para o acompanhamento dos partos, bem como do binômio materno-fetal, dentre outras ações de atenção à mãe e ao bebê.

HMB recomenda atenção redobrada com os olhos durante o verão

Usar bonés, chapéus e óculos escuros são medidas simples e eficazes

É comum nesta época do ano optar por roupas mais leves, abusar do filtro solar e até mesmo evitar a exposição direta nos horários de pico do sol. Mas, além de cuidar da pele você também lembra de proteger os olhos? Pensando nisso, o Hospital Municipal de Barueri (HMB) dá dicas para manter a saúde ocular nos dias mais quentes. 

Nesta estação, a busca pela refrescância é marcada principalmente pelo uso de piscinas e praias, só que até este tipo de diversão exige cuidados para os olhos. “A principal alteração ocular no verão é o olho seco, que acontece pela evaporação da lágrima, causada pelo calor excessivo e também pelos banhos de mar e piscina, que podem ressecar a superfície do olho”, esclarece Heloísa Nascimento, coordenadora de oftalmologia do HMB, que sugere usar colírios lubrificantes, com prescrição médica, para hidratação.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SOB), existem algumas medidas fundamentais para manter os olhos saudáveis: lavar as mãos com frequência e não levá-las aos olhos; nunca coçar ou esfregar os olhos; manter os cílios e as pálpebras limpas; não compartilhar produtos de maquiagem; não dormir sem remover toda a maquiagem com produtos adequados; usar óculos de sol que cubram a região ao redor dos olhos; proteger-se do sol com chapéus e bonés; e higienizar bem e guardar corretamente as lentes em soluções adequadas.

Pessoas que usam lentes de contato precisam de mais cuidados ainda, já que há risco de contaminação por conta da manipulação direta nos olhos. “Nunca se deve usar lente em piscina ou é preciso optar por lentes de descarte diário em função das infecções relacionadas à água sem tratamento”, explica a oftalmologista, que alerta para o risco de ceratite por acanthamoeba, uma inflamação causada por protozoário proveniente da água que pode se alocar em lentes de contato.

Proteção além da estética

A SBO alerta para algumas precauções antes de comprar óculos escuros, como, por exemplo, atestar que as lentes contenham filtro solar e certificação do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), bem como uniformidade de reflexos, além de comprar em um lugar que ofereça garantia e assistência. Vale ressaltar a importância desse tipo de cuidado, pois a exposição ao sol pode causar o aparecimento precoce da catarata, degeneração macular relacionada à idade, doença que pode levar a cegueira, e pterígio, o espessamento da membrana que cobre o globo ocular.

Se mesmo com todos os cuidados surgir alguma irritação ou incômodo, é preciso procurar um especialista e, sobretudo, não se automedicar. “É importante estar atento a três sintomas principalmente: dor, piora da visão ou vermelhidão. Qualquer um desses sinais pode ser indício de que o olho não está saudável e por isso é fundamental passar com um oftalmologista”, destaca Heloísa.

Barueri abre mais de 5 mil vagas gratuitas para Oficinas de Artes

 

Por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, a Prefeitura de Barueri abre, neste início de ano, 5.007 vagas gratuitas em suas Oficinas de Artes para os moradores da cidade. Ao todo são 27 cursos nas áreas de artes plásticas, circo, dança, música e teatro. As inscrições começam no dia 14 de janeiro (segunda-feira) e vão até 15 de fevereiro ou até atingir o limite de vagas em cada modalidade.

Os cursos na área de música são Violão Popular, Violão Clássico, Canto Coral, Cavaquinho, Trompete, Trombone, Banda Musical, Musicalização Infantil e Piano. Na dança há Baby Ballet, Ballet Clássico, Ballet Adulto, Jazz Dance, Danças Brasileiras, Dança Contemporânea, Dança de Salão, Street Dance e Zumba Fitness.

Além dos cursos de Xadrez e de Circo, há Teatro e Teatro Baby nas artes cênicas, e Artes / Reciclagem, Desenho e Pintura, Mangá e Caricatura, Pintura em Tela e Tricô, Crochê e Tear nas artes plásticas.

O secretário de Cultura e Turismo, Jean Gaspar, ressalta que a arte, neste século do conhecimento, surge como fel aliada da formação integral do cidadão. “O aprendizado da dança, música, teatro e artes plásticas tem como objetivo complementar a educação dos nossos munícipes. Os cursos promovem acesso à arte e inclusão social”, afirma.

Documentos

Para se inscrever é necessário, além de apresentar os originais, disponibilizar cópias do RG, CPF e comprovante de residência em Barueri, além de uma foto 3×4. Os cursos que exigem esforço físico, como as oficinas de dança, circo e teatro, necessitam de atestado médico. A inscrição de menores de 18 anos deve ser feita na presença do responsável legal.

Pontos de inscrição

Os locais de inscrição são: Secretaria de Cultura e Turismo (av. 26 de Março, 173, Centro); Ganha Tempo (av. Henriqueta Mendes Guerra, 550, Centro); Casa das Oficinas (r. Ministro Raphael de Barros Monteiro, Jardim dos Camargos); e Centro Comunitário Jaraguá-Mirim (r. Otacílio Alves Martins, 514, Parque Imperial)

 As inscrições também podem ser feitas nas Bibliotecas: Cora Coralina (r. Glória, 630, Parque dos Camargos); Salomão Cruz (av. Cachoeira, 74, Vila Pindorama); Luiz Fernandes (r. Paraná, 240, Nova Aldeinha); Max Zendron (r. Rio Grande do Sul, 234, Vila Boa Vista); Bendito Franco (av. Itu, 300, Jardim Paulista); João Galdino (r. Luiza Barbosa Silveira Bueno, 46, Jardim Silveira); e Jair Honório (estr. dos Pinheiros, 185, Parque Viana).

Contato

Para mais informações, o telefone da Casa das Oficinas é 4198-0972.

Espetáculos de Fim de Ano são sucesso de público em Barueri

Um sucesso de público e recorde de apresentações. Assim podem ser definidos os resultados das mostras de artes dos alunos dos Núcleos de Música e de Dança e das Oficinas Culturais da Secretaria de Cultura e Turismo, no Centro de Eventos de Barueri.

Os Espetáculos de Fim de Ano reuniram um público que chegou a 8 mil pessoas em mais de 40 apresentações de dança, teatro, música, artes visuais e outras modalidades, entre os dias 10 de novembro e 16 de dezembro.

As mostras são oportunidades para os familiares, amigos e o público conferirem o resultado de estudos, práticas e ensaios que ocorreram durante as aulas no ano.

Para o secretário de Cultura e Turismo, Jean Gaspar, as apresentações são o ponto alto do trabalho realizado com os alunos e professores, mostrando na prática o conceito geral adotado na formação dos jovens: “a educação pela arte”. “Alunos e professores estão de parabéns por completarem mais um ciclo, levando aos familiares e ao público os valores artísticos e cidadãos aprendidos nas aulas e nos ensaios. Estou certo de que estamos todos contribuindo para alimentar um círculo cultural virtuoso em nossa cidade”, afirmou Jean.

Neste ano o tema trabalhado pelos alunos para a produção dos espetáculos foi o aniversário de 60 anos da Bossa Nova, movimento da música popular brasileira que conquistou o Brasil e o mundo. Assim, todas as apresentações usaram algum elemento da Bossa Nova como inspiração para a montagem dos espetáculos.

Crianças internadas no HMB recebem visita do Papai Noel

Mesmo com a agenda cheia nesta época do ano, uma semana antes do Natal, o Papai Noel conseguiu passar pelo Hospital Municipal de Barueri (HMB), para visitar os pacientes.

Na quarta-feira (19/12), Afonso Machado, diretor técnico do Hospital Geral de Guarulhos (HGG), trocou as roupas de trabalho pelo uniforme completo: conjunto de veludo vermelho e barrado branco, cinto, botas pretas, gorro e claro, o sino, seu companheiro desde 2008, quando se vestiu assim pela primeira vez. “É muito gratificante participar desta ação porque mexe com o sentimento de todos”, explica o diretor, que lembra com carinho de uma funcionária que chorou ao vê-lo desfilando pelo hospital e comentou que nunca tinha visto um Papai Noel de verdade.

Já na quinta-feira (20/12), Miguel Palumbo, que se veste de Papai Noel há 35 anos, repetiu a trabalho voluntário feito em 2017 no HMB, e fez a alegria da garotada pelos corredores da unidade. Além de entregar doces, também adquiriu presentes para dar para as crianças. “Eu gosto de fazer este trabalho pela satisfação e também como uma forma de agradecer pelo ano que tivemos, por tudo que ganhamos”, comenta Palumbo, que começou este trabalho nos hospitais, após passar por um procedimento cirúrgico no Hospital Geral de Pirajussara.

Tem gente que corre para perto, outros já chegam fazendo pose para foto, alguns se esticam para ver melhor e tem as pessoas que cantam música natalina, mas o objetivo é o mesmo: ver o Papai Noel. E não há idade para esta disputa: desde os pequeninhos até os idosos querem receber um abraço do bom velhinho. “Alguns olham de lado, meio sem graça, mas, no final, todo mundo sorri”, comenta o diretor, que deixa a barba crescer desde setembro para participar do Natal.

Entenda mais sobre Humanização:

A atividade faz parte dos eventos organizados pela Comissão de Humanização, composta por diversas áreas da unidade, com intenção de proporcionar tornar o ambiente hospitalar mais acolhedor e mostrar que pode existir alegria mesmo nos lugares mais inusitados. “O objetivo desta ação de Natal, por exemplo, é amenizar o sofrimento das crianças, dos familiares e também dos colaboradores que passarão a data comemorativa internadas e fora do convívio familiar”, esclarece Patrícia Netzer, psicóloga da Humanização, que ressalta a importância do setor para proporcionar momentos de bem-estar e descontração.

HMB promove 1ª Semana de Qualidade e Segurança do Paciente

Entre os dias 4 e 7 de dezembro, o Hospital Municipal de Barueri (HMB) realizou a 1ª Semana de Qualidade e Segurança do Paciente para abordar as Práticas de Segurança Organizacional (PSOs).  

O objetivo da programação foi alertar todos os setores do hospital sobre os cuidados com as circunstâncias de risco e principalmente sobre importância de notificar incidentes com agilidade. A notificação e a classificação do caso são fundamentais para viabilizar as providências e contornar possíveis danos. Todas as medidas visam o comprometimento e a preocupação da unidade em relação a qualidade e a segurança do atendimento, além de buscar o constante aperfeiçoamento do serviço prestado. 

 De forma simples e direta, as práticas de segurança são atitudes que diminuem as possibilidades de erro e aumentam as chances de acerto. E todos os colaboradores da unidade podem ajudar com atitudes simples e decisivas como, por exemplo, trabalhar como um time, encarar as dificuldades como possibilidade de aprendizado, realizar as tarefas conforme as boas práticas descritas pelos manuais, escutar de forma atenta qualquer preocupação sobre segurança e notificar o incidente quando perceber um risco significativo para segurança do paciente. 

 A abordagem foi feita com base nas Seis Metas Internacionais de Segurança do Paciente da Aliança Mundial para a Segurança do Paciente, criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e que abrangem as PSOs: identificar os pacientes corretamente, melhorar a efetividade da Comunicação entre os profissionais de saúde, melhorar a segurança no uso de medicamentos de alta vigilância, assegurar cirurgias com local de intervenção correto, procedimento correto e paciente correto, reduzir os riscos de infecções associadas à higiene das mãos e reduzir os riscos de lesões ao paciente decorrente de quedas. 

SADS abre inscrições para cursos de geração de renda

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS) tem boas notícias para quem tem entre 18 e 65 anos e quer mudar de profissão ou se qualificar no ramo escolhido. A partir de segunda-feira (dia 17) estarão abertas as inscrições para diversos cursos.

Na área da estética e beleza, serão oferecidas vagas para: cabelereiro feminino (beleza afro), cabelereiro masculino (barbearia), maquiagem profissional, design de sobrancelha, manicure e pedicure (unha em gel), estética corporal e estética facial.

Para quem se interessa por trabalhos manuais, serão oferecidos cursos de: boneca em tecido, scrapbook, bijuteria e patchwork.

Já para quem tem ou quer desenvolver as habilidades culinárias, serão oferecidos cursos de páscoa vintage, forno e fogão (regionalidades), confeitaria contemporânea e retrô e panificação especializada.

Estará disponível também um curso intitulado “Formação de garçom e como encantar o cliente na arte de bem servir”.

Quem tiver interesse deve comparecer à sede da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, apresentar um documento com foto e um comprovante de endereço em Barueri. As vagas são limitadas e só será permitido aos participantes fazer um curso por vez.

As aulas terão início em fevereiro de 2019 e os cursos têm duração entre 16 e 96 horas / aula.

Serviço

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS) fica na av. 26 de Março, 1.159, Jardim São Pedro. As inscrições ocorrem de segunda a sexta-feira (vagas limitadas), no 1° andar (recepção do Departamento de Gestão de Projetos) das 8h às 16h30.

Com pouco mais de 1 ano de VRE, Barueri já é referência na utilização do sistema no Estado

Em setembro de 2017 aconteceu a implantação do VRE (Via Rápida Empresa) em Barueri – programa, do governo do Estado em parceria com as prefeituras, que desburocratiza a abertura de novas empresas. Pouco mais de um ano depois da chegada do sistema na cidade por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Trabalho (SICT), Barueri já é referência em sua utilização em São Paulo.

 

De fato, os números comprovam que o VRE contribuiu para que, ao contrário do quadro nacional, o município registrasse crescimento. O número de Microempreendedores Individuais (MEIs), que impulsionou tal progresso, foi de 22% no último ano, além da geração de empregos formais, que aumentou 1%.

 

De setembro de 2017 a setembro de 2018 foram efetuados pelo VRE Barueri 15.087 processos de licenciamento e 21.403 processos de viabilidade. Para se ter uma ideia da evolução desses números, em setembro do ano passado o município recebeu um total de 208 solicitações. Após a chegada do VRE, o número imediatamente quintuplicou, passando para 1.094 solicitações já no mês seguinte. Em janeiro de 2018, essa demanda alcançou um pico de 2.145 e tem se mantido alta desde então. Até o último levantamento, o município contava com 29.593 empresas regularizadas.

 

“Implantar o VRE em Barueri foi mais um dos passos acertados dessa administração, e os números estão aí para provar. Desburocratizamos a abertura de empresas, o que acaba impulsionando também a geração de emprego e renda na nossa cidade. E como se não bastasse, nos adaptamos tão bem ao programa, que com apenas um ano de funcionamento já somos referência no uso da ferramenta, ou seja, em Barueri não se mede esforços para gerar prosperidade”, afirma o secretário de Indústria, Comércio e Trabalho, Joaldo Macedo Rodrigues – o Magoo.

 

A administradora do posto da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo) em Barueri, Cristiane Ayres, corrobora as afirmações. “Nossos resultados foram positivos, trazendo agilidade no processo de regularização empresarial como um todo e maior visibilidade do que as empresas estão fazendo no município. O que antes era informado à Prefeitura somente após a alteração ou constituição ser registrada pela Jucesp, agora, com o VRE, já é informado à Prefeitura desde a presunção da empresa, com o processo de viabilidade”, esclarece.

 

Para Cristiane, o programa trouxe tanta rapidez e agilidade ao processo de abertura e alteração de empresas que até o atendimento presencial caiu drasticamente, já que agora o interessado realiza suas solicitações on-line. “Com certeza o atendimento presencial caiu, pois os contribuintes só recorrem ao atendimento presencial em caso de problemas que não conseguem sanar pelo sistema”, afirma.

 

O tempo para obter o licenciamento também caiu consideravelmente na cidade. A média de Barueri é de apenas dois dias, sendo que 99,78% dos pedidos saem no máximo em até quinze dias. Para licenciamento municipal de alto risco o processo também ficou mais ágil: sai em até 15 dias para 93,46% das solicitações.