Educação

Guardiã Maria da Penha fala sobre violência doméstica em escolas municipais

Prestes a completar três anos de existência, o Guardiã Maria da Penha (programa da Guarda Municipal utilizado especificamente no atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica), começou a expandir suas atividades com a intenção de diminuir o índice de casos de agressão contra a mulher em Barueri.

Com o novo projeto “Guardiã Maria da Penha na escola”, as agentes realizam palestras de orientação e prevenção aos alunos dos 6º e 9º anos das escolas municipais. “Nosso objetivo é trazer aos jovens o conhecimento da Lei Maria da Penha e de como evitar novos casos de violência contra a mulher”, explica a subinspetora Magali Figueiredo Vieira, coordenadora do programa.

Durante a palestra, os alunos assistem a um vídeo explicativo sobre a Lei 11.340, que previne e pune a violência e todas as demais formas de discriminação contra a mulher. Entre relatos reais, os estudantes podem dialogar com as guardas sobre suas experiências familiares.

De acordo com a subinspetora, a violência doméstica é um problema social que deve ser exposto e conversado em sala de aula. “Desde cedo precisamos descontruir essa versão de que a mulher é inferior ao homem. Os alunos precisam lidar com essa situação dentro e fora de casa”, conclui.

O projeto deu início às atividades na Emef Fioravante Barletta (Jardim Silveira), mas deve alcançar todas as escolas da rede municipal.

Parceria beneficia mais de uma centena de jovens

Parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão de Osasco da Prefeitura de Osasco e o Instituto Criar de TV, Cinema e Novas Mídias, já capacitou, até o final do ano passado, quase 130 osasquenses nas áreas de finalização, fotografia, áudio, pós-produção, produção, direção de arte, além dos eixos flexíveis como direção, roteiro, estética, história do cinema, história da arte e participação social e mundo do trabalho.

Muitos desses jovens que passaram pela formação foram inseridos no mercado de trabalho audiovisual. Paulo Eduardo é um deles. Sobrevivente de um tiroteio, em 1999, sua história inspirou um dos personagens do longa “Na Quebrada”, de Fernando Grostein Andrade. “Encontrei um rumo para a minha vida graças ao cinema, participando da produção como codiretor do ‘Na Quebrada’. O Fernando conheceu minha história no Instituto Criar”, explicou Paulo Eduardo.

Para o programa, o processo seletivo acontece nos meses de maio e junho e é feito através de inscrição no site do próprio Instituto. O Programa de Formação tem início em agosto e término em junho do ano seguinte. Para participar, o jovem deve atender aos seguintes requisitos:

·         Ser indicado por uma Escola Pública (exceto Escolas Técnicas Estaduais – ETECs), ONG ou Coletivo que seja aliado social do Instituto Criar;

· Residir no município de Osasco há mais de dois anos – com comprovante de residência;

·         Ter entre 15 e 29 anos;

·         Pertencer a família com renda per capita comprovada igual ou menor a meio salário mínimo nacional vigente;

·         Não ter participado de outro projeto com bolsa trabalho por mais de 14 meses;

·         Não estar trabalhando nem recebendo seguro desemprego;

·         Ter concluído o Ensino Médio ou estar cursando o terceiro ano (comprovado por diploma ou declaração de matrícula);

·         Ter livre o período das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira, para a frequência das atividades obrigatórias, tendo em vista o cumprimento da carga horária para a obtenção do certificado de conclusão.

A formação acontece na sede do Instituto no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, em período integral, com duração de até um ano. O aluno recebe da Prefeitura de Osasco, ao longo desse tempo, um auxílio pecuniário no valor de um salário mínimo, mais auxílio para deslocamento.

Após o período de formação, os jovens são encaminhados aos parceiros como Secretaria de Cultura, Secretaria de Comunicação, por exemplo, além do próprio Instituto Criar que também recebe jovens para Habilitação em Local de Trabalho. Eles realizam HLT pelo período de 6 a 12 meses onde vivenciam na prática o que aprenderam durante a formação.

A SDTI também atende o Núcleo de Artes Cênicas Sebastian, entidade sem fins lucrativos direcionada à inclusão de crianças e adolescentes dos setores mais socialmente vulneráveis através da dança.

O curso de formação acontece no Núcleo Sebastian, que funciona em espaço público municipal. Hoje, três jovens habilitadoras, formadas pelo Núcleo, são mantidas pela prefeitura e auxiliam outras crianças no Ballet. As “aulas” das habilitadoras acontecem nos CEUS Zilda Arns, José Saramago e Núcleo Sebastian.

Prefeitura de Cotia apoia OSC que atende menores em situação de risco social

Na última semana, crianças atendidas pela Organização da Sociedade Civil (OSC) ‘Obras Sociais do CE Wantuil de Freitas’, na Água Espraiada, fizeram uma apresentação circense. Na Wantuil, as crianças, com idade entre zero e 15 anos, participam de diversas atividades recreativas e culturais. Elas são oriundas de famílias atendidas pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS’s) Jardim Japão e Caucaia do Alto e o atendimento na OSC conta com o apoio da Prefeitura de Cotia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, que é uma das cofinanciadoras do espaço.

“Esse serviço só é possível pela parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social que encaminha as crianças e possibilita a realização das atividades com recursos financeiros”, disse Rosangela Dias, vice-presidente da OSC.

As crianças atendidas fazem parte do programa de serviço convivência e fortalecimento de vínculos e, na apresentação da última semana, contaram com uma plateia especial: crianças da unidade da OSC localizada no Tijuco Preto.

Na Wantuil de Freitas as crianças participam de aulas de violão, arte circense, taekwondo, jogos cooperativos e competitivos, ginástica, aulas de dança, recreação, literatura, entre outras, no contraturno escolar.

O pequeno Kauã Borges, de apenas 13 anos, participa das aulas circense e está animado. “Eu pretendo levar o aprendizado daqui para outras pessoas, para outros lugares, porque este aprendizado é essencial na minha vida”, disse o garoto.

A parceria com a Prefeitura existe desde 2018. “Firmamos esta parceria com a Wantuil e estamos muito felizes com o resultado na vida de nossas crianças. Este serviço de convivência e fortalecimento de vínculos é fundamental para um futuro melhor para cada uma delas”, disse Mara Franco, Secretária de Desenvolvimento Social.

Em Carapicuíba, encontro de gestores municipais fortalece programa ‘Meio Ambiente nas Escolas’

Na última semana, a Prefeitura de Carapicuíba, através da Secretaria de Educação em parceria com o Instituto socioambiental Auá, realizou no Centro de Formação de Professores, o encontro de gestores escolares da rede municipal de ensino para as orientações e fortalecimento do programa Meio Ambiente nas Escolas, seguindo o projeto “Lugar de óleo de cozinha usado é na escola”.
A reunião, conduzida pelos representantes ambientais, teve o objetivo de reforçar a importância do projeto no ambiente escolar, apresentando métodos que podem ser aplicados em sala de aula junto aos alunos para a conscientização ambiental dos pequenos, além de torna-los multiplicadores da informação.Em 2019, as 46 escolas municipais de Carapicuíba serão utilizadas como pontos de coleta para captação do óleo de cozinha usado. Só no último ano, o programa coletou mais de 5.400 litros de óleo, que receberam a destinação correta, evitando a contaminação de rios e lagos. Neste ano a iniciativa busca aumentar a quantidade do líquido com maior adesão da população. 

Entenda o projetoA ação visa mobilizar a população a não desperdiçar o óleo de cozinha após o uso, nem descartá-lo na pia. O recurso da venda do óleo entregue nas Emeis e Emefs passa a ser destinado para a Associação de Pais e Mestres de cada unidade, que decide em quais projetos de educação ambiental investir, assim como em novos produtos sustentáveis. 

Como separar seu óleo da maneira correta
Com a ajuda de um funil despeje o óleo usado e já frio em uma garrafa PET. Leve a garrafa PET para a escola mais próxima de sua casa e deposite nas bombonas do projeto. O óleo de cozinha usado receberá a destinação correta, podendo ser reciclado e transformado em produtos sustentáveis.

Alunos do Imperial e Mutinga integram projeto especial de natação

Cerca de 1.200 crianças e jovens, que estudam nas escolas municipais dos bairros Parque Imperial e Jardim Mutinga, estão participando de aulas de natação, na piscina da Emef Nestor de Camargo (Mutinga). 

O projeto está abrigando os alunos das Emefs Amador Aguiar, João Carvalho de Lima, José Domingos da Silveira, Júlio Gomes Camisão, Levy Gonçalves de Oliveira, Marlene Pereira Santiago, Nestor de Camargo, Rita de Cássia e Rita de Jesus. 

A Secretaria de Educação destacou professores de educação física especialmente capacitados para ministrarem as aulas de natação, bem como está coloca à disposição, ônibus escolares para transportar os estudantes envolvidos no projeto. 

De acordo com a supervisora do setor, Fátima Leite, o projeto tem o objetivo de legar às escolas da região oportunidades de desenvolvimento em áreas do esporte e da cultura, como ferramenta de aprendizagem e de melhoria da qualidade de vida de todos os envolvidos. “Com esse cenário, abre-se a possibilidade de melhorarmos os índices de desempenho, além de promovermos novas aprendizagens. Surge também uma importante ferramenta para reduzir os índices de evasão escolar”, explicou. 

A diretora da Emef Nestor de Camargo, Márcia Adriana, a iniciativa está sendo muito bem recebida pelas famílias dos alunos. “Os pais estão felizes, inclusive fazem questão de acompanharem as aulas. É só elogio”, disse.  

Para Cristina Silva, diretora da Emef Levy Gonçalves, o projeto tem sido a alegria dos alunos. “Estão bem participativos e muito mais interessados nas aulas”, observou. 

Além da aprovação dos estudantes, os pais e familiares também estão empolgados com as novas atividades. De acordo com Verônica da Silva, mãe de uma estudante da Emef Levi Gonçalves, a aula de natação é um projeto maravilhoso, pois “está auxiliando muito no aumento da sociabilidade e do interesse pelo esporte do seu filho”. 

Para Kelle Fernandes Vianna, sua filha está muito interessada na novidade. “Os professores são muito pacientes e atenciosos. Excelente projeto.” 

Escolas são inauguradas em Carapicuíba, Prefeitura aumenta número de vagas nas Emeis

Em comemoração ao aniversário da cidade, que completa 54 anos nesse mês de março, a Prefeitura de Carapicuíba inaugurou duas novas escolas na cidade.

Por intermédio da Secretaria de Educação, as Emeis que já estão em funcionamento aumentam a quantidade de vagas com cerca de 350 alunos matriculados na rede municipal.

No bairro Jardim Novo Horizonte, a Emei Leonildo Braym foi inaugurada no último dia 23. Com capacidade para mais de 200 crianças (entre 4 a 5 anos), a unidade envolve 4 salas de aula, cozinha, refeitório, lactário, repouso, banho, lavanderia, solário, pátio coberto, anfiteatro, playground, além de sistema de segurança (24h).

A Emei José Gonçalves, na região da Vila Menck também foi entregue dentro da programação. A obra, com estrutura para mais de 140 crianças, soma 5 salas de aula, 2 berçários, fraldário, playground, refeitório, pátio coberto, em um prédio moderno e informatizado.

“Estamos construindo um futuro melhor para nossas crianças e jovens, garantindo que seus responsáveis tenham total confiança em entregar seus filhos em nossas mãos. Escolas confortáveis e seguras para um aprendizado mais completo”, ressaltou o prefeito Marcos Neves.

Com as duas entregas, a educação de Carapicuíba avança e segue com o objetivo de oferecer mais qualidade no ensino da rede municipal.

Prefeitura de Osasco lançará esté mês concurso para as áreas operacional, administrativa e da saúde

Concurseiros que buscam oportunidade de emprego no serviço público já podem começar a se preparar. A Prefeitura de Osasco lançará em abril concurso para as áreas operacional, administrativa e da Saúde. O edital sairá em breve. As inscrições deverão ser feitas no site da Vunesp (www.vunesp.com.br), organizadora do concurso.

As vagas são para os seguintes  cargos:

agente de defesa Civil (1ª classe)

auxiliar de necropsia

auxiliar de cuidador social

assistente social

cuidador social

educador social

enfermeiro generalista

enfermeiro obstetra

enfermeiro sanitarista

enfermeiro do trabalho

farmacêutico

fisioterapeuta

fonoaudiólogo

médico do trabalho

médico veterinário

motorista de transportes leves

motorista de transportes pesados

oficial administrativo

psicólogo

técnico de enfermagem

técnico de enfermagem do trabalho

técnico de segurana do trabalho  

zelador de espaço esportivo.

Educação

Outro concurso lançado pela Prefeitura que também será realizado pela Vunesp, com inscrições até 10/04, tem vagas para os seguintes cargos: professor adjunto de educação básica I (400 vagas), professor de desenvolvimento infantil I (300), professor de educação básica II (deficiência auditiva) (2), professor adjunto de educação básica II (deficiência mental) (5), professor adjunto de educação básica II (deficiência visual) (2), professor adjunto de educação básica II (educação artística) (5), professor adjunto de educação básica II (educação física) (5) e professor adjunto de educação básica II (inglês) (5).

Os salários oferecidos para os cargos acima citados na área da Educação são de acordo com a carga horária e exigências para o cargo, podendo variar entre R$ 1.496,40 e R$ 2.455,84. A prova objetiva para todos os cargos está prevista para o dia19/5, no período da manhã. O edital completo pode ser consultado na Imprensa Oficial, disponível no portal: www.osasco.sp.gov.br na edição de 15/2/2019, a partir da página 28.

Evento inédito na região impactou centenas de pessoas que participaram da primeira edição ICON21

Foram 21 horas de alto impacto emocional para mais de 200 participantes da primeira edição do treinamento de imersão ICON21, que aconteceu em Alphaville nos dias 23 e 24 de março, no hotel Blue Tree Premium.

A metodologia foi desenvolvida e aplicada por Max Santana – Fundador do ICON. O evento contou ainda com a participação especial do palestrante e empresário Geraldo Rufino, que esteve no evento no dia 24 com uma palestra impactante de positividade.

Vanessa Borges foi uma das participantes do evento e escreveu na página oficial do evento seu depoimento: “… fui impactada com a transformação que eu tanto buscava, eu estava sem saída e achei a solução e o caminho a seguir…”, declarou ela entre outros depoimentos incríveis relatados.

“… apesar de já existirem diversos métodos que prometem provocar mudanças na vida das pessoas, o que oferecemos aqui, nessas 21 horas, poucos conhecem ou vivenciaram algo parecido, é muito impactante e foi feito para quebrar as crenças que o ser humano cria sobre sua própria vida. Pegamos pesado naquilo que está impedindo as pessoas de alcançarem transformação e prosperidade, é por isso que dá certo”, comenta Max Santana.

Toda a programação do evento aborda questões comportamentais, inteligência emocional, relações profissionais e familiares, além de conhecimentos para administração de tempo, dinheiro e outras áreas da vida, como saúde e fé, por exemplo.

O idealizador deste método inovador é Max Santana, professor universitário, autor do livro Marketing para o Sucesso, palestrante, empresário e gestor público. Segundo ele, foram alguns anos estudando o comportamento humano para chegar ao conteúdo e didática do treinamento. Esta foi a primeira edição, que contou com a participação de empresários, estudantes, profissionais de diversas áreas e também visitantes de outros países que pretendem levar o método para além das fronteiras do Brasil.

A próxima edição do evento já está marcada para os dias 01 e 02 de junho, em Alphaville. Segundo a organização, as inscrições e informações deste próximo evento estarão disponíveis nos próximos dias no site do ICON21.

Os interessados em participar da próxima edição poderão obter mais informações e se inscrever pelo site www.icon21.com.br a partir do mês de abril.

As vagas são limitadas e as inscrições se encerram ao se esgotarem os lugares disponíveis. O valor de investimento para participação terá 50% na abertura do primeiro lote de vendas e vai aumentar gradativamente até a data de realização.

Preservação da água é tema de palestras e trabalhos nas escolas de Cotia

O Dia Mundial da Água, lembrado na última sexta-feira (22/03), mudou a rotina de atividades em escolas municipais de Cotia. Os alunos assistiram palestras, poemas, músicas e fizeram atividades relacionadas ao tema “água”. Parte das atividades contaram com a parceria da Secretaria de Meio Ambiente e Agropecuária e da Sabesp.

Na própria sexta-feira, alunos do período da tarde da EM Chácara Cantagalo participaram de uma aula coletiva. Colocados em círculo no pátio da escola, os estudantes acompanharam a uma palestra sobre a importância da preservação da água, como ela influencia a nossa vida e a vida no planeta. Os alunos ouviram ainda música e poema. Ao final, fizeram ilustração com o tema e os trabalhos ganharam um painel especialmente montado na escola.

Ainda na sexta-feira, os alunos da EM Professora Otília Freire Shimada ganharam gibi com tema água e, na segunda-feira (25), assistiram a uma palestra com funcionários da Sabesp e assistiram vídeos sobre tratamento de esgoto, economia de água e as consequências do descarte irregular de lixos e entulhos. “Ao longo da semana, os alunos realizaram atividades pedagógicas, leituras de textos, fizeram painéis e receberam informação sobre a importância da água, pois este é um assunto que está no radar da escola, em breve, queremos fazer uma horta na escola e, preparar os alunos falando sobre a água é o primeiro passo”, disse Ricardo de Oliveira, diretor da escola.

Para encerrar a programação, a cantora Lenny Araújo contou a música “Planeta Água”, de Guilherme Arantes.

3,3 mil alunos já se beneficiam do transporte escolar gratuito em Osasco

A Prefeitura de Osasco conta com o Programa de Transporte Escolar Gratuito (TEG), destinado aos estudantes da rede municipal de ensino. Atualmente, são transportados três mil e trezentos (3.300) alunos. Deste total, cem (100) estudantes possuem algum tipo de deficiência. O TEG dispõe de veículo adaptado especialmente para a condução de pessoas com deficiência, o transporte inclui uma equipe de monitores que zela pela segurança dos educandos.

O secretário de educação, José Toste Borges, explica que o programa teve algumas alterações a fim de atender aqueles que residem distante das escolas municipais. Para as alterações foram consideradas as solicitações que não se adequavam ao decreto de 2004.

O decreto foi alterado a partir dos estudos conduzidos pela equipe técnica. “Alteramos a distância que anteriormente era de um quilômetro e passou a 750 metros, além da renda familiar que não poderá ultrapassar quatros salários mínimo. Dessa forma poderemos atender a necessidade de outras famílias”, explica o secretário.

Todo itinerário do transporte escolar gratuito, é estabelecido de acordo com as necessidades dos alunos que aguardam a condução nos pontos de parada já existentes. Os estudantes com deficiência partem de suas residências.

Para requisitar o beneficio, os pais devem procurar a escola do filho pessoalmente, preencher um formulário, o qual será encaminhado para avaliação da Secretaria de Educação / Setor de Transporte Escolar Gratuito (TEG).

O decreto de n° 11.994, de 15 de março de 2019 pode ser consultado na Imprensa Oficial do Município de Osasco (IOMO), disponível no portal: www.osasco.sp.gov.br na edição de 20/03/2019, a partir da página 01.