Matérias de: Redação Metrópole

Segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a gripe continua em Jandira

Abertura da Campanha de Vacinação da Gripe. São Paulo (SP). Foto: Rodrigo Nunes/MS

Desde o dia 16 de abril está em andamento a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe) em Jandira em todas as UBSs do município, de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas.

Esta etapa vai até 8 de maio e é destinada a portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A terceira etapa começa em 9 de maio, dia “D” da campanha. O Ministério da Saúde alterou o cronograma desta etapa devido ao momento atual da Covid-19 no país e considerando o prazo de entrega das vacinas pelo produtor e repasse até os municípios.

Ø  De 9 à 17 de maio serão vacinadas crianças de 6 meses a menores 6 anos, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência.

Ø  De 18 de maio à 05 de junho: professores e adultos de 55 a 59 anos.

A vacinação da Influenza não protege contra o coronavírus, mas auxilia os profissionais de saúde no diagnóstico para a Covid-19, ao descartarem os vários tipos de gripe na triagem da população vacinada.

Endereço das UBSs

UBS Vila Eunice

Rua Urano, 475

UBS Ouro Verde

Rua Dom Pedro II, 153

UBS Nossa Senhora de Fátima

Rua Igaro, 7A

UBS Vale do Sol

Rua Guarujá, 622

UBS Gabriela

Rua Gabriela Ribeiro da Silva, 11

UBS Analândia

Rua Valdomiro Alves da Silva, 15

UBS Santa Tereza

Rua Itu, 6

UBS Alvorada

Rua Benedito Domingos, 30

UBS Brotinho

Avenida Presidente Costa e Silva, 1050

UBS Sagrado Coração

Rua Paulino Longo, 165

Fazenda e Planejamento transfere R$ 766 milhões aos municípios no quarto repasse de ICMS do mês

O governo do Estado de São Paulo transfere nesta terça-feira(28)R$ 766,40milhõesem repasses de ICMS para os 645 municípios paulistas. O depósito feito pela Secretaria da Fazenda e Planejamento é referente ao montante arrecadado no período de 20a 24 de abril.Os valores correspondem a 25% da arrecadação do imposto, que são distribuídos às administrações municipais com base na aplicação do Índice de Participação dos Municípios (IPM) definido para cada cidade.

Os municípios já haviam recebido R$ 1,10 bilhão nos repasses anteriores, realizados em 7/4, 14/4 e 22/4, relativos à arrecadação dos períodos de 30/3 a 3/4, 6/4 a 9/4, 13/4 a 17/4, respectivamente. Com os depósitos efetuados hoje, o valor total distribuído às prefeituras em abril sobe para R$ 1,87 bilhão.

Os depósitos semanais são realizados por meio da Secretaria da Fazenda e Planejamento sempre até o segundo dia útil de cada semana, conforme prevê a Lei Complementar nº 63, de 11/01/1990. As consultas dos valores podem ser feitas no site da Fazenda, no link Acesso à Informação > Transferências de Recursos > Transferências Constitucionais a Municípios .

No primeiro trimestre deste ano, a Secretaria da Fazenda e Planejamento depositou R$ 7,52 bilhões aos municípios paulistas.
Agenda Tributária

Os valores semanais transferidos aos municípios paulistas variam em função dos prazos de pagamento do imposto fixados no regulamento do ICMS. Dependendo do mês, pode haver até cinco datas de repasses. As variações destes depósitos oscilam conforme o calendário mensal, os prazos de recolhimento e o volume dos recursos arrecadados. A agenda de pagamentos está concentrada em até cinco períodos diferentes no mês, além de outros recolhimentos diários, como por exemplo, os relativos à liberação das operações com importações.

Índice de Participação dos Municípios
Os repasses aos municípios são liberados de acordo com os respectivos Índices de Participação dos Municípios, conforme determina a Constituição Federal, de 5 de outubro de 1988. Em seu artigo 158, inciso IV está estabelecido que 25% do produto da arrecadação de ICMS pertencem aos municípios, e 25% do montante transferido pela União ao Estado, referente ao Fundo de Exportação (artigo 159, inciso II e § 3º).

Os índices de participação dos municípios são apurados anualmente (artigo 3°, da LC 63/1990), para aplicação no exercício seguinte, observando os critérios estabelecidos pela Lei Estadual nº 3.201, de 23/12/81, com alterações introduzidas pela Lei Estadual nº 8.510, de 29/12/93.

Demissão de Sérgio Moro

E o rei tupiniquim Luís XIV, Jair Bolsonaro, aquele que se considera a própria Constituição,  agora de fato começou a governar ao seu estilo despótico –  que nem nos governos do PT coisa semelhante existia.

 Pergunta-se aos bolsonaristas radicais obscurantistas e mais parvajolas que os petralhas:  qual a explicação razoável das atitudes quixotescas  do capitão Bolsonaro? Citem uma justificativa sequer, senão de caráter pessoal e familiar de Bolsonaro, para ele insistir na mudança do diretor-geral da Polícia Federal?

 Ora, Sérgio Moro não foi para o governo para ser fantoche do presidente da República nem atuar de acordo com os interesses não republicanos do governo.

 Pois bem, hoje assistimos à máscara cair daquele que tinha como bandeira de campanha combater a corrupção e a imoralidade pública e por isso foi buscar o ex-juiz Sérgio Moro para desempenhar tal função, dando-lhe carta branca para atuar e indicar os seus assessores. Carta esta que agora o presidente rasga  melancolicamente diante do país. Ou seja, falta ao presidente da República credibilidade nas palavras empenhadas.

 Vale aqui evocar o escrito por um anônimo:  “A palavra reflete a atitude de cada pessoa. Se cumprida em sua totalidade há que se creditar na seriedade pessoal. Se descumprida tem nela embutida a mentira e por consequência a falta de credibilidade”.

 Mas agora se sabe que Bolsonaro trazia recôndito o  seu repertório maquiavélico, pérfido pronto para aplicar quando fosse necessário. E assim não teve escrúpulo de apunhalar a principal pilastra do governo, Sérgio Moro,  que representava o símbolo  da moralidade. Mas Sérgio Moro não sabia que estava sendo enganado e caiu numa verdadeira cilada.

 O país agradece a Sérgio Moro que soube se comportar de forma hercúlea ao não ceder e compactuar com as atitudes  não republicanas do presidente da República em interferir de maneira escusa nos trabalhos internos do Ministério da Justiça  e da Polícia Federal.

 O pedido de demissão de Sérgio Moro faz ruir uma das grandes pilastras de sustentação do governo e desmascara a seriedade  do governo federal em combater os ilícitos, por exemplo, de agentes políticos, como no caso da “rachadinha” na Alerj, envolvendo o seu filho Flávio Bolsonaro,  até agora em processo recursal.

 Cabe enfatizar que  o conteúdo da carta de demissão de Sérgio Moro compromete muito a lisura do governo e requer a atenção especial  do Legislativo e Judiciário.  

Júlio César Cardoso

Servidor federal aposentado

Balneário Camboriú-SC

Prefeito Paulo Barufi fala sobre novas ações na área da Saúde em Jandira

Em vídeo publicado em suas redes sociais na manhã desta segunda-feira (27), o prefeito Paulo Barufi falou à população sobre as novas medidas para a Saúde de Jandira.

Durante o vídeo, o prefeito informou que a cidade já conta com sete médicos trabalhando dia e noite na UPA 24h, sendo: 4 clínicos gerais; 2 pediatras; 1 ortopedista.

Além disso, a Prefeitura está contratando por meio de Concurso Público técnicos de enfermagem e enfermeiros, serão 35 enfermeiros e 50 técnicos. “Estamos capacitando toda a UPA para cada vez atender com mais qualidade. É legal termos os técnicos e enfermeiros que são de concurso, pois aí podemos capacitá-los ainda mais”, destacou o chefe do executivo municipal.

Ainda durante o vídeo, o prefeito municipal aproveitou para falar sobre Centro de Combate ao Coronavírus, onde há atendimento exclusivo aos pacientes com sintomas do vírus. Ele destacou a necessidade do diagnóstico no começo da doença. “Todos que estiverem sentindo algum sintoma, devem procurar o Centro, principalmente as pessoas do grupo de risco, pois não podemos correr riscos. É importante diagnosticar o vírus no início para que os médicos possam passar alguns medicamentos”, enfatizou Barufi.

Ribamar pediu, e deputado Ataíde Teruel atendeu: R$200 mil para o CAPS de Osasco

O Presidente da Câmara Municipal de Osasco, vereador Ribamar Silva (PSD), encaminhou ao Deputado Ataide Teruel(PODEMOS) a solicitação de emenda parlamentar para a manutenção dos serviços oferecidos no CAPS- Centro de Atenção Psicossocial, de Osasco.
 
O Deputado indicou emenda no valor de R$ 200 mil para a instituição de serviço de saúde disponibilizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), em Osasco.
 
“Neste momento tão delicado que estamos enfrentando, este valor veio em boa hora. Será utilizado para manter a qualidade do trabalho maravilhoso oferecido aos pacientes”, conta Ribamar Silva.
 
Segundo Ataíde Teruel, “O CAPS trata exclusivamente pacientes que sofrem de transtornos mentais, psicoses, neuroses graves, dependentes químicos entre outras patologias psiquiátricas. Essa instituição do governo foi criada para combater os antigos manicômios, e oferecer um serviço de qualidade para esses pacientes, com profissionais capacitados para oferecer um tratamento mais humano e digno. O CAPS em Osasco também estimula a integração de seus pacientes com a família e a comunidade, através de ações de programas sociais e tratamento com um acompanhamento específico para cada tipo de paciente”, completa o Deputado Ataide Teruel.  
“Agradeço ao Deputado por olhar a nossa cidade com carinho e respeito”, comenta O Presidente da Câmara.

A emenda, com a finalidade de custeio, foi publicada no Diário Oficial do Estado e, na sequência, será encaminhada à Instituição.

Sergio Moro, o juiz da Lava Jato, anuncia sua demissão do governo Bolsonaro

O ministro Sergio Moro (Justiça) decidiu entregar o cargo nesta sexta-feira (24) e deixar o governo de Jair Bolsonaro após a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, ter sido publicada nesta madrugada no Diário Oficial da União. Ele anunciou a saída do governo a pessoas próximas.

Moro pediu demissão a Bolsonaro na manhã desta quinta quando foi informado pelo presidente da decisão de demitir Valeixo. O ministro avisou o presidente que não ficaria no governo com a saída do diretor-geral, escolhido por Moro para comandar a PF.
Após Moro anunciar um pronunciamento às 11h desta sexta, o Planalto enviou emissários para tentar convencer o ministro a ficar. Em vão. Moro não aceitou, mostrou-se irredutível. Nas palavras de um aliado, “os bombeiros fracassaram”. Moro deve fazer um discurso duro ao deixar o governo.

O contexto da exoneração de Valeixo foi considerado decisivo para o ministro bater o martelo.

A exoneração foi publicada como “a pedido” de Valeixo no Diário Oficial, com as assinaturas eletrônicas de Bolsonaro e Moro. Segundo a Folha apurou, porém, o ministro não assinou a medida formalmente nem foi avisado oficialmente pelo Planalto de sua publicação.
Na avaliação de aliados de Moro, Bolsonaro atropelou de vez o ministro ao ter publicado a demissão de Valeixo durante as discussões que ainda ocorriam nos bastidores sobre a troca na PF e sua permanência no cargo de ministro. Diante desse cenário, sua permanência no governo ficou insustentável, e Moro decidiu deixar o governo.
Membros da Polícia Federal e do Ministério da Justiça, ouvidos pela Folha na condição de anonimato, afirmam que o movimento de Bolsonaro que resultou no pedido de demissão feito por Moro tem como o pano de fundo a tentativa de o presidente controlar as ações e as investigações da corporação no país.

Prefeito Elvis Cezar inaugura Presépio e Decoração do Natal de Luz 2019 em Santana de Parnaíba

 O Natal chegou mais cedo em Santana de Parnaíba, pois, na última terça-feira (10) o Prefeito Elvis Cezar realizou a cerimônia de abertura do Presépio e da programação do Natal de Luz 2019.

            “Todos os anos venho até o Centro com a minha família para ver a decoração e sempre me surpreendo, pois fica mais bonito a cada ano, isso mostra que a prefeitura vem se reinventando sempre. Méritos do trabalho feito pelo prefeito e sua equipe. Estão todos de parabéns”, falou Luís Antonio, morador do Jardim Isaura.

            Centenas de pessoas, entre autoridades, moradores e turistas compareceram na Praça 14 de Novembro para conferir de perto o presépio e a nova decoração natalina da cidade. Quando as 40 mil microlâmpadas foram ligadas e as cortinas do presépio foram abertas, os moradores olhavam encantados a decoração e os personagens articulados, que fazem parte do cenário que tem 300 m², com direito a moinho e queda d´água que representam o cenário onde, há quase 2020 anos, nasceu Jesus Cristo.

“O Presépio está muito lindo e eu acho ótimo a prefeitura realizar estes eventos, pois além de atrair mais turistas, movimenta o comércio local”, comentou Andressa Tolentino, moradora do bairro Fernão Dias.

Além da Praça 14 de Novembro, as ruas do Centro Histórico, Praça da Bandeira, Monumento aos Bandeirantes também receberam uma decoração especial como a árvore de natal, o trenó com renas e a Casa do Noel.  O Coreto Maestro Bilo foi o local escolhido para chegada do Papai Noel, que foi muito festejada pelas crianças presentes.

Ao lado de sua esposa, a Primeira-Dama Selma Cezar, o prefeito falou sobre a alegria de proporcionar este evento para a população: “Esse evento é uma melhora que coopera para uma busca por Jesus Cristo e pela união das famílias”, falou o Prefeito e a primeira dama, que completou: “É o renovo pela união das famílias e pela nossa cidade”.

A programação irá contar com Cantatas de Natal e a decoração natalina ficará disponível para visitação até o dia 06 de Janeiro.

Rotary Club e Prefeitura sorteiam 100 bicicletas no próximo domingo

O Rotary Club e Prefeitura de Jandira sorteia no próximo domingo, no Corredor da Alegria 100 bicicletas a população de Jandira
O evento feito em parceria,  acontece em comemoração a um ano da instalação do Corredor da Alegria, que aos domingos
fecha o corredor oeste, das divisas de Jandira com Itapevi, e Barueri, no Jd Silveira.
Para participar, é necessário trazer 1 quilo de alimento não perecível e torcer.
 
Serviço
 
Local: Corredor da Alegria – Em frente a estação CPTM de Jandira 
Dia: 15 domingo
A partir das 9h 

Marca mineira ajuda a manter vivas as tradições e as culturas das Rendeiras da Aldeia

Cuidar. Esse é o lema da parceria entre a Noeh e a Oca Escola Cultural. Localizada na Aldeia Jesuítica de Carapicuíba/SP, a Oca é uma instituição que preza pelo cuidado e desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens da comunidade. Junto com a marca mineira Noeh, o grupo de mães e avós de alunos da Oca, as Rendeiras da Aldeia, produziu uma coleção-cápsula de roupas para bebês, com detalhes bordados à mão com renda renascença. Todo o lucro da venda das peças será revertido para a Oca.

Coleção

“Muito além da roupa, cada peça traz consigo um convite ao fortalecimento do vínculo familiar: o cuidado com a primeira infância, com o desenvolvimento infantil, e com as nossas tradições e raízes”, comenta Ana Paula Lage, designer pesquisadora, fundadora da Noeh.  A coleção “Para Cuidar”, resultado do encontro Noeh+Oca, são roupas que contam e cantam histórias para ninar e brincar.

São 20 peças exclusivas, divididas em cinco modelos de macacões para bebês de até 02 anos, feitos de algodão, com ilustrações bordadas em renda renascença. As ilustrações foram inspiradas em elementos do patrimônio histórico da Aldeia de Carapicuíba, onde habita a casinha (local onde as mulheres rendam), nos espaços de natureza que o circunda e nas cantigas de infância das rendeiras.

Desenvolvimento

O design dos macacões permite à criança toda a mobilidade e liberdade para se movimentar.  “O objetivo da Noeh é dar plenitude ao desenvolvimento infantil através dos produtos. Com as mães da OCA, a gente traz leveza, poesia e tradição, fortalecendo os vínculos entre mães e filhos, entre avós e netos, contribuindo para o brincar, para o desenvolvimento infantil, para que essa criança seja um ser humano melhor”, declara Ana Paula.

As peças podem ser compradas no site da Noeh: https://www.noeh.com.br/paracuidar

Cantigas

As rendeiras têm a tradição de fazer renda juntas, em roda, enquanto levantam o coro de cantigas originárias de suas culturas, que aprenderam ainda na infância. Para compartilhar essa tradição, cada peça Noeh+Oca possui um código (QR Code) que dá acesso, via smartphone, a uma cantiga tradicional que fez parte da infância das rendeiras, cantada por elas mesmas e que faz parte da história de cada estampa.

Além disso, cada roupinha carrega na etiqueta a foto e a história da mãe da OCA, a rendeira, que o fez.

 

Sobre a Noeh

A Noeh é uma marca infantil brasileira de produtos funcionais desenvolvidos para crianças de até três anos, a partir de profundos trabalhos pesquisa, desenvolvimento e inovação. Os sapatos Noeh possuem na palmilha, microesferas soltas que permitem que o bebê tenha os mesmos benefícios de um caminhar descalço em terreno natural, como areia, grama e etc.  Característica que auxilia o equilíbrio e a segurança na caminhada d bebê através do estímulo à formação correta das musculatura dos pés. A Noeh Para Vestir é uma coleção de roupas repelentes para bebês, que podem ser usadas desde o primeiro dia de vida. As roupas, feitas de algodão, possuem em seu tecido um ativo natural, extraído de crisântemos, que é o que a deixa com função repelente de insetos por até 50 lavagens. Além disso, as peças da marca garantem mobilidade e conforto ao neném. 

 

Sobre a OCA

Localizada em um patrimônio histórico, Aldeia Jesuítica de 1580, a Oca – Escola Cultural foi criada em 1996 por um grupo de profissionais em busca de uma formação brasileira de crianças e jovens. Para tanto, vem desenvolvendo atividades com as crianças da Aldeia de Carapicuíba através de um repertório gestual, plástico, musical e literário da cultura brasileira. O objetivo é garantir às crianças e adolescentes da comunidade o direito ao desenvolvimento integral através da arte e da cultura brasileira como práticas que legitimem a consciência de si, do outro e da comunidade, valorizando a riqueza cultural desse lugar, habitado predominantemente por migrantes. Em atividades diárias, atende em média 180 alunos diretamente e 1.000 indiretamente em programas de extensão do projeto em escolas públicas.

Rendeiras

As Rendeiras da Aldeia são mulheres que vieram, principalmente, de zonas rurais de diferentes estados do Brasil, buscando uma vida melhor em São Paulo. A produção de rendas é uma tradição pernambucana que chegou à comunidade. O ofício, que é passado de geração em geração, foi ensinado por uma mestra rendeira pernambucana para todas as outras e, hoje, constitui principal fonte de renda das mulheres que fazem parte do grupo de mães da Oca. A produção das rendas é um trabalho totalmente manual.

Conselheiras do Fundo Social aprovam projetos para 2020

As conselheiras do Fundo Social de Solidariedade de Barueri – Estrela Guia reuniram-se na sede da SADS (Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social) para o último encontro do ano. Na pauta estavam as conquistas do trabalho do Fundo Social neste ano e a aprovação de contas para o ano que vem. 

Foram aprovadas as contas do Fundo e as despesas para 2020. Há gastos previstos para o Empório Mães Cuidadoras, padaria artesanal, bolsa-auxílio para o Núcleo de Moda e ReNascer. O saldo para 2020 é de R$ 152.440,42. 

Participaram do encontro as conselheiras do Poder Público e da sociedade civil: Sônia Furlan, presidente, Valéria Fugii, vice, Adriana Bueno Molina, secretária da SADS, Roseli Rocha, tesoureira, Fabíola Sarcinella, Marilene Freitas, Roberta Furlan, Meire Ribeiro e Cristina Fiorita. 

Sônia Furlan conduziu a reunião e falou sobre os avanços do programa ReNascer, Empório Mães Cuidadoras, Campanha do Agasalho, novos cursos para o Centro Comunitário Jaraguá-Mirim e o Núcleo de Moda, que será inaugurado no Engenho Novo. A presidente do Fundo abordou ainda as campanhas feitas no município, como o McDia Feliz e a Corrente do Bem, além da participação no Outubro Rosa, e divulgou o resultado parcial das doações de um dia de salário do 13º dos funcionários públicos. 

Leite 

Durante a reunião, a conselheira Roberta Furlan entregou 1.000 pacotes do leite em pó La Serenissima. A doação foi obtida através da Revista Vero e destinada ao Fundo Social.