Educação

Cursos de desenhos têm inscrições abertas

Pintura, desenho, mangá e caricatura: quatro atividades artísticas cujos cursos oferecidos pela Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri estão com inscrições abertas. Para os que gostam de desenhar, trata-se de uma boa oportunidade para aprimorar os traços e aprender novas técnicas e estilos.

São cursos com aulas práticas e teóricas que propiciam o desenvolvimento da criatividade, da expressão estética e representação de ideias, além do aprendizado de técnicas e uso de materiais diversos. Os cursos são oferecidos a interessados a partir dos sete anos de idade, disponíveis de segunda a sextas-feira, nos períodos da manhã e da tarde, em algumas bibliotecas municipais (veja abaixo).

Locais

Biblioteca Benedito Franco (Av. Itu, 300, Jd. Paulista. Tel. 4194-6015)

Desenho e Pintura

Segunda-Feira

Horários: das 8h às 9h30 / 9h30 às 11h / das 13h30 às 15h para crianças de 7 a 10 anos

Das 15h às 17h para adultos  

Biblioteca Prof. Max Zendron (Rua Rio Grande do Sul, 234, V. Boa Vista. Tel. 4198-0229)

Mangá e Caricatura

Terça-feira e Quarta-feira

Das 8h às 9h30 / 9h30 às 11h / 13h30 às 15h para crianças de 7 a 10 anos

Das 15h às 16h30h para adolescentes de 11 a 15 anos

Biblioteca Cora Coralina (Rua Glória, 630. Pq. dos Camargos. Tel. 4201-5722)

Desenho e Pintura

Quinta-feira

Das 8h às 9h30 / 9h30 às 11h / 13h30 às 15h para crianças de 7 a 10 anos

Das 15h às 17h para adultos  

Centro Comunitário Jaraguá Mirim (Rua Otacilio Alves Martins, 514 – Parque Imperial. Tel. 4208-7907)

Desenho e Pintura

Sexta-Feira

Das 8h às 10h / 10h às 11h30 / 13h00 às 14h30 para crianças de 7 a 10 anos

Das 14h30h às 16h para adultos

Carapicuíba realiza exposição Jardim das Esculturas e inaugura Orquidário Municipal

No sábado, dia 27, a Prefeitura de Carapicuíba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, realiza a exposição Jardim das Esculturas e inaugura o Orquidário Municipal no Centro de Educação para a Sustentabilidade (CES). O evento acontece das 10 às 16 horas na Av. São Camilo, 968.

Haverá oficinas “Resgatando Orquídeas”, com César Kawamura e “Cultivo de Orquídeas”, com Márcia Tie. O Jardim das Esculturas terá uma obra do artista Nino Ferraz, “o escultor do aço”.

O Orquidário Municipal é colaborativo e todas as orquídeas são resgatadas do lixo e tratadas para que voltem a florir. O morador também pode levar sua planta e ampliar o acervo.

Centro de Educação para a Sustentabilidade (CES)

O CES Carapicuíba é um espaço público municipal idealizado para disseminar boas ideias que todos nós podemos praticar no dia a dia, de uma forma mais benéfica ao meio ambiente. É um ponto de encontro para promover oficinas, palestras e cursos ligados a questões ambientais.

Jardim das Esculturas e Orquidário Municipal

Local: CES Carapicuíba

Quando: 27/4

Horário: das 10 às 16 horas

Endereço: Av. São Camilo, 968

Gratuito

Classificação livre

Escolas públicas de Itapevi e Carapicuíba recebem oficinas culturais de fotografia

A fotografia transforma as pessoas e permite que enxerguem o mundo com mais sensibilidade, unindo arte e educação na mesma ferramenta. Buscando ampliar a percepção dos jovens, o Ministério da Cidadania e Instituto CCR levam o projeto FotoArte, da ONG ImageMagica, para estudantes de escolas públicas. Com patrocínio da CCR ViaOeste e CCR RodoAnel, concessionárias fiscalizadas pela ARTESP, o projeto passará por Itapevi e Carapicuíba em abril, nas escolas Prof. Irany Toledo Moraes e Miguel Costa Júnior.

Durante as oficinas, educadores da organização ensinam técnicas de fotografia para os participantes e os desafiam a utilizá-la forma crítica e reflexiva. A etapa teórica da aula acontecerá dentro de um caminhão especialmente adaptado, que simula o interior de uma câmera fotográfica. Em seguida, os jovens fotografam, legendam e expõem suas criações na própria escola.

Sergio Ribeiro, gestor de Comunicação e Relações Institucionais da CCR ViaOeste e CCR RodoAnel, explica a importância de contribuir com o desenvolvimento social das cidades atendidas pelas rodovias. “Ao aprender a observar, o jovem descobre maneiras mais relevantes de atuar em sua própria realidade. Nosso propósito é criar caminhos para que desenvolvam a Cultura e a Cidadania”, reforça o gestor.

Além de ensinar técnicas fotográficas, o projeto FotoArte tem como principal objetivo mudar a forma com que as pessoas se relacionam com essa ferramenta, percebendo o poder que ela tem de transmitir mensagens relevantes e mudar realidades.

“O impacto do projeto nas escolas é incrível. No momento da exposição, os alunos percebem o quanto é importante a mensagem que eles passaram por suas fotografias, a importância do que eles pensam e o valor da opinião deles dentro da escola”, conta Andreza Portela, coordenadora do núcleo educacional da ImageMagica.

Uma imersão imagética

O mergulho no universo das imagens acontece do início ao fim das oficinas. Os estudantes terão contato com a história da fotografia e dicas de como usar a ferramenta no dia a dia. Depois, entrarão na câmara escura, ambiente instalado no caminhão que simula o interior de uma máquina fotográfica gigante. Ali, eles conseguem ver, ao vivo, a imagem de fora do caminhão sendo projetada exatamente como acontece dentro das câmeras fotográficas, que é o mesmo dos nossos olhos.

Botando a mão na massa

Com todo esse novo conhecimento em mãos e um celular disponibilizado para a oficina, cada participante vai fotografar o tema “O que representa o futuro para você”. Eles utilizarão o aplicativo Camino, desenvolvido pela ImageMagica, e também produzirão uma legenda sobre o tema. As imagens são impressas e entregues aos novos fotógrafos.

Aprendizado para os professores

As oficinas do FotoArte também serão direcionadas para os professores das escolas, que serão capacitados com conteúdo exclusivo. O objetivo é incentivar o uso da fotografia como ferramenta de ensino dentro da sala de aula para suas próprias disciplinas.

Ideias para o mundo

Ao final das oficinas, o material produzido pelos alunos será exposto em formato de lambe-lambe ou varal. A ideia é incentivar a visitação da comunidade, aumentando o impacto das fotografias e das mensagens criadas.

Serviço

Itapevi

Escola: C.E.M.E.B. Prof. Irany Toledo Moraes

Datas: 24 e 26 de abril de 2019

Endereço: Rua Alcides Cotrim,117, Jd. Santa Rita, Itapevi/SP

Carapicuíba

Escola: EMEF Miguel Costa Júnior

Datas: 29 e 30 de abril de 2019

Endereço: Estrada Egílio Vitorello, 2132, Jardim Maria Beatriz, Carapicuíba/SP

ImageMagica

Fundada pelo fotógrafo André François, a ImageMagica tem como missão promover o desenvolvimento de pessoas utilizando a fotografia como ferramenta de transformação e empoderamento.

A ONG desenvolve ações nas áreas de educação, saúde e cultura, atuando em diferentes causas. Com a convicção de que a transformação começa pelo olhar, a ImageMagica estimula as pessoas a perceberem mais atentamente seu entorno e, com essa reflexão, mudar a si próprias e o ambiente onde vivem. Desde 1995, já foram mais de 370 mil olhares transformados com projetos realizados em 15 países.

Site: www.imagemagica.org

Redes Sociais: www.facebook.com/imagemagicapage / www.instagram.com/imagemagica

Instituto CCR

Completando 5 anos em 2019, o Instituto CCR é uma entidade privada sem fins lucrativos que nasceu com o objetivo de estruturar a gestão de projetos de Responsabilidade Social apoiados há mais de 15 anos pelo Grupo CCR. Por meio do Instituto CCR são viabilizados projetos com recursos próprios da companhia e oriundos de leis de incentivo, com foco prioritário em quatro áreas: Cultura e Esporte; Educação e Cidadania; Meio Ambiente e Segurança Viária; Saúde e Qualidade de Vida. Comprometido com o desenvolvimento sustentável, socioeconômico e cultural nas regiões onde atua, o Grupo CCR se orgulha de ter levado cerca de 600 projetos para mais de 150 cidades no Brasil e no exterior, que, desde 2003, já beneficiaram 10,7 milhões de pessoas com investimentos de R$ 291 milhões em projetos estruturados.

Saiba mais em www.institutoccr.com.br

Sobre a CCR ViaOeste

A CCR ViaOeste é responsável pela administração do Sistema Castello-Raposo e gerencia 168,62 quilômetros de rodovias, compreendendo as Rodovias Castello Branco (SP-280), de Osasco a Itu; Raposo Tavares (SP-270), de Cotia a Araçoiaba da Serra; Senador José Ermírio de Moraes (SP-075), de Sorocaba a Itu e Dr. Celso Charuri (SP-091/270), em Sorocaba. Foi a sexta concessionária a integrar o Grupo CCR.

Sobre o Grupo CCR Fundado em 1999, o Grupo CCR é uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina. Dividida em quatro núcleos de negócio, CCR Rodovias SP, CCR Rodovias BR, CCR Mobilidade e CCR Aeroportos, a empresa detém concessões nos principais modais em operação no País. Pioneira no segmento de concessões de rodovias no Brasil, a companhia é hoje uma das cinco maiores do mundo e atua com dez concessionárias de rodovias pelo país, CCR NovaDutra, CCR ViaLagos, CCR RodoNorte, CCR AutoBAn, CCR ViaOeste, CCR RodoAnel, CCR SPVias, Renovias, ViaRio e CCR MSVia, totalizando 3.265 quilômetros concedidos em São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Paraná. No seu portfólio constam as rodovias consideradas melhores e mais seguras por anos consecutivos nos rankings especializados, tendo conquistado importantes índices de redução de acidentes fatais. Em transporte de passageiros, com a conquista, no início de 2018, da concessão das Linha 5 – Lilás do metrô de São Paulo e do monotrilho da linha 17 – Ouro, o grupo consolida sua atuação no segmento, gerindo importantes empresas responsáveis por mais fluidez, segurança e conforto em grandes vias urbanas. São elas: ViaQuatro, VLTCarioca, CCR Barcas e CCR Metrô Bahia, com negócios nas capitais paulista, fluminense e baiana, respectivamente. Já em concessões aeroportuárias, o Grupo CCR tem atuação internacional, com participação nos aeroportos de Quito (Equador), San José (Costa Rica) e Curaçao. No Brasil, possui a concessionária BH Airport, responsável pela gestão do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Em 2015, adquiriu a TAS (Total Airport Services), empresa norte-americana prestadora de serviços aeroportuários. Além do compromisso com a elaboração de projetos de infraestrutura para o País, a CCR também está atenta ao desenvolvimento sustentável das comunidades em que atua e aos seus 13 mil colaboradores. Nesse sentido, a empresa se tornou, em 2011, signatária do Pacto Global da ONU e, consequentemente, assumiu os compromissos nele firmados. A empresa também segue, pelo sétimo ano consecutivo, na carteira do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) da B3 e possui o Instituto CCR por meio do qual promove projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos nas regiões onde atua levando desenvolvimento social para milhares de pessoas. Com mais de 20 anos de trajetória, possui o reconhecimento dos mercados nacional e internacional em função de sua trajetória de sucesso e da adoção constante das mais rígidas regras de governança corporativa que pautam sua atuação e estão reunidas no Programa de Integridade e Conformidade da companhia.

Estudantes da rede de Barueri recebem ovos de chocolate em comemoração à Pascoa

Cerca de 65 mil crianças e jovens das maternais, Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos) matriculados na rede de ensino de Barueri estão recebendo os tradicionais ovos de chocolate.

Os estudantes com intolerância a lactose e diabéticos também foram lembrados e receberam ovos especialmente preparados para essas condições. 

Para marcar a Páscoa, celebrada este ano no dia 21 de abril) ,além da distribuição dos ovos, as crianças das maternais e da Educação Infantil também participaram de atividades especiais, como brincadeiras com personagens vestidos de Coelho da Páscoa, caça aos ovos, culinária especial, contação de histórias, apresentações de teatro e shows musicais sobre o tema.

Espalhando sorrisos

Na Emef Sidney Santucci, desde o início da semana as crianças participaram de programações focadas na data. Os estudantes fizeram a receita do pão de Páscoa e ouviram sobre o verdadeiro espírito da Páscoa, que envolve amor, renovação e gratidão. “Esse é o primeiro ovo de Páscoa que ganho esse ano, vou levar para dividir com minha irmã”, disse o aluno Júlio Oliveira, do 2° ano.

Na Emei João Evangelista, do Jardim Mutinga, foram criados cartões sobre o tema. De acordo com a diretora Neusa César, a iniciativa contou com a participação das crianças e seus familiares, que participam, inclusive, do emocionante momento da troca de cartões. “Com esse trabalho queremos exaltar a cultura de cada família e enfatizar a importância da valorização do ser humano, resgatando valores como respeito e amor ao próximo”, conta a diretora.

ETEC Osasco II divulga datas de inscrição para vestibulinho 2019

A ETEC Dr. Celso Giglio – Osasco II divulgou o período de inscrição para o vestibulinho do 2º semestre de 2019.

As inscrições, que começaram dia 10/4, seguem até às 15 horas do dia 15/5 e podem ser feitas através do site www.vestibulinhoetec.com.br

O exame será realizado em junho, domingo, dia 16/6.  Os cursos da ETEC são técnicos e gratuitos.

Confira abaixo os cursos disponíveis para o Vestibulinho da ETEC Osasco II:

·         Contabilidade  – 40 vagas – Noturno

·         Nutrição e Dietética – 40 vagas – Noturno

·         Química  – 40 vagas – Noturno

·         Segurança do Trabalho – 40 vagas – Noturno

Para conhecer melhor a ETEC  e os cursos oferecidos acesse o site: www.etecosasco2.com.br

Apresentação da nova turma de flautas integrou o projeto Cultura em Movimento

Contando com a participação de todos os alunos da escola, o projeto “Cultura em Movimento” segue com muitas novidades para os estudantes da Emeif Professor João Tibúrcio, no bairro Chácaras Marco.

Em vigor desde o ano de 2017, o programa tem despertado ainda mais o interesse dos alunos pela escola. O objetivo é levar incentivo ao esporte, atividades com música, cidadania e conhecimento geral.

Nesta semana, mais uma atividade marcou o sucesso do projeto. Aconteceu a primeira apresentação da turma de flautas. O bonito show contou com canções do erudito ao popular.

Pais, alunos da escola e gestores foram convidados para participar da exibição do grupo de jovens músicos que demonstraram muito talento cantando e tocando clássicos nacionais e internacionais.

Um dos grandes incentivadores da iniciativa é o diretor Reinaldo Ribeiro, que é músico e apaixonado pela arte. “É gratificante ver o envolvimento dos alunos e principalmente a aprovação dos pais a mais este projeto”, diz.

Para o professor Fernando Amaro, a música humaniza e ensina muito. “Estamos todos muito orgulhosos em ver o grande interesse de todos nossos estudantes para com as atividades”, afirma.

O professor Marcos Eugenio, um dos idealizadores do projeto, reafirmou a importância em levar os estudantes além dos muros da escola. “Por intermédio de incentivo à música, ao esporte e a à cultura, nossos estudantes demonstram muito mais interesse pela escola e pelo aprendizado”, afirma.

Regiane Ferreira, mãe do aluno Jeffer Ferreira, estava cheia de orgulho. “Meu filho está animado em aprender música e participar desse projeto. Ele está gostando cada vez mais desta escola”.

A supervisora de ensino Andrea Calsonari também elogiou a iniciativa. “Sabemos da importância da música na vida dessas crianças. Ela desperta nossas emoções, a criatividade, ampliando conhecimento e novos saberes. Parabéns para todos envolvidos nesse excelente projeto”.

Biblioteca em geladeira incentiva a leitura em escola

Os estudantes da EMEF General Antônio de Sampaio, no Km 18, tem uma geladeira cheia de livros no pátio da unidade educacional. Com uma pintura colorida na parte externa, as prateleiras internas estão recheadas de contos, clássicos infantojuvenis, além de obras de autores como Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade, José de Alencar, Oswald de Andrade, Clarice Lispector, Cecília Meireles, Guimarães Rosa, Graciliano Ramos, entre tantos outros escritores da literatura brasileira, e gibis variados.

A iniciativa é dos alunos do Colégio Albert Sabin, que mergulharam nos 17 objetivos de ‘Desenvolvimento Sustentável da Agenda’ 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas) e foram desafiados em criar um projeto relevante. “Criamos como projeto a biblioteca dentro da geladeira”, explicou o educando Bernardo Napolitano, 12 anos, que convenceu os amigos Leonardo Jun, Pedro Baccalá e Rafael Romano a ajuda-lo.

No final, os alunos ganharam um prêmio e a “Biblioteca Social Colaborativa”, instalada em uma das 10 geladeiras que iriam para o lixo e que eles ganharam de uma fábrica de sorvete, hoje funciona no pátio da EMEF General Antônio de Sampaio, que pertence à Prefeitura de Osasco, e na escola EMEF Conde Luiz Eduardo Matarazzo, da rede estadual de ensino.

“Resolvemos implantar esse projeto na escola pública, porque sabemos que a população em geral não tem acesso à leitura. Proporcionar essa ação no espaço escolar é sem dúvida colaborar para um mundo melhor, onde muitas crianças e adolescentes se tornarão cada vez mais apaixonados pela leitura. Aliás, serão mais participativos e contribuirão também para melhoria do nosso país”, explicou Bernardo.

Qualquer aluno ou funcionário da unidade educacional pode retirar um exemplar da geladeira, levar para casa e depois devolver. Caso tenha gostado muito da obra, poderá emprestar o livro e deixar outro no lugar.

Um ponto que preocupa os educandos é a manutenção do acervo. “Estamos exercitando a consciência de colaborar”, emenda Leonardo. Eles imaginam que até os 17 anos deem conta de completar as 10 bibliotecas, mas já sonham com um “projeto infinito”. “Já pensou, outros países?”, diz Rafael. “Mas como levaríamos a geladeira?”, questiona Pedro. “Ainda somos crianças e não temos muita experiência, mas quando formos adultos saberemos o que fazer”, conclui Rafael.

Outros estudantes têm se interessado na ampliação do projeto. “Quase todos os livros vêm de doações, por esse motivo nossos educandos e professores estão se mobilizando. Além disso, uma equipe do Observatório da Secretaria de Educação está elaborando um projeto, cujo objetivo será implementar as ações em outras escolas da Prefeitura de Osasco”, completou a diretora Sara Ianella.

Os alunos Bernardo, Pedro, Leonardo e Rafael conciliam os estudos com seu empreendimento social, que pretende garantir que pessoas que não podem comprar livros tenham acesso a eles, tendo em vista que o desejo de ambos é que a literatura circule por todo o mundo.

Após a instalação da “Biblioteca Social” nas escolas públicas teve início a campanha que visa arrecadar livros em bom estado de conservação. Seja um colaborador do projeto e doe um livro. Local de arrecadação: EMEF General Antônio de Sampaio (Avenida dos Autonomistas, 6565 – Km 18, Osasco).

Para saber como foi a visita dos estudantes na escola basta acessar o link abaixo, do Canal do Youtube da Prefeitura de Osasco:

Sads abre vagas para cursos na área de estética e gastronomia

Uma boa oportunidade para ganhar um dinheiro extra ou se aperfeiçoar na área de atuação. A secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Sads) de Barueri oferecerá cursos rápidos e gratuitos em duas áreas: estética e gastronomia. 

São 30 vagas para o curso de Estética Corporal (15 para o período da manhã e 15 à tarde). As aulas começam no dia 23 de abril e serão ministradas no 1° andar do prédio sede da Sads. O curso tem duração total de 21 horas. 

Já o curso Forno e Fogão oferecerá 40 vagas, distribuídas entre 20 para o período da manhã e 20 à tarde com duração total de 72 horas. O aluno aprenderá o preparo de comidas salgadas e doces típicas de regiões diversas, com vistas à comercialização. 

As inscrições para ambos podem ser feitas a partir do dia 15 de abril na sede da Sads e as vagas são limitadas. É preciso ser maior de 18 anos, alfabetizado e apresentar RG, CPF, comprovante de residência em Barueri. 

SERVIÇO 

 A secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social fica na avenida 26 de Março, 1.159, Jardim São Pedro. Inscrições no 1°andar. Para mais informações, você pode ligar: 4199 – 2800, ramais 199 e 205. 

Programa Meu Futuro recebe 541 novos alunos em sua 6ª fase

A aula inaugural da 6ª fase do Programa Meu Futuro, criado pela Secretaria de Indústria, Comércio e Trabalho (SICT) de Barueri para ofertar qualificação profissional gratuitamente a maiores de 18 anos, aconteceu na tarde de quinta-feira (dia 4) no Centro de Eventos de Barueri.

O auditório ficou lotado. Na ocasião foram recepcionados os 541 novos alunos e entregues os certificados aos 461 concluintes da 5ª fase do Programa. Desde que o projeto teve início, em 2018, cerca de 2.500 pessoas já se qualificaram nos 22 cursos ofertados até o momento.

O evento contou com a presença do prefeito de Barueri, Rubens Furlan, vereadores e secretários municipais, dentre eles Joaldo Macedo Rodrigues – o Magoo –, responsável pela SICT, que mantém o projeto. “Nós vamos continuar trabalhando essa questão da empregabilidade, porque qualificação profissional é fundamental”, destacou Magoo.

Em sua fala, Furlan destacou a preocupação com a atual situação do Brasil. “O desemprego hoje é a coisa mais triste que se tem no país e a crise começa a deixar os trabalhadores pra trás. Quando começam a surgir novos postos de empregos nós não temos trabalhadores qualificados para assumir esses postos. Isso é muito triste”, desabafou.

O Prefeito agradeceu Magoo pelas ações desempenhadas e deu sinal verde para a ampliação do Programa Meu Futuro. “Você pode intensificar os cursos de preparação desses trabalhadores e tantos quantos cursos forem necessários para preparar o nosso povo. Pode contar que nós vamos fazer porque eu quero ver o povo de Barueri e da região mais preparado do que o restante do Brasil”, afirmou Furlan em meio a muitos aplausos.

Cursos mais do que aprovados

A empolgação dos alunos que frequentam os cursos do Programa Meu Futuro é grande, tanto que muitos deles acabam fazendo mais de um. É o caso de Luiz Gustavo das Neves, 40 anos, que acaba de concluir o curso de Gestão da Qualidade. Ele também já fez Elétrica, NR10 e Gestão de Segurança. “O projeto é excelente. Os professores são maravilhosos, eu recomento! Se eu realizei os cursos é porque os mesmos são bons, o que me preparou para o mercado de trabalho, no qual já estou participando de um processo seletivo”, comemora Luiz Gustavo.

De olho no mercado de trabalho também está Daiana Santos Gonçalves da Silva, 26 anos, que acaba de concluir Gestão de Qualidade e já emendou o curso de Assistente Administrativo nessa nova etapa. “Eu vejo o curso como aprimoramento para conseguir uma vaga no mercado de trabalho. O curso é muito bom, a professora explica muito bem e, além disso, ela nos conta as vivências do cotidiano, a aplicação da matéria e as situações da teoria na prática”, relata.

O jovem Marco Antonio dos Santos Oliveira, 19 anos, chegou ao Programa com poucas expectativas, mas se surpreendeu. “Minhas expectativas eram baixas, na primeira aula gostei muito dos professores, do ambiente, por que é um lugar muito saudável de se ficar e as aulas são muito boas, os professores esclarecem as suas dúvidas. É muito bom, eu recomendo para qualquer pessoa”, diz. Marco também não quer perder nenhuma oportunidade e já se matriculou no curso de Contabilidade, também ofertado nessa 6ª fase.

TEG Osasco reduz distância entre casa e escola

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, alterou o Decreto Municipal de nº 9.270, de 13 de janeiro de 2004, artigo 7º, parágrafo 3º, para melhor atender aos alunos matriculados na rede municipal de ensino com o Transporte Escolar Gratuito (TEG). O decreto reduziu a distância entre a residência e a escola dos que serão beneficiados.

A distância mínima que antes era de um quilômetro, agora passa a ser igual ou superior a 750 metros, ou local de difícil acesso, desde que devidamente justificado. Trata-se de um avanço significativo para muitos pais e alunos que antes não atendiam a esse critério.

Outro ponto importante é que a Prefeitura disponibilizou 1.200 novas vagas no serviço de transporte escolar gratuito. Os pais que quiserem requisitar o benefício devem procurar a escola do filho pessoalmente, preencher um formulário, o qual será encaminhado para avaliação do Setor de Transporte Escolar Gratuito (TEG), da Secretaria de Educação.

Atualmente, o TEG transporta 3.300 alunos, já inclusos os cerca de cem estudantes que possuem algum tipo de deficiência, visto que os veículos são adaptados especialmente para a condução de PCDs.  

Além disso, todo o itinerário do transporte escolar gratuito conta com uma equipe de monitores que zela pela segurança dos educandos e segue um percurso estabelecido de acordo com as necessidades dos estudantes que aguardam a condução nos pontos de parada já existentes. Os alunos com deficiência partem de suas residências.

O programa tem aprovação dos pais, como relatou Vanusa Cosme da Silva, que acompanha de perto a condução de sua filha, Heloise T. da Silva, estudante da EMEF Manoel Barbosa de Souza: “A qualidade do serviço ofertado aos nossos filhos é de excelência, sendo um transporte seguro com profissionais muito bem preparados, exemplo é o motorista Fernando sempre gentil, atendendo muito bem nossas crianças. A prefeitura merece nota dez”, afirmou.

Melhorias na frota

Na terça-feira, 9/4, o prefeito esteve no pátio da Companhia Municipal de Transportes de Osasco/Secretaria de Transportes, na Vila Yara, vistoriando a manutenção dos veículos feita pela empresa JTP, responsável pela frota dos TEGs. Dentre as melhorias solicitadas pela prefeitura e realizadas pela empresa estão a instalação de novas calhas de iluminação dos ônibus, a manutenção dos bancos e a instalação de cinto de segurança individual (para cada aluno), que antes não tinha para todos, além da instalação de câmeras de ré e a renovação dos pneus.