Educação

Alunos surdos fazem provas com auxílio de vídeos em libras

Com o objetivo de integrar cada vez mais os estudantes surdos de Barueri, pela primeira vez estão sendo realizadas avaliações por intermédio de vídeos em libras. 

Com cerca de 70 estudantes surdos em toda rede pública de Barueri, a Secretaria de Educação, por intermédio do Departamento AEE – Atendimento Educacional Especializado, segue implementando ações para melhorar as condições de aprendizagem de crianças, adolescentes e jovens. 

Na semana passada os estudantes faziam as provas bimestrais e a novidade é que Emef Raposo Tavares, que abriga o polo de surdez, efetuou as avaliações por intermédio de vídeos em libras, com recursos dos chromebooks. 

Para Cleuza Araújo, intérprete de libras e integrante do AEE, a ideia é estimular a autonomia da criança na linguagem dos sinais, que é a primeira língua do surdo. “Vamos aprimorando essa ideia na medida em que os estudantes possam nos sinalizar sobre as facilidades e dificuldades. 

Sandra Cristina Moura, professora do Apoio Pedagógico, conta que a equipe se empenhou muito para que esta ideia fosse concretizada. “Por ser um projeto piloto, unimos todas as forças para levar este importante recurso aos estudantes”, declarou. 

Heliel Ferreira dos Santos, coordenador da Emef Raposo Tavares, acredita que este é o formato adequado para avaliação dos estudantes surdos. “Eles estão efetuando a prova por intermédio dos chromebooks e respondendo as questões na língua dos sinais. É uma excelente iniciativa”, comentou.

Prefeito Elvis Cezar assina contrato para a construção do novo Colégio Ana Serra

Foto: Marcio Koch

Em breve o bairro Cidade São Pedro contará com mais uma nova e moderna unidade educacional. Na última semana, o prefeito de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar, assinou o contrato para construção do novo colégio Ana Santana, que atenderá 1500 alunos dos ensinos fundamental I, II e médio. 

Com mais de 5.300 m² a unidade contará com 20 salas mais amplas, biblioteca, laboratório de informática, auditório, espaço administrativo com coordenação e diretoria, além de um ginásio poliesportivo com medidas oficiais de jogo, vestiários e arquibancada com capacidade para 420 pessoas. 

“Estamos avançando, investindo pesado na educação e no que nós temos de melhor, que são os nossos alunos e o nosso povo. Vamos construir uma escola de primeiro mundo, que faz parte da nossa política de criar e educar uma geração de vencedores”. Disse o Prefeito de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar.

Nos últimos seis anos a prefeitura já inaugurou 12 novos colégios e tem 9 colégios sendo construídos em diversos bairros, que gerarão mais de 5 mil novas vagas de ensino até o final de 2020

 


 

Prefeitura de Carapicuíba soma 10 equipamentos entregues na educação

created by dji camera

Seguindo com os investimentos na área da educação, a Prefeitura de Carapicuíba alcança, nessa semana, a entrega de dez escolas na cidade, novas ou totalmente revitalizadas. Na próxima sexta-feira, 27, os moradores da região do Jardim Angélica serão os beneficiados e recebem a Emef Miguel Costa Júnior completamente remodelada.
Através do programa de reformas “Construindo o Futuro”, criado pela atual gestão, diversas escolas da cidade já passaram pelas obras de melhorias, que tem como objetivo reestruturar as acomodações do ambiente escolar, atendendo as necessidades de alunos e servidores, aumentando o conforto, segurança e a qualidade do ensino às crianças.
A Emef, décima unidade entregue, recebeu pintura interna e externa; vistorias nas redes hidráulicas/elétricas; troca do telhado com sistema térmico; novos mobiliários e computadores, além da instalação de câmeras de monitoramento e alarmes. Na última semana, foi a vez dos moradores da região da Cohab II, que contemplaram a Emei Peter Pan de visual novo.
“Estamos entregando mais uma escola com melhorias, que auxiliará na formação das nossas crianças. Seguiremos investindo forte na educação, nossos alunos merecem excelentes condições, para o aprendizado se torne cada vez melhor”, afirma o prefeito Marcos Neves.
Marilaine Augusto, mãe do aluno Marcos, de 3 anos, participou da reinauguração da Emei Peter Pan e elogia as novas instalações. “Ele estava ansioso para fazer a apresentação durante a festa da entrega, depois fomos conhecer a escola e gostei muito do resultado. Ficou maravilhosa! Agora poderão desfrutar de uma escola linda, limpinha e organizada”, destacou.

Dez equipamentos para a educação
Com a entrega da Emef Miguel Costa, a Secretaria Municipal de Educação soma 10 unidades novas ou totalmente revitalizadas somente nos últimos 12 meses de governo. Destas, seis escolas passaram pelas reformas e foram entregues à população: Nai Molina do Amaral (Jd. Planalto), Tico – Tico (Cohab V), Cidade Ariston (Ariston), Deolinda Trimboli (Vila Sul Americana), Vó Tonha (Ariston), Peter Pan (Cohab II).
Entre as escolas inauguradas: Emei José Gonçalves (Vila Menck), Emei Leonildo Braym (Jd. Novo Horizonte) e Emei Regina Marta (Vila Santa Terezinha).

Curso de Teatro auxilia jovens e adultos com deficiência em Barueri

Jovens e adultos com algum tipo de deficiência intelectual são alunas e alunos assíduos do curso de Teatro ministrado pela Secretaria de Cultura e Turismo em parceria com a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Barueri (SDPD). Todas as terças e quintas-feiras, à tarde e à noite, técnicas de interpretação, impostação de voz e expressão corporal ajudam os participantes a melhorar seu desenvolvimento psicomotor e ainda os contemplam com uma das manifestações artísticas mais antigas da humanidade. 

 De acordo com o professor Daniel Bernardes, que ministra aulas em conjunto com o professor Marcelo Cozza, os alunos já estão ensaiando para apresentarem uma peça no final do ano. Estamos montando O Cordel de João Grilo e um diálogo de Pai Francisco e Mãe Catirina, do folclore do Boi Bumbá, do Acre”, adiantou. 

 João Grilo é personagem muito popular principalmente no Nordeste, por fazer parte das histórias de cordel. Nacionalmente, ficou conhecido através do teatro do escritor paraibano Ariano Suassuna (1927-2014), com a peça O Auto da Compadecida, que virou filme.  

 O curso de Teatro da Secretaria de Cultura e Turismo também está presente nas bibliotecas e na Casa das Oficinas, para crianças e adultos. Mais informações pelo telefone 4199-1609. 

Escola Leandro Pimentel ganhará prédio novo reconstruído pela Prefeitura

Começaram em julho deste ano, pela Prefeitura de Barueri, as obras de reconstrução da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EmefJosé Leandro de Barros Pimentel, no Jardim Silveira. O prazo previsto para término é julho de 2020.  

 O projeto prevê a construção de três pavimentos (térreo e mais dois pisos). O prédio terá 7.378 metros quadrados de área construída em terreno de 5.341 metros quadrados, e novo acesso pela avenida Alziro Soares com a rua José Justino Martins. 

 A escola terá 29 salas de aula, salas multiuso, de informática, leitura e de recursos; laboratório de ciências, auditório, quadra coberta, vestiários, solário, espaço de vivência, cozinha (refeitório), grêmio estudantil, administração municipal e administração estadual; estacionamento para funcionários, local para embarque e desembarque de alunos, acessibilidade, rampa, elevadores, energia solar e reservatório para  água de reuso. 

 Uma das mais antigas escolas de Barueri, a Emef José Leandro de Barros Pimentel foi inaugurada em 1992. O anúncio do projeto de reconstrução ocorreu no dia 30 de agosto de 2018 em reunião de gestores da Secretaria de Educação de Barueri com os pais (maioria ex-alunos) da unidade escolar. 

 Outras escolas  

Nos últimos anos, a Prefeitura já entregou 10 escolas. Em 2017: maternais no Jardim do Líbano, Vila Márcia e Parque Imperial; e a Emeief Dorival Faria, no Jardim Tupanci. 

 Em 2018 foram finalizadas as obras das maternais Chácaras Marco, Vale do Sol e Wandeir Ribeiro (Jardim São Luiz); Matermei do Engenho Novo e Emeief Adherbal Farbo, no Vale do Sol. 

 Neste ano foi entregue o novo prédio adaptado da Fieb (Fundação Instituto de Educação de Barueri), no bairro Aldeia da Serra. Para esse segundo semestre de 2019, a Prefeitura poderá antecipar o término da reconstrução da Emef Amador Aguiar, no Parque Imperial, e da nova Emef do Jardim Maria Helena. Há ainda previsão de que até janeiro de 2020 seja finalizada a construção da Emef da Aldeia de Barueri.  

 No primeiro semestre de 2020, a Prefeitura deverá concluir também as obras de reconstrução da Emei Benedito Venâncio, no Jardim Reginalice, e a construção da Maternal do Jardim Tupanci. 

Projeto “Hip Hop nas Escolas” passará por unidades escolares da cidade

Com o apoio da Prefeitura, o projeto “Hip Hop nas Escolas” inicia oficialmente, neste segundo semestre, seus cronogramas na cidade. Passando pelas unidades de Carapicuíba, a ação tem o objetivo de utilizar os elementos da cultura Hip Hop como ferramenta pedagógica no ambiente escolar.
Em fase piloto, no primeiro semestre de 2019, o projeto já alcançou mais de 500 jovens da rede estadual de ensino. Elaborado e ministrado pelo grupo Breaksp, a metodologia traz as diferentes vertentes do movimento em atividade interdisciplinar, com palestras e apresentações, trabalhando composições/poesia (MC), pintura (graffiti), dança (breaking) e produção musical (DJ).
Segundo o idealizador, Jefferson Twister, aliar educação e Hip Hop possibilita ampliar a visão dos estudantes, consequentemente, afastando-os da criminalidade. “Nosso intuito é dar voz, visibilidade e identidade aos jovens, tornando o ensino formal mais atrativo”, explica.
Eles aprendem a pensar sobre sua realidade e sobre si mesmos de maneira crítica, estendendo os conhecimentos sobre aspectos sociais, por meio da escrita, música, dança e pintura, sempre buscando questionar, refletir e propor soluções acerca das questões humanitárias, como drogas, sexualidade, relações interpessoais, bullying, suicídio, violência, entre outros”, ressalta Jefferson.
Entre os elementos da cultura Hip Hop apresentados pelo programa, cada um deles possui ligação direta com as disciplinas escolares: Breaking –  trabalha o conhecimento corporal, auxiliando as matérias de Educação Física e Ciências Biológicas. MC – aborda vocabulário, linguagem e palavras, desenvolvendo as matérias de Português, História, Filosofia, Sociologia e disciplinas de Ciências Humanas. Graffiti – arte expressa em paredes e quadros, ajuda nas matérias de expressão artística e comunicação visual.

Aulas de música reforçam autoestima e aprendizagem de alunos em Barueri

Os estudantes da Emef Fioravante Barletta, do Jardim Silveira, estão radiantes ao frequentarem a escola, após o projeto de música e melodia ter sido colocado em prática. Tocar instrumentos, cantar e aprender mais sobre cânticos populares têm sido a rotina dos alunos (crianças e adolescentes) do professor de música e maestro Nei Silva.  

As aulas especiais, que incluem canto, tocar instrumentos e a prática de exercícios lúdicos e dinâmicos, estão colaborando muito na cooperação e proatividade entre os alunos. De acordo com os gestores e professores da unidade de ensino, a iniciativa também está reforçando o sentimento de grupo e uma maior interação, mesmo entre os mais tímidos. 

O projeto envolve os estudantes do primeiro ao nono ano e propõe repertório de música vocal e instrumental, com canções desde a Idade Média até os dias atuais. A proposta ainda resgata músicas de raízes, conta a história dos povos indígena e africano e estuda a sua influência no Brasil. 

De acordo com o professor Nei Silva, o projeto é realizado durante as aulas e também nos contraturnos. “É emocionante poder ver um resultado tão incrível e o envolvimento dos alunos com a música. O resultado tem nos deixado muito felizes”, contou. 

Para a diretora Tatiana Bisachi, a iniciativa apresenta uma cultura folclórica e ajuda os alunos tanto na disciplina como na organização. “Eles estão desenvolvendo aptidão musical antes não conhecida”, destacou.

Educação inicia cadastramento para matrícula e rematrícula de 2020

A Secretaria de Educação de Barueri iniciou o processo de cadastramento para matrícula e rematrícula para o ano letivo de 2020.

A iniciativa atende à Resolução 40 da Secretaria Estadual de Educação, que tem o objetivo de locar os estudantes cada vez mais perto de suas residências, além de garantir vagas para todos.

Os pais e responsáveis devem comparecer à unidade escolar onde seus filhos estudam, até o dia 23 de setembro, com comprovante de residência, RG e CPF do responsável.

A matrícula e rematrícula são necessárias para as unidades escolares que atendem a Educação infantil, Ensino Fundamental e o programa EJA (Educação de Jovens e Adultos).

De acordo com Isabel Biondi, coordenadora de Ensino Fundamental da Secretaria de Educação de Barueri, é muito importante que todos os pais que têm filhos matriculados na rede participem do cadastramento. “Este movimento de rematrícula é para beneficiar os seus filhos. Contamos com a participação de todos”, disse.

Alunos da Emef Amador Aguiar se interessam por matemática usando tecnologia

Os estudantes da Emef Amador Aguiar, do Parque Imperial, estão cada dia mais envolvidos com o processo de aprendizagem por intermédio de tecnologia. Após a implementação dos equipamentos tecnológicos, as aulas estão muito mais dinâmicas e despertando o interesse dos alunos.

As turmas dos nonos anos, por exemplo, estão exercitando as aulas de matemática de forma dinâmica e divertida, pois estão usando a ferramenta Kahoot. Trata-se de um jogo que funciona da seguinte forma: com o Chromebook conectado ao login da plataforma, projeta-se todos os nomes dos participantes e questões com suas respectivas respostas. Os jogadores além de procurar a resposta certa têm que se preocupar com o tempo, pois em cada questão há um relógio e a rapidez na resposta contribui também com a pontuação.

Para o professor de informática, Alexandre Silva, as aulas estão fazendo o maior sucesso e os alunos aprendendo muito mais. “A proposta de levar o aplicativo à aula oferece alguns aspectos que devem ser planejados e observados antes e durante a aplicação da ferramenta. O jogo nos oferece uma alta competitividade entre os participantes, portanto, o controle no decorrer da partida é relevante. O objetivo é aprender como o entretenimento, ou seja, além de passar por um tipo de avaliação, os alunos se divertem, aprendem e até ensinam no momento da correção das questões”, explicou.

A interação e o dinamismo entre alunos na participação do jogo trabalham o raciocínio lógico e rápido para as respostas, além da competitividade equilibrada.

De acordo com a diretora Soraia Guedes, a iniciativa visa recuperar a aprendizagem dos alunos de uma forma cada vez mais interessante. “Após as análises dos gráficos fornecidos pela Secretaria de Educação por meio de avaliações bimestrais, foram observadas algumas habilidades não desenvolvidas. Em mãos desse material, foram planejados aulas e exercícios para execução do jogo. Foram trabalhados conteúdos como porcentagem, números decimais, álgebra, as quatro operações e frações, entre outros”, informou.  

Após a aplicação e análise das planilhas sobre as participações dos alunos, os resultados foram dentro do previsto. O Kahoot oferece elementos para averiguar o desempenho sobre a assertividade das questões e, além da forma individual, é possível avaliar o rendimento do grupo.

Com chromebooks em mãos, professores participam de formação tecnológica

Dando sequência à formação permanente aos professores, com relação à tecnologia educacional, a Secretaria de Educação de Barueri, por intermédio do Departamento de Apoio Pedagógico, ministrouao longo da semana, mais um importante curso a todos os docentes da rede de ensino, no auditório do CAP – Centro de Aperfeiçoamento dos Professores. 

 As formações aconteceram nos períodos da tarde e da noite, oportunidade em que os docentes, com seus chromebooks em mãos, aprenderam muito com os profissionais especializados da empresa Microkids, que apresentaram – com uma série de exercícios práticos – ferramentas fáceis de operar.  

De acordo com a coordenadora de Ensino Fundamental, Isabel Biondi, a iniciativa em investir cada vez mais em formação tecnologia visa preparar os alunos para o futuro. “Com a ajuda de vocês e toda a estrutura investida na Educação de Barueri, certamente nossos alunos estarão muito bem preparados para um futuro promissor, em que competirão de igual para igual ao longo de suas vidas”, comentou. 

 As novas metodologias tecnológicas apresentadas aos professores despertaram muito interesse dos profissionais que lecionam as mais diferentes matérias de todas as séries. Elas atendem desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e são acompanhadas por softwares educacionais, biblioteca de livros virtuais, banco de imagens, vídeos e atividades a serem usadas em sala de aula com o objetivo de melhorar cada vez mais a aprendizagem. 

 De acordo com o professor de informática Paulo Ricardo, da Emef Alexandrino Bueno, do Jardim Silveira, a formação foi muito útil. “Achei extremamente significante. Com certeza essa nova ferramenta tecnológica irá auxiliar muito os alunos, pois a programação é algo que permite desenvolver elementos importantíssimos como o raciocínio lógico e a concentração, além de permitir e colaborar com a criatividade, aumentando a percepção do que eles podem fazer. Na realidade, o aluno não é apenas consumidor de tecnologia, mas sim criador e isso coloca os alunos de Barueri em um passo à frente no que se refere ao uso da tecnologia”, avaliou.