Educação

Prefeitura de Jandira oferece reforço escolar a 1.500 alunos da Rede Municipal

Aulas de Língua Portuguesa e Matemática fazem parte das atividades (Roberto Andrade)

Por meio do Projeto “Mais Educação”, alunos de 17 escolas da Rede Municipal de Ensino têm aulas de língua portuguesa e matemática, além de atividades esportivas e culturais

Em Jandira, estudantes da Rede Municipal de Ensino que apresentam algum tipo de dificuldade de aprendizagem participam de atividades de reforço escolar, com o Programa “Mais Educação”, que hoje atende 1.500 crianças no contraturno escolar. O serviço, uma parceria da Prefeitura com o Ministério da Educação, atende 17 unidades escolares.

As atividades são desenvolvidas pela Secretaria de Educação, em conjunto com a Diretoria de Esportes e a Secretaria de Cultura, com o objetivo de melhorar o rendimento em matérias como Língua Portuguesa e Matemática, além de ocupar o tempo livre de crianças em situação de vulnerabilidade social, com atividades relevantes nas área de esporte e cultura, comoBasquetebol, Xadrez, Capoeira, Judô, Recreação, Dança, Música, Pintura e Teatro.

Espaço Criança diverte pequeninos enquanto pais usufruem do Ganha Tempo

Crianças brincam à vontade no ambiente todo pensado pra elas (Karina Borges / Secom)

Seria um sonho ter um local seguro e divertido para deixar os filhos enquanto os pais resolvem assuntos de gente grande, não é mesmo? Melhor ainda se fosse gratuito.  

Em Barueri esse sonho é realidade para todos que usufruem das facilidades do Ganha Tempo Municipal, que reúne diversos serviços voltados ao cidadão. Lá, os pais não precisam ficar preocupados com os filhos enquanto vão ao banco, à Casa do Trabalhador, ao cartório ou qualquer um dos vários órgãos que atendem no local. 

O Espaço Criança fica dentro do Ganha Tempo e atende pimpolhos dos zero aos 12 anos de idade gratuitamente. Lá, há brinquedos, jogos, livros, lápis de cor e muito mais, em um ambiente todo pensado para entreter e divertir a criançada sob o olhar atento de cuidadoras bem preparadas 

Sempre que eu venho no Ganha Tempo utilizo dos serviços daqui e é maravilhoso! As mulheres que trabalham aqui, sem palavras, são nota mil”, elogia a moradora Silvana Albuquerque da Silva, mãe de Maria Clara, de 7 anos, e Artur, de 4 anosFacilita muito, você sai pra resolver qualquer coisa aqui dentro e a criança não atrapalha, a gente tem a tranquilidade de resolver sem ficar correndo atrás deles, é muito bom”, afirma Silvana. 

Bastante frequentado, o Espaço recebe de 50 a 80 crianças por dia. A rotatividade é grande, já que cada responsável pode deixar o filho durante o período de uma hora, que pode ser renovável por mais uma hora.  

As irmãs Isadora, de 4 anos, e Sofia, de 5, gostam tanto do Espaço que até pedem à mãe Gecenilde Rosa de Santana para ficarem lá, e ela não nega. “As vezes a gente está resolvendo uma coisa importante, como estávamos há pouco no Detran, e elas ficam correndo de um lado para o outro, e isso atrapalha, tira a nossa atenção. Aqui no Espaço é melhor pra deixar elas, a gente resolve as coisas tranquilamente”, declara.  

Regras 

O Espaço Criança funciona das 8h às 17h e atende as pessoas que irão utilizar algum serviço dentro do Ganha Tempo. Na primeira vez o responsável preenche um cadastromas nas próximas, basta apresentar o CPF. A criança só pode ser retirada pela mesma pessoa que a deixou lá.  

 

Crianças de zero a 3 anos só podem ficar com algum acompanhante. Já os maiores, de 4 a 12, podem ficar sozinhos. O tempo máximo de permanência é de duas horas, mas se a criança estiver acompanhada, pode ficar o quanto quiser. A brincadeira é liberada, só que antes de ir embora todos têm que aguardar os brinquedos que usaram.  

Alckmin autoriza abertura de concurso para 1.495 cargos de agentes de organização escolar

Governador também aprovou, por tempo determinado de 12 meses, a contratação imediata de 440 AOE no Estado

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta quarta-feira (6) a abertura de concurso público para novos 1.495 cargos de Agente de Organização Escolar (AOE). A partir de agora, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo poderá adotar as providências necessárias para a realização do certame. A disponibilidade de vagas será definida de acordo com a necessidade das 91 Diretorias de Ensino.

O governo estadual também aprovou a contratação imediata de 440 agentes, por tempo determinado de 12 meses. Os candidatos serão remanescentes do processo seletivo simplificado realizado pela Pasta e ainda em vigor.

Em São Paulo, o funcionário no cargo de agente de organização escolar tem salário base de R$ 971,78, além de abono complementar de R$ 54,22 (total de R$1.026,00). A jornada de trabalho é de 40 horas semanais. A principal função é dar suporte às atividades realizadas na secretaria das unidades.

Cadastro de professores para atribuição de aula 2018 segue até a próxima segunda (11)

Processo é online e válido a docentes efetivos e não efetivos das 91 Diretoras de Ensino do Estado de São Paulo

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo recebe até a próxima segunda-feira (11) o cadastro de professores efetivos e não efetivos interessados em ministrar aulas em escolas da rede em 2018. O processo é válido a docentes das 91 Diretorias de Ensino. A inscrição deve ser feita obrigatoriamente no endereço online portalnet.educacao.sp.gov.br.

No sistema, os interessados podem optar pela docência em salas, classes ou projetos, como sistema prisional, Fundação Casa, CEEJA (Centro de Estudos de Educação de Jovens e Adultos), CEL (Centros de Estudos de Línguas) ou ainda Salas de Leitura.

Durante o cadastro é possível também fazer a alteração da jornada (ampliar ou reduzir). Quem nos últimos meses mudou o endereço residencial ou os contatos telefônicos pode aproveitar para atualizar as informações. Os documentos comprobatórios deverão ser apresentados na unidade escolar ou Diretoria de Ensino em que o professor está lotado.

A portaria da Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos (CGRH) com todas as orientações sobre o processo de atribuição 2018 está publicada na edição do dia 2 de agostodo Diário Oficial.

Educação de SP revela mascote do Projeto Gestão Democrática

Desenho criado por Isabelly Lesse, de Hortolândia, foi escolhido; mais de 8 mil desenhos foram criados

O concurso para a escolha de uma mascote para o Projeto Gestão Democrática chegou ao fim. Estudantes de todo o Estado ajudaram a escolher, por meio de uma votação popular, uma mascote oficial para o programa. Isabelly de Freitas Lesse, da E.E Professora Paulina Rosa, de Hortolândia, foi anunciada como a vencedora em evento realizado na Secretaria Estadual da Educação nesta quinta-feira (31).

Representando a Super Força da Gestão Democrática, Diálogo é o nome da nova mascote. Em formato de um balão de diálogo, a mascote foi idealizada segurando uma lupa, simbolizando a transparência, e o holograma de um livro, como representação da educação e políticas públicas educacionais. “O formato de holograma é como se, por meio do diálogo, possa-se emitir uma super força, gerada pela união de todos os envolvidos no processo e que têm o ‘poder de unir esforços’ e fazer a Gestão Democrática acontecer na escola”, justifica a aluna.

Também compõem o pódio as estudantes Gabrielli Rodrigues, da E.E Comendador Pedro Morganti, de Rincão, e Melyssa Cezario Lima, da E.E João Antonio Rodrigues, de Atibaia, em segundo e terceiro lugar respectivamente. Isabelly, Gabrielli e Melyssa ganharão bicicletas, passaportes de visitas a museus e kits de livros. Todos os alunos e professores finalistas receberão kits com livros e certificados de participação.

Ao todo, foram produzidos quase 8 mil desenhos, com a participação de mais de 15 mil alunos. Além do desenho, os candidatos elaboraram um texto sobre o conceito da obra e um ‘Diário de Bordo’, com o registro das etapas do processo de criação. Uma comissão de especialistas ficou responsável pela escolha dos finalistas dentre os 164 trabalhos enviados pelas diretorias de ensino. Foram avaliados quesitos de criatividade, originalidade e relação com o tema. Por fim, nove modelos de mascote disputaram a final.

Criado em 2016, o projeto Gestão Democrática tem como foco dialogar com todos os membros da comunidade escolar e modernizar a legislação do Grêmio Estudantil, Conselho Escolar e Associação de Pais e Mestres. A primeira ação foi a elaboração de um questionário, cuja participação chegou a meio milhão de pessoas. Neste ano, entre maio e junho, as escolas em todo o Estado tiveram a chance de avaliar a própria realidade e propor soluções em encontros locais.

Posição Nome Escola Município
Isabelly de Freitas Lesse EE Professora Paulina Rosa Hortolândia
Gabrielli Fernanda Francisco Rodrigues EE Comendador Pedro Morganti Rincão
Melyssa Cezario Lima EE João Antônio Rodrigues Atibaia

Jogo transforma alunos da rede estadual em prefeitos por um dia

Online e gratuito, game estimula os estudantes a decidirem quais as melhores soluções para os problemas de sua cidade

Professores da rede estadual de ensino podem utilizar o game educativo Cidade em Jogo para abordar temas relacionados à cidadania e educação política em sala de aula. Online e gratuito, o jogo simula o processo de tomada de decisões dos prefeitos na escolha de políticas públicas.

Primeiramente, o aluno escolhe suas prioridades de governo. Em seguida, ele analisa as políticas públicas disponíveis e, depois, aplica as políticas escolhidas para mudar a sua cidade. Por fim, ele avalia os resultados e impactos das suas escolhas.

A plataforma também oferece uma área restrita ao professor com conteúdos complementares, sugestões de aplicação do game em sala de aula e, ainda, a possibilidade de iniciar uma rodada exclusiva do jogo com seus alunos. O professor recebe, ao final da rodada, um relatório de desempenho de cada jogador e pode avaliar os melhores prefeitos da turma e seus resultados.

Desenvolvido pela Fundação BRAVA e pelo Brazil Institute do Woodrow Wilson Center, o jogo tem como objetivo desenvolver a educação cívica, a cidadania e a liderança jovem em sala de aula. Para acessar o game, basta acessar o site http://cidadeemjogo.org.br.

Simulados são aliados de alunos da rede estadual na preparação para o ENEM e vestibulares

Além de métodos tradicionais, como grupos de estudo e cursinhos, os estudantes também contam com o auxílio da tecnologia

Já é hora da revisão para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e vestibulares e os estudantes da rede estadual podem utilizar diversas ferramentas, como simulados e “aulões”, que facilitam a hora do estudo. Em parceria com a Google for Education, dez escolas da rede poderão participar do QG do Enem.

Os alunos terão acesso a conteúdos e simulados, que podem ser acessados até mesmo pelo celular. A ferramenta dá um feedback ao estudante e ainda permite a participação em aulas intensivas de revisão. O primeiro aulão online será realizado no dia 14 de setembro, das 14h às 17h30. Além das escolas que fazem parte da parceria, outras unidades podem participar ao vivo acessando o site www.aulaosp.enem.com.br.

A Escola Estadual Ministro Costa Manso, em São Paulo, já conhece o benefício dos simulados. Este será o segundo ano em que uma simulação total do exame será aplicada. Com 180 questões e uma redação, o simulado será realizado presencialmente em dois dias e já tem data marcada: 19 e 26 de setembro. A proposta é dar aos “treineiros” a experiência real do exame. Professores e alunos poderão obter um índice de desempenho para aprofundar os estudos nas áreas necessárias.

Preparação alternativa

Na Escola Estadual Alexandre Von Humboldt, também na capital, os alunos do 3º ano do Ensino Médio estão estudando as obras obrigatórias da Fuvest de uma forma diferente. Após a leitura dos livros, os estudantes vão preparar seminários e as histórias serão transformadas em música. As canções inspiradas em Iracema, O Cortiço, A Cidade e as Serras, Sagarana, entre outras obras, serão apresentadas em outubro.

Já na Escola Estadual Homero Rubens de Sá, em Guarulhos, por iniciativa da professora de matemática Fátima Aparecida, os estudantes da 3ª série do Ensino Médio participam de atividades com questões semelhantes às cobradas no Enem e discussão das provas no contraturno das aulas (das 13h às 15h). Desde a primeira semana de agosto, cerca de 50 alunos estão participando do cursinho para aperfeiçoar seus conhecimentos.

“A ideia primordial é ajudar os estudantes a entenderem a nova linguagem do Enem e resgatar o papel principal da escola, que é elevar a parte intelectual dos alunos e, consequentemente, a autoestima deles, deixando-os preparados para enfrentar esse grande desafio”, explica a professora Fátima.

Educação de SP prorroga prazo de inscrições para Prêmio Educação nas Redes

Iniciativa busca alunos e professores que produzam conteúdo para as redes sociais; concurso é uma parceria entre SEE e Google

Estudantes e professores das mais de 5 mil escolas estaduais ainda podem participar do Prêmio Educação nas Redes: Novos Influenciadores Digitais. As inscrições foram prorrogadas e podem ser feitas até o dia 3 de setembro na página www.educacao.sp.gov.br/influenciadores. Com apoio do Google for Education, o prêmio busca conhecer e premiar alunos e professores da rede que produzam conteúdo sobre cultura, comportamento e educação para canais como o YouTube, Facebook, Twitter e Instagram.

Os alunos e docentes concorrerão em quatro categorias. Os finalistas serão definidos com base em uma metodologia que avalia o engajamento, o alcance e a relevância do conteúdo publicado. Na fase final, os cinco melhores de cada categoria participarão de uma votação online para definir os vencedores.

Entre os prêmios estão bolsas para um curso sobre produção de vídeos no Google. Os vencedores serão anunciados em um evento no dia 31 de outubro, na sede do Google, em São Paulo.

Os 20 alunos e professores selecionados para a final também deverão produzir um vídeo com sugestão de aplicativo ou ferramenta que possa ser produzido pelo Google. O projeto será avaliado por um júri. A ideia vencedora será estudada e poderá ser desenvolvida pela empresa.

Igor Soares inova ao implantar Maratona do Enem em Itapevi

Itapevi contará com cursinho preparatório gratuito para 400 jovens inscritos no Enem (Divulgação/ Secom PMI)

Gratuito, intensivão preparatório para o exame terá 400 vagas oferecidas pelo Cursinho da Poli aos moradores da cidade

Em uma iniciativa inédita, o prefeito Igor Soares implantou em Itapevi a Maratona do Enem, um cursinho preparatório gratuito para 400 itapevienses que estejam inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio 2017. A primeira aula será no dia 4 de setembro e as inscrições estão abertas.

“Criamos a Maratona do Enem para oferecer aos alunos itapevienses um curso preparatório adequado para que eles possam ter um bom rendimento no Exame Nacional do Ensino Médio e assim aumentar suas chances de entrar para uma boa faculdade”, diz o prefeito, idealizador do projeto pioneiro na cidade.

As inscrições estão abertas até a próxima terça-feira (29) e devem ser feitas pela internet, no endereçowww.itapevi.sp.gov.br/maratonadoenem. A maratona terá a duração de 50 dias.

As aulas serão ministradas no Ginásio de Esportes de Itapevi (Av. Rubens Caramez, 1000A, Centro), de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h.

A seleção será feita por ordem de inscrição. Serão chamados os 400 primeiros inscritos que atenderem todos os critérios exigidos: ser morador de Itapevi, estar cursando o último ano do ensino médio em escola pública ou ter cursado ensino fundamental e médio em escola pública e ter o número de matrícula da edição 2017 do Enem.

A primeira chamada será divulgada já na quarta-feira (30), às 8h. Os interessados deverão apresentar declaração escolar, além de cópia e originais do RG, CPF, comprovante de endereço e uma foto 3×4 para a matrícula, que deverá ser efetuada nos dias 30 e 31 de agosto na Secretaria de Educação e Cultura de Itapevi (Rua Professor Irineu Chaluppe, 65, 2º andar, Centro), das 8h às 20h.

Se houver necessidade, a segunda chamada será feita no dia 1º, às 8h. Os selecionados devem se matricular nos dias 1º e 4 de setembro, no mesmo local e horário.

Maratona com qualidade Cursinho da Poli

As aulas serão ministradas pela Fundação PoliSaber, responsável pelo famoso Cursinho da Poli, criado em 1987 por um grupo de estudantes de engenharia da Escola Politécnica da USP.

A instituição foi a vencedora do processo de licitação realizado pela Prefeitura entre os meses de junho e julho. A PoliSaber já atendeu mais de 160 mil estudantes, com uma média de aprovação de 60% nos principais vestibulares do país.

 

Material Didático

Os alunos receberão material didático, abrangendo todo o conteúdo programático exigido para o Enem, composto por apostilas e caderno de atividades de Matemática, Física, Química, Biologia, Gramática, Literatura, História, Geografia, Inglês e Redação.

Ao longo da maratona, serão ministradas 200 aulas com duração de 40 minutos cada. Por determinação da Prefeitura de Itapevi, a PoliSaber disponibilizará aos alunos um plantão de dúvidas aos sábados pela manhã.

Também serão aplicados dois simulados, sendo que o segundo contará com relatório detalhado sobre o desempenho de cada aluno, questões com maior e menor número de acerto, além de correção comentada da redação.

A fundação também realizará ao longo da maratona palestras sobre o tema, além de orientação profissional e vocacional.

Alunos da rede estadual terão isenção da taxa da Fuvest se forem bem em competição da USP

Inscrições para Competição USP de Conhecimentos estão abertas até dia 18 de setembro; alunos com bom desempenho também farão visitas a laboratórios de pesquisa

Os alunos do Ensino Médio da rede estadual já podem se inscrever na Competição USP de Conhecimentos (CUCo), que busca incentivar os estudantes da rede pública de ensino paulista a ingressar nos cursos de graduação da USP (Universidade de São Paulo). Os interessados devem acessar o site http://vemprausp.org.br/ até o dia 18 de setembro, informar o número do CPF e do RG e preencher o formulário online.

Os estudantes farão uma prova online e, caso apresentem bom desempenho, serão submetidos à segunda fase, aplicada em uma das unidades do Programa Escola da Família. Os candidatos mais bem avaliados receberão certificados da USP, farão visitas a laboratórios de pesquisa e os alunos do 3º ano terão isenção na taxa do vestibular da Fuvest.

Para realizar a prova, os interessados devem acessar novamente o sitehttp://vemprausp.org.br/ entre os dias 25 e 29 de setembro. A primeira fase será composta por 18 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais em ciências e matemática.

Já a segunda fase contará com 45 questões de múltipla escolha, sendo 15 de português, 15 de matemática, dez de ciências e cinco de atualidades. A prova será realizada no dia 22 de outubro, das 13h às 16h. O local do exame estará disponível no site do Vem pra USP! no dia 6 de outubro.

A CUCo faz parte do programa Vem pra USP!, uma parceria da USP e da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo lançada em 19 de junho. O objetivo é estimular os estudantes a melhorar o desempenho nas disciplinas que compõem o conteúdo dos programas dos processos seletivos de acesso ao ensino superior.

Datas importantes

Inscrições: 23 de agosto a 18 de setembro

1ª fase (prova online): 25 a 29 de setembro

Divulgação aprovados 2ª fase: 6 de outubro

2ª fase (prova presencial): 22 de outubro