Esportes

Osasco recebe a 4ª edição do AFU MMA

Osasco receberá no sábado, 30/3, a partir das 17h, a 4ª edição do Ageu Fight Ultimate (AFU) – MMA, que acontecerá no Ginásio Esportivo Sebastião Rafael Silva, o Geodésico, na Cidade das Flores.

Os ingressos serão vendidos no local e a organização arrecadará ainda 1kg de alimento não perecível que serão doados ao Fundo Social de Solidariedade.

O evento contará com 9 lutas de MMA profissional, 3 lutas de K1 e 8 Lutas de Jiu Jitsu.  A principal luta será entre Wesley Muniz x Luiz Guerreiro, pela categoria 93 quilos, valendo o Cinturão.

No dia 29/3, às 10h, os atletas farão a Pesagem no Osasco Plaza Shopping.

“Eu e os atletas somos gratos ao prefeito e ao secretário Carmônio Bastos por sempre apoiar nosso evento”, destacou Aloysio Figueiredo, presidente do AFU MMA.

Serviço

4ª edição do Ageu Fight Ultimate (AFU) – MMA

Data: 30/3

Horário: a partir das 17h

Local: Ginásio Esportivo Sebastião Rafael Silva – Geodésico. Avenida Eucalípto, 281 – Cidade das Flores

Ingressos: vendidos no local + 1 kg de alimento não perecível

Na volta de Claudinha, Vôlei Osasco-Audax vence o Sesc-RJ

A vitória naquele que é considerado o maior clássico do vôlei mundial é do Osasco-Audax. A equipe comandada pelo técnico Luizomar bateu o Sesc-RJ por 3 sets a 2, com parciais de 25/23, 22/25, 21/25, 25/23 e 15/9, em 2h16min, na noite desta sexta-feira (22), no ginásio José Liberatti. A partida foi válida pela oitava rodada da temporada 2018/19 da Superliga Cimed e, como é tradicional, a torcida osasquense lotou as arquibancadas e deu um verdadeiro show ao incentivar suas atletas da primeira até a última bola.

A oposta norte-americana Hooker foi a maior pontuadora e recebeu o troféu VivaVôlei. Mas quem também teve sua comemoração particular foi Claudinha. Recuperada de uma lesão no tornozelo, a levantadora iniciou uma partida pela primeira vez em 2019. E ditou o ritmo de Osasco até a vitória. “Voltar com uma vitória em um clássico e contra um adversário direto na tabela é muito bom. Acho que a nossa equipe precisava de uma vitória dessas para dar aquele algo a mais no nosso trabalho, que vem sendo feito com muita dedicação desde o início da temporada”, afirmou a atleta, que completou. “Agora é levar essa vibração para todos os jogos e seguir assim, com garra, sem nunca desistir, mesmo nos piores momentos. Hoje foi assim, fomos buscar o placar com seriedade e agressividade. O campeonato está aberto e só depende da gente”.

O técnico Luizomar elogiou a postura tática e a garra de sua equipe. “O saque entrou e nosso sistema defensivo funcionou bem. Esse time tem muito brio, é batalhador e mostramos isso, mais uma vez, conquistando a vitória em um grande jogo”, avaliou o treinador. “Não poderia deixar de agradecer a nosso grande torcida. De novo vimos o José Liberatti lotado e nossos torcedores nos empurraram nos momentos cruciais. Essa energia fez a diferença. Quando colocamos toda nossa vibração em quadra, com a torcida vindo junto, somos um time difícil de ser batido”, completou.

O jogo – Com duas marteladas de Hooker, Osasco fez 2/0. Mas, como previsto, o jogo começou equilibrado. Com uma série de cinco saques iniciada com um ace, Claudinha foi decisiva para que sua equipe abrisse cinco pontos (13/8). Equilibrado em quadra, as comandadas de Luizomar mantiveram o foco mesmo quando o Rio encostou e empatou no 21/21. Nesse momento coube a Hooker decidir. A oposta norte americana marcou os quatro últimos pontos. Depois de três pancadas, encaixou uma largadinha para garantir a vitória das donas da casa por 25/23.

O Vôlei Osasco correu atrás do Sesc no placar durante todo o segundo set. Com problemas na recepção, viu o adversário abrir vantagem. Quando marcou 14/8, Luizomar colocou Paula Pequeno em quadra para tentar ajustar o passe. Aos poucos o time foi melhorando e com grande atuação de Walewska, tanto no ataque como no bloqueio, baixou a diferença para um ponto (22/21). Porém, a dificuldade para receber o saque das cariocas acabou sendo decisiva para o resultado, que foi favorável ao adversário por 25/22.

O terceiro set começou equilibrado. Com o time do Rio na frente, Luizomar precisou pedir tempo para acalmar suas atletas após um erro de arbitragem (marcou bola dentro após Walewska explorar o bloqueio e a bola cair fora). O placar apontava 8/4 para as adversárias. Ainda com problemas no passe, Paula Pequeno voltou à quadra quando o Sesc fez 11/6. O time osasquense melhorou e entrou na briga pela vitória na parcial. Conseguiu o empate no 14/14, mas a virada não veio. O Sesc voltou a manter a diferença em uma média de três pontos e fechou em 25/21.

Hooker enfiou a mão da saída de rede para colocar Osasco na frente no quarto set (11/10). Com outra grande sequência de saques de Mari Paraíba, o Audax abriu 15/10. Até o árbitro cometer novo erro e dar cartão vermelho à capitã Walewska, que questionou uma marcação. Uma vez mais, Luizomar precisou pedir tempo para colocar a casa em ordem. A vantagem que era de cinco pontos, caiu para um (15/14). Deu certo. As donas da casa voltaram a comandar o placar e fizeram 19/14 após mais um cartão vermelho, desta vez para o time carioca. Empurrado pela torcida, foi para cima, Chegou ao set point com um ace de Natasha (24/19) e fechou com Lorenne na bola de xeque: 25/23.

Duas pancadas de Hooker e um ace de Mari garantiram o 3/0 no quinto set e obrigaram o Sesc a pedir tempo. A ponteira seguiu no serviço até o 5/0. O placar chegou a 7/1, mas quando o Rio encostou (7/4), Luizomar pediu tempo. Com um ataque de Leyva, que explorou o bloqueio, as donas da casa chegaram à virada de quadra na frente (8/4). Quando fez 10/5, o Sesc parou a partida novamente. O match point veio com mais um ace de Mari (14/8). A vitória chegou com um bloqueio de Hooker: 15/9.

Vôlei Osasco-Audax entrou em quadra com Claudinha (2), Hooker (33), Walewska (12), Nati Martins (3), Mari Paraíba (13), Angela Leyva (7) e a líbero Camila Brait. Entraram: Carol Albuquerque, Lorenne (1), Kika, Paula Pequeno (3), Natasha (2). Técnico: Luizomar de Moura.

O Sesc-RJ entrou em quadra com Roberta (7), Monique (15), Peña (15), Drussyla (11), Juciely (15), Bia (19) e a líbero Gabi. Entraram: Kasiely, Carol Leite, Kosheleva (3). Técnico: Bernardinho.

Ativação em quadra – Além de incentivar a equipe em quadra, o torcedor do Vôlei Osasco-Audax tem a oportunidade de participar de atividades antes e durante as partidas. Logo na entrada do ginásio, a loja Osasco Vôlei Store oferece opções de produtos oficiais, com destaque para as camisetas casuais e uniformes de jogo. Os compradores concorrem a assentos especiais para assistir a partida. A mascote Raposinha, do Grupo Resek (Reserva Raposo), interage com as pessoas nas arquibancadas antes do apito do árbitro e no intervalo entre os sets. E clientes do Cartão Bom que usarem o aplicativo VOUD para recarga têm acesso prioritário ao José Liberatti.

Equipe para a temporada 2018/19 – O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Novos patrocinadores – Para a temporada 2018/19, o Osasco Voleibol Clube conta com novos patrocinadores: Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek (Reserva Raposo), Autopass (Cartão BOM) e Icone.

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 2º TURNO
18/01 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 São Cristóvão Saúde/São Caetano – Osasco
25/01 – Sesi Vôlei Bauru 3 x 2 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Bauru
29/01 – Pinheiros 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Paulo
08/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Hinode Barueri – Osasco
12/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Balneário Camboriú – Osasco
15/02 – Minas Tênis Clube 3 x 1 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Belo Horizonte
22/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 2 Sesc-RJ – Osasco
26/02 – 19h30 – Dentil/Praia Clube x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Uberlândia
08/03 – 19h – VÔLEI OSASCO-AUDAX x Curitiba Vôlei – Osasco (Globoesporte.com)
12/03 – 20h – Fluminense x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio de Janeiro
15/03 – 21h30 – VÔLEI OSASCO-AUDAX x BRB/BRASÍLIA Vôlei – Osasco (Canal Vôlei Brasil)

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 1º TURNO
16/11- São Cristóvão Saúde/São Caetano 1 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Caetano
20/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 Sesi Vôlei Bauru – Osasco
23/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 2 x 3 Pinheiros – Osasco 
27/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Fluminense – Osasco
04/12 – Hinode Barueri 2 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Barueri
7/12 – Balneário Camboriú 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Camboriú/SC
14/12 – Sesc-RJ 3 x 0 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio De Janeiro/RJ 
18/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Minas Tênis Clube – Osasco 
21/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Dentil/Praia Clube – Osasco
8/1 – Curitiba Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Curitiba/PR
11/1 – BRB/BRASÍLIA Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Brasília/DF

Formula E entra em uma nova era com a tecnologia da Schaeffler

Duas vitórias no campeonato, 45 corridas resultando em 35 pódios e 94% de todas as voltas possíveis completas: há quatro anos a Audi, a ABT e a Schaeffler formam uma das maiores parcerias bem-sucedidas na Formula E. Com nova tecnologia, que vai desde um veículo completo até o motor, incluindo um sistema de bateria radicalmente modificado, juntamente com novas equipes, pilotos e locais, inicia-se uma nova era para a Formula E, uma era em que a Schaeffler visa continuar sua trajetória de sucesso. A quinta temporada, que começou em dezembro, envolve 13 corridas em cinco continentes.

“Para a Schaeffler, a Formula E tem sido a perfeita plataforma para demonstrar nossa experiência no pioneirismo de tecnologias e na exibição de nossas ideias para uma mobilidade sustentável do amanhã”, diz o Prof. Peter Gutzmer, CTO da Schaeffler, que iniciou o projeto da Formula E cinco anos atrás e afirma: “Desde então, essa categoria se desenvolveu e se tornou a sensação do automobilismo mundial. A Fórmula E tem atraído fãs e a mídia, com vários fabricantes e empresas envolvidos, ela oferece um ambiente competitivo de classe mundial”.

Na quarta temporada da série de corridas utilizando energia elétrica, que culminou no primeiro lugar da Audi Sport ABT Schaeffler na classificação geral por equipes em Nova York em julho de 2018, o Audi e-tron FE04 foi considerado o carro mais eficiente. Seu sucessor marca a evolução continuada desse modelo bem-sucedido, especialmente com relação ao aspecto principal do Audi e-tron FE05: o conjunto propulsor, que compreende o motor, o inversor, a transmissão, peças do eixo da roda traseira e o software de controle. A Audi e seu parceiro tecnológico, a Schaeffler, trabalharam em conjunto para desenvolver a unidade do motogerador, o Audi Schaeffler MGU03. O objetivo dos engenheiros era melhorar a eficiência e o desempenho do pacote inteiro. E conseguiram: 95% dos componentes do propulsor são novos e os engenheiros conseguiram reduzir o peso em 10%.

A Schaeffler tem sido responsável por desenvolver o conjunto propulsor desde a segunda temporada, primeiro em parceria com a ABT Sportsline, depois com a Audi. Nesta temporada, quatro pilotos usarão tecnologia da Schaeffler: além do carro pilotado pela própria equipe de fábrica, a Audi Sport fornecerá à Envision Virgin Racing o Audi e-tron FE05 e o conjunto propulsor recém desenvolvidos. Com seus pilotos, Sam Bird e Robin Frijns, a equipe de corrida britânica está entre os membros e os protagonistas fundadores da Fórmula E.

A nova temporada começou em dezembro em Ad Diriyah, seguindo para Marrakesh,  Santiago de Chile e México.  Agora, a Formula E está levando 11 equipes e 22 pilotos para Hong Kong, Sanya, Roma, Paris, Mônaco, Berlim, Zurique, encerrando em Nova York em julho. Um dos destaques será a corrida em casa na Alemanha no dia 25 de maio de 2019, que promete ter as arquibancadas lotadas por torcedores da equipe.

Sobre a Schaeffler

O Grupo Schaeffler é um fornecedor automotivo e industrial global. Alta qualidade, tecnologia de ponta, espírito excepcionalmente inovador configuram a base para o sucesso continuo da empresa. Ao fornecer componentes e sistemas de alta precisão em aplicações de motor, transmissão e chassis, bem como soluções de rolamento e guias deslizantes para um grande número de aplicações industriais, a Schaeffler está moldando a “Mobilidade para o amanhã” para um grau significativo. A empresa gerou um volume de vendas de aproximadamente 14 bilhões de euros em 2017. Com mais de 92 mil colaboradores, a Schaeffler é uma das maiores empresas de propriedade familiar do mundo e, com cerca de 170 plantas distribuídas em 50 países, possui uma rede mundial de locais de fabricação, pesquisa e desenvolvimento e escritórios de vendas. Schaeffler Brasil 60 anos. Somos a mobilidade para o amanhã.

Vôlei Osasco-Audax tem vitória tranquila sobre Balneário Camboriú

O Vôlei Osasco-Audax derrotou o Balneário Camboriú na noite desta terça-feira (12), no ginásio José Liberatti, pela sexta rodada do returno da Superliga Cimed. Embalada por sua vibrante torcida, a equipe comandada pelo técnico Luizomar venceu por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/13 25/16, em 1h10min. Hooker foi a maior pontuadora pela quinta partida consecutiva pela competição nacional, e o troféu VivaVôlei foi entregue para a líbero Camila Brait. Agora, a equipe segue para Belo Horizonte, onde enfrenta o Itambé Minas na sexta-feira (15).

Camila Brait destacou a dedicação de toda a equipe de Osasco. “Começamos um pouco devagar, mas nos mantivemos unidas, colocamos a cabeça no lugar, conseguimos sacar bem, desenvolver o plano tático do Luizomar e conquistamos mais uma vitória importante”, afirmou a líbero, que completou. “No terceiro set, o Luiz colocou as meninas que tem ficado no banco para ganhar ritmo (Vivi, Domingas, Lorenne e Natasha) e foi legal. Isso é importante para todas ganharem ritmo, especialmente a Claudinha, que está voltando de lesão”.

Luizomar elogiou a postura de sua equipe diante de um adversário que ocupa a última posição na classificação da Superliga. “Jogamos com responsabilidade e respeito. Camboriú tem uma comissão técnica que poderia dirigir qualquer equipe da Superliga. São grandes profissionais que estão lutando na temporada de estreia, inserindo novas atletas na voleibol brasileiro. Torço muito para que esse projeto siga em frente. Viemos de um grande vitória na rodada passada (3 a 0 sobre Barueri) e as meninas estão de parabéns porque jogaram concentradas e com seriedade”, analisou.

O jogo – O jogo começou com Camboriú forçando o saque e abrindo 4/0. Com um ace, Mari deixou tudo igual: 4/4. Com Walewska na bola de china, Osasco passou à frente no 7/6 e fez a vantagem aumentar. Com Hooker no serviço e aproveitando os contra-ataques, colocou seis pontos de frente (12/6). No final, as adversárias voltaram a encostar e empataram (23/23). Mas um ataque de Hooker da entrada da rede e um ace de Nati Martins deram número finais a parcial: 25/23.

Osasco voltou com tudo para o segundo set. Mari só saiu da linha de saque no 5/1. Wal fez 10/4, novamente na bola de china. Com dois aces seguidos, Mari garantiu o 16/7 no placar. Sem perder o foco, o time deu um show de defesa no 20/9, com destaque para a garra de Claudinha, Mari e Camila Brait para salvar três bolas. A vitória na parcial veio com mais um bom saque da ponteira Mari Paraíba, que quebrou o passe do adversário e permitiu que Nati fizesse o ponto decisivo na bola de xeque para fechar em 25/13.

Natasha e Claudinha entraram no final do segundo set e seguiram em quadra no terceiro. A central virou um bom ataque para fazer 6/3 para Osasco e ainda engatou dois aces (13/6). A levantadora manteve a variação ofensiva e também conseguiu dois pontos diretos de serviço (18/9). Controlando a partida, as comandadas de Luizomar chegaram a vitória na parcial por 25/16 e a partida por 3 a 0.

Vôlei Osasco-Audax entrou em quadra com Carol Albuquerque (1), Hooker (16), Walewska (5), Nati Martins (12), Mari Paraíba (7), Angela Leyva (6) e a líbero Camila Brait. Entraram: Claudinha (3), Lorenne (3), Natasha (6), Domingas (1), Vivi e Kika (1). Técnico: Luizomar de Moura.

O Balneário Camboriú entrou em quadra com Ariele (5), Pri Hekdes (1), Ivna (12), Paula, Adri Vilvert (2), Ariane (4) e a líbero Silvana. Entraram: Raquel (4), Ju Nogueira (4), Sabrina, Ana Guth (1). Técnico: Maurício Thomas.

Equipe para a temporada 2018/19 – O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Novos patrocinadores – Para a temporada 2018/19, o Osasco Voleibol Clube conta com novos patrocinadores: Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek (Reserva Raposo), Autopass (Cartão BOM) e Icone.

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 2º TURNO
18/01 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 São Cristóvão Saúde/São Caetano – Osasco
25/01 – Sesi Vôlei Bauru 3 x 2 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Bauru
29/01 – Pinheiros 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Paulo
08/02 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Hinode Barueri – Osasco
12/02 – 19h30 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 0 Balneário Camboriú – Osasco
15/02 -21h30 – Minas Tênis Clube x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Belo Horizonte (SPORTV)
22/02 -21h30 – VÔLEI OSASCO-AUDAX x Sesc-RJ – Osasco (SPORTV)
26/02 – 19h30 – Dentil/Praia Clube x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Uberlândia
08/03 – 19h – VÔLEI OSASCO-AUDAX x Curitiba Vôlei – Osasco (Globoesporte.com)
12/03 – 20h – Fluminense x VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio de Janeiro
15/03 – a definir – VÔLEI OSASCO-AUDAX x BRB/BRASÍLIA Vôlei – Osasco

SUPERLIGA CIMED 2018/19 – 1º TURNO
16/11- São Cristóvão Saúde/São Caetano 1 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – São Caetano
20/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 3 x 1 Sesi Vôlei Bauru – Osasco
23/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 2 x 3 Pinheiros – Osasco 
27/11 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Fluminense – Osasco
04/12 – Hinode Barueri 2 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Barueri
7/12 – Balneário Camboriú 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Camboriú/SC
14/12 – Sesc-RJ 3 x 0 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Rio De Janeiro/RJ 
18/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Minas Tênis Clube – Osasco 
21/12 – VÔLEI OSASCO-AUDAX 0 x 3 Dentil/Praia Clube – Osasco
8/1 – Curitiba Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Curitiba/PR
11/1 – BRB/BRASÍLIA Vôlei 0 x 3 VÔLEI OSASCO-AUDAX – Brasília/DF

Vôlei Osasco-Audax recebe o Balneário Camboriú nesta terça-feira (12)

Osasco (SP) – O Vôlei Osasco-Audax recebe o Balneário Camboriú neste terça-feira (12), a partir das 19h30, no ginásio José Liberatti, pela sexta rodada do returno da Superliga Cimed. Embalada pela boa vitória por 3 sets a 0 sobre o Hinode Barueri, a equipe comandada pelo técnico Luizomar entra em quadra em busca de mais três pontos, desta vez diante do lanterna da competição.

O fato de enfrentar o último colocado da Superliga não muda o foco das atletas e comissão técnica do Vôlei Osasco-Audax. “O Balneário Camboriú merece todo nosso respeito. É um projeto muito sério, um time estreante e que luta para fazer o melhor papel possível em sua primeira temporada. Nossa equipe vai entrar em quadra com a seriedade de sempre e procurar apresentar um vôlei de alto nível em busca da vitória”, avalia o técnico Luizomar.

Hooker endossa as palavras do treinador. “Nos enfrentamos no primeiro turno, em Camboriú e, apesar da nossa vitória por 3 sets a 0, elas não facilitaram em nenhuma bola. Acredito que nosso time vem em um bom momento, em uma curva ascendente, e devemos isso ao trabalho duro de todo dia e a união das jogadoras e comissão técnica”, afirma a oposta norte-americana, que tem sido a maior pontuadora de Osasco na Superliga.

Na classificação geral da Superliga, Osasco ocupa a quinta posição, com 28 pontos (nove vitórias em 15 partidas), enquanto o Balneário Camboriú aparece em 12º lugar, com dois resultados positivos em 16 rodadas. “Estamos com um jogo a menos e acredito que temos todas as condições de subir na tabela até o início dos playoffs. Este é o campeonato mais equilibrado dos últimos anos e seguimos fortes na luta”, garante a levantadora Carol Albuquerque.

Trio no Time do Sonho – As jogadoras do Vôlei Osasco seguem entre as melhores da temporada. No Time do Sonho, elaborado pela CBV de acordo com o desempenho de cada atleta em quadra, a equipe de Luizomar tem mantido de duas a três integrantes em todas as rodadas. A central Walewska, a ponteira Mari Paraíba e a oposta Hooker figuram na seleção A do campeonato. A ponteira peruana Angela Leyva aparece entre as relacionadas para o time B.

Ativação em quadra – Além de incentivar a equipe em quadra, o torcedor do Vôlei Osasco-Audax tem a oportunidade de participar de atividades antes e durante as partidas. Logo na entrada do ginásio, a loja Osasco Vôlei Store oferece opções de produtos oficiais, com destaque para as camisetas casuais e uniformes de jogo. Os compradores concorrem a assentos especiais para assistir a partida. A mascote Raposinha, do Grupo Resek (Reserva Raposo), interage com as pessoas nas arquibancadas antes do apito do árbitro e no intervalo entre os sets. E Clientes do Cartão Bom que usarem o aplicativo VOUD para recarga têm acesso prioritário ao José Liberatti.

Equipe para a temporada 2018/19 – O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne – e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Novos patrocinadores – Para a temporada 2018/19, o Osasco Voleibol Clube conta com novos patrocinadores: Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek (Reserva Raposo), Autopass (Cartão BOM) e Icone.

Atleta de Osasco é campeão sulamericano de full contact

O atleta e treinador osasquense de Kickboxing, Gerson Teófilo Júnior, representou Osasco na Luta Internacional Full Contact 75kg (Gala 5) contra o argentino Luciano Barrionuevo no dia 8/2 e conquistou o Cinturão Internacional.

O atleta osasquense venceu o argentino por decisão unânime depois de sete rodadas. Com a conquista, Gerson ficou em 1º lugar no ranking brasileiro e no sulamericano na categoria Full Contact.

O atleta integra a equipe do A2F Arena Osasco, que está em 2º lugar no ranking da Confederação Brasileira de Kickboxing. A próxima disputa da equipe será na Copa São Paulo de Kickboxing nos dias 23 e 24/2, em Mogi das Cruzes.

Na última atuação da equipe, durante a Copa Brasil de Kickboxing 2018, Osasco ficou com o título na modalidade Full Contact. Os atletas garantiram 22 medalhas, sendo 17 de ouro, 4 de prata e 1 de bronze, além de R$ 2 mil em premiação.

“Tenho orgulho em mencionar sempre que a equipe de Kickboxing Osasco é uma das melhores equipes de artes marciais do Brasil”, ressaltou Carmônio Bastos, secretário de Esporte.

Prefeitura revitaliza quadra do Ginásio Ayrton Se

A Prefeitura de Carapicuíba, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, revitalizou a quadra do Ginásio Ayrton Senna para oferecer melhores condições de jogo aos praticantes de esportes na cidade.
Foram realizadas as ações de pintura da quadra e das grades do local, além de instalar uma nova rede de vôlei e a tela de proteção da quadra. As cestas de basquete e traves dos gols de futsal também foram revitalizadas. 
E visando aprimorar a prática esportiva na cidade, a Prefeitura trabalha para iniciar a reforma do Ginásio Tancredão ainda este ano.

Prefeitura de Itapevi abre inscrições para 16 modalidades no programa Mais Esportes

A Prefeitura de Itapevi abre inscrições, a partir do dia 4 de fevereiro, para aulas de 16 modalidades esportivas. Gratuitas, as atividades são oferecidas em 24 polos do Programa Mais Esportes, distribuídos em 16 bairros da cidade. As aulas começam no dia 19 de fevereiro.

As inscrições poderão ser feitas ao longo de todo o ano, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h, no Ginásio de Esportes de Itapevi (Avenida Rubens Caramez, 1000A – Vila Aurora) ou no CIE (Centro de Iniciação ao Esporte – Rua Turiassu, 8 – Alto da Colina).

“Agora é possível fazer inscrições no CIE”, diz o secretário adjunto de Esportes e Lazer, Maurício Murakami, “porque queremos facilitar o processo para quem mora mais distante das áreas centrais”, diz.

São 3.500 vagas para aulas futebol, futsal, basquete, handebol, vôlei, treinamento funcional, ginástica artística, ginástica rítmica, ginástica localizada, judô, MMA (Artes Marciais Mistas), muay thai, capoeira, combattenco, paradesporto e atletismo.

As atividades são oferecidas para o público masculino e feminino a partir dos sete anos – com exceção da Ginástica Rítmica e Artística, onde crianças de quatro anos já podem ser inscritas. As modalidades Funcional e Ginástica Localizada, por sua vez, estão disponíveis apenas para adultos.

Durante as aulas, os alunos recebem ensinamentos práticos e teóricos, em atividades de uma hora de duração, realizadas pela manhã, tarde ou à noite, duas vezes na semana. O material é fornecido pela Prefeitura e o aluno precisa estar usando roupas confortáveis, que permitam a movimentação livre pela quadra.

No ato da inscrição, o aluno poderá escolher o polo onde fará a atividade escolhida. É importante lembrar, porém, que nem todas as atividades estão disponíveis em todos os polos esportivos.

Para se inscrever, é necessário preencher uma ficha cadastral com os dados do interessado, além de apresentar cópia do RG (do responsável e do aluno) ou certidão de nascimento, foto 3×4, comprovante de endereço e laudo de liberação médico para prática esportiva.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4205-4464.

Sobre o Mais Esportes

Em vigor desde 2017, o programa já atendeu cerca de 8 mil itapevienses e, por ano, a iniciativa conta com aproximadamente 3,9 mil crianças e jovens de Itapevi regularmente matriculados em atividades esportivas oferecidas gratuitamente pela Prefeitura. O objetivo é formar atletas e oferecer oportunidades de inclusão social por meio do esporte.

Mulheres de Barueri já podem se inscrever nas atividades esportivas 2019

Quem nunca traçou metas ou promessas no final do ano com o objetivo de tornar o próximo melhor? A prática de atividade física sempre lidera o ranking das resoluções de Ano Novo, o que acontece é que muitas pessoas têm dificuldade para manter e cumprir tais resoluções. Mas, no que depender da Secretaria da Mulher de Barueri, o que não vai faltar é estímulo!

Já estão abertas as inscrições para as atividades esportivas de 2019. São 14 modalidades como aeroboxe, musculação, jump, pilates e hidroginástica, além de aulas especiais para gestantes.

As vagas são limitadas e para garantir a sua é preciso apresentar documentos originais e cópias como RG, CPF, comprovante de residência e atestado clínico na Coordenadoria de Esportes da Secretaria da Mulher. Vale lembrar que para as atividades aquáticas é necessário atestado dermatológico.

A Secretaria da Mulher fica na avenida Sebastião Davino dos Reis, 756, Vila Porto. O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 8 às 17h. Mais informações: (11) 4706-4046.

Corrida do Peru celebra a tradição na Aldeia de Carapicuíba

A tradicional Corrida do Peru, que este ano teve sua 36ª edição, agitou a manhã do domingo, 23, no bairro da Aldeia de Carapicuíba. A prova, com percurso de 6,5 km, contou com 250 inscritos. A novidade para este ano foi a Caminhada da Família, com quatro voltas no lago do parque. A premiação envolve troféus e aves natalinas (peru, chester e frango). E pódium para as seguintes categorias:

16 a 30 anos, 31 a 40 anos, 41 a 50 anos, 51 a 50 anos (masculino e feminino), uma categoria só para o feminino de 51 acima, além de 61 a 70 e acima de 70 (ambas para o masculino).

No masculino geral, primeiro lugar para Jonathas Barbosa dos Santos (Barueri), seguido de Anderson Roberto e Fernando Maia, ambos de Carapicuíba.  Visivelmente satisfeito com o resultado, Jonathas dos Santos comentou a prova: “muito bem organizada, com todo o percurso bem sinalizado, a distribuição da água. Tudo muito bom”. Empenhado na modalidade, Jonathas dos Santos corre há 8 anos na São Silveira, prova tradicional na vizinha cidade de Barueri. Nessa última edição (realizada no último dia 16), ele chegou em 12º no geral e 3º na categoria Principal (para locais).

No pódium feminino, só deu Carapicuíba: Maria das Neves de Jesus, Lília Soares dos Santos e Mirian Ramos Ichiyama, em 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente.

Confira a classificação completa de todas as categorias no http://www.parreirassports.com.br/resultados-parreiras-sports

Histórico – A prova surgiu como brincadeira entre amigos, que soltavam um peru nas ruas da Aldeia para comemorar a passagem de ano. A comunidade se envolvia na perseguição e o primeiro que pegasse a ave, a levava como prêmio. A corrida evoluiu com o tempo, mas manteve a tradição de premiar os atletas com um peru congelado.