Educação

Estudantes de Cotia serão ‘agentes mirins’ contra o Aedes

Primeira escola a receber a iniciativa foi a EM Malvina de Castro, no Jardim Rosemary, bairro que recebe um mutirão, no sábado (18/11)

Foto: Vagner Santos

As Secretarias de Saúde e de Educação de Cotia firmaram uma parceria que vai conceder o título simbólico de Agentes Mirins contra o Aedes a estudantes da rede municipal. A primeira escola a receber orientações sobre o combate ao mosquito vetor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, além da Febre Amarela urbana, foi a E.M. Malvina de Castro, no bairro Jardim Rosemary –  divisa com Itapevi e que será também o primeiro bairro a receber o Mutirão contra o Aedes, neste sábado (18/11).

A engenheira ambiental, Páscoa Bichiato, coordenadora da Vigilância Ambiental de Cotia, esteve na escola nos dias 16 e 17/11 e conversou com todos os alunos sobre a importância das ações de prevenção e combate aos criadouros do mosquito. A coordenadora esclareceu dúvidas dos estudantes e, num bate-papo bastante descontraído, passou informações sobre como cada um pode fazer a sua parte para vencer o mosquito. “O grande vilão é o mosquito, se não tiver mosquito, não temos estas doenças. Então, cabe a todos nós, inclusive às crianças, impedir que eles nasçam”, disse Bichiato.

Durante a conversa com os alunos, a coordenadora pediu aos estudantes que conversem sobre o assunto com seus pais e familiares. Alguns alunos, como a pequena Yasmin, demonstraram bastante preocupação em relação ao mosquito. “Dengue é uma doença que o mosquito traz para a gente e ele nasce na água, a gente não pode deixar água parada”, disse. “Não é só Dengue, tem a Zika e Chikungunya”, completou o colega Silas.

O combate ao Aedes será abordado em sala de aula, sob orientação dos professores que apresentarão os resultados dos projetos desenvolvidos. Ao final, receberão o certificado de Agentes Mirins contra o Aedes agypti.

Robótica pedagógica é aplicada na Emef Margarida Maciel

Crédito da foto: Divulgação / Secretaria de Educação

Os estudantes da Emef Margarida Maria Maciel, do Vale do Sol, estão entusiasmados com um novo método de ensino por intermédio da robótica pedagógica. 

A robótica pedagógica é um termo utilizados para caracterizar ambientes de aprendizagem que reúnem materiais de sucata ou kits de montagem compostos por peças diversas. 

De acordo com a diretora Márcia Maria Pereira, o uso da nova metodologia está aumentando o interesse dos estudantes e integrando-os a diversas disciplinas. Nesse tipo de atividade, o educando vivencia na prática, através da construção de maquetes e montagem com peças Legotodos os conceitos estudados em salas de aulas, explicou. 

Os alunos estão demonstrando melhoria na aprendizagem, pois trata-se de atividade lúdica e desafiadora, que une aprendizado e prática. Além disso, valoriza o trabalho em grupo, cooperação, planejamento, pesquisa, tomada de decisões, definição de ações e promove o diálogo e o respeito às diferentes opiniões.  

O projeto está sendo realizado pelos professores Flaviana Veloso, Claudise Nascimento e Aline Emanuel da Silva, que também estão animados com o resultado. Para a professora Flaviana, o projeto vem contribuindo de forma muito positiva em sala de aula. “Os alunos gostam muito das aulas que vem acontecendo duas vezes por semana. A cada auleles apresentam avanços e realizam montagens cada vez mais elaboradas e criativas”, contou. 

Unidade Móvel Odontológica de Itapevi já atendeu mais de 15 mil crianças

Iniciativa do prefeito Igor Soares começou a funcionar em junho  

Foto: Felipe Barros e Pedro Godoy/ Ex-Libris/ Secom PMI

O Sorriso – Unidade Móvel Odontológica na Escola completou na última semana de outubro 15.800 atendimentos a crianças matriculadas em 47 escolas da rede municipal de ensino. Meta é concluir atender as demais unidades ainda neste ano. O serviço inédito na cidade foi criado em junho pelo prefeito Igor Soares e é realizado pela Coordenação de Saúde Bucal, da Secretaria de Saúde e Bem Estar.

O coordenador de Saúde Bucal da Prefeitura, Ricardo Vick, garante que até o final do ano o veículo atenderá todas as escolas da rede municipal.

A iniciativa oferece escovação supervisionada e orientação para crianças e pais. Há doação de kits de higiene oral (escova nova, creme dental e sabonete) em parceria com a empresa Colgate. Na Unidade, o público recebe atendimentos básicos incluindo limpeza, curativos em pequenas cáries, e orientação de higiene oral.

Os casos mais complexos de avaliação clínica e diagnóstico bucal são direcionados às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para acompanhamento. Entre o período de triagem médica até o encaminhamento da Unidade Móvel para as UBSs, este processo costuma levar de 30 a 45 dias.

“Antigamente, a criança demorava de seis a nove meses para receber atendimento odontológico pela UBS e muitas vezes corria o risco de passar pela extração de um dente definitivo. Agora, com os encaminhamentos pelo programa, tudo é muito mais rápido por conta do atendimento inicial e da triagem”, comenta Vick.

Os trabalhos das equipes de saúde bucal contam com a presença de dentista, auxiliar, profissionais de enfermagem e em alguns casos nutricionistas para auxiliar na cobertura de saúde.

A unidade atende de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h, de acordo com uma programação estabelecida pela coordenação de Saúde Bucal.

Eduarda Nunes, 5, filha de Edvânia Nunes Pereira, 36, ajudante de cozinha e moradora do Jardim Alabama, tinha cáries em quatro dentes e durante dois meses chorava de dores em casa e na escola. “É a pior coisa do mundo para uma mãe ver a sua filha sofrer sem conseguir fazer algo e vê-la viver somente sob efeito de analgésicos”, disse. “Quando a Unidade Móvel esteve na escola dela, em uma semana tudo foi resolvido e o tratamento segue muito bem com todo o carinho, atenção e acolhimento dos dentistas”, emendou.

“Meu dente doía demais e eu dormia pouco. Quando eu acordava sentia muitas dores”, resumiu Eduarda. “A dentista cuidou dos meus dentinhos e já posso comer até melhor”, completou.

Para a coordenadora pedagógica do Cemeb Alice Celestino, Elisabete Aparecida Santucci, unidade onde Eduarda estuda, o serviço é diferenciado e de muita qualidade. “As crianças agora sabem muito mais sobre os cuidados com os dentes e informam seus pais depois de terem assistido às palestras com os dentistas. Com o agendamento mais rápido dos casos mais graves nas Unidades Básicas de Saúde, as crianças também faltam menos, o tratamento melhora a autoestima delas e proporciona mais qualidade de vida”, argumentou.

Atendimento ampliado no recesso escolar

Em julho deste ano, no período de recesso escolar, a Unidade Móvel Odontológica fez uma palestra sobre orientação sobre higiene oral, cuidados com prótese e câncer bucal para 86 idosos do Centro de Convivência do Idoso, no Bairro dos Abreus. Além da palestra, o Sorriso também realizou a avaliação odontológica dos idosos que frequentam a entidade.

No mesmo mês, a equipe do Sorriso fez a avaliação odontológica de crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social na Casa Porto Seguro, no Jardim Itacolomi, e na Casa da Graça, no Jardim Portela.

No mês seguinte, em agosto, 98 crianças especiais que estudam na Cemeb Romeu Manfrinato, no Centro, também receberam atendimento odontológico.

Estudantes da Emef Gilberto Florêncio tiram dúvidas sobre drogas

Crédito das fotos: Divulgação / Secretaria de Educação

Os estudantes do oitavo ano da Emef Gilberto Florêncio participaram de uma importante palestra sobre uso indevido de drogas. O especialista no assunto e integrante da Polícia Civil, Wagner Schiavi, abordou o tema por cerca de duas horas, alertando os adolescentes sobre o perigo de cada uma das drogas, além de responder perguntas dos alunos e professores. 

Atentos, os adolescentes conheceram um pouco sobre drogas lícitas, ilícitas e legislação acerca do tema. De acordo com a gestão da escola, a principal mensagem do encontro foi a de que a baixa autoestima é um dos principais fatores que levam os jovens ao caminho das drogas.     

A iniciativa da palestra foi dos gestores da unidade escolar: a diretora Silvana Cores, o coordenador pedagógico Olavo Jurevicius e a orientadora educacional Priscila Lyra. De acordo, com a diretora a iniciativa é de grande interesse para toda a comunidade escolar. “Todo conhecimento, toda informação para ajudar nosso jovema não se envolver ou livrar-se das drogas é bem-vinda”, assinalou Silvana.

Biblioteca João Galdino foi palco para “Dom Quixote” e imaginação

Crédito das fotos: Bob Cruz / Secretaria de Cultura e Turismo

Na segunda-feira (30 de outubro), a Biblioteca Municipal João Galdino (no Jardim Silveira), coordenada pela Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, recebeu a oficina-performance “Dom Quixote Entre Cartas e apresentou ao público a obra de Miguel de Cervantes. Contou com interações espontâneas desenvolvendo a capacidade criativa de cada participante, além de música ao vivo, citações da obra, leitura compartilhada e escrita sensível 

O evento faz parte do projeto “Ler é uma Viagem”, desenvolvido por Élida Marques Produções Artísticas em parceria com o Instituto CCRcom as empresas Adere e Sabic e com o Ministério da Cultura. 

A oficina foi direcionada a professores e profissionais da área educativa, mas a população também esteve presenteAchei a iniciativa maravilhosa, nunca havia lido o livro Dom Quixote. A oficina me incentivou e, agora, com certeza vou ler“, disse Maria Santos Silva. 

Neste ano, o projeto apresenta oficinas interativas em mais de 45 cidades dos estados de São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Bahia e Mato Grosso do Sul. Os espetáculos são gratuitos e têm o objetivo de incentivar a leitura e compartilhar os 15 anos de pesquisas em arte-educação e práticas leitoras desenvolvidas pelo projeto. 

 

Carapicuíba inicia inscrições para Educação de Jovens e Adultos

Jovens e adultos, maiores de 15 anos, que não terminaram os estudos, podem retornar à sala de aula. A Prefeitura de Carapicuíba, através da Secretaria de Educação, já está com inscrições abertas, em todas as escolas municipais da rede, para o programa EJA – Educação de Jovens e Adultos.

Serão disponibilizadas vagas para as turmas de 2018, no ensino fundamental – fase I – 1ª à 4ª série. No município, o EJA é oferecido em cinco unidades escolares e conta, atualmente, com cerca de 300 alunos matriculados. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, no período noturno.

Para se inscrever é necessário comparecer pessoalmente à unidade escolar municipal mais próxima da residência das 8h ás 17h, portando os seguintes documentos: cópia do RG e CPF, comprovante de endereço (atual) e preencher o formulário de solicitação de vagas. As inscrições seguem até dia 20 de novembro.

Maternal Egle realiza experiência com técnicas de sinais e movimentos

Trabalho integra o projeto Viver a Infância (Divulgação / Secretaria da Educação )

A Maternal Egle Aparecida Rodrigues Campos realizou recentemente mais algumas atividades referentes ao projeto “Viver a Infância”, de autoria da Secretaria de Educação de Barueri, sob a orientação da neurocientista Elvira Souza Lima.  

As atividades foram ministradas pelas professoras, Izildinha de Lourdes Garcia, Norma Geiza Calsolari Mesquita e Sílvia Regina Cruz Kudrjawzew, que, após intensa pesquisa e estudos com seus pares em reuniões, vivenciaram algumas técnicas, conhecidas como Segni Mossi, sugeridas no projeto.  

A técnica trabalha ossinais e os movimentos e é um laboratório italiano de dança e desenho, que explora a relação entre a dança e os sinais gráficosdançar e desenhar com materiais diferentes, usar o espaço como projeção, a percepção do corpo, os traços de experiências vividas.  

Inspiradas nessa técnica, as professoras realizaram uma releitura com os alunos de 3 a 4 anos, que experimentaram a dança com diferentes músicas, ritmos e materiais como a Catira, toques de berimbau com canções do repertório infantil, músicas clássicas, entre outras experiências. 

A inciativa foi muito elogiada pela neurocientista Elvira de Souza Lima, que fez questão de participar do evento por videoconferência.

Jornalista e escritora Lilian Georgeto participa de projeto ‘Dia de Ler Todo Dia’, em Pirapora do Bom Jesus

Fotos: Rafael Pacheco

No dia 25 de Outubro, pelo terceiro ano consecutivo a Secretaria de Cultura de Pirapora do Bom Jesus participou do Projeto Nacional “Dia de Ler Todo Dia”, manifesto mundial em prol da leitura.

Durante toda a semana, com apoio da Secretaria de Educação, as equipes das Bibliotecas localizadas no Centro e no Payol realizaram atividades lúdicas com livros e também divulgaram os trabalhos feitos nas Bibliotecas Municipais.

Na terça-feira, 24, a convite do diretor de Cultura, Vitor Santos, a jornalista e autora de livros infantis, Lilian Georgeto, esteve na escola Mestra Chiquinha contando uma de suas histórias e promovendo tarde de autógrafos com os alunos. Já no dia 25 a autora esteve contando outras histórias na Biblioteca do Payol, além de conversar com as crianças que estavam participando de um momento lúdico no local. Em seguida foi realizada uma tarde de autógrafos na Emef Horácio da Rochaque fica instalada no Parque Payol.

A Biblioteca do Centro fica na rua Nilton Prado, 8, (prédio da Casa da Cultura). Horário de funcionamento das 8 às 17 horas. A Biblioteca do Payol (Anexo Max Zendron) está na rua Alcides Rodrigues pontes, 128, casa 2, ( ao lado dá subprefeitura).

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone da Secretaria de Cultura 4131-2339.

Prefeitura de Itapevi celebra formatura de 159 estudantes em cursos profissionalizantes

Moradores recebem curso de qualificação profissional para mercado de trabalho (Felipe Barros/ Ex-Libris / Secom PMI)

Gratuito, curso tem como objetivo facilitar a reinserção no mercado de trabalho

Nesta terça-feira (10), a Prefeitura de Itapevi promoveu a formatura de 159 alunos dos cursos de Inglês Básico, Comunicação Eficaz e Comportamento no Ambiente de Trabalho. O objetivo dos cursos é preparar com mais qualidade moradores da cidade para o ingresso no mercado de trabalho. O evento aconteceu na Secretaria de Indústria, Comércio, Turismo e Emprego, no Centro, onde também aconteceram as aulas.

“Com a realização destes três cursos, acreditamos que podemos oferecer conhecimentos básicos para que o morador de Itapevi e candidato à uma vaga de trabalho possa apresentar condições satisfatórias de pleitear um cargo em uma boa empresa”, destacou o secretário de Indústria, Comércio, Turismo e Emprego, Mauro Martins Júnior.

As turmas que se formaram iniciaram os cursos em agosto deste ano. Em 2017 cerca de 1mil estudantes já receberam formação apenas nos cursos de Inglês oferecidos pela secretaria.  Já as turmas dos cursos de Comunicação Eficaz e Comportamento no Ambiente de Trabalho foram as primeiras a se formar neste ano.

Todos os estudantes recebem certificado.

Além dos cursos abertos à população, a Secretaria vem oferecendo formação para profissionais da Frente de Trabalho do município. São cerca de 200 trabalhadores que estão realizando os cursos de Comunicação Eficaz e Comportamento no Ambiente de Trabalho. Eles devem obter a certificação em novembro deste ano.

Como se inscrever

Para realizar as inscrições dos cursos, o interessado deve levar RG, CPF e comprovante de endereço, além de comparecer pessoalmente à Secretaria de Indústria, Comércio, Turismo e Emprego de Itapevi (Avenida Presidente Vargas, 376 – Centro), que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O telefone para contato é 4143-8888 (Ramal 217 e 243) e o e-mail sec.emprego@itapevi.sp.gov.br.

Prefeitura de Jandira oferece reforço escolar a 1.500 alunos da Rede Municipal

Aulas de Língua Portuguesa e Matemática fazem parte das atividades (Roberto Andrade)

Por meio do Projeto “Mais Educação”, alunos de 17 escolas da Rede Municipal de Ensino têm aulas de língua portuguesa e matemática, além de atividades esportivas e culturais

Em Jandira, estudantes da Rede Municipal de Ensino que apresentam algum tipo de dificuldade de aprendizagem participam de atividades de reforço escolar, com o Programa “Mais Educação”, que hoje atende 1.500 crianças no contraturno escolar. O serviço, uma parceria da Prefeitura com o Ministério da Educação, atende 17 unidades escolares.

As atividades são desenvolvidas pela Secretaria de Educação, em conjunto com a Diretoria de Esportes e a Secretaria de Cultura, com o objetivo de melhorar o rendimento em matérias como Língua Portuguesa e Matemática, além de ocupar o tempo livre de crianças em situação de vulnerabilidade social, com atividades relevantes nas área de esporte e cultura, comoBasquetebol, Xadrez, Capoeira, Judô, Recreação, Dança, Música, Pintura e Teatro.