Artigos

ClickBus arrecada junto com clientes doações para cilindros de oxigênio e materiais de saúde para “Todos por Amazonas”

Ação é feita em parceria com a Polen Tecnologia e os valores arrecadados serão enviados para duas instituições de saúde do Estado

São Paulo, janeiro de 2021 – Além de trabalhar em conjunto com as empresas de ônibus para garantir que passageiros, que precisam viajar durante a pandemia, cheguem aos destinos com maior segurança, a ClickBus, plataforma líder em venda online de passagens rodoviárias, em parceria com a Polen Tecnologia, inovadora plataforma de conexão entre empresas e causas, acaba de lançar uma campanha solidária para ajudar a causa “Todos por Amazonas”, com o intuito de arrecadar donativos para duas instituições de saúde locais.

Além de uma doação realizada em nome da ClickBus, a empresa incentiva que clientes e parceiros contribuam para a causa oferecendo vouchers para compras futuras na ClickBus para cada doação feita. As instituições escolhidas para receber os valores são:

• IAIDAM: Instituição que atende 350 famílias de baixa renda dando apoio em doações de material de saúde e de alimentos durante a crise no Estado do Amazonas

• ADRA: Agência humanitária presente em 130 países atuando nas áreas como saúde, nutrição, proteção de crianças, mulheres e idosos em situação de vulnerabilidade, segurança alimentar e atenção a migrantes e refugiados

Quem quiser contribuir pode acessar a página da campanha solidária e escolher o valor que deseja doar – a partir de R$ 5 -, para uma das duas instituições, preencher os dados pessoais e escolher o meio de pagamento, que pode ser cartão de crédito ou boleto bancário. Em contrapartida, a ClickBus vai oferecer um cupom de R$ 5 de desconto para a comprar passagens de ônibus até o final de 2021. Após a confirmação do pagamento, será enviado um e-mail com o comprovante da doação realizada e o código do cupom de R$5. Todas as contribuições são verificadas pela Polen.

Essa não é a primeira ação da ClickBus pensando na saúde dos brasileiros durante a pandemia. Em julho do ano passado a empresa criou o Selo de Segurança Reforçada em parceria com 100 viações como uma forma de garantir o cumprimento e chancelar a qualidade dos procedimentos de higiene, desinfecção dos veículos, jornada com menos contato (que inclui o uso de máscaras, embarque com e-ticket e fornecimento de álcool gel) e orientações efetivas aos passageiros sobre as medidas adotadas pelas empresas do setor de transporte rodoviário no país.

Sobre a ClickBus
Líder em inovação do setor rodoviário, a ClickBus é o principal agente de mudança de comportamento de compra de passagens de ônibus no Brasil, trabalhando de forma ativa em todas as pontas do ecossistema digital para facilitar a vida de quem viaja de ônibus: como um agregador (GDS), uma plataforma online (OTA) e operador de sites de empresas de ônibus e rodoviárias (Gestor de Whitelabel). Com mais de 150 empresas em seu portfólio que levam para mais de 4 mil destinos, a plataforma trabalha como um facilitador entre os viajantes e empresas de ônibus. Até o final de 2019, vendeu online mais de 20 milhões de passagens rodoviárias.
 

EDITAL DE LEILÃO

NELSON BERTOLUCI SANTOS, LEILOEIRO OFICIAL devidamente autorizado por comitente, venderá em 03/02/2021, às 10:00 horas, e segundo leilão em 10/02/2021, mesmo horário, na rua Jacob Milton Bennemann, n. 473, bairro Amaral Ribeiro, em Sapiranga/RS, os seguintes imóveis abaixo descritos:

  1. Um terreno situado na zona urbana desta cidade de Sapiranga, na quadra nº 12 do setor 12 do Plano Diretor, medindo ao leste trinta e sete metros, onde divide com uma servidão, lado ímpar de oito metros de largura, distando da face sul trinta e quatro metros da esquina da RS/239; ao oeste, mede quarenta e quatro metros e divide com terras de Theno Strassburger, pelo norte mede trinta e nove metros e limita com  terras de Ervino Berg, e, pelo sul, mede igualmente trinta e nove metros e limita com terras de Otavio ventura e José de Paula. MATRICULA nº 10.246 do RI de Sapiranga.
  2. O prédio de madeira nº 780 da Faixa Estadual RS/239, com área de quarenta e oito metros quadrados, na quadra nº 12 do setor 12 do Plano Diretor com área superficial de quatrocentos e vinte nove metros quadrados, medindo ao norte treze metros, ao oeste mede trinta e três metros, dividindo por ambos os lados, com terras de Theno Strassburger, ao sul mede treze metros e entesta com a Faixa Estadual RS/239, e ao leste, mede trinta e três e divide com a servidão com largura de oito metros que separa de terras de Ervino Berg. MATRICULA RI de Sapiranga nº 10.247.
  3. Um prédio de alvenaria nº 1.796 da Rua Major Bento Alves com área de oitenta e seis metros quadrados, edificado no ano de 1940, e o respectivo terreno com área superficial de vinte e cinco mil, duzentos e sessenta e oito metros e dezoito decímetros quadrados, com as seguintes características e confrontações: ao norte, onde faz frente a rua Major Bento Alves lado par, mede trinta e seis metros e oitenta e cinco centímetros; ao sul, mede cento e três metros e dez centímetros e limita com a propriedade de Anildo Walter Sparrenberger e sua mulher, ao leste, contados de norte a sul, mede trezentos e vinte dois metros e noventa centímetros e limita, respectivamente com  propriedades de Musa Calçados Ltda, de Osmar Harff e de viúva Ervino Berg, em setenta e um metros e noventa centímetros, cinquenta e oito metros e vinte centímetros e cento e noventa e dois metros e oitenta centímetros; ao oeste, partindo da divisa sul, em direção sul norte, mede duzentos e oitenta e dois metros e quarenta e um centímetros, limitando com a  Rua Cruzeiro do Sul, lado impar – em três linhas quebradas de cinquenta e oito metros e noventa centímetros a primeira, de cento e vinte dois metros a segunda, e, de dezessete metros e oitenta e um centímetros a terceira e em oitenta e três metros e setenta centímetros com uma passagem, antes estrada Geral; deste ponto faz um ângulo no sentido oeste leste, numa extensão de trinta e sete metros e setenta e cinco centímetros, formando novo ângulo em direção sul norte com trinta metros, limitando neste lado com terras de Reinaldo Sparrenberger e sua mulher. Localizado na quadra nº12 setor 12 do Plano Diretor. MATRICULA Nº 5.250 do RI de Sapiranga/ RS.
  4. Imóvel: Um pedaço de terras com a área superficial de sessenta e seis mil, trezentos e setenta e dois metros e setenta e cinco decímetros quadrados (66.372,75m2), localizado na quadra 12, setor 12 do Plano Diretor da cidade, medindo setenta e três metros e trinta centímetros (73,30m) de frente, ao sul onde confronta com a RS-239, lado par, antes RS-19; pelo leste, a partir do sul, mede quatrocentos e oitenta e oito metros (488,00m) e confronta, em parte, com a propriedade do espólio de Theno Strassburger, e, em parte, com a rua Jacob Milton Bennemann, lado ímpar, distante quarenta e sete metros (47,00m) da esquina da rua Major Bento Alves, ao norte; pelo norte mede cento e sete metros e oitenta centímetros (107,80m) e confronta em parte , com propriedade das requerentes, e, em parte, com propriedade de Edvino Augusten; pelo oeste a partir do norte, mede oitenta e dois metros e cinquenta centímetros (82,50m) e confronta em parte com propriedade de Wolff Porcher & Cia. Ltda., e, em parte com propriedade de Osmar Harff, formando nesse ponto um ângulo em direção leste/ oeste, com trinta e três metros (33,00m), onde confronta com a propriedade de Osmar Harff, formando novo ângulo em direção sul com quatrocentos e vinte metros e oitenta centímetros (420,80m) de extensão, confrontando em parte com propriedade Wolff Porcher & Cia Ltda. e, em parte com propriedade de Arnildo Walter Sparrenberger e de Wilmuth Alfredo Zwetsch; formando novo ângulo em direção leste com mais sessenta e seis metros e trinta centímetros (66,30m) confrontando com propriedade de Silencino F. dos Santos e Vergílio Sevald Hoffmeister; formando neste ponto outro ângulo em direção sul com mais quarenta e dois metros e cinquenta centímetros (42,50m) , fechando a figura geométrica do terreno. Cadastrado no INCRA sob o nº 1.140.006.432. Área total 6,0. Nº de mod. fiscais 0,85. Fração min. parc. 10,0. ITR pago. Matrícula RI de Sapiranga n. 9.737.

Credor fiduciário: Pacifil Brasil Indústria, Comércio, Exportação e Importação de Silos Plásticos Ltda.

Devedor fiduciante: Julian Marcuir Indústria e Comércio Ltda.

Avaliação primeiro leilão: R$ 57.115.688,09 (cinquenta e sete milhões, cento e quinze mil, seiscentos e oitenta e oito reais e nove centavos).

Segundo leilão: R$ 94.135.850,92 (noventa e quatro milhões, cento e trinta e cinco mil e oitocentos e cinquenta reais, noventa e dois centavos).

Todos os imóveis constituem um único lote.

Observações:

– Do valor da arrematação acrescer Comissão do Leiloeiro;

– Há honorários advocatícios equivalentes a 10% (dez por cento) em favor dos advogados do credor fiduciário, estabelecidos na ação de execução de título extrajudicial n. 001/1.18.0063937-7, e-proc n. 50025179820188210001;

– Há passivo ambiental transitado em julgado nos autos do processo n. 132/1.08.0005374-6, com obrigação reparatória não realizada;

– Há multas diárias (R$ 3.000,00) impostas no processo passivo ambiental, em sentença de 03 de junho de 2015, face a não realização da obrigação reparatória;

Nelson Bertoluci Santos – Leiloeiro Oficial

Telefone: (51) 3587-5001

Barueri e Osasco se consolidam no vôlei como referências esportivas no Brasil e em São Paulo

Fonte: Pixabay

O investimento em esporte no estado de São Paulo é algo tradicional e bastante conhecido, principalmente nos grandes times de futebol da capital. Entretanto, outras modalidades fora do centro também ganham alguma atenção. As regiões de Barueri e de Osasco, por exemplo, estão se consolidando como grandes referências no cenário do vôlei, principalmente, e também de outros esportes. Além disso, os paulistas estão de olho nos torneios de eSports.

A equipe Osasco Voleibol Clube é um dos maiores motivos de orgulho da cidade, principalmente pelo atual desempenho na Superliga Feminina de Vôlei. Na disputa pelo sexto título nacional, o time liderado por Luizomar de Moura encerrou 2020 com a segunda colocação na tabela. A vitória sobre o rival Pinheiros, por 3 sets a 1, consolidou o time como um dos favoritos ao título da temporada 2020-2021.

Contudo, não é apenas Osasco que conta com uma boa equipe de vôlei. O Barueri Volleyball Club também é uma equipe tradicional do estado e, apesar de nunca ter conquistado um título da Superliga, já conseguiu bons resultados no estado. Em 2019, por exemplo, o time foi campeão paulista justamente contra o Osasco. Na atual temporada da Superliga, a equipe comandada pelo experiente Zé Roberto fechou a última rodada do ano passado na 6ª posição, e com grandes chances de avançar para a fase final.

Essas duas cidades mostram que o estado paulista é mais que apenas os clubes de futebol, que costumam concentrar a maioria dos investimentos. Por exemplo, em novembro do ano passado, o osasquense João Carlos dos Santos Júnior chamou atenção pelo bom desempenho no Campeonato Brasileiro de Atletismo sub-20. O atleta é uma promessa para o futuro, e representa bem o incentivo da cidade aos mais variados esportes.

Das quadras para o virtual

Apesar do bom desempenho em esportes mais tradicionais, como o vôlei e o atletismo, as cidades paulistas não fecham as portas para algumas novidades. Um bom exemplo é o atual crescimento do eSports no Brasil, que  é o nome dado aos torneios oficiais de jogos eletrônicos. Em agosto do ano passado, a região de Barueri recebeu o Torneio eSports Oeste Barueri, que foi organizado pelo Oeste FC.

A competição reuniu jogadores do título Pro Evolution Soccer, que é um dos jogos mais populares de futebol virtual. Além de premiações para os vencedores, o evento também mostrou o potencial dos jogos digitais no mundo esportivo. Atualmente, vários times de elite estão criando equipes de eSports, pois a audiência desses torneios é crescente e mais interessante para as equipes com grande torcida.

O crescimento do entretenimento digital no Brasil explica um pouco do sucesso dos torneios oficiais de jogos eletrônicos. Por exemplo, os jogos de cassino online estão ficando cada vez mais interativos e, consequentemente, mais populares. As plataformas oferecem experiências próximas dos cassinos físicos, principalmente com o uso de streaming e também de temáticas diferentes para os jogos, seja na roleta, no blackjack ou até mesmo nas máquinas caça-niqueis virtuais. A mesma coisa acontece com os jogos de smartphones, que são desenvolvidos com temas diversificados e mais interativos. Atualmente, é possível jogar dominó, batalha naval ou então algum título de corrida com gráficos avançados e jogabilidade complexa. Ou seja, tem jogos para todos os estilos.

Futebol destoa

Seguindo o caminho contrário da capital, que costuma dar prioridade ao futebol, as cidades de Osasco e de Barueri não parecem contar com bom desempenho nos gramados. O Oeste FC, por exemplo, está disputando a Série B do Campeonato Brasileiro, mas deve encerrar a temporada atual na zona de rebaixamento. Assim, a equipe vai precisar disputar a Série C na próxima temporada.

A cidade de Barueri já conseguiu algum destaque em campo, principalmente no auge do Grêmio Barueri. Entretanto, após diversos problemas, o time acabou ficando inativo entre 2017 e 2018. A equipe retornou recentemente, mas deve demorar algum tempo para mostrar resultados positivos. Ou seja, apesar do bom desempenho em outros esportes, o futebol não parece ser o forte das duas regiões.

Barueri e Osasco são duas cidades importantes para o estado de São Paulo, principalmente se olharmos para os esportes. O desempenho que citamos no vôlei e no atletismo são apenas alguns exemplos, pois a cidade também conta com investimento em outras áreas, que vão desde a natação até o mountain bike. Apesar de não conseguirem os mesmos patrocínios que existem na capital, as duas cidades são exemplos de que mesmo com pouca estrutura é possível conseguir excelentes resultados.

Procura pela CNH Digital cresceu 70% no Estado de São Paulo em 2020

Documento eletrônico traz mais facilidade e agilidade; Valor jurídico é o mesmo da CNH física 

 

A Carteira Nacional de Habilitação Digital já faz parte da vida de 3.424.474 milhões de pessoas no Estado de São Paulo. Desse total, 70% fizeram o download do documento no ano de 2020, o que corresponde a 2.380.684 milhões de cidadãos. Os dados são do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). 

A CNH Digital é uma versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e tem o mesmo valor jurídico da impressa, que continua sendo emitida aos condutores pelo Detran.SP. O documento em formato digital está disponível desde 2018 pelo órgão estadual de trânsito. 

Utilizar a habilitação de maneira eletrônica é fácil. A CNH é acessada por meio de um QR Code presente no documento físico e é disponibilizada por um aplicativo, o CDT (Carteira Digital de Trânsito), da Serpro (Empresa de Tecnologia da Informação do Governo Federal). Esse aplicativo está disponível nos principais sistemas operacionais dos telefones celulares e permite que o condutor gere a CNH sem precisar comparecer a uma unidade de atendimento do Detran.SP ou do Poupatempo. 

O código para baixar a CNH no aplicativo CDT é enviado no e-mail de cadastro do cidadão. Há também a opção de acesso pelo site do Poupatempo na aba “Serviços” (Desça até o ícone “CNH – Carteira Nacional de Habilitação” e clique em “Consultas e Acompanhamentos”. Em seguida, clique em “Consulta do código de segurança da CNH digital”). 

Os motoristas que estão com a habilitação vencida ou a vencer em 30 dias podem fazer o pedido de renovação da CNH, de forma online, pelo portal (www.poupatempo.sp.gov.br) ou aplicativo Poupatempo Digital. O condutor, no entanto, não deve ter qualquer tipo bloqueio no prontuário, como suspensão, por exemplo.  

Já para condutores com a habilitação emitida antes da nova tecnologia digital – sem o QRCODE- é preciso solicitar uma segunda via do documento para obter a versão online. A solicitação também pode ser feita pelo site ou aplicativo do Poupatempo. O valor da taxa é o mesmo da renovação. 

 

Confira o passo a passo para obter o documento digital 

  

1 – Instale o aplicativo “CDT – Carteira Digital de Trânsito” no seu smartphone. 

2 – Cadastro de usuário: 

– Uma vez instalado o aplicativo, abra e selecione: “Entrar com gov.br” 

– Na tela seguinte informe o CPF e selecione “Próxima”. (Tela do Gov.br) 

– Na próxima tela deverá ser informada a senha do usuário. Caso o usuário não possua conta no Gov.br, deverá criar uma conta. Após criar a conta, deve retornar ao aplicativo e clicar em “Entrar com gov.br”. 

3 – Baixar a CNH digital: 

Após o login, selecionar a opção “Habilitação”, em seguida selecionar “Toque aqui para adicionar a sua CNH”; 

Não estando habilitado, o usuário deve optar por um módulo de autenticação. São eles: “Validação pelo celular (Validação Facial); Certificado Digital (Portal de Serviços Denatran); Sem certificado digital (Validação de balcão do Detran). 

Ao escolher a validação facial o usuário deverá: 

– Informar o CEP à época da emissão da CNH Física; 

– Efetuar a leitura do QR Code; 

– Realizar a Validação Facial, atendendo às solicitações do aplicativo; 

– Ao final da validação facial, informar o número do telefone; 

– Pronto! Está disponibilizada a CNH digital em seu smartphone; 

Prazo para transferência de propriedade de veículos adquiridos na pandemia termina nesta quinta-feira (31)

Serviço é realizado de forma online pelo portal do Detran.SP e nos canais digitais do Poupatempo 

 O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) alerta os motoristas para o fim do prazo para transferência de propriedade dos veículos adquiridos entre 19 de fevereiro e 30 de novembro deste ano. 

Quem comprou um veículo usado neste período tem até esta quintafeira (31/12) para efetivar a transferência do veículo registrado no Estado de São Paulo. 

Por conta da pandemia, o prazo de 30 dias para transferência, previsto no Código de Trânsito Brasileiro, ficou suspenso, sendo restabelecido no final de novembro, após a publicação da Resolução 805/2020 do Contran. 

transferência de propriedade é realizada de forma online pelo portal do Detran-SP e canais digitais do Poupatempo. 

Desde junho desde ano, quando o serviço digital passou a ser oferecido, até novembro, cerca de 2.2 milhões de cidadãos realizaram a transferência de veículos de forma online no Detran.SP. 

 “Oferecer aos cidadãos a possibilidade de realizar o serviço de forma digital é um grande benefício, traz comodidade, autonomia e facilita a vida dos condutores. O objetivo é melhorar cada dia mais os serviços prestados pelo órgão”, destaca Ernesto Mascellani Neto, presidente do Detran.SP. 

O processo é simples e o próprio cidadão pode solicitar a transferência online. Confira abaixo o passo a passo: 

  Transferência de veículos usados: 

O comprador deve agendar a vistoria em uma ECV (Empresa Credenciada de Vistoria). As empresas credenciadas podem ser consultadas no site do Detran-SP, no link Credenciados. Todos os cuidados necessários à saúde, higiene e segurança devem ser seguidos. 

Antes de dar início à transferência, é preciso pagar os débitos do veículo e a taxa de transferência nos bancos conveniados (Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Safra e Itaú) e nas Casas Lotéricas. 

O pagamento poderá ser feito via internet banking, aplicativo ou caixa eletrônico com o número do Renavam. Se o veículo não tiver sido licenciado em 2020, é necessário fazer o licenciamento antes de realizar a transferência veicular. 

Depois basta acessar o portal do Detran-SP, Poupatempo ou o aplicativo Poupatempo Digital e selecionar a opção ‘Registro e Transferências’.  

Após o envio da solicitação e estando a documentação correta, o cidadão recebe um e-mail do Detran-SP confirmando a transferência

Para veículos comprados em outro município e que tenham placa padrão cinza, é necessário realizar a troca das placas. Para os veículos que já possuem placa padrão Mercosul, a troca não é necessária. Desde 31 de janeiro de 2020, o emplacamento deve ser realizado diretamente em uma empresa estampadora credenciada e a taxa do serviço deve ser paga à própria empresa. 

Licenciamento Digital (CRLV-e) 

Depois de confirmada a transferência, o motorista deve fazer o download ou imprimir o licenciamento digital pelo portal do Detran.SP, nos canais digitais do Poupatempo e aplicativo CDT – Carteira Digital de Trânsito, do Governo Federal. 

O documento do veículo pode ser impresso em casa, em uma impressora comum, no papel A4, em tinta preta, em página única e também pode ser utilizado pelo condutor de forma digital pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) – ambos possuem o mesmo valor. O Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) é um documento de porte obrigatório que permite a circulação do veículo. 

Retirada do Certificado de Registro Veicular (CRV) 

Para retirar o novo Certificado de Registro Veicular (CRV), o cidadão deverá realizar o agendamento prévio no portal do Poupatempo, na página inicial em ‘Retirada de CRV’. 

Banco de Alimentos de Osasco arrecada 500 toneladas

Texto: Marco Borba

Imagens: Sérgio Gobatti

O Banco de Alimentos de Osasco, vinculado à Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, arrecadou e distribuiu de janeiro a novembro deste ano cerca de 500 toneladas de alimentos perecíveis (hortifruti) e não perecíveis, por meio de parcerias com empresas da cidade e outros municípios da Grande São Paulo. No total, são realizados 9.200 atendimentos mensais a famílias em condições de vulnerabilidade social.

A parceria mais recente aconteceu no início de dezembro com o iFood e Ação da Cidadania. Foram captadas 10 toneladas de alimentos, que serão distribuídas a famílias em situação de vulnerabilidade social e de insegurança alimentar.

O Banco de Alimentos de Osasco é um equipamento público de segurança alimentar e nutricional de alto impacto social. Uma de suas missões é evitar o desperdício de alimentos, garantir o direito humano à alimentação adequada e combater a fome, destinando doações a pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional do município, por meio das 60 entidades sociais cadastradas.

O órgão conta com serviço social e nutricional. O Departamento de Abastecimento e Segurança Alimentar avançou nas legislações relativas ao equipamento, com a publicação do Regimento Interno de funcionamento do Banco de Alimentos (Decreto Municipal 12.483/2020) e portaria de cadastro de entidades socioassistenciais (19/2020).

Também instituiu o Serviço Social e o respectivo Plano de Trabalho e elaborou o Manual de Boas Práticas e Procedimentos Operacionais no que se refere à parte de nutrição e operação do espaço.

O município também se inscreveu no edital de seleção pública do Ministério da Cidadania (01/2020) e apresentou projeto de modernização para os próximos anos. Ficou em quarto lugar no país e primeiro no Estado, após avaliação criteriosa.

O Banco de Alimentos também realiza o programa de combate ao desperdício de alimentos nas feiras livres, com tendas de arrecadação, o que amplia a captação de alimentos aptos ao consumo a serem distribuídos às famílias.

Em 2020 foi realizada a elaboração de cartilhas contra a Covid-19 para todas as famílias atendidas, visto que mesmo diante da pandemia o equipamento manteve os atendimentos.

 

Prevenção contra o abuso sexual infantil tem nova Plataforma Digital

Já está no ar o novo hotsite do Projeto Eu Tenho Voz, iniciativa desenvolvida pelo Instituto Paulista de Magistrados (IPAM) desde 2016 para prevenir o crime de abuso sexual, físico e psicológico contra crianças e adolescentes. A nova plataforma do projeto planeja utilizar as ferramentas digitais para levar de forma remota, durante a pandemia da Covid-19, informação e sensibilização sobre o tema do abuso e exploração sexual infantil aos ambientes de maior confiança e convivência diária das crianças e adolescentes, e onde eles encontram espaço para denunciar os abusos cometidos, que são as escolas de ensino fundamental I e II e os centros comunitários.

“Na maior parte das vezes, as vítimas de abuso têm medo de contar o que está acontecendo em casa. Por isso, todas as ações do projeto são realizadas nas escolas, com a ajuda de profissionais especializados no seu acolhimento, como magistrados, promotores públicos, assistentes sociais, professores, psicólogos e advogados, para dar voz às vítimas e encaminhar as denúncias”, relata a idealizadora e coordenadora do projeto, juíza Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira, 2ª vice-presidente do IPAM.

Para que possa atingir de forma eficaz o público visado, o projeto promove uma reflexão sobre o problema por meio da apresentação da peça teatral Marcas da Infância, desenvolvida pela Cia. NarrAr Histórias Teatralizadas, que apresenta a questão de forma lúdica, realista e empática nas próprias dependências das escolas. “As apresentações vêm sendo realizadas presencialmente, com a participação de membros da magistratura, do Ministério Público ou procuradores do estado, para transmitir confiança e empatia, aproximando os membros do Poder Judiciário das comunidades, e gerando nas vítimas a certeza de que podem utilizar o poder da sua voz para fazer a denúncia, porque serão ouvidas”, afirma a magistrada.

As parcerias mantidas pelo IPAM com as Secretarias de Educação Municipal e Estadual de São Paulo possibilitam a definição das escolas e centros comunitários que recebem o projeto durante todo o ano, localizados prioritariamente em áreas de maior vulnerabilidade e de risco. Mas a coordenadora do projeto destaca que, com a pandemia, “no próximo ano letivo os recursos digitais que serão oferecidos pelo Projeto Eu Tenho Voz na nova plataforma permitirão que os profissionais das instituições de ensino, bem como os membros da magistratura, continuem a participar de forma remota das ações que integram o projeto, aproximando-os virtualmente das comunidades”.

Com as ferramentas do hotsite, os diretores e professores das escolas e os responsáveis pelos centros comunitários já poderão se cadastrar para receber o projeto em sua escola ou instituição e participar dos cursos de capacitação, que serão oferecidos de forma remota, para que possam lidar com a questão da violência e do abuso sexual da maneira eficaz, detectando atos abusivos ou negligentes praticados contra crianças e adolescentes e conhecendo as maneiras de encaminhar os casos existentes.

A 2ª vice-presidente do IPAM defende a necessidade de maior vigilância nesse período de pandemia, para que todo caso de abuso sexual de crianças e adolescentes seja denunciado imediatamente. “O fato é que, com o distanciamento social provocado pela pandemia, as vítimas estão presas em casa com seus algozes”, ressalta a juíza. Dados do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde mostram que 69,2% dos casos de abuso sexual infantil ou de estupro ocorrem na residência da vitima e 37% dos abusadores têm vínculo familiar com a vítima.

“Mesmo com as escolas fechadas por causa da pandemia, o canal aberto no site do Projeto Eu Tenho Voz manteve durante todo este ano o recebimento de denúncias, o acolhimento das vítimas e o acompanhamento dos casos em andamento”, afirma a magistrada, destacando que a proteção das crianças e adolescentes é um dever de toda a sociedade.

“A família, a comunidade, o poder público e cada um de nós tem que estar consciente e agir objetivamente para conter o abuso sexual infantil, que tem aumentando significativamente. Por tudo isso, é importante que os casos de crianças vítimas de violência física, sexual, psicológica ou negligência familiar sejam denunciados no site, pelo email eutenhovoz@ipam.com.br, ou pelos demais canais de denuncia governamentais disponíveis na plataforma”, finaliza.

Sobre o IPAM – O Instituto Paulista de Magistrados é uma associação civil de cunho científico e cultural, sem finalidade lucrativa, idealizada para valorizar o Poder Judiciário e a Magistratura. Foi fundado em 8 dezembro de 1999, por 21 juízes de primeiro grau, com o objetivo de defender as prerrogativas e a dignidade dos magistrados e propor demandas coletivas na defesa desses interesses. Está sediado na cidade de São Paulo e conta atualmente com mais de 1 mil associados, entre membros titulares, colaboradores e honorários. Desenvolve estudos dos direitos internos e internacionais, promove pesquisas, incentiva projetos sociais e edita livros e revistas que favoreçam a divulgação da ciência jurídica e da cultura em geral. Mantém uma biblioteca com material específico relacionado ao Poder Judiciário; realiza eventos e debates sobre temas relacionados à magistratura e projetos em parceria com outras instituições visando fortalecer a sociedade e esclarecer informações sobre a posição e as atribuições dos profissionais do Judiciário, além de promover cursos de capacitação e aperfeiçoamento profissional.

Comgás prorroga Saldão de Dívida com parcelamento

Ação promocional que oferece desconto inédito de até 50% vai se estender até 18/12 e débitos podem ser divididos em até 12 vezes
A Comgás – maior distribuidora de gás natural encanado do país – prorrogou a ação promocional inédita para seus clientes que desejem regularizar suas dívidas antigas. A promoção foi estendida até 18 de dezembro para clientes residenciais e comerciais pagarem em condições especiais, diretamente com a Comgás, de forma prática e rápida, pelo www.comgas.com.br/saldaodedivida.
“O Saldão de Dívida é uma iniciativa inédita que está sendo um sucesso, milhares de clientes já se beneficiaram. Prorrogamos a pedido de nossos consumidores interessados em regularizar suas dívidas antigas e também é uma oportunidade para aqueles que desejam usar a parcela do 13º salário para quitação. Além do desconto de até 50%, o cliente ainda poderá parcelar em 12 vezes via app PicPay”, explica Maria Fernanda De Paoli, Head de Mercado da Comgás.

Como renegociar?
Para os clientes interessados em quitar seus débitos, a companhia criou uma página exclusiva no www.comgas.com.br/saldaodedivida. No processo, o cliente deve ter em mãos o CPF ou código de usuário.

Serviço
Saldão de Dívida Comgás
Quando: 30/11 a 18/12
Local de atendimento:
Site: www.comgas.com.br/saldaodedivida

Sobre a Comgás
A Comgás possui mais de 17 mil quilômetros de rede de distribuição de gás natural encanado em 90 municípios, abastecendo os segmentos industrial, comercial, residencial e automotivo, além de viabilizar projetos de cogeração e disponibilizar gás para usinas de termogeração.
Com fornecimento ininterrupto e atendimento 24h, a companhia atende mais de 2 milhões de clientes em sua área de concessão no Estado de São Paulo: a Região Metropolitana de São Paulo, a Região Administrativa de Campinas, a Baixada Santista e o Vale do Paraíba.

CCR ViaOeste conscientiza ciclistas no Sistema Castello-Raposo

Ações serão promovidas nos próximos finais de semana nas rodovias Castello Branco, Raposo Tavares e Castelinho

 Campanhas com foco na conscientização dos ciclistas sobre os cuidados ao pedalar, principalmente ao transitar ao longo das rodovias, serão promovidas pela CCR ViaOeste, em conjunto com a Polícia Militar Rodoviária, nos próximos finais de semana. Neste sábado (12/12), a ação será realizada no km 77 da rodovia Raposo Tavares, em Alumínio. No domingo (13/12), a sensibilização dos ciclistas acontece no km 8 da rodovia Senador José Ermírio de Moraes (SP-075), conhecida como Castelinho, em Sorocaba.

Outras três ações estão previstas para o final de semana seguinte. No dia 19, será promovida no km 48 da rodovia Castello Branco, em Araçariguama, e novamente no km 8 da Castelinho. No domingo, dia 20, os profissionais da concessionária orientarão os ciclistas no km 77 da rodovia Raposo Tavares, em Alumínio. Todas as campanhas têm início às 7 horas.

As abordagens terão caráter educativo, alertando sobre os cuidados para pedalar com segurança e respeitando sempre as regras de trânsito. A iniciativa integra o Programa de Redução de Acidentes, que tem apoio da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

Na avaliação do coordenador de Tráfego da CCR ViaOeste, Alessandro Pereira, a velocidade de automóveis e caminhões é um dos grandes riscos para os ciclistas quem trafegam próximo às rodovias. “É um grande perigo pedalar pelo acostamento ou próximo às faixas de rolamento, pois o ciclista pode ser atingido por um veículo ou perder a estabilidade e equilíbrio com a passagem de uma carreta”, enfatiza.

Os cuidados devem ser ainda maiores durante o período noturno, quando a visibilidade fica comprometida. A recomendação aos ciclistas é utilizar sempre equipamentos de segurança, como calçados adequados, capacete, roupas claras e adesivos refletivos para se tornarem mais visíveis aos motoristas.

Outras orientações importantes são seguir no mesmo sentido dos carros, não utilizar fones de ouvido, redobrar a atenção nas entradas e saídas das rodovias, pedalar em fila indiana e nunca em pares e jamais pegar rabeira ou vácuo de outros veículos, principalmente caminhões. Todas as dicas estarão impressas em folheto produzido pela concessionária e serão entregues pela equipe de segurança viária.