Cultura

Alunos da Escola Livre de Itapevi são premiados no Festival de Itapetininga

Grupos conquistaram prêmios nas categorias Melhor Ator Coadjuvante e Dramaturgia

Foto: Divulgação PMI

Na quinta-feira passada (9), um grupo de professores e de alunos da Escola Livre de Teatro e Circo de Itapevi participou do VII Festi – Festival de Teatro de Itapetininga. Os itapevienses receberam premiação nas categorias de Melhor Ator Coadjuvante e Dramaturgia.

Durante o festival, a Companhia de Teatro Studio 8 Encena apresentou a peça “No Campo da Solidão”, enquanto a Companhia Clovis Augustus, encenou o espetáculo “Yerma em 4”. Os dois grupos são formados por alunos e profissionais da Escola Municipal Livre de Teatro.

Itapevi conquistou premiação na categoria Melhor Ator Coadjuvante com Denis Araújo, pelo trabalho na peça No Campo da Solidão Já Dimi Calazans foi destaque em dramaturgia pela peça Yerma 4.

Com as conquistas, já são mais de 10 prêmios recebidos neste ano por profissionais integrantes da Escola Municipal Livre de Teatro e Circo de Itapevi.

“Ambas as apresentações ganharam muito destaque e elogios pelos jurados e demais companhias participantes do festival”, disse Henrique Leão, coordenador de Cultura de Itapevi.

O município ainda teve duas indicações no festival, de atriz revelação, com Clarina dos Anjos, em “No Campo da Solidão”, e de Helton Lima como ator revelação na mesma peça.

Sobre a Escola Livre de Teatro e Circo de Itapevi

A partir de 2018, novas vagas para quem deseja fazer teatro estarão abertas. Quem se interessar, deve ir, pessoalmente, ao Departamento de Cultura (Avenida Luís Manfrinato, 194, 2º andar – Centro), que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Para se matricular é necessário apresentar RG, CPF, comprovante de endereço e duas fotos 3×4. Menores de idade devem estar acompanhados de pais ou responsáveis. Mais informações pelo telefone 4

Estudantes de Cotia serão ‘agentes mirins’ contra o Aedes

Primeira escola a receber a iniciativa foi a EM Malvina de Castro, no Jardim Rosemary, bairro que recebe um mutirão, no sábado (18/11)

Foto: Vagner Santos

As Secretarias de Saúde e de Educação de Cotia firmaram uma parceria que vai conceder o título simbólico de Agentes Mirins contra o Aedes a estudantes da rede municipal. A primeira escola a receber orientações sobre o combate ao mosquito vetor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, além da Febre Amarela urbana, foi a E.M. Malvina de Castro, no bairro Jardim Rosemary –  divisa com Itapevi e que será também o primeiro bairro a receber o Mutirão contra o Aedes, neste sábado (18/11).

A engenheira ambiental, Páscoa Bichiato, coordenadora da Vigilância Ambiental de Cotia, esteve na escola nos dias 16 e 17/11 e conversou com todos os alunos sobre a importância das ações de prevenção e combate aos criadouros do mosquito. A coordenadora esclareceu dúvidas dos estudantes e, num bate-papo bastante descontraído, passou informações sobre como cada um pode fazer a sua parte para vencer o mosquito. “O grande vilão é o mosquito, se não tiver mosquito, não temos estas doenças. Então, cabe a todos nós, inclusive às crianças, impedir que eles nasçam”, disse Bichiato.

Durante a conversa com os alunos, a coordenadora pediu aos estudantes que conversem sobre o assunto com seus pais e familiares. Alguns alunos, como a pequena Yasmin, demonstraram bastante preocupação em relação ao mosquito. “Dengue é uma doença que o mosquito traz para a gente e ele nasce na água, a gente não pode deixar água parada”, disse. “Não é só Dengue, tem a Zika e Chikungunya”, completou o colega Silas.

O combate ao Aedes será abordado em sala de aula, sob orientação dos professores que apresentarão os resultados dos projetos desenvolvidos. Ao final, receberão o certificado de Agentes Mirins contra o Aedes agypti.

EJA da Emef Alexandrino debate raças e diversidade

Crédito das fotos: Divulgação / Secretaria de Educação

20 de novembro é o Dia da Consciência Negra, e as escolas da rede de Barueri estão realizando uma série de eventos ao longo de todo o mês. Os estudantes do projeto EJA (Educação de Jovens e Adultos) da Emef Alexandrino da Silveira Bueno, do Jardim Silveira, participaram de debates e palestras com o tema: Projeto Congo – Raças e Diversidade. 

Na oportunidade, eles também assistiram a apresentações de capoeira e aprenderam mais sobre as diversas manifestações da cultura negra. O objetivo do evento foi combater o racismo e alertar sobre temas como igualdade, respeito e diversidade. 

Sobre o Dia da Consciência Negra 

Dia da Consciência Negra surgiu para lembrar o quanto os negros sofreram, desde a colonização do Brasil, suas lutas e suas conquistas. Mas também serve para homenagear àqueles que lutaram pelos direitos da raça e seus principais feitos. 

A escolha da data (20 de novembro) é uma menção a Zumbi, o último líder do Quilombo dos Palmares, em consequência de sua morte. Ele foi morto por ser traído por Antônio Soares, um de seus capitães. 

Esta semana tem mais uma edição da Feira de Arte, Decoração e Artesanato em Alphaville

Foto: Allisson Roberto / Secom

Ela acontece todos os meses, geralmente na segunda semana de cada mês, e nunca é demais porque fica melhor a cada edição. A Feira de Arte, Decoração e Artesanato, promovida pela Secretaria de Indústria, Comércio e Trabalho de Barueri, estará em Alphaville esta semana com muito lazer e gastronomia nos dias 9, 10 e 11 de novembro (quinta, sexta e sábado). 

Ao todo são 92 tendas de pura arte e sabor, incluindo duas praças de alimentação com 12 food trucks e 3 food bikes trazendo uma enorme variedade de delícias: costela no bafo, hambúrguer gourmet, comida japonesa, italiana, árabe, caldo de cana, água de coco e muito mais.  

A feira será das 10h às 19h na Praça Oiapoque, que fica próxima à passagem subterrânea. A entrada é franca.  

Prefeitura de Jandira celebra Dia da Consciência Negra com eventos e palestras

A Prefeitura de Jandira, por meio da Diretoria de Políticas para Mulher e Igualdade Racial, irá realizar eventos e palestras em comemoração ao Dia da Consciência Negra.

No feriado (20/11), a celebração acontece no Teatro Municipal Luiz Gonzaga, a partir das 16h e irá contar com diversas atrações culturais, como Dança Afro, Roda de Capoeira, Workshop de Turbantes (GA Turbantes), e apresentação da Escola de Samba Cadência Paulista, de Barueri.

Troféu Afro Brasil Jandira 2017 – Edição Diamante Negro

Já no dia 26/11, a partir das 16h, também no Teatro Luiz Gonzaga, será a vez da entrega do Troféu Afro Brasil 2017, edição Diamante Negro, que irá homenagear grandes nomes da comunidade negra de Jandira e região em 12 categorias diferentes.

 

Confira a programação agendada para a comemoração da data

14/11, às 14h

Palestra Contra o Racismo

Local: Centro Comunitário Irmã Giovana

 

14/11, às 10h

Palestra contra o Racismo

Local: Escola Monteiro Lobato

 

20/11, a partir das 16h

Dia da Consciência Negra, com apresentações Culturais, workshop de Turbantes e participação da Escola de Samba Cadência Paulista

Local: Teatro Municipal Luiz Gonzaga

 

22 a 26/11, das 09h às 16h

Exposição descobrindo a África

Local: Espaço Biguá

 

23/11, às 10h

Palestra contra o Racismo

Local: NIC Gabriela

 

26/11, das 16 às 22h

Troféu Afro Brasil 2017

Local: Teatro Municipal Luiz Gonzaga

SESSÃO DO PROJETO CINEB EM JANDIRA CINEB realiza exibição gratuita do filme “TAPETE VERMELHO”

O projeto CINEB, que há dez anos promove sessões gratuitas de filmes nacionais em comunidades da capital paulista e Grande São Paulo, irá levar até a comunidade do Jardim São João em Jandira o filme : “TAPETE VERMELHO”, do diretor Luis Alberto Pereira no dia 10/11- sexta-feira – no Salão da Comuna Urbana Dom Helder Camara. Este filme foi o  primeiro a ser exibido pelo Projeto CINEB há dez anos atrás.

 

Sinopse do filme: Quinzinho (Matheus Nachtergaele) mora em uma roça bem distante de qualquer cidade grande. Decidido a cumprir uma promessa, ele decide levar seu filho Neco (Vinícius Miranda), de 9 anos, para assistir a um filme estrelado por Mazzaropi em uma sala de cinema, assim como fez seu pai quando era garoto. Desejando cumprir a promessa a qualquer custo, Quinzinho, sua esposa Zulmira (Gorete Milagres), Neco e o burro Policarpo viajam pelas cidades em busca de um cinema que possa exibir o filme.

Classificação: 10 anos

“Nós levamos toda a infraestrutura para montar nossa sala de cinema, que contempla telão, som, cadeiras, projetor, material de divulgação e um pipoqueiro. Desta forma, o CINEB tem ajudado a democratizar o acesso à produção audiovisual nacional, especialmente nas regiões mais carentes da cidade”, diz Cidálio Vieira Santos, coordenador do projeto.

“O nosso sindicato é um sindicato cidadão. E o CINEB é mais uma história de sucesso entre as nossas iniciativas. Por que levar cultura e lazer para a população ajuda a nos transformar em uma sociedade melhor e mais justa”, afirma Ivone Silva, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região.

 Cinema brasileiro nas telas do CINEB

O CINEB é um circuito alternativo de exibição que, desde 2007, leva cinema brasileiro para várias regiões da cidade. O projeto, realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região e produzido pela Brazucah Produções, já contabiliza um público superior a 58 mil pessoas em mais de 460 sessões gratuitas em comunidades e universidades de São Paulo. Já foram exibidos na tela do CINEB mais de 110 longas-metragens e 71 curtas-metragens.

Mais informações em: http://cineb.spbancarios.com.br  curta a nossa  página  no  facebook  : facebook.com/projetocineb  

SERVIÇO:

CINEMA BRASILEIRO EM JANDIRA

DIA: 11/11 – SEXTA- FEIRA

LOCAL: Salão da Comuna Urbana Dom Helder Camara

ENDEREÇO:   Rua Lêmans,669 –jd São João- Jandira                             

HORAS: 19h                                                                                                                                      RETIRADA DE CONVITES: falar com Noêmia

Esta semana tem mais uma edição da Feira de Arte, Decoração e Artesanato em Alphaville

Foto: Allisson Roberto / Secom

Ela acontece todos os meses, geralmente na segunda semana de cada mês, e nunca é demais porque fica melhor a cada edição. A Feira de Arte, Decoração e Artesanato, promovida pela Secretaria de Indústria, Comércio e Trabalho de Barueri, estará em Alphaville esta semana com muito lazer e gastronomia nos dias 9, 10 e 11 de novembro (quinta, sexta e sábado). 

Ao todo são 92 tendas de pura arte e sabor, incluindo duas praças de alimentação com 12 food trucks e 3 food bikes trazendo uma enorme variedade de delícias: costela no bafo, hambúrguer gourmet, comida japonesa, italiana, árabe, caldo de cana, água de coco e muito mais.  

A feira será das 10h às 19h na Praça Oiapoque, que fica próxima à passagem subterrânea. A entrada é franca.  

Biblioteca João Galdino foi palco para “Dom Quixote” e imaginação

Crédito das fotos: Bob Cruz / Secretaria de Cultura e Turismo

Na segunda-feira (30 de outubro), a Biblioteca Municipal João Galdino (no Jardim Silveira), coordenada pela Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, recebeu a oficina-performance “Dom Quixote Entre Cartas e apresentou ao público a obra de Miguel de Cervantes. Contou com interações espontâneas desenvolvendo a capacidade criativa de cada participante, além de música ao vivo, citações da obra, leitura compartilhada e escrita sensível 

O evento faz parte do projeto “Ler é uma Viagem”, desenvolvido por Élida Marques Produções Artísticas em parceria com o Instituto CCRcom as empresas Adere e Sabic e com o Ministério da Cultura. 

A oficina foi direcionada a professores e profissionais da área educativa, mas a população também esteve presenteAchei a iniciativa maravilhosa, nunca havia lido o livro Dom Quixote. A oficina me incentivou e, agora, com certeza vou ler“, disse Maria Santos Silva. 

Neste ano, o projeto apresenta oficinas interativas em mais de 45 cidades dos estados de São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Bahia e Mato Grosso do Sul. Os espetáculos são gratuitos e têm o objetivo de incentivar a leitura e compartilhar os 15 anos de pesquisas em arte-educação e práticas leitoras desenvolvidas pelo projeto. 

 

1ª Festa da Cultura Brasileira em Barueri resgata tradições populares

Lira dos Autos (Bob Cruz / Secretaria de Cultura e Turismo )

Durante dois dias a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri realizou a 1ª Festa da Cultura Brasileira no Parque Municipal. O evento reuniu o melhor da culinária típica de todas as regiões do país como galinhada, costela de chão, queima do alho, feijão tropeiro, tacacá, acarajé e doces, entre outras opções.  

Mais de 20 grupos folclóricos passaram pelo palco da festa mais brasileira. A abertura foi feita pelo grupo Lira dos Autos que, com o “Balaio de Rodilha e suas roupas coloridas feitas de chita, fez o publico dançar. Teve apresentação de capoeira e maculelê com o mestre Fumaça, Orquestra de Violeiros de Mauá, Batuque de Umbigada de Tietê e Capivari também de Piracicaba com a participação de integrantes de Barueri. 

Também encantaram e emocionaram o público Orquestras de Viola de São Roque e de Cabreúva, Os Favoritos da Catira, Reisado Sergipano do Guarujá, Godap – Grupo Olimpiense de Danças Parafolclóricas, SP em Retalhos. Houve ainda a apresentação da banda da Cultura – Todas as Notas e o encerramento foi feito com as escolas de samba Ganga e Unidos do Jardim Belval. 

A Festa apresentou barracas contendo muitos artesanatos, inclusive havia artesão confeccionando ao vivo o material. Os índios também foram destacados – duas índias, Tamikuã (da tribo Pataxó de Porto Seguro) e Jaxuka Mirim (da Guarani do Rio Grande do Sul) expuseram belíssimos artesanatos feitos com sementes e coco, além de cocar e apito, cujo modelo é o mesmo usado na Copa do Mundo realizada no Brasil. “Esse evento faz com que mantenha viva a nossa cultura. Se cada cidade fizesse um pouco, a nossa cultura não iria cair no esquecimento”, afirmou Tamikuã. 

Patricia Rezende prestigiou o evento com a família. “Gostaria de parabenizar o evento da Festa da Cultura Brasileira. Adoramos! Desde as comidas típicas regionais, aliás tive a oportunidade de provar o famoso Tacacá!  Amei! Também os grupos que se apresentaram, adorei”, afirmou. “Esperamos a próxima oportunidade, assim poderemos provar mais delícias da nossa culinária regional e ouvir mais músicas  Eu e minha família ficamos muito satisfeitos e felizes em participar! Parabéns! 

O secretário de Cultura e Turismo, Jean Gaspar, visitou cada barraca e conversou com os expositores. “A Festa da Cultura Brasileira será tradição em Barueri – todo ano acontecerá na e cada vez será mais rica culturalmente. O objetivo é resgatar as nossas tradições e compartilhar o conhecimento com a população”, ressaltou. 

Barueri vence Jogos Intermunicipais Adaptados à Terceira Idade

Competição de dança de salão encerrou o Jiatiba (Karina Borges / Secom)

A décima segunda edição dos Jogos Intermunicipais Adaptados à Terceira Idade de Barueri (Jiatibaterminou com vitória de Barueri por larga margem de pontos. As competições, que aconteceram de 19 a 27 de outubro, tiveram participação de dez municípios: Barueri, Cotia, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jandira, Jarinu, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba. 

Nove modalidades foram disputadas: basquete, bocha, coreografia, dança de salão, dominó, tênis de mesa, tranca, truco e vôlei. Barueri conquistou nove medalhas de ouro: tranca feminino, dominó feminino, basquete A (60 anos ou mais), bocha, vôlei masculino e feminino B (70 anos ou mais), tênis de mesa e dança de salão categorias A e B. 

Abertura 

A cerimônia de abertura aconteceu no dia 24, no Parque da Maturidade José Dias da Silva, local onde foram realizadas as competições. O evento contou com as presenças de Adriana Bueno Molina, secretária de Assistência e Desenvolvimento Social; Sônia Furlan, presidente do Fundo Social de Solidariedade Estrela Guia; e Valéria Fugii, vice-presidente do Fundo Social – além de outras autoridades de Barueri e de outros municípios.  

Sônia Furlan declarou abertos os Jogos, desejando sorte aos competidores. A presidente do Fundo Social de Solidariedade salientou a importância do esporte na vida dos idosos e disse que todas as  cidades eram bem-vindas ao Parque da Maturidade. 

Encerramento 

Jiatiba foi encerrado no dia 27 de outubro (sexta-feira). A última competição foi a dança de salão, modalidade em que Barueri ganhou duas medalhas de ouro. Depois aconteceu a cerimônia de premiação geral. O troféu de campeão foi dado aos atletas de Barueri pela secretária de de Assistência e Desenvolvimento SocialAdriana Bueno Molina. Para ela, a  grande vitória de Barueri se deve ao “investimento e atenção que o município dispensa aos idosos oferecendo estrutura e serviços voltados a este público, propiciando um envelhecimento ativo e saudável”. 

Classificação Geral do 12º Jiatiba 2017 

 Barueri  – 152 pontos 

 Embu-Guaçu – 96 pontos 

 Jandira – 83 pontos 

 Itapevi – 70 pontos 

 Cotia – 61 pontos 

 Sanatana do Parnaíba – 55 pontos 

 Itapecerica da Serra – 52 pontos 

 Pirapora do Bom Jesus – 47 pontos 

 Osasco – 37 pontos 

10º Jarinu – 23 pontos 

 

*Confira o pódio de cada modalidade em portal.barueri.sp.gov.br