Cultura

Barueri recebe o espetáculo teatral on-line “De_Anchieta_a_você.com” no próximo dia 3

No próximo dia 3 de abril às 20h a cidade de Barueri receberá o espetáculo teatral inédito De_Anchieta_a_você.com, de Cadu de Castro. O projeto contemplado pela lei federal Aldir Blanc é uma contrapartida gratuita e tem o propósito de intercâmbio com os municípios do Estado de São Paulo, por se tratar de um edital da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa.

A parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri resultou na apresentação gratuita, que será transmitida on-line pelas mídias digitais da Cultura Barueri Oficial no Facebook e no Youtube. Ao final do espetáculo o ator André Falcão e a diretora Leticia Olivares estarão disponíveis para um bate-papo, cada um em sua casa, em resposta às possíveis interações e perguntas que surgirão no chat on-line, aberto durante toda a transmissão. O bate-papo contará também com a participação do secretário de Cultura e Turismo, Jean Gaspar.

Barueri foi uma das cidades contempladas pelo espetáculo por ter referência com a história de José de Anchieta.

“O espetáculo apresenta um texto baseado em pesquisas aprofundadas sobre os escritos do Padre Jesuíta José de Anchieta, com o objetivo de desvelar as permanências das mentalidades medievais no homem contemporâneo. Anchieta viveu na modernidade, mas as mentalidades de sua época ainda eram fortemente estruturadas na Idade Média. É um texto crítico, que convida à reflexão o tempo todo. Este projeto foi realizado com recursos da Lei Aldir Blanc pelo Governo Federal e pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa”, ressaltou o ator André Falcão.

Sinopse – Um homem anônimo, crítico do tempo presente e um personagem relevante do Brasil colonial, o Padre José de Anchieta (1534-1597). Esses são os interlocutores do espetáculo De_Anchieta_a_você.com, que busca provocar e estimular a reflexão sobre as permanências do homem quinhentista nas mentalidades contemporâneas no que diz respeito à alienação, ao egoísmo e o egocentrismo que permeiam nossa sociedade.

Serviço:

O que: De_Anchieta_a_você.com

Quando: 03/04/2021 às 20h – grátis

Onde: Facebook e Youtube Cultura Barueri Oficial

Drama da Paixão de Santana de Parnaíba ganha versão especial na Sexta-feira Santa com o melhor de todos os tempos

O Drama da Paixão de Cristo, maior espetáculo a céu aberto do estado de São Paulo, realizado em Santana de Parnaíba, ganha versão especial e será transmitido on-line através das redes sociais da prefeitura na Sexta-feira da Paixão, 02/04, com reprise no sábado, 03/04, ambas às 20h, nos canais oficiais do Facebook e Youtube. 

O espetáculo será apresentado pelo servidor público e ator Sinnayder Barcelos, que interpreta Jesus há 10 anos, e Edimilson Andrade, que há 25 anos dirige o Drama da Paixão de Santana de Parnaíba.

 Com um documentário antecedendo a grande apresentação, a história do segundo maior espetáculo outdoor do Brasil será contada desde a sua primeira exibição no ano de 1994 até a última em 2019. A apresentação on-line contará com um mix de imagens dos espetáculos de 2016 a 2019 e um bônus inédito com imagens gravadas neste ano, com Jesus (Sinnayder Barcelos).

No ano de 2020, a 25ª edição do Drama da Paixão foi cancelada às vésperas de sua exibição por conta das medidas restritivas para o combate da disseminação do coronavírus, já que o evento conta com mais de 400 atores e figurantes e um público de aproximadamente 20 mil pessoas.

O evento será exibido no Youtube através do canal oficial da Prefeitura Municipal de Santana de Parnaíba que está disponível no endereço https://www.youtube.com/user/parnaibatv e na fanpage através do link https:// www.facebook.com/PrefeituraSantanadeParnaiba

Créditos:

Fotos: Fabiano Martins

Texto: João Guerra

Cultura de Barueri realiza palestra on-line com João Portinari

Nesta sexta-feira, dia 26, a cidade de Barueri completa 72 anos de emancipação político-administrativa e a Secretaria de Cultura e Turismo realizará uma palestra e videoconferência com João Candido Portinari, único filho do artista plástico Candido Portinari. A transmissão será feita às 18h pelas mídias digitais da Prefeitura (@prefeituradebarueri no Facebook e no Instagram) e da Cultura Barueri Oficial (@culturabaruerioficial no Facebook) e será apresentada pelo secretário Jean Gaspar.

A palestra, intitulada “Portinari em Tempo de Pandemia – Uma Reflexão da Obra Guerra e Paz”, se desdobra em três partes: a vida e obra de Portinari, destacando sua atualidade e sincronia com estes tempos de pandemia, o trabalho do Projeto Portinari e o “Projeto Guerra e Paz”.

A coruscante trajetória artística de Portinari começa em um humilde povoado perdido nas imensas plantações de café do Estado de São Paulo. Após legar ao País um retrato emocionado e grandioso, em mais de 5 mil obras, do povo, da vida e da alma brasileira, ela vai atingir o seu ápice nos monumentais painéis “Guerra” e “Paz”, presente do Brasil instalado na sede da ONU (Organização das Nações Unidas), em Nova York.

Na segunda parte será apresentado o trabalho do Projeto Portinari, que há exatos 42 anos está empenhado no levantamento, catalogação, pesquisa e democratização da obra e vida do pintor.

A última parte focaliza a sua iniciativa mais recente. Após obter da ONU a guarda dos originais “Guerra” e “Paz” durante o período 2010-2015, o Projeto Portinari trouxe a obra prima do pintor para restauro e exposição no Brasil, e em Paris, reinaugurando-os depois no grande plenário da Assembleia Geral das Nações Unidas, em 2015.

“A palestra do João Portinari apresenta a relevância da obra de Cândido Portinari para a cultura, a arte e o povo brasileiro. Todos devem assistir. É uma oportunidade singular de conhecermos sobre o grande artista e humanista que foi Cândido Portinari”, ressaltou Jean Gaspar.

O palestrante: João Candido Portinari é Ph.D pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT/EUA) e fundador do Projeto Portinari, que desde 1979 dedica-se ao resgate e à democratização da vida e obra de seu pai, Candido Portinari.

O projeto contribui para o conhecimento histórico-cultural do País, promove a arte e a educação para crianças e adolescentes brasileiros, além de recuperar o legado pictórico, ético e humanista de Portinari por meio dos programas Levantamento, Pesquisa e Catalogação, e Democratização de um abrangente e detalhado acervo documental sobre a obra, vida e época do artista.

Até o momento, 5.400 obras e 30 mil documentos compõem o acervo documental do Projeto Portinari, disponíveis gratuitamente em: www.portinari.org.br .

________________________________________________________

Valquíria Sirot – 25/03/2021

Crédito: Divulgação

Crédito foto sec. Jean Gaspar : Bob Cruz

 Portinari em Tempo de Pandemia – Uma Reflexão da Obra Guerra e Paz

Secretaria de Esportes divulga nova programação de aulas via internet

Atenção, amantes das atividades físicas. Devido às novas restrições adotadas pelas autoridades como forma de enfrentamento ao alastramento da Covid-19, a Secretaria de Esportes de Barueri implantou algumas mudanças para que você permaneça em isolamento e mantenha a boa forma.

Na nova programação há muitas aulas de condicionamento físico e também opções de artes marciais e de treinamento em modalidades esportivas específicas.

 

Confira o cronograma completo e acesse as redes sociais da Secretaria: no Facebook e no Instagram.

Programação:

Segunda-feira

8h – CONDICIONAMENTO FÍSICO HANDEBOL

9h – GINÁSTICA FUNCIONAL

10h – JUDÔ

16h – PREPARAÇÃO FÍSICA FUTSAL

17h – CONDICIONAMENTO FÍSICO

18h – MUAY THAI

 

Terça-feira

8h – CONDICIONAMENTO FÍSICO

9h – KUNG FU

10h – CONDICIONAMENTO BASQUETE

11h – KARATÊ

16h – PREPARAÇÃO FÍSICA ATLETISMO

17h – CONDICIONAMENTO FÍSICO

18h – JIU JÍTSU

 

Quarta-feira

8h – CROSS TRAINING

10h – JUDÔ

11h – CAPOEIRA

15h – CONDICIONAMENTO FÍSICO

17h – CONDICIONAMENTO FÍSICO

18h – MUAY THAI

 

Quinta-feira

8h – CONDICIONAMENTO FÍSICO

9h – KUNG FU

10h – PREPARAÇÃO FÍSICA FUTEBOL

11h – KARATÊ

16h – GINÁSTICA ARTÍSTICA

17h – CONDICIONAMENTO FÍSICO

18h – JIU JÍTSU

 

Sexta-feira

8h – CROSS TRAINING

11h – CAPOEIRA                                                              

14h – JUDÔ

17h – CONDICIONAMENTO FÍSICO

18h- JIU JÍTSU

                                                                                                                                                                 —

Jorge Ferreira – 23/03/2021

Crédito das fotos: Flávio Costa/SESP

Oficinas Temáticas do PPA acontecem até 26/3 com temas variados

Valorização da família, desenvolvimento urbano, saúde em primeiro lugar e educar para transformar serão alguns dos assuntos abordados.

A Secretaria de Planejamento e Gestão da Prefeitura de Osasco segue com a série de oficinas temáticas denominada “Osasco para gente: construindo nossa cidade 2022-2025”, do Plano Plurianual (PPA), até sexta-feira, 26/3.

Os encontros acontecem virtualmente em salas fechadas em dois períodos, manhã e tarde, sempre das 9h às 12h e das 14h às 17h, respectivamente, com duas temáticas diferentes por dia.

As próximas oficinas serão nos dias:

  • 24/3/ Manhã – Tema: Proteção da Criança, Valorização da Família e Respeito aos Idosos

  • 24/3 – Tarde – Tema: Desenvolvimento Urbano e Direito à Cidade

  • 25/3 – Manhã – Tema: Educar Para Transformar

  • 25/3 – Tarde – Tema: Saúde em Primeiro Lugar

  • 26/3 – Manhã – Tema: Gestão Moderna e Sem Complicações

A participação popular é muito importante, pois ajudará a administração pública a pensar a cidade nos próximos anos e encontrar soluções simples e que possam atender a coletividade.

Para se inscrever acesse o link http://encurtador.com.br/tuxCP e informe quais oficinas temáticas você gostaria de participar.

O acesso para entrar nas salas de bate-papo será enviado por meio de e-mail ou WhatsApp cadastrados no preenchimento do formulário.

Serviço

Oficinas Temáticas do Plano Plurianual (PPA) de Osasco

Próximos encontros dias 24, 25 e 26/3

Manhã: 9h às 12h

Tarde: 14h às 17h

Osasquense integra seleção paraolímpica de vôlei

Texto: Giane Vieira 

Imagens: Arquivo Serel  

 O atleta paraolímpico de vôlei Wellington Platini Silva da Anunciação, 35 anos, representante da Secretaria de Esporte, Recreação e Lazer da Prefeitura de Osasco torce como todo brasileiro para que a pandemia do corona vírus acabe logo. Ele tem vários motivos para que isso aconteça, o principal deles é que tem dois desafios futuros: o Saravejo Open, em maio, na Bósnia, e, em agosto, a Paraolimpíada no Japão.  

Nascido e criado em Osasco, há 16 anos ele integra a Seleção Brasileira de vôlei paraolímpico. 

Após um acidente trágico de moto em 2005, quando tinha apenas 19 anos, Wellington começou a treinar vôlei paraolímpico no instituto Mara Gabrilli. Seis meses depois, foi convocado para a seleção sub- 23. 

O osasquense coleciona várias conquistas pela Seleção Brasileira. Em seu primeiro ano, em 2005, foi medalha de bronze no Campeonato Mundial sub-23, na Eslovênia, diante da Alemanha.  

Anunciação participou de três Paraolimpíadas: 2008, 2012 e 2016. Nesta última, ficou em quarto durante a disputa pelo bronze. Em 2014 conquistou medalha de prata na Polônia e bronze em 2018, na Holanda.  

Também foi campeão em três Parapan-Americanos: México (2011), Canadá (2015) e Peru (2019). Além de campeão brasileiro nove vezes, foi eleito o melhor bloqueio do mundo em 2010.  

“O esporte me proporciona coisas boas, não só pelas disputas, mas para a vida. Ter a oportunidade de fazer parte de um grupo seleto e representar o País é sensacional. Hoje posso dizer com todo orgulho que sou uma pessoa mais feliz e determinada”, assegura.  

“Através do esporte, incluímos as pessoas com deficiência em outros setores da vida para que busquem sua autonomia plena”, disse o secretário Rodolfo Rodrigues Cara. 

Osasquense supera obesidade e chega à Seleção Brasileira

Texto: Giane Vieira 

Imagens: Arquivo Serel 

A osasquense Luciana Paula, 37 anos, iniciou trajetória em corridas de rua em 2011 com o objetivo de emagrecer. Com o passar dos anos foi se destacando no montanhismo. 

A atleta disputa as chamadas Skyrunning, que são tipos de corridas de montanhas com terrenos bastante rústicos, com declives e aclives muito fortes chegando a inclinações maiores que 35°. 

“Essas corridas são bastante técnicas e difíceis exigindo muito dos atletas. Aqui no Brasil a entidade que administra esse tipo de corrida de montanha é a Skyrunning Brasil e ela é vinculada no mundo às federações de montanhismo”, explica Luciana. 

Em 2016 a osasquense participou da sua primeira corrida, o Circuito das Serras, em São Paulo, e disputou três etapas, percorrendo as distâncias consideradas curtas de 10 a 13 km, e ganhou três medalhas de ouro. 

Dali em diante começou a disputar as principais corridas de montanhas do Brasil. Em 2017 participou de 10 corridas de montanhismo e obteve nove ouros e uma prata.  

Além da prova de montanha considerada a mais importante do Brasil, a Indomit Pedra do Baú, confirmando sua façanha em 2018, garantiu o bicampeonato e o recorde da prova com o melhor tempo nos 21 km, que até hoje não foi superado. 

E finalmente em 2019 participou da seletiva para a Seleção Brasileira de Skyrunning (Montanhismo mais extremo) e disputou três provas. Ficou com o bronze na La Mission (35km), 4º lugar no KTR Campos de Jordão (42 km) e 5º lugar no Indomit Pedra do Baú (50Km). 

Com todos esses resultados, foi convocada para representar a Seleção Brasileira de Montanhismo (Skyrunning) no Campeonato Mundial de Seleções, que será disputado em julho de 2021 na cidade de Vall de Boi, na Espanha. Ela integra a equipe de atletas da Secretaria de Esporte, Recreação e Lazer (Serel), da Prefeitura de Osasco, contemplada pelo bolsa atleta. 

“Eu iniciei nas corridas para emagrecer, pois sofria com a obesidade. Cheguei a pesar 85 kg. Com as corridas, emagreci e me apaixonei por esse esporte maravilhoso. É um orgulho enorme competir representando Osasco. Fico muito emocionada e feliz por ter alcançado esse sonho de poder defender a bandeira e as cores de minha cidade, onde nasci, cresci e vivo até hoje. Espero que até julho tenha acabado a pandemia e eu possa disputar a prova na Espanha”.  

“A atleta merece todo nosso reconhecimento, pois superou um problema de saúde e hoje é atleta de ponta do montanhismo. Trouxe várias medalhas para Osasco”, disse o secretário Rodolfo Rodrigues Cara. 

Confira os resultados da atleta: 

2016 Circuito das Serras 

Campeã da Etapa Morro do Saboó – São Roque (12 km) 

Campeã da Etapa Caminhos do Mar – Estrada Velha de Santos (12 km) 

Campeã da Etapa Parque Estadual do Juquery (12 km) 

2017 Corridas de Montanhas do Brasil 

Campeã da Corrida O Rei da Montanha 14 km – Mogi das Cruzes – Sabaúna 

Campeã da Corrida A Rainha da Montanha 7 km – Mogi das Cruzes 

Campeã do Circuito Ladeiras Trail nas seguintes etapas: Ubatuba, Suzano, Guararema e Mairiporã, todas 21 km 

2017 Circuito KTR SERIES 

Campeã do KTR Series Etapa Campos de Jordão (21 km) 

Vice-campeã KTR Series Etapa Serra Fina/Passa Quatro (MG, 21 km) 

Campeã KTR Series Etapa Itamonte (MG, 21 km) 

Quarta colocada KTR Series Etapa Ilha Bela/SP (21 km) 

2017 / 2018 Indomit Pedra do Baú 

Campeã em 2017 e 2018. É atualmente recordista com o tempo nos 21 km 

2019 seletiva para a Seleção Brasileira de Skyrunning (Montanhismo mais extremo) 

KTR Campos de Jordão (42 km) – 4º lugar 

Indomit Pedra do Baú 50 km – 5º lugar 

Projeto empodera e desenvolve liderança em meninas adolescentes

Com mentorias e reuniões semanais, As Vozes das Adolescentes’  transforma estudantes em protagonistas de mudanças na escola e na comunidade; projeto chega a fase de construção de ações de enfrentamento à desigualdade de gênero

Após passarem pelo processo de formação em liderança ao longo do ano passado no projeto ‘As Vozes das Adolescentes’, 42 meninas adolescentes, entre 13 e 18 anos, estudantes da rede municipal de Santana do Parnaíba, em São Paulo,  refletiram sobre os problemas que as afetam por serem mulheres e desenham ações para a busca de igualdade e respeito. 

Na segunda fase do projeto, as participantes recebem mentorias e acompanhamento de tutoras para estruturação de planos de ação de incidência política que mudem a realidade de problemas que enfrentam no cotidiano e ajude outras meninas a conhecer e exercer seus direitos. 

Ao todo seis temas foram identificados pelas meninas e estão sendo trabalhados, a maior parte para enfrentar desafios no ambiente escolar. Entre eles, estão a discriminação LGBTQI+; falta de absorventes nas escolas; falta de apoio psicológico; desigualdade de gênero nas aulas de educação física; insegurança de mulheres para denunciarem violência e educação sexual e saúde das meninas nas escolas.

As meninas passaram por oficinas virtuais, de agosto a fevereiro,  e agora elas estão aprendendo a como definir os objetivos dos planos de ação delas e criar um plano de incidência política para mudar as estruturas da sociedade”, destaca Jane Moura, presidente da Empodera-Transformação Social pelo Esporte. 

O projeto é realizado pela Empodera, em parceria com a Rise UP, Cummins Brasil e Fundação Tênis, e conta com o apoio da Secretaria de Educação de Santana de Parnaíba, e tem como objetivo empoderar e desenvolver a liderança em meninas adolescentes para que se tornem líderes e impactem positivamente a escola e os lugares em que vivem. 

Liderança e empoderamento

No total, a formação promovida pelo projeto As Vozes das Adolescentes mobilizou e envolveu cerca de 60 estudantes na metodologia criada pela Rise Up e adaptada ao contexto brasileiro pela Empodera. As atividades – que ocorreram de agosto a fevereiro –  tiveram como foco a participação ativa das meninas que, por meio de jogos lúdicos, práticas corporais e rodas de conversa, discutiram como garantir seus direitos na sociedade. Por conta da pandemia, a maior parte das atividades foi realizada virtualmente. 

Entre os conteúdos abordados, as meninas adolescentes trabalharam habilidade de comunicação, negociação, empatia, garantia de direitos  e advocacy, fundamental para colocarem seus projetos em ação e promover a transformação social na escola, família e lugares em que vivem. 

“No futuro isso vai me ajudar a ser segura de mim mesma, para minha família , vou ajudá-las e quem não tem voz”, destaca a estudante Giullya (14 anos) participante do projeto As Vozes das Adolescentes já com planos ajudar outras mulheres do seu convívio a conhecerem sobre seus direitos.

Já Livia (15 anos) acredita que o conhecimento adquirido ao longo da participação do projeto e também o empoderamento vai apoiar na construção de ações relevantes para que mais meninas adolescentes tenham espaço. “Acredito que a gente pode realizar vários projetos para que a gente tenha mais lugar na sociedade. Nós, meninas, queremos igualdade”. 

Por que meninas?

É na infância e na adolescência que as questões de gênero são construídas e que situações de vulnerabilidade têm impactos na vida adulta. Segundo dados do Instituto Data Folha (2018),  536 mulheres sofrem violência física por hora (quase 5 milhões por ano). 

A triste realidade não para por aí. 

É na puberdade, que a autoconfiança das meninas diminui duas vezes mais que a dos meninos, segundo levantamento da ONU Mulheres. Isso também se reflete na prática de esportes. 34,8% das meninas brasileiras abandonam  quando chegam à adolescência, segundo o Ministério do Esporte (2013) por não serem espaços considerados “para meninos”.

O projeto As Vozes das Adolescentes aposta no empoderamento e no desenvolvimento da  liderança de meninas adolescentes para garantir a igualdade de gênero. A metodologia desenvolvida pela Rise Up e adaptada ao contexto brasileiro pela Empodera combina práticas esportivas, espaços de escuta, desenvolvimento de habilidades de liderança e incidência política e conhecimento. 

As meninas são impedidas de realizar todo seu potencial na adolescência, seja por questões sociais como controle e sexualização do corpo das meninas e falta de oportunidades. Por isso é tão importante trabalhar a liderança com essas meninas. E o esporte é um meio para trabalhar a saúde física e mental”, destaca Jane. 

Sobre a Empodera

Empodera é uma organização sem fins lucrativos (ONG). Fundada no Rio de Janeiro 2017, tem como missão empoderar meninas adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social para exercerem o seu pleno potencial e direitos, utilizando o esporte e os jogos lúdicos. Tem sede no Rio de Janeiro e seus projetos têm alcance nacional. 

Atletas de Osasco disputarão 1º Campeonato Oficial de Jiu-Jitsu de 2021

Texto: Giane Vieira 

Na terça-feira, 16/3, as atletas de jiu-jitsu da Secretaria de Esporte, Recreação e Lazer (Serel), da Prefeitura de Osasco, contempladas pelo Bolsa Atleta, Natália Nespatti, de 33 anos, e Camila Guerra, de 27 anos, vão embarcar para o Rio de Janeiro representando Osasco na disputa do primeiro campeonato de jiu-jitsu oficial da temporada, o Rio Open 2021, organizado pela Internacional Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF). 

O evento será na Arena Coronel Wenceslau Malta e não será permitida a entrada do público devido à pandemia e o isolamento social, porém todas as lutas serão transmitidas ao vivo pelo canal do Youtube da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ). 

As lutas vão acontecer entre 18/3 e 21/3, com aproximadamente mil atletas, divididos em 5 faixas participantes: branca, roxa, marrom, azul e preta.  

As primeiras disputas das osasquenses serão na quinta-feira, 18/3, na qual a atleta Camila participará na categoria peso Galo que corresponde até 48,5 kg e Natália Nespatti no peso Pena de até 58,5kg, ambas na faixa roxa. No domingo, 21/3, Natália vai competir no NO-GI (sem pano) e ambas estarão na categoria Absoluto que são todos os pesos das respectivas faixas.   

“Cada vez mais é notada a presença feminina nas artes marciais, queremos oportunizar o acesso à pratica de lutas e artes marciais utilizando nossas aulas gratuitas. Acredito que várias mulheres se destacarão”, afirmou o secretário da Serel, Rodolfo Rodrigues Cara.  

As duas atletas têm grande representatividade no jiu-jitsu, Natália é instrutora federada de Arte Marcial Russa, sendo a segunda mulher na América do Sul a conseguir este título, em 2016, na sua primeira competição. Após três meses de prática ficou em 2º lugar no Campeonato Regional de Cotia. Desde então, conquistou diversos títulos, como campeã paulista, campeã brasileira, campeã sul-americana, além de conquistar bronze no Campeonato Europeu. A atleta ainda disputará o Campeonato Mundial. 

Em 2019, Camila Guerra se consagrou campeã no Campeonato Sul-Americano de Jiu-Jitsu da IBJJF e em janeiro de 2020, disputou o Campeonato Europeu e conseguiu o título de vice-campeã europeia em Portugal.  

“Mesmo com a pandemia e academias fechadas nunca deixamos de treinar e se dedicar ao esporte, agora é hora de colocar a prova nosso aprendizado”, disse Camila.