new

Casa do Samba de Pirapora do Bom Jesus festeja 292 anos da cidade com homenagem a Maria Esther, música e feijoada

A Casa mantém viva parte da história da música de raiz no Brasil

A cidade de Pirapora do Bom Jesus completa 292 anos e, para comemorar a Casa do Samba montou uma programação especial entre os dias 5 e 27 de agosto. No local existe um rico acervo fotográfico sobre a bonita história de Pirapora e os piraporanos e romeiros poderão se divertir com as apresentações do grupo de Samba de Bumbo de Pirapora e grupos tradicionais de outras cidades, sempre a partir das 12 horas.

CASA DO SAMBA

A História registra: “O motivo que tornou Pirapora do Bom Jesus um ponto de encontro espontâneo e não oficial de batuqueiros de diversas regiões do Estado de São Paulo que vinham para as festividades do Senhor Bom Jesus de Pirapora, o santo milagroso, sempre trouxe grande numero de romeiros e demais visitantes ao Município. No começo, as famílias de fazendeiros deslocavam-se para o então vilarejo e levaram consigo seus escravos. Enquanto o Senhorio rezava ao santo, a escravaria fazia seus batuques á distância”.

“As formas de samba que praticavam em suas cidades, eles as faziam em Pirapora para festejar o Santo, eram os samba de Umbigada, Samba de Lenço. Jongo, o Tambu entre outros. A forte presença da zabumba (Bumbo) que fazia o compasso do ritmo da dança, aos poucos provocou a fusão da denominação dos Sambas que se praticavam nos barracões de Pirapora como Samba de Bumbo ou Samba de Pirapora que Mario de Andrade preferiu chamar de Samba Rural Paulista.”

Esta tradição musical do Samba de Bumbo é mantida até hoje em Pirapora do Bom Jesus na sua Casa do Samba, que fica instalada na rua José Bonifácio, 226, Centro. Informações na Secretaria de Cultura e Turismo, ou pelo telefone 4131-2339.

 

MARIA ESTHER

 

Maria Esther de Camargo Lara faleceu na noite da terça-feira, 16 de Maio, aos 93 anos. Considerada a Embaixatriz do Samba, muito contribuiu para a cultura da cidade de Pirapora do Bom Jesus, pois desde muito jovem fez do samba a sua arte e com isto levou o nome de Pirapora para outros lugares. Na década de 40 participou da criação do Grupo de Samba de Roda de Pirapora junto com Honorato Missé. Em São Paulo integrou as Escolas de Samba Unidos da Galvão Bueno, Lavapés – onde foi uma das fundadoras -, e da Vai Vai, que frequentou por mais de 30 anos. Foi em sua homenagem que o sambista Geraldo Filme fez uns versos de improviso que gerariam mais tarde a conhecida canção Samba de Pirapora. Foi casada com José Vaz de Almeida com quem teve três filhos. Uma de suas máximas era “idade não regula, o que importa é o rebolado”, e por isso mesmo falava que um pai de santo sentenciou que ela iria viver até os 100 anos. Quase chegou lá!

Bourbon Alphaville tem condições especiais para Festa do Peão de Cotia 2017

Hóspedes contam com muito conforto e praticidade, além de localização próxima ao evento

A Festa do Peão de Cotia 2017 vai agitar a cidade entre os dias 05 e 09 de abril. O Bourbon Alphaville Business Hotel oferece localização privilegiada e muito conforto para quem vai curtir a festa. O rodeio de Cotia, que acontece no Recinto de Eventos, é a maior e mais tradicional festa da região, atraindo milhares de pessoas durante os cinco dias. Além do rodeio, acontecem vários shows de grandes artistas da música sertaneja.

O hotel criou uma promoção especial com diárias a partir de R$ 179. Os pacotes incluem hospedagem em apartamento duplo Superior e café da manhã servido no restaurante. O Bourbon Alphaville está situado próximo ao Rodoanel, importante via de acesso a Cotia. Além disso, está estrategicamente localizado em uma das regiões mais nobres da grande São Paulo, próximo aos centros comerciais e financeiros de Alphaville.

Mais informações sobre o evento: http://festadopeaodecotia.com.br/2017/

Serviço
Bourbon Alphaville Business Hotel
Av. Cauaxi, 223, 06454 020, Alphaville Industrial, Barueri, SP
Reservas: 11 4197 0123
11 4197 0121
0800 703 4041
reservas.alphaville@bourbon.com.br
www.bourbon.com.br

Sobre o Bourbon Alphaville Business Hotel
Localização: Barueri, SP. Categoria: Midscale. UHs: 200 (134 apartamentos superior, 44 apartamentos superior plus e 22 apartamentos premier). Gastronomia: 2 opções (Namoa Lobby Bar e Restaurante Quatro Estações). Eventos: 9 salas com capacidade para até 700 pessoas simultaneamente (salas Executive Lounge, Araras, Barretos, Barueri, Botucatu, Embú, Franca I, Franca II e Franca III). Lazer: business center; fitness center; piscina com vista panorâmica; saunas seca e a vapor. Facilidades: apartamentos hipoalergênicos, para não fumantes e para portadores de necessidades especiais, estacionamento, internet Wi-Fi e room service 24h. Mais detalhes em: http://www.bourbon.com.br/pt/hotel/midscale-pt/business-hotel-pt/bourbon-alphaville-business-hotel/

Cia Ato Reverso transporta As Bruxas de Salém para os dias atuais com novo espetáculo

Foto: Guilherme Ruiz

Com uma trama que caminha pela obra As Bruxas de Salém, de Arthur Miller (1915–2005), e pela realidade incendiária diante da polarização política que divide o país, a Cia Ato Reverso estreia Abigail Williams, ou De onde surge o Ódio? no sábado, 25 de março às 20h no Tendal da Lapa. A direção é de Nathália Bonilha com dramaturgia de Vinicius Garcia Pires. A temporada vai até 16 de abril com sessões gratuitas sempre sábados, às 20h, e domingos, às 19h.

A peça, livremente inspirada na obra de Miller, conta a história de Abigail Williams, a adolescente que vive em um pequeno povoado protestante, onde as rígidas regras de convivência a impossibilitam de viver um amor e desenvolver-se plenamente como ser humano. A trama apresenta os caminhos contraditórios e complexos que levam Abigail ao poder. A jovem, oprimida por um fundamentalismo moral e religioso cego, consegue rachar o sistema e, amparada pelo fanatismo local, lidera um expurgo coletivo de caça às bruxas instaurada na cidade S-S, uma mistura de Salém e São Paulo.

O local transita entre a tradição e a modernidade, de tal modo que as vozes dos personagens de S-S partem das configurações rígidas da moral teocêntrica, como em Salém, mas se misturam às vozes ecoadas das mídias sociais e dos meios de comunicação de São Paulo, espaços em que nos últimos tempos observamos um aflorar de discursos de ódio.

“O espetáculo almeja questionar junto aos espectadores: De onde nasce o ódio? Como se propaga uma situação de ódio coletivizado? Quais são as bruxas que perseguimos hoje, com os discursos de ódio disseminados e pulverizados em nosso cotidiano? Como a sociedade em que vivemos permite e promove o extermínio de parte de nós mesmos? Por ser a principal líder das acusações, Abigail trilha um caminho de ascensão social. Ela poderia revolucionar a cidade, mas pelo contrário, Abigail adere à estrutura para fins pessoais, disparando uma série de acusações e condenações públicas. De figura excluída e estigmatizada, ela se torna a figura central das acusações, construindo uma voz que é praticamente inquestionável dentro da cidade, entendemos que problematizar essa reviravolta é da maior importância” fala a diretora e atriz Nathália Bonilha.

A encenação traz como elementos, a música ao vivo conduzida por cello, percussão e violão, o uso de projeções e um cenário que se transmuta em múltiplas configurações. As cenas acontecem em diversos ambientes, variando desde uma floresta até uma igreja evangélica, traçando um paralelo com o fundamentalismo do povoado protestante do século XVI. O processo da cia envolveu uma etapa de pesquisa com o antropólogo Ricardo Mariano, que investiga a expansão das igrejas evangélicas desde os anos 1980, em especial as neopentecostais, uma vez que o espetáculo intenciona problematizar a existência de discursos de ódio que se propagam atualmente por meio de discursos religiosos, políticos e virtuais.

“A montagem se faz como uma obra híbrida diante da transposição da peça As Bruxas de Salém, do Miller, para o presente e da consideração dos discursos de ódio proliferados nas mídias, especialmente redes sociais, atualmente. Toda a atmosfera de polarização instalada nos últimos tempos contribuiu para que se evidenciasse a identificação do que vem a ser a perseguição das bruxas em nosso tempo, e de como a prática do ódio continua operando na mesma lógica de eliminação do outro”, conta o ator Paulo Salvetti.

Tendo em vista o interesse pelo ponto de vista múltiplo, todas as atrizes interpretam a personagem Abigail, recurso que promove uma coralidade na composição variada da protagonista. Essa é uma característica da Cia Ato Reverso que já estava na montagem anterior Maria Inês ou o que você mata pra sobreviver?, que também permeava a questão da barbárie ao falar de violência doméstica e sobrevivência. Outro atributo levantado é o lugar do feminino, ao ser questionada a perspectiva da personagem Abigail Williams criada por Miller. Neste espetáculo, a trama é disparada pelas condições contraditórias da trajetória pessoal e social de Abigail Williams, mais do que pelo caso amoroso apresentado na obra de Miller – elemento responsável por boa parte do teor dramático da obra em questão. Elementos documentais também se somam à narrativa, numa intenção de friccionar os limites entre real e ficcional no espetáculo.

O texto A boçalidade do Mal, da jornalista Eliane Brum, foi um dos propulsores para a construção do clima que predomina em cena. “Os bárbaros não eram mais os outros, os de longe. Desta vez, eram os de perto, bem de perto, que queriam não apenas vencer, mas destruir o diferente ou o divergente, eu ou você. O bárbaro era um igual, o que torna tudo mais complicado. ” (Trecho do texto de Eliane Brum retirado do link https://goo.gl/63vsWb)

FICHA TÉCNICA:
Direção: Nathália Bonilha. Dramaturgia: Vinicius Garcia Pires. Elenco: Bárbara Lins, Daniel Aureliano, Luana Gregory, Lucas Oranmian, Nathália Bonilha e Paulo Salvetti. Direção musical: Isadora Titto. Músicos em cena: Eduardo Florence e Ana Clara Travassos. Orientação coreográfica: Rafael Sertori. Iluminação: Robson Lima. Cenário e Figurino: Clau Carmo. Cenotécnico: Alício Silva. Costureira: Iracema Belarmina. Alfaite: Di Raffaele. Ilustrador: Sérgio Segal. Designer gráfico: Alice Jardim. Criação de Vídeo: Igor Angelo. Produção: Ariane Cuminale e Paulo Salvetti.

SERVIÇO:
Centro Cultural Tendal da Lapa: Rua Constança, 72 – Água Branca – São Paulo. Telefone: 3862-1837. Temporada: De 25 de março a 16 de abril com sessões sempre sábados, às 20h, e domingos, às 19h. Classificação: 14. Capacidade: 75. Preço: gratuito

Mauro Baptista Vedia dirige comédia dramática do cartunista Caco Galhardo no Teatro Sérgio Cardoso

Fotos de Luciana Nunes e Gustavo Vargas

Com direção de Mauro Baptista Vedia e dramaturgia do cartunista Caco Galhardo, a peça Flutuante estreia dia 7 de abril no Teatro Sérgio Cardoso, na Sala Paschoal Carlos Magno. As sessões acontecem às sextas, sábados e domingos, sempre às 20h até 30 de abril. O elenco conta com Martha Nowill, Rafael Losso e Paulo Tiefenthaler.

 

A montagem é uma comédia dramática sobre uma professora de alemão que, sem motivo aparente, não consegue mais sair de casa para trabalhar. Essa súbita alteração em seu comportamento é o estopim para uma sucessão de acontecimentos que acaba por conduzi-la, na companhia de seu namorado e seu aluno das cinco, em um redemoinho de desejos, incertezas e obsessões que, aos poucos, os eleva a um estado de suspensão.

 

Neste texto, há um tipo de humor mais denso, ritmo mais ágil, mudança de cenários e divisão em dois atos e um epílogo. Uma comédia com elementos de reflexão, com temas pertinentes à sociedade atual, mais especificamente os desejos e neuroses dos habitantes de grandes metrópoles, tema sempre abordado pelo autor em seus quadrinhos diários na imprensa e que ganha maior profundidade na linguagem do teatro.

 

O projeto também consolida a parceria estabelecida entre o autor e a atriz Martha Nowill, que ganha corpo com este segundo texto. É uma peça sobre um momento na vida em que “perdemos o chão”. No epílogo, temos o desfecho com a saída encontrada por cada personagem após aquele “dia estranho”.
“O texto tem humor bem contemporâneo e pop e o desafio da direção é fazer uma peça ágil, inteligente, sutil e extremamente divertida, que ao mesmo tempo passe a ideia de ser paulista e brasileira e universal. Flutuante tem tudo a ver com peças que já dirigi como A festa de Abigail e Jantar, por exemplo. Há uma inteligência no texto de assumir uma certa banalidade do contemporâneo, personagens sem eixo, sem uma âncora, perdidos na sociedade globalizada”, diz o diretor.

 

Este é o terceiro texto para teatro de Caco Galhardo, que teve sua estreia em 2010 com o espetáculo Meninas da Loja, produzido por Martha Nowill, dirigido por Fernanda D’Umbra, com Martha Nowill, Chris Couto, Cinthya Falabella e Mari Noguera no elenco. A temporada foi de três meses no Espaço Parlapatões, em São Paulo.

 

Pac-Woman, segundo texto do cartunista, foi apresentada no Satyrianas de 2012, com Marina Person e Tiago Martelli, direção de Fernanda D’Umbra, remontada em 2015 na programação Quintas em Cena do Teatro Cemitério de Automóveis, com Carcarah, Antoniela Canto e direção de Mauro Baptista Vedia.

 

Ficha Técnica

Texto: Caco Galhardo. Direção: Mauro Baptista Vedia. Elenco: Martha Nowill, Rafael Losso e Paulo Tiefenthaler. Cenário e Figurino: Frank Dezeuxis. Luz: Aline Santini. Fotografia: Luciana Nunes.Arte Gráfica: Caco Galhardo. Direção de Produção: Martha Nowill, Gustavo Sanna e César Ramos. Produção: Complementar Produções.  Realização: Mil Folhas Produções Artísticas.Assessoria de Imprensa: Pombo Correio.

 

 

Serviço:

Teatro Sérgio Cardoso – Rua Rui Barbosa, 153 – Bela Vista
São Paulo – SP. Sala Paschoal Carlos Magno. Telefone: (11) 3288-0136.Capacidade: 144 lugares. Temporada: Sextas, sábados e domingos, sempre às 20h, até 30 de abrilIngressos: R$40 reais (inteira) e R$ 20 reais (meia). Classificação: Livre. Duração: 70 minutos.

Jandira discute revisão do Plano Diretor Municipal

Membros do Concidade debatem propostas para nova legislação

 

Neste ano, a cidade de Jandira ganhará um novo Plano Diretor Municipal. Atualmente, técnicos da Prefeitura, representantes de classes, membros da sociedade e integrantes do Conselho Municipal da Cidade (Concidade), debatem as propostas de avanços na legislação municipal que definirá o ritmo e a forma do crescimento urbano da cidade nos próximos anos.

Ao todo, serão realizadas quatro reuniões por parte deste grupo de trabalho, nas quais serão discutidas as temáticas relacionadas à futura legislação. Os primeiros encontros ocorreram no sábado (21/01) e na terça-feira (24/01), tendo como temas ‘Zoneamento’ e ‘Índices, Usos e Temas’. Além desses, irão ocorrer encontros no sábado (28/01) e (31/01), com os temas ‘Instrumentos da Política Urbana’ e ‘Impacto Ambiental e Impacto Urbanístico’, respectivamente.

Após realizadas as reuniões do grupo de trabalho, em fevereiro ocorrerá o Fórum, evento público para apresentação das principais conclusões. Uma vez realizado o Fórum, será elaborada a versão final da revisão do Plano Diretor. O processo será finalizado com a apresentação da proposta final em Audiência Pública, com previsão de realização em março. Na sequência, o projeto é encaminhado à Câmara Municipal para votação e, após aprovação, a sanção do prefeito.

Primeira reunião de secretariado mostra a união de forças em Osasco

Desde as primeiras horas da quarta-feira, 18/1, o prefeito Rogério Lins reuniu-se com o time que escolheu para secretariá-lo na prefeitura de Osasco. Esta é a primeira reunião oficial com todos os secretários de Lins e, na oportunidade, eles puderam compartilhar com os colegas o breve histórico de cada um.

Trata-se de uma composição nunca vista em Osasco. Lins usou como critérios para fazer suas escolhas, trajetória política, experiência administrativa e formação acadêmica no preenchimento desses cargos. O feito acabou por reunir diversas forças políticas da cidade. “Fui eleito com a maior votação da história de Osasco e nada mais coerente do que montar um time que represente a maior parte da população possível. Cada um contribuirá com seu conhecimento e juntos ficaremos mais fortes”.

O prefeito foi enfático em deixar claro na reunião que a marca de seu governo será a do trabalho e da democracia. “Sou muito aberto ao diálogo, e isso fica claro aqui, quando olho para cada secretário. Reuni as forças mais significativas, em termos políticos e administrativos, em prol do mesmo objetivo: governar Osasco com excelência. Tenho certeza de que esse é o melhor time para conduzir Osasco”, afirmou.

Após a apresentação de cada secretário, foram traçados o planejamento, metas, gestão e verificado o diagnóstico da situação encontrada em cada secretaria e órgãos da administração. A próxima reunião, a princípio, deve acontecer quinzenalmente.

Confira a relação e biografia dos secretários do prefeito de Osasco:

Educação

Ana Paula Rossi

Filha do casal Francisco Rossi e Ana Maria Rossi, é casada e mãe de três filhos. Pedagoga, lecionou para alunos da Escola de Educação Infantil João de Barro. Trabalhou na Fundação Bradesco. Por 16 anos dirigiu a Rádio Nova Difusora, mas foi na vida pública que ganhou projeção. Entre julho de 2003 e junho de 2004 ocupou o cargo de secretária de Assistência e Promoção Social de Osasco. Em 2008 foi eleita vereadora, tendo sido reeleita em 2016, cargo do qual está licenciada para assumir a secretaria de Educação de Osasco. É presidente do PR Osasco.

Comunicação

Emília Cordeiro

Formada em Comunicação Social, jornalismo, atua há mais de 20 anos na área. Trabalhou na assessoria da Coordenadoria de Comunicação e Marketing da Ceagesp, maior entreposto de alimentos da América Latina. Foi diretora de Comunicação Social da Prefeitura de Osasco entre 2005 e 2012, cargo que volta a assumir agora em 2017. Antes, foi editora do Jornal Diário da Região e assessora de imprensa da presidência da Câmara de Osasco. Também trabalhou na assesoria de comunicação da Assembleia Legislativa de São Paulo.

Governo

Gelso de Lima

Economista formado pela faculdade de Ciências da Fundação Instituto Tecnológico de Osasco. Trabalhou na Cetesb e na Câmara Federal, em Brasília. É ex-diretor do Sintaema (Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo). Esteve, no período entre 2005 e 2012, à frente das secretarias de Governo e Saúde. Em 2013 assumiu a secretaria municipal de Promoção Social e posteriormente a secretaria de Indústria, Comércio e Abastecimento. Na campanha eleitoral de Rogério Lins para prefeito de Osasco atuou como coordenador estratégico.

Cultura

Gustavo Anitelli

Oriundo de Osasco, Gustavo Anitelli é Sociólogo formado pela USP, mestre em Economia da Cultura pela Universidade Federal do ABC. Ex-presidente da União Municipal dos Estudantes de Osasco. Ex-membro do Diretório Central dos Estudantes da USP, e também já foi vice-presidente da União Estadual dos Estudantes de São Paulo (UEE São Paulo). Gustavo também construiu sua imagem pública a partir do projeto “O Teatro Mágico”, junto a seu irmão Fernando Anitelli. Projeto que alcançou o Brasil e o mundo, propagando a Arte e Cultura, em especial debatendo e militando por um novo formato de direito autoral e cultural.

Esportes

Délbio Teruel

Délbio Teruel é advogado, foi vereador por dois mandatos e presidente da Câmara Municipal. Por acreditar no esporte como agente transformador é que Délbio Teruel sempre esteve ligado de alguma forma ao esporte. Seja praticando, incentivando, promovendo ou difundindo. Atuou no futebol amador como jogador e árbitro, participou de diversos campeonatos em Osasco e nos municípios vizinhos. Nas artes marcias foi aluno, praticante e professor, atingindo a faixa preta em Hapikidô. Na Câmara apresentou vários projetos que objetivavam a prática esportiva.

Meio Ambiente

Élio Salvini

Engenheiro Civil, nascido em SP, formado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Casado e pai de três filhos, Élio é funcionário de carreira na Prefeitura do Município de Osasco desde 1983 e desempenhou diversas funções como engenheiro, coordenador, chefe de divisão de limpeza urbana, diretor do departamento de obras públicas, além de secretário de Serviços e Obras, de Transportes e de Habitação.

Transporte e da Mobilidade Urbana

Carlos Eduardo Piteri

Carlos Piteri é professor de Educação Física, foi vereador em Jandira por dois mandatos e presidente da Câmara Municipal. Casado e pai de dois filhos, Piteri já foi secretário municipal de Jandira nas pastas de Esportes, de 1993 a 1996, de Indústria e Comércio, de 2009 a 2012 e de Cultura, em 2012.

Finanças

Pedro Sotero de Albuquerque

Pedro é advogado, com MBA pela FGV/RJ e Mestrado em Direito Constitucional pela PUC/SP. Foi consultor jurídico externo da CBEE (Governo Federal) e assessor especial da Presidência da SPTuris, Conselheiro de Administração da CEPETUR. Foi ainda membro da Comissão de Avaliação das Organizações Sociais de Cultura de São Paulo e diretor Executivo do IDBRASIL (Museu do Futebol e Museu da Língua Portuguesa) e do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG Museu do Amanhã e Paço do Frevo).

É presidente do Conselho de Administração do Catavento Cultural e Educacional e do Conselho de Administração da Associação Brasileira das Organizações Sociais de Cultura – ABRAOSC. Pedro Sotero está à frente da secretaria municipal de Finanças desde janeiro de 2016.

Administração

Sérgio Di Nizo

Formado em Gestão Pública, é micro empresário e foi assessor de Rogério Lins na Câmara Municipal de Osasco desde 2013. É Presidente do PRP (Partido Republicano progressista) e vice-presidente do Conseg Osasco Sudeste. Foi Diretor de Esportes da Secretaria de Esportes, Recreação e Lazer da Prefeitura de Osasco entre 2008/2012.

Serviços e Obras

Cláudio Monteiro

Cláudio Monteiro Jr., formado em Técnico de Administração de Empresas, Bacharel em Ciências Contábeis pela Faculdade de Ciências Econômica e Administrativas de Osasco (FEAO). Pós-graduado em Administração Financeira pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), com especialização em Gestão de Negócios pela Fundação Dom Cabral e MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV – SP).  Atuou no mercado Financeiro por 28 anos em Instituições Financeiras como Bradesco, Panamericano, BMG e Banco Alfa ocupando posições de Gestão. Há 15 anos atua como empresário na região Oeste, concentrando seu business na cidade de Osasco.

Fundo Social de Solidariedade

Aline Lins

Aline Soares Pereira Lins, é osasquense, casada e mãe de duas filhas. Trabalhou em RH por nove anos, atuando nas áreas de construção civil e administração de condomínios. Ingressou em Radiologia no ano de 2000, mas não chegou a concluir o curso. Há 11 anos está na vida pública trabalhando em projetos sociais, sempre acompanhando seu esposo Rogério Lins, atual prefeito de Osasco (gestão 2017-2020).

Assistência Social

Suzete Souza Franco

Suzete Souza Franco é formada em enfermagem pela Universidade de Guarulhos e especializada em Saúde Coletiva com ênfase na Estratégia Saúde da Família.

Foi supervisora de Equipe de Controle de Endemias de Osasco. Enfermeira do Programa de Tuberculose de Osasco. Enfermeira do Programa de Agentes Comunitários de Saúde de Osasco. Atuou como professora do Curso Técnico de Enfermagem de Osasco. Foi supervisora Técnica do Programa de Agentes Comunitários de Saúde do município e Coordenadora do Núcleo de Vigilância Materno Infantil de Osasco. Suzete contribuiu ainda como Coordenadora da Estratégia Saúde da Família do Município de Juquitiba. Foi vice-presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Osasco. Atuou como Diretora da Proteção Social Especial da Secretaria de Assistência Social, antes de assumir a pasta em 02 de maio de 2016.

Habitação e Desenvolvimento Urbano

Marco Antonio Villela dos Santos

Marco Antonio Villela dos Santos, natural da cidade de Santos, tem 25 anos de experiência na administração pública e é Bacharel em História com pós-graduação em Gestão de Políticas Públicas. Exerceu funções de gestor e consultor nos setores de turismo, educação, obras, entre outros, mas em especial na habitação e no planejamento urbano, atuando na elaboração de projetos e gerenciamento de contratos convênios com recursos dos programas Habitar Brasil BID, FNHIS, Minha Casa Minha Vida e PAC e de elaboração de Planos Diretores, Código de Obras, Lei de Uso e ocupação do Solo e Planos de habitação de Interesse Social em diversos municípios do Estado de são Paulo como consultor.

Indústria, Comércio e Abastecimento

Alexandre Bussab

É empresário e ao se formar em Odontologia, pela Universidade São Francisco em Bragança Paulista em 1990, Dr. Alexandre Said Bussab, veio para Osasco e estabeleceu seu Consultório Odontológico no Centro. É especialista em implantodontia pela Associação Brasileira de Odontologia; membro da Sociedade Brasileira de Reabilitação Oral; e cadastrado no Sistema Nacional de Transplante Ósseo, sendo um dos precursores na região com esse tipo de credenciamento, podendo realizar cirurgias de transplante ósseo.

Assuntos Jurídicos

Ivo Gobato Junior

Ivo Gobatto Junior seguiu a profissão de seu pai, graduando-se em Direito pela UNIFIEO. Desde então, atua em diferentes questões de teor jurídico. Ingressou no serviço público em 1991, acumulando vasta experiência ao integrar os quadros da administração de Osasco, Barueri, Jandira, Embu das Artes, dentre outras localidades. Também atuou como Chefe de Gabinete na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Possui mestrado em Direito Processual Civil, tendo ampla experiência em Direito Eleitoral e Direito Administrativo. Milita no Direito Público há 26 anos. É autor da obra INELEGIBILIDADES – COMENTÁRIOS E REFLEXÕES, publicado em agosto/2016. É membro da Comissão Especial de Direito Eleitoral da OAB/SP, para o triênio 2016/2018, e membro da ABRADEP (Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político).

Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão

Dulce Helena Cazzuni

Graduada em Ciências Econômicas e em Administração de Empresas, possui especialização em Didática do Ensino Superior. Atualmente, é mestranda do Mestrado Profissional em Gestão e Políticas Públicas, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Entrou na gestão pública em 1989, quando assumiu a concepção e execução do Projeto Habitacional Renda Média, da COHAB, na Prefeitura de SP. Participou da reestruturação e consolidação do Sistema Nacional do Emprego (SINE) e da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, no estado de São Paulo (1995 a 1999). Também foi pesquisadora sênior do Departamento de Estudos Socioeconômicos e Políticas – DESEP/CUT Nacional.

Fez parte da equipe responsável pela concepção e criação da Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade (SDTS) e da Política Pública de Trabalho Emprego e Renda, na Prefeitura de São Paulo (2001-2004). Em 2005, foi responsável pela reestruturação da Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão (SDTI) e pela implementação das Políticas Públicas de Trabalho, Emprego e Renda, no Município de Osasco, ficando na pasta até 2012. Em 2011, a convite do governo federal, tornou-se colaboradora na concepção do Plano Brasil sem Miséria, em Brasília, no Ministério do Desenvolvimento e Combate à Fome.

Em 2013, tornou-se Secretária Municipal de Governo de Osasco e no mesmo ano atuou na criação da Secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG), da qual também acumula o secretariado. Possui diversas publicações no campo das políticas públicas de emprego, trabalho e renda, entre as quais destacamos “Inclusão Social com Geração de Ocupação e Renda” (2008) e “Atlas da Exclusão Social de Osasco” (2007).

Saúde

José Carlos Vido

Casado, nascido em Inubia, SP, estudou Administração em Faculdades Integradas “Campos Salles”. É membro da Executiva do PSDB Osasco; coordenador regional do PSDB da grande SP Oeste, trabalhou como assessor na ALESP – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, como secretário municipal na extinta Secretaria de Controle do Uso do Solo, como presidente na empresa EPO – Escritório de Planejamento de Osasco, como presidente da Prosasco S.A., na  ABEMURB – Associação Brasileira de Entidades de Desenvolvimento Urbano; foi secretário de Esportes em Osasco.

Chefe de Gabinete

Elsa de Oliveira nasceu em Osasco. É formada em Jornalismo e Pós-graduada em Gestão de Políticas Públicas pela Escola Paulista de Direito (EPD) no ano de 2014. Atuou oito anos no Legislativo. Foi chefe de gabinete do prefeito Rogério Lins na Câmara Municipal de Osasco, de 2009 a 2016. Também trabalhou como assistente comercial na multinacional petroquímica, Lupatech/SA, entre 2006 e 2009 e atuou em outra empresa no setor de Gestão da Qualidade.

Secretaria de Cultura e Turismo cria projeto de revitalização no Centro Histórico

Na manhã da segunda-feira 16/01, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo realizou uma ação de revitalização do Centro Histórico.

A ação teve como objetivo orientar, ouvir os moradores e realizar algumas intervenções pontuais em todo o Centro histórico. Além do reparo de áreas degradadas.

Os serviços prestados foram: Conservação de pavimento, reforma de sarjetas, muretas e guias, reforma de acessibilidade, conservação de jardins e canteiros, troca e/ou limpeza de lixeiras, limpeza de monumentos, lavagem das calçadas, varrição, retirada de entulhos e pintura dos bancos da Praça XIV de Novembro.

A operação ocorreu durante todo o dia, esse trabalho irá proporcionar melhorias na valorização do espaço público.

Praça da Diversão trará programação especial de Carnaval

Alegria, música e folia, no Centro Comercial Alphaville os pequenos também poderão aproveitar o carnaval. Em mais uma edição, a tradicional Praça da Diversão, que acontecerá no dia 18 de fevereiro, contará com diversas atrações preparadas especialmente para a data.

O evento, que será realizado na Praça das Orquídeas, das 10 às 16h, é totalmente gratuito e reunirá atividades que irão garantir a festa das crianças e de toda família: escultura em balões, pintura facial, pula-pula, mímica, oficinas infantis, pipoca, algodão doce e muitos mais.

Mamães, preparem as fantasias e tragam os pequenos para um dia completo de diversão.

Praça da Diversão
Dia: 18 de fevereiro
Horário: Das 10 às 16 horas
Local: Praça das Orquídeas
Entrada Gratuita

Após chuvas, Prefeitura intensifica trabalho de limpeza em Itapevi

Após as fortes chuvas que atingiram Itapevi nesta quarta-feira (18), a Prefeitura intensificou a limpeza das ruas afetadas. O trabalho começou às 19h30 e foi até às 2h30 da madrugada desta quinta (19).

Equipes da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos retomaram o trabalho às 7h30 desta quinta, com a lavagem das ruas com caminhão-pipa para retirada do barro acumulado.

Os bairros afetados foram o Centro, Vila dos Mineiros, Jardim São Carlos, Jardim Dona Elvira, Vitápolis, Jardim Hokkaido e Jardim Rosemeire.

As principais vias alagadas foram as seguintes: Avenida Rubens Caramez, Rua Escolástica Chaluppe, Avenida Leda Pantalena e trecho da Rodovia Engenheiro Renê Benedito da Silva. Não houve registro de feridos.

Agentes da Defesa Civil, Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) e um grupamento de 40 homens da Guarda Civil Municipal de Itapevi – treinado especialmente para essas ações – atenderam as ocorrências e continuam de prontidão, já que há previsão de chuvas até o final da semana.

Ao mesmo tempo, equipes da Defesa Civil estão fazendo a cobertura em áreas de risco do município.

De acordo com o Climatempo, o índice pluviométrico na quarta-feira (18) em Itapevi foi de 11mm. Nos próximos dias a previsão é que ele continue acima dos 10mm – com expectativa de chuva de 37mm para esta quinta (19).

 

Plano de Combate às Enchentes

Já na primeira semana do ano, o prefeito Igor Soares colocou em ação o Plano de Combate às Enchentes, que concentra os esforços de várias secretarias municipais em uma força-tarefa para atenuar os danos causados pelas chuvas no município.

Pelo Plano, a prioridade da Guarda Municipal e dos agentes da Defesa Civil é atender as ocorrências relacionadas às chuvas.

Itapevi integra o grupo de 175 municípios mais vulneráveis do Estado no período de chuvas. Por isso, a Prefeitura solicitou o apoio técnico da Defesa Civil do Governo do Estado de São Paulo para ajudar em situações de emergência.

O órgão estadual já designou uma equipe de especialistas e membros do Instituto Geológico, setor ligado à Secretaria do Meio Ambiente do Estado, para colaborar com o município.

Hinode/GRB vence na estreia da Superliga B

Com show de luzes, um público de mais de 3 mil pessoas compareceu ao ginásio José Corrêa na noite da terça-feira, dia 24, quando o Hinode/GRB estreou na Superliga B de vôlei vencendo com extrema facilidade a equipe de São José dos Pinhais/PR, por 3 sets 0, com parciais de 25×16/26×24/25×12.

Antes da partida, o técnico José Roberto Guimarães disse que espera ver um público cada vez maior nos jogos do time na cidade e admitiu certa ansiedade: “Muito bom ver um sonho se concretizando. É claro que o frio na barriga existe. É um projeto novo, mas estamos preparados para os desafios e com o apoio da nossa torcida, que espero lote sempre o nosso ginásio, vamos atingir nosso objetivo que é chegar a Superliga A. Esse projeto reserva muitas coisas para o futuro no crescimento do vôlei brasileiro e no desenvolvimento de pessoas.”

Moradora da Vila São Silvestre, Agnes Lima disse que sempre foi fã de vôlei e que pretende ir a todas as partidas que o time fizer na cidade: “É uma emoção muito boa. Sempre esperei por isso. Antigamente já tivemos um time. Agora espero que fique por aqui por muito tempo.”

O jogo

Mesmo com certo nervosismo por ser uma partida de estreia, o Hinode/GRB mostrou logo no primeiro set que não vem para brincar na Superliga B. Sempre no comando das ações, o time de José Roberto Guimarães foi melhor em todos os quesitos: Saque, defesa e bloqueio. No final 25×16. No segundo set houve um pouco mais de dificuldade, mas no final, a maior experiência do time de Barueri fez a diferença e o set foi fechado em 26×24. O terceiro e último set foi o mais tranquilo. A equipe conseguiu impor um ritmo forte em quadra e fechou o set sem dificuldade em 25×12.

Na questão dos fundamentos, Vivi Goes, foi a melhor pontuadora com 58% de aproveitamento. Nos bloqueios, Fê Isis encaixotou quatro adversárias e conseguiu um aproveitamento de 53%. No serviço, a melhor foi a ponteira Erika que não errou nenhum saque em 17 tentativas. Na recepção, Suelle teve aproveitamento de 88%. O próximo jogo do Hinode/GRBarueri acontece dia 28 contra o Brusque fora de casa.

O time volta a jogar no ginásio José Corrêa dia 4 de fevereiro contra Chapecó às 17h30.