Barueri

Cepad promove adoção de 61 pets em outubro

A unidade 1 do Centro de Proteção de Animais Domésticos (Cepad), administrado pela Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri, promoveu no mês de outubro a adoção de 61 pets. Dentre os bichos adotados foram 28 caninos machos, 20 caninos fêmeas, seis felinos machos e sete felinos fêmeas. Mesmo com essa quantidade expressiva, ainda sim é necessário um aumento no número de adoções de animais domésticos.

Os animais disponíveis para adoção apresentam o número de microchip, além de serem vacinados, vermifugados e castrados. A ação tem por objetivo estabelecer a guarda responsável dos bichos por meio dos novos tutores.

A adoção compreende assumir algumas responsabilidades como cuidados médicos e sanitários (vacinação, avaliação veterinária e higienização), ter espaço suficiente para abrigo e circulação, limpeza do local (recolhimento de fezes e limpeza do quintal para remoção de urina), alimentação adequada (ração ou dieta prescrita pelo médico veterinário) e disponibilidade de tempo para passeios, além de muito amor e carinho, pois estes pets, tendo em vista seu histórico de abandono, precisam de muito acolhimento.

A adoção, acima de tudo, é um ato de amor, de responsabilidade e de respeito a estes seres que precisam de todo o cuidado e se tornam parte da família. O abandono e os maus–tratos de animais estão previstos como infrações na lei municipal 2.588, de 18 de dezembro de 2017. Esse instrumento legal traz segurança e respeito aos bichos que são de forma direta e indireta responsabilidade de seus donos.

Quando encontrados circulando por vias públicas desordenadamente, os riscos para saúde, tanto destes animais quanto do ser humano, são grandes. A transmissão de doenças é um dos fatores, pois não há registro de vacinação, além do risco de sofrerem atropelamentos e maus-tratos e da proliferação descontrolada, trazendo muitos prejuízos principalmente para a administração pública municipal.

Barueri vem fazendo a sua parte através do RGA, controle dos animais por meio de microchipagem, criação de duas unidades do Cepad, atendimento veterinário aos pets de munícipes e a animais que estão em situação de vulnerabilidade (em condição de risco), campanhas de castração de bichos em condição de risco (de rua) e dos domésticos, adoções e eventos, como o Dia Animal, que mostram a importância destes pets. E o trabalho não para por aí, está em fase de implantação o chamado Resgate Animal.

Endereço

O Cepad 1 está localizado na rua Vera Cruz, 340, no Jardim dos Altos, em Barueri. Funciona todos os dias, inclusive aos finais de semana e feriados, das 9 às 16h. Aos interessados em adotar um pet, não é necessário ser morador de Barueri e precisa apresentar CPF, RG e comprovante de residência. O telefone é 4198-0819.

HMB recebe certificação do Programa Nacional de Qualidade em Mamografia

No mês de combate ao câncer de mama, popularmente conhecido como Outubro Rosa, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran foi aprovado e certificado pelo Programa Nacional de Qualidade em Mamografia (PNQM), do Instituto Nacional de Câncer (Inca) em função dos exames oferecidos às pacientes. A mamografia, indicada para mulheres com mais de 40 anos, é o exame radiológico capaz de detectar a presença do câncer de mama antes mesmo de se tornar palpável.  

O primeiro passo para alcançar o certificado foi a realização do curso de atualização em mamografia, oferecido pelo Inca, para as seis colaboradoras do setor de radiologia que atuam na modalidade. Depois foi necessário inscrever todos os profissionais que realizam o exame, além de cadastrar todos equipamentos e elementos utilizados. Para concluir a análise, o Inca avalia os materiais, as doses de radiação recebidas pela paciente e os laudos dos exames.  

 

Após todas essas etapas, o HMB obteve o certificado, com validade de três anos, que atesta que os exames realizados na unidade possuem qualidade aprovada pelo Inca e também pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). “Essa é uma grande conquista para o nosso setor porque é a garantia de que nosso trabalho é feito com excelência. A mamografia faz real diferença no diagnóstico do câncer de mama e auxilia no tratamento adequado para as nossas pacientes”, comenta Saner Souza, supervisor técnico de radiologia da unidade. 

Só neste ano, entre janeiro e setembro, o Hospital realizou mais de 11.600 mamografias, o que representa uma média mensal de 1.291 exames. Para celebrar o mês de combate ao câncer de mama, entre outubro e novembro, o atendimento foi estendido de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h40, para segunda-feira a sábado, entre 8h e 19h. Com essa ampliação, a capacidade de atendimento alcançou a oferta de 3 mil mamografias em outubro e 2.500 em novembro, ou seja, mais do que o dobro do que é realizado mensalmente. 

Saiba mais sobre o Programa:  

O Programa de Qualidade em Mamografia teve início em 2007 com um projeto-piloto desenvolvido pelo Inca em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). Ao final do projeto foi identificada a necessidade de expandir as atividades em todo o país, e assim, em 2012, foi instituído o Programa Nacional de Qualidade em Mamografia.  

Dentre as suas principais práticas, merece destaque as ações com finalidade de aprimorar a qualidade das mamografias e a elaboração de instrumentos de garantia da imagem, do diagnóstico e da dose de radiação.

Novo tomógrafo da Policlínica do Engenho emite menos radiação e é mais ágil

Aliz Lambiazzi

A medicina diagnóstica está avançando a passos largos e Barueri não fica atrás, já que tem trazido o que há de mais moderno e avançado para a saúde da cidade. A novidade agora é o tomógrafo de última geração que acaba de chegar na Policlínica da Cruz Preta / Engenho Novo e já está em funcionamento desde segunda-feira (28 de outubro).  

A unidade já dispunha de um tomógrafo digital, mas troca trouxe diversos benefícios, conforme explica a diretora administrativa da Policlínica, Patrícia Lisboa Machado. Ela conta que o equipamento emite menor taxa de radiação, trazendo ainda mais segurança ao paciente. Além disso, há várias outras vantagens.  

“A qualidade da imagem dos exames é significativamente maior em relação aos tomógrafos atuais, muito mais moderna, o que proporciona um diagnóstico mais preciso, com imagens de alta definição. Esse equipamento possibilita ainda a realização de angiotomografia com reconstrução 3D”, detalha Patrícia. 

A velocidade e a economia de recursos também são destacadas pelo presidente da administradora da Policlínica, Gilson de Oliveira. “Além de toda melhoria no processo de atualização tecnológica, o novo equipamento possui uma maior velocidade no resultado dos exames e redução no consumo de energia: cerca de 25% a menos de gasto comparado à máquina anterior. O equipamento possui vantagens que buscam a sustentabilidade do planeta”, diz.  

A tecnologia foi trazida com o objetivo de otimizar ainda mais os atendimentos e proporcionar maior conforto aos pacientes. Por mês, a Policlínica realiza 500 exames de tomografia. A troca dos aparelhos aconteceu em apenas quatro dias. 

HMB recebe certificação do Programa Nacional de Qualidade em Mamografia

Foto: Janaina Barbedo 

No mês de combate ao câncer de mama, popularmente conhecido como Outubro Rosa, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran,  unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, foi aprovado e certificado pelo Programa Nacional de Qualidade em Mamografia (PNQM), do Instituto Nacional de Câncer (INCA) em função dos exames oferecidos às pacientes. A mamografia, indicada para mulheres com mais de 40 anos, é o exame radiológico capaz de detectar a presença do câncer de mama, antes mesmo de se tornar palpável. 

 O primeiro passo para alcançar o certificado foi a realização do curso de atualização em mamografia, oferecido pelo INCA, para as seis colaboradoras do setor de radiologia, que atuam na modalidade. Depois, foi necessário inscrever todos os os profissionais que realizam o exame, além de cadastrar todos equipamentos e elementos utilizados. Para concluir a análise, o INCA avalia os materiais, as doses de radiação recebidas pela paciente e os laudos dos exames. 

Após todos essas etapas, o HMB obteve o certificado, com validade de três anos, que atesta que os exames realizados na unidade possuem qualidade aprovada pelo INCA e também pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). “Essa é uma grande conquista para o nosso setor porque é a garantia de que nosso trabalho é feito com excelência. A mamografia faz real diferença no diagnóstico do câncer de mama e auxilia no tratamento adequado para as nossas pacientes”, comenta Saner Souza, supervisor técnico de radiologia da unidade. 

Só neste ano, entre janeiro e setembro, o hospital realizou mais de 11.600 mamografias, o que representa uma média mensal de 1.291 exames. Para celebrar o mês de combate ao câncer de mama, entre outubro e novembro, o atendimento foi estendido de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h40, para segunda-feira a sábado, entre 8h e 19h. Com essa ampliação, a capacidade de atendimento alcançou a oferta de 3.000 mamografias em outubro e 2.500 em novembro, ou seja, mais do que o dobro do que é realizado mensalmente. 

Saiba mais sobre o Programa: 

O Programa de Qualidade em Mamografia teve início, em 2007, com um projeto-piloto, desenvolvido pelo INCA em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). Ao final do projeto, foi identificada a necessidade de expandir as atividades em todo o país, e assim, em 2012, foi instituído o Programa Nacional de Qualidade em Mamografia. 

Dentre as suas principais práticas, merece destaque as ações com finalidade de aprimorar a qualidade das mamografias e a elaboração de instrumentos de garantia da imagem, do diagnóstico e da dose de radiação. 

Texto: Janaina Barbedo

 

Densitometria óssea já está em funcionamento no Centro de Diagnósticos de Barueri

Foto: Aliz Lambiazzi / Secom

O Núcleo de Saúde da Mulher do Centro de Diagnósticos de Barueri acaba de receber mais um importante equipamento médico: o aparelho de densitometria óssea. Novo e dotado da mais alta tecnologia, o equipamento é o recurso mais aprimorado para se medir a densidade mineral óssea, que diagnostica doenças que acometem os ossos, como osteopenia e osteoporose.  

A tecnologia entrou em funcionamento na segunda-feira (dia 7) e já atendeu uma agenda completa. O aparelho tem capacidade para realizar 48 atendimentos por dia e funcionará de segunda a sábado das 7 às 19h. Mais rápido, eficiente e com uma resolução de imagem de alta qualidade, faz a leitura em apenas 15 minutos. A imagem, totalmente digitalizada, vai para a equipe médica responsável pelos laudos que libera os resultados em apenas três dias úteis. 

As imagens geradas durante o exame ficam armazenadas no servidor do Centro de Diagnósticos e são disponibilizadas no prontuário eletrônico da paciente. “Inclusive, quando essas pacientes voltarem, a máquina já vai fazer a comparação dos exames novos com os feitos anteriormente”, esclarece a tecnóloga em radiologia responsável pela densitometria, Jane Alne de Oliveira. 

A profissional também destaca a qualidade das imagens: “a resolução da imagem é excelente! Para o médico já saem todos os dados da paciente, como a densidade óssea, a massa corpórea, e as imagens são muito claras e objetivas”. De acordo com Jane, a demanda para esse tipo de exame é bem alta, já que se trata de uma análise de rotina, geralmente solicitada pelo ginecologista a mulheres a partir dos 40 anos. 

Para o engenheiro clínico do Centro de Diagnósticos, Alex Gomes, que atua há 20 anos nessa área, dentre os quais 12 anos em instituições privadas de saúde bastante respeitadas, a infraestrutura encontrada no equipamento é inédita em órgãos públicos. 

“É uma estrutura bem equipada, um lugar com amplas salas e bem projetadas, tem equipamentos de ponta, de última geração. Comparando com a minha experiência em outros lugares, dentro de um espaço como esse, a gente tem uma sensação de iniciativa privada, de um hospital de ponta. Todos os detalhes são bem projetados dando uma sensação de conforto e acolhimento para a população”, diz Alex. 

O Centro de Diagnósticos Maria Mariano Meneghin atende a toda a rede de saúde de Barueri. Os exames são agendados via Central de Regulação, que recebe os pedidos médicos das unidades e destina conforme a necessidade.

Cras do Silveira já tem mais de 40% das obras concluídas

Foto: Lourivaldo Fio / Secom 

Em execução pela Prefeitura de Barueri, na avenida Presidente Kennedy, o Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do Jardim Silveira já atingiu 43,28% de obras concluídas. O prazo previsto para término é o início de 2020. 

O terreno soma 1.600 metros quadrados e o projeto prevê 362,55 metros quadrados de área construídaA obra está em fase de acabamento com implantação de piso. 

A nova unidade terá ambientes similares ao Cras do Jardim Paulista, entregue em abril de 2018, ou seja, recepção, cadastramento, duas salas de atendimento, duas salas de uso coletivo, administração e coordenação. 

Os Cras de Barueri são administrados pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS), que já é responsável pelos órgãos existentes no Jardim Belval (rua Casemiro de Abreu, 329), Engenho Novo (avenida Capitão Francisco César, 1.488), Parque Imperial (rua Padre Cícero Romão Batista, 136), Jardim Silveira (avenida Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão, 1.110)Jardim Mutinga (rua Nova Aurora, 549) e Jardim Paulista (avenida Marginal Direita, 1.054). 

O que é o Cras? 

Cras é o lugar que possibilita o primeiro acesso aos direitos socioassistenciais e, portanto, à proteção social. É a porta de entrada de usuários para a política de assistência social. O principal serviço ofertado é o PAIF (Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família), que presta acompanhamento a famílias beneficiárias de programas de transferência de renda. 

Alunos surdos fazem provas com auxílio de vídeos em libras

Com o objetivo de integrar cada vez mais os estudantes surdos de Barueri, pela primeira vez estão sendo realizadas avaliações por intermédio de vídeos em libras. 

Com cerca de 70 estudantes surdos em toda rede pública de Barueri, a Secretaria de Educação, por intermédio do Departamento AEE – Atendimento Educacional Especializado, segue implementando ações para melhorar as condições de aprendizagem de crianças, adolescentes e jovens. 

Na semana passada os estudantes faziam as provas bimestrais e a novidade é que Emef Raposo Tavares, que abriga o polo de surdez, efetuou as avaliações por intermédio de vídeos em libras, com recursos dos chromebooks. 

Para Cleuza Araújo, intérprete de libras e integrante do AEE, a ideia é estimular a autonomia da criança na linguagem dos sinais, que é a primeira língua do surdo. “Vamos aprimorando essa ideia na medida em que os estudantes possam nos sinalizar sobre as facilidades e dificuldades. 

Sandra Cristina Moura, professora do Apoio Pedagógico, conta que a equipe se empenhou muito para que esta ideia fosse concretizada. “Por ser um projeto piloto, unimos todas as forças para levar este importante recurso aos estudantes”, declarou. 

Heliel Ferreira dos Santos, coordenador da Emef Raposo Tavares, acredita que este é o formato adequado para avaliação dos estudantes surdos. “Eles estão efetuando a prova por intermédio dos chromebooks e respondendo as questões na língua dos sinais. É uma excelente iniciativa”, comentou.

HMB realizará 5.500 mamografias em comemoração ao Outubro Rosa

Para celebrar o mês de conscientização sobre o câncer de mama, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB) ampliou o horário de atendimento para mamografia durante os próximos dois meses. No período, o exame poderá ser realizado de segunda-feira a sábado, entre 8h e 19h, conforme agendamento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Normalmente, o atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h40. Com a ampliação, a estimativa é que sejam realizadas 3.000 mamografias em outubro (mais do que o dobro do que é realizado mensalmente) e 2.500 em novembro. 

De janeiro a agosto deste ano o HMB já realizou 10.135 mamografias, que é o exame radiológico capaz de detectar a presença do câncer de mama, antes mesmo de se tornar palpável. O procedimento, considerado não invasivo, é indicado para mulheres com mais de 40 anos e tem duração média de dez minutos. “A mamografia é um exame para avaliar se existe alguma alteração na mama, detectar lesões e rastrear doenças”, explica Rachel Ribeiro, oncologista do hospital, que ressalta a importância de fazer esse exame rotineiramente para tratar qualquer enfermidade o mais rápido possível.  

Além do cuidado físico, o HMB também considera importante oferecer informação segura e correta para a população, por isso promoverá palestras para pacientes e colaboradores sobre os cuidados com a saúde da mulher. Já nesta terça-feira (8/10), Vânia Zito, médica e coordenadora do setor de qualidade, abordará o tema “A incrível arte de viver”, às 10h no espaço de eventos do Hospital, localizado no piso intermediário. Nesse mesmo local, no dia 22/10, às 14h, a empreendedora social Silvana Sanguinete falará sobre “Propósito de vida mais repaginado”. Os eventos são abertos ao público e não há necessidade de fazer inscrição para participar.  

Sinais 

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é uma doença resultante da multiplicação de células anormais, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos. Esse tipo de câncer é o mais comum nas mulheres, depois do câncer de pele, e é considerado também o que mais causa morte por câncer na população feminina.  

Diante de dados alarmantes, as melhores formas de cuidado são: manter o peso corporal adequado, praticar atividade física, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, fazer exames com regularidade e principalmente estar atento ao próprio corpo. “Olhar para nós mesmos é sempre muito importante porque o corpo mostra alterações. Prestando atenção dá pra perceber as mudanças e procurar atendimento”, alerta Rachel, que pontua o endurecimento das mamas, mudanças na coloração da pele, saída espontânea de líquido do mamilo, mudança no formato do mamilo e nódulo no pescoço ou axilas como sinais de alerta.

Semáforo sonoro garante mais autonomia para pessoa com deficiência visual de Barueri

Barueri avança mais uma vez em busca por mais qualidade de vida para as pessoas com deficiência da cidade e instala o primeiro semáforo sonoro do município. O dispositivo já está em pleno funcionamento, garantindo mais acessibilidade. 

Instalado em frente à SDPD (Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Barueri), situada na rua Vereador Isaías Pereira Souto, 175, Jardim Belvalo novo semáforo sonoro auxilia a pessoa com deficiência visual a transitar na faixa de pedestre com mais segurança. 

Trata-se de um dispositivo eletrônico com sinal sonoro que alerta o momento em que se pode fazer a travessia. O equipamento possui ainda identificação em braile. 

O dispositivo dispara um “bip” mais pausado que representa o sinal verde para o pedestre. Já o disparo mais rápido sinaliza que o tempo de travessia está terminando. O silêncio no semáforo identifica que o transeunte deve aguardar para atravessar a rua 

Para o secretário da SDPD, Carlos Roberto da Silva, o novo recurso tecnológico vai ao encontro do projeto de cidade inteligente. “Isso facilita a vida da pessoa com deficiência visual, que enfrentava uma dificuldade ao atravessar a via. Isso trouxe mais mobilidade e autonomia. Barueri está utilizando a tecnologia para tornar a cidade cada vez mais acessível”, afirma. 

Femupo classifica 30 canções e terá encerramento com Nando Reis

Criado em 1977, o Femupo – Festival de Música Popular Brasileira de Barueri virou tradição nacional, compositores e cantores de norte a sul do país participam anualmente do Festival. As apresentações das 30 músicas classificadas e premiações acontecerão entre os dias 25 e 27 de outubro, no Parque Municipal Dom José. No encerramento, o Femupo terá um grande show com o cantor e compositor Nando Reis.

Nesta edição, a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, organizadora do evento, recebeu 331 músicas. A equipe técnica da pasta já selecionou 30 canções, sendo 20 na categoria “Livre” e 10 na categoria “Prata da Casa” (de autores residentes de Barueri).

O Femupo amplia cada vez mais o número de participantes de Estados diferentes, como Amapá, Amazonas, Bahia, Pará, Sergipe, Maranhão, Santa Catarina, além de várias cidades de São Paulo e de Minas Gerais.

No final, serão premiadas cinco músicas na categoria “Prata da Casa” e outras cinco na categoria “Livre”. O melhor intérprete também receberá um prêmio, assim como a canção que tiver a maior aclamação popular.

Confira a lista das músicas classificadas no portal de Barueri.