Barueri

Exposição de Barueri sobre Saci será aberta no Centro Cultural Correios, no Anhangabaú

O sucesso da mostra barueriense de artes plásticas “Saci-Pererê – 100 Anos Depois do Inquérito” chega a São Paulo e ganha nova exposição no Centro Cultural Correios, no vale do Anhangabaú, a partir de sexta-feira (dia 22).

Trata-se de uma reedição com parte das obras da exposição que aconteceu em Barueri, no ano passado, fruto do concurso “Saci-Pererê – Resultado de um Inquérito”, com a participação de artistas de todo o Brasil.

A mostra em São Paulo é o resultado da parceria firmada entre a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri e o Centro Cultural Correios. Ela dá continuidade à celebração do centenário da edição do livro “Saci Pererê – Resultado de um Inquérito”, de 1918, organizado pelo escritor Monteiro Lobato e publicado pela gráfica do jornal O Estado de São Paulo.

O secretário de Cultura e Turismo, Jean Gaspar, ressaltou a importância de a exposição ultrapassar o limite da cidade. “É uma honra levarmos nossa arte de Barueri para o Centro Cultural Correios em São Paulo. Fico feliz em poder valorizar a nossa história e nossa cultura. Apesar de estarmos em cidades urbanizadas, nossas raízes culturais estão no interior do Brasil, no folclore, presentes na música, na dança e nas demais manifestações artísticas. Não vamos deixar perder essa essência que é bem brasileira”, destacou.

A curadoria da exposição é do diretor da Pinacoteca de Barueri, Edgard Santo Moretti. Soma 60 obras entre pinturas, gravuras, desenho digital e esculturas, todos representando a imagem do Saci-Pererê, principal personagem do folclore brasileiro.

O “Inquérito”, realizado por Lobato, recolheu dezenas de depoimentos de assinantes e leitores do Estadão sobre o Saci-Pererê, que naquela época, início do século XX, aparecia apenas em relatos orais. Lobato foi quem sistematizou e registrou em livro a figura do Saci, que representa a “mitologia brasílica”, como a sua principal figura.

Serviço

Exposição “Saci-Pererê – 100 Anos Depois do Inquérito”

De 22/03 a 21/05, das 9 às 17h

Centro Cultural Correios – Vale do Anhangabaú

Grátis

Barueri realiza nova campanha de castração em abril

Se você ainda não teve oportunidade de castrar e microchipar seu animalzinho de estimação (cães e gatos), conforme determina a lei municipal 2.588 (18/12/2017), não pode perder a chance de realizar tais procedimentos gratuitamente.

A Prefeitura de Barueri, por meio da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema), realizará mais uma campanha de castração no mês de abril. O cadastramento ocorrerá entre os dias 2 e 4 de abril – ou até que haja vagas, que são limitadas.

O serviço é reservado a moradores de Barueri que tenham o RGA (RG Animal) de seu pet. O documento pode ser providenciado gratuitamente no Ganha Tempo Municipal ou em qualquer uma das oito bibliotecas da cidade. Além do RGA, no ato do agendamento é necessário que o munícipe esteja com seu RG e CPF, bem como papel e caneta para anotar os procedimentos pré-cirúrgicos e demais orientações.

O agendamento deve ser feito das 8 às 12h e das 13 às 17h pelos telefones (11) 4199-1500, (11) 4718-1789 (este exige a discagem de uma operadora antes do DDD 11) e (11) 97129-1789. Mas atenção: é importante lembrar que as vagas são limitadas e que é comum as linhas ficarem congestionadas, especialmente nos primeiros dias, exigindo insistência por parte dos interessados.

O dia, horário, local e demais detalhes sobre o procedimento serão passados por telefone. A Sema adverte que não adianta comparecer ao local sem ter realizado o cadastramento.

A cada dois meses

A primeira campanha de castração de Barueri deste ano aconteceu no mês de fevereiro e esterilizou 760 animais domésticos. O município mantém o cronograma regularmente, realizando esse tipo de serviço a cada dois meses.

Falamansa é atração no bulevar em comemoração aos 70 anos de Barueri

No domingo (dia 24), no bulevar central, vai ser muito difícil não se deixar levar pelo forró contagiante do grupo Falamansa. O show totalmente gratuito é parte das comemorações dos 70 anos de Barueri. O grupo sobe ao palco às 11 horas, mas a programação do Boulevard continua até as 18h. 

O Falamansa, que há 20 anos está na estrada com a mesma formação de músicos, começou tocando na casa de show Remelexo em Pinheiros, São Paulo. Desde lá, faz todo mundo dançar ao ritmo mais tradicional da cultura nordestina e brasileira.  

As canções do grupo transmitem mensagens de alegria, fé, motivação e consciência ambiental. No repertório estão “Xote dos Milagres”, “Rindo à Toa” e “Chuva”, além dos clássicos “Isso Aqui Tá Bom Demais”, de Dominguinhos, e “A Vida de Viajante”, de Luiz Gonzaga.  

O evento de aniversário da cidade no dia 24 será uma excelente opção para as famílias curtirem junto com os filhos. Haverá brinquedos infláveis gratuitos, apresentações artísticas, praça de alimentação e contação de histórias, entre outras atrações. 

Festa de 70 Anos 

Onde: Bulevar central de Barueri 

Quando: Domingo (24 de março), a partir de 10 

Gratuito 

Praça nova da Vila Porto em Barueri terá evento no Dia Mundial da Água

Na abertura oficial à população, a praça Darci Fortunatu Novais, novo equipamento da Prefeitura de Barueri, na Vila Porto, começa a funcionar com atividades especiais nesta sexta-feira, 22 de março (Dia Mundial da Água). 

O evento terá início às 16 horas com o programa Cultura na Praça, da Secretaria de Cultura e Turismo. Depois, às 17h, aula de crossfitness, da Secretaria de Esportes; às 17h40 haverá evento de teatro com o palhaço Costelinha, em esquete sobre a importância da água; às 18 horas – aula de Expressão Corporal, da Secretaria da Mulher; às 18h40 – Música na Praça (Cultura), e às 19 horas – Zuumbalada da Água (Esportes). 

Em comemoração ao Dia da Água, a praça receberá ainda outras ações como: Saúde na Praça, educação ambiental, adoção de animais, Mães Cuidadoras, Programa Meu Futuro, food trucks, Ouvidoria Itinerante e educação no trânsito.  

Área de lazer  

Construída pela prefeitura entre o 18º GB (Grupamento de Bombeiros) e o Centro de Diagnósticos, a praça da Vila Porto ocupa terreno de 10.921,40 metros quadrados, na avenida Pastor Sebastião Davino dos Reis com a rua Cabo PM José Maria Schiavelli.  

A praça Darci Fortunatu Novais tem dois playgrounds, bicicletário, pergolado metálico, estacionamento, espaço para tênis de mesa, conjuntos de mesa e banco, totem para carregar celular (energia solar), bancos, lixeiras, bebedouros e paisagismo. 

Ex-aluno de projeto pedagógico musical de Barueri é selecionado para orquestra chilena

O projeto de Música e Artes ao Ar Livre tem rendido, cada vez mais, ótimos frutos e gratas surpresas. O projeto foi implantado no ano de 2017 na Secretaria de Educação e vem despertando talento em centenas de alunos. 

Uma excelente novidade é a bela história do ex-aluno Anariki Martins, da turma de 2017, então estudante da Emef Jorge Augusto, do bairro Engenho Novo. Incentivado pelos pais e professores, ele integrou a primeira turma do projeto e na época optou pelo violino.  

De acordo com o professor Marcos Lima, o interesse e o talento do jovem estudante pela música o fizeram optar também por um novo instrumento: o violoncelo. “Desde o início do curso ele demonstrou ser um excelente aluno, interessado pela música e muito disciplinado. Sempre foi um ótimo exemplo para todos os colegas”, conta o professor. 

A dedicação e o amor pela música renderam ao estudante o convite para integrar a orquestra Liceu 7, tradicional instituição musical de Santiago, no Chile. Na orquestra chilena, ele está tocando violoncelo e disse estar muito feliz com a nova oportunidade de realizar o seu maior sonho que é viver pela música.  

Recentemente, Anariki visitou os professores e amigos do projeto Música e Artes ao Ar Livre e, muito empolgado e agradecido, contou que o programa mudou a sua vida. 

“Participar do projeto da Secretaria de Educação foi uma experiência única na minha vida. Me sinto privilegiado por ter passado pela primeira turma. Além de ter desenvolvido minha capacidade musical, perdi a timidez por sempre estar cercado de pessoas agradáveis e gentis. É um projeto lindo que traz tantos jovens para o mundo da música”, disse o jovem músico. 

Para o secretário de Educação e idealizador do projeto, Celso Furlan, histórias como estas fazem valer a pena todo o empenho e esforço para implantar ações como esta. “Que muitos outros alunos da nossa rede possam despertar interesse pela música, assim como obter os excelentes resultados que a música traz ao aprendizado como um todo”, afirma o secretário. 

Campanha da mulher “Eu me Empodero e te Fortaleço” será conduzido durante todo o ano em Barueri

O dia em 8 de março foi marcado em Barueri pelo lançamento oficial da Campanha “Eu me Empodero e te Fortaleço”, tema que será trabalhado pela Secretaria da Mulher ao longo do ano com o objetivo de orientar e fortalecer as mulheres. Todas as ações da pasta, sendo elas voltadas para geração de renda, esporte, saúde, cultura ou palestras, serão aplicadas sob a condução do tema.  
 
“Em todas as ações vamos trazer essa pauta de forma direta ou transversal, para que esse assunto seja debatido e que essa mulher, ao voltar para casa, possa refletir sobre a importância do seu empoderamento. Esse trabalho não é só da Secretaria da Mulher enquanto órgão público, é um trabalho de cada mulher enquanto cidadã”, explica a secretária da Mulher, Giani Cristina de Souza.  
 
Na programação, ao menos uma aula realizada na Secretaria será dedicada para tratar sobre direitos humanos das mulheres, violência, inclusão e cidadania. Temas como “Esporte pela não violência contra a mulher” e “Work shop de empresas para área de beleza” irão implementar as ações. 
 
Frentes como a coordenadoria de Direitos Humanos e enfretamento à violência e o programa Rede Mulher estarão presentes em outras repartições públicas do município como UBSs e Cras que abordarão temas como Diversidade de Gênero e Relacionamento Abusivo. 
 

A cor não é rosa 
A cor que para muitos simboliza o feminino, há alguns anos “metaforicamente” deu espaço ao preto. Cor da camisa vestida pela equipe da Secretaria da Mulher no dia do lançamento da campanha (8 de março) para representar o luto de mulheres mortas. Só no ano passado foram registrados 1.173 casos de feminicídios (crime motivado pelo fato de a vítima ser mulher) no país. 
 
Serviço 
A Secretaria da Mulher fica na rua Sebastião Davino dos Reis, 756, Vila Porto. Mais informações pelo telefone 4706-4046. 

Multa por pichação em Barueri pode chegar a R$ 10 mil

A pichação de muros e prédios públicos ou particulares em Barueri pode custar muito caro para os autores. Quem for flagrado depredando o patrimônio pode ser multado em até R$ 10 mil. Um decreto editado pelo Poder Executivo e publicado no Jornal Oficial de Barueri regulamenta a Lei 2553/2017, que estabelece o Programa de Combate à Pichação.

A iniciativa foi proposta pelo vereador Kascata (PSB) em agosto do ano passado. A regulamentação prevê multas a partir de 75 Ufib (Unidade Fiscal de Barueri), ou R$ 2,3 mil em caso de flagrante. Se for reincidência, o valor dobra. Caso dano seja causado em patrimônio tombado, o pichador terá que pagar 300 Ufib (cerca de R$ 10 mil). O texto estabelece que os valores das multas devem ser revertidos ao Fundo Municipal de Cultura de Barueri.

O vereador indicou ainda que a fiscalização deve ser feita pela Guarda Civil Municipal.  O texto estabelece como pichação o ato de “riscar, desenhar, escrever, borrar ou por outro meio conspurcar edificações, públicas ou particulares, ou suas respectivas fachadas, equipamentos públicos, monumentos ou coisas tombadas e elementos do mobiliário urbano”. Portanto, exclui expressões artísticas como o grafite.

A regulamentação prevê ainda que além da multa, o pichador seja encaminhado à Polícia Civil para registro da ocorrência de crime contra o ordenamento urbano e patrimônio cultural. A Prefeitura vai manter ainda um cadastro, no banco de dados da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana, com as informações dos infratores multados, para consulta em caso de novas infrações.

Além disso, quem for flagrado pichando terá que passar por um programa educativo, promovido pela Secretaria de Cultura e Turismo. A população pode ajudar a zelar pela paisagem urbana denunciando o crime pelo telefone 153.

Crime Ambiental
No Brasil, a pichação é considerada vandalismo e crime ambiental, de acordo com termos do artigo 65 da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), que estipula pena de detenção de três meses a um ano e multa.
Há um entendimento no Poder Judiciário para a aplicação de penas alternativas, como fornecimento de cestas básicas a entidades filantrópicas ou prestação de serviços comunitários pelo infrator.

Em Barueri, a lei possibilita um acordo com o infrator, que poderá assinar um Termo de Reparação Paisagística a fim de estabelecer um prazo para a restauração do bem pichado, com descrição do serviço a ser feito, não podendo ser superior a seis meses, a contar da data da assinatura. A assinatura do documento implica na renúncia ao direito de recorrer administrativamente e suspende a exigibilidade da multa.

Câmara aprova proibição de canudos plásticos em Barueri

Bares, restaurantes, padarias, casas noturnas, hotéis e demais estabelecimentos comerciais serão proibidos de fornecer canudos plásticos em Barueri. Isso é o que determina o Projeto de Lei 006/2019, aprovado por unanimidade pelo plenário da Câmara Municipal na sessão de terça-feira, 12. A matéria agora segue para o Poder Executivo para sanção.

O texto, de autoria do vereador Reinaldo Campos (Pode), permite a distribuição somente de canudos feitos de materiais comestível ou biodegradável, desde que embalados individualmente por algum tipo de composto que também não agrida o meio ambiente. Os estabelecimentos comerciais terão um ano para se adequarem, a partir da publicação da lei.

A multa para quem descumprir a regra é de 50 Ufib (Unidade Fiscal de Barueri), o que corresponde atualmente a R$ 1.798, podendo dobrar em caso de reincidência. De acordo com o projeto, o valor arrecadado com as multas será destinado a programas ambientais do município.

Ao defender a aprovação do projeto em plenário, Reinaldo Campos lembrou os danos causados pelo canudo no meio ambiente, já que o plástico leva até mil anos para se decompor.

Quando paramos para pensar, percebemos que o canudo plástico envolve uma enorme cadeia produtiva e consome matéria prima da natureza para fazer algo que será usado por pouco tempo antes de virar lixo”, ressaltou o parlamentar. “Há muitas alternativas, como os canudos feitos de material menos poluentes e até mesmo os de aço inox, que a pessoa pode carregar na bolsa e usar sempre que precisar”, lembrou Reinaldo Campos.

Barueri conquista prêmio internacional em empregabilidade para pessoas com deficiência

A plataforma digital que auxilia e capacita pessoas com deficiência a ingressarem no mercado de trabalho já está mais próxima dos munícipes de Barueri. A Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD) conquistou o prêmio no valor de 50 mil dólares da organização Bloomberg Philanthropies. O recurso será destinado para a elaboração do programa Incluir, projeto de empregabilidade que classifica o município entre as cidades mais inclusivas da América Latina.

O prêmio Bloomberg Mayors Challenge (Desafio dos Prefeitos) escolheu, entre 300 municípios latino-americanos, sete projetos inovadores que contribuem com o avanço da cidade.

“O programa consiste em efetivos esforços de identificação, suporte interdisciplinar e ligação entre demanda e oferta”, destaca a coordenadora de Política Municipal da SDPD, Leda Sigrist.

O representante da Bloomberg, Guilherme Trivellato, exaltou a iniciativa barueriense. “Poucas prefeituras incentivam a inscrição de projetos em competições, a cidade está de parabéns”, declara o consultor de gestão para resultados no setor público.

Para o secretário da SDPD, Carlos Roberto da Silva, “melhor que o recurso financeiro, a grande conquista foi participar com outras 300 cidades e ficar entre as melhores, um feito inédito” e ressalta que o programa Incluir “será o diferencial para garantir a empregabilidade da pessoa com deficiência”.

“Hoje as empresas querem apenas cumprir cotas e as pessoas com deficiência não estão qualificadas, e nós queremos quebrar essas barreiras, oferecendo suporte para essas pessoas se qualificarem, incentivar e preparar as empresas para a contração”, destaca o secretário.

Prêmio

Criado pelo ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, o Mayors Challenge tem o objetivo de incentivar municípios a elaborarem projetos inovadores que melhoram a qualidade de vida das pessoas através da tecnologia.

Mudança de vida é o tema do maior evento de desenvolvimento pessoal da região

Evento de 21 horas promete transformar a vida de pessoas com metodologia de alto impacto para geração de mudanças e prosperidade.

Iniciativa inédita na região está causando muita curiosidade e procura das pessoas. A expectativa é de que dezenas de participantes se inscrevam no primeiro evento de imersão para desenvolvimento pessoal e autocontrole realizado em Alphaville. O evento acontece nos dias 23 e 24 de março e será conduzido pelo Professor e palestrante Max Santana, com a participação especial do palestrante Geraldo Rufino, um dos maiores palestrantes do Brasil e autor de livros consagrados, como “O catador de Sonhos” e “O poder da positividade”.

Segundo a organização, esse tipo de evento provoca muitas mudanças comportamentais nos participantes por ser desenvolvido em 21 horas de programação, abordando temas como inteligência emocional, quebra de barreiras limitantes, autoconhecimento, melhoria nas relações profissionais e familiares, alta performance, gestão financeira e novas oportunidades de ganhos. O evento começa no dia 23 às 8h da manhã e vai até às 21h, recomeçando no dia 24 às 9h e terminando às 21h. Para participar é necessário ter mais de 18 anos ou estar acompanhado dos pais.

Para o fundador do projeto, a ideia é tornar acessível ao maior número de pessoas possíveis esse tipo de evento, praticando um preço que caiba no bolso e seja um investimento no desenvolvimento pessoal, principalmente porque a maioria dos eventos desse tipo que são realizados no Brasil são muito caros e impossibilita que mais pessoas sejam impactadas. Além disso, normalmente os métodos usados causam impacto, mas não apresentam oportunidades para que o participante possa continuar a se desenvolver de fato e atingir mudanças reais em sua vida. A metodologia ICON21 permite continuidade e desenvolvimento sustentável, como nenhum outro no mercado, conclui Max Santana.

Queremos transformar a vida das pessoas e dar a elas uma nova perspectiva sobre seus resultados, pois todos nós nascemos para ter sucesso em várias áreas da vida. A questão é que os caminhos existem, mas ninguém nos ensina isso na escola e muito menos em casa. Fomos ensinados e programados para sermos iguais e medianos, quando na verdade nosso potencial é muito maior para viver uma vida diferente e extraordinária”, explica Max Santana – Idealizador da metodologia.

Os interessados em participar do evento podem obter mais informações e se inscrever pelo site www.icon21.com.br

As vagas são limitadas e as inscrições vão até o dia 20 de março.